5 de julho de 2018

139 A Santa Inquisição só julgava católicos?



Essa é a mais nova malandragem da apologética católica: quando uma pessoa de bom senso afirma que a Inquisição caçava os não-católicos a fim de forçar o catolicismo goela abaixo, ou que esse tribunal exterminou valdenses, protestantes, judeus, mouros e por aí vai, eles já tem uma resposta pronta: a Inquisição “só julgava católicos”, então se você não fosse católico e pregasse “heresias” na ótica de um romanista poderia ficar “susse no mousse” e “tranquilo como um quilo”, relaxar bastante e ter a certeza de que nada de mal aconteceria com você. Afinal de contas, essa amável, bondosa e, é claro, Santa Inquisição só se preocupava com os fieis católicos para que não transgredissem na fé, então nenhum não-católico era perseguido.

Este me parece ser o nível mais insano de revisionismo desde que me conheço por gente. Não sei quem foi o primeiro a inventar essa ladainha, mas sei que só ficou conhecido depois que o astrólogo da Virgínia fez um vídeo e postou em seu facebook sobre isso. Então os seus seguidores-zumbis trataram de popularizar a lenda com o status de verdade absoluta e passá-la adiante para “refutar” esses “inimigos da Santa Igreja”. Em geral, basta que o guru deles diga qualquer asneira sobre qualquer assunto, que imediatamente os seus seguidores já se sentem grandes conhecedores do assunto e aptos a peitar qualquer estudioso do tema.

Assista o que Astrolavo diz entre os minutos 4:53 a 5:03 do vídeo abaixo, que é basicamente um compilado de mentiras descaradas sobre a Igreja e os judeus, que eu já desmascarei recentemente neste artigo. No trecho citado, ele diz:


“A Inquisição SÓ JULGAVA CATÓLICOS, isso é importante! Quem está fora do catolicismo, está fora da Inquisição; a Inquisição é um órgão interno da Igreja” (4:53 a 5:03)

Preste atenção à ênfase: SÓ julgava católicos; se alguém está fora da Igreja está FORA da Inquisição, e a Inquisição é um órgão INTERNO da Igreja. Ou seja, se você não fosse católico ou não se dissesse católico, não teria que se preocupar com a Inquisição não. Não contente em mentir em vídeo, ele decide mentir também em texto, escrevendo:


Como tudo o que ele fala vira lei para os seus seguidores, não tardou a pipocar na internet blogs católicos disseminando o mesmo disparate. Este site católico escrito por um tal de padre Rodrigo Matsuki diz o seguinte:


Mais uma vez fica claro: a Inquisição NÃO julgava católicos NEM apóstatas; mas apenas católicos. Isso é basicamente o mesmo que dizer que as pessoas morriam ali porque queriam morrer, o que faz todo o sentido (sqn). Eu poderia colocar aqui mais uns 500 prints de sites católicos copiando a mesma palhaçada uns dos outros, mas se alguém tiver interesse é só ir para o Google e pesquisar por “a Inquisição só julgava católicos” – vai encontrar pérolas sem fim. A mais engraçada é com certeza essa aqui tirada do site do Fakenando Nascimento, o embusteiro mais desmoralizado na história da internet:


Mas vamos ao que interessa: como refutar isso? Eu tenho um livro inacabado com centenas de documentos históricos provando de forma incontestável que a Igreja perseguia, julgava e matava na Inquisição os não-católicos (que eram os principais perseguidos), mas simplesmente passar aqui esse monte de citações seria tedioso e pouco divertido. Então eu decidi mudar de estratégia e usar os próprios apologistas católicos refutando eles mesmos. Sim, porque se um papista não vai dar ouvidos ao que eu escrevo ou ao que as fontes primárias dizem, pelo menos deverá levar em consideração o que o professor Felipe Aquino afirma em seu vídeo sobre Inquisição com ainda mais mentiras que o vídeo do Astrolavo, mas que pelo menos acerta neste ponto. Assista entre 0:28 e 0:57:


“A Inquisição medieval ocorreu principalmente na França, porque ocorreu uma terrível de uma heresia chamada os cátaros, também chamados de albigenses, em outro lugar, ou valdenses, em outro lugar. Os cátaros, que eram... é... é... gnósticos, foram o estopim para que a Igreja criasse o tribunal da Inquisição (0:28 a 0:57)

Opa! Primeiro dizem que a Inquisição não julgava quem não fosse católico, mas agora estão dizendo que julgava os cátaros e os valdenses. Na verdade Felipe Aquino comete uma gafe pitoresca aqui, porque chama os valdenses de cátaros, como se fossem a mesma coisa, quando eram grupos diferentes com doutrinas totalmente distintas (o que mostra o quanto o camarada realmente não estudou nadica de nada de livro de história nenhum). Mas não é essa gafe o foco aqui, e sim a confissão dele de que a Igreja usou a Inquisição contra o grupo gnóstico e herético dos cátaros – o que já pulveriza a lenda de que ela só julgava católicos.

Não está satisfeito com isso? Então continue assistindo entre os minutos 8:35 a 8:49, quando o “professor” que não sabe nem a diferença entre valdenses e cátaros afirma:

“Se ele (o papa) aprova a Inquisição, ele sabe que o rei vai abusar da Inquisição, como abusou. Abusou para perseguir os judeus e para perseguir os muçulmanos na Espanha. Aconteceu. A Igreja não nega isso” (8:35 a 8:49)

Aqui ele diz que o papa aprovou a Inquisição mesmo já sabendo que os reis (católicos) abusariam dela, a usando para perseguir judeus e muçulmanos, e ainda diz que a Igreja não nega isso. Ou seja, a Inquisição não apenas caçou cátaros e valdenses na Idade Média, mas também judeus e muçulmanos na Espanha. O papa bonzinho e indefeso sabia que isso iria acontecer, mas mesmo assim a aprovou e não a revogou em momento nenhum (e mesmo assim é uma pobre “vítima” no conto católico de Felipe Aquino).

E o “professor” não está sozinho. Um conhecido site católico escreve:

(Clique na imagem para ampliar)

Sabemos que essa descrição dos cátaros é em grande parte caluniosa e inventada na época pelos próprios católicos como pretexto para exterminá-los mesmo sem o apoio de uma única fonte imparcial ou neutra (veja aqui), mas para o bem do argumento vamos imaginar que eles estejam dizendo a verdade e que os cátaros eram esses monstros aí mesmo. O que isso prova? De duas, uma: ou os cátaros não eram católicos, ou o catolicismo da época impugnava o casamento, proibia o sexo, chamava os bebês de demônio e praticava frequentes assassinatos.

Se a Inquisição só julgava católicos, ela não poderia ter julgado os cátaros, que eram esses monstros gnósticos cuja doutrina não se aproximava em nada do catolicismo ou do Cristianismo. Mas os católicos são praticamente unânimes em afirmar que a Inquisição não apenas perseguia os cátaros, mas que foi originalmente criada nesta intenção. Como pode um órgão que só julga católicos ser criado justamente na intenção de perseguir não-católicos como valdenses e cátaros?

Como é que um tribunal que “não intervinha contra o que pensavam ou praticavam pessoas de outros credos”, nas palavras do infame Fakenando Nascimento, se ergue contra gnósticos cujo credo não era o católico? É uma questão que eu gostaria muito de ver respondida, muito mesmo. Talvez a “resposta” seja que na verdade cátaros, valdenses, protestantes, judeus, mouros e todo mundo era católico disfarçado, então podiam ser julgados como católicos mesmo não sendo. Em se tratando de apologética católica, eu não duvido de mais nada.

Eu falei que não iria citar nenhum documento para complicar a vida deles um pouquinho mais (afinal, a contradição entre eles mesmos já é dor de cabeça suficiente), mas não posso deixar de citar a resposta enfática e explícita sobre isso que está presente no Manual dos Inquisidores, escrito pelo inquisidor católico medieval Nicolau Eymerich. A pergunta que consta no Manual é: “De uma maneira geral, contra quem o inquisidor pode proceder?”. E a resposta que vem em seguida é essa:

“Já dissemos que pode proceder contra os blasfemadores, lançadores da sorte, necromantes, excomungados, apóstatas, cismáticos, neófitos que retornaram aos erros anteriores, judeus, infiéis que vivem no meio dos cristãos, invocadores do diabo. Digamos que, de uma maneira geral, o inquisidor procede contra todos os suspeitos de heresia, os difamados de heresia, hereges, seus seguidores, quem lhes dá guarida ou ajuda e quem emperra o trabalho do Santo Ofício, retardando, direta ou indiretamente, sua ação” (EYMERICH, Nicolau; PEÑA, Francisco. Manual dos Inquisidores. 2ª ed. Rio de Janeiro: Rosa dos Tempos, 1993, p. 200)

Note a diferença do que escrevia um inquisidor na época dos acontecimentos, para o que escreve um blogueiro católico revisionista e palpiteiro desonesto nos dias de hoje. Enquanto um palpiteiro desonesto como Fernando Nascimento responde que a Inquisição «questionava somente pessoas da religião católica, e somente católicos», Eymerich incluía praticamente meio-mundo (para não dizer o mundo inteiro mesmo). Quando chegaram à América forçaram o catolicismo até nos índios que sequer sabiam o que era o evangelho, mas na cabeça dos revisionistas de fundo de quintal eles “não faziam nada contra não-católicos”. Se alguém lê esse tipo de coisa e mesmo assim não consegue perceber o quão desonesta e fraudulenta é a apologética católica, sinceramente só a cegueira pode explicar.

Tudo isso me fez lembrar um comentário que recebi há algumas semanas de uma leitora esclarecida e ex-católica, que comentou:


Eu destaquei esse comentário porque ilustra perfeitamente o ponto aqui: quando alguém entra na apologética católica, primeiro é influenciado pelos negacionistas da Inquisição que sustentam que “a Igreja nunca fez a Inquisição” e que “só o Estado é que matava”; depois que percebem o quanto esse discurso é ridículo mudam para o da “Inquisição era muito menos ruim do que isso que os protestantes malvados dizem”, e depois que veem que esse discurso também não funciona mudam para o da “Inquisição era boa e precisa voltar”. Sumariamente, cada apologista católico em particular tem uma “explicação” diferente e ainda mais mirabolante que a do outro, porque no fundo todos eles sabem que estão defendendo uma aberração moral com a mesma monstruosidade de neonazistas que negam ou defendem o holocausto.

