• Apologética Cristã

  • Defesa da Fé

  • Artigos e Livros

SOBRE

Lucas Banzoli (11/09/1992) é graduado em Comunicação Institucional pela UFPR, é pós-graduado em História pela UCAM, licenciando em história pela UEPG e mestre em teologia pela FTBP. Apaixonado por teologia, é autor de vinte livros cristãos e cinco blogs apologéticos, cujos artigos estão reunidos em um só lugar neste site.

20 de junho de 2018

55 Entenda tudo sobre a Inquisição e a caça aos “hereges”


Nota: Este artigo é extraído de um dos capítulos do meu livro sobre a Reforma (ainda em construção). Para ler mais sobre Inquisição, consulte os artigos deste índice. Boa leitura!

17 de junho de 2018

117 E quando a história secular não confirma a Bíblia?



Há alguns dias o leitor Gabriel Tavares comentou neste artigo sobre um argumento usado por Bart Ehrman e outros céticos que põe em xeque o relato do julgamento de Jesus. Os evangelistas fazem menção à tradição de se soltar um prisioneiro por ocasião da Páscoa, mas, segundo eles, não há nada a respeito dessa suposta tradição na história secular, o que provaria que os evangelistas inventaram essa história para embelezar o relato da condenação de Cristo. Eu iria responder sobre isso no próprio comentário em questão, mas resolvi transformar em artigo e desenvolver o tema porque isso envolve bem mais do que apenas a cena do julgamento de Jesus, pois diz respeito a uma discussão central entre teólogos conservadores e liberais, que é a necessidade de confirmação dos relatos bíblicos em fontes seculares da mesma época.

15 de junho de 2018

84 Um exemplo simples e prático da desonestidade e canalhice dos apologistas católicos



Eu já denunciei várias e várias vezes aqui a típica desonestidade da apologética católica, que aprendeu bem com os jesuítas a se apropriar da mentira como recurso para defender “a verdade” (ou seja, os delírios que ensinam contra o consenso unânime dos historiadores sérios e da Bíblia). Grande parte desses apologistas sabe que estão mentindo e sabe que são desonestos, mas não se envergonham disso, pois pensam que para “defender a Santa Igreja” vale qualquer coisa, até pacto com o pai da mentira. Alguns que não conhecem este blog acham que isso é exagero, mas quem já acompanha há mais tempo sabe que a capacidade de mentira vinda dessa gente é incomparável e inigualável.

13 de junho de 2018

74 Como funciona a mente de um zumbi tridentino (Parte 4)


ATENÇÃO: este artigo é uma coletânea de pérolas católicas, e portanto uma fonte potencialmente inesgotável de risos. Se você não está bem de saúde para perder o ar de tanto rir (ou de chorar, dependendo do caso), eu advirto a não continuar lendo isso. Já está advertido. Em caso contrário, pode começar lendo a parte 2 e a parte 3, além do meu artigo introdutório. Dessa vez eu vou comentar menos e deixar que os prints falem por si mesmos. Vou dividir em seções, a começar pela mais rotineira.

10 de junho de 2018

110 O aniquilacionismo é pior que um tormento eterno?



Há pouco mais de uma semana alguém perguntou em um grupo de apologética protestante se eu era o único aniquilacionista dali. O resultado foi bastante surpreendente até para mim: embora o grupo não conte com membros adventistas ou TJ, dos que se manifestaram 7 disseram ser imortalistas, 10 disseram ser aniquilacionistas e outros ainda não tinham certeza, o que superou minhas melhores expectativas. Isso lança bastante esperança para o futuro da teologia, que cada vez mais tende a pender para o lado que demonstra mais força intelectual nos argumentos, em vez do tradicional “efeito manada” onde todo mundo segue o lado da maioria sem questionar. 

Na verdade, só o fato de existir quem não tem certeza e prefere estudar a fundo o assunto antes de tomar um lado já é um imenso e significativo avanço em relação à época em que ninguém sabia nada e achava que sabia tudo só por defender o que a cartilha mandava. Se alguém fizesse essa mesma pergunta há uns dez anos atrás e surgisse uma única pessoa se dizendo aniquilacionista, ela seria massacrada e tratada como louca ou adepta de "seitas", por isso eu noto com orgulho essa evolução na forma de pensamento.

5 de junho de 2018

108 Por que Deus não nos criou direto no Céu, sem a possibilidade de pecar?



Em meu artigo anterior abordei a questão se teremos livre-arbítrio na eternidade, e a resposta (atenção: spoiler!) foi que sim. Mas de que modo teremos livre-arbítrio para sempre, se não poderemos mais pecar? Isso eu respondi mostrando exemplos práticos e textos bíblicos que nos deixam claro que na eternidade nós não sentiremos absolutamente vontade nenhuma de pecar, o que inviabilizará inteiramente as chances de incorrermos em algum pecado. O raciocínio é um pouco extenso e não tão simplista assim, por isso se você está lendo este artigo sem ter lido antes o anterior, faça questão de ler o outro artigo antes de continuar lendo este aqui.

2 de junho de 2018

122 Teremos livre-arbítrio na eternidade?



Uma discussão muito popular que se vê na internet é se no Céu, nova terra ou em qualquer lugar onde os cristãos creem que passarão a eternidade haverá livre-arbítrio, ou se em função do fato de não haver mais pecado o livre-arbítrio estará inviabilizado e não mais existirá. Isso porque a forma com que a maior parte dos apologistas responde ao problema do mal é apelando ao livre-arbítrio, e se não haverá qualquer resquício de mal no estado eterno logicamente não faria sentido continuar havendo o livre-arbítrio.

