11 de dezembro de 2018

200 Qual é a verdadeira origem de Satanás?



Historicamente as igrejas cristãs tem sempre entendido que Satanás nem sempre foi “Satanás” (ou seja, opositor ou adversário, que é o significado do seu nome), mas era no princípio um anjo de luz que por desobediência e rebeldia foi expulso do Céu – levando uma parte dos anjos consigo – e se tornou aquilo pelo qual conhecemos hoje. Este é um dos poucos assuntos em que as igrejas protestantes, católicas e ortodoxas concordam, e me parece não ter havido controvérsias antigas a este respeito. Era um raro consenso, apesar de tantas divergências que sempre marcaram todas as eras. Mas em tempos recentes, alguns têm colocado este ensino em xeque – principalmente grupos de “desigrejados”, embora a ideia tenha alguma aceitação entre um ou outro cristão denominacional.

Eu preciso primeiramente dizer que não tenho nada contra que doutrinas sejam colocadas em “xeque”. Pelo contrário, esse apelo cego à “tradição” é a raiz de muitos males, uma vez que erros e mais erros são inventados em algum momento e com o tempo ganham o status de “tradição”, e a partir daí se tornam inquestionáveis e sacrossantos. Isso é uma peste na teologia, talvez a mais difícil de se lidar, pois é de senso comum que o mais “tradicional” é o mais verdadeiro, embora isso seja na verdade uma falácia ad antiquitatem, de apelo à tradição. Toda doutrina pretensamente estabelecida precisa ser confrontada, pois somente assim poderemos saber se ela é ou não verdadeira. Não há doutrina que esteja isenta da “peneira bíblica”, de passar pelo filtro das Escrituras e provar seu valor.

Não obstante, as bases pelas quais se estabelecem a teoria alternativa são frágeis e menos sólidas do que a da tese tradicional neste caso. Segundo eles, Satanás já teria sido criado como “Satanás”, nunca foi bom e nunca caiu do céu, e é na verdade um “servo negativo” de Deus. Por “servo negativo”, eles entendem que na verdade Satanás não está realmente se opondo aos planos de Deus, mas está trabalhando em favor desses planos fazendo o “trabalho sujo” que Deus não pode fazer (mas quer!). Um dos sites que defendem essa teoria explica a coisa assim: “Afinal, quem incitou Davi? Deus ou o diabo? Digamos que foi Deus, usando seu servo negativo, Satanás. Ele é o instrumento da ira de Deus, já que Deus é amor e é imutável. Ele criou O assolador para destruir, no momento em que ele precisa usar alguém assim” (fonte).

O problema com essa teoria é que ela faz de Deus um cínico e manipulador. Deus não pode fazer o mal, mas quer fazer o mal mesmo assim, então usa o diabo como “capacho” para cumprir esse desejo. Isso é o mesmo que eu querer a morte de alguém, mas ao invés de ir lá matar o sujeito eu contrate um assassino de aluguel para fazer o trabalho sujo por mim. Segundo os proponentes dessa tese, Deus faz isso e passa impune, pois agindo assim a culpa é toda do diabo. Eu não apenas acho isso completamente errado moralmente como também incompatível biblicamente. Por exemplo, lugar nenhum da Bíblia diz que Deus “usou o diabo” para enviar o dilúvio, que foi a maior tragédia física de todos os tempos. Quando Deus quer executar algum juízo, ele mesmo faz isso.

Ademais, a definição do diabo como um “servo de Deus” confronta seu próprio significado etimológico, que é de opositor. Um opositor que está trabalhando junto com a pessoa para cumprir o mesmo plano não é um opositor de verdade, e mal serve de opositor de mentirinha. Seria o mesmo que eu chamar o tal assassino de aluguel que eu contratei de “opositor” meu, o que seria completamente falso (mas não se preocupe, eu não pretendo contratar um assassino de aluguel ainda). A conclusão inevitável é que o diabo é realmente um inimigo, não um servo obediente usado de capacho ou alguém que já tenha sido criado com essa natureza demoníaca.

Os adeptos dessa tese alternativa fazem uso de alguns textos para provar que o ser que chamamos de diabo “já nasceu diabo”, como esses aqui:

“Quem comete o pecado é do diabo; porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo” (1ª João 3:8)

“Jesus disse: ‘Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira’” (João 8:44)

Há, porém, duas formas de se interpretar esses versículos sem a implicação que lhe é dada pelos adeptos dessa tese: (a) que os textos fazem menção ao diabo como diabo; ou seja, que o diabo peca desde quando é “diabo” propriamente dito, e não que ele não possa ter sido outra coisa antes; (b) que esse “princípio” não se refere a um tempo cronológico específico, mas é uma forma de dizer que peca desde os tempos antigos. Note que o segundo texto citado faz menção a um pecado bem específico, o do homicídio. Mas acontece que o primeiro homicídio no qual o diabo pode ter tido participação foi o homicídio de Caim, que ocorreu provavelmente séculos após a criação do homem, já que está implícito que a terra já estava relativamente povoada nessa ocasião (cf. Gn 4:14).

Se o diabo passou séculos sem “matar” ninguém e mesmo assim é «homicida desde o princípio», é perfeitamente possível que este “princípio” não abranja todos os momentos, ou seja, que houve uma época – cronologicamente falando – em que ele não era um homicida, embora tenha se tornado um muito cedo. Em consonância a esta conclusão temos a própria continuação do verso, que logo após dizer que ele foi «homicida desde o princípio» complementa dizendo que ele «não se firmou na verdade». Ora, se ele não se firmou na verdade, é porque algum dia esteve na verdade. Se eu digo que o Paraná Clube “não se firmou na Série A do Campeonato Brasileiro”, está implícito que ele esteve na Série A, mas caiu cedo. Da mesma forma, se é dito que Satanás “não se firmou na verdade”, está implícito que ele esteve na verdade um dia – o que já refuta a tese de que ele já foi criado com uma natureza essencialmente maligna desde o princípio cronológico dos tempos.

Há um texto em que Jesus corrobora este pensamento, quando diz que “vi Satanás caindo do céu como relâmpago” (Lc 10:18). Isso mostra que Satanás estava no céu e que de fato caiu de lá, exatamente conforme a teoria tradicional diz. Talvez seja o texto mais forte em favor disso, levando em consideração que a Bíblia pouco aborda a história do diabo. O artigo recém-mencionado cita ainda Isaías 47:5 para dizer que Deus criou o mal (como significando que ele “criou o diabo”).  Contudo, o original hebraico possui quatro palavras diferentes para o “mal”, e nem todas elas representam o mal moral. Aqui a palavra hebraica utilizada é , que tem como um de seus significados «calamidade» (Strong, 7451).

Essa interpretação é mais reforçada pelo contexto, que traça um contraste entre paz e guerra, e não entre bem e mal. Se a tradução correta fosse por “mal”, o texto estaria contrastando o bem e o mal, e ficaria assim: «eu faço o bem e crio o mal». Mas o “mal” aqui está em contraste com paz, o que significa que está falando da guerra, que é o oposto da paz. Norman Geisler e Thomas Howe concordam com isso no “Manual Popular de Dúvidas, Enigmas e ‘Contradições’ da Bíblia”:

Na sua forma temporal, a execução da justiça de Deus às vezes é chamada de “mal”, porque parece ser um mal aos que estão sujeitos a ela (cf. Hb 12:11). Entretanto, a palavra hebraica correspondente a “mal” () empregada no texto nem sempre tem o sentido moral. De fato, o contexto mostra que ela deveria ser traduzida como “calamidade” ou “desgraça”, como algumas versões o fazem (por exemplo, a BJ). Assim, se diz que Deus é o autor do “mal” neste sentido, mas não no sentido moral.

Assim, a tradução mais correta desse verso é aquela oferecida pela Nova Versão Internacional e por outras traduções, que diz:

“Eu formo a luz e crio as trevas, promovo a paz e causo a desgraça; eu, o Senhor, faço todas essas coisas” (Isaías 45:7)

A “desgraça” (NVI) ou “mal” (ARA) não é o mal moral, como o pecado, mas a guerra, em contraste com a paz. Muito menos diz respeito ao diabo, como se o texto estivesse dizendo que Deus o criou assim. O artigo também cita Isaías 54:16, onde Deus diz que «criei o assolador para destruir». No entanto, apesar do texto não detalhar que “assolador” ou “destruidor” é esse, a maioria dos eruditos bíblicos concorda que não se trata do diabo, mas sim dos seres humanos citados na primeira parte do mesmo verso, os quais forjam as suas armas para este fim (veja aqui). Ou seja, é uma alusão ao fato de que Deus pode usar a guerra e exércitos inimigos para executar seus juízos sobre o mundo (o mesmo sentido expresso no outro verso, de Isaías 45:7).

O artigo também cita textos onde o diabo precisa da “permissão” de Deus para agir de determinada maneira, como quando pediu para peneirar os discípulos (Lc 21:31-32) ou no episódio de Jó. Mas isso não significa que o diabo esteja agindo como um servo de Deus para cumprir as vontades divinas, apenas significa que Deus continua soberano e por isso nada no universo pode ocorrer sem sua permissão (mesmo quando a razão para isso é respeitar o livre-arbítrio dos seres criados e aceitar as consequências de seus atos). Ou seja, muitas vezes o motivo dessa “permissão” não tem nada a ver com a sua vontade, assim como um pai pode permitir que seu filho rebelde vá para o bar beber de tanto insistir nisso, mesmo sem concordar nada com essa atitude, mas para respeitar sua liberdade ainda que mal usada.

Tome como exemplo o texto em que Paulo diz que “eu mesmo, Paulo, quis visitá-los, e não apenas uma vez, mas duas; Satanás, porém, nos impediu(2Ts 2:18). Observe que não é dito que aquela viagem era contra a vontade de Deus ou que Deus tenha mudado de ideia em relação a isso. É dito claramente que Satanás o impediu. Sabemos que Paulo ganhou muito mais lutas do que perdeu, mas ele era humano e, às vezes, Satanás obtinha êxito em frustrar seus planos. Isso não se parece muito com um “cão amarrado à coleira”, embora em um sentido ontológico nada escape à soberania divina. Ou seja, Satanás não tem liberdade para fazer “o que quiser” (senão provavelmente já teria possuído alguém para explodir uma bomba atômica e aniquilar a vida humana na terra), mas também não é um “pau-mandado” de Deus. Ele é um inimigo, mas um inimigo sujeito a certas limitações, que jamais terá uma manopla com todas as joias do infinito.

O outro texto citado é o de 1º Crônicas 21:1, que diz que Satanás incitou Davi a fazer o recenseamento de Israel, em conexão com 2º Samuel 24:1, que aparentemente diz que foi Deus quem fez isso. Este é um dos textos mais “problemáticos” da Bíblia (no sentido de abrir margem para múltiplas interpretações), e você pode ter uma ideia da quantidade de interpretações diferentes possíveis aqui. Como são muitas, eu me limitarei a citar as três principais aqui.

A de Geisler e Howe é a que mais se aproxima da posição deles, pois eles também entendem que Deus incitou Davi usando Satanás para este fim (embora nenhum dos dois creia na tese de que Deus criou “Lúcifer” já mau, já que isso não é uma implicação lógica e irredutível do texto). Outra é do meu professor-orientador do mestrado, Antonio Renato Gusso, um dos maiores linguístas do Brasil, que defende a tese de que na época em que 2º Samuel foi escrito os judeus ainda desconheciam a figura do diabo (em função da revelação progressiva) e por isso atribuíram a Deus, enquanto na época em que 1º Crônicas foi escrito essa crença já estava mais clara e o autor pôde dizer que foi Satanás.

Mas ambas essas teses – junto a outras que não vem ao caso aqui – me desagradam por razões diferentes, as quais não me aprofundarei para não tornar o artigo exageradamente longo. A que considero mais plausível é a de Albert Barnes, que argumenta que 1º Crônicas não está falando de Satanás em pessoa, mas de “um adversário”, que é seu significado mais frequente do termo no AT. Diferente de outros textos como Jó 1:6 e Jó 2:1, aqui não há o artigo definido, que caracterizaria Satanás (lembre-se que o hebraico bíblico não tinha distinção entre maiúsculas e minúsculas, então a identificação dependia basicamente do artigo e do contexto). Ele também argumenta que no outro texto (o de Crônicas) quem incita não é Deus, mas um sujeito não identificado (a tradução mais correta seria “Davi foi incitado”, e não “incitou Davi”), o qual seria o mesmo adversário de 1º Crônicas, trazendo o mesmo sentido aos dois textos. Seja como for, a passagem de modo algum implica que Satanás seja um “servo de Deus” (ainda que ocasionalmente ele pudesse se prestar a isso, claro que não intencionalmente).

O artigo também objeta a dois textos clássicos que são tradicionalmente usados na defesa da tese de que Satanás era antes um anjo de luz. Eles estão em Ezequiel 28 e em Isaías 14. Geralmente os que negam que esses textos se refiram ao diabo dizem apenas que se referem ao rei de Tiro (no caso de Ezequiel) e ao rei da Babilônia (no caso de Isaías), mas o autor do artigo (que prefere não se identificar) diz que o primeiro texto fala de Adão, e o segundo de Cristo. Eu não vou transcrever os textos aqui por serem longos demais, mas você pode consultar a sua Bíblia nos textos em questão e constatar as seguintes características:

Ezequiel 28
Isaías 14
Era perfeito em sabedoria e formosura (v. 12)
Caiu do céu e foi atirado à terra (v. 12)
Estava no Éden (v. 13)
Queria erguer seu trono acima das estrelas (anjos) de Deus (v. 13)
Era um querubim guardião (v. 14)
Queria ser como o Altíssimo (v. 14)
Era inculpável até se achar maldade (v. 15)
Mas será atirado ao abismo (v. 15)
Tornou-se orgulhoso por sua beleza (v. 17)
Será um “cadáver pisoteado” e atirado fora do túmulo (v. 19)
Foi atirado à terra (v. 17)
Não terá um sepultamento porque destruiu a terra e matou seu povo (v. 20)
Será consumido com fogo e “não mais existirá” (vs. 18-19)
Seus filhos são malfeitores que também serão mortos (vs. 20-21)
Em vista da completa impossibilidade de se tratar apenas de uma descrição do rei de Tiro e da Babilônia (dadas as discrepâncias bastante nítidas), a maioria dos intérpretes bíblicos ao longo dos séculos têm entendido esses dois textos como uma profecia de dupla referência, que se aplica parcialmente aos respectivos reis, mas parcialmente a um outro sujeito, que é aquele a quem hoje chamamos de Satanás. Isso seria uma confirmação bem mais clara de que o diabo foi um dia um anjo bom, que se desviou e foi expulso do céu, cujo fim está determinado por Deus. Mas o autor do artigo argumenta que a outra referência no primeiro texto é a Adão, e a segunda é a Jesus.