Neste caso, temos aqui católicos que dizem que a Inquisição julgava não-católicos como os cátaros e os valdenses, e outros que negam que a Inquisição julgasse alguém que não fosse católico. E por incrível que pareça, há até mesmo aqueles que defendem as duas coisas em seus sites (copiam tanto material uns dos outros sem ler e nem estudar, que sequer percebem as gafes que cometem). Isso tudo acontece porque no meio apologético católico a única coisa que vale quando o assunto é Inquisição é mentir, mentir e mentir mais um pouco até conseguir passar a perna no maior número possível de incautos. Não existe outra regra, critério ou lógica além dessa. Se alguma coisa foi dita por alguém por aí e parece boa para livrar a barra da “Santa Igreja”, então “ta valendo”, mesmo que não se tenha estudado nada para chegar a essa conclusão, nem tampouco consultado fonte alguma. Só isso explica uma apologética católica que de tão ruim refuta a si mesma.

• Compartilhe este artigo nas redes:

Paz a todos vocês que estão em Cristo.

Por Cristo e por Seu Reino,

- Siga-me no Facebook para estar por dentro das atualizações!


- Baixe e leia os meus livros clicando aqui.

- Acesse meu canal no YouTube clicando aqui.

ATENÇÃO: Sua colaboração é importante! Por isso, se você curtiu o artigo, nos ajude divulgando aos seus amigos e compartilhando em suas redes sociais (basta clicar nos ícones abaixo), e sinta-se à vontade para deixar um comentário no post, que aqui respondo a todos :)

139 comentários:

  1. Tem aquela menina católica, Beatriz, que diz a mesma coisa e poderia ser incluída. E ainda diz ler muitos livros. Hahahahahaha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alguém acredita realmente que ela "lê muitos livros"? Acho que nem ela mesma acredita nisso. É tão na cara que esse povo apenas copia as mesmas asneiras uns dos outros, que chega a ser inacreditável haver gente tão ingênua que ainda pense que eles "estudam" qualquer coisa que seja. A única metodologia deles é: sente numa cadeira, abra o Youtube, procure qualquer vídeo aleatório do Astrolavo, do Gargamel, do professor que não sabe a diferença entre cátaros e valdenses ou de um gordinho chulo que teve o canal excluído, e então basta copiar o que eles dizem e se passar de "estudioso" para passar vergonha grátis.

      Excluir
    2. Anônimo do Avalie7 de julho de 2018 13:54

      Já mudou o layout de novo...

      *Não estou reclamando

      Excluir
    3. Mudei? Nem percebi. O que que mudou?

      Excluir
    4. Eu também percebi. Mas só fica diferente quando entro pelo celular. O layout tá amarelado.

      Excluir
    5. Nada mudou na versão que eu uso (computador), eu apenas ativei a opção "simples" em vez do "padrão" para celular. Eu não uso celular com internet então nem sei como fica, mas meu irmão disse que assim está bem melhor. Se não for o caso e tiver na verdade piorado, dê um feedback que eu penso se mudo de novo para o de antes ou não.

      Excluir
    6. Você tem quantos irmãos?

      Excluir
    7. Anônimo do Avalie8 de julho de 2018 16:16

      Ficou mais bonitinho assim

      Excluir
    8. Po Lucas, acho que tu ta meio equivocado em relação a Beatriz, ela é um doce de pessoa. É super amigavel e não é um catolica fanática que nem esses "Zé Cruzadinhas" de Facebook. E pelo que eu vi no canal dela, ela não sefoca tanto na Historia da ICAR e da Inquisição, mas sim em livros de teologia e Apologética cristã (,como as obras do C.S.Lewis e do G.K.Chesterton). Logo é normal que ela acaba acreditando em algumas balelas de apologistas desonestos.
      Fora que ela nunca chegou a desrespeitar evangélicos no Canal dela, sempre agiu de forma amigavel com todos se focando na luta contra o ateísmo e as ideológias anti-cristãs do feminismo e da esquerda.

      Excluir
    9. "Você tem quantos irmãos?"

      Só um.

      "Ficou mais bonitinho assim"

      Ainda bem :)

      "Po Lucas, acho que tu ta meio equivocado em relação a Beatriz, ela é um doce de pessoa..."

      Pode ser doce, mas repete qualquer bobagem que um padre Paulo Ricardo ou professor Olavo fale. Não dou mais de um ano para começar a atacar o protestantismo igual todos os outros; todos começam assim, fazem um ou outro vídeo e/ou artigo falando de política, atacando o ateísmo e tudo mais, conseguem um tanto de seguidores assim e então aproveitam para focar na "destruição" do protestantismo. Pode comparar.

      Excluir
    10. Porque o canal do conde foi excluído? No fim das contas, que bom, pois era um dos caras mais toscos que eu já vi...

      Excluir
    11. Anônimo do Avalie10 de julho de 2018 13:07

      "fazem um ou outro vídeo e/ou artigo falando de política, atacando o ateísmo e tudo mais, conseguem um tanto de seguidores assim e então aproveitam para focar na "destruição" do protestantismo"

      Existem pessoas acusando o DDT de ter feito o mesmo.

      Excluir
    12. "Porque o canal do conde foi excluído? No fim das contas, que bom, pois era um dos caras mais toscos que eu já vi..."

      Dizem que é por conta dos ataques antissemitas que ele tem por hábito praticar.

      "Existem pessoas acusando o DDT de ter feito o mesmo"

      Não sei o que é "DDT".

      Excluir
    13. Anônimo do Avalie11 de julho de 2018 10:38

      "Não sei o que é "DDT""

      Poxa vida, hein? É a sigla para Dois Dedos de Teologia.

      Excluir
    14. Anônimo do Avalie11 de julho de 2018 10:44

      "Dizem que é por conta dos ataques antissemitas que ele tem por hábito praticar"

      Então por que o Paulo Leitão continua?

      Excluir
    15. "Poxa vida, hein? É a sigla para Dois Dedos de Teologia"

      Nunca vi ninguém se referir a eles assim ^^

      "Então por que o Paulo Leitão continua?"

      Boa pergunta, o Youtube já devia ter deletado o canal dele também, mas talvez por ter menos relevância as pessoas nem perdem tempo denunciando. Além disso existe uma grande diferença entre ambos, porque embora os dois defendam o mesmo discurso aberrante e discriminatório, só um deles usa de ofensas baixas, escárnio e palavras chulas para isso.

      Excluir
    16. "Pode ser doce, mas repete qualquer bobagem que um padre Paulo Ricardo ou professor Olavo fale. Não dou mais de um ano para começar a atacar o protestantismo igual todos os outros; todos começam assim, fazem um ou outro vídeo e/ou artigo falando de política, atacando o ateísmo e tudo mais, conseguem um tanto de seguidores assim e então aproveitam para focar na "destruição" do protestantismo. Pode comparar."

      Me desculpa Lucas, mas vc está agindo que nem os papistas que nos combatemos. Vc está julgando a garota por causa da crença dela, e como eu já disse ela NÃO É uma maluca que nem a Condessa, o Cris Macabeus ou o Antissemita imundo do Paulo Leitão. Tanto que ela não demostra nenhum tipo de magoa contra os Protestantes que a seguem (, sendo que muitos no inicio do Canal acharam que ela fosse uma).
      Agora quanto ao vídeo dela em questão (esse daqui:https://www.youtube.com/watch?v=jCC7gPvyr5Q) ele não se baseou em artigos do Olavo e nem do Gargamel, mas sim em um livro específico, esse aqui:

      A Inquisição - Um Tribunal De Misericórdia/De Cristian Iturralde:
      https://www.saraiva.com.br/a-inquisicao-um-tribunal-de-misericordia-9931010.html
      https://www.amazon.com.br/Inquisi%C3%A7%C3%A3o-Um-Tribunal-Miseric%C3%B3rdia/dp/8584910751
      Nunca li entao nao posso dizer se esse livro é bom ou nao, mas pelo oq eu vi o autor dele,o Iturralde tbm tem um Blog, tem alguns artigos bons (,OUTROS EXTREMAMENTE BOSTAS):
      https://www.blogger.com/profile/08788507914005827373

      Excluir
    17. "Me desculpa Lucas, mas vc está agindo que nem os papistas que nos combatemos. Vc está julgando a garota por causa da crença dela, e como eu já disse ela NÃO É uma maluca que nem a Condessa, o Cris Macabeus ou o Antissemita imundo do Paulo Leitão. Tanto que ela não demostra nenhum tipo de magoa contra os Protestantes que a seguem (sendo que muitos no inicio do Canal acharam que ela fosse uma)"

      E como você acha que Olavo de Carvalho, padre Paulo Ricardo, Felipe Aquino e companhia limitada começaram? Metendo pau no protestantismo desde o início? Nana-nina-não, começaram falando sobre outros assuntos (política, teologia, filosofia e o caramba a quatro), ganharam muitos seguidores assim, e só depois disso começaram a atacar o protestantismo em si. Nenhum deles começa atacando os evangélicos desde o início, porque eles sabem que isso apenas os assustaria e os afastaria de cara, então primeiro ganham a confiança e só depois "se mostram" de fato. É uma estratégia extremamente comum entre eles, tem que ser muito ingênuo para não perceber. E eu não cravei que ela é assim, eu fiz uma APOSTA, eu disse que não dou mais de um ano para isso acontecer, e mantenho o que disse. Se daqui um ano ela não estiver atacando o protestantismo como todos os outros, aí sim eu estarei equivocado.

      "Agora quanto ao vídeo dela em questão (esse daqui:https://www.youtube.com/watch?v=jCC7gPvyr5Q) ele não se baseou em artigos do Olavo e nem do Gargamel, mas sim em um livro específico, esse aqui"

      Mas eu não disse que ela repete as bobagens SÓ do Olavo e do padre Paulo, e sim de gente COMO eles (por isso o artigo indefinido, "um" padre Paulo ou professor Olavo...). E esse aí é só mais um da mesma laia revisionista, é sempre o mesmo roteiro: selecionam um material escrito por qualquer fanático católico revisionista repetindo as mesmas asneiras uns dos outros e tratam isso como se fosse uma fonte de autoridade, quando não passa de uma bobagem proselitista.

