11 de setembro de 2016

5 Artigos sobre Imortalidade da Alma



• Artigos sobre o estado intermediário



• Artigos sobre o significado de alma e espírito



• Artigos sobre o significado de Sheol e Hades



• Artigos sobre imortalidade da alma na História



• Artigos sobre aniquilacionismo dos ímpios



• Artigos sobre ressurreição dos mortos



• Artigos sobre experiências de quase-morte



• Artigos sobre imortalidade da alma e ciência



• Artigos sobre o ladrão da cruz (Lucas 23:43)



• Artigos sobre Samuel e Saul em En-Dor



• Outras refutações

Lista de artigos-resposta sobre imortalidade da alma
Paulo Leitão refuta completamente o mortalismo de forma totalmente irrefutável (eu me rendo)


- Siga-me no Facebook para estar por dentro das atualizações!



5 comentários:

  1. Deus seja louvado quem vai comentar alguma coisa DIANTE DE TANTAS PROVAS SOU ADVENTISTA DO SETIMO DIA OBRIGADO LUCAS PELA PROFUNDIDADE DAS EXPLICAÇÕES..EMBORA JA CRER ASSIM MAS SUAS EXPLICAÇÕES SAO MAIS PROFUNDAS AINDA

    ResponderExcluir
  2. Na minha opinião, o maior apologista/defensor do mortalismo/aniquilacionismo do Brasil!

    ResponderExcluir
  3. Olá Lucas! Muito bom o estudo. A Palavra de Deus é clara sobre o estado do homem na morte, não deixa dúvidas. A primeira mentira sobre a face da terra foi justamente a de que a alma é imortal, mentira essa que chega até nossos dias, e serve de base para mil e uma teorias de várias religiões cristãs e não cristãs.
    Mas, como você, eu fico com a Bíblia. Ela é clara e não deixa dúvidas.
    Parabéns pelo teu trabalho. Deus tem sido honrado com teus valiosos estudos e certamente ele continuará te abençoando com clareza e discernimento.

    ResponderExcluir

Fique à vontade para deixar seu comentário, sua participação é importante e será publicada e respondida após passar pela moderação. Todas as perguntas e comentários educados são bem-vindos, mesmo que não tenham a ver com o tema do artigo. Críticas serão publicadas desde que não faltem com o respeito e não sejam feitas em anonimato.

Caso o seu comentário não tenha sido publicado dentro de 24h, reenvie-o.