8 de junho de 2020

200 Por que as pessoas acreditam tão facilmente em fake news?


Há algumas semanas eu recebi um vídeo que mostrava imagens de chineses supostamente contaminando supermercados, elevadores e outros ambientes públicos de propósito, só pra disseminar o coronavírus ao redor do mundo. Eu não faço a menor ideia de quem estava narrando o vídeo, mas ele denunciava e esbravejava furiosamente contra isso que seria uma estratégia deliberada para quebrar a economia mundial, e dizia que cada chinês ao redor do planeta era um agente do governo chinês enviado para propagar o vírus em cada lugar. O vídeo (com milhares de visualizações) terminava com pedidos clamorosos por divulgação; afinal de contas, uma verdade tão bombástica e reveladora como essa – que a mídia tradicional esconde porque é comunista – merece chegar ao máximo de pessoas.

Todos os comentários do vídeo, sem exceção, eram de pessoas apavoradas com essa surpreendente revelação. “Isso a Globo não mostra” e “temos que expulsar esses chineses daqui” era o que mais se lia. O clima era de revolta, de pânico, de histeria. A prova cabal da conspiração chinesa estava ali, bem diante dos nossos olhos, com os quais podíamos ver os malditos chineses cuspindo nos produtos para espalhar o vírus de propósito. Após descobrir essa surpreendente verdade, eu tomei coragem para fazer uma coisa extraordinariamente complexa, que exige muita ousadia e experiência, e que aparentemente ninguém que assistiu ao vídeo ousou fazer: uma pesquisa rápida num site chamado “Google”.

Digitei as palavras-chave do vídeo (algo como “chineses cuspindo para espalhar o coronavírus pelo mundo!”), e descobri que o site “e-farsas” já havia feito todo o trabalho de checagem das fontes por mim (você pode ler o artigo em questão aqui). Depois pesquisei em outros sites de checagem de fatos (por exemplo, este aqui) e descobri que nenhum daqueles vídeos era de um chinês “espalhando o vírus de propósito ao redor do mundo”. Muitos eram de anos atrás (de antes da pandemia), alguns eram vídeos de pegadinha, outros nem de chineses eram, e a maioria não estava nos locais indicados no vídeo (alguns eram na própria China, e faria pouco sentido os chineses conspirarem contra si mesmos!).

Em outras palavras: os vídeos não passavam de um compilado de cuspes de gente com feição asiática que alguém encontrou na internet, juntou tudo e fez parecer que se tratava de um plano maquiavélico diabólico de conspiração chinesa pela dominação global. E o pior é que quase ninguém (talvez literalmente ninguém) se deu ao trabalho de pesquisar minimamente para saber se a informação tão “bombástica” que recebeu tinha mesmo alguma procedência. As pessoas podem passar horas assistindo aos vídeos conspiracionistas, mas não tem dois minutos pra se dar ao trabalho de checar as fontes.

Mas se você pensa que esse tipo de coisa só acontece com leigos e gente completamente ignorante, está enganado. Há alguns dias ninguém menos que o presidente da república postou uma fake news em um story no instagram, onde dizia que o número de mortes causadas por doenças respiratórias no Ceará neste ano havia sido menor do que no ano passado. O objetivo com isso era denunciar a “histeria” da mídia golpista, que fica aí dizendo que tem uma pandemia à solta quando é só uma gripezinha. O próprio instagram ocultou a publicação por se tratar de uma fake news escandalosa, já que os números do Ceará na verdade aumentaram de 1.976 mortes no ano passado para 2.639 neste ano (veja aqui).

E tem sido assim no país inteiro: o número de mortes por problemas respiratórios neste ano tem sido incrivelmente maior do que no ano passado, por uma diferença bem mais ampla que a quantidade oficial de mortes por coronavírus no Brasil (o que significa que o número real de mortes causadas pelo vírus é muito maior que o divulgado oficialmente, o qual está seriamente subnotificado, já que o Brasil é um dos países que menos testes realiza no mundo). Não satisfeito com isso, o presidente republicou a notícia falsa, mesmo já sabendo que é falsa. Ou seja, pouco importa se a notícia é verdadeira ou fake: o que importa é o que pode ser usado como arma política. Lembre-se: estamos falando do presidente da república, não de um zé ninguém que não tem assessoria de nada.

Não é brincadeira, mas desde o princípio da pandemia, quando gravei dois vídeos sobre isso, eu tenho recebido comentários de gente que literalmente diz que o vírus não existe, que é tudo conspiração da mídia, da Nova Ordem Mundial, do George Soros, dos globalistas, dos reptilianos e de sei lá mais quem. Um desses comentários foi de uma moça que disse morar na Itália e afirmou que o corona era uma farsa pois ela não conhecia ninguém do convívio dela que morreu por isso (eu também não conheço nenhum anão, então anões não existem).

Há pouco tempo um líder de seita que mora na Virgínia e vive de mendigar doações na internet gravou um vídeo onde reproduz a fake news de que não aumentou em nenhum caso o número habitual de mortes por doenças respiratórias no mundo, e que por isso o COVID-19 não existe e é “a mais vasta manipulação da opinião pública que já aconteceu na história humana, coisa de ficção científica” (veja entre o minuto 5:27 e 6:10 deste vídeo). É sinistro. E assustador.

Seguidores desse sujeito me mandaram até comentários dizendo que a quarentena havia sido exigida pela imprensa comunista para enfraquecer a economia do Brasil e assim prejudicar o governo. Sim, porque aparentemente não estão fazendo quarentena em mais país nenhum do mundo, é só aqui pra prejudicar o Bolsonaro (eu gostaria muito de saber se nos países de quarentena governados por esquerdistas tem gente maluca assim dizendo o mesmo).

É lógico que fake news não é só coisa de bolsolavista: na própria época das eleições o TSE multou a campanha do Haddad por impulsionar notícias falsas contra Bolsonaro na internet (veja aqui), quando ambas as chapas estavam numa verdadeira guerra virtual para ver quem disseminava mais fake news contra o outro, com a ajuda de um incansável exército virtual de robôs. Ninguém se esquece que nas eleições passadas o PT ganhou muito voto rotulando Aécio e Serra de “nazistas”, dizendo que se Marina Silva ganhasse ela acabaria com o Bolsa Família (quando a própria dizia o contrário) e usando dinheiro roubado para assassinar a reputação de seus oponentes com mentiras, que era uma estratégia declarada de campanha do marqueteiro João Santana (ele próprio preso mais tarde, assim como quase todos que integravam o governo).

As fake news não tem partido, não tem time, não tem lado, não vota 13 ou 17, não faz campanha. Desde que o mundo é mundo, pessoas ardilosas se aproveitam da ingenuidade do cidadão comum para convencê-lo com mentiras, sofismas, embustes e desinformação. Até mesmo as cruzadas começaram com uma grande fake news: o papa Urbano II dizia que os muçulmanos estavam destruindo os “lugares santos” de Jerusalém e com isso conseguiu instigar os ânimos de uma multidão de cruzados enraivecidos que atravessaram o mundo, mataram crianças, estupraram mulheres, queimaram bebês, conquistaram Jerusalém e adivinhe: os lugares santos estavam ali, intactos, da mesma forma que conheciam.

Dito isso, a problemática inicial do artigo permanece: por que as pessoas acreditam tão facilmente em fake news? Já houve um tempo que eu pensava que isso ocorria apenas porque as pessoas são muito ingênuas, muito simples, com pouca instrução e educação formal, então acreditam em qualquer coisa mesmo. Eu só percebi que meu palpite estava completamente errado depois de ver muita gente com formação, que falam bem, que escrevem bem, que raciocinam com clareza e são muito inteligentes em outras áreas, caindo nos mesmos contos da carochinha, como se fossem crianças de cinco anos ouvindo sobre o Papai Noel.

Mas como pode gente tão inteligente cair em fake news tão tacanhas (ou pior ainda, reproduzi-las e divulgá-las) sem sequer se dar ao trabalho de pesquisar o básico? Foi aí que eu me dei conta de um detalhe: essas pessoas não são tão ingênuas assim com tudo na vida, mas só com aquilo que lhes favorece. Quanto ao resto, elas são extremamente céticas. É por isso que um bolsonarista reproduz com tanta facilidade e sem nenhum critério uma fake news que favorece o governo, mas ele nem pensa em fazer o mesmo com uma fake news que o prejudica. Da mesma forma, você nunca vai ver um petista acreditando em fake news bolsonarista, mas verá muitos deles sendo extremamente crédulos em relação às fake news do próprio partido que defende.

A mesma coisa eu vejo no próprio mundo da apologética. Todo tipo de gente citando todo tipo de trecho de livro que nunca leu, só porque viu a referência em algum blog de quinta, desde que o blog em questão concorde com os seus pontos de vista, é claro. Na verdade, o que ocorre é que o ser humano é movido a um mecanismo que o torna extremamente cético em relação àquilo que discorda, ao mesmo tempo em que é extremamente crédulo em relação a tudo o que concorda com as suas convicções prévias. Quando falamos sobre honestidade intelectual, estamos falando justamente dessa difícil missão de ser tão rigoroso e criterioso com nossas próprias convicções quanto somos com aquilo que mais discordamos.

Pense por um momento: quantas vezes você já não compartilhou no facebook, encaminhou no whatsapp ou citou como “prova” pra alguém alguma matéria, informação ou dados que concordam com pontos de vista que você defendia, mas sem ter tido a preocupação de checar as fontes primeiro e confirmar que aquilo realmente procede? Se sim, por que você se choca e se revolta quando vê alguém que pensa diferente de você fazendo a mesma coisa, só que pro lado dele? Muitas vezes a fake news é divulgada só pelo prazer de se jogar na cara de quem pensa diferente, por isso damos tão pouca importância à autenticidade da informação em si.   

Há também gente tão fanática e bitolada que vive em um mundo alternativo de fantasia e ainda pensa que tal pessoa jamais seria capaz de inventar uma notícia falsa, que tal grupo jamais mentiria pra você, que se tal pessoa “importante” postou no facebook então deve ser verdade, que o seu próprio grupo tem o monopólio das virtudes e a oposição o monopólio das maldades, numa guerra cósmica maniqueísta entre o bem e o mal absolutos. Muitos se metem em bolhas desse tipo e nunca mais saem delas. E como eles só escutam aqueles que concordam com os seus pensamentos, acabam por se escandalizar e se chocar quando ouvem uma opinião contrária de alguém, e reagem na base da ignorância e da intolerância. Por isso tanta gente não suporta ouvir uma opinião contrária.

Quantas vezes você já não viu um youtuber qualquer emitir uma opinião política sem ofender ninguém, e nos comentários um monte de gente escrever que está se desinscrevendo do canal? Aconteceu isso recentemente com o Canal do Barolo, a quem eu admiro muito. O canal é de notícias sobre futebol (mais especificamente sobre o único time brasileiro tricampeão mundial, você já sabe qual), mas em um vídeo recente ele fez algumas críticas ao modo como o atual presidente vem conduzindo o país nessa pandemia, e como resultado várias pessoas que o acompanhavam se desinscreveram.

Detalhe: o vídeo em si não era sobre política, sua crítica foi moderada e ele nem mesmo se declarou de esquerda ou de direita ou fez campanha política, apenas disse que discorda dessa questão pontual. Foi uma das críticas mais leves que eu já vi, pra falar a verdade, mas o suficiente para muitos “fãs” cancelarem sua inscrição no canal. Estamos falando de pessoas que literalmente não suportam ouvir uma mínima crítica por menor que seja, que acham que todos são obrigados a pensar exatamente da mesma forma que elas, que acham que qualquer um que critica o Bolsonaro é automaticamente um inimigo da nação, um traidor ou um comunista disfarçado (a mesma demonização que os fanáticos do outro extremo sempre fizeram com quem discorda deles, rotulando todo mundo de “fascista” e de “nazista”, indiscriminadamente).

As pessoas se tornam insuportáveis quando se metem em bolhas, e elas se metem em bolhas quando não suportam ouvir o contraditório. Todo o seu vocabulário se torna um amontoado de palavrões, toda a sua vida é dedicada a “combater o mal” (leia-se: todos os que discordam delas) e tudo o que servir para combater esse mal é bem-vindo, mesmo que sejam fake news, mesmo que falte com a verdade, mesmo que seja puro assassinato de reputação, mesmo que seja completamente antiético. É por causa disso que elas aceitam com tanta facilidade as fake news que lhes convém, já que vale tudo para destruir um adversário. Um adversário não: um inimigo.

Pessoas assim aceitam com toda a facilidade do mundo teorias conspiratórias que de algum modo favoreçam sua visão de mundo, uma ideologia ou crença, mas quando se trata de escutar quem pensa diferente com um caminhão de evidências sérias que contradizem suas convicções, repelem com furor e ódio. Repito: isso não é falta de escolaridade ou de estudo, mas de honestidade intelectual. E isso porque todos nós temos mecanismos de defesa no cérebro que nos tornam mais suscetíveis a comprar ideias que concordam conosco e a rejeitar o que discordamos.

