2 de fevereiro de 2021

200 A Bíblia é machista? Existe "pecadinho" e "pecadão"?

 



Após muito tempo sem postar nada em meu canal no YouTube, decidi voltar a gravar alguns vídeos, e pretendo postar pelo menos um vídeo novo por semana daqui em diante (mas sem garantir nada). O primeiro vídeo é sobre se a Bíblia é um livro machista, como muitos céticos por aí afirmam: 

 
O segundo é se existe “pecadinho” e “pecadão”, ou se todos os pecados são iguais (como muitos crentes alegam):
 
 
O terceiro é sobre o "ocultamento divino", onde eu respondo ao argumento ateu de que Deus está "se escondendo" de nós:


Já nos próximos dias estarei postando um vídeo novo, então não se esqueça de se inscrever no meu canal e ativar o sininho para receber as atualizações assim que os novos vídeos saírem, pois a tendência é que eu esteja mais ativo postando novos vídeos por lá do que novos artigos aqui (que continuarão sendo postados na medida do possível). E se possível for, divulgue os vídeos para alcançar mais pessoas e ajudar o canal a crescer.

Paz a todos vocês que estão em Cristo.

Por Cristo e por Seu Reino,

- Siga-me no Facebook para estar por dentro das atualizações!

- Baixe e leia os meus livros clicando aqui.

- Acesse meu canal no YouTube clicando aqui.


ATENÇÃO: Sua colaboração é importante! Por isso, se você curtiu o artigo, nos ajude divulgando aos seus amigos e compartilhando em suas redes sociais (basta clicar nos ícones abaixo), e sinta-se à vontade para deixar um comentário no post, que aqui respondo a todos :)

200 comentários:

  1. Lucas, 1 quando cam vê a nudez de noé é no mesmo sentido de levítico com relação ao incesto?

    2 Não sei se voce aborda no vídeo, mas eles também falam sobre a questão dos votos, onde para resgatar um homem é mais caro do que uma mulher. Qual a sua resposta?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1) Não, era de ver o pai pelado mesmo, tanto é que os seus outros irmãos vão cobri-lo de costas para não olhar (fisicamente mesmo, não como um eufemismo) a nudez do pai.

      2) Isso não é devido à mulher ter menos valor, porque os homens abaixo de 20 anos têm um preço menor que as mulheres, assim como os homens com mais de 60 anos, e ninguém diria que a Bíblia é preconceituosa contra os homens de 19 anos ou de 61 anos. Na verdade, isso se relaciona com o trabalho que eles realizariam, o homem no vigor da sua idade adulta podia trabalhar mais duro do que homens muito jovens ou velhos, por isso custavam mais, e pela mesma razão uma mulher custava menos do que um homem da mesma idade. Não tem a ver com o valor da vida humana em si, mas com o valor do trabalho manual, que era proporcional ao que cada pessoa podia oferecer. A mulher custava menos porque trabalharia menos, a fim de não se desgastar tanto quanto os homens, que tem mais vigor físico para suportar um trabalho manual por mais tempo. Da mesma forma, um homem velho tem menos vigor físico para esse tipo de trabalho do que um homem adulto, por isso custava menos do que um homem adulto (e menos também do que as mulheres). É apenas uma relação de trabalho.

      PS: quanto ao seu outro comentário que você pediu para que eu não publicasse, eu só preciso dizer que eu não tenho razões para debater com quem quer que seja, a não ser que a própria pessoa em questão queira debater comigo. Então eu não vejo sentido em dizer "responda a fulano de tal e não a mim", se o fulano de tal não veio falar nada comigo, e sim você (mesmo que esteja alegadamente usando os argumentos dele). Eu só respondo àquilo que perguntam, não me meto no trabalho das outras pessoas.

      Excluir
    2. Lucas oq tu acha da direita e esquerda???

      Excluir
    3. Oi

      Oi.

      Lucas oq tu acha da direita e esquerda???

      É uma pergunta muito ampla, existem várias esquerdas e várias direitas, particularmente eu defendo mais liberdade e menos Estado, então me enquadro em uma direita mais liberal. No segundo volume do meu livro sobre os 500 Anos da Reforma eu falo bastante sobre isso (o livro está disponível pra download na página dos livros, link abaixo):

      http://www.lucasbanzoli.com/2017/04/0.html

      E feminismo?

      Eu defendo os direitos das mulheres, não necessariamente o feminismo, porque o feminismo defende algumas pautas como o aborto que são indefensáveis, embora seja um elemento central dessa ideologia (sobre isso eu escrevi no artigo abaixo).

      http://ateismorefutado.blogspot.com/2015/02/por-que-sou-contra-o-aborto_14.html

      Excluir
  2. Lucas, mil perdões por trazer o debate até este artigo. Quero apenas finalizar.

    Vitor Luis disse: A queda estava nos planos de Deus?

    ....................................

    Sr Vitor, eu prefiro não debater mais sobre esse assunto aqui. A resposta para sua pergunta está nesse link:

    https://sempredestinacao.wordpress.com/2013/10/27/programados-para-pecar/

    Preciso fazer também um pequeno comentário.

    Compare estes dois versículos e tire suas próprias conclusões

    Gên 1:31 – E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom…”. Porém, outro texto diz que
    “… Deus criou ao homem reto, MAS ele se meteu em muitas astúcias“, Ecl 7:29.

    E não venha me dizer que é apenas uma questão de quebra de mandamentos. Isso aqui abaixo é uma prova disso; envolve muito mais do que apenas quebra de mandamentos. Isso TAMBÉM significa que a história não foi escrita de antemão:

    “Na verdade a terra está contaminada por causa dos seus moradores; porquanto têm transgredido as leis, mudado os estatutos, e quebrado a aliança eterna“. Isaías 24:5

    É lógico que Deus observa todas as coisas e nada foge de sua percepção. Porém, sabemos que em milhares de situações a vontade de Deus é recusada por suas criaturas. E isso acontece desde do Éden.

    Vou colocar aqui a fala de Deus para Adão pela BLH para que você possa ter melhor visão da cena:

    "... você comeu do fruto da árvore que eu o proibi de comer?" Gn 3:11b

    Adão culpou a mulher; Deus se vira para Eva e dispara: "Que é isto que fizeste?" (Gên. 3:13).

    Resolve aí entre você e o Lucas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se quiser continuar este debate amistoso, meu e-mail é esse: apseudonimo37@gmail.com (pode publicar banzonli não é nada oficial)

      "Resolve aí entre você e o Lucas" Não transfira o nosso debate para o lucas, pelo menos coloque uma justificativa para tal, não jogue algo simplesmente para os outros.

      Excluir
  3. Lucas, estou com uma duvida referente a catalogação que a Bíblia faz dos diferente povos antigos na "Tabela das Nações".

    Os Hititas, como sabemos era um povo IndoEuropeu, mas no Antigo Testamento eles são referidos como um dos 12 povos CANANEUS.

    A própria definição de "Cananeu" vêm me deixado com duvida, pois as escrituras falam que o Povo de Canaã descendia de Cam, contudo os Cananeus eram na verdade um POVO SEMITICA. Tanto que a língua Cananeia faz parte do mesmo troco linguístico que o Hebraico, as "Línguas Cananitas"

    Por favor, não estou com muita duvida nisso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já havia analisado essa questão e a resposta é bem simples. A bíblia difere as famílias das nações por ancestrais (Sem, Cam, Jafé e os filhos de cada um), mas ela divide as línguas somente na torre de babel, onde Deus confundiu a língua de TODOS. Ou seja, para os hebreus, Deus não confundiu as línguas conforme a ancestralidade de cada um, Ele apenas confundiu, o que significa que os cananeus podiam descender de Cam e não Sem (portanto, não seriam semitas) e ainda assim ter uma língua próxima com alguns povos semitas mais tarde (pois Deus confundiu a linguagem, e algumas línguas ficaram próximas), e a maior prova de que isso não é um erro hebreu, é que os hebreus, que se identificavam como semitas, conseguiam falar tranquilamente com os cananeus ao longo da bíblia inteira, que eram de Cam, exatamente porque a linguagem era semelhante entre os dois povos. Se os hebreus tivessem inventado tudo, eles teriam colocado os cananeus como parentes próximos, mas como eles não inventaram, eles colocam os cananeus como um povo de origem diferente, mas que ainda assim tinha uma linguagem semelhante, pois Deus confundiu as línguas independente se alguém descende de Sem, Jafé ou qualquer outro. Por exemplo, os elamitas também descendem de Sem, mas a língua deles é considera isolada, pois é uma língua única que não tinha proximidade com nenhuma, os hebreus sabiam que a língua elamita era completamente diferente e mesmo assim registraram a verdade: que Elam descendia de Sem, pois pouco importava a ancestralidade, e sim que Deus confundiu a língua de todas as pessoas.

      Cananeu não vem de Cam, e sim de Canaã que era um filho especifico de Cam, e como eu já disse, eles não são semitas, mas a língua deles é considera semita, pois como eu já falei, Deus confundiu todas as línguas, então algumas línguas iam se parecer mesmo que os ancestrais fossem pessoas diferentes.

      Nenhum povo na época seria tão estupido a ponto de colocar um povo como sendo descendente de outro ancestral mesmo tendo uma linguagem parecida com o povo que estava escrevendo, se os hebreus escreveram assim, é pela simples razão que eles nunca relacionaram as duas coisas, e a ancestralidade pouco importava com a confusão de línguas que Deus fez. Na visão evolucionista, a única coisa lógica é que os cananeus eram semitas pois a língua deles parece, mas na visão bíblica, os cananeus não eram semitas, mas tinham uma língua parecida pois Deus confundiu tudo. Talvez alguns pensassem que se Deus confundisse a língua conforme os ancestrais, essas pessoas poderiam se unir novamente em três grandes impérios, mas Deus confundiu a língua até mesmo entre os próprios Semitas, Camitas e Jafetitas, a ponto que pouco importava a ancestralidade, pois você ainda teria dificuldade de falar até mesmo com seus "irmãos" (ou seja, os egípcios e cananeus vem do mesmo ancestral, Cam, mas a linguagem dos dois era muito diferente, pois Deus assim quis), o que forçaria ainda mais os povos a se espalharem pela terra, que era a intenção de Deus.

      Excluir
    2. Complementando a resposta do Vinicius, em relação aos hititas serem cananeus ou não, eles eram cananeus no sentido de serem filhos de Canaã, mas eles ocupavam um território muito mais amplo do que os outros cananeus mencionados na Bíblia, como você pode ver nesse mapa:

      https://www.ancient.eu/uploads/images/11228.gif?v=1599174902

      Embora o mapa não assinale, o território de Israel (que é o mesmo território das tribos cananeias que o ocupavam antes) é esse estreito amarelo entre o Egito e o território hitita, por isso não vemos na Bíblia muitos relatos de guerras entre Israel e os hititas, pelo contrário, os hebreus muitas vezes faziam aliança com eles, e os hititas lhes fornecem carruagens de guerra, cavalos, cedro e etc. Inclusive Urias, um dos comandantes do exército do rei Davi, era um hitita (2Sm 23:39), o que significa que os estrangeiros hititas habitavam amistosamente entre os israelitas como aliados, não como inimigos (algo que você não vê com as outras tribos canaanitas), justamente porque eles não estavam disputando um mesmo território (uma vez que o território hitita se localizava um pouco mais acima).

      Excluir

    3. Havia me esquecido da confusão linguística da Torre de Babel.

      Obrigado pela explicação.

      Pelo oq pesquisei tbm parece que o Troncos Linguísticos dos povos Semitas e Camitas são da mesmo família linguística, a das linguas "Afro-Asiaticas", também chamada de línguas Camito-Semiticas.

      Excluir
    4. Mas ainda tenho uma duvida Lucas.

      Pelo oq andei pesquisando, a Mitologia Hitita majoritariamente semelhante as crenças de povos indo-europeus.
      Como podemos explicar isso?

      Excluir
    5. Mas isso é o que devemos esperar de um povo localizado geograficamente nessa região, que é ser influenciado pela crença dos povos em redor.

      Excluir
  4. Assisti aos dois vídeos e de fato estavam realmente incríveis e muito bem explicados, você explica muitíssimo bem conceitos bíblicos e teológicos. Francamente falando, não sei como um cara como você tem tão poucos seguidores. Seus artigos e vídeos são muito elucidativos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essas poucas visualizações é realmente desanimador, os vídeos dão muito mais trabalho pra fazer do que os artigos (sobretudo devido à edição) e dão muito menos views do que eles, aí a vontade é de não voltar a gravar mesmo. O que acontece é que existe um tipo de público que não gosta de ler, só de assistir vídeos, então fazer vídeos é a única forma de alcançá-los, ainda que esteja difícil...

      Excluir
    2. "[...] O que acontece é que existe um tipo de público que não gosta de ler, só de assistir vídeos[...]"

      Essas mesmas pessoas que não gostam de ler, mas só de assistir vídeos também não gostam de assistir vídeos longos. Eu gosto de assistir vídeos longos de alguns canais como o seu, porém a grande maioria das pessoas não gostam de assistir um vídeo maior que 10-15 minutos.

      O Luciano Subirá faz vídeos curtos. Ele disse num vídeo que o filho dele o aconselhou para fazer vídeos curtos por causa disso.

      Outra coisa é que você poderia apelar e as vezes fazer vídeos sobre alguns temas mais polêmicos (que tenham haver com teologia e história, não precisa falar sobre BBB kkkkkk), porque isso dá visualizações. O vídeo sobre se a bíblia é machista ou não é exemplo de um tema polêmico.

      OBS: Isso são apenas sugestões, não sou nenhum especialista em youtube.

      Excluir
    3. Você tem toda a razão, o problema é que eu não consigo gravar vídeos tão curtos sobre temas tão sérios, se eu fizesse isso ficaria com a sensação de ter sido muito raso e superficial, o que prejudicaria a qualidade do vídeo em termos argumentacionais (ainda que atraísse mais visualizações). Mas talvez seja o único jeito mesmo pra fazer o canal crescer, e assumir que conteúdo sério só pode ser postado aqui no site, reservando o YouTube para conteúdos mais "light" (aqui o Banzoli raiz, e lá o Nutella xD).

      Excluir
  5. Lucas, qual é a sua refutação a esse autor pró-aborto que afirma que a legalização do aborto ajuda a diminuir os homicídios?

    https://www.google.com/amp/s/cartacampinas.com.br/2014/09/aborto-a-impressionante-semelhanca-entre-o-mapa-de-restricao-do-aborto-e-homicidios-no-mundo/amp/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já faz um bom tempo que eu não comento mais links de qualquer natureza porque se eu comentasse um teria que por coerência comentar o de todo mundo e eu não tenho tempo pra isso, mas sobre essa questão (do aborto diminuir a criminalidade) eu já vi dados que apontam que sim, e até por uma questão de lógica isso não tem como não ser verdade (já que boa parte desses fetos abortados nasceriam em lares desestruturados e seriam basicamente criados "na rua", afinal nenhum pai ou mãe dispostos a sacrificar o próprio filho seria um bom pai ou mãe, e uma má criação geralmente conduz o filho ao mau caminho quando ele cresce). A questão não é essa, a questão é que isso não é uma justificativa moral ao aborto, porque basicamente consiste em assassinar potenciais "criminosos" sem nem ao menos dar-lhes uma chance. Uma sociedade que assassinasse todos os moradores de periferia também diminuiria o índice de criminalidade, mas a que custo? Ao custo de milhões de vidas humanas inocentes cujo preço é inestimável, um morticínio comparável ao do holocausto. O aborto é a mesma coisa, com a diferença de ser um morticínio silencioso, e ainda mais covarde por ser feito contra alguém que não tem como se defender. Sacrificar vidas inocentes para melhorar o mundo das outras é o tipo de pensamento maquiavélico que esperamos de gente como o Thanos, não uma filosofia de vida a ser seguida por quem valoriza minimamente a vida humana.

      Excluir
  6. Lucas tenho duas perguntas em uma pra te fazer:

    1. Certa vez quando eu era criança, no meu bairro eu tinha uma vizinha (que era católica) que certa vez estava conversando com minha avó e disse que o Brasil era o único país verdadeiramente cristão no mundo e que o resto do mundo vivia em descrença e apostasia, também já ouvi muito essa frase de alguns pastores nacionalistas que afirmam o mesmo: que o Brasil é o único país verdadeiramente cristão do mundo e que o resto do mundo está condenado pela apostasia e a descrença, o que você acha dessa afirmação?

    2. Na sua opinião qual desses dois países é mais verdadeiramente cristão: os Estados Unidos ou o Brasil? Certa vez me falaram que os EUA era um país que nunca foi verdadeiramente cristão e que os americanos são falsos cristãos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1) Em toda a minha vida eu nunca ouvi alguém dizer uma atrocidade dessas. Quem diz esse tipo de coisa certamente não conhece o Brasil (e muito menos o resto do mundo). Se um país que é recordista mundial em número de homicídios com folga, com uma cultura que exalta coisas como funk e carnaval e onde os evangélicos são minoria é "o único país verdadeiramente cristão do mundo", o tipo de coisa que uma pessoa dessas entende por Cristianismo passa bem longe do que eu entendo.

      2) Um país tem o dobro de evangélicos do que o outro, um país tem um índice de homicídios quatro vezes maior do que o outro, em um país as doações voluntárias aos pobres chegam a 10% do PIB e no outro não chegam perto dos 1%, um país é o maior celeiro de missionários do mundo e o outro fica à anos-luz disso, um é o berço da democracia moderna e o outro tem uma história repleta de ditadores e golpes, em um país as pessoas do mundo todo são loucas pra entrar e muitas até arriscam a própria vida por isso, e no outro quase todo mundo não vê a hora de sair. Acho que não preciso dizer qual é o mais cristão.

      Excluir
    2. "Um país tem o dobro de evangélicos do que o outro"

      Só uma pequena correção: os EUA não tem o dobro de evangélicos do Brasil, na verdade os States tem quase o TRIPLO (são 2,6 vezes pra ser mais específico), no Brasil estima-se que os Evangélicos sejam aproximadamente 29% da população brasileira, o que dá em torno de 61,4 milhões de evangélicos (num país que tem 212 milhões de habitantes).

      Mas, em comparação estima-se que nos Estados Unidos cerca 48% dos americanos sejam evangélicos, o que dá aproximadamente 160 milhões de pessoas (num país com 331 milhões de habitantes). Ou seja, isso significa que para cada evangélico no Brasil você tem mais três lá nos Estados Unidos. Mas em compensação é importante lembrar que os Estados Unidos possuem 1/3 a mais de gente que o Brasil, bem como o 3° país mais populoso do mundo (perdendo apenas para Índia e China), enquanto o Brasil ocupa o 5° ou 6° lugar, algumas estimativas colocam o Brasil em 7°!

      Excluir
    3. Eu falava em números proporcionais, não acho certo colocar em números absolutos porque aí os dados ficam inflados devido à alta população de um país (e vice-versa). Os índices variam dependendo da pesquisa em questão, mas no geral gira em torno dos 25% de evangélicos aqui e 51% lá, então dá mais ou menos o dobro mesmo.

      Excluir
  7. O Arthur Lira agora é o novo Presidente da Câmara dos Deputados, parece que esse aí teve que distribuir muitas notas de 200 reais pra conseguir voto para ser eleito presidente da Câmara:

    https://www.google.com/amp/s/www1.folha.uol.com.br/amp/poder/2021/02/saiba-quem-e-arthur-lira-novo-presidente-da-camara-que-construiu-base-para-bolsonaro.shtml

    https://www.google.com/amp/s/oglobo.globo.com/brasil/lira-comemora-vitoria-em-festa-com-ministros-ate-desafetos-de-bolsonaro-1-24865552%3fversao=amp

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brasil é uma piada, quando vc acha que nao pode ficar pior, a politica aparece para te surpreender. O pior é ver os bolsominions apoiando pessoas como o lira "pela governabilidade" e aqueles mesmos argumentos de sempre, e claro sempre atacando qualquer um que ouse criticar. Esse video do Artur onde tem esse discurso do Kim é muito bom, expondo o farsante que é o bolsonaro: https://youtu.be/KkrtRbFhroo

      Excluir
    2. Você está coberto de razão, Vinicius, aliás já tinha assistido a esse vídeo há um tempo, realmente o Arthur disse tudo nesse vídeo, mas o que mais me intriga nisso tudo é o fato de que até que ponto um ser humano é capaz de chegar por conta do fanatismo político e da idolatria cega a um líder carismático. Por isso bem diz a Bíblia: "Maldito seja o Homem que confia no Homem!"

      Excluir
  8. Hoje é um dia que ficará na infâmia da História do Brasil (que por si só já é uma grande vergonha):

    https://www.google.com/amp/s/blogs.oglobo.globo.com/merval-pereira/post/amp/fim-da-lava-jato-era-morte-anunciada.html

    https://www.google.com/amp/s/amp.dw.com/pt-br/o-fim-melanc%25C3%25B3lico-da-for%25C3%25A7a-tarefa-da-lava-jato-no-paran%25C3%25A1/a-56446083

    Augusto Aras você irar responder por esse grave pecado contra a Justiça, contra Deus e contra o Brasil no Juízo Final! Pode crer! Da Justiça de Deus Ninguém escapa!

    RIP Lava-Jato

    Como estou me sentindo após essa notícia:

    https://venze.es/wp-content/uploads/1592412494_518_La-familia-real-de-Monaco-llora-de-luto-en-el.jpg

    https://www.funerariamorumbi.com.br/wp-content/uploads/funeral-de-luxo-768x480.jpg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também tem esse que eu esqueci:

      https://youtu.be/HaBQ7RLbA9E

      R.I.P Operação Lava-Jato😞😔😢

      Excluir
    2. No Brasil eles fazem questão de estragar as poucas coisas que funcionam. Correndo o risco de ser repetitivo, a única saída é o aeroporto.