      Excluir
  2. Olá, Lucas

    Este comentário será dividido em duas partes.

    Parte I.

    Eu ia postar este comentário no post anterior, sobre Nero. Pois foi nesse post que você, respondendo a um comentário sobre a criação da luz no Gênesis, disse que é impossível datar a idade do Sol e que as datações das rochas na Terra são questionáveis. Bom, a datação do Sol é proveniente de modelos computacionais como os de nucleocosmocronologia. Partindo do pressuposto de que o Sol surgiu do colapso de uma nuvem de gases e que sua energia é proveniente da fusão nuclear do hidrogênio, os cientistas conseguem supor que a duração média dessa fusão, até que a cadeia próton-próton se deteriore, é de 10 a 11 bilhões de anos, e que aos 5,5 bilhões de anos de idade, esse hidrogênio se esgotará e a estrela entrará em AGB: ramo assintótico das gigantes, algo demonstrado no diagrama de Hertzsprung-Russell, que trata da relação magnitude/luminosidade/idade das estrelas. Ora, se nada disso descrito acima aconteceu ainda, então nosso Sol não deve ser muito velho. E com base em outros estudos e numa infinidade de diagramas, chegou-se a conclusão de que a idade do Sol deve ser mais ou menos uns 4,5 bilhões de anos. Quanto à idade dos materiais da Terra, os testes de decaimento radioativo como o do potássio, do urânio, do radiocarbono, entre outros, tendem a ser matematicamente bastante lógicos. Os gráficos que medem a relação entre a vida/meia-vida e o decaimento dos núcleos radioativos são... como dizer... simplesmente não há razão para acreditar que estejam mentindo!

    MAS, AFINAL, POR QUÊ ESTOU DIZENDO TUDO ISSO?

    Pois bem. O canal Ciência de Verdade foi recomendado por você há alguns anos atrás, junto com o do doutor Rodrigo. Como me interesso por geofísica, decidi dar uma olhada. Tem muitas coisas interessantes mas algumas coisas me surpreenderam. Vi um vídeo do Dr. Afonso que até agora não sei se é brincadeira: no vídeo, ele defendia a possibilidade da Terra Plana! UMA LOUCURA DE PROPORÇÕES CATACLÍSMICAS! Até agora eu não consigo acreditar que ele estava falando sério! E ele ainda falava contra a Constante Gravitacional Universal, de Newton, contra a Lei do Quadrado Inverso, que rege a órbita elíptica dos astros, enfim... Eu quero crer que havia alguma ironia ou sarcasmo que eu não captei. Em outro vídeo, ele declarava não acreditar que o homem foi a Lua, evento que além de mundialmente divulgado, pode ser comprovado, até mesmo do quintal de sua casa (na missão Apollo 11 e, anos depois, na missão Lunokhod-2, os astronautas montaram espelhos retro-refletores justamente para que os céticos de plantão pudessem eles mesmos apontar seus lasers de alta intensidade para as coordenadas lunares dos retro-refletores e usarem uma antena digital para captar o sinal de retorno. Algo que qualquer nerd pode fazer do quintal de casa, comprovando por si mesmo a presença de um ser inteligente na Lua). Enfim, o Dr. Afonso disparava saraivadas contra a Ciência como a conhecemos, e seus seguidores, intelectualmente destemperados, aceitavam tudo, sob título de estarem se abrindo para uma “Ciência de Verdade”, como é o nome do canal.

    O que me leva ao seguinte questionamento: QUAL É A DIFICULDADE DOS CRISTÃOS CONSERVADORES (como eu) EM CRER NA CIÊNCIA?

    Continua...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Partindo do PRESSUPOSTO de que o Sol surgiu do colapso de uma nuvem de gases e que sua energia é proveniente da fusão nuclear do hidrogênio, os cientistas conseguem SUPOR..."

      Esse que é o problema: para chegar a essas conclusões eles precisam partir de pressuposições e suposições, não existe uma forma concreta e infalível de datar o sol, isso seria impossível com o conhecimento e tecnologia que possuímos hoje. E é este o problema dos cientistas evolucionistas, eles precisam transmitir uma informação com o status de verdade absoluta e incontestável mesmo quando eles próprios sabem que não é, e que é tudo apenas teoria que pode (ou não) ser comprovada em estudos futuros que testem e comprovem suas pressuposições atuais.

      "Vi um vídeo do Dr. Afonso que até agora não sei se é brincadeira: no vídeo, ele defendia a possibilidade da Terra Plana!"

      Ele defende mesmo, mas por que isso seria uma razão para deixar de assisti-lo? O próprio apóstolo Paulo disse para examinar tudo e reter o que é bom, se você acha que essa parte não é boa, simplesmente a ignore. Um cientista de verdade quando se depara com uma teoria que lhe parece um completo absurdo de acordo com seus conhecimentos prévios não ridiculariza a teoria de antemão, mas busca estudá-la para aprender algo com ela ou para comprovar sua falsidade. Imagine como era na época do heliocentrismo, quando todos pensavam que a terra era o centro do Universo e então se provou que não é; se os cientistas da época fossem tão fechados como os de hoje, todos teriam apenas ridicularizado Galileu e Copérnico e não levado os estudos adiante.

      Infelizmente hoje em dia qualquer teoria que não seja compatível com o status quo é rechaçada a priori, veja o que fazem com o criacionismo, com o design inteligente, até com os que negam o aquecimento global ou qualquer coisa do tipo. Eu não estou defendendo a terra plana porque não sou ninguém para dizer se a terra é plana, redonda, quadrada, piramidal ou um triângulo retângulo, eu sou teólogo e não astrônomo, mas vejo muita gente atacando o Afonso com palavras fortes e com ofensas gratuitas das mais pesadas e grosseiras (não é o seu caso, mas é o de muitos por aí), os quais provavelmente não conseguiriam se impor se estivessem cara a cara com ele. Se a terra plana é uma doidera como parece ser, a única solução para isso é refutar os argumentos e não simplesmente ficar ridicularizando a priori, afinal ele deve ter as suas razões para pensar assim, como nós temos para pensar diferente.

      "Em outro vídeo, ele declarava não acreditar que o homem foi a Lua, evento que além de mundialmente divulgado, pode ser comprovado, até mesmo do quintal de sua casa...”

      Esse argumento dos espelhos não é nada bom, o próprio Afonso responde a ele aqui:

      https://www.youtube.com/watch?v=mwNhaOk0I0o

      Sobre a ida à lua em si, há muitas razões para se pensar que não, mas para não me alongar aqui recomendo esse vídeo do Inteligentista (algumas evidências são fracas e outras inválidas, mas tem muita coisa séria que eu jamais vi ser refutada):

      https://www.youtube.com/watch?v=O2KEnYagzAU

      Excluir
    2. O problema é que qualquer um que questione ou que cogite a mera possibilidade de ter sido uma farsa já é estraçalhado a priori, mesmo com muitos acadêmicos questionando por igual. Já vi cientista negando que o homem foi à lua, também já vi cientista dizendo que a maioria dos acadêmicos também nega, mas mesmo assim parece haver uma obrigação para se aceitar de forma acrítica e incondicional que o homem foi mesmo e acabou. O homem pode até ter ido à lua embora eu pense ser mais provável que não, mas que raios de problema é esse de questionar algo que tem tantos furos quanto um queijo suíço? Pelo jeito parece que a única coisa que pode e deve ser questionada é a Bíblia, o Cristianismo e qualquer coisa que os cristãos digam ou façam, mas se é do sistema, então tem que ser acatado sem discussão e é proibido até mesmo o próprio questionamento, como se estivéssemos em um estado policial sem liberdade para pensar nem criticar nada.

      “O que me leva ao seguinte questionamento: QUAL É A DIFICULDADE DOS CRISTÃOS CONSERVADORES (como eu) EM CRER NA CIÊNCIA?”

      Nenhum conservador tem problema com a ciência, porque a ciência em si é um ente abstrato. Quando algum conservador questiona algo que é tratado como ciência ele não está criticando a ciência em si, mas sim uma deturpação que é falsamente chamada de ciência por pessoas que “sequestraram” a ciência para si e se colocam como os “detentores” da mesma, como se questioná-los significasse questionar a própria ciência. Há uma imensidão de cientistas cristãos, há cientistas criacionistas, há cientistas do design inteligente, há cientistas que defendem uma ideia mais jovem para a terra, há cientistas que negam o aquecimento global, mas apenas os cientistas evolucionistas devem ser respeitados segundo eles mesmos.

      Continuarei comentando o resto abaixo do seu outro comentário (o qual ainda não li).

      Excluir
  3. Parte II.