Pense por exemplo em um ateu fanático que compartilha qualquer notícia sensacionalista do tipo que diz que “Jesus nunca existiu” ou que foi casado com Maria Madalena. Mesmo que isso tenha sido supostamente dito por um único suposto historiador que ele nem mesmo saiba quem é, prefere compartilhar a notícia e usá-la como “prova” mesmo que todos os historiadores sérios digam o contrário. Não importa a verdade histórica, importa o que concorda com as suas convicções. As revistas mais sensacionalistas e “superinteressantes” por aí usam e abusam disso para vender capas chamativas com “revelações” baseadas em pouco ou nada, já sabendo que vai ter trouxa pra ler.

Ou pense nessas teses famosas na apologética católica, tais como que “a Igreja Católica construiu a civilização ocidental” ou que “as cruzadas salvaram o Ocidente da invasão islâmica”, que são completamente desacreditadas academicamente e tratadas como piada, mas que são citadas à exaustão por proselitistas que não se importam com o consenso historiográfico, mas apenas com o que pode instrumentalizar a seu favor mediante a opinião de meia dúzia de “estudiosos” escolhidos a dedo. Dá até literalmente para contar nos dedos, e de uma mão só: Thomas Woods, Daniel-Rops, Régine Pernoud, Voegelin e acabou. O resto é tudo anticatólico e não pode ser lido (inclusive historiadores católicos sérios como Paul Johnson).

A mais nova moda do momento é a do “verdadeiro nome de Jesus”, que é tão difícil de ser decifrado que nem os próprios conspiracionistas concordam entre si: uns dizem que é Yehoshua, outros que é Yahoshua, outros que é Yaohushua, outros que é Yahoshuah, outros que é Yahoo (igual o do buscador de internet), outros que é Yahshua, e a lista vai longe. Cada um deles acredita que só eles creem no “Jesus verdadeiro” e que os demais creem num falso Cristo, um “deus cavalo” como eles chamam, porque falamos e escrevemos seu nome errado (Yeshua no hebraico, que em grego é Iesus e em português Jesus).

O curioso é que desses aí quase ninguém sabe uma única palavra de hebraico, nenhum deles cursou o idioma em lugar nenhum e a maioria não sabe escrever nem em português direito, mas mesmo assim querem palpitar sobre o “verdadeiro nome” de Jesus que todos os eruditos, linguistas, tradutores e estudiosos que passaram décadas estudando o idioma ao longo de milhares de anos erraram esse tempo todo. Mas se essas pessoas não sabem hebraico e nem estão apoiadas num consenso acadêmico, como elas sabem que o “verdadeiro nome” de Jesus é na verdade Yehoshua (ou Yahoshua, ou Yahshua, ou Yahoo, etc)?

A verdade é que elas não sabem, mas creem nisso assim mesmo e com toda a firmeza, como se soubessem com perfeita clareza. E a razão pela qual elas pensam que sabem tão bem disso é porque já estavam predispostas a aceitar como verdade qualquer coisa que “refutasse” a ortodoxia cristã, porque são pessoas magoadas com igrejas, pastores, irmãos e templos (muitas vezes com certa razão). E como passaram a odiar tudo o que remonta ao Cristianismo “tradicional”, se tornaram extremamente suscetíveis a ideias escabrosas e inovações de deixar qualquer um de cabelo em pé.

Tudo depende do quão condicionada a pessoa está para abraçar como verdade qualquer coisa que queira. Muitos tem convicções tão frágeis que precisam se apegar a qualquer coisa que sirva para fortalecer essas convicções – daí a tendência tão grande de se aceitar como verdade as fake news mais toscas que existem, ou os argumentos mais frágeis do mundo. Em apologética isso é totalmente comum. Este artigo a princípio se chamaria “Por que existem tantas interpretações diferentes da Bíblia”, mas pensei que uma abordagem mais geral responderia a isso com mais clareza, porque não se trata apenas da forma como a pessoa lê a Bíblia, mas como ela lê a vida.

Nós interpretamos a Bíblia da mesma forma que interpretamos o mundo, por isso tanta gente aceita “fake news” em forma de versículos isolados, trechos truncados, passagens fora de contexto e interpretações bizarras, que resultam em malabarismos tão grotescos para tentar defender uma coisa que é de se perguntar seriamente se o próprio indivíduo acredita no que diz. E a julgar pelo modo como as pessoas agem na vida, é de se pensar que sim, não por falta de formação ou estudo, mas por esse inexplicável vício em se apegar aos velhos conceitos que aceitou como verdade absoluta.

• Compartilhe este artigo nas redes:

Por Cristo e por Seu Reino,


- Siga-me no Facebook para estar por dentro das atualizações!


- Baixe e leia os meus livros clicando aqui.

- Acesse meu canal no YouTube clicando aqui.

ATENÇÃO: Sua colaboração é importante! Por isso, se você curtiu o artigo, nos ajude divulgando aos seus amigos e compartilhando em suas redes sociais (basta clicar nos ícones abaixo), e sinta-se à vontade para deixar um comentário no post, que aqui respondo a todos :)  

200 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É incrível mesmo o tanto de gente que acredita nesses mitos, tem professor universitário dizendo essas bobagens de que Jesus foi "um plágio de mitos pagãos", quando se formos analisar a história e os discursos de Jesus é diametralmente o oposto a tudo aquilo que os deuses das mitologias antigas eram. Mesmo assim um monte de gente que nunca leu nada sobre a mitologia antiga acredita nessa e em outras asneiras do tipo, é de dar pena mesmo. Mas de tudo isso aí que você mencionou nada supera a alegação do suicídio de Lutero, é incrível como tem retardado que acredita nisso só porque viu um meme de facebook, gente que nunca leu livro nenhum de Lutero e nem biografia alguma do mesmo, e que contradiz o que os próprios estudiosos católicos afirmam. Eu acho que quem criou essa fake news deve ter criado só na zueira pra ver se tinha gente tão imbecil a ponto de comprar a ideia, e deve ter se surpreendido à beça quando viu que nesse meio há gente tão fanática que acreditar nisso é fichinha.

      Excluir
  2. https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/2020/06/refuting-trent-horn-on-justification-by.html

    ResponderExcluir
  3. Ótimo artigo, realmente temos que ficar atentos e ser sinceros

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Lucas,já acompanho seu blog há tempos e admiro muito seu trabalho.
    Eu encontrei um texto de um apologista católico que tenta provar a intercessão dos Santos por meio do versículo de Jeremias 31:15 e 16. Ele ainda teve a cara de pau de dizer que os judeus acreditavam na intercessão dos Santos.
    Se puder dar uma olhada(ou rir um pouco) o link está aqui embaixo
    https://accatolica.com/2020/05/27/a-intercessao-de-raquel/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O mais engraçado da apologética católica é que ela é tão ruim que os textos que ela usa pra provar alguma coisa são exatamente os mesmos que refutam exatamente aquilo que ela pretende provar. Neste caso, o versículo em questão diz que "mesmo que Moisés e Samuel se apresentassem diante de mim, meu coração não se voltaria para esse povo" (Je 15:1). Observe que o texto NÃO diz que Moisés e Samuel intercediam depois de mortos; pelo contrário, diz que mesmo se eles intercedessem, Deus não atenderia (o que significa que NÃO intercediam). Se Moisés e Samuel estivessem vivos naquele momento como almas incorpóreas no céu, eles obviamente estariam orando por Israel (foi o que esses dois profetas sempre fizeram pelo povo em vida), e neste caso o texto diria que apesar da intercessão deles, Deus não os atendeu. Mas o que o texto diz é o contrário: mesmo SE eles fizessem isso (o que não fazem, porque estão mortos), Deus não atenderia. Ou seja, o próprio texto usado para "provar" a doutrina deles (na falta de qualquer outro melhor) na verdade refuta as pretensões deles. Se o próprio texto que ELES usam refuta o que eles dizem, imagina a covardia que seria eu citar os textos do meu lado. Deixe que eles próprios façam a sua própria forca.

      Excluir
  5. Irmão, ou o mundo virou um lugar insuportável, ou já o era e eu não tinha percebido. A vantagem é que fica muito mais fácil não se apegar a esse mundo e desejar o encontro com Cristo o mais rápido possível.
    Obs: Bolsonaro se tornou a maior arma da esquerda para voltar ao poder, é orar e lamentar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já na época de João ele dizia que "o mundo jaz no maligno" (1Jo 5:19), a diferença é que agora o "maligno" tem rede social, então isso fica mais evidente. Sobre o Bolsonaro ter se tornado a maior arma da esquerda para voltar ao poder, nada poderia ser mais preciso. A direita levou décadas para voltar ao poder depois das cagadas que os militares fizeram, agora depois do que o Bolsonaro vem fazendo eu não duvido que leve décadas de novo. Enquanto a "direita" que predominar aqui for esse tipo de direita tacanha, a esquerda vai continuar fazendo a festa e saqueando o país à vontade.

      Excluir
  6. Parabéns pelo blog! Acompanho o seu trabalho sobre o aniquilacionismo há um tempo, mas tenho algumas dificuldades com algumas coisas. Se você pudesse responder, seria ótimo.

    1°) como lidamos com a hipótese de que Deus, por um momento, deixou de existir? Tendo vista que Nosso Senhor, a Segunda Pessoa da Trindade, morreu e ressuscitou.

    2°) Se os discípulos de Jesus tinham consciência da não existência após a morte, por que eles se assustaram duas vezes, quando Jesus apareceu inesperadamente? O texto diz que eles achavam que Jesus seria um fantasma. Com tanto tempo com Jesus, era de esperar que esse tópico estivesse resolvido.

    3°) O que você acha da teoria de que a existência após à morte foi apresentada aos poucos, devido à Revelação Progressiva?

    Desde já, se puder responder, agradeço muito. A paz do Senhor, irmão. :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna, obrigado!

      1) Ninguém precisa assumir que "Deus deixou de existir", simplesmente a humanidade de Jesus que morreu, não sua divindade.

      2) Eles se assustaram porque estavam com medo, e quando estamos com medo reagimos de forma espontânea, não de forma racional. A reação deles foi uma reação natural esperada da parte de qualquer um que leva um susto daqueles. Mesmo se um ateu que não crê em nada que não seja material (nem em Deus, nem em anjos, nem em demônios ou em "espíritos") visse alguma coisa do tipo diante dele, ele iria levar um susto tão grande que também pensaria que se trata de um "fantasma", mesmo que racionalmente ele não acredite em fantasmas. E também não fica claro o que os discípulos achavam que seria um fantasma, hoje em dia a crença popular é a de que fantasmas são espíritos dos mortos porque isso foi popularizado pelo espiritismo, mas naquele contexto judaico do primeiro século um "fantasma" poderia muito bem ser entendido como um espírito maligno, um demônio em forma humana, não uma alma penada (tanto é que eles viam um ser FÍSICO diante deles, não um "fantasminha"). E por falar nisso, mesmo se os discípulos fossem imortalistas eles não deveriam acreditar em fantasmas (no sentido de espíritos humanos que voltam do além), já que isso com certeza não foi algo que Jesus ensinou (a não ser que Jesus fosse espírita).

      3) Como teoria é bacana, o problema é que a revelação foi passando, e passando, e passando... e nada de imortalidade da alma aparece. No meu livro eu faço um compilado de 206 provas contra a imortalidade da alma, das quais 85 é do Antigo Testamento, e as outras 121 são do Novo Testamento. Quer dizer, mesmo o NT sendo apenas 1/4 da Bíblia, ele tem mais provas contra a imortalidade da alma do que o AT (o que é o contrário do que deveríamos esperar se no começo eles não soubessem disso mas fossem sabendo aos poucos). Pode ver que eles não tem mais que meia dúzia de textos usados para "provar" a imortalidade da alma no NT, é uma parábola aqui, uma simbologia apocalíptica ali, uma vírgula mal pontuada em outro lugar, uma declaração mal interpretada de Paulo e fim. É o mesmo tanto de "provas" que eles "encontraram" no próprio AT, isso porque nenhum dos dois foi escrito por alguém que acreditasse nesse ensino, então tudo o que sobra são migalhas aqui ou ali, facilmente explicadas do ponto de vista aniquilacionista.

      Abs!

      Excluir
  7. Artigo Excelente! 👏🏻👏🏻👏🏻

    Sem dúvidas, um dos melhores artigos que já li sobre o tema 👏🏻👏🏻👏🏻

    ResponderExcluir
  8. Aliás, falando em Fake News, recentemente o Artur do Val foi vítima de Fake News o acusando-o de fazer "rachadinha":

    https://youtu.be/IhW6HXILBMs

    https://youtu.be/vNCLkmvMYfc

    https://youtu.be/Es-NAQfHAto

    E o cara que criou essa Fake news ainda é acessor do Execrável Gil Diniz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vi agora há pouco o vídeo que o Nando Moura (o responsável pela eleição desse Gil Diniz) fez a respeito, vale a pena:

      https://www.youtube.com/watch?v=-UWoIgXNjl0&t

      Excluir
    2. Esse Gil Diniz deveria ser enquadrado nos artigos 138, 139 e 171 do Código Penal Brasileiro. Mas infelizmente a Justiça no Brasil é lerda e descaradamente favorece os políticos, em qualquer país sério esse Gil Diniz já estaria preso.