      Excluir
  9. Lucas como analisar o texto de 1 Timóteo 2, onde Paulo (embora exista divergência se ele é o autor, mesmo a ortodoxia cristã sempre tenha afirmado que sim) diz que que a mulher deve estar em silencio e em submissão ao homem no aprendizado na igreja, bem como diz uma coisa estranha: que a mulher será salva dando a luz filhos, claro que depois ele diz algo típico Paulino, da salvação pela fé e santidade, mas este de dar luz a filhos parece meio estranho ali.

    Inclusive a maior parte das igrejas que proíbem mulheres de pregar utilizam estes textos para afirmar isso, e eles dizem que o texto explicitamente afirma isso, de modo que se alguém esta distorcendo a escritura são os que afirmam que mulheres podem pregar e etc (não sei se você falou deste assunto no vídeo).

    Falando disso, o que você pensa de Paulo dizendo que homem ter cabelo longo é vergonhoso? Como você analisa a questão? Ou acredita que Paulo estava falando de algum aspecto cultural nas cidades que ele pragava e não para toda a igreja?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu falo desse assunto no vídeo sim, mais pro final. Mas escrevo de forma mais aprofundada sobre isso neste artigo:

      http://www.lucasbanzoli.com/2019/10/por-que-sou-favor-do-ministerio.html

      Sobre a parte do "será salva dando à luz a filhos", eu entendo que Paulo estava aludindo à maldição que a mulher recebeu em Gênesis 3:16 (de que Deus multiplicaria grandemente o sofrimento para dar à luz). É curioso que no grego não consta o termo "filhos" mas sim "parto", mas por que ele falou especificamente do parto? Porque tinha acabado de falar do pecado de Eva, um pecado seguido de maldição, que foi justamente o sofrimento no parto. Então quando Paulo menciona a salvação no parto, ele está como que dizendo que apesar da maldição que a mulher recebeu por sua desobediência a Deus, ela pode ser salva mesmo assim – e então estabelece em seguida as condições disso, "se elas permanecerem na fé, no amor e na santidade, com bom senso" (v. 15). Ou seja, Paulo não estava dizendo que a salvação vem pelo parto, mas estava dando uma palavra de consolo, de que apesar da maldição relacionada ao parto as mulheres poderiam ser salvas mesmo assim (para que ninguém viesse a tirar a conclusão errônea de que como a mulher pecou, então as mulheres não poderiam ser salvas).

      Sobre o cabelo comprido, eu escrevi sobre isso aqui:

      http://ocristianismoemfoco.blogspot.com/2015/09/homem-pode-ter-barba-e-cabelo-comprido.html

      Na verdade, quando Paulo disse aquilo ele não estava se referindo a um cabelo "comprido" como o meu, mas a cabelos bem mais longos, como os de mulher mesmo. Naquela época era normal o homem ter cabelo do meu tamanho, em muitos povos (como entre os gregos) era inclusive o padrão, "comprido" pra eles não era o mesmo que "comprido" pra gente, porque nós consideramos comprido qualquer cabelo que chegue perto dos ombros, e pra eles esse tipo de cabelo era normal, não era um cabelo longo. Até Jesus tinha um cabelo “comprido” para os nossos padrões, como é evidenciado pelo Sudário de Turim e pela iconografia antiga.

      Excluir
  10. Dos pontos de vista econômico e social, como você imagina que seria a América Latina hoje se os franceses tivessem o mesmo êxito que os espanhóis e os portugueses nas suas expedições coloniais? Estaria em situação semelhante ao Quebec (desenvolvido), ao Haiti (subdesenvolvido), ou a um meio-termo entre essas duas regiões francófonas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não seria tão desenvolvido quanto o Quebec porque o Quebec integra uma nação historicamente protestante e antes mesmo disso estava em contato muito próximo com os colonizadores ingleses (na verdade a própria colonização francesa da região foi incialmente mista, levada à cabo pelos huguenotes e pelos jesuítas, e não totalmente católica como em outros lugares). Também não seria tão ruim quanto o Haiti, porque o Haiti era uma colônia espanhola até o final do século XVII, e a França teve de fato apenas cem anos de dominação até a independência. Então a meu ver seria um meio-termo mesmo, porque por um lado a França sempre foi muito superior como país em comparação com Espanha e Portugal (sobretudo durante o governo de Henrique IV, um huguenote, e no período posterior à Revolução Francesa), mas por outro lado ficava atrás da Inglaterra, e as colônias tendem a refletir suas respectivas metrópoles.

      Excluir
    2. E a imigração italiana nos países latino-americanos? Ao seu ver, ela também ajudou a alavancar a economia desses países?

      Excluir
    3. Ajudou sim, todo tipo de mão-de-obra imigrante em países caracteristicamente escravistas ajudou na transição de uma economia concentrada nas grandes oligarquias agrárias para uma economia de mercado.

      Excluir
  11. Lucas 1 Você já parou para analisar a doutrina do juízo investigativo para ver se é sério mesmo?

    2 Na visão arminiana, ocorre a regeneração ou a fé primeiro com relação ao indivíduo? Pois vejo alguns arminianos falando que a fé vem antes, mas se não me engano no artigo 3 dos remonstrantes, fala que a regeneração vem primeiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1) Na minha opinião essa doutrina é uma interpretação errada das profecias de Daniel, mais especificamente por transformar em anos aquilo que naquela contexto estava falando de dias mesmo. E mesmo se estivesse falando de anos, ainda assim não justificaria essa interpretação, que surgiu meio que como um "tapa buraco" para uma profecia errônea de William Miller.

      2) Primeiro vem uma regeneração parcial (operada pela graça preveniente), que permite que o homem creia em Cristo. Se ele aceita o convite de salvação, ele é regenerado plenamente (que é o novo nascimento).

      Excluir
    2. Tenho uma pergunta: se Deus expiou todos os pecados de todos os homens, isso incluí até no pecado imperdoável de blasfêmia contra o Espírito, então como eles não creem ou são condenados? Se Deus não expiou este pecado então como pode ser universal a morte de Cristo?

      Excluir
    3. A expiação de Cristo não tem efeito sobre aqueles que não o aceitam como Senhor e salvador, é como alguém que te dá um cheque de 1 milhão de reais mas você nunca deposita o cheque no banco, neste caso você nunca receberá o dinheiro, por mais que esse dinheiro lhe tenha sido dado. Da mesma forma, Cristo morreu por todos os pecados, mas se alguém não se arrepende dos pecados esse perdão não é imputado na conta dela, não é uma coisa automática, se fosse automático todos seriam salvos (universalismo).

      Excluir
  12. Fala Banzolão, tranquilo? Vou fazer algumas perguntas nesse comentário para não roubar espaço dos outros que também querem comentar.

    1 - Qual sua opinião sobre Charles Spurgeon? Muitos citam ele como sendo um grande pregador e um dos maiores nomes do protestantismo, mas vejo também muita gente acusando ele de inserir maçonaria e ocultismo em seus discursos.

    2 - Por que os católicos gostam tanto de associar protestantismo a maçonaria?

    3 - Se uma pessoa receber a marca da besta, e somente depois ela descobrir a verdade e se converter, ela será salva ou será tarde demais?

    4 - Quais são suas perspectivas para as eleições de 2022?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Outra crítica que já li ao Spurgeon foi o fato dele ter sido fumante em boa parte de sua vida,achas que isso diminui o seu trabalho teológico?Se bem que durante o século XIX a medicina não estava tão avançada quanto hoje ,então muitos não tinham noções sobre os reais malefícios do tabagismo como o câncer de pulmão

      Excluir
    2. 1) Nunca ouvi essa acusação de maçonaria e ocultismo, seria importante ler os supostos textos maçônicos e ocultistas dele para expressar um julgamento. O que se sabe é que ele foi um dos maiores evangelistas do mundo em sua época, e talvez em toda a história, e foi fundamental para o reavivamento da Igreja de seus dias.

      2) Bom, eles associam o protestantismo ao marxismo, ao secularismo, ao abortismo, ao relativismo, ao Iluminismo, à "mentalidade revolucionária", ao ativismo homossexual, ao liberalismo teológico, ao ateísmo, ao nazismo e até à ausência de mundial do Palmeiras (piada renovada com sucesso por pelo menos mais um ano), então é óbvio que também associariam à maçonaria e a basicamente qualquer coisa terrível que já tenha acontecido na história da humanidade desde a queda de Satanás. É parte da estratégia da apologética católica imputar todos os males do mundo em seus adversários, mesmo sem qualquer critério ou seriedade. Nada de novo debaixo do sol.

      3) A julgar pelo fato de que o perdão de Deus alcança a todos, é de se presumir que o arrependimento seja possível. A não ser que todos os que aceitem a marca já tenham blasfemado contra o Espírito Santo (o que é bem improvável), mas neste caso não existiria a possibilidade de "descobrir a verdade e se arrepender", pois quem chegou neste estágio não sente remorso ou arrependimento algum por seus pecados.

      4) Provavelmente o pior dos cenários, com Bolsonaro no segundo turno contra um candidato petista ou o Ciro, e mais quatro anos perdidos pro Brasil.

      5) Naquela época ninguém sabia os males que o cigarro causava, se eu não me engano isso só foi provado cientificamente na década de 60 do século passado, antes disso havia forte resistência da indústria tabagista a reconhecer este fato e muitos não acreditavam que fizesse mal mesmo. Spurgeon é de meados do século XIX, então em sua época sequer havia essa discussão, por isso ninguém pensava que isso pudesse ser pecado (por destruir o corpo que é templo do Espírito Santo). Se ele vivesse nos dias de hoje, com o conhecimento da ciência moderna, talvez deixasse de fumar (ou nem teria começado).

      Excluir
    3. Valeu Banzolão, e sobre as acusações de maçonaria há essa página no Facebook que compara muitos termos e frases que Spurgeon usava que supostamente teriam origem maçônica, a semelhança entre tais termos deixam realmente uma pulga atrás da orelha. A página em questão está em inglês mas creio que isto não seja um problema:

      https://m.facebook.com/spurgeonuncensored/

      Excluir
    4. Achei muito forçado, qualquer expressão como "Pai Todo-Poderoso" e "Pai Eterno" esses caras já vinculam à maçonaria, se for assim acho difícil existir algum pregador que não seja maçom. E mesmo se ele fosse realmente maçom, isso em nada anularia tudo o que ele fez pela fé cristã, inclusive é de se questionar se naquela época a maçonaria era tudo isso de ruim que as pessoas falam, sobretudo para alguém que estivesse nos graus menores. Hoje é muito fácil rotular a maçonaria como um negócio satânico, mas por muito tempo ela foi vista como uma sociedade secreta que, embora não fosse propriamente cristã, defendia valores que não destoavam do Cristianismo (inclusive exigia-se que a pessoa tivesse fé em Deus para entrar na maçonaria), por isso tantos cristãos conceituados eram maçons. Mesmo quando um deles abandonava a maçonaria, como foi o caso de Charles Finney, não era por "satanismo" ou alguma acusação muito grave, mas porque os maçons ajudavam-se mutuamente mesmo quando um maçom tinha feito alguma coisa errada, e ele achava tal coisa inaceitável (como de fato é). Mas essa coisa de ter pacto com o demônio, de sacrificar criancinhas e coisas sinistras do tipo não existem na literatura antiga, pelo menos não em fontes sérias.

      Excluir
  13. Ai Lucas, olha isso: https://www.youtube.com/watch?v=da34F0orIoE&t=45s&ab_channel=Observat%C3%B3rioCat%C3%B3lico

    É incrível o nível que esses"apologistas" chegaram, é até um pouco lámentavel, para não dizer outra coisa. Mas acho espetacular a narrativa que eles conseguem moldar, é sempre: "Ai meu Deus do céu, os protestantes malvados estão matando os católicos do mundo inteiro, porque eles são maus" e sei lá o que mais, esse tipo de gente acha que existe uma puta conspiração global de todos os protestantes do mundo inteiro para matar todos os católicos. O nível que esse tipo de gente consegue chegar é até um pouco risível. Mas sinceramente, esse cara ai e especifico, tem um canal para crianças, nem tem que perder muito tempo com ele. Ele é do nível de, "Ah esse cara tá errado porque esse livro me falou", é bem, bem patético.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles são assim mesmo, paranoicos, neuróticos, fanáticos, alienados, alucinados, conspiracionistas e vitimistas ao extremo, não tem como esperar algo diferente. Esse sujeito em especial eu me lembro de ter tentado assistir um ou dois vídeos dele há uns anos atrás, não suportei ouvir nem 2 minutos, ultrapassa todos os níveis da insanidade, mesmo para alguém como eu que já está habituado às loucuras deles. Mesmo se um vira-lata fugir de casa e morder o pé de um homem na rua e eles descobrirem que o dono do cão é um protestante e o homem ferido é católico, eles vão dizer que isso é parte de uma conspiração global dos protestantes malvadões para exterminar todos os católicos a sangue frio.

      Excluir
    2. O mais engraçado desses "apologistas" católicos é que todos eles tem praticamente o mesmo padrão: todos tem a aparência daqueles nerds de 30 anos pra cima, solteiros que passam a vida inteira em frente ao computador enquanto moram com os pais. Basta apenas observar caras como Paulo Kogos, Conde Loppeux e o maluco aí do vídeo.

      Excluir
    3. Olá amigo.
      Lucas, eu estou perto dos cinquenta anos e a expressão "perder tempo" vem tomando significado na minha vida. Abandonei minhas discussões com TJ's, aprendi a lidar com contraditório, aprendi que a Verdade é uma pessoa (CRISTO), reconheço que a GRAÇA de CRISTO, é meu Porto Seguro....
      Acredito que a vida pode ser melhor vivida quando nossa atenção está nas coisas boas que ainda dispomos.
      "Se tiver que tirar o olhar de algo bom, coloque em algo excelente."
      Nas santas palavras:
      "Olhando FIXAMENTE para o Autor e Consumador da fé: JESUS, o qual, por causa do júbilo que lhe fora proposto, suportou a cruz, desprezando a vergonha, e assentou-se à direita do trono de Deus."
      Hebreus 12,2.

      Excluir
    4. Por mais que eu esteja ainda bem longe dos 50, sinto exatamente o que você diz, quanto mais o tempo passa menos eu me interesso por esse tipo de discussão de internet, a experiência nos mostra que é perda de tempo discutir com gente com um pensamento dogmático já definido, é como tentar convencer um zumbi, não tem como. 99,9% das pessoas que discutem na internet (senão mais) não estão discutindo na intenção de buscar honestamente a verdade com sinceridade, vendo seu interlocutor como alguém que possivelmente a ajudará neste processo, em vez disso veem o debate como um ringue onde tem que bater o máximo que puder no oponente até ele cair no chão derrotado, não importa quantos golpes baixos se use. Por isso esses debates são completamente inúteis, só servem pra desperdiçar tempo, gastar energia e tirar do sério, em muitos casos. Se você responde alguém que abriu uma discussão com você, essa pessoa vai querer levar a discussão ad infinitum, ela não entende que se ela começou a discussão é justo que a outra pessoa a termine, mas ela não tolera esse tipo de coisa pois na cabeça dela quem termina com a palavra final é quem "ganhou" o debate, então ela precisa desesperadamente falar por último. É por essas e outras que hoje em dia eu evito ao máximo discutir com quem quer que seja, apenas me limito a tirar dúvidas de pessoas sinceras, com quem vale a pena manter uma troca saudável de ideias.

      Excluir
  14. Ai Lucas olha isso kkk
    https://www.youtube.com/watch?v=da34F0orIoE&t=45s&ab_channel=Observat%C3%B3rioCat%C3%B3lico

    É incrível o nível que esses "apologistas" romanos conseguem chegar, o pior é esse discurso deles, é sempre. "Ah meu Deus do céu, os protestantes malvados estão matando os católicos, por que eles são maus, meu Deus do céu!"Sinceramente, é dessa para pior, eles não tem mais o que bater, e então começam com essas porcarias, ficam procurando chifre e, burro para c@ralh0. Na realidade, esse cara em específico tem um canal quase para criança, nem tem que perder muito seu tempo nisso não, ele é de um nível bem patético mesmo, ele é do tipo, "ah esse cara ta errado por que esse livro me falou" Só ver o nível de comentário dos vídeos dele, é um bagulho para analfabeto funcional do car@lho. É impressionante, os caras acham que existe uma put4 conspiração global de todos os protestantes para exterminar os católicos do mundo inteiro. Mas qualquer tentativa de debate meramente inteligente com um cara desses ai, nem tem muita tentativa, é uma coisa nível infantil, sem brincadeira. Ele só fica repetindo chavões e falando, "Ah, a 'inquisição protestante' matou 1000000000000 de pessoas só que ocultam isso de nós" KKKKKK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HSUAHSUAHSUAHSUAH só de olhar pra cara desse sujeito já dá um enjoo...

      Excluir
    2. Lucas, afirmar a existência de uma suposta Inquisição Protestante não seria uma admissão de culpa? Por que a suposta Inquisição Protestante passou desapercebido pelos historiadores e a Inquisição católica não?

      Excluir
    3. Eu me pergunto a mesma coisa. Vai ver esses "inquisidores" protestantes eram tão bons no que faziam que conseguiram ocultar sua presença de todos os historiadores e estudiosos de todos os tempos, só não conseguiram se esconder dos blogueiros e youtubers católicos dos dias de hoje, os bichos são fera mesmo.

      Excluir
  15. iloznaB, tava pensando sobre o estado laico e observe se está correto:

    Tanto alguns cristãos como ateus pensam e se enganam achando que o Estado Laico é um estado ateu, sendo que é totalmente diferente

    ResponderExcluir
  16. lucas, observe esse argumento:

    Não incomoda os cristãos o quão trivialmente fácil é melhorar a Bíblia? "Não violarás." “Não possuirás seres humanos como propriedade.” “A propósito, pedofilia é imoral.” “Imagens gravadas não são realmente um grande problema.”
    “As pessoas devem ter direitos iguais, independentemente de raça, sexo ou orientação sexual.” "Não machuque os animais." “Não perseguirás outros por adorarem deuses diferentes.” "Você deve realizar eleições e não apenas dar poder a quem quer que seja o filho consanguíneo do rei."



    eu argumento q uma boa parte que ele disse já está na bíblia, e o máximo que ele fez foi uma mera paráfrase, oq acha? qual versículos se encaixam nessas objeções?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como a bíblia pode ser melhorada se ela já é o padrão perfeito da moralidade? O que o ateu tem que entender é que hoje em dia é fácil falar que pode melhorar a bíblia falando isso ou aquilo, pois ele já nasceu na sociedade influenciada por princípios cristãos em sua maior parte, ai o ateu se sente acima da bíblia, mal sabendo que a mesma que influenciou quase toda sua moralidade. Se não fosse a bíblia, esse ateu teria uma chance enorme de ser a favor da pederastia e estupros por homens poderosos, da poligamia e de tratar mulheres como objetos, de discriminar pessoas de povos dominados por serem "inferiores" (como dizia Aristóteles), de ser a favor de guerras apenas pelo prazer de conquistar, não importa quantos morram, e a lista vai longe, tudo isso era apoiado pelos pagãos na época que a bíblia foi escrita, e olha só como a Escritura esta a frente de tudo isso, a ponto de ser tão boa que que é por causa dela, sendo cristão ou não, abominamos quase tudo que os pagãos faziam naquela época.

      Não violaras tem tantos textos que não da nem pra falar aqui, principalmente nos dez mandamentos e em Deuteronômio 22 (cujo analise o Lucas já fez sobre). Seres humanos como propriedade a bíblia condena também, o problema é que hoje temos uma visão diferente de escravidão. Naquela época, os servos que os hebreus possuíam não eram pessoas consideradas inferiores, mas sim pessoas derrotadas em guerras, que obviamente iriam ter que trabalhar para os vencedores, mas eles ainda era vistos como humanos como qualquer outro e possuíam uma vida muito melhor que os escravos que nós conhecemos da era do colonialismo, já o Novo Testamento vai ainda além, estabelecendo que o escravo é igual ao livre (Gl 3:28).

      Excluir
    2. Pedofilia não é condenada explicitamente pois essa palavra na época tinha um significado diferente, mas claramente o que conhecemos como pedofilia é criticado na bíblia, sabe porque? Pelo simples fato que nenhum cristão ou judeu, em milhares de anos de história, usou a bíblia pra apoiar a pedofilia, nem mesmo a igreja católica com seus milhares de padres pedófilos usou a bíblia para isso, todos os que queriam defender esta pratica repugnante tiveram que inventar outros livros pra falar sobre, porque na bíblia eles não achavam nada que os apoiasse, pelo contrario, aquele que fizesse mal as crianças teria um destino cruel nas palavras de Jesus (Mt 18:6). Portanto, pode até ser que não exista um versículo dizendo diretamente que a pedofilia é errado exatamente porque esta palavra não tinha o significado atual, mas que isso é errado é tão obvio na visão de Deus que nenhum cristão ou judeu jamais usou a bíblia para defender esta pratica miserável, portanto não tem nem discussão esse assunto.