De fato, Adão estava no Éden (v. 13) e presumivelmente era perfeito em sabedoria e formosura (v. 12), mas ele não era um querubim, como diz o texto (v. 14), que é por definição «um ser angelical» (Strong, 3742). Pelo contrário, é dito que Deus colocou dois querubins para guardar o jardim, após eles terem sido expulsos dali (Gn 3:24), o que elimina a possibilidade de querubins serem seres humanos como Adão. Além disso, não faz sentido dizer que Adão «caiu à terra» (v. 17) depois de pecar, já que ele já estava na terra. Por fim, seria temeroso afirmar tão categoricamente que Adão será consumido no dia do juízo e já não existirá (vs. 18-19), já que não sabemos se Adão foi salvo ou não (a despeito de ter cometido o primeiro pecado). Mas com Satanás, tudo isso se encaixa como uma luva.

Agora pensemos no outro texto, de Isaías: ele não pode estar falando de Jesus, porque diz respeito a alguém soberbo que por orgulho quis ser igual a Deus – não tem nada a ver com ser igual a Deus no sentido de ter natureza divina ou coisa do tipo. O «caiu do céu» e «foi atirado à terra» (v. 12) não pode ser uma referência à encarnação de Cristo, porque diz respeito a um tipo de condenação por seu orgulho (i.e, uma expulsão, e não um ato voluntário da parte dele). E Jesus não foi atirado fora do túmulo, não teve uma descendência ímpia que será morta com ele e nem assassinou alguém. O texto em seu contexto não tem nenhuma aplicação positiva, mas novamente cai como uma luva em Satanás, que quis ser igual o Altíssimo, que não terá um sepultamento, que é homicida e que será aniquilado juntamente com “sua descendência”, ou seja, os ímpios que o seguem.

Note ainda as semelhanças entre ambos os textos, que mais uma vez nos indicam fazer referência ao mesmo sujeito, que não é Adão e nem Cristo. E o segundo texto ainda diz que será atirado no abismo, que é justamente o lugar de aprisionamento dos demônios, como já escrevi neste artigo (nunca é dito na Bíblia que uma pessoa humana é lançada neste lugar espiritual). Há ainda uma confirmação apocalíptica disso, que não foi mostrada e nem comentada no artigo deles, mas que também é importante neste sentido:

“Houve então uma guerra no céu. Miguel e seus anjos lutaram contra o dragão, e o dragão e os seus anjos revidaram. Mas estes não foram suficientemente fortes, e assim perderam o seu lugar no céu. O grande dragão foi lançado fora. Ele é a antiga serpente chamada diabo ou Satanás, que engana o mundo todo. Ele e os seus anjos foram lançado à terra” (Apocalipse 12:7-9)

Você vai dizer: “Mas Lucas, o Apocalipse é simbólico!”. É verdade, mas este texto já é uma interpretação da simbologia, que aparece alguns versos antes:

“Então apareceu no céu outro sinal: um enorme dragão vermelho com sete cabeças e dez chifres, tendo sobre as cabeças sete coroas. Sua cauda arrastou consigo um terço das estrelas do céu, lançando-as na terra” (Apocalipse 12:3-4)

Aqui aparece a mesma coisa, mas em linguagem simbólica. O que os versos 7-9 fazem é explicar o significado dessa simbologia, dizendo que o “dragão” é Satanás, que as “estrelas” são anjos, que a “cauda” que arrastou um terço das estrelas para fora do céu é a batalha que eles perderam e então foram expulsos, etc. Como este texto já é a explicação do simbolismo, então ele próprio não pode ser simbólico, até porque não faz sentido nenhum uma simbologia explicar outra simbologia em um ciclo sem fim. Uma explicação de simbologia presume um teor literal. Há coisas que João explica o significado em seu livro (ex: “o lago de fogo é a segunda morte” – Ap 20:14), e outras que ele não explica (mas que podemos deduzir através do raciocínio lógico, do conhecimento histórico ou da conexão com outros textos). Felizmente, essa é uma das partes que ele explica, o que torna claro a existência da guerra no céu e a verdadeira e única origem de Satanás.

Em tempo: antes que me questionem a respeito, não, “Lúcifer” não é o nome do diabo. Mas este é um outro assunto, que eu já tratei neste outro artigo (que é um extrato do meu livro “Exegese de Textos Difíceis da Bíblia”, disponível na página dos livros). Infelizmente, navegando pelo site em questão eu descobri que eles defendem várias outras coisas estranhas, como por exemplo que não devemos mais batizar nas águas e nem celebrar a Santa Ceia, que o Apocalipse já passou, que não existe pecado, que os demônios já estão todos mortos, entre outras esquisitices (para dizer pouco).

Infelizmente, em se tratando de teologia parece que só existem dois grupos: o dos “obstinados”, que aprendem de um jeito e não abandonam nada mesmo que se prove que alguns aspectos desse “pacote pronto” estão errados, e o dos “revoltados”, que descobrem que uma coisa está errada e já chutam o balde rejeitando todo o pacote de uma vez só. É bom ser questionador, mas é melhor ainda saber reconhecer quando o seu questionamento está errado – como tudo aponta ser o caso aqui.

• Compartilhe este artigo nas redes:


Paz a todos vocês que estão em Cristo.

Por Cristo e por Seu Reino,
- Siga-me no Facebook para estar por dentro das atualizações!


- Baixe e leia os meus livros clicando aqui.

- Acesse meu canal no YouTube clicando aqui.


ATENÇÃO: Sua colaboração é importante! Por isso, se você curtiu o artigo, nos ajude divulgando aos seus amigos e compartilhando em suas redes sociais (basta clicar nos ícones abaixo), e sinta-se à vontade para deixar um comentário no post, que aqui respondo a todos :)   

200 comentários:

  1. BONZOLAO vc poderia me ajudar, eu estou discutindo com um psicologo de esquerda "Cristão" que diz que a Terapia Da Reorientação Sexual é falsa e baseada em achismo:

    "de fato ando estado errado sobre muitas coisas, mas sobre a questão de tratamento para a ''reversão de homossexualidade'' eu não estou errado, não pq sou eu quem está dizendo, mas pq até hoje todas as tentativas de aplicar métodos que prometiam esses resultados simplesmente falharam, a Psicologia não pode prometer o que não pode fazer, assim como a Psiquiatria ou qualquer outra ciência."

    "conforme eu havia dito antes, e você encontrará a mesma resposta de 99% dos psicólogos, a Psicologia é uma prática pautada pelos métodos científicos, não é achismo, não é intuição nem qualquer outra que difere de ciência, e se a ciência diz que até agora não houveram resultados positivos para essas práticas então nós não tentamos fazer, não é questão de liberdade é ética. Aconselho você procurar mais informações em cartilhas que são distribuídas gratuitamente nos CRPs e subsedes ou em PDF nos sites dos CRPs, essas informações ficam bem claras lá
    "

    Oq vcs poderiam responder para esse cara ???? Nao entendo muito de Psicologia e nao sei como refuta-lo, por favor me ajude!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele não está essencialmente errado, de fato até hoje a psicologia não encontrou um "método" eficiente e preciso para reverter a homossexualidade, o que existem são alguns (poucos) casos de ex-homossexuais, mas essa "reorientação" se deu através da religião e não da psicologia. Dizer que a psicologia encontrou um método de reorientação sexual seria realmente um embuste.

      Excluir
    2. Lucas, pra você, a homossexualidade é uma ação demoníaca (como afirmam alguns pentecostais), uma questão de opção/gosto/identidade (minha opinião) ou já se nasce homossexual (como afirmam alguns psicólogos)?

      Excluir
    3. Psicologia é 80% achismo. Responda assim. Não é ciência. Até porque o objeto de estudo dela, a alma, a mente humana, é algo tão complexo que eu creio ser impossível que se possa chegar próximo de uma ciência sobre isso. E "ciência" também é usada, e muito, politicamente. Esse ser abstrato, a ciência, tratada por alguns como Deus, não é infalível.

      Excluir
    4. "Lucas, pra você, a homossexualidade é uma ação demoníaca (como afirmam alguns pentecostais), uma questão de opção/gosto/identidade (minha opinião) ou já se nasce homossexual (como afirmam alguns psicólogos)?"

      Alguns nascem com uma tendência, outros se tornam após traumas como um abuso infantil. Não creio que alguém simplesmente "decida" se tornar gay, pelo menos nunca vi um caso assim, nem mesmo faria sentido "escolher" uma coisa dessas, isso seria como você como hétero "escolher" sentir atração por outro homem, isso é simplesmente impossível porque atração não é algo que a gente escolhe racionalmente, é algo que acontece, por isso não tem sentido tomar o homossexualismo como uma escolha (a não ser que um hétero escolhesse fingir que sente atração por pessoas do mesmo sexo quando não sente, o que seria irrisório). Também não acho que a homossexualidade seja causada pelo demônio, se fosse assim bastaria um exorcismo ou uma conversão genuína e pronto, a pessoa estaria livre desses sentimentos, mas não é isso o que acontece em 99% dos casos. Assim como um hétero convertido ainda sente desejo por outras mulheres que não a sua, pornografia e etc, um gay convertido ainda sente atração por outros homens, mas tem que lidar com isso com oração e abstinência.

      "Avalie: https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=979842455535067&id=100005279648445"

      Isso já foi refutado aqui:

      http://heresiascatolicas.blogspot.com/2014/01/estudo-exegetico-completo-sobre-mateus.html

      Excluir
    5. Banzolao falando em homossexualidade, concordas que atualmente há muitas pregações agressivas desnecessárias contra a homossexualidade? Eu sei que a homossexualidade é um pecado e como tal deve ser sempre condenada, mas não achas que alguns pregadores como o Malafaia exageram nas pregações contra esse tema? Fica parecendo que a homossexualidade é o pior dos pecados e prejudica a evangelização dos homossexuais, eu frequentava a AD Bom Retiro do Pr Jabes Alencar e o Malafaia que é muito amigo do Jabes pregava comcfrequência nessa igreja e o intérprete dedlibras das pregações quando se declarou homossexual foi inteiramente rechacado pela liderança da igreja e acabou se afastando

      Excluir
    6. Avalie: http://angueth.blogspot.com/2010/01/expondo-as-perigosas-premissas-dos.html?m=1

      Excluir
    7. "Banzolao falando em homossexualidade, concordas que atualmente há muitas pregações agressivas desnecessárias contra a homossexualidade? Eu sei que a homossexualidade é um pecado e como tal deve ser sempre condenada, mas não achas que alguns pregadores como o Malafaia exageram nas pregações contra esse tema? Fica parecendo que a homossexualidade é o pior dos pecados e prejudica a evangelização dos homossexuais, eu frequentava a AD Bom Retiro do Pr Jabes Alencar e o Malafaia que é muito amigo do Jabes pregava comcfrequência nessa igreja e o intérprete dedlibras das pregações quando se declarou homossexual foi inteiramente rechacado pela liderança da igreja e acabou se afastando"

      Também acho, concordo contigo.

      "Avalie: http://angueth.blogspot.com/2010/01/expondo-as-perigosas-premissas-dos.html?m=1"

      O artigo é excelente, conseguiu provar duas coisas: que o catolicismo romano é antiliberal e ainda que eles não entendem bulhufas do que seja liberalismo, então mata dois coelhos com uma cajadada só.

      Excluir
    8. Qual sua opinião sobre as heresias de Silas Malafaia, Marco Feliciano, Tomás de Aquino, Conde Loppeux, Thomas Jefferson e outros?

      Excluir
  2. o q vc acha dos judeus que falam que o NT não tem compromisso com datas ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os evangelhos de Mateus e Lucas não tem "compromisso com datas" porque a intenção deles é fazer um compilado de tudo o que Jesus disse de mais importante, e não sobre o que disse antes ou o que foi dito depois. É diferente de Atos, por exemplo, que é uma descrição cronológica dos atos dos apóstolos. São apenas métodos diferentes.

      Excluir
  3. Varão servo do Deus Altíssimo, parabens pelo seu trabalho, aprendo muito com ele, tu és vaso escolhido, varão macho, jovem valoroso. Que o Senhor te dê sabedoria e graça para seguir em frente. Feliz a mulher que te gerou e te amamentou!!

    ResponderExcluir
  4. Banzoli, por que é que muitos cristãos aqui no Brasil se escandalizam tanto por causa de bebidas alcoólicas? Vou dar um exemplo:
    Digamos que eu tenha uma adega na minha casa com garrafas de whisky, vodka e alguns licores onde de vez em quando escolho alguma dessas bebidas e consumo no máximo um copo por semana, sem estar viciado e sem me embriagar (as vezes passo um mês inteiro sem colocar uma gota na boca), apenas por apreciar tais bebidas mesmo. Mas muitos me criticam por consumir esse tipo de bebida e dizendo que estou pecando e que isso não é coisa de cristão, por mais que eu não me embebede e nem esteja viciado ou algo do tipo. Eu falei sobre cristãos no Brasil pois pelo que pude perceber, em países como os EUA ou Escócia eles não veem problema nenhum em um cristão consumir álcool moderadamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema é conseguir "beber moderadamente". Pode não ser o seu caso, mas eu conheço muita gente que dizia que bebe moderadamente mas que em alguma circunstância acabaram se embebedando (às vezes porque outras pessoas as incentivavam a beber em ambientes sociais). Na dúvida é sempre melhor simplesmente não beber, nem experimentar alguma vez (até porque eu não acho que quem começa a beber na primeira vez já tem a intenção de ficar bêbado; as pessoas começam pensando que vão ter controle, e depois de um tempo acabam se viciando nisso). Noé, por exemplo, era o homem mais justo do mundo inteiro de sua época e mesmo assim pecou certa vez com isso, não teve controle e se embebedou com o vinho. Então eu diria que é mais sábio e prudente simplesmente não experimentar nada do tipo, mesmo para quem julga ter pleno domínio sobre isso.

      Excluir
  5. Vou comentar mais sobre o "verdadeiro" nome do Diabo, que você linkou nesse artigo. Assim... Tecnicamente, não sabemos o verdadeiro nome dele, e eu realmente não vejo muito problema em chamar ele de Lucifer(mesmo sabendo que esse provávelmente não é o nome verdadeiro dele e/ou foi renomeado Diabo mesmo). Se é realmente um erro doutrinário, é muitooooo pequeno; eu mesmo vou continuar chamado ele de Lucifer, em situações didáticas e/ou cotidianas.

    Deus lhe ilumine!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema é que Lúcifer significa "estrela da manhã", que biblicamente falando é uma forma de elogio, uma coisa extremamente positiva que denota glória (por isso mesmo o próprio Jesus é chamado assim em Apocalipse 22:16), ou seja, coisas que já não são mais de modo algum aplicáveis a Satanás. Por isso é bom evitar o uso do termo.