    A Ciência que cura doenças, que cria novas tecnologias, que nos leva ao outro lado do mundo em velocidade supersônica, e que de acordo com a própria Bíblia, se multiplicaria! Por quê tanto ódio contra a Ciência? Este é um fenômeno que tenho percebido nos meios conservadores. É óbvio que certas ciências são mais armas políticas do que busca pela verdade. Todo mundo se lembra dos “cientistas” do Al Gore dizendo que até 2014 a Holanda estaria submersa e que em 2016 o Ártico desapareceria. Mas o que tenho visto é um regresso intelectual abjeto. Não acreditar no Aquecimento Global Antropogênico é aceitável. Mas não acreditar que o homem foi a Lua? Por quê? O que tem de tão impossível em ir até a Lua? Trajes que aguentam descompressão e temperaturas abaixo de zero, foguetes de fibra de carbono, hidrogênio em estado líquido (combustível de foguete), conhecimento de astrodinâmica, suprimentos e pronto! É só partir. Por que é tão difícil crer que o homem já fez isso? Você mesmo conhece certos ápices de ignorância científica, como por exemplo, o dos olavetes que, graças ao mago da Virgínia, concluíram que cigarro não faz mal. Ou das pessoas que acham que vacinas causam autismo, entre outros. Este comportamento de suposto ceticismo tem se tornado um estado patológico de negação. Os conservadores costumavam crer no princípio da prudência. Hoje, creem no princípio da paranoia.
    Talvez esta paranoia seja fruto do mau uso que os cientistas tem feito dos seus objetos de estudo. Mas certas ciências são intuitivas demais para serem duvidadas. Ninguém em sã consciência duvida que 2+2=4. De forma análoga, ao galgar novos degraus do conhecimento científico, se torna igualmente impossível crer que, por exemplo, seja falsa a afirmação de que o empuxo gravitacional entre dois corpos é proporcional às suas massas e inversamente proporcional ao quadrado da distância entre eles. Ora, esta é a Lei do quadrado Inverso, a qual o Dr. Afonso não acredita, apesar de tão exaustivamente comprovada. Eu creio que isto é um sinal extremamente pessimista da qualidade do ensino científico que temos nas escolas e universidades. Não desmerecendo o currículo do Dr. Afonso e de outros cientistas, se é que existem, que acreditam em tamanho absurdo. Mas vendo o progresso dos países desenvolvidos o suficiente para ter um programa espacial respeitável, cientistas com prêmios nobel e empresas de tecnologia avançada, eu prefiro acreditar nestes últimos, que mostram progresso de fato, e não em doutores de gabinete, que nada constroem e nenhum progresso produzem. E pensar que a maioria deles são “conservadores”. E cristãos! Isso não é Conservadorismo. Não é sabedoria, é simplesmente um distúrbio, parecido com o dos socialistas. Enquanto os socialistas não creem na moralidade do lucro, estas pessoas não veem moralidade na Ciência, no progresso. Ao verem um foguete sendo lançado ao espaço, ou uma agulha tão pequena que possa perfurar um óvulo, pensam imediatamente que tal coisa só pode ser mentira, plano dos illuminati, qualquer coisa...
    Eu me lembro de por que comecei a estudar Cálculo: vi no jornal a notícia de que cientistas haviam conseguido pousar uma sonda num asteroide que viajava a 70 mil km/h em um cinturão de asteroides a milhões de quilômetros da Terra. “Como diabos conseguiram fazer isso???”, eu pensei. Foi quando descobri o Cálculo Infinitesimal... e descobri como eles fazem! Mas obviamente sempre existem aqueles que duvidam do conhecimento. Para estes individuos: sim, o homem é engenhoso! Ele pode calcular a idade do Sol, transplantar orgãos, ir ao espaço... E isso é um bendito milagre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. “Por que é tão difícil crer que o homem já fez isso? Você mesmo conhece certos ápices de ignorância científica, como por exemplo, o dos olavetes que, graças ao mago da Virgínia, concluíram que cigarro não faz mal. Ou das pessoas que acham que vacinas causam autismo, entre outros. Este comportamento de suposto ceticismo tem se tornado um estado patológico de negação. Os conservadores costumavam crer no princípio da prudência. Hoje, creem no princípio da paranóia”

      Você está misturando alhos com bugalhos. Veja bem, se um cientista de dentro do sistema ver você dizendo que a negação ao aquecimento global é aceitável, ele vai te chamar de paranoico igual você me chama pela negação da ida do homem à lua (embora a ida do homem à lua tenha ainda menos provas do que o aquecimento global). Se você pode questionar o aquecimento global por ter evidências da falsidade do mesmo, por que eu não poderia questionar a ida do homem à lua pela mesma razão? Isso é MUITO diferente dessa questão do cigarro e da vacina que você citou, porque ambas são coisas que podem ser TESTADAS e COMPROVADAS de modo simples, coisa que eu não posso fazer com a ida do homem à lua (a não ser que o argumento do espelho fosse consistente, o que não parece ser o caso).

      É muito simples refutar o conspiracionismo sobre o cigarro: basta mostrar a estimativa de vida mais baixa que os fumantes têm em comparação aos não-fumantes de uma mesma região. Da mesma forma com a vacina: é só comparar como o mundo é hoje com as vacinas, com quando elas não existiam (isso eu comentei recentemente em um post aí). Ou seja, são coisas ridiculamente fáceis de se confirmar se é verdade ou mentira, e sabemos que é mentira. Mas o caso da ida do homem à lua destoa completamente desse exemplo, não há nenhuma prova concreta disso e ainda há indícios do contrário. Por isso eu me mantenho em um meio-termo equilibrado: não sou conspiracionista do tipo que compra qualquer teoria maluca e nova que aparece por aí, mas também não sou ingênuo ou bitolado para aceitar de forma acrítica qualquer coisa que o sistema diga e mande os outros aceitarem como um gado sem pensamento crítico. Cada caso é um caso, e deve ser analisado INDIVIDUALMENTE e SEPARADAMENTE, não em conjunto com outras teorias sobre outros assuntos.

      O resto eu não preciso comentar, seja por concordar com você ou por já ter comentado a respeito na outra resposta.

      Excluir
    2. Nossa, eu juro que eu quero responder mas estou com muita preguiça. Tem como me passar seu e-mail? Você se incomodaria se eu respondesse pelo facebook?

      Excluir
    3. Na verdade, acho que já tenho seu e-mail mas vou bolar uma resposta amanhã.

      Excluir
    4. Pode ser por e-mail ou por aqui mesmo (eu até preferiria por aqui, porque ultimamente mal abro o e-mail e dá preguiça de responder por lá).

      Excluir
  4. "Amanhã eu vou postar uma série de vídeos do Alon sobre preterismo e outros vídeos edificantes, então posto esse sobre a ressurreição de Jesus, ou então comento aqui mesmo na caixa de comentários se não ficar algo muito longo." Ue... Esse post aqui não é sobre o assunto que você falou. A não ser que os "outros vídeos edificantes" seja se referindo ao post atual...

    Mesmo assim, gostei dessa publicação aqui! E sinto muito se eu estou "enchendo o seu saco" com esse papo de ressurreição de Cristo. :( Eu estou realmente querendo ver uma resposta para aquele post do Facebook. (vou linkar só por motivos de curiosidade de terceiros)

    https://m.facebook.com/notes/edson-kunde/refuta%C3%A7%C3%A3o-aos-23-argumentos-a-favor-da-veracidade-hist%C3%B3rica-da-ressurrei%C3%A7%C3%A3o-de-j/10204661768678261/

    Deus lhe ilumine!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade eu me esqueci mesmo. Escrevi ontem esse artigo e mais um outro que vou postar amanhã ou depois. Mas ainda vou responder esse artigo, ao menos em partes, seja em forma de artigo ou aqui mesmo na caixa de comentários. Abs!

      Excluir
    2. Não deu pra terminar ainda porque eu me cansei, mas amanhã eu continuo.

      Vamos ponto a ponto:

      1) A historicidade do Novo Testamento não deveria nem ser posta mais em dúvida pelos historiadores sérios, pois as provas são mais que abundantes. Você pode ler sobre isso aqui:

      http://apologiacrista.com/veracidade-biblica-p4

      http://apologiacrista.com/veracidade-biblicap5

      http://ateismorefutado.blogspot.com/2014/12/a-autenticidade-do-novo-testamento.html

      http://www.lucasbanzoli.com/2018/06/e-quando-historia-secular-nao-confirma.html

      Que Marcos escreveu Marcos, Mateus escreveu Mateus e etc, isso é confirmado pelo testemunho antigo unânime dos Pais da Igreja. Na Antiguidade os livros vinham com o nome do autor no início, ou seja, ainda que nas nossas Bíblias não conste a autoria, quem recebeu os livros sabia perfeitamente. O argumento de que um evento devesse obrigatoriamente ser narrado por todos os evangelistas para ser considerado autêntico é estúpido, primeiro porque ele também não acredita naquilo que é narrado por todos (ex: ressurreição), e segundo porque se todos fossem iguais não haveria qualquer necessidade de se escrever um outro livro (simplesmente fariam cópias do outro que já teria tudo).

      2) Dificilmente Paulo teria sofrido uma alucinação porque alucinações não acontecem coletivamente, mas apenas individualmente. E em Damasco, os que estavam com Paulo viram uma luz e ouviram uma voz (os quais Paulo compreendeu mais perfeitamente), então não foi uma alucinação ou coisa do tipo.

      3) Se os discípulos inventaram uma crença no sepulcro vazio, seria extremamente e ridiculamente simples e fácil para as autoridades romanas e judaicas irem lá e comprovarem que o túmulo continuava fechado, ou mostrassem o corpo de Jesus e acabassem com os boatos, o que desmascararia o Cristianismo por completo e impediria sua expansão em absoluto. Mas é justamente o fato da ressurreição de Jesus que explica o porquê que tantos judeus se converteram tão rapidamente à nova fé (três mil só na primeira pregação), nova fé essa que era detestada pelos judeus e pelos romanos e que seria estupidamente simples de se refutar caso Jesus não tivesse mesmo ressuscitado. É por isso que os historiadores não costumam mesmo contestar o “túmulo vazio”. É um fato.

      4) Eu não acho que o argumento 4 seja muito forte, mas o que ele responde também não faz sentido. Paulo acreditava e defendia a ressurreição física de Jesus dentre os mortos ao longo de todo o capítulo de 15 de 1ª Coríntios. Se Paulo pregasse apenas que Jesus estava “vivo em espírito” ele sequer precisaria ter que escrever o capítulo todo provando isso e muito menos falaria em ressurreição, uma vez que era a crença platônica predominante no mundo pagão da época. O fato de Paulo insistir que Jesus havia ressuscitado só se justifica porque ele acreditava numa ressurreição física de Cristo (ou seja, uma coisa que o mundo pagão da época não acreditava em absoluto). Essa é, aliás, a razão pela qual ele precisou bater tanto nessa tecla, mesmo escrevendo a cristãos (gentios).

      Excluir
    3. 5) O testemunho das mulheres que ele cita no texto de João 4:39 é inválido porque se tratava de uma mulher samaritana, e não uma judia. Os samaritanos tinham uma cultura diferente dos judeus, que descredibilizavam em grande parte o testemunho de mulheres sim. E é verdade que homens confirmaram com seus próprios olhos o que as mulheres disseram, mas mesmo assim seria bastante estranho os discípulos inventarem uma falsa ressurreição para enganar os judeus de sua época e para isso usarem como prova inicial e principal o testemunho de quem não era muito considerada naquela sociedade. Teria-lhes sido muito mais exitoso começar com homens mesmo, se a intenção fosse enganar e mentir.