      Me surpreendi na questão dos ídolos, pois ateus são contra toda religião, tendo elas ídolos ou não, então me pergunto porque ele acharia que elas não são um problema. Ídolos são problemáticos exatamente porque a pessoa deixa de adorar a Deus pra prestar culto a objetos feitos por suas mãos, é uma ilusão que deixa a pessoa a mercê de muitos perigos, mas ela acredita que esta sendo protegida por aquele deus que ela mesmo fez. Além disso, Deus sempre proibiu somente os Israelitas (e cristãos obviamente) de adorarem ídolos, Deus jamais disse para Seu povo sair por ai quebrando imagens de outros povos, somente em Canaã pela simples razão que eles herdariam a terra, não fazia sentido manter aqueles ídolos lá, e com exceção destes, Deus jamais falou para ninguém sair fazendo terrorismo religioso contra ídolos, mas Deus claramente pega pesado quando se trata do seu povo adorando ídolos, o povo que Ele escolheu, esse sim Deus se enfurece, os outros povos Deus não se apraz com a idolatria deles, mas Deus também não ordena que ninguém destruía os ídolos alheiros de outros povos, somente de Israel Deus ordena a obediência. Portanto, os israelitas não perseguiam ninguém por adorar deuses diferentes (pelo contrario, os gregos e romanos que detestavam os judeus por terem uma cultura diferente) e nem saiam quebrando ídolos, a menos que este ídolo fosse feito por um israelita mesmo.

      O da raça e sexo é tão estupido que é só perguntar pra ele qual versículo bíblico apoia descriminação contra alguém pela razão racial ou sexual, pelo contrario, a bíblia claramente diz para darmos de comer ao estrangeiros e abriga-los, e a mulher é sempre tratada em pé de igualdade com o homem nas palavras de Deus e dos profetas, eram os homens daquela época que eram autoritários contra elas, não Deus. E sobre a monarquia é interessante, pois a bíblia talvez transmita uma ideia monarquista, mas eu desafio este ateu a achar um UNICO VERSICULO onde Deus diz que a monarquia é um sistema ideal, pelo contrario, Deus sempre detesta a ideia de um rei soberano, basta ver o inicio de Samuel para concluir isso, Deus inclusive fala através de Samuel que Israel lamentaria por pedir um rei, devido aos impostos, ao trabalho forçado e as guerras (1 Samuel 8:11-18), então se uma coisa é clara na bíblia, é que a monarquia bem como qualquer sistema autoritário é horrível,

      Excluir
  17. Banzolão, mandei uma mensagem pra você lá no Facebookão. Veja lá :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acabei de responder.

      PS: quando for assim não tem problema postar aqui no site, eu não me importo que mencione outras pessoas, só o que eu não gosto é que postem links. Abs!

      Excluir
    2. Obrigado pela resposta. Abraços, amigão.

      Excluir
  18. Observe o que este católico disse

    "Pra desespero dos filhos de Lutero e Calvino, todos esses quatro pontos constituem ações de mediação! E isso faz muito sentido: segundo São Pedro, os cristãos são "participantes da natureza divina" (Il Pd 1,4). E São Paulo disse: "Eu vivo, mas já não sou eu, é Cristo que vive em mim* (Gal 2,20). Seguindo a lógica, se Cristo vive na pessoa, Ele realiza Suas maravilhas por meio dela. Por MEIO = mediação! Por isso, disse Jesus: "Não é na vossa Lei que está escrito: 'Eu disse: vós sois deuses? Ninguém pode anular a Escritura. Ora, a Lei chama deuses as pessoas às quais a palavra de Deus foi dirigida (Jo 10,34-35). Em Atos, está dito que os Apóstolos impuseram as mãos sobre as pessoas, e elas receberam oEspirito Santo. Se a intercessão dos santos não fosse uma realidade, isso seria totalmente ilógico, aquelas pessoas poderiam receber o Espirito Santo diretamente de Deus, sem a mediação dos Apóstolos. Seria um tipo de. auto-unção! O glória O "auto-unxido" tem pudê Se Cristo tem um Corpo, do qual Ele é a cabeça, como nos explicou São Paulo (1 Cor 12), então os membros desse Corpo participam também de Sua ação mediadora. Quatro fatores provam isso, na Biblia: 1 os cristãos rezam (intercedem) uns pelos outros; 2 os santos (vivos ou mortos) realizam milagres, tal como Cristo, 3 todo batizado exerce um "sacerdócio régio" (1 Pd 2,9), 4 Jesus vincula o perdão dos pecados à mediação dos seus Apóstolos

    Acusa católico de idólatra e pensa que adora a Deus nas suas músicas e aleluias, quando eles apenas veneram a Deus em suas orações e músicas, enquanto que o católico realmente ADORA a Deus no sacrificio da Missa, quando há um templo, um altar, um sacerdote e Deus PRESENTE no sacrificio, ao contrário da ceia do Senhor protestante em que não tem altar, não tem templo, não tem sacerdote e não tem Jesus presente pois para eles só representa Jesus é uma lembrança. Deus é um Q-suco. 22° incoerência."

    Será que fomos enrabados?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Me pergunto o que eles vem de errado na veneração com orações e musicas, onde Deus pediu mais que isso para os cristãos? Os católicos se gabam de seus cultos ultra litúrgicos, mas se esquecem que os evangélicos "somente com suas orações e musicas" são campeões em evangelização, são campeões na ajuda aos necessitados, campeões em pregar a palavra de Deus com verdade com base na Escritura, e campeões em criar cristãos sinceros de coração, enquanto isso os católicos com seus supostos templos, altares e sacerdotes perdem membros a cada dia, a maior parte dos fiéis não tem interesse nenhum em Deus ou verdades espirituais, além de ser a igreja responsável por genocídio atrás de genocídio e que hoje tenta se desculpar ajudando os progressistas com suas pautas em todo o mundo.

      Os cristãos dos primeiros séculos se reuniam onde podiam, não havia um templo detalhadamente construído, e eu tenho nojo desse tipo de católico, pois o próprio admite que a igreja antiga não tinha templos como hoje, e ai ele não vê problema algum, mas pra criticar os protestantes, eles se gabem de templos como se fossem ultra importantes. E como ele ousa dizer que não existem sacerdotes? Sendo que todos nós fomos feitos sacerdotes por Jesus Cristo (1 Pedro 2:9), aquele que prega e conduz o culto é apenas um pastor, alguém para guiar o culto, mas todos são verdadeiros sacerdotes transformados por Deus, como ele ousa dizer que somente entre eles tem sacerdotes?

      E porque Jesus só esta presente na Eucaristia feita pelos católicos, SE O PRÓPRIO DISSE que estaria presente com dois ou três reunidos em seu nome (Mt 18:20), sem nem sequer mencionar templo, eucaristia ou nada, nem nesse versículo nem no anterior ou posterior?

      Excluir
    3. Obrigado pelos respostas, camaradas

      Você percebe o senso de superioridade que os católicos tem ao escrever isso, sempre rebaixando os protestantes, parecem os fariseus

      Por que eles tem esse senso de superioridade? Será que é porque eles se consideram a Igreja de Cristo? Ou é apenas pelos seus templos, padres e etc etc

      Excluir
    4. Sobre o primeiro parágrafo do texto dele, só faltou mencionar o pequeno detalhe de que todos esses textos ESTÃO FALANDO DE PESSOAS VIVAS, não de intercessão de gente morta. Mas na cabeça deles, se na Bíblia um vivo intercede por outro vivo então significa que um morto (que nem sequer está vivo em algum lugar para poder fazer qualquer coisa que seja) pode fazer o mesmo, então nem precisa de fundamentação bíblica. Por isso dá até pena de ver papista tentando provar alguma coisa com a Bíblia, é daí pra baixo.

      Quanto ao segundo parágrafo, eu gostaria muito de saber de onde eles tiraram que a Ceia do Senhor é um SACRIFÍCIO, quando a Bíblia é perfeitamente clara em dizer que Jesus foi sacrificado DE UMA VEZ POR TODAS, sem repetição:

      “Da mesma forma, como o homem está destinado a morrer UMA SÓ VEZ e depois disso enfrentar o juízo, ASSIM TAMBÉM Cristo foi oferecido em sacrifício UMA ÚNICA VEZ, para tirar os pecados de muitos; e aparecerá segunda vez, não para tirar o pecado, mas para trazer salvação aos que o aguardam” (Hebreus 9:27-28)

      A Ceia não é uma repetição do sacrifício de Cristo, mas um MEMORIAL do único e permanente sacrifício que ele realizou por nós na cruz (Lc 22:19; 1Co 11:24). O que eles fizeram com a Ceia do Senhor foi transformar um memorial em um ritual macabro de canibalismo, onde Cristo é sacrificado de novo e literalmente engolido pelos fiéis pelos dentes, «juntamente com sua alma e divindade», como ensina o Concílio de Trento. Bizarro e macabro, digno do paganismo mais obscuro.

      Por que eles tem esse senso de superioridade?

      Creio que é por serem mais antigos, porque esse mesmo senso de superioridade é notado entre os protestantes de igrejas mais tradicionais para com os de igrejas mais novas (basta ver como muitos luteranos olham de cima pra baixo para um pentecostal por exemplo, às vezes nem mesmo o considerando protestante mesmo), basicamente reproduzindo nos crentes mais modernos o mesmo tipo de preconceito que eles mesmos sofrem dos católicos, e pelas mesmas alegadas razões (por "quebrarem" a tradição e outras baboseiras do tipo). O que é patético e sem sentido, já que por essa mesma lógica os judeus seriam ainda mais "superiores", e os hindus então nem se diga... se Deus tivesse alguma consideração por "quem surgiu primeiro", não teria demorado tanto tempo para escolher um povo em particular para o qual se revelaria (Israel), nem demorado mais ainda para enviar Seu filho ao mundo.

      Excluir
  19. Eu já sou inscrito!

    https://youtu.be/ZuxZtf06oZM

    Lucas, eu estava no youtube e vi um video do canal "mundo de ideias" e nesse video ele fala de muitos assuntos interessantes que eu já tinha ouvido falar como:

    Um versículo da biblia que teoricamente fala sobre uma nave, se não me engano é falado isso em ezequiel 1:4

    Uma coisa que também ouvi falar que é dito no video é sobre os anjos não terem asas, por não presisarem delas

    Outra coisa que eu estava pensando em te perguntar e é dito no video é sobre as classes de espiritos, alguns afirman que só existe anjos, arcanjos, querubins e serafins, em quanto outros afirman que existe também tronos, potestades entre varios outros.

    Gostaria de saber o que você acha de tudo isso.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa da nave é uma teoria bizarra que diz que Deus e os anjos eram na verdade alienígenas, e não seres sobrenaturais, mas isso é especulação do nível mais infantil possível, eu poderia tirar qualquer conclusão que quisesse de qualquer coisa, eu poderia dizer que Abraham Lincoln por exemplo era um alien do planeta XYZ por se opor a escravidão, quem poderia dizer que estou errado? Se a bíblia diz que Deus e anjos vivem nos Céus, que são dimensões sobrenaturais acima deste Universo visível, então é porque eles estão lá mesmo e não porque se desenvolveram em outro planeta, ou você crê nisso ou não crê, simples, não tem essa de falar que era aliens ou ovnis, a pessoa não pode inventar qualquer coisa de qualquer coisa que quiser.

      Anjos não tem asas mesmo, a bíblia sempre escreve anjos com aparências completamente humanas quando eles aparecem, a ponto deles serem chamados de homens (Gn 18:2, Dn 8:15-16, Mc 16:5, além de muitos outros), mas isso não quer dizer que eles são homens, mas sim que nos Céus, eles tem uma aparência sobrenatural, mas na terra eles escolhem forma humana mesmo.

      Já os Querubins aparecem com asas, pois eles são um tipo de ser celeste diferente, se quiser entender mais a diferença dos dois veja este vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=-bMRxQbLUlg. Em resumo, anjos são mensageiros, por isso eles assumem forma humana, já querubins são guardiões, por isso eles assumem formas de leões e bois, e tem asas, pois eles servem exatamente para mostrar como a Glória de Deus é algo muito além da humanidade (na entrada do Éden havia querubins, na arca da aliança havia estatuas de querubins, e nas paredes no templo havia desenhos, e quando Ezequiel vê o trono de Deus ele vê querubins, bem como João no Apocalipse, ou seja, ver querubins é um sinal de que você esta entrando na presença de Deus, por isso eles tem uma aparência bem mais "de outro mundo"). Sobre as classes de anjos é irrelevante quantas existem, pois temos que nos lembrar que Jesus esta acima de toda autoridade e potestade angelical (Efésios 1:21), portanto se nem a bíblia esta preocupada em discutir anjos em detalhes, não deveríamos também, pois ai seria só coisa da imaginação nossa e não da realidade.

      Excluir
  20. Boa noite. Vídeo de seis minutos apenas, não precisa ver mas se puder leia rapidamente os comentários no vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=tQ--5Pg84xk se puder veja o vídeo, o pior é que eles se acham a elite do Reino de Deus. O que me revolta no fundo no fundo é que eles usam o livro de Enoque, eu li o livro, uma versão academica em inglês (em português só tem uma versão academica, já esgotada). O livro aponta muito claramente a vinda de Jesus, tanto é que ele foi deixado de lado pelos rabinos que escreveram o Talmude justamente por causa disso. O termo Filho do Homem é citado direito ali. Agora ele está sendo deixado de lado por cristãos sérios por causa dessa turba de gente maluca que adotou o livro pra defender a terra pizza e levaram novamente o livro a descrédito. Muita gente séria sequer leu o livro todo e já torce o nariz quando escuta falar dele. A culpa é desses terraplanistas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O termo "Filho do Homem" também aparece em Daniel e em dúzias de textos de Ezequiel, o apócrifo de Enoque apenas repete o uso (é comum apócrifos fazerem uso de termos ou conceitos de livros canônicos para extraírem certa autoridade dos mesmos). O livro de Enoque não está no cânon porque não conveio ao Espírito Santo incluí-lo no cânon, e não pela resistência de rabinos (até porque livros com muito mais profecias messiânicas categóricas como Isaías e Daniel estão no cânon). Inclusive quando esse livro surgiu o cânon do AT já estava fechado, e se fosse incluso seria um grave erro já que o livro é atribuído a alguém que havia morrido milênios antes, o que comprometeria a inspiração/inerrância da Bíblia, sem falar de alguns erros doutrinários que eu pude observar ali, que claramente refletem a mentalidade dos judeus pós-diáspora e não da época do AT canônico, apesar de haver muita coisa interessante, sem dúvida (mas pra ser canônico precisaria ser 100% verdadeiro, se tivesse 1% de erro doutrinário já não poderia entrar no cânon). Por isso eu vejo o livro de Enoque como uma obra valiosa do ponto de vista histórico para entender como os judeus daquela época pensavam, mas não como um livro inspirado comparável aos livros bíblicos.

      Excluir
  21. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  22. Banzoli, vi que o senhor é contra a observação do domingo, eu também sou.
    Mas vejo também que você preza pela história patristica. O que acha dos patristicos e do próprio didaquê defendendo a observância do primeiro dia sendo que eles são discípulos diretos dos apóstolos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Didaquê não fala nada sobre "observância do primeiro dia" no sentido de não poder trabalhar, ela só diz que no dia do Senhor os cristãos se reuniam para cultuar a Deus, só mais tarde é que eles passaram a guardar o domingo no mesmo sentido legalista com que o AT manda guardar o sábado. Irineu, por exemplo, escreveu:

      Já não mandará guardar um dia de descanso àquele que, todos os dias, observa o sábado, isto é, ao que rende culto a Deus no templo de Deus, que é o corpo do homem” (Demonstração da Pregação Apostólica, 96)

      Vale lembrar que esses "discípulos diretos dos apóstolos" entravam constantemente em divergências uns com os outros, então a não ser que haja uma unanimidade (o que raramente acontece e não é o caso aqui), não dá pra tomar o testemunho deles como decisivo para alguma coisa.

      Excluir
  23. https://justthenews.com/government/security/evidence-pre-planned-capitol-attack-grows-experts-say-case-weakens-tying-trump

    We are in deep trouble as a country.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. If you guys are in trouble, imagine how we are...

      Excluir
    2. No kidding! I hate being the bearer of bad news.

      Excluir
  24. Opa, sobre o teu canal no YouTube: eu já sou inscrito e sempre dou like, espero que o teu canal cresça

    O tempo que você parou sem fazer vídeo, fez com que o canal perdesse o alcance dele, então é natural que ele perca as visualizações e etc.

    Se estiver com tempo e não quiser ficar chocado veja esse curto vídeo da BBC Brasil sobre os Campos de Extermínio Chineses:

    https://youtu.be/uYvqeFsfb3Q

    Eles basicamente ouvem mulheres que foram estupradas, abusadas fisicamente e mentalmente... É deplorável

    Os guardas enfiaram a merda de um bastão elétrico na parte íntima da moça, ergg deplorável, nojento, desumano

    E o pior: são os gados da China ruminando nos comentários, defendendo esse tipo de atrocidade

    O argumento desses imbecis é parecido com "E o pt? E o Lula?"
    Eles dizem assim "E os Estados Unidos? E o Imperialismo?

    Como se isso desse carta aberta a China cometer essas atrocidades
    É lamentável o nível de desumanidade que essas pessoas tem.

    E mano: continua com o seu trabalho, ele é fantástico

    ResponderExcluir
  25. No meu último comentário havia me esquecido de perguntar:

    E se o Brasil fosse colonizado pelos Britânicos? Você acha que ele estaria melhor? Pior? Ou praticamente do mesmo jeito?

    Quando tu acha que ele conseguiria a independência? Será que ele faria parte da Commonwealth?

    Outra pergunta parecida
    E bom, e se a América do Sul fosse colonizada por eles? Se quiser pode incluir o Brasil nisso

    Mano, eu acho que a culpa dos países Sul-Americamos estarem pobres não é nem por causa totalmente dos Espanhóis

    A Argentina era um dos países mais ricos e desenvolvidos do mundo no início do século passado, especialistas dizem que se ele continuasse daquela forma... Iriam chegar no nível dos Estados Unidos

    Chile e Peru poderiam estar em uma situação melhor também

    A Grã-Colombia era considerada um país emergente e que iria se tornar uma potência, já que tinha saídas para o Oceano Atlântico e Índico (se não me engane) o que seria muito bom para o comércio

    O México poderia estar numa situação melhor na minha opinião, se elas continuassem com o Segundo Império Mexicano, sei que você não gosta da monarquia, mas sla

    Maximiliano I tinha um grande amor pelo México, estabeleceu um Estado Laico e iria investir em infraestrutura. Mas os republicanos tomaram o poder e acabaram por se tornar capachos dos Estados Unidos, ficando extremamente pobres e instáveis politicamente

    Você acha que os países da América Do Sul se tornaram pobres por causa da República Presidencialista? Se elas se tornassem monarquias ou repúblicas parlamentaristas (ou até mesmo imitando o estilo de República dos Estados Unidos) eles estariam melhores?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Argentina não era "um dos países mais ricos e desenvolvidos do mundo no início do século passado", ela (assim como o Uruguai) era apenas desenvolvida em comparação com os outros países latino-americanos. Dê uma olhada no volume mais recente do meu livro dos 500 Anos de Reforma que tem gráficos bem detalhados disso. Esses outros países que você menciona eram muito piores, o Chile por exemplo era bem pobre até poucas décadas atrás, o Peru idem, nunca foram grande coisa. O Brasil era uma monarquia e era ainda pior do que eles, então não creio que ser uma monarquia ajudasse grande coisa. O que ferrou o Brasil e a América Latina como um todo foi a mentalidade anti-empreendedora, anti-industrial e anticapitalista herdada da metrópole, por isso teria de tudo para ser diferente caso os ibéricos nunca tivessem pisado os pés neste continente. Não necessariamente seriam tão desenvolvidos como os EUA e o Canadá são hoje, mas com certeza não ficariam tão estupidamente atrás.

      É o que eu sempre digo: se o sistema de governo bastasse para alguma coisa, todo mundo iria copiar um que funciona e todos funcionariam bem, mas isso nunca deu certo em lugar nenhum, nem mesmo a própria democracia funciona dependendo do lugar onde tentam implantá-la. Não é o sistema de governo que faz um povo ir pra frente ou pra trás, é a mentalidade desse povo, a cultura que ele carrega, o resto são detalhes. EUA e Inglaterra são dois exemplos de países bem-sucedidos, um é uma república e o outro uma monarquia parlamentarista, os dois tem muito pouco em comum em termos de sistema de governo, mas tem tudo em comum em termos de mentalidade, por isso alcançaram o mesmo sucesso. Em contrapartida, poderiam mudar o sistema de governo brasileiro umas cinco mil vezes que não iria evoluir nada enquanto a mentalidade que predominar aqui for essa.

      Excluir
    2. Sobre a Argentina: Eram bem ricos sim man. Dando uma pesquisada rápida em qualquer lugar verá o Luxo ao Lixo que a Argentina fez

      "Uma superpotência que nunca aconteceu"
      Aqui estão alguns artigos:

      https://ismailalimanik.medium.com/argentina-once-the-richest-country-in-the-world-322e354fe842

      Que diz: “ Em 1910. . . A Argentina foi um dos primeiros países do mundo. Foi um dos mais importantes exportadores de grãos e carnes. Seu PIB representou 50 por cento de toda a América hispânica, ocupando o décimo lugar na economia mundial, e seu comércio atingiu 7 por cento do total mundial. ” (Ver José Ignacio García Hamilton, 2005. “ Reflexões históricas sobre o esplendor e declínio da Argentina”. Cato Journal, vol. 25, no. 3; 528.) Em 1913, sua renda per capita era duas vezes superior à da França a da Itália e quase cinco vezes a do Japão .


      Neste artigo da Finantial Times diz que Estados Unidos rivalizaram com a Argentina
      "Nova York ou Buenos Aires?":
      https://www.ft.com/content/778193e4-44d8-11de-82d6-00144feabdc0

      Num artigo de uma Universidade de Los Angeles (aparetemente) diz: "Argentina began the 20th century as one of the wealthiest places on the planet. In 1913, it was richer than France or Germany, almost twice as prosperous as Spain, and its per capita GDP was almost as high as that of Canada."