      Excluir
    2. Entendo perfeitamente você. E eu nem chamo ele de Lucifer sempre; é tipo uns 0,005% das vezes.

      Deus lhe ilumine!

      Excluir
    3. 0,005% das vezes não está tão mal :)

      Excluir
  6. Lucas o que pensa sobre aquele argumento de que não existe anjos e demônios, e que os judeus apenas acreditavam nisso para explicar doenças, desastres naturais e outros problemas. Tem até Cristão que acredita nisso (ou seja acredita em Deus, mas não que exista demônios e anjos).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu creio na Bíblia, a Bíblia me diz que existem anjos e demônios, então eu creio em anjos e demônios, simples assim. E essa de que os judeus inventaram o demônio "para explicar desastres naturais" é muito sem base; o diabo pouco aparece no AT e quase todos os desastres naturais ali descritos são enviados da parte de Deus ou tem outras causas que não o diabo.

      Excluir
  7. Eu estive me perguntando esses dias, por que é que os católicos são tão baba-ovos da Polônia e da Península Ibérica? O que esses países fizeram de tão bom para serem tão endeusados pelos católicos?
    Obs: Como sempre, excelente artigo Lucas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Da Península Ibérica porque Espanha e Portugal sempre foram os mais apegados subservientes à Roma, os que mais perseguiam os "hereges" e "infieis", que expulsaram e mataram todos os não-católicos, ou seja, os que mais faziam a cara do papado. Já essa glorificação da Polônia é coisa mais recente de católico modinha, só porque a Polônia é o único país católico na Europa que ainda não legalizou o aborto (além da ilhazinha de Malta com 400 mil habitantes), então eles a usam como um "símbolo da moral da Sancta Igreja" (até daqui uns dez anos eles legalizarem também e aí esquecem a Polônia).

      Excluir
    2. Eu gosto da Polônia acho muito bonita pena que sofreu na mãos de Hitler e da União Soviética

      Excluir
    3. Lucas muitos católicos também exaltam a Polônia por não aceitar a grande massa de refugiados que segundo eles esta "destruindo a Europa" e por não abandonar os valores conservadores (por exemplo você não vê a Polônia como referencia quando se refere aos LGBTs ou feminismo como em outros países europeus), alem de ser um dos poucos países do mundo onde a população repudia igualmente o nazismo e comunismo (já que a Polônia foi invadida por ambos na segunda guerra mundial). Lembrando que é tudo segundo estes católicos.

      Excluir
    4. Em Portugual tem a aparição a Senhora de Fátima.Mas na Espanhá é o país mas tolerante a homossexualidade https://www.sedaintercambios.com.br/blog/10-paises-mais-tolerantes/

      Excluir
    5. "Lucas muitos católicos também exaltam a Polônia por não aceitar a grande massa de refugiados que segundo eles esta "destruindo a Europa" e por não abandonar os valores conservadores (por exemplo você não vê a Polônia como referencia quando se refere aos LGBTs ou feminismo como em outros países europeus), alem de ser um dos poucos países do mundo onde a população repudia igualmente o nazismo e comunismo (já que a Polônia foi invadida por ambos na segunda guerra mundial). Lembrando que é tudo segundo estes católicos"

      Isso tudo é apenas reacionarismo, não há nada feito por um sentimento conservador puro. Todas as pessoas que eu conheço que já viajaram pelo mundo dizem que a Polônia é o lugar mais racista e preconceituoso que já conheceram, pense em um país governado por um monte de "condes Loppeux", essa é a Polônia. Por isso eles não permitem nem a união estável homossexual, quiseram até proibir os Teletubbies na TV de lá porque um dos personagens parecia ser gay. Recentemente eles quase conseguiram aprovar uma lei na qual uma mulher em grave estado de saúde que corresse risco de vida seria obrigada a ter o bebê, como se só a vida intrauterina importasse, e fora dela fosse totalmente descartável. A Polônia é "conservadora" no mesmo sentido em que os países muçulmanos são "conservadores". Conseguiram se desvincilhar do comunismo e do nazismo, mas não do obscurantismo católico. Não à toa são um dos países mais atrasados da Europa.

      Excluir
    6. Eu admiro os poloneses por terem conseguido chutar tanto os nazistas quanto os comunistas de suas terras, mas infelizmente isso não muda o fato de serem racistas. Tome por exemplo esta notícia aqui, onde estudantes portugueses são agredidos por poloneses pelo simples fato de não serem poloneses: https://www.jn.pt/nacional/interior/tensao-cresce-entre-estudantes-portugueses-na-polonia-5145814.html

      Ou também esse vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=Klbaomc29LU
      É triste ver brasileiro apoiando esse tipo de atitude nos comentários desse vídeo, e o mais engraçado disso tudo é que esses brasileiros que mais idolatram a Polônia são justamente pardos mestiços de índios com negros e brancos que seriam tratados de forma ainda pior que os portugueses graças a cor de pele (os poloneses já praticam racismo contra os russos que tem olho azul e são tão brancos e loiros quanto eles, agora imagine como tratariam um brasileiro pardo de cabelos pretos e olhos escuros).
      Só lembrando que quando falo dos poloneses neste comentário estou apenas falando dos poloneses racistas, sem generalizar dizendo que todos são.

      Excluir
    7. E quando os católicos reacionários que amam a Polônia saem do Brasil pra morar fora, adivinha pra onde eles vão? EUA protestante (o maior país protestante do mundo, onde ironicamente mora o guru dos católicos, Olavo de Carvalho), Reino Unido protestante, Suécia protestante, Alemanha protestante, todos países de primeiro mundo e que são os mais receptivos para com imigrantes (alguns deles até demais). Nenhum deles quer morar nos países que eles mesmos chamam de "exemplos de conservadorismo cristão" como Polônia, Malta ou Croácia por exemplo (que também ironicamente, são os mais atrasados da Europa).

      Excluir
    8. É exatamente isso. Esses zé cruzadinhas de internet são os mais hipócritas imbecis do mundo, adoram um país ultra racista que não os suportaria nem por um segundo, e por isso mesmo preferem viver naqueles países protestantes malvados aos quais tanto repugnam atrás de um computador. Você disse tudo. É meio triste que católicos não sejam capazes de construir um único país decente, mas esse nem é tanto o problema já que eles não estão sozinhos nisso (muçulmanos também não sabem), o problema é quando começam a difamar aqueles que sabem.

      Excluir
    9. O mesmo acontece com o Estado de São Paulo e com os paulistas. A nova moda entre os Católicos dos chans e foruns é agora dizer que São Paulo é fonte de toda "degeneração" na cultura do Brasil e exaltar o Nordeste como a salvação da "cultura tradicional católica".
      Falam das nossas favelas e dos nossos problemas sociais, mas se fingem de desentendidos quando falamos a verdade: boa parte dos problemas de São Paulo surgiram de gente fugindo dquelas terras "tradicionalistas e morais" que nenhum desses hipócritas conhecem além das áreas turísticas.
      O povo paulistas tanto fez pelo bem do Brasil, e o que ganhamos? Destroem as nossas coisas e depois somos chamados de "escória".

      Excluir
    10. Mas eles estão certos, o Nordeste é mesmo o maior reflexo do catolicismo romano no nosso país, por isso as coisas lá estão tão boas (tão boas que eles correm de lá na primeira oportunidade, igual cubano pra Miami). É bem curioso essa correlação: quanto mais influência católica um lugar possui, mais atrasado e miserável ele é.

      Excluir
  8. Parabéns, Lucas!

    Satanás de tempos em tempos consegue embotar a mente de alguns para que surjam as mais perigosas heresias, como essa que tira a responsabilidade de Satanás sobre o mal. Ele quer tirar o dele da reta, é claro, e passar uma imagem de que ele "não é tão mal assim".

    De fato, o grande conflito sempre foi acerca do trono de Deus, de seu nome, de seu caráter. É isso que Satanás sempre atacou e continuará fazendo.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  9. Artigo fantástico Lucas!! parabéns.

    ResponderExcluir
  10. Esse ensino vem do judaísmo atual. Pro judaísmo, Satan é um anjo e no hebraico, anjo significa mensageiro, aquele que traz uma mensagem de alguém - não age por conta própria.

    Usam como base Jó, que você citou e também a tentação de Jesus no deserto, que seria por uma orientação divina.

    "Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo."

    Mateus 4:1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que eu entendo de Mateus 4:1 é que Jesus já antevia pelo Espírito Santo que seria tentado pelo diabo e por isso foi para o deserto, onde poderia se preparar e se consagrar melhor, longe de tudo e de todos.

      Excluir
  11. A Paz Lucas! Glória ao Deus vivo por sua sabedoria e discernimento. O tema está muito bem explicado! Quando me deparei com o artigo refutado, na hora percebi quanta loucura havia na abordagem do tema, o que pode induzir os leigos e desavisados e aos que tem preguiça de conhecer a verdade do Eterno Deus, sendo facilmente induzidos ao erro. Que o Senhor continue te abençoando e fazendo prosperar os seus caminhos e seus frutos para o Reino.

    Fica na Paz. Abs e obrigada!

    ResponderExcluir
  12. Lucas eu sou pentecostal, mas um cessacionistas me passou esse texto, como refutar:

    ''Vc crê que existam hoje Apóstolos do nível de Pedro, João e Paulo?? Profetas como Elias e Eliseu ?? Pessoas dotadas de capacidades sobrenaturais a nível militar/ Divino como Moisés e Josué??? Ou com super força como Sansão e Sangar ???

    - NÃO ??

    BEM-VINDO AO CESSACIONISMO
    (Cremos em milagres, não em milagreiros.)''

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Superforça" e "capacidades a nível militar" nunca foram dons espirituais do NT, são apenas espantalhos que ele criou. No NT existem muitos dons, principalmente:

      “Pelo Espírito, a um é dada a palavra de sabedoria; a outro, a palavra de conhecimento, pelo mesmo Espírito; a outro, fé, pelo mesmo Espírito; a outro, dons de cura, pelo único Espírito; a outro, poder para operar milagres; a outro, profecia; a outro, discernimento de espíritos; a outro, variedade de línguas; e ainda a outro, interpretação de línguas” (1ª Coríntios 12:8-10)

      Portanto para crer na contemporaneidade dos dons basta aceitar que Paulo escreveu isso a sério e que Deus não mudou de ideia depois. O problema é que os cessacionistas em geral levam tudo aos extremos, como se tivesse que existir profetas na estatura de Elias e Eliseu nos dias de hoje, em vez de aceitar que existem profetas da estatura de um Ágabo, no NT. Aí ficam aumentando as coisas e inventando outras a mais até desconfigurar a crença continuísta a ponto de torná-la "ridícula".

      Excluir
    2. Banzoli, não te parece estranho para os cânones cristãos o cessacionismo?
      Cristo não afirmou "...aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas"? João 14,12.

      Excluir
    3. Com certeza, o cessacionismo é estranho às Escrituras e à história cristã, além de totalmente sem sentido.

      Excluir
  13. Lucas cara, Quem você acha que são os 24 Anciãos descritos em Apocalipse 4:4 "E ao redor do trono havia vinte e quatro tronos; e vi assentados sobre os tronos vinte e quatro anciãos vestidos de vestes brancas; e tinham sobre suas cabeças coroas de ouro."

    Eu fiquei em dúvida, pois li no site Gotquestions.org afirmando que eles eram uma representação da Igreja arrebatada antes da tribulação e achei até coerente. Mas eu gostaria de saber a sua interpretação e de demais Pós-tribulacionistas.

    Vou deixar agr o link do artigo do Gotquestions.org

    Link do artigo: https://www.gotquestions.org/Portugues/24-anciaos-Apocalipse.html

    É só isso meu amigo, Graça e Paz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 24 na numerologia bíblica é = 12+12. Doze é o número das tribos de Israel e também o número de apóstolos, por isso somam 24. Pode significar os dois pactos (alianças) de Deus com a humanidade (um com Israel e o outro com a Igreja), como também pode ser uma alusão à adoração prestada por Israel no tempo do velho pacto e pela Igreja no tempo presente, ou mesmo uma visão futura dos dois juntos adorando a Deus quando Israel se converter em massa no fim dos tempos.

      Excluir
  14. Arrebatamento da igreja e segunda vinda são eventos distintos? Os pré tribulacionistas dizem que sim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Segunda vinda de Cristo é Jesus voltando (descendo ao nosso encontro) ao final da grande tribulação, e arrebatamento da Igreja é a Igreja subindo ao encontro com Cristo nesta ocasião. São coisas diferentes mas dentro do mesmo evento.

      Excluir
    2. E sobre satanás? É verdade que a figura do diabo tem influências a partir do dualismo da religião persa?

      Excluir
    3. Lucas, você viu essa aula (que tem cerca de 1 hora e 15 minutos) onde a professora Ivone Fedeli tenta refutar o Sola Scriptura? Esse vídeo demonstra que os católicos sempre batem num espantalho de quando se trata do assunto.

      https://youtu.be/WZlAX0V-Soc

      Excluir
    4. "E sobre satanás? É verdade que a figura do diabo tem influências a partir do dualismo da religião persa?"

      Não, a "religião persa" (zoroastrismo) veio depois do Judaísmo.

      "Lucas, você viu essa aula (que tem cerca de 1 hora e 15 minutos) onde a professora Ivone Fedeli tenta refutar o Sola Scriptura? Esse vídeo demonstra que os católicos sempre batem num espantalho de quando se trata do assunto"

      Não vi o vídeo mas suponho que se trata da esposa do falecido Orlando Fedeli, o criador da "Montfort". Essa gente nunca leu uma fonte protestante na vida, todas as críticas deles são baseadas em outros livros de autores católicos criticando o protestantismo, por isso sempre se resumem a ataques a espantalhos e argumentos bobos.

      Excluir
    5. Pelo que vi do vídeo, ela - e tantos outros apologistas católicos - claramente confunde "sola Scriptura" com "nuda Scriptura". A reforma nunca defendeu o conceito de nuda Scriptura (a idéia da escritura por si só). O que a reforma historicamente defendeu foi a ideia de que a escritura é a autoridade final em assuntos relacionados a fé e a salvação.

      Excluir
  15. Macho Valente, se o lago de fogo é a segunda morte, qual então e a primeira morte?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A morte pela qual todos nós passamos ao final da vida (à exceção de Elias e Enoque, que foram arrebatados e não passaram pela morte).

      Excluir
    2. A Primeira Morte é a morte natural que todos sofremos, no dia do Juízo Final após o retorno de Cristo, impios e fieis serão ressuscitados com corpo e tudo, os fiéis herdarão um corpo eterno para habitar no Reino de Cristo que ira se inaugurar na nova terra, e os impios irão sofrer a segunda morte, ou seja, deixarão de existir para sempre sem possibilidade de voltar a ver a vida mais uma vez, esta Segunda morte é apenas para os impios, demônios e para os pecados, pois todo este mal deixara de existir, e os fieis e pessoas boas continuarão existindo eternamente com Cristo.