      Excluir
    3. Verdade. E ele ainda se orgulha do que fez, é um canalha da pior espécie (não só ele, mas toda a gangue que está com ele). Pode ver que todos eles (incluindo o Gil Diniz, o Bernardo Kuster, o Eduardo Bolsonaro e etc) divulgaram imediatamente a fake news que eles criaram pra difamar o Arthur, todos ao mesmo tempo, é claramente um ataque em bando planejado e coordenado. E depois ainda tem a cara de pau de dizer que não existe um "gabinete do ódio". Como você disse, em um país sério já estariam todos presos.

      Excluir
  9. Fazia um certo tempo que eu não assistia os vídeos do Clayson (a última vez que vi um vídeo dele foi em maio-abril de 2019, há mais de um ano), mas recentemente o YouTube me recomendou esse vídeo dele (que a propósito, é uma análise muito boa do passado político do Bolsonaro):

    https://youtu.be/52hzYsTZYEg

    Sabe, um dos motivos pelos quais eu também não tinha votado no Bolsonaro no Primeiro Turno (inclusive eu votei no Alckmin no Primeiro Turno) era porque eu duvidava muito que ele fosse um alguém que promoveria reformas liberais bem como um forte ceticismo pela capacidade dele de saber administrar o Estado (que foi confirmado recentemente nessa Pandemia de COVID-19, ou Pneumonia Chinesa como eu prefiro chamá-la).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Embora eu não goste desse Clayson, esse vídeo foi excelente.

      Excluir
    2. Eu também não gosto do Clayson (muito menos das ideias dele e principalmente das críticas que ele fez à Operação Lava Jato e ao Sérgio Moro e o Deltan Dallangol), mas dessa vez ele fez uma coisa que nenhum esquerdista fez: mostrar que no passado Bolsonaro era só mais um cara do centrão que votava pautas junto com a esquerda.

      Excluir
    3. Inclusive há pouquíssimo tempo atrás (um ano antes de assumir a presidência, para ser mais preciso) ele estava esbravejando contra a Reforma da Previdência do Temer, que era mais suave do que aquela que o governo dele mesmo aprovou mais tarde, com aquele discurso raso de sindicalista estatista que acha que o Estado cria dinheiro do nada. Isso sem falar que votou a favor do aumento do próprio salário TODAS as vezes que isso foi proposto nas quase três décadas que ele esteve na Câmara, e em quase todo o período integrou o Partido Progressista (que hoje é chamado de comunista pelos próprios bolsonaristas). Chega a ser bizarro um conservador ser do partido que expressa exatamente os valores antagônicos ao conservadorismo, mas é menos bizarro se considerarmos que ele nunca foi conservador mesmo.

      Excluir
  10. Se essas denúncias contra a Joice forem verdadeiras, eu espero que ela seja punida de acordo com o rigor da lei (quando eu falo que eu não tenho político de estimação eu falo sério! O Eleitor não deveria dever fidelidade ao Político, mas o Político que deveria ter fidelidade ao Eleitor):

    https://youtu.be/o_d5WiJ5DYs

    https://youtu.be/2OEY4uWdioM

    https://youtu.be/sYHecu9V1DU

    https://www.google.com/amp/s/blogs.oglobo.globo.com/sonar-a-escuta-das-redes/post/amp/adversarios-fazem-campanha-no-twitter-pela-cassacao-de-joice-hasselmann-entenda.html

    Por mim deveriam investigar toda essa rede de Fake News e os gabinetes do ódio de todos os políticos (da esquerda até a direita).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que decepção, hein. Eu nunca fui com a cara dela e jamais votaria nela, ela sempre demonstrou ser falsa, mas não esperava que chegasse a este ponto. Mesmo que o Carlos Bolsonaro faça o mesmo contra ela e contra um monte de gente, nada justifica essa atitude desonesta e criminosa que jogou no lixo a carreira dela. De deputada mais votada na última eleição, ela não tem mais a menor chance de reeleição, e ainda vai ter sorte se não for presa. Quem deve estar rindo à toa agora é o Reinaldo Azevedo xD

      Excluir
  11. "Tem certeza que você mandou o link da matéria certa? Ela não é do Allan..."

    Aquilo foi uma brincadeira, lógico que o Allan (dos Panos ops...) dos Santos jamais iria escrever numa revista de esquerda, apenas comparei o conteúdo da matéria da revista com as difamações que ele (bem como seu Canal Terça Lixo) vem fazendo contra o Ex-ministro Sérgio Moro, já que o Moro antes era odiado pela extrema-esquerda petista e agora é odiado pela extrema-direita Bolsolavista. Sérgio Moro conseguiu o (incrível) feito de ser odiado pelos dois extremos do espectro político.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah sim, agora eu entendi 😂

      A propósito...

      https://twitter.com/o_colecionador/status/1269084459422429184

      Excluir
  12. I liked the sarcasm about the quick search on Google being "extraordinarily complex" and requiring "boldness and experience." Thanks for the guffaw!

    I agree with your overall message of carefully sorting out claims rather than spouting off anything that tickles one's itching ears.

    ResponderExcluir
  13. Comentário 1: Há várias semanas minha mãe viu no whatsapp um vídeo que dizia que uma idosa tinha sido resgatada viva de dentro de um necrotério, falavam que tinham feito isso apenas para inflar os números do coronavírus, e o pior minha mãe estava acreditando, ai fui ver o vídeo e tive o desprazer de ver a coitada da idosa com muita dificuldade para respirar (depois descobri que o vídeo foi gravado antes dela morrer), como minha mãe acreditou eu fiz um trabalho muito difícil, mais difícil que as investigações do Sherlock Holmes, pesquisei no Google sobre isso e descobri que era fake news, e que a idosa que o vídeo falava que tinha sido resgatada viva já tinha morrido.
    < https://www.bbc.com/portuguese/brasil-52671442 >

    Comentário 2: Sobre fake news e teorias da conspiração eu gosto muito do canal Fábrica de Noobs, ele faz videos "desmitificando" teorias da conspiração e lendas da internet. (Obs: não precisa ver os vídeos e comentar, só estou "linkando" eles para quem quiser ver)Veja por exemplo:
    Desmistificando: Bonecas Sexuais Humanas < https://www.youtube.com/watch?v=ruJcqAqNNgs >
    Desmistificando: Teoria da Terra Plana < https://www.youtube.com/watch?v=gjj-aa7vGDM >
    Desmistificando: Poço para o Inferno < https://www.youtube.com/watch?v=Jr6o4C7jXIk >
    Desmistificando: HAARP - Aspectos corporativos, controle mental e interferência < https://www.youtube.com/watch?v=l2PFMVeLD-c >
    Desmistificando: HAARP - Controle climático e terremotos < https://www.youtube.com/watch?v=KyTg8XA1fNg >
    Desmistificando: Deep Web < https://www.youtube.com/watch?v=z969dcakIGU >
    Desmistificando: MKULTRA e projetos relacionados < https://www.youtube.com/watch?v=Z2Kd7O0uSSI >
    Desmistificando: Paolo Boi contra o diabo, implicações no Stockfish < https://www.youtube.com/watch?v=qmKeKNBG_9Q&t >
    Desmistificando: Astrologia < https://www.youtube.com/watch?v=N6fxyEt5rz4 >
    Desmistificando: origem artificial ou acidental do coronavírus < https://www.youtube.com/watch?v=GfpBMJsaNNc >

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom esse canal dele, eu não o conhecia mas já aproveitei pra ver vários vídeos (lógico que trechos curtos já que cada vídeo dele tem umas 2 horas haha), o que eu mais gostei foi do "Paolo Boi contra o diabo com implicações no Stockfish", eu uso o Stockfish pra avaliar meus lances no xadrez e seria realmente trágico se ele fosse o diabo xD

      Excluir
  14. Ola banzoli, sobrevo artigo anterior tenho umas duvidas, a nossa natureza atual tem quanto da imagem de Deus ( tipo 1 por cento)? Banzoli, pq o homem c tornou propenso ao pecado? Decho ver c entendi a natureza do homem caido, n temos mais acesso direto a Deus ( face a face), nem somos mais imortais, mas ainda n consigo entender como o ser humano pode ser mau por natureza c ele so herda as consequencias do pecado e n a culpa em si, e como o pecado de adao tornou o homem mau.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O ser humano é "mau por natureza" no sentido de que ele tem inclinações pecaminosas (cobiça, inveja, ódio, raiva, egoísmo, avareza, desejos libidinosos e mais um monte de outros sentimentos ruins), este foi o estado caído em que Adão e Eva se encontraram após a Queda e é transmitido geneticamente a cada descendente até hoje. Nosso código genético só será aprimorado novamente na ressurreição, quando teremos um corpo incorruptível. Isso não significa que o homem já nasce culpado, mas sim que nasce com uma inclinação ao pecado que se revela com o passar dos anos. Sobre o "percentual da imagem de Deus que ainda temos" seria leviano tratar em porcentagem, até porque não há nenhum consenso teológico em relação ao que vem a ser essa "imagem de Deus". Se ela for a capacidade de refletir o caráter dEle, como alguns pensam, ela foi seriamente afetada, mas ainda podemos refletir o caráter de Deus quando nos arrependemos de nossos pecados e levamos uma nova vida em compromisso com Deus (aquilo que Paulo chamou de uma "nova criatura", ou seja, uma criatura transformada para mais próximo daquela imagem de Deus da qual nós nos apartamos tanto).

      Excluir
  15. Banxoli vc ja fez algum artigo sobre a trindade, explicando oq é o o q n é? C s pode me mostrar pq m achei. C n, bora faze? Vc q manja pq quando as pessoas dizem q a trindade é q nem a agua nos 3 estados, isso pode ser considerado modalismo, e m sendo uma representação fiel da definição de trindade?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho esses artigos:

      http://www.lucasbanzoli.com/2018/01/a-trindade-e-paga.html

      http://www.lucasbanzoli.com/2019/07/jesus-e-deus-as-provas-biblicas-da.html

      http://www.lucasbanzoli.com/2019/08/quem-e-o-espirito-santo-o-espirito.html

      http://lucasbanzoli.no.comunidades.net/e-biblico-o-unicismo

      https://lucasbanzoli.no.comunidades.net/entendendo-a-trindade

      http://lucasbanzoli.no.comunidades.net/trindade-e-divindade-de-cristo

      Excluir
  16. Lucas o que acha do vídeo ESCOLA DO DISCÍPULO que foi abordado os grandes avivamentos ao longo da história do cristianismo? estão na minha visão fazendo um ótimo trabalho pra nossa comunidade para os esclarecimentos para nós evangélicos, já que somos atacados pelo nosso adversário,ou seja, principalmente pelos romanos...o que me deixa feliz e animado é que apesar dos ataques os protestantes continua se expandindo como nunca na história e consequentemente estão surgindo vários youtubes protestantes/evangélicos cada vez mais como uma arma de defesa e ataque contra o catolicismo em geral, estamos de fato a passos largos para termos uma América latina evangélica/protestante essa é minha visão.Você pensa assim ou estou sendo otimista demais Lucas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vi esse vídeo e mal conheço o canal deles, mas de todo modo é ótimo saber que estão surgindo novos canais protestantes bons no youtube, e com relevância. Sobre a América Latina se tornar protestante, de fato em muitos países isso já está muito próximo, mas em outros como a Venezuela o percentual de evangélicos ainda é muito baixo. De todo modo está havendo uma grande transformação no cenário religioso latino-americano já não é de hoje.

      Excluir
  17. O que você (do ponto de vista teológico e pessoal) acha dessa animação que fala do conflito Israel-Palestina:

    https://youtu.be/zYcPqfNRPOU

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa! Faz um tempo que não via essa animação!

      Excluir
    2. Essa animação explica muito mais que o conflito Israel-Palestina, vai desde a época dos povos mesopotâmicos. Mas na verdade praticamente qualquer território do mundo já teve ao longo desses 6 mil anos uma longa história de conquistas, Jerusalém talvez tenha um pouco mais porque além de tudo se trata de um conflito religioso histórico, mas qualquer outro território do mundo já passou por muitas mãos até chegar aos dias de hoje.

      Excluir
    3. certa vez eu vi num vídeo do Pirulla que ele falava sobre o Conflito Israel-Palestina e refutar o argumento sionista de que os judeus tem direito aquela a terra por que pertenceu a eles no passado, ele disse que se esse argumento fosse utilizado ao pé da letra obrigatoriamente deveríamos ter que devolver o Brasil aos índios, pois os índios são os verdadeiros donos da Terra.