      Matéria da The Economist: https://www.economist.com/briefing/2014/02/17/a-century-of-decline

      E sim, Chile e Peru não eram grande coisa, provavelmente por seu sistema de governo

      O Libertador do Chile, Peru e Argentina José de San Martin, queria que principalmente o Peru se tornasse uma monarquia
      Já que a população do Peru não estava nem um pouco acostumada com a a ideia de uma república, e rejeitavam um pouco

      É só ver um pouco da sua situação: 7 presidentes caíram em 1 semana no Peru kskskssksksksksksks
      Uma população gostando mais de uma espécie de governo e sendo mais acostumada com ele, ajuda muito.

      Algo que sem dúvidas ajudou a Argentina a cair desse jeito com o presidencialismo, cada presidente acabava com o projeto de governo do outro, assim gerando uma instabilidade e mudanças bruscas, fazendo com que os investidores principalmente ficassem inseguros

      Em 4 em 4 anos o governo mudava tudo. Se houvesse uma monarquia (como San Martin queria) esse problema poderia acabar

      O Rei iria ficar de olho nas coisas e no novo governo, o Chanceler poderia ficar muito mais tempo no poder, sendo assim seu projeto de governo durasse mais.

      No Chile poderia ser o mesmo

      No México, Maximiliano estabeleceu o Estado Laico e investiu e iria investir na infraestrutura, ele estava unindo todas as Províncias. Infelizmente ele não pode fazer muito nem mesmo em suas 4 anos, já que os republicanos estavam fazendo uma guerra civil

      Ao perder, Maximiliano foi fuzilado pelos republicanos e hoje o México está essa desgraça que podemos ver, um país que continuou no fracasso, extremamente pobre e sem estabilidade política

      Os próprios países Sul-Americamos e o México escolheram essa situação, pobres
      Tem culpa da cultura Ibérica, mas na minha opinião o próprio povo fez isso

      A Argentina era rica, mas empobreceu principalmente por causa da sua forma de governar

      Excluir
    3. Aprenda uma coisa, quando você quer provar algo em se tratando de uma discussão acadêmica como essa você não sai por aí na internet caçando links que concordam contigo, você vai atrás dos acadêmicos mais conceituados do mundo que passaram décadas da vida deles estudando a fundo a economia histórica de cada país e levantaram gráficos detalhados de todos os países do mundo, foi o que eu fiz para escrever o meu livro. Se formos nos basear em links de internet, eu poderia passar aqui um monte de links que dizem até que o Brasil era uma grande potência em 1900, esses links não tem valor algum academicamente falando, até porque a maior parte deles se baseia no PIB nominal e não no PIB per capita, causando graves distorções na economia real (por exemplo, neste quesito o Brasil ainda é a 7ª maior economia do mundo, e mesmo assim ninguém seria estúpido de dizer que o Brasil é um dos países mais ricos do mundo). Ou nós discutimos a partir do consenso acadêmico, ou qualquer discussão será perda de tempo, um mero confronto de links digno de uma discussão de amadores.

      Pois bem: se nos basearmos nas três fontes mais atualmente respeitadas academicamente falando e usadas como referência mundial no assunto, nenhuma delas sustenta a sua visão de que a Argentina era um dos países mais ricos do mundo por volta de 1900, só o que podemos concluir é que era o melhor país da América Latina (como eu disse). Não vou passar aqui todos os gráficos detalhados porque estão no meu livro que eu já mencionei aqui e que você se recusa a ler porque prefere caçar links aleatórios de internet de gente que você nem sabe quem é, mas pra resumir, nos dados de Escosura para 1913 a Argentina apresentava 598 pontos, mais do que qualquer país latino-americano, mas globalmente falando estava atrás de Reino Unido, Holanda, Suíça, Estados Unidos, Austrália, Nova Zelândia, Canadá, Bélgica, Alemanha e empatado com a Dinamarca.

      Ela também estava longe de ser “duas vezes mais próspera que a Espanha”, a Espanha tinha um índice de 481, que até onde eu sei é bem mais que a metade de 598 (e isso que a Espanha era ao lado de Portugal os dois países mais pobres da Europa). Em suma: a Argentina não era “um dos países mais ricos do mundo” como você diz (os mais ricos eram EUA, Reino Unido e Austrália, com uma margem significativa em comparação com a Argentina), não chegava perto de dobrar a economia da Espanha e nem a pau chegava a ter 50% do PIB de toda a América hispânica (o Uruguai sozinho já tinha um índice próximo ao da Argentina, imagine todos os países da América hispânica juntos).

      Essa de que a Argentina era responsável por 7% de todo o comércio mundial da época é outra mentira deslavada, segundo os dados de Maddison ela tinha um índice inferior até mesmo à Índia (786 contra 515), sem falar de Áustria, Bélgica, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e etc. Pra você ter uma ideia, o índice do Reino Unido sozinho era de 2.555, ou seja, mais de 5 vezes o da Argentina (índice quase idêntico ao de EUA e Alemanha, que também tem 5x o da Argentina). Isso não significa que a Argentina não tivesse uma economia respeitável, significa apenas que ela tinha a maior economia da América Latina (que foi exatamente o que eu disse), mas não uma das maiores do mundo.

      Excluir
    4. O mais bizarro é você dizer que a culpa da decadência da Argentina é do presidencialismo, sendo que o presidencialismo existe na Argentina desde 1827, e segundo você em 1913 (ou seja, quase um século mais tarde) a Argentina ainda era um dos países mais ricos do mundo (e de fato era o mais rico da América Latina). Pelo jeito o presidencialismo não atrapalhou ao longo do século XIX, só foi magicamente começar a ser um empecilho ao desenvolvimento deles a partir do século XX, sabe-se lá por que. O curioso é que enquanto a Argentina presidencialista se desenvolvia no século XIX e se tornava a primeira potência da América Ibérica, o Brasil monarquista tinha metade do PIB per capita deles (dessa vez metade de verdade, não a metade fake da Espanha). Mas mesmo assim, no mundo de fantasia em que os monarquistas vivem, o presidencialismo é o problema e a monarquia é a solução...

      O resto do seu comentário se resume a especulações e hipóteses que não podem ser levadas a sério academicamente, o fato de um único monarca do México que reinou por míseros 3 anos ter supostamente tido boas intenções não significa que isso fosse levado a cabo ao longo de dois séculos, isso é pura especulação barata. Como eu disse, o único país latino-americano que teve alguma experiência monárquica minimamente significativa para levarmos em consideração para efeitos concretos foi justamente o pior país de todos no século XIX, o nosso. Se os quase 70 anos de monarquia no Brasil valem menos para efeitos de comparação que os 3 anos de Maximiliano no México, nem um milagre curaria tanta obstinação.

      Repito: o problema dos países latino-americanos não é a forma de governo, mas a mentalidade (cultura). Enquanto você continuar procurando a resposta na forma de governo vai bater a cabeça na parede, sem conseguir explicar por que raios que formas de governo diferentes da que você defende deram, em muitos casos, muito mais certo do que formas de governo que você defende, mundo afora. Em 1900, Espanha e Portugal eram monarquias e eram os dois países mais pobres da Europa em disparado, enquanto na mesma época o Reino Unido também era uma monarquia e era de longe o mais próspero do continente. O que explica o sucesso de um e o fracasso dos outros dois NÃO é a forma de governo, mas justamente a mentalidade de cada povo. Enquanto você continuar sem entender isso, vai seguir batendo numa tecla quebrada, numa tentativa vã e inútil de dar uma solução fácil para problemas muito mais complexos do que você pensa.

      Excluir
    5. Lembrando que esse Maximiliano do México só chegou ao poder por que os católicos tradicionalistas reacionários deram um golpe de estado contra o Presidente liberal Benito Juárez (que naquela altura já tinha feito muitas reformas liberais e estruturais importantes no México: reforma agrária, instituição do Estado laico, restauração do federalismo e criação de leis para incentivar a iniciativa privada e o empreendedorismo) com o auxílio da França de Napoleão III (um monarca tirânico e ditatorial) porque não aprovaram de jeito nenhum as reformas liberais do Presidente Juárez, sobretudo a instituição do Estado laico, lembrando que para restaurar a monarquia os franceses e austríacos invadiram arbitrariamente o território mexicano, derrubaram um governo legitimamente eleito e instituíram uma Monarquia com o objetivo não só de barrar as reformas liberais, mas também como restaurar o catolicismo romano como religião oficial no México, bem como a revogação de TODAS as medidas liberais do Presidente Juárez. E de fato, Maximiliano o fez, e com a bênção do próprio Papa que não só aprovou a guerra como também abençoou os invasores franceses e austríacos, bem como os monarquistas para que eles tivessem êxito.

      Isso revoltou muito os mexicanos que viram isso como uma violação de sua soberania e tiveram que pegar em armas contra os monarquistas reacionários. No começo os republicanos estavam completamente encurralados pelos franceses, austríacos e monarquistas, sobretudo porque o seu maior aliado os EUA estavam em plena guerra civil. Lembrando que a Intervenção francesa no México que restaurou a Monarquia durou de 1864 até 1867. Com o fim da Guerra Civil, os EUA tomaram as dores do México e auxiliaram os republicanos a recuar o território mexicano, pois a época o secretário de estado Edward Seward declarou que aquela invasão e golpe eram um grave atentado contra a soberania mexicana bem como à um governo legítimo e que a mesma era inadmissível.

      Após três longos anos de guerra os republicanos e americanos conseguiram expulsar os franceses e austríacos do México e restauraram a República Mexicana.

      Após o fim da Guerra, Maximiliano foi preso (e o covarde ainda tentou fugir disfarçado pra Áustria para não ser pego, mas o tiro saiu pela culatra, pois pouco tempo depois ele foi descoberto e capturado pelos republicanos) e julgado sob a acusação de usurpação do poder legítimo, de traição e de cooperação com os traidores e foi (de forma justa) sentenciado à morte por fuzilamento. Maximiliano (bem como todos os seus partidários) foram fuzilados em praça pública no dia 19 de junho de 1867.

      Detalhe: o Povo mexicano assistiu à execução do usurpador regozijando de alegria e comemoraram a morte do monarca usurpador. Até hoje esse episódio da história mexicana é lembrado com alegria pelos mexicanos, O Povo Mexicano definitivamente não queria ser governado por um monarca.

      Excluir
    6. Obrigado por escavar este assunto mais a fundo, foi uma verdadeira aula (inclusive pra mim).

      Excluir
    7. Eu que agradeço, aliás eu apenas lhe contei o que todo aluno mexicano da quarta série já sabe. O Fato é que Maximiliano foi um golpista que chegou ao poder após terem derrubado um Presidente da República que estava no cargo de forma legítima.

      Esse é mais um exemplo para calar de vez a boca desses monarquelhos que afirmam que golpe de estado é coisa de república.

      Excluir
    8. Só uma pequena correção - o Secretário de Estado americano à época se chamava William Henry Seward, não Edward Seward, desculpe o engano:

      https://en.m.wikipedia.org/wiki/William_H._Seward

      Excluir
    9. Sobre Maximiliano I:

      Sim, ele foi colocado no poder por conservadores, mas para o seu desespero Maximiliano implementou diversas reformas liberais, apoiou várias políticas liberais propostas pelo governo Juárez, como reformas agrárias, liberdade religiosa e extensão do direito de voto para além das classes proprietárias de terras. A princípio, Maximiliano ofereceu anistia a Juárez se ele jurasse lealdade à coroa, até oferecendo-lhe o cargo de primeiro-ministro, o que Juárez recusou. Também tentou financiar casas para os mais pobres, perdoou dívidas dos camponeses, reduziu a jornada de trabalho do povo e também baniu o trabalho infantil.

      Sobre a sua "fuga":

      Após sua grande resistência na cidade de Querétaro. Os guerrilheiros lhe propuseram a fuga, que ele chegou a aceitar, mas mudou de ideia dizendo que amava o país.
      Antes de ser assassinado ele disse:
      "Perdoo a todos e peço a todos que me perdoem. Que o meu sangue, que está para ser derramado, seja para o bem do país. Viva México, viva la independencia!"

      Ora, um homem que morre pelo seu país deve ser visto como um herói

      Maximiliano é elogiado por alguns historiadores por suas reformas liberais, desejo genuíno de ajudar o povo do México, recusa em abandonar seus seguidores leais e bravura pessoal durante o cerco de Querétaro.

      Se ele pegasse um México um pouco mais estável e conseguisse permanecer e ganhar a Guerra contra Juárez, ele sem dúvidas seria um grande imperador.

      "Se você conseguir colocar ordem neste caos, fortuna nesta miséria, união nestes corações, você será o maior soberano dos tempos modernos."

      -Coronel Francês Charles du Barail

      Ele estava no caminho certo, ss seus descendentes fossem como ele, o México hoje seria melhor.

      Hoje vemos a potência e a riqueza que o México tem hoje! Sqn
      Outra: não sou monarquista coisa nenhuma, só não gosto do sistema Presidencialista

      Estou preparando a resposta sobre a Argentina e os outros assuntos sobre a América do Sul, mas meus dois cachorrinhos pegaram infecção intestinal e tô cuidando deles

      Isso vem me atrapalhando e não fico com concentrado para a nossa conversa
      Orem por eles
      Irei mandar a outra resposta assim que possível 👍

      Excluir
  26. Banzoli, aparetemente eu tenho TOC e acabo pensando uns absurdos quando leio a bíblia, tanto em artigos sobre TOC falam que você pode acabar pesando coisas ruins sobre a sua religião

    Tenho medo de acabar cometendo um pecado contra o Espírito Santo, você acha que Deus me perdoaria?

    Vou falar com minha mãe sobre, para resolver essa situação. Essa merda pode acabar me mandando pro inferno kakaakakakakakak

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também tenho TOC, isso é horrível, mas atualmente consigo lidar com isso. No começo foi difícil, ainda é difícil, mas consigo conviver.

      As vezes tenho pensamentos intrusivos tão horríveis que tenho vergonha de escrever, mas não se preocupe, não é pecado, apenas saiba que esses pensamentos "não são seus", esses pensamentos não definem quem você é. Não alimente-os, deixe esses pensamentos ir e vir naturalmente, quando você "ver" eles sumirão (e infelizmente serão substituídos por outros pensamentos intrusivos). Em resumo, tente não dar muita importância para esses pensamentos, e se o TOC afetar muito a sua vida pessoal procure tratamento, não tem cura, mas ajuda.

      Esse vídeo mostra mais ou menos o que uma pessoa com TOC passa [https://www.youtube.com/watch?v=t0UbycyHI7o] tem algumas coisas que NÃO acontecem comigo, tipo de não poder pisar nas rachaduras do chão, mas o que aparece no começo do vídeo e mais pro final acontece, as vezes eu confiro várias vezes se não esqueci nada, mas mesmo assim fico com dúvidas se realmente não esqueci de nada, eu lido com isso simplesmente pensando "eu já conferi e vi que nada está faltando, e mesmo se estiver faltando que se dane". Também tenho TOC de lavar as mãos toda hora, mas tento me controlar e lavar menos as mãos. Tenho TOC com perfeccionismo/simetria, tudo tem que seguir um padrão, qualquer coisa fora do padrão me da ansiedade. Entre outros.

      Porém tudo isso não é pecado, e não tem perigo de você pecar contra o Espírito Santo porque conforme o Lucas escreveu nesse artigo [http://www.lucasbanzoli.com/2020/05/o-que-e-blasfemia-contra-o-espirito.html] o pecado contra o Espírito Santo é resolver viver uma vida de pecados e nunca se arrepender, em outras palavras, é rejeitar o Espírito Santo igual um descrente que rejeita quando ouve o evangelho ou um apóstata que resolve abandonar a fé.

      Excluir
    2. O meu problema com TOC é só os pensamentos, acho que isso facilita um pouco as coisas

      Teve uma época que se eu tocasse num lugar com uma mão, teria que trocar com a outra também kssksksksksks

      Mas quando eu ignorei isso, nunca mais tive
      Talvez se eu realmente ignorar meus pensamentos ruins (como tu disse) esse bagulho pode passar ou diminuir

      O pecado contra o Espírito Santo eu pensava que era uma palavra ou pensamento que não tinha perdão

      Se fosse talvez estivesse lascado
      Vlw pela resposta man

      Excluir
  27. Qual teologia sistemática você considera a melhor em português?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe a intromissão. Essa é uma ótima opção

      TEOLOGIA SISTEMÁTICA - WAYNE GRUDEM

      Excluir
    2. Eu não sou muito chegado a livros de Teologia Sistemática porque detesto livros superficiais (e uma Teologia Sistemática é por definição superficial, porque é impossível tratar de toda a teologia de forma minimamente aprofundada em um único livro). Então eu prefiro ler um livro só sobre um tema, depois um outro livro só sobre outro tema, e assim por diante, do que ler um livro de Teologia Sistemática que fala sobre tudo e ao mesmo tempo não acrescenta nada. Essa é uma das razões pelas quais eu mesmo nunca escrevi um livro do gênero. De todo modo, quem quiser sugerir uma (como o Alon fez), fique à vontade.

      Excluir
  28. Que o BigBrother como entretenimento já é algo espiritualmente falido, disso já sabemos. Mas na época que ainda era apenas um programa europeu, eu cheguei a ler duas teses de doutorado fantásticas a respeito do comportamento e do que o programa favorece em termos de observação. As pessoas já entram daquele jeito ali e o programa apenas ressalta o lado delas, mais focado no lado ruim delas, porque elas estão sendo observadas. Claro que um convívio um tanto forçado favorece isso. A questão é que eu não lembro agora mas cheguei a ler um artigo evangélico sobre esse programa e a realidade que se chega vendo aquilo ali é o que a Bíblia já fala a milhares de anos: ninguém presta. Ninguém mesmo. O mais santo quando for colocado ali provavelmente fará os maiores pecados. Tudo que a pessoa não vê nela vai pra superfície e sabemos que todos nós no íntimo não prestamos. A maior piada de tudo isso é que nesse BBB de agora, as pessoas sempre tentam conversar sobre as narrativas de negritude, racismo, lgtbqxyz, sempre com a ideia de que precisamos conversar sobre isso. O que não contavam é que esticaram tanto essa corda que o pessoal pegou nojo. A Karol Konká (que só fui saber que existia depois que entrou nesse BBB) reclamou até da música do Eminem, que é branco e além de estar cantando um ritmo negro (rap não é coisa de branco na mente dela), ele sequer poderia ser tocado numa música de temática negra, segundo o padrão moral dela. E assim por diante com os outros. Até o Canal Hipócritas fez um vídeo muito bom sobre isso: https://www.youtube.com/watch?v=Ip2k0lxzZpo&t=24s o que quero dizer é que ainda acho que o BBB como programa tem um efeito pedagógico bom se a pessoa tiver o bom senso de ver que aquelas pessoas lá são um extrato estatístico da porcaria que todos nós somos. É igual política: eu ainda sou da parcela escrota que acha que os políticos são o reflexo de todo o povo. Se eles roubam é porque nós roubamos, se eles se corrompem é porque nós nos corrompemos também, e por aeh vai. De forma geral eu digo. Se fosse um BBB com todos os pastores e padres famosos que temos no Youtube com certeza sairia uma porcaria também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente comentário, muito bom mesmo. Pelo menos nisso o BBB presta: pra mostrar o quanto a humanidade não presta.

      Excluir
  29. -Porque os católicos para criticar os evangélicos sempre falam com absoluto desprezo, ou trazem teorias da conspirações bizarras, ou sempre levam na piada, isso se não apelarem pras ofensas absurdas. Enquanto em sua maioria, os evangélicos sempre tentam discutir racionalmente com eles, e discutem fatos (como a perseguição católica do passado, e que se deixar uns pirados até poderiam tentar trazer de volta) e não invenções conspiratórias, já vi até católico dizendo que Hollywood é uma indústria judaico-protestante para destruir a igreja católica! E citando isso numa discussão séria ainda, para tentar rebater o argumento da inquisição e cruzadas.

    -Hoje mesmo o pastor fez uma pregação sobre Elias e Eliseu, e uma coisa que ele disse que nunca havia notado, era que Eliseu não era da escola dos profetas, e ainda assim foi escolhido por Deus e Elias (na verdade, nem o próprio Elias queria Eliseu), enquanto os verdadeiros sucessores dos profetas mal queriam seguir Elias, e ficaram de longe no final da história de Elias. Enquanto isso católicos se gabam de ter sucessão apostólica, chegou a tal ponto que eles nem falam mais da bíblia, já faz anos que não vejo católicos discutindo usando a bíblia, a maioria só vai se gabar da sucessão apostólica e que isso valida tudo que eles fazem, podem inventar doutrinas, matar quem quiser, falar todo tipo de bobagem, que tudo é valido pois tem "sucessão apostólica" sendo que sempre na bíblia Deus rejeita exatamente os que tinham algum tipo de sucessão, como Ele rejeitou a família de Eli, rejeitou os discípulos dos profetas em favor de Eliseu, rejeitou o rei Saul, e o próprio Jesus não nasceu em família especial nenhuma. Detalhe, o próprio Eli, discípulos dos profetas, e Saul, além de outros, todos foram escolhidos por Deus (assim como a Igreja de Roma) mas quanto mais rejeitaram a Deus, mas Deus se tornou desfavorável a eles, a ponto de escolher pessoas que não eram de sucessão alguma. E ai aparece os católicos, achando que podem errar o quanto quiserem que esta tranquilo, e pra eles os verdadeiros vilões são os "filhos de Lutero e Calvino".