      6) Ele simplesmente toma por certo que os cristãos começaram a falar na ressurreição de Jesus apenas décadas depois dos acontecimentos. Ridículo, pois desde o início de Atos já vemos os apóstolos pregando a ressurreição de Jesus poucos dias depois dos eventos da ressurreição e ascensão de Cristo (cf. At 2:24).

      7) Judeus roubando o corpo? Por que eles fariam isso, se não eram seguidores de Jesus? Eles teriam interesse ZERO em tal coisa, provavelmente menos do que eu teria em ir agora a um cemitério e roubar o corpo de alguém que eu não conheço e nem creio, para fazer sabe-se lá o que com ele (também não teria o que fazer com um corpo morto, então para que roubá-lo?!).

      8) Se Jesus tivesse simplesmente sido jogado em uma vala comum, a pregação dos apóstolos sobre a sua ressurreição dentre os mortos e o registro do sepultamento em um túmulo seriam descredibilizadas desde o início. A alegação da “veneração ao Santo Sepulcro” é bem tardia e não remete aos primeiros séculos de Cristianismo, muito menos aos apóstolos e à Igreja primitiva.

      9) A respeito das alegações de “adulteração de Josefo”:

      http://apologiacrista.com/jesus-realmente-existiu-p2

      http://ateismorefutado.blogspot.com/2014/12/as-provas-historicas-da-existencia-de.html

      De todo modo, o testemunho contemporâneo de Josefo é uma prova de que a ressurreição de Jesus e sua aparição aos discípulos não era uma crença inventada tardiamente.

      (CONTINUA...)

      Excluir
  5. Bravo! Bravo! Bravo!

    Muito bom, Lucas Banzoli.

    Quando você faz um rastreamento de ideias. Isto é, de onde surgiram essas lorotas. Por consequência, achará as seguintes nascentes:

    [1] blogs de apologistas católicos

    [2] obras revisionistas.

    [3] Caixa de comentários do Yahoo - Essa foi demais, mas é a pura verdade. HAHAHA... :D

    O Nando Moura faz uso da segunda opção:

    https://prnt.sc/k35cuj

    Autor revisionista: https://prnt.sc/k35blc

    Em resumo, os olavetes fundamentam os seus argumentos em obras revisionistas (no melhor dos casos) e, ainda por cima, com um tom de autoridade. kkkkk

    Acho que só no Brasil ocorre esse fenômeno. kkkk...;D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha

      Se bem que eu estou seriamente pensando que o nível médio do Yahoo Respostas é bem superior ao da apologética católica. Pelo menos pior não é.

      Excluir
    2. "Se bem que eu estou seriamente pensando que o nível médio do Yahoo Respostas é bem superior ao da apologética católica. Pelo menos pior não é."

      Verdade. rsrs...

      Excluir
    3. Paz do nosso Senhor e salvador Jesus Cristo a todos.
      Lucas, vocês falando do Yahoo Respostas encontrei essa "pérola" de um usuário chamado "?", nunca vi tanta "sabedoria" junta
      https://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20180707230711AAbMxf3

      Excluir
    4. "Não, pois a igreja evangélica que instalou a mazela do ateísmo e progressismo no seio da sociedade, quando separou o estado de Deus em um golpe do maçom Lutero"

      Depois dessa é hora de fechar a internet.

      Excluir
  6. Cara q Luz são seus artigos na minha vida lucas!!

    ResponderExcluir
  7. Vou ver se acerto novamente. Vai ser 2x0 pro Brasil ⚽🏆

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quero que o Brasil vença, mas vai dar 2 a 0 pra Bélgica, anota aí.

      Excluir
    2. Estou me baseando nessa simulação totalmente real:

      https://www.vix.com/pt/mundo/559580/fabricante-do-fifa-simula-copa-de-2018-e-calculos-assustam-com-a-possivel-campea

      Excluir
    3. "Quero que o Brasil vença, mas vai dar 2 a 0 pra Bélgica, anota aí"

      Vamos fazer um bolão kkkk

      Excluir
    4. Vamos fazer uma aposta. Se o jogo terminar de 2x0 pro Brasil, você me paga R$ 200,00. Se terminar de 2x0 pra Bélgica, eu lhe pago R$ 200,00. Ok? :)

      Excluir
    5. Que azar! A Bélgica já fez um 😬. Será que vou ter que lhe pagar R$ 200,00? Tomara que não 😁.

      Excluir
    6. E a Bélgica fez mais um 😥. Me lasquei kkkk. É isso que dá entrar em apostas 😀. Tomara q a Bélgica faça mais um, senão me ferro kk.

      Excluir
    7. Gol do Brasil. Perdeu também, Banzoli 😁. Eu já tava com medo de ter que ti pagar R$ 200,00 😀.

      Excluir
    8. E a Bélgica é a vencedora.

      Excluir
    9. "Vamos fazer uma aposta. Se o jogo terminar de 2x0 pro Brasil, você me paga R$ 200,00. Se terminar de 2x0 pra Bélgica, eu lhe pago R$ 200,00. Ok? :)"

      Combinado! Eu aumento a aposta: se o Brasil ganhar, eu te pago R$ 1.000.000.000.000.000,00. Promessa é dívida.

      Excluir
    10. "Combinado! Eu aumento a aposta: se o Brasil ganhar, eu te pago R$ 1.000.000.000.000.000,00. Promessa é dívida"

      Hahahaha 😀😀

      Excluir
    11. Falando nisso, como você ama a matemática, como se lê esse número que você falou?

      1.000.000.000.000.000,00

      Excluir
    12. Seria "um quatrilhão". É quase o número do PT, mas neste caso seria um "quadrilhão".

      Excluir
    13. "É quase o número do PT, mas neste caso seria um "quadrilhão""

      Verdade

      Excluir
    14. Mas que piada nada a ver kkk

      Excluir
    15. "Mas que piada nada a ver kkk"

      Desculpe, eu fiz o meu melhor.

      Excluir
  8. A Igreja Ortodoxa é a prova viva de que o Papado é uma Farsa. Até hoje nunca vi um Cristão Romano refutar a tese Ortodoxa do Papado.

    ResponderExcluir
  9. Acabou o primeiro tempo. Se o técnico do Brasil não tirar o Marcelo o Brasil vai embora hoje. Tenho a forte impressão que o Marcelo foi comprado.

    ResponderExcluir
  10. Lucas, poderia responder esse rapaz que tentou refutar um artigo seu sobre o preterismo?

    Link do vídeo: https://youtu.be/RRyM81AiN60

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito fraco o vídeo dele. Basicamente a tese dele consiste em dizer que tudo o que João escreveu sobre a besta, a tribulação, os impérios e tudo mais é sobre o passado, mas neste caso João não teria dito:

      "Revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu para mostrar aos seus servos o que em breve HÁ DE ACONTECER. Ele enviou o seu anjo para torná-la conhecida ao seu servo João" (Apocalipse 1:1)

      Ou então imagine que as cartas às sete igrejas foram enviadas depois da "tribulação preterista" como ele insinua. Qual a utilidade de uma exortação dessas?

      "Porquanto guardaste a palavra da minha perseverança, também eu te guardarei da hora da provação que há de vir sobre o mundo inteiro, para pôr à prova os que habitam sobre a terra" (Apocalipse 3:10)

      Deus vai guardar de uma tribulação que já aconteceu? Vai pôr à prova sendo que já pôs? Vai provar "os que habitam na terra" sendo que apenas Jerusalém foi "provada"? Isso não me soa nada coerente. Ademais, mesmo que a tese dele das "revelações sobre o passado" esteja certa, isso ainda não explica por que os Pais da Igreja expressamente esperavam uma tribulação futura, um anticristo futuro, uma volta de Jesus futura, etc. Se eles fossem preteristas, teriam apenas dito que tudo isso já aconteceu e pronto. O futurismo só existe porque os Pais da Igreja o ensinaram, fato.

      No mais, ele diz duas bobagens nas duas únicas partes do vídeo em que tenta citar a Bíblia. Primeiro tenta confrontar Irineu citando João, sendo que João NÃO disse que o anticristo já estava no mundo, mas sim que SEU ESPÍRITO já estava. O anticristo em pessoa ainda está por vir, é assim que a Igreja sempre creu desde o princípio, mas seu espírito já atua nos filhos da desobediência, por isso João diz que já existiam “muitos anticristos”, embora fale de um especificamente com artigo definido, o qual ainda está por vir e Paulo chama de O HOMEM DO PECADO. A outra gafe foi quando fala do templo, sendo que os Pais da Igreja mesmo diziam que o templo será reconstruído, então esse não é nenhum argumento em favor da datação anterior a 70 d.C, como fazem os preteristas.

      Excluir
    2. Excelente resposta, Lucas Banzoli.

      Excluir
  11. O que vc acha da representação que a série de jogos Assassin's Creed trás da Igreja Católica ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não jogo esse jogo e nem conheço essas representações, então não posso comentar com propriedade.

      Excluir
    2. Vou fazer um breve resumo pra vc, Eles retratam ela como uma organização secreta que domina tudo e todos, cheia de corrupção, para eles Boa parte das cagadas ocorridas nos séculos passados foram por causa deles.

      Excluir
    3. Até aí eu não vi nada de novo.