      Mas, afinal de contas, o argumento antissionista está certo? Por um acaso os judeus não tem direito a ter um país só deles? Eles deveriam ter continuado na Diáspora vagando pelo mundo sofrendo os mesmos abusos que sofriam antes da Fundação do Estado de Israel? Pois até onde eu sei, um dos motivos da fundação do Estado de Israel foi justamente os horrores que os judeus passaram pelo Holocausto bem como séculos de perseguições antissemitas.

      Excluir
    4. Na verdade o próprio argumento antissionista se volta contra os seus defensores: se um povo não tem direito irrestrito à terra por causa de uma ocupação passada (o que eu concordo), então por que eles reclamam que os judeus ocuparam o território de Israel que antes era dos palestinos? Da mesma forma que o fato do território ter sido dos judeus no passado não o torna propriedade particular deles pra sempre, o mesmo seria válido em relação aos palestinos. Praticamente todo povo que ocupa um território hoje (principalmente na Europa e na Ásia) o tomou de algum outro povo no passado, numa história de conquistas sucessivas que no fim das contas fez com que tal território hoje estivesse em posse de tal povo. Por que o mesmo não pode ser válido para os judeus e Israel? "Ah, mas eles não deveriam ter tomado o território dos palestinos". Os portugueses tomaram dos índios, os bárbaros tomaram dos romanos, os turcos tomaram dos bizantinos, os gregos tomaram dos persas, e nem por isso eu vejo alguém reclamando disso hoje ou usando como pretexto pra reivindicar o fim do Estado português, brasileiro, turco, grego ou etc, como fazem com o Estado de Israel. A única razão pela qual eles implicam tanto com Israel especificamente e com mais nenhum outro é pelo ódio antissemita disfarçado na forma de "antissionismo".

      Excluir
    5. Falando em antissionistas que são antissemitas enrustidos, um antissionista muito famoso é o cartunista de extrema-esquerda Carlos Latuff que inclusive frequentemente faz charges anti-Israel e às vezes com um teor antissemita:

      https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/d/da/GazaVerboten.jpg/1024px-GazaVerboten.jpg

      https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/2/24/Arielsharonsecretlove.png

      https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/2/2a/SharonAnti-Christ.png

      https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/1/1f/Latuff_nazi_camp_2.gif/971px-Latuff_nazi_camp_2.gif

      https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/5/59/Nazis.png

      https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/0/03/We_are_all_palestinian.gif

      Melhor parar por aqui, é tanto antissemitismo que parece que eu estou me sentindo na Alemanha Nazista, ou na Idade média com os massacres a judeus. Dá até enjoo e vontade de vomitar só de ver esse antissemitismo implícito (e explícito) nessas charges.

      Inclusive por causa dessas charges ele foi considerado um dos maiores antissemitas do planeta (embora ele tenha se defendido usando o argumento barato que de antissionismo não é antissemitismo, quando vemos que as próprias charges tem um conteúdo antissemita, bem como o argumento da "liberdade" de expressão):

      http://g1.globo.com/mundo/noticia/2012/12/cartunista-brasileiro-entra-em-lista-dos-dez-mais-antissemitas-do-mundo.html

      Excluir
    6. E o pior é que esse cabra é brasileiro ainda. Ao invés de fazer charge com as coisas daqui, vai se meter nos problemas do outro lado do mundo, tamanho o ódio que tem a Israel.

      Excluir
  18. O Lula tá inelegível, Babaca!

    https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2020/06/09/pt-quer-ter-lula-candidato-a-presidencia-em-2022-diz-gleisi.amp.htm

    Esse sem-vergonha gorducho nove dedos pinguço pode não tá mais "preso" (graças à uma decisão burra do STF), mas tá inelegível pela Lei da Ficha Limpa. Melhor o PT Jair desistindo de 2022

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vão ter que colocar o poste de novo em 2022... triste.

      Excluir
  19. Sabe, Lucas.

    Tendo em vista a sua defesa da quarentena, você ultimamente tem se parecido pouco com um conservador e mais com um democrata sulista dos anos 1930-60 (sem a parte da segregação racial, óbvio). Você é até um cristão evangélico, e defende a liberdade... Dadas algumas ressalvas. Você advoga por uma sociedade cristã, mas apoiaria, sob um encorajamento convincente, a Lei Seca. Você tem evocado argumentos em prol da segurança social em detrimento da liberdade individual. Acho que foi George Washington quem disse: "Aqueles que escolhem a segurança ao invés da liberdade terminarão sem os dois".

    Eu creio que, dadas as atuais circunstâncias, o que se esperaria de um conservador é aquilo que os conservadores, desde torys britânicos armamentistas do séc.XVI até os caipiras americanos sulistas modernos é que contra-argumentassem a ideia de que a segurança é mais importante que a liberdade, e pegassem até em armas para defender este ponto.


    Trazendo este espectro para a nossa realidade brasileira, já dizia Fernando Pessoa: "navegar é preciso, viver não é preciso". Pompeu dizia isso aos seus marujos para enconraja-los a se meterem num barco rumo ao Mediterrâneo para colher trigo e outros cereais das plantações romanas de além-mar, no Norte da África. Uma viagem muito perigosa, que freqüentemente (só paro de usar a trema depois de morto) terminava com mortos em naufrágios e em ataques de piratas. Mas, viver é capricho, trabalhar é preciso. Esse era o momento dos conservaores brasileiros rememorarem Fernando pessoa: eu ou você, que morramos! O país não vai parar.

    Estamos tornando um posicionamento político o "amor demais a própria vida". Com um vírus que nem transmitido pelo ar é, as pessoas já não saem de casa e já dão lugar à ventanias ditatoriais. "Não saia de casa, você ainda vai me matar! A polícia tem que garantir estado de sítio! Quem sabe, na América, não seja necessário acionar o Ato Patriota?: uma lei marcial federal militarizada, com soldados da Guarda Nacional com comando pra matar, em nome da segurança comum!". Se o problema fossem só os profissionais de classe média que se recusassem a sair de casa e trabalhassem em Home Office, tudo bem. O problema é a narrativa dantesca de morticínio global, na qual se embasam os protoditadores que governam nossas cidades e estados.

    Há muitos bons exemplos históricos de medidas governamentais em prol da segurança nacional que descambaram para ditaduras. Na verdade, essa é a regra e não a exceção. Desde a Alemanha Nazista defendendo o povo da ameaça judia até a obtenção dos "poderes emergenciais" do chanceler Palpatine em Star Wars, todos sempre usam os mesmos argumentos: segurança nacional, da galáxia, ou qualquer coisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se ser conservador é apoiar um genocídio, então Deus me livre de ser conservador. Graças a Deus isso não tem nada a ver com “conservadorismo”, é libertarianismo puro, que distorce completamente o real conceito de liberdade. Liberdade é fazer o que quiser com a SUA PRÓPRIA vida, desde que isso não afete a vida DOS OUTROS. Por exemplo, se alguém quiser se cortar com uma faca, amputar um braço ou se jogar do alto de uma ponte, é um direito dele, ele não está afetando ninguém com isso, então se quiser se cortar que se corte, só quem se prejudica com isso é ele. Agora, se essa mesma pessoa quiser cortar o braço de UMA OUTRA pessoa ou matar outras pessoas, é óbvio que a liberdade dela deve ser cerceada em prol do bem comum.

      É por isso que existem prisões, cuja finalidade é justamente restringir a liberdade de alguém que coloca a sociedade em risco. E se tem um país bom em prisões é justamente os Estados Unidos, o mesmo país que é possivelmente o mais conservador do mundo, historicamente falando. E não apenas os Estados Unidos, mas qualquer país conservador que se preze (ou país governado por conservadores) tem adotado medidas de quarentena (alguns mais rígida e outros menos, dependendo da necessidade), porque aqui não se trata de arriscar apenas a própria vida, mas de colocar OUTRAS VIDAS em risco. Se você quer morrer com o vírus beleza, é um direito seu, mas não é direito seu colocar a vida de outras pessoas em risco. É um caso totalmente diferente dos navegantes que arriscavam apenas a própria vida, não a dos outros.

      Comparar uma pandemia global e mortal com a “ameaça” dos judeus na época da Alemanha nazista ou com um filme de ficção é sofrível, ainda mais vindo de você que sempre se orgulhou de defender a ciência. E não foi George Washington quem disse a frase do início, foi Benjamin Franklin, o mesmo cara que assinou a Constituição dos Estados Unidos, aquela mesma Constituição que previa o estado de sítio em certas circunstâncias.

      Excluir
    2. Comparar o vírus com genocídio é demais, né? Genocídio é extermínio sistemático de um povo. O vírus não está cometendo genocídio. O vírus não é um ser humano, então não pode cometer um crime. O vírus não mata um povo só, por motivos étnicos, então não é genocídio. Além do mais, não há um governante, ditador ou governo "apertando o botão". Não há nenhuma participação ativa nas mortes e não existe assassinato por participação passiva. Menos ainda genocídio. E mesmo se o vírus matasse todo mundo, isso não seria genocídio e sim extinção. E você ainda reclamou que eu comparei os judeus a um vírus, quando, na verdade, eu comparei os nazistas aos governantes ditatoriais do tipo do Dória ou Bruno Covas. Você captou a parte sensível da comparação, desvirtuando sua semântica.

      Existem erros jurídicos na sua sentença. O primeiro é que você ainda não tem um bom argumento de por quê o governo pode interferir nas liberdades individuais em prol do bem estar social. Eu sei o que você pensou: "claro que tenho! As pessoas podem transmitir o vírus". Essa linha argumentativa tem muitos erros, mas nem é culpa sua. A situação é tão incomum que é difícil estabelecer quais princípios jurídicos devem ser relembrados e respeitados.

      Primeiro: o governo não pode prender uma pessoa pela potencialidade de ela cometer um crime. Você não pode ter sua liberdade restringida pelo governo só porque você porventura pode vir a prejudicar o bem estar da sociedade. As prisões que você mencionou serve às pessoas que já cometeram crimes. Não se pode prender uma pessoa por que ela pode vir a cometer um crime ou causar alguma desordem, como transmitir uma doença. É óbvio que existe uma zona cinzenta de análise: uma pessoa com ebola não deveria ficar andando por aí. Mas olha como essa linha de análise é cinzenta: se todo mundo estiver com ebola, tanto vai fazer se a pessoa está em casa ou na rua!

      Mas o ponto é que uma pessoa não pode ter sua liberdade restringida pela potencialidade de gerar uma desordem contra o bem comum. Isso vai de encontro à presunção de inocência e ao princípio da prisão por mandado.

      Mas o que me incomoda, além do fim das liberdades individuais, é o fim da RESPONSABILIDADE individual. Se alguém tem medo de pegar ou transmitir o vírus, tudo bem, fica em casa. Já eu não ando muito preocupado com isso. Então eu saio. Se esse alguém não sai na rua, então não vai me encontrar, nem eu a ele! Se ele estiver doente, não vai passar nada pra mim, e se eu estiver, nem eu pra ele! Tudo que ele precisa fazer pra evitar a contaminação é um grande nada! É só ele mesmo fazer aquilo que ele quer que os outros façam, sem se preocupar se eles fazem ou não. Sabe como se passa por uma comunidade africana cheia de cadáveres de ebola sem ficar doente? É só não tocar em nada! Ebola não é transmitido pelo ar! Corona também não.

      É impressionante como cuidar da própria vida resolve a maior parte dos problemas do mundo.

      Mas aparentemente, as pessoas querem cuidar da própria vida através de cuidar da vida do outro!

      As pessoas não querem contrair a doença. Então, ao invés de só não sair de casa, elas precisam que todo mundo não saia de casa, inclusive pessoas como eu, que não se importam. Isso nem faz sentido! Se a pessoa tem medo do vírus e fica de quarentena trancada em casa, tanto vai fazer se há um show de rock na rua dela ou se a rua está deserta. Ela não vai pegar a doença do mesmo jeito! De novo, coronavírus não é transmitido pelo ar. Pior, as pessoas precisam ter certeza absoluta de que o governo é o ente capacitado a garantir que as pessoas não precisem julgar por si mesmas se elas podem ficar em casa ou se podem ir trabalhar.

      É um sentimento que tem ficado muito comum ultimamente: "o governo tem que fazer, o governo tem que cuidar, tem que isso, tem que aquilo. O governo sabe mais do que nós!".


      Excluir
    3. Comparar o vírus com genocídio é demais, né? Genocídio é extermínio sistemático de um povo. O vírus não está cometendo genocídio. O vírus não é um ser humano, então não pode cometer um crime. O vírus não mata um povo só, por motivos étnicos, então não é genocídio. Além do mais, não há um governante, ditador ou governo "apertando o botão".