    -Você se vê tornando católico?

    -O que você acha dos milagres atribuídos a John Henry Newman?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vinícius,a Igreja Católica existe e impressiona, com essa pompa toda, porque ela é a Babilônia religiosa apresentada no livre de Apocalipse.

      A Igreja de Deus perdurou através dos tempos. É um “pequeno rebanho” (Lucas 12:32). Traduzido literalmente: muito pequeno rebanho. Embora isso se refira apenas aos apóstolos e primeiros crentes, ainda podemos dizer que o número de crentes genuínos foi, e ainda é, pequeno, em comparação com pagãos e falsos cristãos. É pequeno nos dias de hoje, quando comparado com a grande maioria da humanidade incrédula.

      A Igreja Católica é uma instituição enorme. Não são pequenos - nunca foram, nem se interpretarem o texto de forma figurada. São cheios de pompa, como era o Sinédrio do tempo de Cristo, que apresentava uma bela unidade institucional, também cheia de pompa, mas o Espírito estava trabalhando por meio de um profeta comedor de gafanhotos e um bando de pescadores não ordenados.

      O Sinédrio era muito melhor organizado do que os pescadores e tinha uma grande liturgia, uma linha oficial de tradição oral e uma sucessão de líderes. Tinha aparência de uma igreja saudável. Mas ter se voltado para o Sinédrio seria abraçar a apostasia.

      Excluir
    2. 1) Isso é o natural que se espera de alguém que não tem argumentos, ou ele vai baixar o nível com palavrões e agressões sem fim ou ele vai inventar as teorias conspiratórias mais macabras que ninguém sabe de onde vieram e não tem muito como se refutar de tão disparatadas que são (tipo alguém te acusar de ser um illuminati ou reptiliano, não tem muito o que fazer pra "refutar" isso, por mais boba e sem noção que a acusação seja). Como a Bíblia e a verdade histórica estão contra eles, eles não podem nos refutar abrindo a Bíblia ou livros de história, então o que sobram são xingamentos e conspirações de Astrolavo de Carvalho e outros "jênios" do tipo. Mas pensando por outro lado, é até bom que eles sejam de tão baixo nível em comparado com a gente, pois a Bíblia diz que nós somos sal e luz dessa terra e que pelos frutos seremos reconhecidos, então já pensou se fosse o contrário e nós que usássemos de palavreado baixo contra eles com as apelações mais vis, e eles fossem mais sóbrios e civilizados? Se isso acontecesse eu passaria a questionar minha própria fé, graças a Deus quem baixa o nível são eles, comprovando justamente aquilo que Jesus falou, e atestando que nós estamos mesmo no caminho certo. Na verdade, de todos os grupos que eu já vi discutir na internet (católicos, evangélicos, ateus, espíritas e etc), os únicos que mantém um nível decente somos nós, todos os outros usam de palavrões, ofensas, agressões e escárnio de todos os tipos, eles não tem princípios morais, então seguem a sua própria carne. Não que nós essencialmente sejamos diferentes deles, pois temos a mesma natureza pecaminosa, mas uma pessoa nascida de novo que é morada do Espírito Santo sabe controlar esses instintos melhor do que gente do mundo, que está totalmente afundada na lama do pecado.

      2) Muito bom o seu comentário e também o comentário do Alon sobre isso, na verdade o próprio apóstolo Paulo disse expressamente que "DENTRE VOCÊS MESMOS se levantarão homens que torcerão a verdade, a fim de atrair os discípulos" (At 20:30), quando se dirigiu aos bispos/presbíteros de Éfeso em sua despedida. Quer dizer, Paulo já sabia que os próprios bispos QUE ELE MESMO tinha escolhido a dedo iriam se desviar do caminho, mas na cabeça deles os bispos de séculos e séculos posteriores se mantiveram incorruptíveis, numa sucessão ininterrupta sem qualquer desvio doutrinário, o que é totalmente ridículo. Deus não tá nem aí se alguém tem uma sucessão natural de nomes numa lista inútil, mas sim se a verdadeira doutrina e a moral estão sendo preservadas, e tanto uma como a outra foram severamente violentadas pela Igreja Romana em toda a sua história, chega a ser piada alguém dizer que uma organização que assassinou milhões seja aquela mesma Igreja de Cristo santa e imaculada que Paulo nos falou (Ef 5:27).

      3) Acho que nem preciso responder isso.

      4) Até onde eu sei, ele não fez nenhum milagre em vida, o milagre que é atribuído a ele é um milagre recente que uma mulher supostamente conseguiu mediante a sua intercessão depois de morto (algo que obviamente ele não teve participação alguma).

      Excluir
    3. O milagre é exatamente este da intercessão, você acha que pode ser verdade (não com pessoa morta, que obviamente é inexistente, mas sim feito através de Deus, anjos ou
      demônios) ou é apenas invenção, ou é uma coincidência? E não estou falando de qualquer milagre, mas somente dos de cura mesmo, que é algo que Deus faria tranquilamente (não
      que ele não possa fazer os outros, mas Deus não iria ficar preservando cadáveres ou fazendo Maria aparecer no céu), mas os católicos atribuem aos santos e não a Deus. Por falar nisso, chega a ser engraçado que quase todos estes santos só fizeram supostos milagres após terem morrido, então na visão macabra da Icar você tem mais chance de
      ser usado por Deus depois de morto do que vivo, e eles ainda se recusam a ser chamados de necromantes ou espiritas.

      Excluir
    4. Depende, alguns desses "milagres" foram curas naturais sem qualquer intervenção sobrenatural, outros podem ter sido de Deus por misericórdia da pessoa em questão apesar da religião dela e não por causa disso, e outros podem ser demoníacos mesmo, pra induzir as pessoas à idolatria. Cada caso é um caso, e na maior parte das vezes é impossível dar um veredicto, humanamente falando. Mas que o diabo também tem poder para operar milagres, eu escrevi aqui:

      http://heresiascatolicas.blogspot.com/2012/10/os-milagres-na-igreja-catolica-sao-de.html

      Excluir
  30. Lucas, tenho uma Novidade: as aulas da Faculdade voltaram, mas por enquanto as aulas ainda vão ser EAD, mas tem alguns Estados em que as aulas presenciais voltaram para o Ensino Fundamental e médio:

    https://www.google.com/amp/s/noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2021/02/08/volta-as-aulas-em-sp-tem-distanciamento-higienizacao-e-poucos-alunos.amp.htm

    Mas mesmo assim houve Greve em alguns Estados porque os Sindicatos só querem voltar após a vacinação (que ainda irá demorar tempo pra acontecer):

    https://www.google.com/amp/s/g1.globo.com/google/amp/mt/mato-grosso/noticia/2021/02/09/cerca-de-30-professores-morreram-com-covid-em-mt-e-sindicato-pede-que-aulas-presenciais-so-voltem-depois-de-profissionais-serem-vacinados.ghtml

    Contudo o Brasil foi o país que mais ficou tempo com as aulas presenciais fechadas, enquanto isso lá fora nos Estados Unidos, Europa e outros países, as aulas presenciais já voltaram faz um tempo e mesmo assim com distanciamento social, e muitas adotaram o sistema de rodízio entre EAD e Aulas presencial. Lucas, porque na sua opinião o Brasil ficou tanto tempo fechado as escolas enquanto isso lá fora elas voltaram com até 3 meses de Lockdown? Mas ao mesmo tempo em que o Brasil fechou as escolas permitiu que Bares, restaurantes, praias, academias e até mesmo bordéis pudessem funcionar! Pode abrir um montão de serviços inúteis e não essenciais, mas escolas e faculdades que são essenciais essas ficam fechadas até 2038.🤦🏻‍♂️😡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui os políticos são todos sem noção e estão totalmente desconectados da realidade, então não admira que o critério seja o que dá na cabeça deles. "Serviço essencial" pra eles é futebol, bar, academia e bordeis, enquanto escolas, universidades e muitos comércios pequenos de gente que depende deles pra sobreviver fecharam, afinal não são tão fundamentais assim... mas o culpado disso é o próprio povo por ser burro e votar nesses caras, se eles tivessem tomado o poder à força num golpe de Estado poderíamos até escusar o povo dessa responsabilidade, mas eles foram colocados lá por nós (a maioria deles políticos de carreira que todo mundo já sabia como são ruins, mas continuam votando neles mesmo assim).

      Excluir
  31. Lucas, certa vez vi um monarquista comentar num video antigo do Nando Moura lá de 2016 defendendo a monarquia que (embora o NM infelizmente ainda seja monarquista, uma coisa que é notável é que foi só ele romper com o Olavismo que parou de falar sobre monarquia no canal dele, mas não duvido nada de que ainda infelizmente o mesmo flerte com esses canalhas Bragantinos):

    "A monarquia é um governo essencialmente bíblico e aprovado por Deus, pois Israel só prosperou depois que se tornou monarquia, já a República é um governo essencialmente anti-bíblico e pagão, pois a primeira República foi Roma, um Estado essencialmente ímpio e pagão, portanto todas as Repúblicas são países amaldiçoados e por isso não prosperam e continuam no terceiro mundo, enquanto todas as monarquias são países desenvolvidos e prósperos."

    O que você acha dessa afirmação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkk eu acho engraçado esse tipo de lógica, "a primeira república foi Roma, Roma era pagã, logo todas as repúblicas são amaldiçoadas", deve ter saído de uma mente com traumatismo craniano, no mínimo. A monarquia existe no mundo desde muito antes de Israel, nasceu entre os pagãos também, então por essa lógica todas as monarquias devem ser igualmente amaldiçoadas. Sem falar que a república é muito mais antiga que Roma, pelo menos Atenas já era uma república antes dela, mas antes mesmo disso já existia em outros povos mais antigos. E qualquer pessoa que conheça a Bíblia sabe que Deus só deu um rei a Israel a contragosto e que ele tentou de todas as formas conscientizar o povo israelita de modo a evitar isso, que ele claramente classifica como um desejo ímpio, fruto da aspiração dos hebreus de se tornarem iguais às nações vizinhas (idólatras e ímpias) que tinham um rei. É só ler 1ª Samuel 8, não vou passar o capítulo inteiro aqui porque é muito longo, mas fica nítido que o desejo dos israelitas por um rei era, para Deus, uma afronta contra Ele:

      “Quando, porém, disseram: ‘Dá-nos um rei para que nos lidere’, isto DESAGRADOU a Samuel; então ele orou ao Senhor. E o Senhor lhe respondeu: ‘Atenda a tudo o que o povo está lhe pedindo; não foi a você que rejeitaram; FOI A MIM QUE REJEITARAM COMO REI. Assim como fizeram comigo desde o dia em que os tirei do Egito, até hoje, abandonando-me e prestando culto a outros deuses, também estão fazendo com você. Agora atenda-os; MAS ADVIRTA-OS SOLENEMENTE e diga-lhes que direitos reivindicará o rei que os governará’” (1ª Samuel 8:6-9)

      Quando os israelitas pediram um rei, isso DESAGRADOU o profeta Samuel, foi considerado uma TRAIÇÃO por Deus, foi comparado à idolatria dos israelitas desde que saíram do Egito e ainda foram SOLENEMENTE ADVERTIDOS para não fazerem isso, mas mesmo assim eles foram em frente com isso e Deus concedeu, porque Ele respeita o livre-arbítrio das pessoas mesmo quando elas decidem fazer m, que foi o que eles fizeram ao pedir um rei. A consequência seria, em pouco tempo, um reino dividido em duas nações diferentes governada por dois reis que viviam constantemente em guerra um com o outro; um reino condenado ao exílio na Assíria para nunca mais voltar, e o outro destinado ao cativeiro da Babilônia de onde só voltariam muito tempo depois, mas sem nunca mais ter um rei para chamar de seu.

      Excluir
  32. Muito top, Lucas! Já vi um vídeo e dps vejo mais.

    Umas perguntinhas:
    Qual a sua passagem favorita da Bíblia? Seu personagem favorito do novo e velho testamento (além de Jesus)?

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qual a sua passagem favorita da Bíblia?

      1ª Coríntios 15. É o capítulo que mais provocou mudanças radicais na minha forma de pensar a teologia, e teve um impacto profundo na minha mudança de imortalista para mortalista (além de ser um capítulo que por si só pode ser tido como o epicentro da Bíblia).

      Seu personagem favorito do novo e velho testamento (além de Jesus)?

      Do AT Moisés, do NT Paulo. Embora se eu pudesse escolher um personagem para eu mesmo ser, escolheria Isaque e sua vida tranquila e pacata ;p

      Excluir
    2. 1Co 15
      Ótima escolha!

      Deus abençoe!

      Excluir
  33. Você acha que a América Lusófona, vulgo Brasil, estaria hoje em um patamar superior de desenvolvimento se ela fosse desmembrada em vários países, a exemplo do que ocorreu com a América Hispanófona?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Provavelmente seria melhor para algumas partes do país (especialmente sul e sudeste) e pior para outras (especialmente norte e nordeste), da mesma forma que os países desmembrados da América hispânica não são todos iguais, uns são mais pobres e outros menos, há um desnível grande até. Neste caso, os estados do sul/sudeste estariam numa condição análoga à de Uruguai e Chile, e os do norte/nordeste numa condição comparável à de Venezuela e Bolívia, já é algo próximo a isso hoje, mas atenuado pelo fato dos impostos federais serem em grande parte repassados do sul/sudeste para o norte/nordeste, se não fosse por isso o contraste seria ainda maior em termos econômicos. Mas não existe nenhuma garantia de que por um país ser pequeno ou desmembrado em vários países então vai necessariamente se desenvolver, é só ver a América Central com suas dezenas de países minúsculos que na média são ainda menos desenvolvidos do que o Brasil.

      Excluir

  34. “E quando vier, todos os homens ressuscitarão com os seus corpos, para prestar conta dos seus atos. E os que tiverem praticado o bem irão para a vida eterna, e os maus para o fogo eterno. Esta é a fé católica, e quem não a professar fiel e firmemente não se poderá salvar.”


    — Credo Atanasiano
    Lucas, um cara usou isso pra me dizer que aniquilacionismo é heresia. Como responder?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se for protestante manda o cara abrir a bíblia e parar de palhaçada, sola scriptura, o banzoli tem um monte de artigo sobre, se for católico, pega o livro do lucas como fonte para citar pais da igreja aniquilacionitas.
      Sem contar que não vi nada no trecho que ataque o mortalismo, fala que QUANDO Cristo vier os homens prestarão contas, fala de fogo eterno e não de tormento eterno... Acho que ele não leu, então deduzo que é um católico.

      Excluir
    2. O Vitor já disse tudo, mas pra reforçar: (1) o que determina se o aniquilacionismo é verdadeiro ou falso é a Bíblia, não um Pai da Igreja do século IV, quando a Igreja já tinha abraçado muita doutrina estranha às Escrituras; (2) em meu livro "Os Pais da Igreja Contra a Imortalidade da Alma" eu mostro como o aniquilacionismo predominou nos Pais da Igreja dos primeiros dois séculos, Justino diz que os homens maus deixarão de existir, Clemente diz que serão exterminados, Barnabé diz que perecerão na morte eterna, Melito diz que serão consumidos pelo fogo, Hermas diz que serão aniquilados após serem castigados por um tempo proporcional aos seus pecados, Teófilo defende explicitamente a tese aniquilacionista da conflagração universal, Taciano diz que a alma dos ímpios morrerá junto com a carne, Irineu tem dezenas de citações onde cansa de repetir que só os justos receberão a imortalidade, e assim por diante. Só alguém muito desonesto usaria a crença dos Pais mais tardios para refutar a crença daqueles que viveram mais perto dos apóstolos; (3) não há nada nessa citação em questão que se refira a um tormento eterno, tudo o que ela menciona é o "fogo eterno", que é uma expressão bíblica repetida à exaustão por autores aniquilacionistas (inclusive patrísticos) a respeito da destruição irreversível dos ímpios pelo fogo, efeito este que dura para sempre, não um fogo que literalmente nunca se apaga (como um processo). Eu já expliquei isso dúzias de vezes, mais recentemente neste artigo:

      http://www.lucasbanzoli.com/2020/08/saiba-como-refutar-todos-os-argumentos.html

      Excluir
  35. Caso tenha tempo, assista à esse vídeo que o Nerdologia fez à respeito da Inquisição, vale muito à pena:

    https://youtu.be/PYh22O1lM2g

    Esse vídeo em suma diz tudo aquilo que os apologistas católicos chorões tentam negar: contra fatos não há argumentos, a Inquisição foi sim uma instituição essencialmente católica e a própria idéia de "Inquisição" Protestante é uma falácia por si só, bem como o número de vítimas da Inquisição é bem maior do que os especulados "35 mil". Apologistas católicos, o CHORO É LIVRE!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou salvar aqui pra assistir depois, só de ver o chororô nos comentários já vai valer a pena.

      Excluir
  36. 1-Banzolao o canal do Terça Livre foi excluído do YouTube,eu não concordo com a ideologia reacionária deles,mas você acha que a exclusão deles pode ser considerada censura como o Allan alegou?Eu penso que não,já que o YouTube não é estatal e se ele entendeu que o Terça Livre violou as diretrizes diversas vezes postando fake news está correto em excluir a conta.

    2-O que achou dos recentes vazamentos das conversas do Moro e Dallagnol?Parecem indicar que o Moro não foi imparcial no julgamento como um juiz deve ser, é um princípio do direito constitucional a imparcialidade,o que pode provocar uma anulação da sentença do Lula,apesar da mesma ter sido confirmada pela segunda instância,então não há dúvidas sobre a culpabilidade do Lula

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1) Pode não ser censura por não ser um órgão estatal, mas é muita falta de caráter excluir um canal de direita (ainda que de uma direita asquerosa como a olavete) por propagar fake news enquanto deixa à vontade os canais esquerdistas que fazem a mesma coisa. Parece a decisão do twitter de banir o Trump por "incitar a violência", enquanto deixa ditadores sanguinários como Nicolás Maduro o usarem livremente, só porque são de esquerda. Se quer banir alguém por autoritarismo ou fake news é um direito deles totalmente compreensível, o que é repugnante é essa falta de critério, ou melhor, esse critério escancarado que consiste em coibir apenas um dos lados (que é obviamente o lado oposto ao deles). Pra mim o Allan dos Santos é um criminoso e deveria estar na cadeia, mas bandido por bandido o Lula também é, e nem o twitter nem o youtube nem plataforma alguma jamais baniram ele. Isso é muito perigoso, porque hoje estão banindo a extrema-direita, e amanhã a própria direita liberal vai ser considerada "extremista" demais pro gosto deles, e vão banir também (enquanto a esquerda mais radical que existe permanece completamente impune).

      2) Não fiquei sabendo desses novos vazamentos, dei uma rápida pesquisada aqui e não achei nada de mais em relação ao que já tinha vazado antes, não sei como isso pode interferir na condenação do Lula.

      Excluir
    2. Banzoli, o banimento de trump e terca livre por serem de direita nao é asqueroso em si, eles tem o direito de tirar quem quiser, mas o que realmente é nojento, é falarem que sao contra TODO discurso de odio mas so reprimirem de um lado o discurso, isso é hipocrisia, eles tem é que criar coragem e fala que ali so pode quem concorda com eles, aí tudo bem, mas fica nessa hipocrisia nao da.

      Excluir
    3. É injusto banirem somente um dos lados, por mais detestavel que seja o Terça Livre, ele merecia claro, mas outros tambem. É tipo o pessoal ai querer o "cancelamento" do Chris Pratt, só porque ele faz parte de uma igreja, mas não querem o "cancelamento" dos artistas que apoiaram os ataques terroristas do Black Lives Matter ano passado, qual destes dois é pior? Eles querem acabar com o ódio e as fake news só de um lado, mas as outras eles deixam de boa.

      Excluir
    4. "Não fiquei sabendo desses novos vazamentos, dei uma rápida pesquisada aqui e não achei nada de mais em relação ao que já tinha vazado antes, não sei como isso pode interferir na condenação do Lula."

      O Nando Moura publicou um vídeo à respeito disso, aliás há uma grande chance desses supostos vazamentos serem uma farsa criada pelo Intercept, até mesmo os Procuradores da República e Desembargadores desconfiam desses vazamentos:

      https://youtu.be/v42ynFNiOfI

      Excluir
    5. O ideal seria que alguém criasse uma mídia digital no estilo do YouTube, do facebook e etc, só que imparcial, pra dar voz a todos os lados, e só banir em casos realmente extremos (e nestes casos extremos fazer isso com os dois lados, não só com um). O problema é que na prática isso é ilusório, já que sempre essas mídias digitais serão controladas por seres humanos, e pessoas tem suas próprias inclinações políticas, ideologias e etc. O mesmo aconteceria se alguém de direita criasse uma rede social, logo os esquerdistas estariam sofrendo a mesma coisa, a começar pelos mais radicais, e os de direita estariam impunes. Infelizmente o ser humano é tendencioso por natureza, e por isso só considera intolerável aquilo que não compactua com suas próprias visões preconcebidas. Justamente por isso, quanto mais diversificação houver melhor, o que está longe de existir hoje.

      Excluir
  37. 1-Banzolao e na sua visão o reacionarismo entre protestantes é muito mais raro que entre católicos?Você encontra poucos que pensem como o Julio Severo?