      Excluir
    3. Enoque e Elias estão com mais de 6 mil anos de idade!!!!!!!!!!

      Excluir
    4. Então Lago de fogo é o inferno propriamente dito?

      Excluir
    5. O que eles comem no céu?

      Excluir
    6. "Enoque e Elias estão com mais de 6 mil anos de idade!!!!!!!!!!"

      Não vai caber velinha no bolo.

      "Então Lago de fogo é o inferno propriamente dito?"

      Leia a resposta do anônimo acima, mais claro que isso é impossível. O "lago de fogo" não é um lago literal, é uma simbologia usada por João para se referir à morte final. "Inferno" é outra coisa, é o geena que acontece depois da ressurreição.

      "O que eles comem no céu?"

      Mc Lanche Feliz.

      Excluir
  16. Banzolito, os demônios possuem livre-arbítrio? E quanto aos anjos bons?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depende do que você chama de "livre-arbítrio". Se for a capacidade de tomar decisões no cotidiano (escolhas não-determinadas previamente) sim, mas se se refere especificamente à capacidade dos demônios se arrependerem de seus pecados ou dos anjos bons apostatarem, eu entendo que não.

      Excluir
  17. Lucas,pq os cristãos não devem seguir os costumes judaicos nos dias de hj como o uso do quipá,as festas, etc...? Se não devemos segui-los, qual o motivo de Deus ter implantado eles e dps tirado ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque eram figuras (sombras) dos bens vindouros:

      "Portanto, não permitam que ninguém os julgue pelo que vocês comem ou bebem, ou com relação a alguma festividade religiosa ou à celebração das luas novas ou dos dias de sábado. Estas coisas são sombras do que haveria de vir; a realidade, porém, encontra-se em Cristo" (Colossenses 2:16-17)

      "A Lei traz apenas uma sombra dos benefícios que hão de vir, e não a realidade dos mesmos. Por isso ela nunca consegue, mediante os mesmos sacrifícios repetidos ano após ano, aperfeiçoar os que se aproximam para adorar" (Hebreus 10:1)

      Ou seja, eram sombras que apontavam para uma realidade futura (que estamos vivendo agora), e não o fim em si mesmo. Por isso cada aspecto da lei cumpre um significado neotestamentário (ex: circuncisão aponta para o batismo, páscoa representa a Santa Ceia, cordeiros sacrificados pelos pecados representavam o sacrifício de Cristo, e assim por diante).

      Excluir
  18. Olá Amigo, gostaria de saber a sua opinião sobre essa doutrina que diz não haver mais pecados no mundo porque jesus morreu e acabou com o pecado porque não há mais lei para ser transgredida e vivemos na graça.Para mim essa é uma doutrina muito estrana e não confiavel, o que você acha ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma invenção da cabeça deles, a Bíblia diz milhares de vezes que somos pecadores e que pecamos mesmo depois da conversão; nós somos livres do poder do pecado, não do pecado em si. E por mais que não haja mais lei de Moisés nós não estamos sem lei, mas sob a "lei de Cristo" (1Co 9:21). Por isso que quando Paulo fala que estamos na graça a primeira coisa que ele diz na sequência é que não devemos abusar dela para nos entregar ao pecado:

      "Que diremos então? Continuaremos pecando para que a graça aumente? De maneira nenhuma!" (Romanos 6:1-2)

      Excluir
  19. http://www.monergismo.com/textos/inferno/aniquilacionismo_packer.htm
    O que achas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já comentei esse artigo parágrafo por parágrafo na resposta aos comentários do "Apologeta" neste artigo:

      http://www.lucasbanzoli.com/2018/03/o-dragao-na-garagem-da-teologia-crista.html

      Excluir
  20. Olá o que vc acha da teoria que diz que os espíritos que baixam nos terreiros de candomblé seriam os filhos dos anjos com mulheres humanas de genesis 6? Eu sei que soa estranho mas já ouvi essa tese mais de uma vez inclusive de cristãos que já foram pais de santo.Que vc acha? Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem como ser esses de Gênesis 6 porque esses aí estão presos, tem que ser entre os demais que estão soltos. Eu escrevi sobre isso aqui:

      http://www.lucasbanzoli.com/2018/09/revelado-descubra-agora-quem-eram-os.html

      Excluir
    2. Não tem como ser esses de Gênesis 6 porque esses aí estão presos, tem que ser entre os demais que estão soltos. Eu escrevi sobre isso aqui:

      http://www.lucasbanzoli.com/2018/09/revelado-descubra-agora-quem-eram-os.html

      Excluir
  21. Você já deve ter percebido que as mitologias de povos antigos falam de guerras entre Deuses, eu acho que esses mitos foram originados da verdeira história que está na bíblia onde os anjos de Deus lutaram contra satanás.

    ResponderExcluir
  22. Que loucura! Um estudo que sugere que a não conformidade em crianças é por que elas tiveram "vidas passadas".

    http://pos-darwinista.blogspot.com/2018/12/a-reincarnacao-explica-o-transgenerismo.html?m=1

    Deus lhes ilumine!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deve ser dos mesmos criadores de "estudos sugerem que vacinas fazem mal e cigarro faz bem pra saúde".

      Excluir
    2. Embora eu tenha muita dúvida em relação à esse estudo e compartilhe da mesma opinião que você, temos que, pelo menos, dar um crédito a ele. Pois foi publicado em uma revista científica boa e revisada por pares.

      Deus lhe ilumine!

      Excluir
  23. A paz do Senhor Lucas,fiquei intrigado com o nome Lucifer ser Estrela da manhã. Quero aprender e entender mais do assunto. Tem como?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, recomendo este artigo onde escrevo sobre isso:

      http://ocristianismoemfoco.blogspot.com/2015/09/o-nome-do-diabo-e-lucifer.html

      Excluir
  24. Qual sus opinião sobre o PCcsiqueira(acho que é assim que escreve)? Vi a thumbnail de um vídeo que afirma que ele destruiu os argumentos do estilo do Felipe Pondé.

    E qual sua opinião sobre esse vídeo?:
    https://youtu.be/-MT2TXypE7c

    Deus lhe ilumine!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acompanho ele, mas qual vídeo ele "destruiu" o Pondé? Sobre o vídeo em questão, eu compreendo que ele pense que "o mundo está abandonado", mas eu discordo completamente. Mesmo com todo o mal que há no mundo há uma ordem, progresso e evolução que só são possíveis graças a Deus. Na verdade se não fosse por Deus sustentar o universo, possivelmente a vida humana já teria acabado, seja com uma bomba nuclear ou com guerras cada vez maiores e mais bárbaras, com o ser humano perdendo o grau civilizatório que possui. Mas é o contrário, no mundo há muito mais bem do que mal, muito mais pessoas boas do que pessoas ruins, e uma ordem em meio ao caos que sempre evita que a coisa toda desbande para o lado do caos completo.

      Excluir
    2. Sobre o vídeo que falei que o PCSiqueira destruiu argumentos como o do Pondé, é esse aqui:

      https://youtu.be/sTHpXDvY_LE

      Deus lhe ilumine!

      Excluir
    3. Esse aí não é o PC Siqueira, é o Paulo Ghiraldelli, o mesmo que disse que Jesus era pedófilo e que desejava que a Rachel Sheherazade fosse estuprada (e que constantemente entra em atritos tanto com esquerdistas quanto com direitistas porque é meio doidão da cabeça mesmo).

      Excluir
    4. Acho que me expressei errado, eu não quis dizer que o PCSiqueira destruiu o Pondé diretamente.

      É o vídeo, o que achou dele?(sei que até um cara louco pode dizer coisas lúcidas, as vezes).

      Deus lhe ilumine!

      Excluir
  25. Lucas, qual o significado da expressão "Filho do Homem" usada por Cristo referindo a si próprio? Ele queria afirmar que era humano tanto quanto os demais?

    ResponderExcluir
  26. Lucas, Por que há espíritos em prisão (1Pedro 3:18-31) ou seja preso e o diabo está solto?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O diabo possui algum "foro privilegiado" por ainda está solto?

      Excluir
    2. "Lucas, Por que há espíritos em prisão (1Pedro 3:18-31) ou seja preso e o diabo está solto?"

      Eu explico isso neste artigo:

      http://www.lucasbanzoli.com/2018/09/revelado-descubra-agora-quem-eram-os.html

      "O diabo possui algum "foro privilegiado" por ainda está solto?"

      Não sei se o termo em si cabe, mas o julgamento dele já está marcado, assim como dos homens ímpios. Mas enquanto este julgamento não acontece, nem um nem o outro estão presos.

      Excluir
  27. Banzoli,a pergunta pode soar meio estranha,mas existem algum livro básico sobre teologia cristã que você recomendaria para ateus ? Pode ser só o básico,de como funciona a Biblia,as interpretações,poesia.

    Vi alguns vídeos sobre pessoas que se formaram em seminários,mas sem chance de ler aqueles livros,não tenho muito tempo.Eu sei que o livro Metafísica do Aristóteles é fundamental,não ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é meio estranho, você quer algo básico e sugere Aristóteles? xD

      Aristóteles é bem complicado de se ler, uma leitura bem pesada e carregada, com uma linguagem defasada e extremamente técnica, tem até filósofo que não entende Aristóteles. Além do que seria bem inútil ler Aristóteles se seu interesse é em teologia cristã, já que Aristóteles era pagão e viveu antes do Cristianismo. Se você quer uma leitura mais leve porém muito forte argumentativamente em se tratando de ateísmo eu recomendo o "Não tenho fé suficiente para ser ateu", de Norman Geisler e Frank Turek, foi minha primeira leitura sobre o tema e continua sendo minha favorita.

      Excluir
    2. Mas o Aristóteles não era Politeísta Bonzolao. Ele tinha a crença em uma unica Deidade, o Primeiro Motor?

      Excluir
    3. Lucas, aproveitando o tema filosofia, qual sua opinião sobre a tese do filósofo Paulo Ghiraldelli que entende o cristianismo na sua origem como uma escola filosófica tal qual demais.
      Veja aí nesse link.
      https://youtu.be/kveHQHJVewc
      Obrigado amigo.

      Excluir
    4. "Mas o Aristóteles não era Politeísta Bonzolao. Ele tinha a crença em uma unica Deidade, o Primeiro Motor?"

      Ele era politeísta sim, mas cria em um Deus superior aos outros deuses que seria o "Primeiro Motor".

      "Lucas, aproveitando o tema filosofia, qual sua opinião sobre a tese do filósofo Paulo Ghiraldelli que entende o cristianismo na sua origem como uma escola filosófica tal qual demais"

      Nenhuma "escola filosófica" prega coisas envolvendo salvação da alma, ritos e cultos religiosos, além de doutrinas e moral. Isso está no campo da religião propriamente dita, foi assim que seus discípulos entenderam e assim que a coisa ficou.

      Excluir
  28. Venho aqui deixar a reflexão, que podem ver nesse artigo:

    http://novotempo.com/namiradaverdade/suicidio-e-salvacao/

    Para resumir melhor: Deus não condena uma pessoa por atos isolados de pecado; ele leva a vida toda de uma pessoa em consideração. Vamos supor que você, durante 50 anos da sua vida, andou(ou tentou no seu melhor) nas pegadas de Deus, mas ai você vê algo terrível na TV, e sente uma raiva tremenda, tanta que você jura que nunca poderia perdoar essa(s) pessoa(s). Você chinga ela(s) e amaldiçoa; mas ai você morre de infarto; essa cara estaria perdido? Creio que não!

    Deus lhes ilumine!

    ResponderExcluir
  29. Um bom PDF para vocês(Embora eu, pessoalmente, acredite que um pessoa nasce homossexual, coisa que o artigo em PDF parece dizer que orientação sexual não é escolha da pessoa; mas não por motivos biológicos, como eu acredito).

    http://novotempo.com/namiradaverdade/files/2015/05/Na_Mira_da_Verdade_Homossexualidade.pdf

    Acho que estou prevendo pensamentos como: "Se esse cara já nasce homossexual, então ele está perdido já!" (Suspiro) Não é bem assim, Jubileu! A Bíblia condena a pratica e não a pessoa que tem a tendência biológica(ou a orientação sexual).

    Vocês podem ler um pouco mais sobre orientação sexual aqui: https://en.wikipedia.org/wiki/Sexual_orientation

    Deus lhes ilumine!

    ResponderExcluir
  30. Fala Lucas tudo bem, sempre acompanho seus blogs a alguns, que Deus continue te abençoando e te dando sabedoria para falar sobre as coisas de Do Reino. Aproveitando que você tem escrito sobre polipolí também gostaria de sugerir a você escrever um artigo sobre a situação politica da França e principalmente a influência islâmica, como no caso dos protestos. E gostaria de saber se vc acha que a tendência na Europa e aumentar o islamismo. Fica na paz de nosso Senhor Jesus Cristo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A tendência é aumentar sim porque os muçulmanos costumam ter bem mais filhos em média do que um casal europeu comum (embora já não tenham tantos como antigamente, mas ainda tem muito mais que a média), mas a boa notícia é que a maior parte desses muçulmanos europeus são "globalizados", ou seja, tem pouco a ver com os muçulmanos do Oriente Médio que vivem fechados em uma caixinha no mundo deles, e vivem mais de acordo com um padrão europeu secularizado. Por isso há pouca semelhança entre um Zidane, por exemplo, e um muçulmano comum em algum país deles. Por isso a maior parte dos casos de ataques terroristas ou de crimes em geral praticados por muçulmanos na Europa são de imigrantes que foram para lá há pouco tempo, ou refugiados, não de famílias que já nasceram em solo europeu. Eu penso que a tendência mundial não é a islamização, mas a secularização. Não que isso seja uma ótima notícia, mas pelo menos é menos ruim que a islamização em si. Inclusive muitos muçulmanos já não levam mais a religião deles tão a sério como antes, o Islã está passando pelo mesmo processo do Cristianismo europeu só que a passos mais lentos.

      Excluir
  31. Gostaria de saber, dentro dessa temática infernal, sua opinião a respeito do livro A arte da guerra, do sun tzu. Muita gente acha o livro uma bíblia sobre guerra, e já contextualizaram esse livro em várias temáticas: arte da guerra para feministas; arte da guerra para empresa; já vi a arte da guerra para missionários... agora acho muito punk esse livro porque, lendo ele, dá pra ver que ele ensina a enganar, mentir, dissuadir, iludir, dissimular... tudo aquilo que o diabo é o pai. Mas pra efeito estatístico, esse livro funciona, e na prática. Muitas coisas da segunda guerra foram feitas com base no livro. O que pensar desse livro passando num filtro cristão?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho melhor evitar mesmo, pra quem tem a Bíblia esse tipo de livro com uma ética questionável deve ser dispensado. Sem falar que ele influenciou amplamente alguns dos regimes mais sanguinários da história, como a China de Mao Tsé-Tung. Uma ou outra coisa pode ser aproveitada, como Paulo disse "examinai tudo e retém o que é bom", mas de uma forma geral não é uma leitura espiritual ou sadia.