      Esse é só um dos significados de genocídio. Outro é o de «destruição de populações ou povos», um sentido no qual podemos dizer que “uma bomba nuclear resultaria num verdadeiro genocídio”, mesmo que a bomba não escolha etnia, e ainda que seja lançada por engano ou sem a ordem de nenhum ditador. Neste sentido, um governante que diz pro povo sair de casa e que estimula a aglomeração em meio a uma pandemia que já causou milhares de mortes no Brasil e em todo o mundo não poderia ser enquadrado de outro modo. Embora ele não esteja deliberadamente implantando o vírus nos indivíduos, ele é responsável por aquilo que acontece sob as suas ordens ou pela sua omissão.

      E você ainda reclamou que eu comparei os judeus a um vírus, quando, na verdade, eu comparei os nazistas aos governantes ditatoriais do tipo do Dória ou Bruno Covas. Você captou a parte sensível da comparação, desvirtuando sua semântica.

      Você disse que os judeus eram uma “ameaça” à Alemanha nazista, na perspectiva dos ditadores. Mas a analogia é totalmente descabida considerando que na realidade os judeus não representavam ameaça alguma, era apenas parte da propaganda nazista. Ou seja, sua analogia só funcionaria com uma ameaça fake, uma fantasia, um invenção de um governo totalitário, não com um vírus real que já causou milhares de mortes.

      Primeiro: o governo não pode prender uma pessoa pela potencialidade de ela cometer um crime. Você não pode ter sua liberdade restringida pelo governo só porque você porventura pode vir a prejudicar o bem estar da sociedade. As prisões que você mencionou serve às pessoas que já cometeram crimes. Não se pode prender uma pessoa por que ela pode vir a cometer um crime ou causar alguma desordem, como transmitir uma doença.

      É claro que pode. Se a agência de inteligência norte-americana tiver sérias evidências de que Fulano de Tal está planejando matar o presidente durante um discurso (igual fizeram com Kennedy), ela não vai ficar de braços cruzados esperando o crime ser consumado para só depois tomar as providências. Pelo contrário, mesmo que o cidadão não tenha atirado ainda ou mesmo que se arrependesse antes de cometer o ato, ele seria enquadrado e preso. A Justiça não é apenas reativa, mas também preventiva. E assim deve ser.

      É óbvio que existe uma zona cinzenta de análise: uma pessoa com ebola não deveria ficar andando por aí. Mas olha como essa linha de análise é cinzenta: se todo mundo estiver com ebola, tanto vai fazer se a pessoa está em casa ou na rua!

      Certo, mas aqui nem todo mundo está com o vírus. Estamos falando de pessoas que não tem o vírus ainda, mas que poderiam contraí-lo, então é como alguém com ebola em meio a pessoas sem ebola.

      Mas o ponto é que uma pessoa não pode ter sua liberdade restringida pela potencialidade de gerar uma desordem contra o bem comum. Isso vai de encontro à presunção de inocência e ao princípio da prisão por mandado.

      Pode sim, já expliquei. Por que você acha que é proibido dirigir bêbado? Pela sua lógica, só se deveria restringir a liberdade de um motorista bêbado se ele efetivamente atropelar e matar alguém na rua, do contrário tá de boa. Inclusive há libertários com um elevado grau de retardadismo mental defendendo essa sandice. É simplesmente bizarro.

      Excluir
    4. Mas o que me incomoda, além do fim das liberdades individuais, é o fim da RESPONSABILIDADE individual. Se alguém tem medo de pegar ou transmitir o vírus, tudo bem, fica em casa. Já eu não ando muito preocupado com isso. Então eu saio. Se esse alguém não sai na rua, então não vai me encontrar, nem eu a ele! Se ele estiver doente, não vai passar nada pra mim, e se eu estiver, nem eu pra ele! Tudo que ele precisa fazer pra evitar a contaminação é um grande nada!

      E quanto às milhares de pessoas envolvidas em trabalhos essenciais? Elas também precisam pegar ônibus e o risco delas contraírem o vírus pela aglomeração de pessoas que saem sem necessidade é exponencialmente maior. Como eu disse, não se trata de pôr em risco a própria vida, mas de arriscar a do próximo (muitas vezes de pessoas que não tem muita opção e são obrigadas a sair). Isso sem falar que quanto mais pessoas contraírem o vírus, menos leitos hospitalares terão livres, o que significa que mais gente vai morrer sem tratamento. Pela sua lógica, quem sai pro “show de rock” não deveria ir pro hospital caso contraia o vírus, mas seria impossível saber quem o pegou “voluntariamente” (por irresponsabilidade) e quem não. No fim das contas, quem teve que sair por necessidade acaba pagando o preço por aqueles que saíram pra balada.

      Pior, as pessoas precisam ter certeza absoluta de que o governo é o ente capacitado a garantir que as pessoas não precisem julgar por si mesmas se elas podem ficar em casa ou se podem ir trabalhar.

      O governo não tem impedido ninguém de sair de casa. Tem RECOMENDADO ficar em casa e regulado alguns locais de aglomeração, mas ninguém está proibido de sair de casa, tem gente até enchendo a Paulista fazendo manifestação em favor do AI-5, que tipo de governo totalitário é esse? Mas o Estado não pode OBRIGAR as pessoas a trabalhar durante a pandemia, se expondo a contrair o vírus mesmo contra a própria vontade. Por isso os funcionários públicos foram dispensados de ir ao trabalho, e em relação às empresas privadas nada impede que elas demitam seus funcionários, mas seria sem justa causa, já que não se pode obrigar a ir trabalhar nestas condições. Ou seja, a bem da verdade o Estado não está proibindo ninguém de sair de casa, só está proibindo que se obrigue a sair.

      É um sentimento que tem ficado muito comum ultimamente: "o governo tem que fazer, o governo tem que cuidar, tem que isso, tem que aquilo. O governo sabe mais do que nós!".

      Eu imagino como seria o povo brasileiro sem as rédeas de nenhum governo: legalização irrestrita do porte de armas, das drogas, do aborto, dos jogos de azar, das pirâmides financeiras, da venda de álcool a menores e para quem está dirigindo, e assim por diante... esse país se tornaria um hospício em poucos dias, um lugar impossível de se viver. A função do Estado é justamente de colocar regras, senão acabe com as leis de uma vez, deixe cada um agir como quiser e veja no que isso aqui vai se tornar.

      Da mesma forma que é utópica a visão socialista do Estado como solucionador de todos os problemas, é igualmente utópica a visão libertária de que sem o Estado todos os problemas acabariam. São dois lados da mesma moeda, ambos utópicos e irracionais, que se fundamentam na pretensa bondade natural do homem ou do Estado. Tão grotesco quanto dar todo o poder ao Estado é tirar todo o poder do Estado, entregando-lhe totalmente nas mãos dos indivíduos, achando que assim as coisas vão ser melhores. Tem que ser muito ingênuo pra não perceber isso.

      Excluir
    5. "Eu imagino como seria o povo brasileiro sem as rédeas de nenhum governo: legalização irrestrita do porte de armas, das drogas, do aborto, dos jogos de azar, das pirâmides financeiras, da venda de álcool a menores e para quem está dirigindo, e assim por diante... esse país se tornaria um hospício em poucos dias, um lugar impossível de se viver. A função do Estado é justamente de colocar regras, senão acabe com as leis de uma vez, deixe cada um agir como quiser e veja no que isso aqui vai se tornar."


      Kkkkk eu disse!, você está meio "democrata" old school, tipo, de John Kennedy pra trás. Um democrata sulista, raíz. O Estado garantindo, além da segurança, a moralidade. Tipo o Paulo Guedes criando imposto sobre pecado e a Damares sendo contra os jogos de azar (e ambos são evangélicos).

      O que acha disso?



      Excluir
    6. O Guedes não é evangélico e nem propôs um "imposto sobre o pecado", ele quer um imposto maior sobre produtos que são autodestrutivos ao ser humano (mas que não são proibidos) como forma de desestimular o consumo dos mesmos e assim conseguir reduzir o imposto de coisas úteis e benéficas (por exemplo, mais imposto sobre a cachaça e menos sobre o arroz e feijão). É algo totalmente lógico e coerente na minha opinião, se tem que ter imposto nada faz mais sentido que taxar aquilo que é mais prejudicial à vida humana, tornando mais acessíveis os itens fundamentais para a existência (os quais a meu ver nem sequer deveriam ser taxados). Em relação aos jogos de azar eu não acho que devam ser proibidos mas também não devem ser permitidos de forma irrestrita, quando eles foram proibidos nos governos FHC e Lula foi porque estavam sendo usados pra lavagem de dinheiro e isso causava um rombo maior na economia, então deveria haver uma fiscalização bem mais rígida e os que forem encontrados com essa prática fechados permanentemente (como um bom democrata sulista raiz pré-Kennedy e não-segregacionista faria 🤣).

      Excluir
    7. Eu achava que o Guedes era evangélico. Ouvi dizer que o irmão dele era criador de um aplicativo de namoro pra evangélicos (app de sucesso), mas não fui investigar.

      Excluir
    8. Não sabia dessa, mas deve ser apenas um negócio do irmão dele, como tantos outros que ele deve ter. Pelo menos não encontrei nenhuma fonte dizendo que ele é evangélico.

      Excluir
  20. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um dos principais critérios para se identificar um livro como "apócrifo" é justamente pelo livro falsificar a autoria (ou seja, se passar por alguém que não é), por isso o "Evangelho de Maria Madalena", o "Evangelho de Judas Iscariotes", o de Tomé, o de Tiago e etc são considerados apócrifos, não obras autênticas. Uma das razões pelas quais a Igreja levou algum tempo até confirmar a canonicidade de livros como o Apocalipse e a segunda carta de Pedro é porque havia algumas dúvidas quanto à verdadeira autoria, o que significa que em relação aos outros livros não havia qualquer dúvida. Para saber se um livro era autêntico ou não eles recorriam aos escritos dos Pais da Igreja mais antigos, pra saber se as igrejas antigas daquela época haviam recebido e reconhecido esses livros ou não. Por isso você nunca vai ver Inácio de Antioquia, Clemente ou Policarpo citando esses evangelhos apócrifos que eu listei acima, mas eles citam praticamente todos os livros do Novo Testamento. Os menos citados eram esses dois, mas mesmo eles eram embasados por testemunhas confiáveis do primeiro século ou do início do segundo, não eram obras que surgiram milagrosamente mais tarde. Além disso, é fácil comparar o estilo e a linguagem dos escritos de Paulo, de Pedro, de João e etc para ver que os escritos são deles mesmos, as semelhanças entre si são notáveis, bem como a diferença em relação aos demais (não tem como alguém ler o quarto evangelho e as três cartas de João e não dizer que são todas do mesmo autor, por exemplo, nem como dizer que é o mesmo autor de Mateus ou de uma carta paulina com um teor totalmente diferente). Ou seja, podemos ter certeza de que os livros do NT foram mesmo escritos por quem eles dizem ser porque: (1) foram assim reconhecidos desde o início pela Igreja, e citados pelos primeiros Pais; (2) seu estilo de linguagem condiz com os respectivos autores; além de que (3) toda a Escritura é inspirada, e o Espírito Santo não permitiria que um livro espúrio estivesse incluído no cânon bíblico e fosse tido falsamente como Palavra de Deus.

      Excluir
    2. Não entendo por que você apaga os seus comentários... assim fica parecendo que eu estou respondendo ao vento :/

      Excluir
  21. Lucas já temos um país de maioria evangélica na América Latina, para a surpresa nossa não é a Guatemala,mas El Salvador com 44% de evangélicos e 38% de católicos segundo o site da Assembleia de Deus CPADNEWS.Os IDÓLATRAS ROMANOS PIRAM!Será que eles vão ter a honestidade de mostrar essa realidade atual.O que pensa sobre essa notícia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estranho, tem certeza disso? Aqui diz que em El Salvador os católicos são 55% e os protestantes 26%:

      https://pt.wikipedia.org/wiki/El_Salvador#Religi%C3%A3o

      Os dados ali são de 2007/2008, mas mesmo assim acho difícil que em pouco mais de dez anos tenham tirado uma diferença tão expressiva como essa.

      Excluir
    2. De acordo com as pesquisas mais recentes, o número de Evangélicos cresceu muito em El Salvador, mas não suprassaram os católicos (ainda):

      https://en.m.wikipedia.org/wiki/Religion_in_El_Salvador

      De acordo com uma pesquisa feita no ano passado (2019): 37% são evangélicos, 45% são católicos, 15% são ateus/agnósticos/irreligiosos e 3% são de outras religiões. Porém como os protestantes saltaram de 26% para 37% em apenas 10 anos creio que daqui a 7-9 anos El Salvador será o Primeiro país da América Latina inteira a ter maioria evangélica.

      Embora os números indiquem que a Guatemala poderá ser o primeiro, mas de todo modo, isso é um fenômeno que vem acontecendo por toda a América Latina, provavelmente daqui a 30 anos os católicos deixaram de ser a religião dominante na América Latina em decorrência do maciço crescimento evangélico.