    2-E o pior que existe certa tradição reacionária em alguns países protestantes,o Julio Severo é obcecado com criminalizar a homossexualidade e eu assisti o filme "O Jogo da Imitação" sobre a vida de um matemático que foi muito importante para os aliados durante a Segunda Guerra Mundial e também para o desenvolvimento da informática,o Alan Turing,ele era homossexual e foi processado criminalmente isso,no final do século XIX o escritor Oscar Wilde também sofreu o processo de sodomia,nos EUA até um pastor pentecostal pioneiro,o Charles Fox Parham foi preso por esse crime,então há base para essa ideia hoje vista como louca do Julio Severo,países protestantes já aplicaram essa lei no passado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1) É mais raro porque o próprio protestantismo é revolucionário, então um protestante reacionário é em teoria um contrassenso (mas como na prática a teoria pouco importa, não surpreende a existência de gente como o Julio). Sem falar que o tipo de reacionarismo de um difere do tipo de reacionarismo do outro, o protestante reacionário é daquele tipo que acha que tudo é pecado (um reacionarismo de costumes), enquanto um reacionário católico é daquele tipo que quer a volta da Inquisição, do feudalismo, das cruzadas, da Idade Média e etc (um reacionarismo político, que é muito mais perigoso).

      2) Bom, até o início dos anos 90 o homossexualismo ainda era catalogado como uma doença, então não admira que fosse considerado crime há séculos atrás (não só nos países protestantes, mas em basicamente todo o mundo). Até o Che Guevara fuzilava os homossexuais em Cuba, a despeito de ser ateu e anticristão, essa prática era considerada abominável por todo mundo, não só pelos crentes. O que muda é a forma com que se tratavam os gays, nos países ateus, católicos e muçulmanos geralmente a pena era a morte, já nos protestantes era a prisão, não que isso seja grande coisa mas mostra um nível de tolerância maior, que gradualmente foi evoluindo até a concepção de que criminalizar o homossexualismo é tão errado quanto criminalizar o adultério (que também era crime no passado).

      Excluir
  38. https://www.gospelprime.com.br/israel-deveria-ser-a-prioridade-do-governo-brasileiro-diz-pastor/

    Engel lembra a situação do Egito, que escravizou o povo de Israel e acabou tendo de lidar com o juízo de Deus, perdendo toda a soberania que tinha, “isso porque aquela nação não soube reconhecer e não recebeu bem o povo de Deus”.

    “Jesus nasceu em Israel, e vai voltar ali exatamente sobre Jerusalém. Jesus é judeu e Jesus mandou que nós conquistássemos as nações, preparássemos o caminho pra Ele voltar”, lembra. “Jesus voltará como Rei dos reis e Senhor dos senhores e todos os presidentes, todos os reis da terra deverão se dobrar para Ele”, continuou.

    O pastor lembra que a salvação vem dos judeus e que o apóstolo Paulo deixou uma palavra sobre este tema em Romanos 11.24, quando fala que somos como os ramos que foram enxertados na oliveira. “A oliveira é Israel, Oliveira representa Jesus, representa os judeus e quando estávamos perdidos, Deus nos enxertou”, ensinou.

    “É dessa oliveira que vem a Palavra de Deus, é dessa oliveira que vem os decretos de Deus, tudo o que vem de Deus, vem primeiro para Israel e vem até Jerusalém e desce para as nações O apóstolo Paulo disse: ‘todos nós somos ramos que eram podres, perdidos e fomos enxertados, nós que recebemos Jesus fomos enxertados na Oliveira verdadeira e assim que adquirimos vida'”, continuou Engel.

    Por fim, Engel lembra pessoas que foram amaldiçoadas por Deus quando decidiram se levantar contra os judeus, como foi o caso de Adolf Hitler, que matou milhões de judeus no evento trágico chamado Holocausto. Ele lembra que Deus julgou as nações que se levantaram contra Israel.

    Concordas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Teologicamente falando o discurso está correto, mas daí pra dizer que Israel deveria ser a prioridade do governo são outros quinhentos. O governo tem que se preocupar com os assuntos políticos que interessam ao povo, o Bolsonaro é chefe de Estado e não pastor ou padre. Em se tratando de política externa Israel é um país como qualquer outro, não é porque ele é teologicamente mais relevante que deve ofuscar todos os outros na política de um Estado laico.

      Excluir
  39. 1-https://www.youtube.com/watch?v=55zCwMZQqxA Banzolão sei que você não gosta de comentar vídeos,mas esse vídeo é bem curto de 5 minutos,gostaria que você fizesse um comentário sobre a fala do Kleber Gladiador a partir do 2:00,sobre o fato do jogador brasileiro não ser muito dedicado aos treinamentos como era nos anos 90 e 2000,ele cita o fato dos treinos de falta,hoje raramente há gol de falta no campeonato brasileiro,mesmo em jogos da seleção e na época referida a ele tínhamos mestres nessas cobranças no nosso futebol,o Alex jogador citado por ele,Roberto Carlos,Marcelinho Carioca,Marcos Assunção,até o goleiro do seu tricolor,Rogério Ceni e hoje não vemos mais isso,aí eu penso se o futebol não ficou mais físico que técnico?Eu lembro de você escrever um artigo sobre esportes e citar que os atletas da atualidade são melhores,inclusive jogadores de futebol,sendo o Messi melhor que o Pelé.

    2-Não sei se é saudosismo da minha parte,mas eu tenho a impressão que o futebol dos anos 90 era tecnicamente melhor que o atual,no sentido de termos mais craques,lembro de Lottar Matthaus,Van Basten,Baggio,Romário,Ronaldo,Zidane,Rivaldo,todos eles eleitos melhores do mundo e no futebol da atualidade temos uma polarização entre o Messi e o CR7.

    3-O Rica Perrone tem uma teoria sobre a queda do nível do futebol brasileiro,ele afirma que conforme o futebol vai cada vez movimentando mais dinheiro,o jogador brasileiro que quase em 100% das vezes vem de uma origem humilde,da periferia,tendo poucas exceções,caso do Kaká,por exemplo,ele sofre com a pressão de tirar a família da miséria,ganhar os milhões e com isso se torna muito individualista,não trabalha o coletivo tão bem como o jogador europeu,que muitas vezes tem origem humilde tbm,muitos são filhos de imigrantes,mas a pobreza da Europa nem se compara com a do Brasil,lá você não tem favelas enormes,nem miséria e isso talvez explique a questão física também tão valorizada no futebol atual,o jogador europeu é melhor alimentado,melhor treinado fisicamente desde o infantil,os clubes de lá possuem melhor estrutura.Concordas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1) É que hoje em dia, com as redes sociais, os jogadores são mais celebridades do que propriamente profissionais, não tem mais interesse em ficar até depois do treino treinando falta igual o Ceni que era o primeiro a chegar e o último a sair (só saía depois de bater 150 faltas), eles tem outras prioridades e isso prejudica o desempenho. Mas vale lembrar que isso é uma realidade mais brasileira mesmo, na Europa os jogadores são mais profissionais e tem a mente mais focada.

      2) No Brasil era melhor mesmo, porque os jogadores bons ficavam por aqui mais tempo, então os brasileiros que iam disputar o Mundial eram iguais ou até mais fortes que os europeus (até o final dos anos 90 tinha mais sul-americano do que europeu campeão mundial, algo que depois mudou radicalmente). Por outro lado o futebol europeu hoje é muito mais forte do que era antes, nos anos 90 e 2000 ninguém daqui ligava pra Champions League, dava mais graça assistir jogos da Libertadores do que da Champions, coisa que é hoje bem diferente. O jogo ficou mais rápido, mais intenso, mais emocionante, não tem comparação. Só o futebol brasileiro ficou mais lento, chato e previsível, porque os jogadores bons saem daqui muito cedo, restando a sobra.

      3) Não acho que seja por isso porque sempre foi assim, a maioria dos grandes jogadores sempre foi da periferia, o que acontece é que hoje o real não vale mais porcaria nenhuma e aí fica muito mais difícil segurar um jogador que vai ganhar mais do que aqui e em dólares ou em euros, isso sem falar que antes só tinha a Europa, e hoje tem a China, a Arábia, o Japão, a MSL, e assim por diante, todos com muito mais dinheiro do que aqui, então só continua jogando aqui quem tem muito amor à camisa mesmo (ou seja, ninguém).

      Excluir
  40. Lucas, eu estava vendo um video de uma pessoa que falou que o Deus cristão foi feito a imagen e semelhança do homem, bom eu fiquei em choque quando ouvi isso, porque para mim esse argumento é ridiculo, porque se Deus fosse a nossa imagem e semelhança em primeiro lugar teriamos idolos, estatuas, imagens etc para adoralo, segundo que se ele fosse assim ele não mandaria perduar o inimigo e sim destrui-lo, em terceiro agente poderia ter como forma de adoração orgias, lutas, gulas etc, em quarto praticas como sexo antes do casamento e homossexualidade não seriam pecaminosas e etc, bem é muita coisa, mais dentre os argumentos ela tambem falou que Deus "oprimir" satanás foi um exemplo do "Deus feito a imagen e semelhança do homem" porque isso estaria apoiando e justificando o ato de governantes absolutistas e tal.

    Bom, quando eu estava raciocinando tudo sobre isso veio muitas duvidas na minha cabeça, que são as seguintes: "e se o Deus biblico foi feito a semelhança da cultura judaica?" Mais ai veio na minha cabeça que talvez não fassa sentido esse argumento, porque pelo que eu sei o povo judaico era beeem pecaminoso, sem contar que eu acho que uma cultura como a judaico-cristã não poderia se formar simplismente da mente ou vontade do homem, porque pessoalmente eu acho que um humano nunca ia querer esperar o casamento para ter relações sexuais por exemplo, ou tratar a mulher como um ser igual por exemplo, já que aparentemente é comum na antiguidade em quase todas se não todas a culturas inferiorizar a mulher, mais não tenho certeza se já ouve outras culturas semelhantes a judaico-cristã.

    bem eu acho que pode está bem confuso, então qualquer problema me desculpe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sou o Lucas mas gostaria de responder essa duvida, pois já tive também mas já encontrei as respostas. E caramba, eu estava escrevendo um comentário e ai deu bug aqui e perdi tudo :\, enfim, o que eu estava escrevendo antes era:

      Entre as evidencias que Deus existe não só temos isso mesmo que você disse, que é a impossibilidade dos judeus terem escrito os livros da Bíblia, pois nenhum homem jamais faria isso por si só, basta ver que todas as culturas pagãs antigas tinham os deuses que viviam em todo tipo de paixão e imoralidade, exatamente para que os homens copiassem isso, e toda restrição era somente a grupos específicos, como as sacerdotisas da deusa Vesta, que tinham que ficar virgens a vida toda, mas enquanto
      isso os romanos viviam em orgias e todo tipo de imoralidade sexual. Se os judeus seguiam um Deus que colocava varias restrições, era exatamente porque vinha de Deus mesmo, e não que fosse do próprio homem, fora que seria muito estupido os judeus criarem uma cultura monoteísta completamente diferente das outras, que só prejudicou eles, eles teriam retornado ao politeísmo imediatamente quando começaram a sofrer perseguições dos outros povos (como os gregos e romanos), se eles não fizeram, é porque tinham certeza que era verdade.

      Além disso, a maior evidencia da existência de Deus é a vida de Jesus e dos apóstolos, que só tiveram a vida que tinham exatamente por causa de Deus, não faria sentido nenhum os apóstolos inventarem que Jesus ressuscitou, e então darem suas vidas por algo que só trouxe perseguição e sofrimento a eles, e não foi só um, mas vários discípulos, muito mais que doze, que viram que Jesus ressuscitou, e assim pregaram pelo resto de suas vidas, pra mim o testemunho apostólico é a maior prova da
      existência do Deus bíblico.

      E você mesmo pode testemunhar Deus se o procurar, mas tem que ter paciência, desde que eu comecei a me inclinar ao cristianismo demorou três anos para eu testemunhar um milagre (eu já havia ouvido alguns antes), embora este tempo possa ser mais curto ou mais longo, por isso é necessário a paciência. Então combinando a evidencias dos milagres, junto com a Bíblia, um livro impossível de ter sido feito somente pelos homens, e mais o testemunho apostólico, além do fato do Universo ser especifico demais para ter existido naturalmente, da pra ver então que o SENHOR existe mesmo, e não que Ele foi criado pela mente humana.

      Excluir
    2. E caramba, eu estava escrevendo um comentário e ai deu bug aqui e perdi tudo.

      Eu recomendo primeiro escrever pelo Word e depois postar aqui, não só pelo risco de acontecer isso mas também porque às vezes o comentário pode acabar não chegando à moderação por alguma razão (já teve gente dizendo que isso aconteceu), então é melhor guardar o comentário em algum lugar até que ele seja aprovado.

      Excluir
  41. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você já passou esse texto aqui antes em um outro post que eu já tinha respondido, peço por favor que não repita perguntas já respondidas.

      Excluir
  42. Lucas, acha que a modéstia em se vestir depende da cultura ou é atemporal e universal?

    Por exemplo, na nossa cultura, é indecente uma mulher se vestir de um jeito, mas em outra cultura, é decente.
    Seria também decente perante Deus? Ou eles estariam sendo indecentes (mesmo achando que estão sendo modestos) e, portanto, pecando?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O princípio da modéstia é atemporal e universal, o que é circunstancial é a forma como o princípio se aplica. Por exemplo, na época de Pedro era raríssimo alguém usar joias, brincos, colares ou coisas do tipo porque era todo mundo muito pobre em comparação com os nossos dias e só uma elite restrita se vestia assim, por isso era falta de modéstia, hoje em dia ninguém diria que é falta de modéstia usar um brinco ou um colar, já que todo mundo usa (ou seja, não é o tipo de coisa que uma minoria usa pra ostentar em cima dos demais, é simplesmente um adereço como qualquer outro). Por isso aquilo que ele diz sobre se vestir com modéstia continua se aplicando hoje, ainda que os exemplos concretos da aplicabilidade do conceito varie de lugar pra lugar e de cultura a cultura. Quando ele fala de "roupas caras", por exemplo, isso naquela época incluía qualquer roupa que não fosse aquele trapo simples que eles usavam, que era o que todo o povo vestia à exceção dos nobres (que usavam linhos finos), por essa ótica todo mundo nos dias de hoje estaria condenado pois qualquer roupa que usamos atualmente custaria muito mais caro naquela época do que as roupas dos nobres, mas nem por isso estamos errados em nos vestir desse jeito, porque embora a aplicação prática mude, o conceito (de não vestir roupas caras) permanece em vigência, aplicando-se a outros tipos de roupas que são consideradas caras para a nossa realidade atual.

      Excluir
    2. Vlw!
      Sobre uma cultura que tem um costume de mostrar partes a mais do corpo. Para eles não teria problema, seria algo modesto até. Mas para nossa cultura, seria algo totalmente imoral.

      Isso que você falou, se aplica nesse caso também, correto?

      Excluir
    3. Sim, no caso dos índios, por exemplo, eles não se vestem daquele jeito pra seduzir os outros, é algo natural na cultura deles, não uma forma de sensualizar ou induzir à imoralidade, mas se alguém em nossa cultura se vestisse de índio ou de índia e saísse por aí andando na rua, seria um violento atentado ao pudor e um pecado, por tentar outras pessoas.

      Excluir
  43. 1-Banzolao você acha que há algumas pautas defendidas pelas feministas podem ser aproveitáveis?Eu penso que algumas ideias do movimento como a defesa do aborto são horríveis,mas eu vejo algumas pautas que fazem sentido,por exemplo a igualdade de salários nas empresas,a denúncia de assédios que as mulheres sofrem e muitas vezes dos próprios homens de esquerda,como aquele produtor de Hollywood,Harvey Weinstein,teve também o milionário Jeffrey Epstein que estuprava adolescentes em sua ilha particular e aqui no Brasil o humorista Marcius Melhem.

    2-Banzolao você acha que no Brasil é possível governar sem se aliar ao centrão?Eu lembro que quando eu cursava história,mais da metade da turma era petista e eles criticavam o fato do PT ter que em determinados momentos abrir mão do radicalismo de esquerda que sempre predominou no partido por causa do centrão ,por causa disso o PSOL foi criado,por dissidentes do PT que não concordavam com alianças com o PMDB,PP e hoje eu vejo a história se repetindo no bolsonarismo,Bolsonaro criticava o centrão na campanha,falava que o PT roubou bilhões junto com eles e agora ele também é criticado por abrir mão do "conservadorismo" dele por causa dos novos aliados,escolheu o Kassio para o STF e o Aras para a PGR

    3-Por que os governos que dizem defender o legado da civilização judaico cristã não cobram os países que perseguem nossos irmãos?Eu penso que os EUA como nação mais rica e poderosa do mundo poderiam fazer isso,agora com o Biden no poder não espero que ele faça alguma coisa,porque os democratas querem acabar com esse legado,mudar a América,mas do Trump eu esperava e ele não fez nada,nem para acolher os refugiados cristãos,eu li um artigo que ele recebeu menos refugiados cristãos que o Obama,nem cobrando os países que os perseguem,a página Ecoando a Voz dos Mártires vive cobrando o Bolsonaro para defender a igreja perseguida,mas ele tbm não vai além do discurso citando a cristofobia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1) Sim, nem tudo no movimento feminista está errado, neste sentido eu concordo contigo (embora não seja preciso ser feminista pra defender mulheres de abusos sexuais e etc).

      2) Depende do que você chama de "governar". Para muitas coisas o presidente não precisa da aprovação do Congresso, para outras ele conseguiria a aprovação do Congresso mesmo sem "se aliar" ao centrão por meio de rodízio de cargos (por serem pautas populares e bem aceitas na sociedade, as quais os políticos do centrão evitariam votar contra para não perder seu eleitorado), e outras pautas realmente precisaria do centrão para serem aprovadas e provavelmente só conseguiriam esses votos "negociando" desse jeito, mas é preferível abrir mão dessas outras pautas do que vender os seus próprios princípios, e simplesmente assumir que um presidente não pode fazer tudo (e que é melhor não fazer tudo do que fazer tudo vendendo a alma ao diabo). Isso sem falar que o Bolsonaro está vendendo a alma sem ganhar nada em troca, o PT pelo menos conseguia levar adiante o seu projeto de poder, já o Bolsonaro virou uma marionete do centrão, já não é mais o centrão que aprova o que ele quer, é ele que aprova o que o centrão quer.

      3) Também acho que eles deveriam fazer alguma coisa, o curioso é que o Biden recentemente cobrou o Xi Jinping pela perseguição à minoria muçulmana submetida a campos de concentração, mas sobre os cristãos (que são perseguidos há muito mais tempo e de forma muito mais ampla) ele não deu um pio, lamentável mesmo.

      Excluir
  44. Lucas, no seu ultimo vídeo você falou sobre o calvinismo. Enfim uma coisa que existe é a fé reformada, e pelo que eu entendi ela se difere um pouco do calvinismo. Os
    os calvinistas dizem que Deus manipula cada evento, cada mínimo detalhe que exista no Universo, inclusive a vontade humana, de modo que tudo é um fantoche de Deus. Já os
    reformados também costumam desprezar a ideia de livre arbítrio e tudo mais, mas eles não dizem que Deus manipula cada detalhe da existência, mas sim que o ser humano não
    pode chegar a Deus. Ou seja, nós seres humanos somos tão perversos e malignos que sempre iremos escolher o pecado, nunca a Deus, e a única coisa que pode mudar isso é
    Deus transformando essa pessoa. Pode até parecer o seu pensamento, mas tem uma diferença, que é o fato que o ser humano não aceitada nada de Deus. Ou seja, você costuma usar o exemplo de uma pessoa pobre, que aceita a esmola de um doador, mas no caso dos reformados, o doador a força da a esmola ao pobre e este é incapaz de recusar. Ou seja, os reformados não colocam a culpa em Deus, pois se você decide ir no cinema, ou jogar futbol, ou matar alguém, não foi Deus que te programou para isso, mas é você mesmo que esta fazendo, nisso você tem liberdade, agora escolher a Deus é impossível, e é Deus que força uma pessoa a crer nele, Deus que transforma a pessoa e ela é incapaz de negar (pois se fosse capaz de negar a Deus, então todos negariam a Deus, mas como existem pessoas que seguem a Deus, logo é porque Deus tirou a liberdade destas pessoas para que elas o seguissem), e depois de convertido, uma pessoa é incapaz de deixar a Deus. Ou seja, a pessoa tem total liberdade de
    suas ações, mas ou ela é perversa ou ela é justa, e ela é incapaz de sair de um e ir para o outro. Enfim eu não sei se estou certo em dizer que esta é a fé reforma, e
    que a fé calvinista é a que diz que Deus já decretou cada aspecto da existência, por isso estou querendo saber se existe mesmo essa diferença.

    Isso também leva ao problema da graça limitada, afinal se existem homens justos, e homens pecadores, então é porque Deus só aceita transformar algumas pessoas, e as outras Ele nem chega perto, pois se chegasse elas também seriam incapaz de recusar a Deus, logo Jesus não teria morrido por todos nessa visão religiosa, mas ainda assim se difere do calvinismo que diz que Deus manipula cada detalhe do Universo, pois nesse caso Deus não manipula cada detalhe, mas quem Ele converte é incapaz de recusar Ele, e incapaz de cair da graça, e quem não é convertido é porque Deus não quis ela, fora isso essa pessoa tem liberdade para fazer o que quiser da vida (menos escolher a Deus).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até onde eu sei, não existe realmente uma diferença entre "fé reformada" e "calvinismo", ambos são geralmente usados como sinônimos (ou seja, os calvinistas se dizem reformados, e os reformados se dizem calvinistas). Mas de fato existem esses que defendem um "calvinismo sem determinismo", que eu hesitaria em chamar de calvinismo mesmo, já que o determinismo é parte central da doutrina de Calvino, é até mais importante do que a predestinação (de fato, ele passa mais tempo nas Institutas tentando provar o determinismo do que provando os outros pontos do calvinismo). Esse tipo de "calvinismo indeterminista" pode até livrar Deus da acusação de ser o autor do mal, mas faz dele um tipo de controlador possessivo, que não dá liberdade aos seus filhos de decidir amá-lo ou não, de segui-lo ou não. As pessoas creem porque são forçadas a crerem, e não creem porque são compelidas a não crerem. E a razão pela qual a maioria das pessoas são condenadas é porque Deus predestinou que elas fossem condenadas, e não havia nada que elas pudessem fazer para impedir isso (eu não consigo imaginar como alguém consegue acreditar nisso e em inferno eterno ao mesmo tempo, como se Deus tivesse criado bilhões de pessoas apenas para queimarem eternamente num sofrimento sem fim, sem que tivessem sequer uma escolha). Enfim, é uma visão que tenta se livrar de alguns problemas do calvinismo real (por assim dizendo, das conclusões mais fortes que pesam contra eles), mas que ainda incorre nas mesmas conclusões de que Deus é um ser arbitrário, cruel e insensível (pelo menos para com a maioria dos seres que Ele mesmo decidiu criar). Eu não vou entrar aqui na parte teológica da coisa porque já escrevi tudo o que precisava ser dito no meu livro sobre o tema, inclusive explicando essas questões envolvendo a graça irresistível, a expiação limitada e etc.