      Excluir
  12. A Inquisição tinha que ter julgado e condenado o Neymar para ele parar de tentar simular pênalti kkkk os grandes craques brasileiros não tinham esse costume, Mane Garrincha e Pelé apanhavam muito mais que o menino Ney e que eu saiba não tinham o costume de simular, Rivellino, Zico,Romário, Ronaldo,Rivaldo, Kaka, Ronaldinho tampouco, isso atrapalha a selecaosporque quando ele sofrer pênalti dedverdade o juiz não vai marcar pela fama de cai cai, quero ver se diante do Torquemada o menino Ney iria simular algo kkkk, mas falando serio sobre a Inquisição, por que achas que há esse movimento em torno de reabilitar essa instituição? Nenhum historiador sérios tenta passar pano e dizer que matou menos que crianças morrem em acidented de bicicleta ou que só julgava católicos, eu sempre aprendi desde o Ensino Fundamental que ela perseguia qualquer um que questionasse os ensimamentos da Igreja Romana, seja ele católico, cataro, valdens, judeu oy muçulmano, mas aí os olavetes tridentinos que tudo isso é conspiração da esquerda, dos comunustas que tomaram o MEC, existe de fato doutrinação esquerdista nos livros de história do MEC, mas isso não invalida que a Inquisição matou milhões.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O movimento existe porque é constituído por fanáticos da mesma índole daqueles que perpetraram esses abusos, ou seja, o mesmo espírito que havia nos católicos medievais há hoje nesse pessoal, não à toa eles exaltam a Idade Média e a consideram a "era de ouro" da humanidade, quando tudo era bom porque todos eram católicos (uma visão bem romanceada que eu já refutei no artigo abaixo).

      http://www.lucasbanzoli.com/2018/01/o-mundo-era-melhor-antes.html

      Excluir
  13. Olá, Lucas Banzoli.

    Venho aqui pedir um favor: poderia me passar todas fontes que você conhece sobre Patrística? Quero me aprofunda nesse tema e, no futuro, fazer um site só sobre isso. Agradeço a atenção e fico no aguardo. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse site aqui tem muitos dos livros dos Pais da Igreja (embora não todos), é o mais completo que eu conheço:

      http://www.newadvent.org/fathers/

      Aqui também tem muitos:

      https://www.ccel.org/fathers.html

      Aqui tem mais, só que está em latim:

      http://www.documentacatholicaomnia.eu/20_De_Ecclesiae_Patribus_Doctoribusque.html

      Recomendo também o site do Bruno Lima, que é o melhor acervo de estudos patrísticos que conheço:

      http://respostascristas.blogspot.com/

      Abs!

      Excluir
  14. Eu vi o video desses dois senhores acima no youtube. E nunca vi tanto desconhecimento da história. Fiquei com nojo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É difícil mesmo não ficar com nojo. A gente tenta se acostumar com o tempo, mas continua difícil.

      Excluir
  15. Lucas, e sobre esse mau menor que ele fala que o papa teve que fazer. Como você aborda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma criação da cabeça dele. O "mal maior" para ele seria o papa se recusando a instituir a Inquisição na Espanha e como consequência os reis se rebelarem contra o papa e romperem com o catolicismo, como se isso justificasse. É até estranho tal coisa vir da boca de um católico, pois eles dizem que o papa excomungou Henrique VIII por causa de um divórcio e por isso perdeu um país inteiro (Inglaterra), mas quando o que está em jogo é algo infinitamente maior do que um divórcio de uma pessoa (estamos falando de milhares de assassinatos, prisões, exílio, açoites, escravização, confisco de bens, tortura e humilhação pública) aí é melhor aceitar isso do que "perder" um país (sendo que nem essa parte é verdade, ele que inventou que perderia a Espanha, não há nenhum registro histórico de que isso realmente ocorreria). Isso só denuncia o quanto a moral católica é corrupta e perversa: para eles vale a pena comprar o sofrimento de milhões de pessoas desde que a Igreja Católica não perca um país. Qualquer pessoa decente com um mínimo de temor cristão (ou mesmo que nem cristão fosse, mas que fosse honesto e íntegro) iria preferir perder a predominância em um país do que sujar as mãos com o sangue inocente alheio, mas não na mente doentia do professor Felipe Aquino.

      Excluir
  16. Lucas, tenho algumas perguntas para vc sobre os judeus e também sobre o movimento sionista.

    1) Qual a sua opinião sobre o sionismo? vc acha que ele é bom ou tbm há aspectos negativos?


    2) Qual a sua opinião sobre essa tese que muitos propagam falando que os judeus atuais n passam de descendentes dos Khazares e n diretamente de Abraão? Vi isso a algum tempo em alguns links e queria que vc me ajudasse a resolver esse dilema. Só uma observação, n estou afirmando que creio nessa teoria, mas só estou querendo saber a sua opinião sobre isso e se vc saberia me dar limks que refutem ela. Caso queira saber mais do que eu estou falando, leia os links abaixo:

    https://en.metapedia.org/wiki/Khazar_theory


    3) É verdade que Stalin incentivou a imigração de judeus para Israel?

    veja afonte abaixo e veja se ela é verdadeira:

    https://aventurasnahistoria.uol.com.br/noticias/reportagem/na-siberia-a-israel-sovietica.phtml



    Enfim Lucas, eu estou precisando que vc me de alguns links que refutem essa teoria Khazariana, pois ao meu ver ela parece ter sido criada por pessoas que só estão interessadas em divulgar o antissemitismo.

    Graça e Paz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1) Eu sou a favor dos judeus terem um Estado (=sionismo), mas não da forma irresponsável como foi feita.

      2) Essa é só mais uma teoria de conspiração antissemita sem o apoio de historiadores sérios. Essa e outras teorias do tipo surgiram porque antissemitas modernos perceberam que a causa de muitos cristãos simpatizarem com os judeus é porque os veem como o "povo da Bíblia", então inventaram uma teoria paralela que tira deles esse status. Tudo é feito com propósitos escusos. Você pode ver uma refutação dessa lenda aqui:

      http://new.huji.ac.il/en/article/22007

      3) Isso existiu mesmo, você pode ver mais informações aqui:

      https://br.rbth.com/historia/79715-stalin-criou-estado-judeu-siberia

      Ainda sobre a questão do antissemitismo, recomendo fortemente este vídeo recente do prof. Afonso:

      https://www.youtube.com/watch?v=IJW6-eoGKJY

      Abs!

      Excluir
  17. Lucas, existe inferno em todas as religiões? E se sim, qual a diferença entre o inferno cristão e os outros?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em todas não, muitas são reencarnacionistas e não tem um inferno propriamente dito como um local de condenação final, embora possam ter locais com graus de sofrimento entre uma encarnação e outra (como é o caso do budismo). No Islã o inferno é temporário e no fim todos são salvos. Na Igreja Ortodoxa o inferno dos padrões ocidentais não existe; a visão ortodoxa sobre o inferno não se difere em quase nada daquilo que nós conhecemos pelo nome de universalismo. Na visão ocidental predomina ainda o inferno católico medieval no qual as almas são torturadas para sempre, mas também há uma minoria de aniquilacionistas (como eu) que acredita no inferno como um local de condenação temporária e proporcional aos pecados de cada um antecedendo a morte final, e outros como os TJ que não ensinam qualquer tipo de punição após a morte para os ímpios. No mundo grego antigo haviam os platônicos que eram reencarnacionistas, os estoicos que criam na conflagração universal (aniquilacionismo seguido de uma recriação posterior em ciclos sem fim) e os epicureus, que não acreditavam em nada depois da morte.

      Excluir
  18. Banzoli você falou na resposta para o Miguel Ferreira de que fato existem teorias que são ridicularizadas pelo establishment mas que podem ser reais, o caso da Terra plana que é defendido pelo professor Afonso do Canal Ciência de Verdade no qual eu sou inscrito e acompanho, um outro de exemplo de uma teoria que é ridicularizada por muitos academicos é a de que o PT quer implantar o comunismo no Brasil através do Foro de São Paulo foi não sei se criada mas muito defendida pelo Olavo de Carvalho, que ficou famoso com esse discurso antes era apenas um astrólogo obscuro, mesmo alguns acadêmicos considerados de direita como Marco Antônio Villa nao concordam com essa teoria já vi o Villa falando que o Lula é ladrão, safado, autoritario, o Villa detesta o Lula mas disse que o Lula não é comunista ate porque nem tem capacidade para isso visto que é um ignkrsnte que não terminou nem o Ensino Fundamental,ele disse que o PT quer é extorquir os capitalistas e não estatizar tudo como os soviéticos fizeram, o PT nunca quis a expropriação dos meios de produção, eu não concordo com as ideias religiosas do Olavo e vc obviamente tbm não, mas achas que politicamente ele está certo ao apontar Lula e o PT como comunistas? Eu tenho minhas dúvidas sei que ele criou o Foro de São Paulo junto com Fidel Castro e sempresapoiou a ditadura comunista de Cuba assim como a venezuelana, mas até aí todos presidentes dos EUA desde Roosevelt sempre apoiaram a monarquia islâmica saudita e nem por isso os presidentes dos EUA foram muçulmanos, então tem momentos em que eu acho que o Lula é só um malandro querendo poder não sei se em algum momento ele romperia a aliança com o PMDB e PP partidos e mandaria prender os caras desses partidos e de todos outros como fez o Madyro na Venezuela prendendo opositores e como fez Fidel Castro desde que tomou o poder em Cuba mandando fuzilar tbm a oposição

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho bem ingênuo pensar que Lula não é comunista. Não importa se ele é burro ou não, se comunista fosse inteligente nem comunista seria, o fato é que todas as pautas do PT são as pautas comunistas típicas, a única diferença entre o PT e os partidos de ainda mais extrema-esquerda (como PSOL, PSTU, PCO e etc) é que estes querem uma revolução mais repentina, enquanto o PT defende uma revolução gradual, estabelecendo as bases da sociedade primeiro, moldando a cultura e tudo mais. Recomendo este vídeo onde o ex-presidente da Polônia diz a verdade sobre o Lula:

      https://www.youtube.com/watch?v=6sG7PMDAQq4

      Lembrando que o Lula dificilmente diria de forma aberta e clara "eu sou comunista" porque ele não é tão burro assim, ele sabe que perderia votos de gente assustada, então defende as pautas comunistas sem se dizer comunista.

      Excluir
    2. O PT utiliza da chamada "Janela de Overton" para mudar a opinião publica ao interesse deles! Deixarei um link que explica bem sobre essa estratégia.

      https://www.youtube.com/watch?v=N3sG6IBMqyM

      Deus lhes ilumine!