      Excluir
    3. Lucas é verdade mesmo é só ver o site CID GALLUP pelo sociólogo peruano José Luiz Pérez Guadalupe e também está no portal guiame...esses dados são reais de 2018,mas só que saiu agora pra nós brasileiros.Isso se deve ao trabalho maciço em assistência social e no tratamento de doentes é só procurar no google e não no wikipedia que tá ultrapassado, atrasado e não serve como parâmetro.Os dados mais recentes faz todo sentido os católicos perdeu 17% dos seus fiéis não é de duvidar já que os evangélicos tá cada vez mais acelerando o território da América Latina...é só ver o caso específico do Brasil em 10 anos a comunidade evangélica arrastou aproximadamente 23 milhões a mais de fiéis, já que em 2010 éramos 42 milhões.Creio que esse crescimento maior da nossa comunidade é devido também as redes sociais e os evangélicos estão se aproveitando muito bem dessa ferramente. Você não acha assim Lucas?

      Excluir
    4. Bom, sendo ou não sendo maioria em El Salvador (até porque existem vários institutos de pesquisa diferentes que nem sempre concordam entre si), o fato é que os evangélicos estão crescendo muito rápido ali e em muitos outros países da região, dentro de alguns anos nem vai ter mais discussão. Mas eu não acho que as redes sociais tenham influência nisso, na verdade os católicos são muito mais ativos nas redes do que a gente, isso se deve mais ao fato de que as igrejas evangélicas vão atrás das pessoas mais simples, se estabelecem nas periferias, pregam a Palavra nas praças, nos presídios, nos lugares onde ninguém quer ir, enquanto a Igreja Católica sempre foi extremamente elitista, as pessoas só eram católicas porque eram obrigadas a ser, agora que elas tem opção está havendo uma evasão muito grande. Vá ver quantos desses autodeclarados templários de facebook quer colocar a mão na massa e pregar o evangelho de verdade nas ruas, eles não querem nem pensar nisso, tem nojo de pobre, a maioria nem frequentar a igreja deles frequenta, mas espumar ódio pela internet é cômodo e fácil.

      Excluir
    5. ´´enquanto a Igreja Católica sempre foi extremamente elitista´´,sempre não Banzolão a partir dos anos 60,naquele contexto de êxodo rural,surgiu a Teologia da Libertação,que apesar de ser um braço da esquerda no catolicismo,possuir origens socialistas,eles faziam um trabalho social nas periferias dos centros urbanos,criaram a Pastoral da Criança,as Comunidades Eclesiais de Base,mas depois do papado de João Paulo II,que era bem anticomunista a partir dos anos 80 eles foram perdendo espaço e aí as igrejas pentecostais foram ascendendo.

      isso se deve mais ao fato de que as igrejas evangélicas vão atrás das pessoas mais simples, se estabelecem nas periferias, pregam a Palavra nas praças, nos presídios, nos lugares onde ninguém quer ir.

      Eu não sei a mensagem que os padres da Teologia da Libertação pregavam,mas pelo que ouço dizer era basicamente política terrena,não pregavam a libertação dos vícios,a transformação do ser humano,penso que por isso também que entrou em decadência,as pessoas da periferia não queriam revolução,nem saber de Marx e sim a transformação de suas vidas,a esposa que tinha o marido alcoólatra que batia nela,queria que ele parasse,a mulher que tem o filho traficante quer que ele deixe o crime,a mensagem pentecostal vai mais diretamente nessas necessidades imediatas.E só a pentecostal mesmo,porque as reformadas não crescem nas periferias e o catolicismo tradicionalista como você colocou em relação aos ´´templários de facebook´´ tampouco,o catolicismo praticado nas comunidades,até pela grande presença de pessoas com ascendência africana morando ali costuma ser sincrético,uma mistura do catolicismo com as religiões afros.



      Excluir
    6. Tem razão, mas quando eu me referi à Igreja Católica eu falava da Igreja "oficial" (se é que isso existe), não de "braços" da mesma, que nunca foram formalmente considerados parte da Igreja de fato ou que são muito contestados até hoje (tipo TL, RCC, veterocatólicos, sedevacantistas e etc). De fato há segmentos que se dizem católicos e tem um cuidado maior com os pobres, mas eles são minoritários e sempre foram contestados pelos tradicionalistas, muitos deles nem os reconhecem como católicos mesmo.

      Excluir
  22. É vdd q constantino foi batizado por um bispo ariano? Estava pesquisando e vi alguns sites falando q ao assinar o concilio de Nicea, ele deixava de crer nessa heresia, mas isso n prova nd, ate um corrupto pode concordar q a corrupca tem q ser combatida, vc sabe c dps so concilio ele continuou concordando com ario?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As duas coisas são verdadeiras: ele presidiu o Concílio de Niceia e consequentemente aprovou o que foi decidido ali (em favor da divindade de Cristo), mas postergou o batismo até o último suspiro (pois naquela época já se cria que o batismo tinha efeito regenerador, e que por isso valia mais a pena esperar até o último momento para ser batizado e ir pro céu, já que estaria limpo dos pecados ao ser batizado), e foi batizado por um bispo ariano. Na verdade ao que parece Constantino não tinha firmeza doutrinária alguma, e a controvérsia ariana continuou depois de Niceia, não foi eliminada imediatamente. Ele inclusive protegeu Ário permitindo com que voltasse do exílio e exilou Atanásio, o grande rival de Ário e defensor da trindade.

      Excluir
  23. I sent an email. Did you receive it?

    ResponderExcluir
  24. Hey Lucas,

    Do you think that this can be used to refute Catholic apologists who deny that the Jews rejected the apocrypha as inspired Scripture?:

    https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/2018/01/the-development-of-old-testament-canon.html

    ResponderExcluir
  25. Lucas, oque você acha de mundos de fantasia? A algo que estou acostumado a ouvir são que eles são diabolicos, e de fato tem muitos que são. Mais por exemplo um mundo no qual por mais que tenha elfos, anões, dragões e etc, se ele sempre tentar passar algo que não vá contra oque a biblia ensina você acha que é errado? Ao todo acho que não tem nada de errado se você fazelo sem denegrir a imagem de Deus e talvez passar ate os valorez cristãos, sobre bomdade, amor, justiça e etc, talvez colocar vampiros ou demonios porem, invés de caras legais e bonitões colocalos como violões.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem nada que eu seja mais apaixonado que os mundos de fantasia, eu adoro todos eles (Nárnia, Harry Potter, Senhor dos Anéis, Locke & Key, Hellsengard, etc), são uma forma excelente e instigante de se trabalhar a realidade através de alegorias, inclusive muitos escritores cristãos (como Lewis e Tolkien) basearam seus mundos de fantasia em conceitos cristãos, e seus livros estão cheios de simbologia cristã.

      Excluir
    2. Sim! Eu também gosto muito dele, obrigado pela resposta!

      Excluir
  26. Lucas, oq vc acha desse ngc d n confia no coração, sendo q c n me engano Joao escrevi nas suas espistolas catolicas q devemoa fazer algo q esteja d acordo com o coração?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que você está falando desses versículos de 1ª João:

      “Assim saberemos que somos da verdade; e tranquilizaremos o nosso coração diante dele quando o nosso coração nos condenar. Porque Deus é maior do que o nosso coração e sabe todas as coisas. Amados, se o nosso coração não nos condenar, temos confiança diante de Deus e recebemos dele tudo o que pedimos, porque obedecemos aos seus mandamentos e fazemos o que lhe agrada” (1ª João 3:19-22)

      Na verdade o texto não está falando pra “confiar” no coração, mas sim pra “tranquilizar” o coração, ou seja, pra não ter medo. Se tivermos paz no coração o nosso coração não vai nos condenar, e se o nosso coração não nos condenar então sabemos que estamos no centro do propósito de Deus para as nossas vidas, é basicamente este o sentido que o texto expressa. Ele não está falando para seguirmos as nossas emoções acriticamente.

      Excluir
  27. Adorei seu artigo! Em tempos de Twitter e Instragram, fazia tempo que eu não tinha prazer de ler um blog!
    Eu acho que o tira-teima do fake news, também é fake news. Até a pesquisa da mentira, tem mentira. Na internet, eu não acredito em mais nada. Sabe o filme O Show de Truman? Me sinto nele. Sinto que estamos sendo vigiados e manipulados a todo momento, que sabemos o que a mídia quer que a gente saiba.
    Eu acredito no Covid. Minha tia faleceu há 2 semanas, por causa dele.
    E é realmente difícil lidar com pensamentos diferentes. Tenho dificuldade com a eterna guerra calvinistas x arminianos.
    O que dá margem pros ateus falarem bobagem, é o fato de cada um ter uma interpretação diferente da Bíblia. Eu penso Lucas, que o que traria mais autenticidade à Palavra de Deus, seria todos terem o mesmo entendimento acerca de Deus, de tudo que diz respeito a Ele. Por exemplo: tem gente que entende que a Bíblia fala para não se embriagar, e não proíbe de beber. E tem quem já pense que é tudo proibido.
    Tem os que falam que o ladrão ao lado de Jesus não foi pro céu, e tem quem fale que sim, Jesus disse: HOJE, estarás comigo no Paraíso. É tudo muito confuso.
    E eu lendo seu comentário aqui sobre imortalidade da alma...menino...o que será de mim???
    Misericórdiaaaa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma frase antiga atribuída a Agostinho diz: “No essencial, unidade; no não-essencial, liberdade; em tudo, o amor”. Nós nunca teremos todas as mesmas interpretações uns dos outros porque não somos robôs, cada um tem seu próprio jeito de pensar, suas próprias limitações e seus próprios pré-conceitos (como eu explico no texto), que incidem sobre o modo como interpretamos a Bíblia e tudo à nossa volta. Se mesmo em interpretações de texto numa prova do ENEM há muitos que interpretam de forma diferente, imagine um livro imenso como a Bíblia.

      Isso não deveria ser um prato cheio para os ateus, já que eles também não concordam entre si em relação a todas as outras coisas (cada um tem uma interpretação diferente do mundo). O único jeito de garantir uma uniformidade interpretativa seria com uma autoridade forçando goela abaixo uma interpretação a fim de gerar um “consenso” artificial, que nunca seria unidade real, seria apenas a interpretação subjetiva da autoridade em questão imposta unilateralmente, de cima a baixo.

      Mas isso não significa que estamos totalmente a esmo sem saber o que fazer. Há basicamente três modos eficientes para buscarmos a verdade: o primeiro é a oração e a devoção, o segundo é bastante leitura e aquisição de conhecimento (não adianta nada alguém só orar pra saber interpretar a Bíblia se nem lê a Bíblia), e o terceiro é o mais difícil, que consiste em “abrir a cabeça”, abdicar a qualquer conceito previamente estabelecido como verdade, o que influencia fortemente o modo como interpretamos os textos (já que torna a interpretação condicionada e viciada, como se já tivéssemos a resposta antes mesmo de buscá-la). Quando alguém consegue ter essas três coisas (oração, estudo e mente aberta) fica muito mais fácil interpretar a Bíblia, deixando que os textos falem por si e estando aberto para onde eles levarem.

      Excluir
    2. That phrase came not from Augustine but Rupertus Meldenius.

      Excluir
    3. Lucas, se me permite, gostaria de acrescentar que, evitando os extremos da negligência e da busca doentia, nossa caminhada cristã é total dependência a Graça divina.
      Nas palavras de Paulo:
      "Pois em parte conhecemos e em parte profetizamos,
      quando, porém, vier o que é perfeito, o que é imperfeito desaparecerá.
      (...)
      Agora, pois, vemos apenas um reflexo obscuro, como em espelho; mas, então, veremos face a face. Agora conheço em parte; então, conhecerei plenamente, da mesma forma como sou plenamente conhecido."
      1 Coríntios 13, 9-12
      Quando entendemos que a Salvação é pela Graça mediante a fé, que não existe outro caminho, o Espírito Santo ilumina nossa caminhada na formação de entendimento espiritual.
      A unidade cristã é no objetivo (Cristo). A leitura sempre foi, é e será plural, exemplo maior que os doze discípulos de Jesus foram doze entendimentos diferentes, não existe; e a culpa não foi Cristo.
      Obrigado amigo. Deus abençoe você.

      Excluir
    4. "That phrase came not from Augustine but Rupertus Meldenius"

      Sure.

      "Lucas, se me permite, gostaria de acrescentar que, evitando os extremos da negligência e da busca doentia, nossa caminhada cristã é total dependência a Graça divina"

      De fato.

      Excluir
  28. Respostas
    1. Que matéria mais irrelevante. Mais de 350 mil pessoas deram view pra isso? Lol...

      Excluir
    2. Esse Pingo nos Is se tornou um programa passapanista nojento. Antigamente, aliás até o ano passado mais ou menos o programa era muito bom e contava com ótimos jornalistas, principalmente o Felipe Moura Brasil, mas foi só o Bolsonaro ser eleito que esse programa fez um completo expurgo dos jornalistas que eram críticos ao Bolsonaro. Eu hoje sinto nojo desse jornalismo barato, inclusive me desinscrevi do canal hoje. Pingo nos Is? Nevermore!