30 de maio de 2018

101 Irlanda legaliza o aborto e sepulta uma das maiores manobras católicas contra o protestantismo


Eu não ia escrever sobre isso, e na verdade já tinha escrito um artigo quase pronto sobre um outro assunto, mas não posso deixar passar essa: a Irlanda, país esmagadoramente católico, legalizou há poucos dias o aborto em todo o país. Saiu em todos os jornais, mas caso você não ainda não esteja sabendo, veja aqui. E não adianta falar que foi uma decisão unilateral “de cima pra baixo” com uma Suprema Corte ou um congresso votando as leis contra a vontade da população, porque foi justamente o contrário: um referendo que convocou todo o povo a decidir o que queria, onde os pró-vida perderam por 66%.

26 de maio de 2018

81 A terra irá durar para sempre ou Deus a destruirá e criará outra?



Atenção: Este é um artigo que visa primordialmente responder à pergunta do título, mas mesmo que você não tenha o mínimo interesse neste assunto em particular não deixe de ler até o final, porque ele tem muitas implicações sobre o dilúvio, a volta de Jesus, o milênio e o estado eterno, e eu aposto que muita coisa que você nunca ouviu falar antes e ficará curioso em saber, concordando ou não com a minha análise. Boa leitura!

22 de maio de 2018

91 Resolvendo o “problema sinóptico” da origem e fonte dos evangelhos



Este artigo será certamente um dos menos lidos do blog porque o assunto não é popular e a discussão não interessa à maioria das pessoas comuns. No entanto, no ambiente acadêmico, acredite, este é um dos temas mais discutidos, muito mais do que discussões populares como “calvinismo vs arminianismo” e coisas do tipo. No meu mestrado, por exemplo, havia uma matéria só sobre isso, onde todas as hipóteses são apresentadas e discutidas. Para não tornar o texto exaustivo, aqui eu não vou trabalhar com todas as hipóteses já formuladas, mas com as duas principais.

18 de maio de 2018

120 Os evangélicos são “otários” e "orgulhosos" por dirigirem suas orações direto a Deus?


O vídeo não é recente, mas revela muito do caráter desse homem idolatrado pelos tridentinos, que nutre um ódio imenso aos evangélicos mesmo quando aparenta uma fala mansa e humilde. Mesmo em um monólogo em que “debatia” consigo mesmo e “refutava” um protestante imaginário criado pela sua mente brilhante e não em um debate real, o padre Paulo Ricardo xingou os evangélicos de “otários” – em plena missa, diga-se de passagem – apenas porque nós dirigimos nossas orações a Deus (enquanto eles são obrigados a passar por um panteão de “santos” e “santas” sem nenhuma base bíblica ou mesmo lógica). Assista se tiver estômago forte:

14 de maio de 2018

71 Nos lembraremos uns dos outros na eternidade ou haverá uma “amnésia celestial”?



A tese de que haverá uma “amnésia celestial” ao chegarmos à presença de Deus tem crescido nos últimos anos por diferentes e estranhas razões. Segundo os proponentes dessa teoria, na eternidade nós não teremos lembrança nenhuma de qualquer evento que se passou na terra – ou seja, uma verdadeira amnésia celestial, que para nós na eternidade faria parecer que fomos criados naquele exato momento, como se não tivéssemos tido uma vida anterior. Na verdade já há muito tempo o meu amigo Mauro César me pediu para escrever sobre o tema, e só uma coisa explica o porquê que eu venho me esquecendo de abordar este assunto esse tempo todo: amnésia.

11 de maio de 2018

81 Evangélicos que escandalizam o mundo



Há poucos dias recebi um comentário de um leitor que afirmou que “isso só serve pra causar escândalo, principalmente para os ímpios”. Não, ele não estava falando de algum ato pecaminoso, de um roubo, mentira, fornicação ou de alguma maldade cometida contra alguém. Em vez disso, estava falando do... tamanho do meu cabelo. É isso mesmo. Eu já vou comentar sobre isso, mas isso me levou a um momento de reflexão. E logo de cara, quero adiantar que ele tem razão em partes: há mesmo atitudes tomadas por cristãos que servem de escândalo até para as pessoas do mundo. Aqui vou citar algumas delas, a começar por uma pregação que eu tive o desprazer de conhecer há algumas semanas, a qual foi compartilhada em grande número de comunidades de facebook. Peço apenas que assistam aos poucos minutos dessa “pregação”, atribuída a um tal de “pastor Tupirani”:

6 de maio de 2018

103 Os dez autores que mais impactaram a minha vida



Alguns devem se lembrar que anos atrás surgiu uma “modinha” de facebook em que uma pessoa dizia os 15 autores que mais a influenciaram e então marcava alguém que deveria fazer o mesmo, e assim sucessivamente. Eu fui marcado pelo meu amigo Reginaldo Castro e fiz a tal lista que agora nem me lembro os nomes, mas como com certa frequência as pessoas me questionam sobre materiais que eu recomendo e que também podem edificar a vida delas, eu decidi elaborar essa lista dos dez autores que mais impactaram a minha vida.