      Excluir
  19. E em relação aos empresaruos também achas que em algum momento Lula iria querer expropriar os bens de empresários que inclusive apoiaram o partido e cresceram muito graças a isso como Eike e os irmãos Batista da JBS?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza não perderia a oportunidade se tivesse poder total para isso.

      Excluir
  20. Os judeus e muçulmanos desapareceram da Península Ibérica após esse período da Inquisição.

    Muitos foram expulsos e outros fugiram com medo das perseguições. Se a inquisição fosse apenas com católicos, ainda haveria judeus e muçulmanos na Espanha e em Portugal.

    Os católicos até falam bem disso, dizendo que impediram a islamização da Europa, o que pode acontecer num futuro próximo, só que os muçulmanos da época trouxeram crescimento pra região e não atraso e não tem nada a ver com os radicais dos dias de hoje.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, e depois de expulsar judeus e mouros ainda passaram a usar a Inquisição contra os judeus e mouros que decidiram "se converter" apenas para não serem expulsos porque não tinham para onde ir. Coisa mais covarde que isso eu desconheço. E depois ainda vem picareta do tipo que eu mostro no artigo dizendo que a Inquisição que expulsou centenas de milhões de judeus e mouros e que assassinou milhares dos que permaneceram no país não fez nada de mal e nem perseguia os não-católicos. É deprimente.

      Excluir
  21. O senhor Orlando Fedeli também era mestre em inventar mentiras a favor da Igreja de Roma. Já li no site da Montfort que a venda de indulgências nunca existiu, porque se você perguntar pra pessoa o que é indulgência ela não vai saber responder. É triste mas é verdade.

    ResponderExcluir
  22. Dr. Banzoli, nós conservadores cremos que a Bíblia é a Palavra inspirada de Deus. Mas, como fica a questão das variantes textuais? Podemos considerá-las como inspiradas também? Se não podemos, então isso significa que a Bíblia não é 100% inspirada? Acho que essa é uma dúvida que muita gente tem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que é inspirada é a Bíblia original, não cada tradução em particular, nem cada variante em especial. Há textos que constam na maioria das versões bíblicas e que nem faz parte da Bíblia, ou que pelo menos são bastante questionáveis. Mas esse "problema das variantes" não afeta mais do que 1% dos textos que possuímos.

      Excluir
    2. Então isso quer dizer que a Bíblia não é 100% inspirada, não é? É uns 99,5%?

      Excluir
    3. A Bíblia é 100% inspirada. O que não é 100% inspirada são as nossas traduções.

      Excluir
    4. Entendi. Qual tradução você acha melhor?

      Excluir
    5. Eu gosto da NVI por ser a melhor para leitura fluída dos textos, mas quando eu faço exegese eu recorro a um Interlinear, a traduções mais literais e a léxicos do grego, infelizmente não dá pra confiar 100% em nenhuma versão.

      Excluir
    6. Eu entendo assim. A informação, imaterial, é 100% inspirada, a qual eu considero até sagrada. A transferência dessa informação para o nosso mundo, caído e em pecado, pode causar algumas turbulências ou imprecisões, porém, com o tempo e o estudo sério sobre as escrituras, podemos considerar que o que temos hoje é tranquilamente o que Deus quer que nós saibamos.

      Excluir
  23. Anônimo do Avalie7 de julho de 2018 13:55

    Esta malandragem eu vi na página "Explique-me Ateu"

    ResponderExcluir
  24. Anônimo do Avalie7 de julho de 2018 13:56

    Esta malandrangem é tão nova assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei o quão nova é, mas não me lembro dessa malandragem há uns dez anos atrás. Ou é bem recente, ou pelo menos se popularizou recentemente por causa dessas páginas de gente ignorante que dissemina qualquer coisa que lê em qualquer lugar, como a que você mencionou acima.

      Excluir
    2. Anônimo do Avalie8 de julho de 2018 16:21

      Vou parar de segui-los.
      O Francisco Tourinho deixou de ser administrador de lá.

      Excluir
    3. Ele já expulsou os administradores protestantes há muito tempo. Hoje em dia é só mais uma página genérica de proselitismo católico antiprotestante.

      Excluir
  25. Rapaz, o que mais me impressiona é ler os católicos jurando de pés juntos que a inquisição católica é um equívoco dos protestantes. Ela jamais existiu, dizem eles, e onde houve mortes foram apenas algumas poucas: meia dúzia!

    Já vi esses mesmos apologistas declarando o seguinte: COMO SERIA BOM SE A INQUISIÇÃO VOLTASSE!

    Entenderam a contradição? Tem que ser bastante inteligente para entender.

    É ou não é para dar milhões de gargalhadas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles não se definem. Uns dizem que a Igreja não fez Inquisição e que só o Estado é que matava, outros dizem que fez mas matou menos do que o Fernandinho Beira-Mar, e por fim tem aqueles que reconhecem que a Inquisição matou um monte de gente mas que isso foi bom e que precisa voltar. Esses apologistas católicos de fundo de quintal deveriam se reunir no Vaticano e chegar a um consenso, pelo menos assim a coisa ficaria menos feia.

      Excluir
    2. ai a briga não ia terminar nunca

      Excluir
  26. Banzoli por qual motivos você acha que há protestantes que se convertem ao catolicismo? Eu estava olhando que ha alguns casos e curiosamente como você mesmo ja escreveu em outro artigo nenhum deles é por conta de leitura bíblica mas se a Bíblia é a nossa regra de fé e prática não entendo como dão mais importância para outras fontes que para o próprio Livro Sagrado e deixam a verdade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 99% consiste em olavetes burros que jamais abriram a Bíblia na vida e que seguem um astrólogo desonesto que os convenceu que Lutero é um genocida, que Calvino inventou o Estado totalitário, que o protestantismo é revolucionário e que só a Igreja Católica pode salvar o mundo. Daí se entende por que esse pessoal é tão idiotizado.

      Excluir
  27. E sobre o que falei no post anterior sobre o argumento do Villa para refutar o Olavo em relação ao Lula não ser comunista o Villa nao quis dizer que os comunistas são inteligentes apenas afirmou que se exige o conhecimento das obras de Marx já que este foi o criador do comunismo e ele diz que dificilmente o Lula leu Marx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E precisa ler Marx para ser comunista? A esmagadora maioria desses comunistinhas de DCE jamais abriram um livro do Marx na vida e assim mesmo estão convictos de que só a revolução marxista salvará o mundo de sabe-se lá o que.

      Excluir
    2. Anônimo do Avalie10 de julho de 2018 13:20

      Revolução cultural. Antonio Gramsci

      Excluir
  28. Simplesmente inacreditável!!! Assombroso!!!

    Tem que ter muita coragem para chegar a esse ponto. Preste atenção na sétima coroa......

    https://youtu.be/RMKBWvnMBE8

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Impressionante. Eles melhoram cada vez mais. Diante de provas tão contundentes, só me resta uma coisa a dizer: Salve Roma!

      Excluir
  29. Lucas, porque os Estados Unidos nunca foi uma Ditadura ou Monarquia? Porque nunca aconteceu Golpes de estado lá? Porque nunca nenhum Presidente americano foi deposto em um golpe militar como aconteceu no Brasil? Porque o Brasil não consegue ser uma Democracia republicana saudável e plena como nos EUA?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os EUA é um país que já nasceu protestante, então é natural que tenha mais estabilidade do que países católicos ou de outras religiões, e até mesmo em relação a países que se tornaram protestantes com o tempo. Em minha opinião os EUA é o país que historicamente mais espelha os valores protestantes relacionados à democracia, desenvolvimento e liberdade econônima e civil.

      Excluir
    2. Lucas você tem esperança que um dia esse país torne-se uma Democracia saudável e plena? Será que o aumento do número de evangélicos pode fazer bem a nossa democracia? Na sua opinião o que falta para esse país se tornar uma Democracia republicana saudável e plena?

      Excluir
    3. Seria preciso primeiro todo um trabalho cultural de base. Não adianta nada transformar o Brasil em um "país evangélico" e esperar que tudo mude da noite pro dia. Os países protestantes se tornaram os mais desenvolvidos e prósperos do mundo e os maiores pilares da democracia mas não foi do dia pra noite, foi depois de décadas - para não dizer séculos - de conscientização popular. Enquanto isso não acontecer, a influência evangélica no Brasil pode até ajudar em algumas coisas que já vem contribuindo, como barrar a legalização do aborto no Congresso (que só não aprovou ainda por causa da bancada evangélica), ou o casamento homossexual, ou o "kit gay" (ideologia de gênero) e coisas do tipo, mas isso está muito longe de uma mudança estrutural e profunda que precisamos.

      Excluir
    4. Você acha possível que algum dia o Brasil pode ter um Presidente evangélico/protestante? Você pretende votar nessa eleição?

      Excluir
    5. Com certeza é possível, ainda mais acompanhando o ritmo de crescimento evangélico. Mas simplesmente "votar em candidato evangélico" não é uma solução mágica, um exemplo disso é a Marina Silva, esquerdista que defende quase todas as pautas do PT e companhia. Se é pra votar em um candidato evangélico eu preferiria mil vezes mais o Flávio Rocha, que além de evangélico defende os valores cristãos e é de uma direita conservadora/liberal. Mais importante do que ter um presidente cristão, é ter um presidente que defenda valores cristãos, independentemente de sua religião pessoal.

      Excluir
  30. Banzoli, o que você acha da chamada "leitura dinâmica"? Vc acredita que seja benéfica? Não seria ruim para memorização? Enfim, aguardo o seu comentário.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho péssimo. Para estudar e aprender de fato alguma coisa é preciso se deter no texto, se concentrar nele, e se preciso for, até relê-lo. Essa coisa de "leitura dinâmica" só é útil quando feita em algo com pouco valor ou quando o interesse não está na leitura em si, mas apenas em achar alguma coisa no meio do texto.

      Excluir
    2. Mas a proposta dela é além de ler rapido, ler com entendimento

      Excluir
    3. Eu não sei como alguém consegue ler "rápido e com entendimento". Pra mim é uma contradição de termos, porque na minha experiência pessoal isso não se aplica; quanto mais rápido eu leio alguma coisa, menos eu a entendo ou memorizo. Mas se com alguém consegue ser diferente, aí são outros quinhentos.