      Excluir
  32. Honestamente, olhando a ilustração da texto do site que tu citou dá pra perceber implicitamente a intenção do autor (ou até mesmo daquele que está por trás desse autor): dar aquela maquiadinha...

    ResponderExcluir
  33. Lucas, existe literatura suplementar apócrifa sobre o tema exposto?

    ResponderExcluir
  34. Olá Lucas! Como vai? Gostaria de saber se você pretende ler(talvez, até analisar) este livro:

    http://rothbardbrasil.com/wp-content/uploads/arquivos/deus-que-falhou.pdf

    A seguir, a proposta do livro: "Este livro é um golpe intelectual na democracia. Ele explica que ela é
    uma máquina de destruição de riqueza, de desperdício econômico e de
    empobrecimento; e ele a identifica como uma causa sistemática de cor
    -
    rupção moral e degeneração. Em suma: a democracia é mostrada como
    uma forma “branda” – e especialmente insidiosa – de comunismo. Ao
    mesmo tempo, este livro apresenta uma rigorosa defesa da instituição da
    propriedade privada, demonstrando que ela é uma condição necessária
    para a paz e a prosperidade duradouras.
    Esta obra favoravelmente contrasta as monarquias tradicionais e pré
    -
    -constitucionais e os reis com as modernas democracias e os primeiros
    -
    -ministros e presidentes – trata-se de uma tese que aparenta ser menos
    estranha aos ouvidos dos brasileiros e portugueses contemporâneos do
    que aos ouvidos dos americanos dos Estados Unidos. Mas este livro não
    é uma defesa da monarquia. Na verdade, ele defende o completo esvaeci
    -
    mento dos estados – tanto os monárquicos quanto os democráticos – e a
    sua sucessiva substituição por uma sociedade de leis privadas, por uma
    “ordem natural”. E ele advoga a
    descentralização
    e a
    secessão
    como meios
    adequados para esse fim – assuntos altamente polêmicos e controversos
    ao longo da história, especialmente na do Brasil(...)"

    Deus lhe ilumine!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso aí é o reflexo do estado de perturbação mental, fanatismo e radicalismo que a internet levou a tantas pessoas. Um tipo de material desses não merece ser lido ou comentado.

      Excluir
  35. Ótimo artigo como sempre!
    Banzoli, se os católicos afirmam tanto que não idolatram imagens nem estátuas, por que é então que eles idolatram a Senhora de Aparecida, sendo que ela nada mais é que uma simples estatueta de uma mulher que foi encontrada por pescadores? E o que você acha dos tais "milagres" que são atribuídos a ela?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles afirmam que "não adoram" da boca pra fora, na prática todo mundo sabe que eles adoram, até eles mesmos. Leia por exemplo as "Glórias de Maria", do doutor e santo católico Afonso de Ligório (citações na metade do artigo abaixo) ou o "Tratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem", de São Luís de Montfort, que literalmente colocam Maria acima de Deus.

      http://apologiacrista.com/a-igreja-catolica-e-a-igreja-fundada-por-cristo

      http://heresiascatolicas.blogspot.com/2016/02/dissertacao-sobre-o-tratado-de-devocao.html

      E essas são as obras mais recomendadas e lidas pelos católicos do mundo todo, obras essas que literalmente dizem que Maria é onipotente e toda-poderosa, que realiza pedidos que nem Deus é capaz de fazer, que a nossa salvação está nas mãos dela e que ela é a nossa única esperança protetora, dentre outras aberrações totalmente escandalosas. Sobre os "milagres", há "milagres" em todas as religiões (i.e, relatos de pessoas dizendo que foram curadas disso ou daquilo graças a alguma entidade), isso pode ser entendido de diversas maneiras: que elas foram curadas por outros meios mas atribuem a um aspecto sobrenatural, que Deus quis curá-las por misericórdia mesmo com elas atribuindo a cura a outro ser, que é o diabo atuando para receber a glória para si e deslocar o foco de Deus, etc. Que o diabo pode realizar milagres isso é muito claro na Bíblia, inclusive escrevi sobre isso aqui:

      http://heresiascatolicas.blogspot.com/2012/10/os-milagres-na-igreja-catolica-sao-de.html

      Excluir
  36. Avalie: https://acidblacknerd.wordpress.com/2018/12/17/10-motivos-pelos-quais-trump-nao-sera-reeleito/

    Fiquei preocupado com isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso tudo é verdade, mas cabe dizer que nas eleições passadas diziam a mesma coisa (que era "impossível" que o Trump ganhasse) e ele ganhou.

      Excluir
    2. Vc acha que uma derrota do Trump nas próximas eleições não possa atrapalhar o Bolsonaro negociar com os EUA?

      Excluir
    3. Não tem nada a ver, os presidentes democratas sempre negociaram com os outros países sem problema de viés ideológico, na verdade o que se pensava era que o próprio Trump poderia ser um problema por sua política relativamente protecionista (mas na verdade quem ficou no alvo dele foi a China, não os outros).

      Excluir
  37. Podia refutar isso:

    https://acidblacknerd.wordpress.com/2013/06/09/homossexualidade-e-pecado-segundo-a-biblia-parte-1-10-motivos-que-apontariam-que-nao/

    https://acidblacknerd.wordpress.com/2013/06/09/homossexualidade-e-pecado-segundo-a-biblia-parte-2-10-motivos-que-apontariam-que-sim/

    Fiquei com muita duvida depois de ter lido isso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos lá:

      1) Jesus também não condenou expressamente coisas como pedofilia, zoofilia e estupro, nem por isso vamos considerar essas coisas moralmente aceitáveis. Ele não precisava mencionar expressamente cada coisa, porque por inúmeras vezes condenou a "imoralidade" (porneia) em si, o que no conceito hebraico abrange todas essas coisas, o que para os seus receptores originais já era suficientemente claro.

      2) Isso eu refutei aqui:

      http://ocristianismoemfoco.blogspot.com/2015/09/a-proibicao-ao-homossexualismo-em.html

      3) Não tem sentido nenhum um heterossexual ter relações homossexuais, na verdade qualquer heterossexual teria nojo disso, seria portanto uma condenação inócua e sem sentido. Sobre isso eu abordo em mais detalhes aqui:

      https://www.youtube.com/watch?v=F1uspXT9jTE

      4) Também é "genético" o sentimento pedófilo (pedófilos geralmente não "escolhem" sentir desejo por crianças, eles sentem porque tem esse sentimento dentro deles, igual os homossexuais), nem por isso é considerado moralmente aceitável. Da mesma forma que a pornografia e masturbação são "genéticos" a homens heterossexuais mas nem por isso deixam de ser pecado.

      5) Esse argumento não tem sentido, uma vez que há pessoas que nascem fisicamente impossibilitadas disso (por exemplo, os amputados). Isso é decorrente do pecado humano, cujas consequências permanecem geração após geração.

      6) "Sodomia" é um termo bíblico que significa relações sexuais de homem com homem, é como qualquer léxico define "malakoi" e "arsenokoitai". O fato de existir um verso de Ezequiel dizendo que os habitantes de Sodoma também tinham outros pecados não anula este fato.

      7) O fato de haver "teólogos" que dizem isso é irrelevante, não apenas porque a esmagadora maioria pensa o contrário (à exceção dos teólogos liberais, cuja maioria são ateus e anticristãos e negam o próprio conceito de pecado em si), mas porque a verdade é definida pelo que diz a Bíblia e não pelo que teólogos dizem.

      8) A Bíblia de Jerusalém não é a melhor Bíblia e todos os léxicos do grego provam o contrário a isso (como eles próprios reconhecem no outro artigo):

      https://www.ultimato.com.br/revista/artigos/296/os-malakoi-homossexuais-passivos-e-os-arsenokoitai-homossexuais-ativos

      9) Idem.

      10) Isso já foi respondido no artigo sobre Levítico, Jesus em momento nenhum revogou a lei sobre homossexualismo.

      Excluir
    2. Sobre a pedofilia, gostaria de que você me amostace alguns estudos recentes sobre o efeito das ações de pedofilos em crianças, até mesmo aquelas que "concordaram" em ter relações com esses adultos. E eu gostaria de saber sua opinião sobre o link abaixo:

      https://www.psychologytoday.com/us/blog/sex-dawn/201309/can-pedophilia-ever-be-mild

      Deus lhe ilumine!

      Excluir
    3. A declaração do Dawkins foi totalmente infeliz, aliás ele tem acumulado declarações repugnantes (como quando recomendou o aborto para bebês com Síndrome de Down). Não importa se é uma forma mais "leve", a pedofilia é sempre condenável e sempre tem o potencial de trazer consequências maléficas para a vida das crianças, dependendo da forma com que elas reagem a isso.

      Excluir
    4. No final do artigo, como se pode observar, o autor afirma que não devemos universalizar a pedofilia como sendo ruim. De certa forma, eu concordo; assim como bebidas alcoólicas, por exemplo: tem gente que bebe e não tem problemas de saúde nenhum(embora creio que seja a minoria). Depende de como uma pessoa reage(biologicamente ou psicologicamente) a uma situação que pode deixar uma ação ou coisa ruim, embora, no geral, como você falou, pedofilia, assim como bebidas alcoólicas, deve não ser cultivado em nenhuma hipótese.

      Deus lhe ilumine!

      Excluir
  38. Deixarei uma reflexão para vocês. Recentemente, eu percebi que existem algumas pessoas(bem intencionadas, ou não) usando a Bíblia para afirmar que ser rico é pecado; especialmente quando Jesus fala que "É mais fácil um camelo passar por uma agulha, do que um rico entrar no Céu"... Mas eu acho que essas pessoas se esquecem de Abraão, Davi, Salomão, etc. Pessoas que eram milionárias, e mesmo assim, estão na galeria dos heróis da fé! O problema não é ser rico, e sim amar a riqueza.

    Vamos a um exemplo prático: vamos supor que você é gordo, mas quer emagrece; ficar saudável e esbeldo. Problema nenhum! Você conseque, fica filézão, saudável para caraca. Mas ai você começa a ficar admirando a si mesmo até de mais; fica arrogante, se acha o último biscoito(ou bolacha, sei lá), desdenha os outros, etc. Você está errado de querer ficar saudável? Creio que não! Mas a admiração execiva por você mesmo por ser(ou está agora) filézão é sim o erro em si.

    Deixo agora um link para vocês:

    http://biblia.com.br/artigos/o-que-jesus-quiz-dizer-com-a-expressao/

    Deus lhes ilumine!

    ResponderExcluir
  39. Alguém de vocês conhece(ouviu falar) desse cara que o link abaixo fala?; o cara que fez pacto com o Mochila de Criança.

    http://novotempo.com/radio/atus-e-arrempendimento/

    Deus lhes ilumine!

    ResponderExcluir
  40. Lucas,eu tenho uma dúvida.

    Na época de Jesus muita gente acreditava numa alma imortal.Ao contar a parábola do Rico e do Lázaro,Jesus parece reforçar essa doutrina,ele não poderia ter contado outra parábola?.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Naquela época todos os seus ouvintes estavam acostumados a ouvir parábolas e todos eles sabiam que se tratava de verdades espirituais e não-literais, essa coisa de literalizar parábola é moda de "teólogos" modernos tendenciosos e/ou ignorantes, que não entendem nada de cultura judaica e muito menos de parábolas. Seria como alguém hoje em dia contar uma piada sobre "no céu tem pão", e daqui uns dois mil anos uma sociedade totalmente diferente da nossa com uma cultura totalmente diferente da nossa usasse isso como uma "prova" de que as pessoas no céu comem pão, interpretando as piadas que contamos hoje ao pé da letra. Ou seja, é apenas burrice, não um "reforço doutrinário".

      Excluir
    2. Entendi.Eu ia até complementar a pergunta dizendo que ele poderia até contar essa parábola porém deixando claro a inexistência de um estado intermediário.

      Excluir
    3. Realmente essa parábola sempre é contada pelos imortalistas e cria confusão para aqueles que ainda não se decidiram.Uma pessoa comum que ouve essa parábola acredita que ela está se referindo tbm a um estado intermediário.Será que Jesus não previu a confusão que essa parábola iria trazer?.Acho que até os fins dos tempos existirá debates em cima dela.

      Excluir
    4. Mas aí seria extrapolar os limites, seria o mesmo que argumentar que Paulo não previu a "confusão" que Romanos 9 traria (ou se você for calvinista, que outros tantos textos usados pelos arminianos trariam), e o mesmo pode ser dito de cada uma das minhas "206 provas contra a imortalidade da alma" (no caso da alma ser realmente imortal), cada uma delas podendo levar a crer que a alma não é. Ou seja, independentemente de qual seja o seu ponto de vista sobre qualquer doutrina que seja, sempre haverá textos que serão usados pelo outro lado na defesa da tese deles, textos esses que poderiam simplesmente não existir caso os escritores bíblicos não quisessem escrevê-los, mas não é da responsabilidade deles cogitar o que teólogos de séculos ou milênios mais tarde pensariam a respeito desses textos, se alguém erra na interpretação a culpa é do intérprete e não de quem escreveu a mensagem, a não ser que este tenha escrito de forma deliberadamente dúbia para seus receptores originais (o que não é o caso aqui). Em suma, se essa lógica fosse levada para o campo doutrinário como um todo simplesmente acabaria com a teologia, e os escritores bíblicos basicamente não poderiam escrever nada pois sempre haverá coisas que serão interpretadas de uma maneira incorreta, seja por boa ou má intenção.

      Excluir
  41. Como saber se em determinada situação a pessoa está tendo delírios / esquizofrenia ou se é manifestação espiritual demoníaca?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A pessoa em si não tem como saber no momento em que está tendo essas coisas, mas se ela leva uma vida com Deus em integridade e santidade, a opção da "manifestação demoníaca" está descartada. Da mesma forma, se oram por ela e ela manifesta algum demônio e precisa ser exorcizada, a opção do simples "delírio" é que é descartada.

      Excluir
  42. Lucas, receber o Espírito Santo é o mesmo que ser batizado no Espírito Santo?

    A priori eu entendo que todos os verdadeiros crentes recebam o Espírito Santo e são participantes dos dons, embora nem todos granjeiam esses dons, por isso eles ficam "omitidos". E eu entendo que receber é o mesmo que ser batizado, e que esse batismo pode ou não ser evidenciado com línguas estranhas.