      Excluir
    3. Eles já tinham demitido o Villa antes, e outros que eram críticos ao bolsonarismo. É engraçado que os bolsolavetes reclamam da falta de pluralidade na mídia tradicional, mas nos ambientes onde eles comandam não admitem um mínimo de discordância, pluralidade é o que menos existe.

      Excluir
  29. Lucas, o que você acha do argumento católico de que Romanos 3:23 não pode ser interpretado literalmente, uma vez que crianças recém-nascidas e que logo acabam morrendo foram incapazes de pecar. Daí eles dizem que esse texto não pode estar se referendo a todos os seres humanos da face da terra, e sim a muitas pessoas; e a partir disso concluem que tal passagem não contradiz o dogma da imaculada conceição.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O texto se refere a todos aqueles em condição de pecar (bebês obviamente não estão inclusos pois não chegaram à idade da razão). Ou seja, de todos os que atingiram a idade da razão, todos pecaram. Isso inclui Maria, é claro. O texto não pode se referir apenas a "muitas pessoas", porque senão todo o argumento de Paulo cairia. Se apenas "muitas pessoas" pecaram, então só "muitas pessoas" precisavam da graça de Deus para serem salvas pela fé. Isso obviamente inclui o todo. Mas o todo dentro de um grupo de delimitação óbvia: os que tiveram a capacidade de fazer essa escolha, a mesma escolha que Adão e Eva fizeram.

      Excluir
    2. Já que você citou as cruzadas no seu artigo, creio que o motivo pela qual as muitas pessoas dizem que as cruzadas salvaram o Ocidente de se tornar mulçumano, é porque essas pessoas confundem as cruzadas com o processo de reconquista da península ibérica. Pra muita gente, esses, eventos foram uma coisa só.

      Ah, o canal conhecimentos da humanidade gravou quatro vídeos muito bons sobre as cruzadas. Quando você tiver algum tempo, dê uma conferida. Vale a pena:

      https://youtu.be/76b6cSwOCUQ

      Excluir
    3. Assisti a maior parte do vídeo e é realmente muito bom, ele só erra quando diz que os bizantinos não acreditavam na trindade (deve ter confundido com a cláusula Filioque, aliás eu noto que é comum historiadores seculares cometerem algumas gafes quando entram no terreno da teologia), mas no demais todas as informações que ele passa são bastante fiéis aos acontecimentos.

      Excluir
  30. Banzolão e o que vc acha do Apostolado Cardeal Newman ?Eles tem um site devoltaaolar.org que reúne testemunhos de evangélicos convertidos ao catolicismo,http://devoltaaolar.org/convertidos-ao-catolicismo/ a lista deve ter um pouco mais de 100 pessoas,mas esse é o número de católicos que se converte ao evangelho por dia,então esse apostolado não faz um trabalho a ponto de ameaçar o crescimento das igrejas evangélicas,o que vc acha desse apostolado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca ouvi falar desse "apostolado" em toda a minha vida e se eu sair na rua entrevistando pessoas aleatórias por mais de cinco minutos encontro mais testemunhos que isso de gente que abandonou o catolicismo (mesmo na quarentena).

      Excluir
  31. "A pessoa vê duas horas de vídeos de conspiração, mas não usa dois minutos para checar a fonte"

    Exato.

    Aliás, teorias da conspiração são atraentes justamente por darem a sensação de você saber algo que o "gado alienado" não sabe. Quando você oferece uma narrativa que agrada a esse desejo de conhecimento oculto às pessoas é garantia de popularidade. Claro que há um plano maligno por trás dos eventos do mundo (qualquer cristão minimamente comprometido com o estudo da Bíblia já sabe que Satanás está solto por aí), mas muita gente se aproveita dessa ideia para tirar vantagem em cima de teorias conspiratórias.

    É só ver o famigerado Afonso do "Ciência de Verdade". Cheguei a acompanhá-lo nos vídeos iniciais e o discurso dele, na época, eram bem sensatos, criticando pontos do discurso esquerdista e do evolucionismo ateísta. Mas com o passar dos vídeos deu para ver o picareta que ele era, usando o conhecimento de geofísica que tem para forçar argumentos terraplanistas que pegam quem não tem preparo científico, além de passar discurso anti-vacina e meter preceitos bíblicos duvidosos sem nenhum preparo em teologia. Nem sei como ele anda hoje, já que larguei o canal dele há tempos, mas foi o caso mais evidente de pilantra que usa teorias da conspiração para crescer. Outros, como a Débora Barbosa, também lançam discursos conspiracionistas, mas parecem melhor intencionados. Pelo menos a Débora não se mete a falar de teologia e parece estudar a sério, mas é bem claro que já estuda pressupondo uma agenda e, consequentemente, enxerga conspiração em tudo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também acompanhava todos os vídeos do Afonso até um tempo atrás, mas já faz uns meses que não assisto nenhum. Da Débora eu vi muitos no início do canal dela quando ela nem era conhecida, hoje em dia vejo só de vez em quando. Acho que dá pra extrair coisa boa mesmo quando discordamos do teor geral de um vídeo, mas ultimamente não tem sido fácil essa tarefa. Agora com essa pandemia muitos youtubers da conspiração tem adotado um discurso bolsonarista-negacionista muito perigoso, o mesmo discurso do Olavo de Carvalho (que é ele próprio um conspiracionista de primeira). O complicado de quando se assume uma visão prévia e dogmática de mundo é que qualquer coisa que acontece é sempre colocada dentro dessa caixinha de pensamento, então se tem uma pandemia à solta no mundo, tem que ser coisa dos illuminati e tal. Eles não trabalham com a possibilidade de ter surgido naturalmente, sem um plano maquiavélico por detrás (o que seria uma possibilidade mesmo que houvesse uma "elite global" conspirando contra a gente). Acontece isso sempre que ocorre uma fatalidade, uma celebridade morre ou um atentado terrorista acontece, é sempre uma coisa planejada por uma elite que controla o mundo, nunca o acaso ou outras razões. Ou seja, a pessoa já está tão condicionada a ler o mundo daquela maneira que tenta "encaixar" todos os acontecimentos nessa caixinha, mesmo quando desprovido de evidências independentes (ou contra as próprias evidências).

      Excluir
    2. Banzolao eu também parei de acompanhar o Afonso,inicialmente eu o admirava por questionar os dogmas da ciência como evolucionismo,defender a fé cristã em um meio muito ateísta como a ciência,mas ele perdeu credibilidade ao defender coisas que não possuem nenhuma evidência científica como a Terra Plana e o fato de vacinas causarem autismo,o único cientista relevante que defendia o último caso,foi um maluco lá dos EUA com mania de perseguição que acabou se suicidando,em outra ocasião já tinha comentado aqui que ele acabou exagerando ao querer questionar tudo da ciência tradicional,hj vc acha que ele exagerou ao querer questionar até o formato da Terra?E as vacinas?

      Excluir
    3. E sobre a Débora Barbosa eu já não penso que ela é bem intencionada,pois ela fez uma entrevista totalmente amistosa com um corrupto condenado pela justiça,o mensaleiro Roberto Jefferson,esse Bob Jeff é tão canalha,que ele só denunciou o mensalão por uma divergência pessoal com o José Dirceu,eu já era adolescente na época desse escândalo,lembro bem que foi em 2005,já tinha 14 anos e assistia diariamente os telejornais ao lado de meus pais,ele continuou apoiando o Lula mesmo depois de denunciar o mensalão,disse que o Lula não sabia do esquema e o verdadeiro chefe era o Dirceu,eu que era um simples adolescente que cursava o Ensino Fundamental II não acreditei nisso,ele disse que quando foi avisar o Lula do esquema,o molusco chorou e se disse traído pelo Dirceu,tem que ser muito ingênuo para acreditar nisso e Bob Jeff certamente não era,já era deputado desde os anos 80,antes disso trabalhou na televisao,certamente sabia muito bem que era o luladrao,mas como a economia ia bem e o ladrão continuava a ser popular,foi interessante para ele continuar sendo aliado ao PT,só rompeu com o PT quando surgiu a Operação Lava Jato e aí a popularidade do Lula despencou,depois de forma oportunista ele se aliou ao Temer e até tentou emplacar a filha como ministra do trabalho e agora apoia o Bolsonaro,a Débora me decepcionou entrevistando esse sujeito

      Excluir
    4. Eu não sabia dessa live com o Roberto Jefferson, coloquei pra ouvir agora há pouco. De todo modo é precipitado dizer que ela não é bem-intencionada só por causa dessa entrevista, pode ser que ela não o conheça direito ou seja ingênua o suficiente pra achar que ele mudou (o que não muda o fato de ser lamentável dar palanque a esse tipo de sujeito). Eu me lembro que na época do mensalão ele tentava salvar a pele do Lula a qualquer custo, dizia que era um homem honesto e honrado que não sabia de nada, e mais tarde admitiu que o Lula sabia de tudo desde o começo. E como você bem disse, é alguém que está sempre do lado de quem está no poder, seja quem for. Um oportunista de marca maior.

      Excluir
  32. Quando o chamado "tradicionalismo católico" brasileiro não é um vendaval de elitismo vazio, é o segmento da inoperância. A pandemia mata, mas o bonitão da missa tridentina ora dúvida da existência da pandemia, ora espera o fim do mundo. Até o monge franciscano mais fedorento, maltrapilho, com aquele otimismo típico que chega a ser temerário, consegue ser mais útil e solícito do que esses limpinhos de gravata.

    E o autor dessa frase é o...Conde Loppeux,até ele sabe kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O engraçado é ele criticar os "tradicionalistas católicos" como que se colocando à parte do grupo. O que ele é então? Ultra-mega-hiper-tradicionalista? Só se for...

      Excluir
  33. https://www.youtube.com/watch?v=0FCf0PTfxug viu esse vídeo Banzolão?E o Veio da Havan foi um trouxa nessa história

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem feito pra ele. Trouxa tem que ser explorado mesmo até deixar de ser trouxa.

      Excluir
  34. Lucas, se é pecado comer porco, camarão entre outros, então é pecado comer bolo ou frituras?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não disse que "é pecado comer porco, camarão e outras coisas". É possível comer tudo isso que você citou moderadamente, sem afetar seriamente a própria saúde. Da mesma forma que ninguém deve comer tranqueira de forma desregulada, ninguém tem que ficar paranoico em busca da "saúde perfeita", como se Deus exigisse de nós uma vida de nutricionista fitness ou personal trainer.

      Excluir
  35. https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/2017/02/protestants-are-their-own-popes.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. I have never seen a Catholic argument as horrendous as this (that "each Protestant is his own pope"). To begin with, because the pope cannot change an opinion, if he makes a mistake he has to remain in the error until the end, otherwise he would compromise the doctrine of papal infallibility. We have no problem in assuming our mistakes and changing them, since we humbly recognize ourselves as fallible beings and subject to errors of interpretation. And we are not the final authority of the faith (as is the pope in the Catholic Church), but we are subject under the authority of the Bible, above all. The Catholic Church, on the other hand, expressly places the magisterium (papacy) above all, because it is only he who matters in the end, it is the authority for itself.

      Excluir
  36. Salve banzoli, tava qui ouvindo um video q minha vo ta vendo e falo coisas interessantes, no geral é q ja q doencas como malaria ebola chagas doencas nigligenciadas no geral, os paises n tem interrese nisso pq n interfere na econmia como o corona pode fazer, e tbm pq ela sao endemicas ( sao d uma regiao especifica), tentao achar vacinas a anos pra essaa doencas, mas por causa dos motivos anteriormente citados eles m recebem mt investimento, mas o corona pq destroi a economia s. Oq vc acha ?( c tive otro comentario igual libera so esse)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo que eu pesquisei aqui, já existe vacina contra malária e contra ebola, embora ainda estejam em fase embrionária:

      https://pebmed.com.br/aprovada-a-primeira-vacina-contra-o-virus-do-ebola-nos-estados-unidos/

      https://pt.wikipedia.org/wiki/Vacina_contra_a_mal%C3%A1ria

      Mas o que você disse é verdade, os governos no mundo todo vão ter muito mais interesse e preocupação em prover uma vacina para um problema que afeta toda a economia mundial e mata os seus próprios cidadãos do que para achar a cura pra males que afligem somente pessoas em outros lugares do mundo e não afetam sua economia. Consequentemente, há muito mais investimento em relação ao corona do que ao ebola ou à malária.

      Excluir
  37. Lucas, oque você acha da teoria que teria sido os romanos que escreveram a biblia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas os romanos escreveram a Bíblia mesmo, Paulo era cidadão romano e escreveu treze livros, Lucas também era cidadão romano e escreveu dois livros.