      Excluir
    2. Entendi. Uma das pessoas que eu já vi com esse pensamento é o Yago, que já falou varias vezes de eleição no sentido de Deus ter escolhido pessoas para serem salvas, mas ele nunca falou que Deus determinou cada aspecto da existência. Uma pagina do face chamada The Reformed Sage também faz isso, eles debocham dos arminianos e de qualquer um
      que discorde que Deus predestinou pessoas para a salvação, eu comentei com eles uma vez e eles negaram serem deterministas, mas disseram que o ser humano não pode escolher a Deus a menos que este o force, eles literalmente disseram "não existe livre arbítrio, ou você é escravo do pecado ou escravo de Deus". E o mais assustador nisso tudo é
      que nunca vi um reformado aniquilacionista (posso estar errado e talvez exista) o que significa que não só a pessoa é incapaz de ir para Deus se Deus não a quis, como ela vai sofrer eternamente no inferno, o que chega a ser bizarro. E eles jogam até bebes no Inferno, pois Deus presdestinou até mesmo bebes, logo os que não foram presdestinados serão jogados no inferno eternamente, e o pior é que eles dizem que o arminianismo que é a doutrina do diabo!

      E como analisar a questão que eles colocam, que ou você é calvinista ou pelagiano? Pra mim parece um ataque ao espantalho, pois o pelagianismo defende uma monte de coisa que os arminianos nunca falaram, mas eles insistem que é a mesma coisa.

      Excluir
    3. É só um ataque a espantalho, como tantos outros. A Igreja antiga abominava ambos os extremos, tanto o pelagiano como o calvinista (ou o que viria a ser assim chamado). Pelagianismo é dizer que é possível ser salvo à parte da graça de Deus, isso é heresia, da mesma forma que é heresia dizer que o homem peca porque Deus ordena que peque, ou que ele predestina bilhões de pessoas ao inferno sem que elas tivessem ao menos uma oportunidade de salvação. Sem falar que "graça forçada" não é graça, ninguém força uma pessoa a aceitar um presente, o calvinismo anula a graça de Deus da mesma forma que os pelagianos, só que de modos diferentes.

      Excluir
  45. Hello Lucas,

    I have an Old Testament introduction that is written from liberal viewpoints..It talks about "Second Isaiah," "Priestly Pentateuch," and other liberal Old Testament scholarship ideas. The author rejects biblical inerrancy and thinks biblical texts are simply a compilation of ancient writings. He thinks Job was not a real historical character but pious poetry. He thinks biblical narratives contradict each other.

    This is the text in question:

    https://www.amazon.com/Reading-Old-Testament-Lawrence-Boadt/dp/0809126311

    Here are two reviews of the book:

    https://www.amazon.com/gp/customer-reviews/R13IK33PQ13IXR/ref=cm_cr_arp_d_viewpnt?ie=UTF8&ASIN=0809126311#R13IK33PQ13IXR

    https://www.amazon.com/gp/customer-reviews/RK7YRZ1O9C59X/ref=cm_cr_arp_d_rvw_ttl?ie=UTF8&ASIN=0809126311

    I had found this work at a second hand store. What are your thoughts?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. This is to be expected of liberal theology unfortunately. As they do not believe in miracles, they have to believe that Isaiah from chapter 40 onwards was written by someone else, as Isaias talks about Cyrus, which he could not have if he lived many years before. They also assume that Jehovah is different from El, the Most High God adored by Syrians (before they worshiped Baal), so for liberal theologians, when Genesis mentions El, it must have been written by a person, and when he mentions Lord or Jehovah, it must having been written by another, so the Pentateuch would have three sources. From a technical point of view they would not be so wrong, but from a theological point of view yes, because El and Jehovah is the same God for the Hebrews (just as they understood that every Supreme God of all religions was the same Creator God, and in fact it is), and they ignore the prophecies that allow someone to write about events before they happen, and there is a lot of evidence that proves that Isaias has always been one person, and that Daniel for example (which is the most discussed book because of of his explicit prophecies) was written before the Persians, precisely because of his great knowledge of Mesopotamian culture, which had disappeared in the 2nd century BC (which is when they attribute Daniel's writing). Job i understand actually, since even between christans and jews there is confusion, but Job was a real character because of this: even if these three men—Noah, Daniel and Job—were in it, they could save only themselves by their righteousness, declares the Sovereign Lord (Ezekiel 14:14). Job is compared to Noah and Daniel, real people, so Job was a real person, since there is no reason to compare a fictional character with two real people.

      Excluir
    2. This article is a good answer to liberal theories:

      http://conhecereis-a-verdade.blogspot.com/2014/05/a-hipotese-documentaria-ou-jedp.html

      Excluir
  46. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hi Jesse, currently I am not commenting on articles or videos as I used to for lack of time, if I answered one I would have to answer them all so as not to be unfair, I apologize for that.

      Excluir
  47. 🤣🤣🤣 Zé Carvão 🤣🤣🤣

    Olha, definitivamente vocês que eram crianças (adolescente e adulto também) nos anos 1990 definitivamente não tinham noção da vergonha alheia ou do ridículo🤣🤣🤣 O Canal 90 e o Andrei Bedene estava certos esse tempo todo 🤭🤣

    Ps. Traz mais vídeos com o Zé Carvão gostei do novo personagem 🤭

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por falar em Andrei Bedene, ele foi meu colega de classe na turma de TCI na UFPR, gente boa ele :D

      PS: quando eu puder farei mais vídeos com o Zé Carvão sim, pode deixar 🤣🤣

      Excluir
  48. Boa tarde, Lucas! Como vai?

    Pergunta: quantas pessoas estavam presentes no dia em que o Espírito foi derramado no Pentecoste? Eram só os 12 Apóstolos(eu sei que Judas já tinha sido substituído por Matias), ou eram 120 pessoas, as quais incluíam os 12, a mãe de Jesus e algumas mulheres, os irmãos de Jesus, entre outras?

    Deus lhe ilumine!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aparentemente os 120, porque não tem nenhum texto entre Atos 1 e Atos 2 que diga que aqueles 120 se desvincularam dos apóstolos entre um evento e outro (embora nós não possamos saber com precisão).

      Excluir
  49. Lucas, uma pessoa que olha e admira a beleza de outra pessoa do sexo oposto cairia no pecado de adultério (Mt 5:27-28)?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Admirar a beleza é uma coisa, isso a gente pode fazer inclusive com a natureza, com monumentos grandiosos, com animais e etc, cobiçar é uma coisa diferente, diz respeito a querer para si aquilo que é de outro (neste caso, de desejar para si a mulher do próximo, algo que vai bem além de admirar a beleza de alguém).

      Excluir
  50. Lucas, eu pensei em um argumento contra a salvação por obras no geral (catolicismo, karma etc...):
    Se eu te furto uma caneta hoje, e amanhã me arrependo e devolvo a caneta, e distirbuo canetas para quem nao tem, a aca de devolver e distribuir as canetas nao conseguem anular o meu mal, pois o tempo em que a pessoa nao tinha a caneta nao pode ser recuperado, nao tem como eu devolver as 24 horas que pessoa passou sem caneta e nem desfazer isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Precisamente. Um exemplo que eu costumo dar é de alguém multado por dirigir bêbado ou por furar o sinal vermelho, por mais que ele nunca mais dirija bêbado ou nunca mais fure o sinal, isso não vai apagar o crime de trânsito que ele cometeu, acompanhado de sua devida penalidade. Nem mesmo se ele se tornasse um santo dali em diante, se doasse todos os seus bens aos pobres e fizesse tudo do bom e do melhor, anularia o crime que ele cometeu e sua respectiva pena. Toda infração é seguida de punição, e as boas obras não compensam as más obras.

      Excluir
  51. https://www.uol.com.br/esporte/amp-stories/mike-tyson-david-beckham-e-mais-os-esportistas-que-investem-em-maconha/index.htm

    Banzolão nesse aspecto eu penso que os conservadores se equivocam em querer manter a criminalização,pq a maconha é uma planta e pode servir para outros fins,inclusive medicinais,vai muito além do fumo ,é uma indústria que gera milhões,pode contribuir muito para a economia do país,eu li que o Mike Tyson tava falido e se recuperou financeiramente quando investiu na maconha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E porque tem gente que lucra com isso, então isso é certo? Também tem gente que lucra com prostituição infantil, com o tráfico, com esquemas de pirâmide e etc, nem por isso são ou deveriam ser práticas legais. Quanto à maconha medicinal quem tem que receitar é um médico, se você for comprar um remédio tarja preta por conta própria (sem receita médica) você não pode, por que com a maconha teria que ser diferente? Até mesmo medicamentos de tarja vermelha se você tomar sem receita estará cometendo um crime, quanto mais uma droga cujos danos são muito maiores e que é a porta de entrada para as drogas mais pesadas.

      Excluir
    2. Banzoli, entao porque nao poderiamos abolir o consumo do alcool e cigarro com o pretexto de evitar a porta de entrada para as drogas?

      Excluir
    3. Porque álcool e cigarro não são porta de entrada para as drogas.

      Excluir
  52. Banzolão, você gosta de música? Se sim, faça uma dupla com o Zé Carvão. "Banzolão & Zé Carvão". Até rimou kkk.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente esse projeto não será possível, pois o Zé Carvão só escuta Tim Maia e Zeca Pagodinho, não faz o meu tipo.

      Excluir
    2. "o Zé Carvão só escuta Tim Maia e Zeca Pagodinho, não faz o meu tipo"

      Muito menos o meu. Que mal gosto esse do Zé Carvão!

      Excluir
  53. Caso tenha tempo, assista à esse vídeo que o Renan fez classificando os melhores e os piores Presidentes do Brasil desde o fim da Ditadura militar, é muito bom, realmente vale muito à pena assistir:

    https://youtu.be/0flzqsOtJi8

    PS. Esse vídeo é a Prova máxima de que o Populismo é um porre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se eu faço um vídeo desse tipo perco metade dos inscritos, independentemente da lista xD

      Excluir
  54. 1) Lucas, estava debatendo com um papista aí ele me veio com o argumento de que o Protestantismo é de origem "judaico-maçônica". Juro que quando li isso eu comecei a rir até ficar vermelho. É incrível como as pessoas acreditam em qualquer coisa que lhes é conveniente acreditar. Mas de onde será que tiraram essa pérola? Será que é mais uma invenção louca do Cris Macabesta, ou do Paulo Porcão?

    2) Eu estou estudando a origem do Antigo Testamento e parece que realmente ele foi compilado pelo sacerdote Esdras. Repare nas evidências presentes em alguns versículos:

    "Este é o livro das gerações de Adão" (Gn 5.1a). Aqui temos uma possível evidência de compilação.

    "E estavam, então, os cananeus na terra" (Gn 12.6b). Temos aqui uma prova clara de que este trecho foi escrito na época dos reis e compilado com o restante do Gênesis posteriormente.

    "E os CANANEUS e os ferezeus HABITAVAM então na terra" (Gênesis 13.7b).

    "Os perseguiu até Dã" (Gn 14.14). A tribo de Dã só se estabeleceu em Canaã na época de Josué, então Moisés não escreveu esta perícope.

    "Antes que reinasse rei algum sobre os filhos de Israel" (Gn 36.31b). Mais uma evidência clara de que esta perícope não foi escrita por Moisés, foi escrita na época dos reis e compilada com o restante do Gênesis posteriormente.

    "Até aqui as palavras de Jeremias" (Jr 51.64c). Está claro que o capítulo seguinte, o 52, não fazia parte do livro de Jeremias originalmente. Já que as palavras de Jeremias só vão até 51.64b. Portanto, Jr 51.64c—52.34 é um acréscimo posterior tirado de 2 Reis.

    "ERA, pois, NÍNIVE, uma grande cidade, de três dias de caminho" (Jonas 3.3b). Este trecho obviamente não foi escrito por Jonas, mas por alguém que viveu posteriormente à destruição de Nínive.

    Mas por que acredito que o compilador seja Esdras? Temos à favor disso tanto a tradição judaica quanto algumas evidências no livro de Esdras (Ed 7.6,11,14,25). O que acha disso?

    3) Muitos teólogos do passado, entre eles John Wesley, criam que o Evangelho de João foi escrito na década de 60 d.C. com base em 5.2, que diz:

    "Ora, em Jerusalém HÁ, próximo à porta das Ovelhas, um tanque, chamado em hebreu Betesda, o qual TEM cinco alpendres"

    Sabemos que Jerusalém foi "destruída até os alicerces" segundo Josefo. Portanto, concordo que este trecho foi escrito antes de 70 d.C. Mas mais à frente temos um trecho que sugere o contrário:

    "Ora, Betânia DISTAVA de Jerusalém quase quinze estádios" (11.18)

    Com base nestes versículos, creio que o Evangelho de João foi escrito entre 63 e 70 d.C. O que acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1) Eu também não faço ideia, pra ser sincero. O que acontece na verdade é que eles têm o hábito de jogar tudo o que eles odeiam no colo dos protestantes, como se o mundo pré-Reforma fosse um mundo perfeito, harmônico e ideal, e a Reforma malvadona acabou com tudo isso. E como eles odeiam basicamente tudo exceto eles mesmos, jogam tudo na nossa conta (judeus, maçonaria, iluministas, modernismo, liberalismo, marxismo e etc), nem que seja preciso misturar tudo numa verdadeira salada de frutas sem nexo algum.

      2) Embora alguns desses textos não necessariamente provem o ponto, pra mim a evidência mais forte (e talvez a única conclusiva) seja Êxodo 1:11, que menciona a cidade de Ramsés que só existiria uns duzentos e poucos anos mais tarde.

      3) Eu não acho que 11:18 seja uma evidência de que Jerusalém não mais existia pelo tempo verbal estar no passado, pois isso pode ser explicado devido ao fato de que todo o contexto também está no passado (já que ele escrevia sobre histórias que aconteceram no passado, então faz todo o sentido usar o passado como o tempo verbal padrão). O caso de 5:2 é bem mais significativo, já que ele usa o tempo presente em meio a um contexto todo no passado. Inclusive o verso seguinte (que diz ali COSTUMAVA ficar pessoas doentes) está no passado, então se não houvesse mais o tanque na época em que ele escreveu ele teria mantido o passado também, seria o mais lógico. Se ele colocou só essa parte no presente, deve indicar que o tanque continuava existindo, mas sem as pessoas se aglomerando ali esperando uma cura (o que significa que foi escrito antes de 70, assim como os outros evangelhos).

      Excluir
  55. Tava olhando hj uma troca de tiro apologético entre evangélico e católicos, os católicos sempre insistem que foram eles que traduziram e compilaram a Bíblia. Mas se esquecem que os etíopes traduziram e complicaram a própria bíblia também e fazendo isso passaram longe da vulgata latina. E eles falam isso para chamar para si a legitimidade no assunto. Eu percebo que tem tipo um padrao dessa coisa de advogar para si a autoridade final a respeito das coisas: os rabinos ortodoxos advogam para si a autoridade no entendimento das escrituras segundo o TALMUDE, aí depois vem a ICAR advogando para si a autoridade no entendimento das escrituras segundo a doutrina da ICAR, aí vem uma parcela dos evangélicos advogando para si a autoridade no entendimento das escrituras segundo o Watchman Nee (teologia de cobertura espiritual). Sempre entendi que um pastor ou mestre no assunto deveria apontar apenas a direção correta para os novos na fé e estabelecer uma disciplica coerente no grupo, já que os que apontam estaria em tese há mais tempo no caminho, mas a coisa tá indo pra um excesso bizarro. Mas chegar a ponto de decidir o que não tem nada a ver com fé, como onde morar, qual carro comprar e tudo mais é demais já (já vi isso). Tem dedo de satanas nisso tudo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deve ter. Essa coisa de se achar o "dono" da Bíblia ou de sua legítima interpretação é no mínimo um sinal de orgulho, o mesmo orgulho que levou à queda do diabo. Daí vem o desejo de controlar cada detalhe da vida das pessoas, seja por meio de uma teocracia propriamente dita ou de terrorismo psicológico, como fazem as seitas.

      Excluir
  56. Banzolao você acha que muitas feministas dizem que o cristianismo e a Bíblia são machistas por ignorância, desconhecimento,caem nós chavões?Eu já vi uma adepta do candomblé dizer que nessa religião que a mulher é realmente empoderada por ter sido sempre permitido a elas serem líderes,sacerdotisas,sendo que no cristianismo até hoje muitas denominações negam o sacerdócio as mulheres

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É por ignorância mesmo. A bíblia contem homens tratando mal as mulheres (que era infelizmente o padrão da época) então as feministas tratam como se a visão da Bíblia sobre o assunto fosse esse. Quando Deus e vários de seus profetas tratavam a mulher com igualdade com o homem. Inclusive esse artigo do Wikipédia de Jesus e as mulheres é muito bom: https://en.wikipedia.org/wiki/Jesus%27_interactions_with_women. O problema do feminismo é que pra elas, se não apoiar o aborto e libertinagem (que a bíblia condena obviamente) então é machismo, o que é ridículo, elas surgiram com boas intenções, mas ai virou mais um movimento bizarro da esquerda. Outro problema que elas tem é o mesmo dos ateus, que só leem um ou outro capitulo e acham que já sabem de tudo da biblia, e ai sai falando estas bobagens.

      Excluir
  57. Banzolao vc ficou sabendo do escândalo envolvendo o nome do Ravi Zacharias?Eu sempre o admirei como apologético,penso que você também,até pq trabalhas na mesma área,penso que ele deve ter sido uma de suas referências nessa área ,mas descobriram recentemente algo péssimo de sua vida pessoal,que ele tinha um caso com uma massagista de um spa onde ele tratava uma dor nas costas e dava dinheiro do ministério dele para ela,assim como descobriram outros casos que ele teve,inclusive usando sua posição de líder para seduzir as mulheres,eu vi o debate no Twitter,muitos irmãos querendo cancela-lo depois disso,não assistir mais os debates que ele travou com ateus,nem ler mais seus livros,achas que ele ter sido um adúltero invalida sua outra?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu quis dizer obra,mas estava digitando no celular e saiu outra,e o próprio ministério dele confirmou as acusações https://www.christianitytoday.com/news/2020/december/rzim-evidence-confirms-ravi-zacharias-sexual-misconduct.html

      Ele foi acusado de ´´sexting´´ em 2017 e respondeu aqui,agora infelizmente ele não está mais vivo para se defender,mas se os próprios membros do seu ministério confirmaram as acusações fica difícil para a reputação dele,mas eu penso que independente disso a obra dele é excelente,deixou um excelente legado de apologética,falo isso sem entrar nesse mérito dele ser adúltero,assediador,

      https://www.christianitytoday.com/news/2017/december/ravi-zacharias-sexting-extortion-lawsuit-doctorate-bio-rzim.html

      Excluir
    2. Se isso for verdade é realmente lamentável, mas só reforça o quanto nós não devemos alicerçar nossa fé em homens, pois se agirmos assim invariavelmente nos frustraremos.

      Excluir
  58. Qual sua opinião sobre a galera que fiz "As Cruzadas salvaram o Mundo Ocidental"?

    Na minha opinião as cruzadas foram uma guerra como qualquer outra, os Árabes tomaram aqueles terras e os cristãos poderiam tomar de volta se quisessem

    Aparentemente os Árabes não queriam invadir a Europa, já que a Reconquista da península Ibérica já tinha sido feita a um bom tempo

    O único perigo era a queda do Império Bizantino, que lutava contra os islâmicos a séculos

    Infelizmente as Cruzadas se tornaram ao invés de uma missão de defesa uma missão de ataque

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho um livro só sobre isso, Cruzadas: O Terrorismo Católico, disponível na página dos livros (link abaixo), e bem mais resumidamente escrevi a este respeito neste artigo:

      http://www.lucasbanzoli.com/2018/09/dez-verdades-inconvenientes-sobre-as.html

      http://www.lucasbanzoli.com/2017/04/0.html

      Excluir
  59. Uma pessoa disse:

    "Jesus de Nazareth ou Não, as controvérsias quanto ao Seu nascimento são:

    1 Ele nasceu por ocasião do Censo? e qual Censo Romano?

    2 Maria quando virgem não era chamada de Maria e sim de Miriam.

    3 Jesus foi enviado por Pilatos à Herodes,
    quando de seu Julgamento, o Qual foi presenteado com roupas resplandecentes
    por Heródes! Se Herodes faleceu no ano -4(quatro A.D./A.C.), como Cristo Jesus foi enviado à Ele por Pilatos?