    E outra questão, alguns crentes entendem que o batismo no Espírito é dado na conversão, mas em atos 19 alguns crentes foram batizados antes nas águas ( então eu suponho que foram convertidos aí) e só um pouco depois receberam o Espírito Santo. Então não é necessariamente na hora da conversão?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu entendo da mesma forma que você, inclusive escrevi sobre isso aqui, recentemente:

      http://www.lucasbanzoli.com/2018/11/batismo-no-espirito-santo-significa.html

      O que aconteceu em Atos 19 é que aquelas pessoas nem sequer sabiam que o Espírito Santo existia, por isso não puderam recebê-lo mesmo após serem batizadas nas águas (At 19:2), mas depois que Paulo lhes falou sobre o Espírito Santo e eles o receberam foram batizados com o Espírito Santo, pois o batismo no Espírito equivale a receber o Espírito (o que só acontece se a pessoa o aceita e o recebe de livre e espontânea vontade, da mesma forma que aceitamos a Cristo).

      Excluir
  43. Lucas Banzoli, você morreu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Lucas Banzoli, você morreu?"
      Ele só responderia do além se tivesse uma alma imortal.

      Excluir
    2. "Lucas Banzoli, você morreu?"

      Ainda não, apenas saí de férias (e já voltei).

      "Ele só responderia do além se tivesse uma alma imortal"

      Uma alma imortal e um wi-fi que funcionasse bem.

      Excluir
    3. "Uma alma imortal e um wi-fi que funcionasse bem"

      kkkkkkkkkkkkkkkkk

      Cadê aquele seu amigo que contava piadas? O "amigo do Banzolão".

      Excluir
    4. Sumiu, vai ver deixou de ser meu amigo :(

      Excluir
  44. Banzoli só o fato de Deus permitir o mal, isso já não mancha o caráter dEle? Se sabemos que algo ruim está para acontecer, e podemos evitar que esse algo aconteça, e não evitarmos, nós somos culpados de tudo de ruim que esse algo trazer. Se Deus poderia evitar a Queda e suas consequencias desastrosas, e não evitou, Ele não se torna culpado por tudo de ruim que acontece? É óbvio que as pessoas são culpadas, pois fazem o mal. Mas quem permitiu também é culpado. Tanto quem faz o mal, quanto quem permite, tem culpa no caso. Qual sua opinião?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu abordo e explico essas coisas nesses dois artigos (os dois são complementares, então é preciso ler ambos, apesar de ser o segundo que aborda isso mais especificamente):

      http://www.lucasbanzoli.com/2018/06/teremos-livre-arbitrio-na-eternidade.html

      http://www.lucasbanzoli.com/2018/06/por-que-deus-nao-nos-criou-direto-no.html

      Excluir
    2. Na minha opinião isso não resolve o problema. Quando se dar um presente muito bom pra alguém, não se expõe essa pessoa ao sofrimento antes. Se amamos mesmo, damos o presente sem exigir nada, muito menos sofrimentos. Eu jamais farei isso com alguém. Se eu vou dar algo a alguém, eu dou e ponto final. Se for pra dar um lugar de gozo eterno e antes permitir desgraças, então não dê esse lugar. Não tivesse nem criado pessoas e nem anjos. E também os sofrimentos são desiguais. Alguns sofrem muito, outros sofrem pouco. Ou todos eram pra sofrer muito, ou todos sofreria pouco. Ou todos são livrados de um acidente, ou ninguém era pra ser livre. Você só aponta defeitos em uma vida perfeita sem o mal inicialmente, antes da Queda, e ver vantagens na existência das coisas ruins. No final das contas, é como se o mal fosse bom, e a perfeição fosse ruim. Isso é inversão de valores. Você não falou isso diretamente, mas o que se deduz de toda a sua argumentação ao longo desses dois artigos é que a inexistência do mal é algo mal. Em todo caso, foi interessante esses seus artigos. Mostra uma visão alternativa da que é geralmente exposta por alguns: de que só há livre-arbítrio quando se pode escolher algo contrário a sua natureza. Mas sobre Deus ter culpa no caso, não resolve. Mesmo o céu sendo infinitamente bom, e no final glorificarmos a Deus pelo livramento do mal, entre outras coisas que você cita, mesmo assim Deus é conivente com o mal. Como um Ser é considerado perfeito e totalmente santo e é conivente com o mal? Perfeição moral é conivência com o mal é duas coisas mutuamente excludentes.

      Excluir
    3. Isso tudo é apenas a repetição dos mesmos argumentos que eu já comentei e refutei tanto nos artigos quanto nos comentários dos artigos. Não existe "bem" se não existe "mal", não faria nem sentido se dizer que uma coisa é "boa" se não existisse a sua antítese, para que haja o bem e a devida consciência e valorização do que ele significa necessariamente deve existir sua antítese, ou seja, o mal, em alguma quantidade que seja. E que esta quantidade não é maior do que os homens podem suportar isso é perceptível de inúmeras formas, o que inclui o fato de que a esmagadora maioria das pessoas prefere continuar vivendo do que simplesmente se matar, porque entendem que VIVER COMPENSA, mesmo considerando todos os males pelos quais passamos. Se esta vida compensa mesmo com todos os males, quanto mais quando pensamos sob a perspectiva do eterno, quando não haverá mais mal algum. Mas eu não vou prosseguir essa discussão aqui, eu apenas respondo comentários com perguntas ou dúvidas, não fico me metendo em discussões infrutíferas que não levam ninguém a nada e que no final se tornam disputas de ego ou bate-boca, se você quer debater isso sugiro que procure outra pessoa, eu não estou aqui para isso.

      Excluir
  45. Olá. Recentemente você está escrevendo qual(is) obra(s)?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O segundo volume do livro da Reforma (o primeiro é esse aqui abaixo):

      http://www.lucasbanzoli.com/2018/08/novo-livro-500-anos-de-reforma-como-o.html

      Excluir
  46. Banzolão você acha que o excesso de bolsonarismo pode prejudicar a igreja no Brasil?Pergunto isso porque notei que algumas páginas cristãs que antes faziam evangelismo,divulgavam material teológico,agora só dedicam a defender o Bolsonaro,olha essa aqui por exemplo,https://www.facebook.com/ro.moreira2/,deixou de ser uma página cristã presbiteriana para virar uma página puramente bolsonarista,que comprou toda a agenda do Bolsonaro,inclusive os aspectos que na minha opinião são negativos,como a defesa da ditadura militar e a visão negativa dos refugiados e imigrantes,o que achas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo totalmente com a sua análise. Política tem a sua importância, mas jamais deveria obstruir ou substituir a pregação do evangelho, que é incomparavelmente mais importante. Deus não nos chamou para pregarmos Bolsonaro, mas para anunciar Cristo ao mundo.

      Excluir
    2. Eu concordo mas discordo quanto a parte de imigração: a gente não vê decapitação por aqui nos moldes do Estado Islâmico justamente porque a população muçulmana é bem menos de 1%. E, estatisticamente falando, cristãos e judeus não decapitam ninguém ultimamente... muito menos se explodem.

      Excluir
    3. Mas os que praticam decapitação do Estado Islâmico são os do Oriente Médio nas regiões controladas por eles, não esses imigrantes (especialmente em se tratando dos refugiados, que são os que fogem do ISIS para salvar suas vidas, quando poderiam facilmente se aliar a eles caso preferissem).

      Excluir
  47. Até o Marco Feliciano comprou essa ideia de que não teve ditadura no Brasil,acho péssimo um pastor ter esse posicionamento,já que houveram torturas e assassinatos praticados pelo regime e um pastor cristão deve estar sempre a favor da vida e deve sempre repudiar a violência seja por parte dos guerrilheiros comunistas seja por parte dos militares,https://www.youtube.com/watch?v=tSqZ3w5i5mc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eliezer Rodrigues Costa24 de dezembro de 2018 23:57

      Ditadura houve sim, mas não é da forma que a esquerda narra amigo. Se formos analisar os números de mortes feitos pelos militares veremos que eles chegavam por volta de umas 500 pessoas, algo muito pequeno se comparado ao que o Peron fez na Ditadura Militar Argentina, onde ele tirou a vida de mais de 40.000 pessoas. Outro exemplo que podemos usar em comparação é 100.000 mortos da Cuba de Fidel Castro (país tamanho e população bem menores do que a do Brasil.) Claro que nada disso justifica a crueldade que os nossos militares tiveram, mas , como vc mesmo mencionou existiam tbm grupos guerrilheiros que desejavam implementar o socialismo no país, algo que diferentemente de hoje era possível naquela época, sendo que em 64 já estávamos na guerra fria e a URSS financiava diversos grupos Marxistas aqui na América Latina.

      Excluir
    2. Infelizmente o Marco Feliciano parece que só aprende as coisas depois de uns dez anos, deve ser por isso que apoiou a Dilma até 2010, agora apoia ditadura militar e olavismo, essa gente é do tipo que só aprende depois que bate a cabeça na parede. No mais, eu concordo com o comentário do Eliezer, inclusive foi precisamente o que eu respondi há um tempo atrás, houve ditadura sim com todas as características de uma, só que bem mais branda se comparada às ditaduras de esquerda ao redor do mundo.

      Excluir
    3. Na democracia de hoje é hipernormal mais de 60 mil pessoas morrerem de homicídio anualmente. A ditadura poderia ser o que for, mas morria-se menos.

      Excluir
    4. Isso é questionável. Provavelmente o índice de homicídios hoje é maior mesmo, mas deve-se considerar que a população na década de 70 era metade do que é hoje (mais gente, mais crimes). Além disso há dados que demonstram que os homicídios dobraram entre o período de 1960 e 1970, ou seja, justamente quando os militares assumiram o poder (e continua aumentando desde então). O problema é que os dados da ditadura são extremamente escassos justamente por causa da censura, pois desejava-se passar a imagem de um país harmonioso, de ordem e paz, então os dados eram frequentemente omitidos ou simplesmente falsificados.

      Excluir
  48. Olá pessoal! Estou aqui para compartilhar uma pequena pesquisa que fiz nos últimos 2 meses.

    Ela começa com um comentário de um cara chamado Vern N.(o primeiro da lista, digamos assim; e eu não vou colocar aqui pois é grande)¹. E o relato dele me levou a pesquisar sobre essa doença que a sobrinha dele tinha que, embora eu não sabia muito sobre a Distrofia Muscular(sigla em inglês é MD), tinha muitos tipos mesmo! Pesquisei, pesquisei muito; até que eu achei uma em que se encaixava quase que como uma luva na doença que a garotinha tinha, e que foi curada milagrosamente, de acordo com Vern N. Se trata da Distrofia Muscular Congenital de Ullrich(DMCU, sigla em Português)².

    Para o bem do argumento, eu falarei somente dos sintomas que a garota tinha, de acordo com Vern N.: Ela mal andava, tinha as pernas muito curvadas, era frágil e não comia, a cor dela era quase cinza. Agora vou tentar explicar os sintomas, tento em vista que vocês leram o segundo link: Mal andar é muito comum; ter as pernas curvadas não é um sintoma de DM(Distrofia Muscular), provavelmente, um outro defeito congenital; "ser frágil" eu interpreto como dificuldade respiratória, um problema que pode acontecer nessa doença; o não comer pode acontecer por causa da dificuldade respiratória, e/ou os músculos da garganta que são frágeis; ter uma cor quase cinza pode ser por anemia, uma falta de nutrientes como ácido fólico, ferro e Vitamina B12 pode causar anemia.³

    Minha conclusão é que, se ele(Vern N.) estiver mentindo sobre todo esse caso, ele mentiu bem; ou isso foi tudo verdade!

    Lembrando que eu não sou médico. Logo, aceito correções por alguém melhor preparado e/ou instruído que eu! (Uma nota do autor: no segundo link, existe uma tabela dos sintomas. Há ali os mais comuns até os incomuns, porem eu não creio que uma pessoa só possa ser encaixada na lista dos mais comuns e ficar de fora dos incomuns; uma pessoa pode ter todos os comuns e todos os incomuns; ou todos os incomuns e ter 1 comum, por exemplo. Creio que a intenção do autor original foi essa que citei nessa nota minha)

    [1] https://creation.com/how-do-miracles-happen

    [2] https://rarediseases.info.nih.gov/diseases/4769/ullrich-congenital-muscular-dystrophy

    [3] https://www.saudecomdieta.com/2017/01/anemia.html

    Deus lhes ilumine!

    ResponderExcluir
  49. Lucas, minhas perguntas abaixo não terão nada a ver com o tema do seu blog mas como você entende desse assunto também, queria muito sua opinião.

    Qual serviço de Hospedagem você utiliza nesse blog: compartilhada, VPS ou Cloud? E os domínios? Qual empresa você contratou para sua hospedagem e seu domínio?

    Fiquei muito interessado na Hospedagem Cloud da Hostinger, pelo preço eu consigo pagar. Você conhece essa empresa? Estou fugindo de hospedagem compartilhada. Olhei em empresas estrangeiras como Go Infinite, Site Ground, etc mas o preço está fora do meu padrão.

    Vou criar sites e blogs para os meus negócios e num futuro bem próximo vou criar um site para o pessoal da nossa igreja. Queria desde o início contratar algo mais profissional e ter menos dor de cabeça possível. Não queria uma hospedagem instável, que ficasse com bugs e com o site podendo ficar fora do ar. Queria uma empresa que oferecesse um suporte muito bom e uma hospedagem bem rápida e sem travamentos quando as pessoas fossem acessar meus sites.

    Vou utilizar o WordPress pra construir meus sites e blogs.

    Sei que no início tem pouco tráfego mas já queria algo que quando as visitas aumentassem eu não precisasse migrar, só quando fosse exigido mesmo e aí faria alegre e satisfeito.

    Qual empresa, qual hospedagem e domínios você me indica?

    Outra coisa: você me aconselha a comprar e registrar o nome do meu site tanto em .com como em .com.br? Tenho receio de alguém no futuro colocar no seu site ou blog o mesmo nome do meu site.

    Sua resposta será muito importante pra mim. Grande abraço! Paz do Senhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, na verdade eu uso a plataforma blogger mesmo (http://blogger.com), que é a mais simples e fácil de se usar, além de ser gratuita (diferente do wordpress, que é pago e tem as mesmas funcionalidades do blogger ou até menos). O domínio ".com" eu faço pela "RedeHost" (esse aqui: https://www.redehost.com.br/registro-de-dominio), embora depois tenha descoberto um outro que faz a mesma coisa mais barato (não me lembro qual, mas já tinha feito pela RedeHost então mantive ali). E os layouts eu baixo desse site, que disponibiliza gratuitamente uma grande variedade de templates:

      https://btemplates.com/

      Todos os meus blogs (à exceção do Heresias Católicas e do Apologia Cristã) são de templates dali, é só baixar e editar no html (eu não sei se dá pra fazer isso pelo wordpress, mas pelo blogger é facinho).

      Abs!