      Excluir
    4. "Eu não sei como alguém consegue ler "rápido e com entendimento". Pra mim é uma contradição de termos, porque na minha experiência pessoal isso não se aplica; quanto mais rápido eu leio alguma coisa, menos eu a entendo ou memorizo.(...)"

      Concordo.

      Esse negócio de "leitura dinâmica" (super rápida e boa para inteligência) não passa de uma ilusão. Bem como o fichamento de textos citado pelo Olavo nesse vídeo abaixo entre 08:00 até 10:33.

      https://www.youtube.com/watch?v=L2XCGBKsca4

      Excluir
  31. TESTE SIMPLES, RÁPIDO E GRATUITO PARA SABER SE VOCÊ É UM IDÓLATRA:

    Se quando te falam de uma pessoa imaculada, pura e que intercede por vc no céu, o primeiro que vem em sua mente NÃO é Jesus, então VC É UM IDÓLATRA!

    Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótimo teste. Simples, rápido, eficiente e 100% gratuito.

      Excluir
  32. Amigo do Banzolão7 de julho de 2018 22:26

    Banzolão, meu sonho é ver esse livro traduzido para o português:

    https://www.harpercollins.com/9780061472794/signature-in-the-cell/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que seja. Enquanto não é, eu encontrei essa palestra do autor:

      https://www.youtube.com/watch?v=Mw9i9k8dOBM

      Excluir
    2. Amigo do Banzolão7 de julho de 2018 22:48

      Esse livro é um dos que detona a evolução.

      Excluir
  33. Esses "católicos" mortos pela inquisição, são os mesmos "maus católico" que alguns apologistas de quinta tanto alegam?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando os apologistas católicos falam de "maus católicos" geralmente é para ter um bode expiatório para jogar a culpa dos males em lugar da Igreja. Por exemplo, os cruzados saquearam, estupraram e assassinaram milhares de cristãos ortodoxos na Quarta Cruzada, mas eles dizem que "isso foi coisa de maus católicos e a Igreja não tem nada a ver com isso" (a despeito do papa Inocêncio III ter louvado o feito). A mesma coisa falam da Inquisição, cujas torturas e "abusos" teriam ocorrido "por causa de maus católicos", e a Igreja nunca tem nada a ver com isso (a despeito de todos os Manuais da Inquisição serem aprovados pelos papas, a despeito da Igreja ter criado o Santo Ofício, a despeito da expressa autorização de bulas papais, a despeito do fato de que quem julgava e torturava eram católicos dominicanos ou franciscanos, a despeito do fato de que os papas nunca aboliram a Inquisição mesmo sabendo de todos esses abusos, e por aí vai).

      Em relação aos católicos julgados pela Inquisição, isso podia se referir a literalmente qualquer coisa. Há um livro muito bom sobre isso escrito pelo Ricardo Palma com os autos de muitos dos acusados na Inquisição em Lima, no Peru, entre eles de um homem que era contra o dízimo, de outro que adestrava animais (e foi acusado por bruxaria), de um outro que tinha problemas na cabeça e pensava ter o poder para transformar pessoas brancas em negras (acusado por feitiçaria), e até de um sujeito que questionou se Adão tinha umbigo (ele não foi detido pela questão do umbigo em si, mas sim porque estava ousando interpretar uma coisa da Bíblia sendo que isso era tarefa exclusiva do clero). Há outros muitos casos de sodomia, e um dos mais recorrentes é de gente que se fingia de padre para fazer a missa (sem o pessoal desconfiar de que era apenas mais um leigo). Em suma, havia uma quantidade virtualmente infinita de oportunidades para perseguir a quem eles quisessem perseguir, por qualquer "desvio" que fosse. Sobre isso eu abordei aqui:

      http://heresiascatolicas.blogspot.com/2016/06/quem-era-perseguido-pela-inquisicao.html

      Excluir
  34. Lucas, qual a sua opinião sobre o louvor atual no Brasil? Ex : Morada, Alessandro Vilas Boas, CevCent 3, etc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em geral eu acho bom sim. O Morada é excelente (os outros dois que você citou eu não conheço). O que eu não curto é aquele tipo de louvor antropocêntrico do "reteté", como tem em certos lugares. Mas tem muita música bem feita no mundo gospel sim.

      Excluir
    2. Central 3* me desculpe

      Excluir
    3. Lucas e em relação a músicas que utilizam o fogo como algo bom? Por exemplo, "Fogo que consome", "Deixa Queimar" "Nos somos seus ministros, não negue o seu fogo. Queremos queimar", etc. Eu vejo muitos cristãos tradicionais dizendo que essas cabcoca são hereges, que o fogo na qual a bíblia cita e do inferno, etc. Ja os que defendem a teologia dessas canções, eles utilizam o texto de Jeremias 20:9 e no evangekho de Lucas na qual Jesus aparece a dois discípulos e eles falam que o coração deles estão queimando

      Excluir
    4. A questão é que o fogo tem diversos significados na Bíblia em diversas passagens diferentes, e dependendo do contexto é um significado bom, ou um significado ruim. Por razões óbvias, quando uma música cristã fala de fogo ou de queimar, está fazendo alusão ao aspecto positivo revelado em muitas passagens, e não falando do inferno de ou qualquer coisa ruim. Então não vejo razão para tanto alarde, a não ser que fogo na Bíblia fosse sempre coisa ruim.

      Excluir
  35. Olá Lucas, veio um questionamento de uma pessoa referente e como responder a respeito e o assunto e referente ao sinal da Cruz.
    Segue o diálogo da mensagem :
    ''Primeiro a respeito do sinal da Cruz.
    Ignorância da parte da pessoa afirmar que o sinal da Cruz surgiu no ano 300.
    Claramente vemos está prática sendo praticada na igreja. veja um testemunho de um dos pais da igreja que viveu muito antes do ano 300,e em seu livro:chamado Tradição apostólica,mostrando que essa prática do sinal da Cruz,era bastante difundida na igreja:

    Durante a tentação, façai piedosamente na fronte, o sinal da cruz, pois este é o sinal da Paixão reconhecidamente provado contra o demônio, desde que feito com fé e não para vos exibir diante dos homens, servindo eficazmente como um escudo: o Adversário, vendo quão grande é a força que sai do coração do homem que serve o Verbo (pois mostra o sinal interior do Verbo projetado no exterior), fugirá imediatamente, repelido pelo Espírito que está no homem. Era isso que o profeta Moisés representava através do cordeiro morto na Páscoa e ensinava ao aspergir o sangue nos batentes das portas: simbolizava a fé que agora se encontra em nós, ou seja, a fé no Cordeiro perfeito. Ora, persignando-nos na fronte e nos olhos com a mão, afastamos tudo aquilo que tenta nos destruir." (Tradição Apostólica,capítulo 3)

    Só para lembrar que Santo Hipólito de Roma,nasceu no ano 170 e morreu no ano 236.

    Só esse testemunho de Hipólito de Roma,joga o argumento de alguém por terra,mostrando-nos,que o sinal da Santa Cruz,não foi criado no ano 300.''

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, embora eu nunca tenha dito que o sinal da cruz foi uma "invenção do ano 300" (e nem sei quem foi que disse isso), eu não creio nesse sinal como uma fórmula mágica de receber proteção divina beirando a pura superstição. "Ah, mas Hipólito disse isso". Nessa mesma obra Hipólito também diz que o batismo deve ser feito em águas correntes, o que os papistas nunca fizeram, então seria muita hipocrisia usar um texto da "Tradição Apostólica" como uma prova conclusiva quando eles mesmos não seguem nem metade do que está nesse livro (segue abaixo um link com a obra completa em português).

      https://www.ecclesia.com.br/biblioteca/pais_da_igreja/tradicao_apostolica_hipolito_roma.html

      Se o sinal da cruz realmente servisse para "espantar os males" ou qualquer coisa do tipo de uma forma realmente eficiente, você não acha que os apóstolos teriam ensinado isso em qualquer lugar da Bíblia? Um gesto tão simples, rápido, prático e fácil de se fazer, que não precisa nem falar nada e nem se esforçar e mesmo assim já é o bastante para "combater o demônio", se isso funcionasse mesmo certamente não seria omitido completamente das páginas bíblicas, a não ser que os apóstolos realmente não fizessem mesmo nenhuma questão de que os fieis vencessem o demônio de forma simples e fácil desse jeito.

      Excluir
  36. VIII - Apologia de Sócrates - Platão

    "Por fim, também fui aos artífices, porque estava persuadido de que por assim dizer nada sabiam, e, ao contrário, tenho que dizer que os achei instruídos em muitas e belas coisas. Em verdade, nisso me enganei: eles, de fato. sabiam aquilo que eu não sabia e eram muito mais sábios do que eu. Mas, cidadãos atenienses, parece-me que também os artífices tinham o mesmo defeito dos poetas: pelo fato de exercitar bem a própria arte, cada um pretendia ser sapientíssimo também nas outras coisas de maior importância, e esse erro obscurecia o seu saber. Assim, eu ia interrogando a mim mesmo, a respeito do que disse o oráculo, se devia mesmo permanecer como sou, nem sábio da sua sabedoria, nem ignorante da sua ignorância, ou ter ambas as coisas, como eles o tem.

    Em verdade, respondo a mim e ao oráculo que me convém ficar como sou."

    Hoje podemos constatar a mesma coisa. Indivíduos muito inteligentes em certas áreas, mas resolve dar palpites sobre outros campos que ele desconhece completamente. Um exemplo prático é o próprio Olavo. Sabe muito sobre Ideologias (Ciências Sociais), Jornalismo, Política, Filosofia, porém quando vai falar sobre História e Teologia... Sai aquelas imbecilidades.

    ResponderExcluir

Fique à vontade para deixar seu comentário, sua participação é importante e será publicada e respondida após passar pela moderação. Todas as perguntas e comentários educados são bem-vindos, mesmo que não tenham a ver com o tema do artigo. Críticas serão publicadas desde que não faltem com o respeito e não sejam feitas em anonimato.

Caso o seu comentário não tenha sido publicado dentro de 24h, reenvie-o.