    Responda quem souber e ou puder !"

    Como posso responder?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Miriam é uma versão mais hebraica de Maria, os dois nomes são a mesma coisa, qualquer um que tenha feito essa questão só pode ta zuando kkkk.

      O Herodes do julgamento era outro Herodes. O Herodes do nascimento de Jesus era Herodes o Grande, já o do julgamento era o Herodes Antipas, filho do Herodes o Grande, naquela época era costume as pessoas terem os mesmos nomes dos pais, principalmente reis.

      Excluir
    2. 1) Escrevi sobre isso aqui:

      http://ateismorefutado.blogspot.com/2015/04/refutando-argumentos-contra-veracidade.html

      2) Eeeeeeeeeeeeee daí? "Maria" era o nome grego, "Miriam" era a forma hebraica do nome, mas no NT os autores costumam transcrever os nomes todos para a forma grega (por isso é Jesus e não Josué).

      3) kkkkkkk era outro Herodes, assim como haviam vários "faraós" e vários "Nabucodonosor", a própria Bíblia diz que esse Herodes da época do nascimento de Jesus já tinha morrido poucos anos após Jesus nascer (Mt 2:15).

      Excluir
    3. PS: acabei respondendo antes de ver o comentário do Vinicius, que teria me poupado algum tempo xD

      Excluir
  60. 1) O Astrolavo de Carvalho argumentou que Maria é co-redentora porque o sangue de Jesus é o mesmo sangue que o de Maria, porque o sangue de Jesus obviamente veio de Maria. Portanto, se o sangue de Jesus nos purifica do pecado, segue-se por lógica que o sangue de Maria também purifica do pecado. Como responder a este argumento?

    2) Em Gálatas 4.26, Paulo diz que a Jerusalém Celeste é a Mãe da Igreja. Acho que isso constitui um bom argumento contra a doutrina papista e tortodoxa de que Maria seja a Mãe da Igreja. Mas o que é a Jerusalém Celesta? Alguns pensam que se trata de uma cidade literal, mas esta interpretação está equivocada já que em Apocalipse 21.9 está escrito que a Nova Jerusalém é a "esposa do Cordeiro", então a Jerusalém Celeste é a própria Igreja, não uma cidade literal. Mas tem um pequeno probleminha. Como é que a Igreja (Jerusalém Celeste) pode ser mãe da própria Igreja, como diz Gálatas 4.26?

    3) No seu artigo do Apologia Cristã contra o aborto, vc citou o Astrolavo de Carvalho e o padre Gargamel. Por que fez isso? Vc não acha que isso abre uma brecha para os adoradores de bolacha ficarem se gabando por vc citar os mestres deles, que são seus rivais na teologia?

    4) Os umbandistas acreditam que Aparecida e Iemanjá são o mesmo espírito manifestado de duas formas diferentes e que quem cultua a Aparecida também cultua Iemanjá e vice-versa. Acho que eles tem razão porque é óbvio que não foi a mãe de Jesus que realizou aquele milagre no Rio Paraíba do Sul, então só pode ter sido algum demônio. E Iemanjá também é um demônio associado a água. Some-se a isso o fato de que os umbandistas creêm que ambas são o mesmo espírito, que pra eles é um espírito bom, mas nós cristãos sabemos muito bem de qual tipo de espírito se trata. O que vc acha disso?

    5) Sobre o Homem da Iniquidade de 2Ts, eu mudei de opinião. Não tem como ser Tito ou qualquer pessoa que já pisou nessa terra até o dia de hoje. Eu vejo duas interpretações possíveis aqui:

    a) O Homem do Pecado é a própria humanidade em seu estado mais deplorável de pecado. Os que adotam esta interpretação, apontam para o fato de que Paulo costuma se referir a humanidade como pertencente a dois grupos diferentes. A um ele chama de "homem espiritual" (1Co 2.15; Ef 2.13-16) e ao outro de "homem natural" (1Co 2.14). Seguindo esta interpretação, o Homem do Pecado se manifestará quando a Igreja for arrebatada, pois assim não restará dúvidas sobre quais são os salvos (homem espiritual) e quais são os perdidos (homem da iniquidade). O verso 4 seria uma descrição de Nero ("que se opõe a todo deus") e a Tito ("que se assenta no Templo de Deus"), mas não que Tito ou Nero seja o homem da iniquidade, mas sim que eles fazem parte dele.

    b) O homem da iniquidade é o Papado.

    Qual dessas interpretações faz mais sentido pra vc? Por quê?

    Por favor, não apague o meu comentário. Eu não estou pregando preterismo aqui e peço a gentileza de que ninguém me lance desafios sobre o preterismo. EU NÃO ESTOU FALANDO SOBRE PRETERISMO, pois essas interpretações que apresentei se quer são preteristas. A primeira pode se encaixar em qualquer método de interpretação escatológica e a segunda é historicista, não preterista. Então peço a gentileza de que não apague o meu comentário e se vc não quiser responder, peço encarecidamente que responda as outras perguntas e ignore esta última, pois demorei bastante para escrever essa postagem.

    Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1) HSUAHSUAHSUH tem que ser muito anta pra pensar que os autores bíblicos estavam falando literalmente do sangue como um elemento, e não como uma metáfora da obra salvífica de Cristo por nós (nem o magistério da Igreja dele afirma tamanho disparate). Não é um fluído corporal que nos salva, mas uma pessoa, Jesus. Quando João menciona o sangue em 1ª João 1:7, é pra aludir à sua morte na cruz, não porque ele fosse obcecado por um tecido líquido celuloso. Tanto é que na mesma carta ele diz que Jesus “veio por meio de água e sangue” (1Jo 5:6), onde o “sangue” alude à sua natureza humana como um ente físico (em resposta aos gnósticos que negavam que ele veio em carne). Mas vai explicar isso pra alguém que acha que o sangue de Jesus é literalmente bebido na ceia como num ritual macabro, pra quem quer se apegar ao pé da letra não adianta discutir nada.

      2) É uma cidade literal mesmo, que João vê descer do céu após o milênio para se tornar o lar eterno dos salvos:

      “Então vi um novo céu e uma nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra tinham passado; e o mar já não existia. Vi a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus, preparada como uma noiva adornada para o seu marido. Ouvi uma forte voz que vinha do trono e dizia: ‘Agora o tabernáculo de Deus está com os homens, com os quais ele viverá. Eles serão os seus povos; o próprio Deus estará com eles e será o seu Deus’” (Apocalipse 21:1-3)

      De acordo com a tradição judaica, trata-se do próprio jardim do Éden, que Deus recebeu aos céus para não ser destruído por ocasião do dilúvio, e que voltará à terra para ser a nossa habitação eterna. Isso também concorda com as palavras de Jesus sobre a vida futura consistir na “regeneração de todas as coisas” (Mt 19:28), ou seja, na volta ao projeto original, que era do homem habitando no paraíso terreno (o jardim do Éden), por isso a mesma linguagem de “paraíso”. E também pelo próprio fato da árvore da vida estar originalmente no jardim do Éden, que depois “desaparece” misteriosamente da Bíblia até reaparecer no Apocalipse, precisamente na Jerusalém celestial (porque nada mais se trata senão do mesmo jardim que Deus preservou a salvo no céu e que voltará à terra no tempo determinado por Deus). A menção à “noiva do Cordeiro” no verso em questão presumivelmente se dá devido ao fato da Jerusalém celestial ser o lar eterno da Igreja (i.e, dos salvos), não dos salvos serem a própria cidade em si.

      3) Naquela época eu mal sabia quem era Olavo de Carvalho (ele nem era famoso, era só alguém mais ou menos conhecido, como tantos outros por aí), e também foi antes dele ter surtado contra os evangélicos em 2015 (esse livro é de 2013). Eu também cito muitas vezes no livro o Luciano Ayan, que é ateu e foi até preso recentemente, e o Ravi Zacharias, que recentemente descobriram ser (ao que tudo indica) um tarado sexual, a gente não tem muito controle sobre isso, por isso eu me limito a citar o que eu julgo ser uma citação pertinente, independentemente de quem seja o autor.

      4) Também acho isso.

      Excluir
    2. 5) Eu acho um equívoco muito grande espiritualizar ou alegorizar ao extremo passagens cujo contexto não tem nada que indicam se tratar de algo não-literal, uma coisa é você alegorizar uma parábola, uma poesia ou uma simbologia apocalíptica (a própria identidade da Jerusalém celestial por exemplo dá pra se discutir por este critério), outra coisa é pegar uma carta com um teor literal em um capítulo com teor literal onde nada indica que o autor estivesse usando de espiritualizações, para inserir uma alegoria no meio. Isso quem geralmente faz é gente que não aceita o que o texto bíblico diz porque o que o texto diz contraria o que eles creem, então a única opção que resta é a espiritualização extrema, até porque desse jeito fica muito fácil encaixar literalmente qualquer coisa na Bíblia, basta usar um pouco de imaginação e deixar a coisa fluir.

      O contexto de 2ª Tessalonicenses 2 é totalmente diferente desses textos de 1ª Coríntios 2, a interpretação parte de um pressuposto pré-tribulacionista que é falso, e a intenção de Paulo ao escrever o capítulo era justamente de corrigir equívocos correntes naquela igreja a este respeito, e não faz o menor sentido alguém corrigir um equívoco através do uso de alegorias e espiritualizações que só vão complicar o entendimento do receptor (a coisa fica tão complicada que você mesmo já passou várias hipóteses diferentes aqui, justamente porque quando se espiritualiza a coisa o leque que se abre é quase infinito, e a intenção de Paulo era exatamente a inversa, de esclarecer e não de confundir mais ainda).

      Pra mim a única interpretação cabível do texto é a que assume que Paulo quis dizer precisamente aquilo que ele disse: que o “homem do pecado” é um homem mesmo, que o “templo de Deus” é o templo de Jerusalém mesmo, que a coroação que ele recebe ali é uma coroação mesmo e que isso acontecerá depois da grande apostasia, como ele diz. Como nada disso aconteceu ainda, segue-se que ele está falando de um homem futuro (queira identificar como o anticristo ou não) e de um evento futuro. Por isso não vejo nenhum sentido na interpretação de que se refere à humanidade ou ao papado (este se adequa com perfeição na descrição do “chifre pequeno” de Daniel, essa sim uma alegoria para algo maior, mas não aqui neste texto). A razão pela qual alguns ainda insistem em se opor à interpretação natural e simples do texto (que é sempre a literal, a não ser que o contexto exija o contrário) não é por questões hermenêuticas, mas simplesmente pelo preconceito prévio em assumir a veracidade de uma visão que contraria alguma outra doutrina, o que leva a descartar o sentido literal de antemão e tentar lidar com um quebra-cabeças indecifrável.

      Excluir
    3. Outra coisa importante a se notar é que não faz sentido a humanidade se revelar pecadora quando os santos forem arrebatados ou algo assim, visto que Paulo fala sobre o homem do pecado e a apostasia exatamente para dizer que é que acontecerá antes de Jesus vir, e ele claramente diz isso como alerta para os cristãos que estiverem vivos. Se os cristãos forem arrebatados antes do Anticristo aparecer (ou antes da humanidade se revelar pecadora) então o alerta de Paulo é completamente inútil, pois os cristãos não estarão na terra para presenciar o que ele falou. Portanto, é obvio pelo texto que não haverá arrebatamento antes das tribulações, e que os cristãos vivos verão o Anticristo e toda a questão ai exatamente porque Paulo falou disso como alerta para os cristãos. Na verdade chega a ser incrível que ele explicitamente diz que o Anticristo ira aparecer antes de Jesus voltar, e ainda tem gente que acha que Jesus volta antes de maneira invisível, arrebata todos de maneira invisível e só depois volta da maneira normal que a bíblia diz (que é voltando corporalmente e visivelmente, do mesmo jeito que Ele subiu corporalmente e visivelmente).

      Excluir
  61. Lucas, você ja ouvio falar de uma serie da netflix chamada messiah? É basicamente a historia de um messias moderno. O que acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já notei a presença dessa série no catálogo, mas nunca cliquei pra assistir. Eu achei que fosse só uma zombaria da fé cristã no estilo dos especiais da Porta dos Fundos, ou seja, algo totalmente fútil e desinteressante, mas se não for o caso eu posso dar uma chance pra essa série sim (ainda mais agora que estou quase terminando Prison Break, ufa!).

      Excluir
  62. Lucas, algumas perguntas

    1- em efesios 4 paulo fala que ´´E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores, entretanto o fabio sabino diz que o próprio jesus assumiu ser o unico mestre e pastor

    2- ele afirma que ´´ jesus afirmou que só aceitava a separação se fosse adultério, algo que contraria a lei (det 24 1-4) o adultério no antigo testamento não era considerado motivo de divórcio, em vez disso a morte geralmente apedrejado mas também por queimadura (lev 20:10 , genesis 38:24)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1) Existem vários sentidos diferentes para as palavras "mestre" e "pastor", em inglês por exemplo a palavra para mestre (master) pode significar senhor, dono, capitão, patrão, professor, chefe, perito, principal, superior, alguém que tem mestrado ou um mestre religioso, dentre muitos outros significados possíveis. No grego era a mesma coisa, não é porque Jesus disse que ele era o único mestre que não existe nenhum sentido em que outras pessoas não possam ser chamadas de mestres; Jesus não estava proibindo o uso de uma palavra, mas de um conceito que se aplicasse a outros. Naquele contexto específico, "mestre" diz respeito a governar sobre outras pessoas numa posição de superioridade sobre elas (ou seja, como um chefe), neste sentido não temos nenhum Mestre a não ser Cristo, os mestres e pastores que temos em nosso meio não são (ou pelo menos não deveriam ser) chefes de nada, mas servos que tem a função de levar a Palavra aos demais.

      2) Jesus contrariou a lei em vários aspectos, não só nessa questão do adultério, mas no dar a outra face (em lugar do "olho por olho"), na questão dos alimentos impuros, em relação aos juramentos e etc. Se ele apenas tivesse confirmado toda a lei, ainda estaríamos apedrejando adúlteros nos dias de hoje, mas é justamente porque ele nos trouxe uma lei maior e mais perfeita (da qual a anterior era apenas uma sombra ou prefiguração) que hoje vivemos numa nova aliança.

      Excluir
  63. Peixão só da alegria em jogos normais como hoje, ai chega na final e decepciona, pior é perder pro Palmeiras e esse perder depois o mundial mais uma vez kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veja pelo lado positivo, pelo menos o seu time não está há 9 anos sem ganhar nada e não entrega de graça o título mais fácil da história do futebol...

      Excluir
  64. Lucas, porque Deus criou lucifer se já sabia o que ia acontecer? Isso não faria de Deus o culpado pelo mal?

    Eu ouvi um ateu dizer que dá a impressão que Deus trouxe o mal para o mundo com o intuito de morrer e ser visto como heroi, o que acha?

    A religião é o fruto do medo e ignorância?

    Sobre aquele velho argumento: "quem escreveu a biblia?" Poderia mostrar argumentos que refutam isso?

    O que apocalipse quiz dizer com " a morte e o hades foi lançado no lago de fogo"?



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucas, porque Deus criou lucifer se já sabia o que ia acontecer? Isso não faria de Deus o culpado pelo mal?

      Deus não criou "Lúcifer" como um ser do mal, ele foi criado como um anjo bom tal como os demais, mas usou a liberdade que Deus lhe deu para o mal, porque Deus não força ninguém a ser obediente a Ele. O Rodrigo Silva costuma citar como exemplo uma anedota onde um professor permite que os alunos deem uma nota a ele para ele levar à direção, mas quando ele vê as notas, ele descarta as notas ruins e só pega as boas, o que é desonesto. É por isso que Deus não usa a presciência para impedir a existência de pessoas más, pois se ele fizesse isso, na prática estaria impedindo a prática do mal, e consequentemente anulando o livre-arbítrio, tornando-o uma mera ilusão.

      Eu ouvi um ateu dizer que dá a impressão que Deus trouxe o mal para o mundo com o intuito de morrer e ser visto como heroi, o que acha?

      Deus não trouxe o mal para o mundo e nem precisaria salvá-lo se não quisesse, ele de fato não tinha nenhuma obrigação disso, poderia deixar os seres criados se lascar à vontade igual o Deus dos deístas que não interfere em nada, mas fez questão de se envolver por amor à sua própria criação.

      A religião é o fruto do medo e ignorância?

      Por que seria?

      Sobre aquele velho argumento: "Quem escreveu a Bíblia?" Poderia mostrar argumentos que refutam isso?

      A Bíblia não é um livro só, é um compilado de livros com dezenas de autores diferentes, não entendi qual o ponto da questão aqui (era pra ser um argumento? Argumento do que?).

      O que apocalipse quiz dizer com "a morte e o hades foi lançado no lago de fogo"?

      O lago de fogo é a inexistência, então a morte e o Hades serem ali lançados é uma forma de dizer que nunca mais haverá morte e nem gente morta no estado eterno (porque os ímpios já terão sido aniquilados, reduzidos à inexistência no mesmo lago de fogo). Sobre isso eu já escrevi exaustivamente aqui:

      http://www.lucasbanzoli.com/2020/08/saiba-como-refutar-todos-os-argumentos.html

      Excluir
  65. Me esqueci, existia povos além dos da torre de babel?

    Porque Deus simplismente não transforma todo mundo "em santo" invés de mandar para o inferno?

    Lucas, tem uma parte da biblia relatando que apos ums jovens zombarem de um profeta Deus mandou dois Ursos para ataca-los, mais já não bastaria ele ter só assustado eles inves de mata-los ou algo assim?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me esqueci, existia povos além dos da torre de babel?

      Se a Bíblia diz que todo o mundo da época estava ajuntado em uma só região ali, então presume-se que não haviam outros povos ainda.

      Porque Deus simplesmente não transforma todo mundo "em santo" invés de mandar para o inferno?

      Porque Deus não força ninguém a ser santo contra a própria vontade. Se fosse pra ser assim, seria melhor ter criado robôs ao invés de seres humanos.

      Lucas, tem uma parte da biblia relatando que apos ums jovens zombarem de um profeta Deus mandou dois Ursos para ataca-los, mais já não bastaria ele ter só assustado eles inves de mata-los ou algo assim?

      Não sabemos se a vida do profeta estava em risco ou quais as circunstâncias exatas da ocasião para fazermos um julgamento a este respeito, é possível que esse estivesse longe de ser o único pecado cometido por aqueles jovens, mas sim a "gota d'água" por assim dizer, porque se eles zombavam ou ameaçavam um profeta de Deus daquele jeito, imagina o que eles não deviam fazer com pessoas comuns. De todo modo, pessoas boas não eram, é um erro partirmos do pressuposto de que eles fossem pessoas normais como a gente e o único erro que cometeram foi zombar de um profeta. O texto também tem um caráter tipológico, já que as duas ursas são provavelmente uma alusão às duas bestas do Apocalipse (a do mar e a da terra) que irão "devorar" os ímpios durante os 42 meses da grande tribulação (a segunda parte dos 7 anos de tribulação, equivalente aos últimos 3 anos e meio), de acordo com Apocalipse 13:5 (42 era exatamente o mesmo número de rapazes citados no texto). E se o texto realmente tem essa aplicação tipológica, então a impiedade dos jovens em questão devia ir muito além da zombaria ao profeta, já que a maldade dos ímpios no fim dos tempos será muito grande.

      Excluir
  66. Lucas ficou sabendo que o deputado bolsominion Daniel Silveira foi preso e está sendo denunciado pelo PGR que o próprio mito botou:

    https://www.google.com/amp/s/noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2021/02/17/para-prender-daniel-silveira-por-defender-ai-5-moraes-usou-lei-da-ditadura.amp.htm

    https://www.google.com/amp/s/www.bbc.com/portuguese/brasil-56106726.amp

    Não sei o que foi mais esquisito nessa história, o fato dele ter sido enquadrado numa lei da Ditadura Militar que ele tanto defende ou o ele ter sido denunciado pelo PGR nomeado pelo próprio Bolsonaro. Inclusive muitos juristas estão discutindo se a prisão dele foi legal ou ilegal, inclusive a prisão dele foi o assunto do momento hoje na faculdade, quando entrei no Classroom não se falava de outra coisa. Mas enfim, o que você achou da prisão desse gado bolsominion chamado Daniel Silveira? Você acha que foi ilegal ou legal?

    Ps. Embora Direito não seja sua área gostaria de ouvir o que você tem a dizer sobre o caso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um caso bem parecido com o do Terça Livre e a minha opinião é a mesma. Não está em discussão as coisas absurdas que ele proferiu, talvez haja mesmo alguma brecha na lei pra prendê-lo por isso (aí já não é a minha área), mas se o critério pra prendê-lo foi por ter falado contra o Estado democrático de direito, deveriam fazer o mesmo com todos os autodeclarados comunistas sem exceção, já que o totalitarismo de Estado é parte central do marxismo (o próprio Marx nunca defendeu democracia nenhuma, mas a ditadura do proletariado, que na prática é invariavelmente a ditadura de uma elite política canalha que escraviza o resto da nação). Só que os comunistas eles não prendem, deixam falar contra a democracia à vontade e exaltar ditaduras sanguinárias de extrema-esquerda ao redor do mundo, só vão prender quando um bolsominion fala uma bobagem semelhante. É este duplo critério que é irritante, vivemos em um país onde quem é de esquerda pode tudo, só quem é de direita tem que tomar cuidado com o que vai dizer.

      Excluir
  67. O artigo chegou aos 200 comments e por isso a caixa de comentários daqui será fechada. Quem quiser postar um novo comentário ou responder a algum daqui, fique à vontade para fazer no artigo mais recente 👍

    ResponderExcluir