      Excluir
  50. Só to aqui pra desejar um feliz natal para todos! Que Deus sempre ilumine vocês, e que possamos responder a todos aqueles que nós questionam e levar mais pessoas a Cristo, a verdadeira Estrela Do Amanhecer!

    ResponderExcluir
  51. Lucas você já refutou esse artigo?

    http://fundamentalismoreformado.blogspot.com/2018/07/lucas-banzoli-suas-heresias-e-suas.html?m=1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não e não vou refutar nada desse cara, ele é um notório perturbado, todo mundo que conhece ele sabe que é um esquizofrênico (dê uma olhada nos posts dele no facebook), é só reparar o jeito fanático e infantil com que ele escreve os artigos dele, não vale a pena desperdiçar tempo batendo em "cachorro morto". Esse artigo aí eu parei de ler no quarto parágrafo, na parte em que ele cita como "prova" contra mim um link do ORKUT (não é brincadeira!), mais especificamente esse aqui:

      http://www.orkut.com.br/Main…

      Ou o sujeito é doente, ou é simplesmente um animal que não sabe que o Orkut deixou de existir já faz muitos anos, que ninguém mais consegue entrar nos links de Orkut e que mesmo se conseguissem essa página remeteria à PÁGINA INICIAL, e não a algum grupo ou debate em específico. Em linhas gerais eu diria que um sujeito desses é desonesto e picareta, mas conhecendo esse cara sei que é apenas um sintoma da demência mesmo, esse cara precisa de tratamento, e eu tenho por regra moral não discutir com pessoas mentalmente enfermas, seria o mesmo que agredir um retardado, é coisa feia que não se faz.

      Excluir
    2. Você conhece ele desde o tempo do orkut? Não consegui abrir esse link do orkut.

      Excluir
    3. Nunca tinha ouvido falar dele na época do Orkut, mas segundo ele, ele era um grande "refutador" meu (deve fazer parte da esquizofrenia).

      Excluir
  52. Não precisa ler todo, apenas eja algumas imagens, a real verdade sobre o Natal, devemos voltar as nossas Raízes do Cristianismo Nazareno, o Histórico Real Cristianismo, e não nesse paganismo chamado Cristianismo Romano, inventdo pelo "vicari filli dei"( 666 ) file:///C:/Users/cineas2/Downloads/Cristianismo%20de%20Mist%C3%A9rio-Lite.pdf

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O link não funciona mas eu acho essa coisa de "Cristianismo Nazareno" uma bobagem, é a mesma coisa do "Cristianismo Romano" só que judaizante. O verdadeiro Cristianismo não é nem judaizante e muito menos romano; como Jesus bem disse, "está próxima a hora em que vocês não adorarão o Pai nem neste monte, nem em Jerusalém" (Jo 4:21). Voltar à Jerusalém com suas práticas e costumes corresponde a voltar a ser escravizado pela aliança do monte Sinai, a qual gera "filhos para a escravidão" (Gl 4:24), enquanto nossa verdadeira Jerusalém é "a do alto, que é livre" (Gl 4:26). Toda a carta aos gálatas é direcionada a acabar com essa tendência judizante da igreja que já causava problemas desde o início. Infelizmente alguns decidiram ir para o outro extremo e começaram a paganizá-la, misturando-a tanto com a filosofia grega quanto com o paganismo romano.

      Excluir
    2. Macho Alfa, desejo um feliz natal e prospero 2019 pra voce e pra todos os leitores deste blogue. A paz do Senhor Jesus Cristo seja com todos!

      Excluir
    3. Kkkkk nossa, o rapaz ali colocou o link da pasta de downloads dele, e não da Internet.

      Excluir
    4. "Macho Alfa, desejo um feliz natal e prospero 2019 pra voce e pra todos os leitores deste blogue. A paz do Senhor Jesus Cristo seja com todos!"

      Obrigado, feliz natal pra você também! :)

      "Kkkkk nossa, o rapaz ali colocou o link da pasta de downloads dele, e não da Internet"

      Triste :(

      Excluir
    5. Desculpe se errei o Link, todo o erro foi meu, o link correto é esse:

      https://www.facebook.com/589593987862232/photos/a.589607501194214/1129277933893832/?type=3&theater

      Cristianismo de Mistério, esse estudo é sobre a real divisão entre o Cristianismo Romano, seguido pelos seguidores da besta "vicari fili dei"(666 o papa) e os "reformadores" seguidores de gentios que surgiram após a primeira ferida na besta seguem, e o real Cristianismo, o nazareno, Jesus nunca "fundou" uma religião, ele apenas restaurou o Judaísmo Nazareno, agora com ele como Messias, Yexu, o Messiach, ele nunca abandonou a Lei, Paulo foi as praças provar que guardava a Lei, Jesus era a Lei.

      Sobre o Natal

      Como citei existe o Cristianismo Romano, seguido por dois grupos
      Os seguidores da besta "vicari filli dei"(666, o Papa) conhecido como Cristianismo Romano, que também é seguido pelos Protestantes, que nunca reformaram nada, visto que ainda tem muito do paganismo bestial em seu sangue, e o Nazareno, aquele citado na Bíblia "A seita dos nazarenos" o real Cristianismo, o Judaísmo Nazareno, que é Histórico, está ai

      Temos achado que este homem é uma peste, e promotor de sedições entre todos os judeus, por todo o mundo; e o principal defensor da seita dos nazarenos;

      Atos 24:5

      E Paulo, sabendo que uma parte era de saduceus e outra de fariseus, clamou no conselho: Homens irmãos, eu sou fariseu, filho de fariseu; no tocante à esperança e ressurreição dos mortos sou julgado.

      Atos 23:6

      Jesus como sabemos era Fariseu também.

      Final sobre o Natal:
      O Cristianismo Romano pegou práticas pagãs, condenadas pela Lei Oral e pela Lei Escrita, podemos ver semelhanças entre o "Natalis sol invictus" e o Natal comemorado por milhares de pessoas ao redor do mundo, é um erro grávissímo, além disso sabemos que Jesus muito provavelmente não nasceu em Dezembro, esse mês nem existe no calêndario Judaico, e mais uma invenção Romana e seguida pela Besta, infelizmente a besta com seu vinho intoxicou todos.

      você pode ler isso aqui:
      https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=1129460390542253&id=589593987862232&__tn__=-R

      Perdão se meu texto foi longo mas veja:

      “Não participem das obras infrutíferas das trevas...” (Efessayah/Efésios 5:11).

      Excluir
    6. É a segunda vez que eu vejo a expressão "macho alfa". O que isso significa? Existe "macho beta", "macho gama", também?

      Excluir
    7. "É a segunda vez que eu vejo a expressão "macho alfa". O que isso significa? Existe "macho beta", "macho gama", também?"

      Espero que não!

      "Cristianismo de Mistério, esse estudo é sobre a real divisão entre o Cristianismo Romano, seguido pelos seguidores da besta "vicari fili dei"(666 o papa) e os "reformadores" seguidores de gentios que surgiram após a primeira ferida na besta seguem, e o real Cristianismo, o nazareno, Jesus nunca "fundou" uma religião, ele apenas restaurou o Judaísmo Nazareno, agora com ele como Messias"

      Em qual parte da Bíblia Jesus diz que veio "restaurar o Judaísmo Nazareno"? Estou curioso em descobrir este tal versículo. O que eu vejo é ele falando que fundaria uma nova (cf. Mt 16:18).

      "Yexu, o Messiach, ele nunca abandonou a Lei"

      Ele não abandonou a lei porque durante a sua vida a lei ainda estava em vigência, ela só se findou depois da morte e ressurreição de Cristo:

      “Havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz. E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo. Portanto, ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados, que são sombras das coisas futuras, mas o corpo é de Cristo” (Colossenses 2:14-17)

      "Paulo foi as praças provar que guardava a Lei, Jesus era a Lei"

      Isso é o que você diz. O que o próprio Paulo dizia é que “antes que viesse esta fé, estávamos sob a custódia da lei, nela encerrados, até que a fé que haveria de vir fosse revelada. Assim, a lei foi o nosso tutor até Cristo, para que fôssemos justificados pela fé. Agora, porém, tendo chegado a fé, já não estamos mais sob o controle do tutor” (Gl 3:23-25). Ele também disse que a justiça de Deus é “independente da lei” (Rm 3:21), que “se os que vivem pela lei são herdeiros, a fé não tem valor, e a promessa é inútil” (Rm 4:14), que nós “não estamos debaixo da lei, mas debaixo da graça” (Rm.6:14), que nós “morremos para a lei” (Rm 7:4), que “o fim da lei é Cristo, para a justificação de todo o que crê” (Rm 10:4), que “fomos libertados da lei, para que sirvamos conforme o novo modo do Espírito, e não segundo a velha forma da lei escrita” (Rm 7:6), que “eu mesmo não estou debaixo da lei” (1Co 9:20), que “por meio da lei eu morri para a lei, a fim de viver para Deus” (Gl 2:19), que “os que são pela prática da lei estão debaixo de maldição” (Gl 3:10), que “se vocês são guiados pelo Espírito, não estão debaixo da lei” (Gl 5:18) e que Cristo “anulou em seu corpo a lei dos mandamentos expressa em ordenanças” (Ef 2:15). Esse tipo de evangelho judaizante jamais foi pregado por Paulo, era justamente o que ele combatia.

      O termo "seita dos nazarenos" foi empregado pelos INIMIGOS do Cristianismo, não pelos próprios discípulos. O termo que os discípulos deram foi justamente o de CRISTÃOS (At 11:26), de onde vem o termo "Cristianismo" (que você rejeita).

      Sobre o natal:

      http://ocristianismoemfoco.blogspot.com/2017/12/cristao-pode-celebrar-o-natal.html

      Excluir
  53. Lucas poderia me ajudar sobre esse sofisma católico favorável a prostar-se diante das imagens? por exemplo em Josué 7.6 fala que o profeta se ajoelhou perante a arca da aliança que tinham dois querubins que representava a presença de Deus, e que portanto segundo o catolicismo quando um católico devoto se ajoelha diante de uma imagem de escultura Jesus ele(a) estar demonstrando que está na presença de Deus, já que Jesus é Deus-homem...então o romano diz que nós confundimos muito o termo imagem, sendo o que Deus proíbe são imagens pagãs de demônios e não de Cristo.Como você explica isso?abraço e um Feliz Natal querido!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu abordo isso neste artigo:

      http://heresiascatolicas.blogspot.com/2012/09/a-arca-da-alianca-justifica-idolatria.html

      Recomendo também este aqui que é o artigo principal sobre o tema:

      http://heresiascatolicas.blogspot.com/2013/05/nao-adoram-so-veneram.html

      O que Deus proíbe, em suma, é qualquer imagem que receba o culto que é devido somente a Deus. Por isso se aplica tanto às imagens de deuses pagãos, como também às imagens católicas e até a seres humanos como Pedro (diante de quem Cornélio se prostrou e foi repreendido) ou a anjos (diante de quem João se prostrou e foi repreendido também). Abraços e feliz natal!

      Excluir
  54. Lucas o que você acha do henry bugalho e principalmente das criticas dele ao Nando Moura e ao Carvalho Astrológico?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As críticas dele ao olavismo costumam ser excelentes e bastante coerentes, mas em relação aos pontos de vista políticos dele de uma forma geral eu destoo muito, ele parece ser um tipo de social-democrata de centro-esquerda (declarou voto na Marina nas últimas eleições, em primeiro turno, e em Haddad no segundo, como um voto "anti-bolsonaro"). Mas sem dúvida tem desmascarado com maestria o modus operandi utilizado pelos olavetes em seus debates, e é triste que ninguém da direita esteja fazendo isso.

      Excluir
  55. Lucas os demônios conhecem todos os idiomas do planeta?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, ele é mais antigo que qualquer idioma humano.

      Excluir
    2. Se um deles desse uma aulinha grátis de línguas semíticas, você queria? He he he.

      Excluir
    3. Só se ele estivesse amarrado em nome de Jesus.

      Excluir
  56. Veja só esse vídeo:
    https://youtu.be/qaKcoHSy910

    Se o Nando Moura tivesse um pouquinho de senso crítico não estaria nessa situação, eu já fui inscrito do Nando do final de 2014 até dezembro de 2016 quando ele se meteu com aquela treta suja com o Otário. Embora tinha começado a parar de ver os vídeos dele quando ele começou a defender a monarquia. Se ele parasse de seguir cegamente o Astrolavo e começasse a pensar por si mesmo não estaria nessa situação deplorável, enfim gostei muito do vídeo, aliás o Meteoro Brasil fez um excelente trabalho desmascarando o Astrolavo e agora está expondo os podres do Nando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Nando seria um cara do bem se não tivesse sido tão fortemente influenciado pelo olavismo e sofrido uma lavagem cerebral tão grotesca a ponto de copiar totalmente os discursos e modus operandi do mestre da Virgínia, incluindo a defesa da Inquisição, das cruzadas e de qualquer coisa que envolva a Igreja Católica, a invenção de uma "Inquisição protestante", a disseminação de mitos revisionistos dos mais toscos, a apologia à monarquia e todas as técnicas de intimidação e baixarias sem fim que se utiliza em literalmente TODOS os debates que tem com qualquer um (com xingamentos de baixo calão, sempre apelando a partes genitais, com apelidinhos depreciativos, com imitações infantis, com um festival de ataques pessoais e com tudo aquilo que o Olavo sempre usou contra seus oponentes, e que os olavetes imitam à risca). Ou seja, basicamente o problema do Nando foi ter se tornado um macaquinho do Olavo, de quem é servo incondicional em obediência absoluta e cega.

      Excluir
  57. Lucas, tens planos para 2019 referente ao blog, vida acadêmica teológica que queira compartilhar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pretendo voltar a gravar vídeos, terminar os outros dois volumes do livro da Reforma que faltam e quem sabe reelaborar todo o livro da "Lenda da Imortalidade da Alma" e uma continuação ao "Enigma do Falso Profeta" (se tiver tempo).

      Excluir
    2. "reelaborar todo o livro da "Lenda da Imortalidade da Alma""

      Todo? Porque?

      Excluir
    3. Porque está mal escrito (escrevi ele quando ainda tinha 17 anos).

      Excluir
  58. Banzolao na sua opinião quais os principais fatores que levaram a ditadura militar brasileira ser mais branda que as ditaduras de países vizinhos sul-americanos igualmente anticomunistas? Porque a ditadura militar argentina durou menos tempo(1976-1983) e estima-se queqtenha matado entre 30 mil e 40 pessoas, a chilena do Pinochet igualmente durou menos (1973-1990) e matou 10 mil pessoas e a nossa em 21 anos(1964-1985)oficialmente matou "apenas" 376 pessoas em um país maior e mais populoso que Argentina e Chile

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu realmente não tenho uma resposta definitiva a isso, mas me parece que esses regimes por você citados foram bem mais "fascistas" no sentido completo do termo, diferentemente da ditadura no Brasil, que embora apresentasse alguns traços semelhantes não era um fascismo propriamente dito, nem tinham aquela admiração toda pelos líderes fascistas, e talvez por isso tenham se empenhado menos em matar, torturar e exilar pessoas.

      Excluir
  59. Feliz Natal!! Olha, nesse contexto de satanás e capiroto, gostaria de saber se teologicamente é possível demônios induzirem ou se apossarem de cristãos? Por que pergunto? Tipo, muitas vezes as pessoas dizem aquela prensa que Jesus deu em Pedro, usando vocativo de Satanás. Aí dizem que ele usou de modo figurado; para mim, ele falou foi diretamente com Satanás ali, eu evito tenta advinhar o que Jesus queria dizer e procuro me ater no que ele efetivamente disse. O que vc acha disso? E colocando esse contexto pra os dias de hoje, muitas das vezes vejo pastores e ovelhas falando e fazendo tanta abrobrinha e depois querendo pagar rajada de santidade que só mesmo o cão no couro pra alguém se comportar mal desse jeito, ainda mais depois de ter bebido da água da vida. O que achas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu entendo que o diabo pode usar um crente genuíno e regenerado (no sentido de influenciar suas atitudes), mas não possuí-lo literalmente (como em exorcismos, onde o indivíduo "apaga" e perde totalmente o controle de si porque é o demônio quem está dentro dele falando por ele e usando o corpo dele). Isso porque a Bíblia ensina que o Espírito Santo e Belial não podem habitar juntos, então um crente cheio do Espírito Santo não pode ficar possuído, embora ele naturalmente possa sofrer influências demoníacas (tentações, pecados carnais, atitudes erradas, etc). Sobre o caso de Pedro especificamente eu tenho dúvidas, porque o Espírito Santo só foi derramado em definitivo sobre os apóstolos no dia do Pentecoste, antes disso os personagens bíblicos (do AT, inclusive) apenas tinham a presença momentânea e passageira do Espírito, então é possível que naquele dado momento ele tenha realmente ficado possuído por Satanás, o que se tornou impossível após a presença definitiva do Espírito Santo no Pentecoste (presença essa que impede uma possessão demoníaca). Mas também é possível que ele tenha apenas sofrido influência maligna naquela ocasião e que Jesus respondeu não a Pedro pessoalmente, mas a Satanás que o influenciou. Como a Bíblia não afirma taxativamente que Pedro foi possuído (mas abre margem para esse entendimento), não dá pra bater o martelo.

      Excluir
  60. Banzoli, ouvi dizer que até 2040 o Brasil se tornará um país majoritariamente protestante, você acha que isso vai ter um forte impacto cultural futuramente? E quanto tempo você acha que levaríamos para abandonar de vez o reacionarismo, revisionismo, autoritarismo e os demais "olavismos"?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Impacto vai ter sim, muito provavelmente coisas como funk e novelas da Globo vão perder audiência (embora não desaparecer, pois ainda haverá multidões para assistir e ouvir porcarias). A possibilidade de um presidente manifestadamente comunista assumir o poder também será praticamente descartada, e a influência da esquerda na sociedade diminuirá como um todo (a gente já viu que nessas eleições quem elegeu o Bolsonaro foram os evangélicos, basicamente). Mas essas coisas que você citou nunca acabam, qualquer ideologia nefasta apenas perde espaços na sociedade, mas jamais desaparece. Por isso o nazismo acabou mas ainda há neonazistas, a monarquia acabou mas ainda há monarquistas, a Inquisição acabou mas ainda há quem a defenda, o poder político do papa acabou mas há quem queira de volta, o muro de Berlim já caiu mas ainda há comunistas, e assim por diante. As ideologias perdem força, perdem adeptos, mas não desaparecem totalmente. E o pior: muitas vezes voltam com a força de antes, ainda que sob outra roupagem e terminologia.

      Excluir
    2. Valeu pela resposta irmão!
      Em relação a diminuição da influência esquerdista na sociedade, já vi muito católico falando que ela na verdade vai aumentar a ponto de legalizar a maconha, o aborto, e ter uma política muito aberta em relação aos imigrantes e coisas do tipo. Eles usam esse tipo de coisa pra dizer que os países protestantes são os que mais abraçaram ideias de esquerda, mas se isso for verdade, há chances do Brasil ficar na mesma situação que a Holanda ou a Suécia por exemplo? (Em relação a aborto, legalização das drogas, ideologia de gênero e demais itens citados acima).

      Excluir
    3. Banzolao mas vc acha que esse crescimento evangélico pode ser brecado justamente pelo olavismo? Porque o próprio Olavo disse em uma entrevista para a revista Veja divulgada no canal dele do YouTube que muitos carolicos viraram evangélicos porque a igreja evangélica sempre foi conservadora e a católica estava contaminada com a Teologia da Libertação,mas agora vemos novamente uma ascensão do conservadorismo católico reacionário com ele próprio como referente e o padre Paulo Ricardo muito amigo dele e a Cancao Nova, achas que esse movimento católico pode brecar o crescimento evangélico?

      Excluir
    4. "Em relação a diminuição da influência esquerdista na sociedade, já vi muito católico falando que ela na verdade vai aumentar a ponto de legalizar a maconha, o aborto, e ter uma política muito aberta em relação aos imigrantes e coisas do tipo. Eles usam esse tipo de coisa pra dizer que os países protestantes são os que mais abraçaram ideias de esquerda, mas se isso for verdade, há chances do Brasil ficar na mesma situação que a Holanda ou a Suécia por exemplo? (Em relação a aborto, legalização das drogas, ideologia de gênero e demais itens citados acima)"

      Isso é cretinice deles, isso acontece em virtualmente TODA a Europa, inclusive nos países de tradição católica, não só nos de tradição protestante, como escrevi aqui:

      http://heresiascatolicas.blogspot.com/2016/06/destruindo-todas-as-calunias-catolicas.html

      Além disso a razão pela qual isso acontece por lá é justamente porque eles ABANDONARAM o protestantismo, as igrejas estão vazias e o número de irreligiosos cresce cada vez mais. Enquanto esses países eram protestantes propriamente ditos (praticantes e não apenas confessionais), nada disso acontecia. Então o problema não é o protestantismo, mas justamente o abandono do protestantismo.

      "Banzolao mas vc acha que esse crescimento evangélico pode ser brecado justamente pelo olavismo? Porque o próprio Olavo disse em uma entrevista para a revista Veja divulgada no canal dele do YouTube que muitos carolicos viraram evangélicos porque a igreja evangélica sempre foi conservadora e a católica estava contaminada com a Teologia da Libertação,mas agora vemos novamente uma ascensão do conservadorismo católico reacionário com ele próprio como referente e o padre Paulo Ricardo muito amigo dele e a Cancao Nova, achas que esse movimento católico pode brecar o crescimento evangélico?"

      Pode "brecar" um pouco, mas não a ponto de impedir o inevitável. Isso porque a esmagadora maioria dos católicos que se convertem ao protestantismo não é pela razão que o Olavo disse, mas porque não há vida espiritual na Igreja Católica, não há um alimento para o espírito, não há liberdade para o Espírito Santo e os rituais e liturgia são totalmente mecânicos, travados, enfadonhos, engessados, sem vida. Por isso no meu entendimento o que pode realmente travar o crescimento evangélico é a RCC, mas não o olavismo, que no máximo tira meia dúzia de gatos pingados considerando a coisa como um todo. Mas mesmo a RCC ainda não pode competir com as igrejas evangélicas de igual pra igual, é apenas um remédio mais eficaz que o tradicionalismo católico.

      Excluir
  61. Lucas, a ICAR vem sofrendo com uma grande perda no número de membros a cada dia que passa, você acha que essa decadência tem algo a ver com alguma das profecias do fim dos tempos/Apocalipse?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nenhuma especificamente, o Apocalipse fala da queda da Babilônia mas eu entendo isso mais como uma ruína total do papado em si (perdendo em definitivo todo o poder político que ainda lhe restou) do que uma perda gradual de fieis católicos. A razão pela qual o catolicismo cai não é por alguma profecia, mas porque os ritos enfadonhos, a liturgia mecânica e a falta de qualquer presença de Deus tornam as igrejas católicas cada vez menos atraentes para as pessoas comuns contemporâneas, à exceção daquelas com feitiche tradicionalista que gostam mesmo daquilo que é arcaico e ultrapassado por saudosismo. Mesmo assim a Igreja Católica não tende a acabar, apenas a se transformar, nós já vemos isso acontecendo desde o Concílio Vaticano II que mudou toda a mentalidade tradicional da Igreja, e com a Renovação Carismática Católica que tenta tirar elementos tradicionalistas e inclusive imitar o pentecostalismo a fim de atrair mais os jovens (e qualquer um com menos de uns 60 e tantos anos). Veremos cada vez mais uma "nova Igreja Católica", tentando se readaptar a um mundo moderno que não abre mais espaço para totalitarismo papal e filosofias medievais.

      Excluir
  62. Veja só esses vídeos que o canal O Historiador postou a respeito do governo Bolsonaro:

    https://youtu.be/JEDoYSjNHr0
    https://youtu.be/XbCJ_YwgeTc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É precipitado julgar um governo que nem tomou posse ainda.

      Excluir
  63. Olá Lucas. Vou tentar explicar minha situação.
    Faz alguns anos que eu frequentei a igreja, mas depois acabei me afastando. De vez em quando eu voltava para a igreja eu ia, mas nunca consegui permacer firme. Antes de me desviar eu tinha me batizado nas águas, e depois que eu voltei acabei me batizando de novo. Mas novamente acabei me afastando em seguida. Fui viciado em alguns pecados ao longo desse tempo, principalmente de ordem sexual, e confesso que sempre tive dificuldades de crer era salvo.
    Eu peço que por favor me ajude, pois temo estar perdido a ponto de não haver esperança. Ainda tenho dificuldades de combater os desejos da carne, mas isso tem me entristecido, e me motivado ao menos a tentar lutar contra isso. Tenho orado, mas não sei se Deus me ouve sempre. Já até pensei na possibilidade de me castrar de alguma forma, só para evitar os pecados sexuais da masturbação e outros que eu poderia fazer. Estou tentando me aproximar de Deus de novo, mas me sinto fraco e ainda tenho muitas dúvidas, inclusive quanto a possibilidade de Deus me salvar. Eu quero ser salvo por Deus, e quero muito ser perdoado por ele de todos os meus pecados. Mas mais do que isso, eu quero e preciso muito me arrepender de todos os meus pecados. Tenho medo de tudo isso não ser possível. Tenho visto algumas pregações e lido algumas mensagens que acredito serem baseadas na Bíblia. Eu conheço bastante o que a palavra de Deus diz, acredito que mais que a maioria das pessoas; nao falo isso por motivo de orgulho, mas porque acredito que isso só piora minha situação.Tenho medo de Deus não me aceitar mais, de eu não poder abandonar plenamente todos os pecados e me converter a Deus com todo meu coração.
    Mais uma coisa, durante um bom tempo eu pensei muitas coisas erradas, inclusive pensamentos contra Deus. Pensamentos que eu não ouso nem mencionar. Acabei falando algumas coisas com a minha boca que eu não devia. Mas eu não creio que eu queria ter feito essas coisas voluntariamente, não que eu queria insultar a Deus. Mas tenho até dúvidas quanto a mim, pois não confio que eu tenha sido inocente. Só sei que eu odeio ter pensado as coisas que eu disse que pensei e as palavras que eu disse que falei. Mas não sei se esse ódio é só motivado por medo. Só sei que se eu pudesse, apagaria do meu passado tais coisas que fiz, pois sinto vergonha de ter feito isso e de ser o monstro que sou.
    Por favor, me ajude. Eu já pedi a Deus várias vezes que me levasse ao arrependimento e me converter-se a ele. Tenho uma enorme dificuldade de chorar em clamor a Deus, e me sinto distante dele. Eu não quero me acabar e continuar me destruindo no pecado. Eu não sei nem muito o que dizer. Só sei que meu coração está profundamente angustiado, e preciso de um consolo. E creio que não haveria consolo maior para mim em saber que posso me arrepender, e que Deus pode e quer me perdoar e salvar. De tanta angústia já até pensei algumas vezes em tirar minha vida, mas eu sempre procurei acreditar que talvez haja esperança para mim em Deus.
    Eu gostaria de te pedir uma ajuda específica, e dizer o que eu gostaria que você fizesse por mim. Mas eu não sei nem o que pedir, a não ser que me ajude por favor. Não precisa amaciar o meu ego, mas se possível, me traz um consolo e uma palavra de Deus. Se eu conseguisse chorar e desabar o meu coração diante de Deus seria incrível, e peço a Deus que eu não só consiga me desmanchar na presença dele, mas que ele me receba, cure e guarde minha alma nele.
    Desculpe pelo longo texto, mas eu precisava falar com alguém, e tenho esperança de que talvez você possa me ajudar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você não tem que ter dúvidas de que Deus te perdoa e te aceita de volta, é só pensar em tantos personagens bíblicos dos mais louváveis que já cometeram as piores atrocidades, mas se arrependeram e Deus os aceitou de volta. Eu não sei tudo o que você possa ter feito de errado, mas muito provavelmente não chegou ao ponto de assassinar alguém como fizeram Moisés e Davi, ou de sacrificar a própria filha como Jefté, ou de se prostituir tantas vezes como Sansão, ou de negar a Cristo publicamente como Pedro, ou de ser um implacável perseguidor da Igreja como Paulo, ou de cometer incesto como Ló, ou que tenha roubado tanta gente como Zaqueu, etc. E todavia, estes são os homens mais admirados nas pregações atuais e, em muitos casos, que constam na galeria dos herois da fé de Hebreus 11. Essa coisa de que Deus não vai te perdoar e que você não tem saída nem solução é coisa que o diabo coloca no teu coração para fazê-lo se sentir cada vez mais culpado e condenado a tal ponto em que não tem mais forças para continuar vivendo ou para continuar buscando a Deus e se arrependendo dos seus pecados. Ou seja, para abandonar Deus em definitivo e aí sim conseguir o que ele quer.

      No mais, você pode me mandar um e-mail para lucas_banzoli@yahoo.com.br que eu posso lhe enviar um livro antigo que escrevi sobre o pecado, que talvez possa lhe ser útil. Ou então me contactar pelo facebook, que eu envio em anexo. Deus lhe abençoe!

      Excluir
  64. Pessoal, o artigo alcançou o limite dos 200 comentários, depois disso qualquer comentário novo que é feito começa a ocultar os comentários anteriores, por isso terei que fechar a caixa de comentários daqui, mas se alguém quiser comentar alguma coisa pode fazer no artigo mais recente.

    ResponderExcluir