      Excluir
  38. Banzolao pelo fato do Afonso estar defendendo cegamente a Terra Plana e outras conspirações vc acha que há um risco dos cientistas cristãos criacionistas serem ainda mais desacreditados na academia?Pq como eu tinha falado o Afonso começou bem,ele próprio já falou que a ideia de fazer o canal no YouTube foi ser um contraponto ao Pirula,que é um ateu evolucionista,ele quis mostrar o outro lado da ciência que a ciência não deve estar só na mão dos ateus ,que o criacionismo cristão tbm tem base científica,mas ele exagerou nessa ânsia de querer ser um contraponto a tudo da ciência tradicional que começou a defender cegamente até a terra plana,quando a própria Bíblia a meu ver é clara ao dizer que a Terra é esfera,então vc acha que esse trabalho dele pode acabar sendo prejudicial para os cientistas cristãos ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acho. Quem ridiculariza o criacionismo já ridicularizava antes. Seria apenas um argumento do espantalho.

      Excluir
  39. Olá Lucas! Como vai?

    O que acha desse artigo:

    https://ceticismo.net/religiao/grandes-mentiras-religiosas/a-ciencia-confirma-a-biblia-que-antecipou-a-ciencia/

    Deus lhe ilumine!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Victor, como vai? Eu não tenho tempo pra ler e refutar esse artigo agora, mas eu escrevi sobre esse assunto aqui:

      http://ateismorefutado.blogspot.com/2015/04/a-biblia-e-ciencia.html

      Excluir
    2. Humm... Isso quer dizer que você pensa em escrever um artigo refutando esse artigo que mandei?

      Ou talvez não. Talvez ei esteja só me iludindo... :(

      Deus lhe ilumine!

      Excluir
    3. Eu não vou dizer que é uma das prioridades (até porque já tenho artigo sobre isso), mas talvez escreva um dia sim. Abs!

      Excluir
  40. Lucas o ser humano tem alho d bom dentro dele?

    ResponderExcluir
  41. Banzolao vc acredita que em uma seita é necessário sempre a presença de um inimigo,seja real ou imaginário?Porque eu vejo isso na estrutura do bolsolavismo,a todo mundo eles precisam estar brigando com alguém,eu lembro que inicialmente eles só brigavam com a esquerda,que é um inimigo real,o petismo possuía um projeto de poder autoritário,foi alinhado com Cuba,Venezuela,até o Ira de Ahmadinejad,lembro dele visitando o Lula,mas a coisa foi evoluindo a ponto que as próprias pessoas da direita que faziam qualquer crítica a mínima possível serem excluídas do grupo e tratadas como párias,a pessoa que eu mais fiquei com pena,pois assisti entrevistas dele e percebi que ele gostava e acreditava de verdade no Bolsonaro foi o Gustavo Bebianno,o cara era um advogado bem sucedido,tinha um escritório em Copacabana,bairro nobre do Rio,se ofereceu para ajudar o atual presidente em processos que ele sofria de esquerdistas quando era deputado,como o famoso caso envolvendo a Maria do Rosário,coordenou a campanha dele,mas bastou uma mínima divergência com o Carluxo para tudo que ele fez de bom pelo Bolsonaro ter sido esquecido e ele ser demitido sumariamente com um mês de governo e quando morto não ser expressada nenhuma condolência por parte do governo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Banzolao vc acredita que em uma seita é necessário sempre a presença de um inimigo, seja real ou imaginário?"

      De fato. Inimigo e adversário são duas coisas diferentes, mas os adeptos de seitas só conseguem ver "inimigos", por isso não conseguem dialogar civilizadamente com quem pensa diferente deles.

      Excluir
  42. 1-https://twitter.com/allandospanos/status/1271467582214864898 https://www.youtube.com/watch?v=RskCHTihb94

    O Constantino tá parecendo o Paulo Nunes kkkk,pois os bolsolavistas odeiam ele,pois ele já criticou publicamente o guru deles e nenhuma crítica ao guru é bem vinda nessa seita,mas até hj vive querendo conversar com eles,se aproximar,o Paulo Nunes levou um cotovelada do zagueiro do Inter e ainda quis conversar com ele,levou outra kkkk

    2-Eu já fiz essa pergunta antes e você tinha respondido que não,que achava que uma coisa não influencia a outra,mas agora a situação do país piorou muito,na época que te questionei sobre isso era um escândalo do Queiroz aqui,outro escândalo ali,algo que apesar de grave,já que o governo foi eleito com a promessa de combater a corrupção,mas mínimo se comparado com o cenário atual de 41 mil mortos por covid e a ineficiência e insensibilidade do presidente em relação a isso,mas a questão é se o alinhamento da maioria das igrejas evangélicas ao governo federal pode travar o crescimento delas?Já que o governo Bolsonaro começa a ficar cada vez menos popular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vejo relação entre uma coisa e outra, nem acho que alguém vá deixar de se converter porque alguém apoia o Bolsonaro, são coisas muito diferentes.

      Excluir
  43. Te envio aqui uma argumentação de um amigo da minha igreja presbiteriana e peço para que vc opine,estava eu e ele debatendo o ponto da predestinação no calvinismo.

    ´´Eu fico bastante dividido em relação a predestinação na questão da salvação. Mas existem alguns indícios de que realmente alguns são predestinados para o céu e outros para o inferno. Vejamos o caso de Judas. Ele viveu com Jesus, poderia ter sido um homem fiel e temente a Deus, mas ele traiu o Cristo. Deus poderia ter evitado que Judas traísse Jesus e ele fosse crucificado, mas não o fez. Ou seja, Judas havia sido predestinado a trair Jesus.´´

    Outro exemplo clássico: Os moradores de rua que utilizam tóxico. Ninguém quer viver em situação de rua. Eu particularmente não acredito em livre arbítrio, eu acho que o perdemos no momento em que o homem caiu. Aqueles que creem em Deus e consequentemente tornam-se morada do Espírito Santo, passam a ser guiados por ele.Agora vem a questão:Porque uns aceitam a Cristo e são dirigidos por ele e outros não ? A predestinação explica isso.´´

    ´´Deixe-me fazer uma observação: Pedro e Judas, vou continuar citando esses dois. O que faz Judas diferente de Pedro? Porque um continuou servindo a Cristo e o outro não? Visto que a Bíblia diz que não há um justo sobre a terra e todos nós somos fracos e pecadores. A essencia de Pedro era o pecado assim como a de Judas. Paulo diz que o bem que ele quer fazer ele não faz, mas o mal que ele não quer esse ele faz. Se dependermos de nós mesmos escolheremos sempre o mal. Penso que o que nos ajuda a fazer o bem é a graça de Deus derramada em nós através do Espírito Santo, por isso não creio no livre arbítrio. Se existisse o livre arbítrio ninguém escolheria viver sob influência dos vícios ( na minha visão).´´

    Vc o que acha dessas argumentações dele?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deus poderia ter evitado que Judas traísse Jesus e ele fosse crucificado, mas não o fez. Ou seja, Judas havia sido predestinado a trair Jesus.

      Non sequitur total aqui. "Deus poderia ter evitado" é muito diferente de "Deus predestinou". Predestinar é destinar de antemão, é algo determinístico, a pessoa não podia agir de modo diferente de como agiu porque suas ações já foram determinadas por outro alguém de antemão, isso é totalmente diferente de alguém que usa o seu próprio livre-arbítrio e escolhe o mau caminho. E Deus não vai impedir que todo mundo faça o mal, senão não haveria escolhas reais, as escolhas só existem se Deus as respeita. Se toda vez que eu errasse uma conta matemática Deus alterasse as coisas até que eu acertasse, eu não teria verdadeiramente a chance de errar, já que Deus tirou essa opção ao mudar a realidade. Por isso Deus não vai impedir sempre que alguém faça uma coisa má, é preciso que cada um seja responsável e arque com os seus próprios erros, sem isso não há responsabilidade individual nem liberdade real.

      Porque uns aceitam a Cristo e são dirigidos por ele e outros não? A predestinação explica isso.

      A predestinação explica, mas explica mal. Na verdade, isso só levanta uma outra questão: por que Deus escolhe a uns e a outros não? Quando o calvinista se depara com essa questão, ele diz que "os caminhos de Deus são misteriosos" e foge de respondê-la, mas paradoxalmente exige que os arminianos tenham uma resposta perfeita a uma questão idêntica, mas relacionada ao homem. Se nós não podemos saber por que Deus predestina uns e outros não, então também não temos como saber por que uns aceitam livremente a Cristo e outros não. Isso vai de cada um, cada caso é um caso e deve ser analisado à parte, mas só o próprio indivíduo e Deus é que conhece a sua história e o seu coração por completo pra saber realmente o porquê, nós só conhecemos os outros superficialmente. O mesmo se aplica à questão de Pedro e Judas, Judas sempre foi um ladrão e estava ali mal-intencionado, isso está bem claro nos evangelhos, é um caso bem diferente de Pedro, que pecou por acidente em uma ocasião pontual.

      Excluir
  44. Banzolão e vc viu as acusações de pedofilia que foram feitas ao PC Siqueira?Olha eu não gosto dele nem do que ele defende,ele é um ateu,esquerdista e diferente do Pirula que sempre foi respeitoso e até dialoga com cristãos como por exemplo com o Yago Martins,o PC sempre seguiu a linha do Porta dos Fundos,com zombarias,escárnio,mas tbm temos que esperar as investigações,não é pq ele é um ateu esquerdista que odeia a fé cristã que vai ser um pedófilo tbm,aliás tem muito pedófilo aí que se passa por cristão conservador.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vi sim, ao que tudo indica eram verdadeiras (vazou um áudio dele confirmando a veracidade do ocorrido e até os seus amigos mais próximos ficaram contra ele, porque sabem que é verdade).

      Excluir
  45. Banzoli, em sua opinião qual dos "movimentos heréticos" que a igreja católica perseguiu no passado mais se assemelha ao protestantismo de hoje? (Com excessão dos valdenses).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hussitas, morávios, lollardos e anabatistas (não radicais) se aproximavam bastante.

      Excluir
  46. Banzolao vc acha possível o Brasil romper totalmente com a China?Não ter nenhuma parceria econômica?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com esse governo tudo é possível, mas seria uma tragédia para a nossa economia.

      Excluir
  47. Ola lucas, qual a sua opinião sobre ellen g white? Eu sempre fiquei confuso com isso, não sei se ela ê confiavel ou não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho uma escritora cristã como tantos outros, que acertou em muitas coisas e errou em outras, mas não acho uma "herege" ou uma "profetisa inspirada" (embora quando as pessoas falam sobre ela geralmente apelam aos extremos).

      Excluir
  48. Boas notícias: Finalmente terminei as provas! Essa foi semana de provas na minha faculdade, as provas funcionaram desse jeito: o professor passaria as provas para os representantes, que por sua vez passariam para nós no grupo da faculdade. As provas foram feitas via Word e nossas aulas foram online, além disso a faculdade disponibilizou a plataforma para as matérias (lá estão guardadas as apostilas e videoaulas). Eu passei vários dias revisando a matéria antes de chegar a semana de provas. Espero ter tirado um notão.

    ResponderExcluir
  49. Lucas, porque a Turquia nega o genocídio armênio? Porque ao contrário de países como Alemanha e Japão que assumiram todos os seus crimes contra a humanidade cometidos durante a Segunda Guerra Mundial e ainda pagaram indenizações às vítimas dos crimes (A Alemanha pelo Holocausto e o Japão pelas mulheres que foram estupradas e abusadas pelos soldados japoneses na Segunda Guerra Sino-Japonesa), mas a Turquia até agora não pagou uma indenização aos Armênios e ainda tem uma política oficial de negação do genocídio? Porque a Turquia não assume os crimes cometidos durante o Genocídio Armênio (1915-1917)?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez porque não aceite pagar uma indenização ou não queira que a sua imagem fique manchada ao ser associada a esse genocídio (embora na prática a imagem dela já esteja manchada e se manche mais ainda por não reconhecer o que fez).

      Excluir
  50. Agora é hora de alegria
    Vamos sorrir e cantar
    Do mundo não se leva nada
    Vamos sorrir e cantar
    La lá lá lá lá lá
    O genro do Silvio Santos vem aí

    https://noticias.uol.com.br/videos/2020/06/11/quem-e-fabio-faria-novo-ministro-das-comunicacoes-e-genro-de-silvio-santos.htm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele provavelmente vai substituir o Real por barras de ouro (que valem mais do que dinheiro) ou substituir o Bolsa Família por aviõezinhos com notas de 50 e 100, jogadas por helicóptero pelo capitão Hamilton do alto das favelas do Rio de Janeiro.

      Excluir
  51. Esse artigo é uma fake news! Lucas Banzoli é o maior propagador de Fake News de todos os tempos, dizendo que meninas LINDAS (especificamente uma aí) são feias! Kkkkkkk brincadeiras à parte, excelente artigo meu brother! Infelizmente o tanto de gente que se apega às Fake News simplesmente pq defendem suas próprias teses, é gigantesco! E de pensar que eu já fui assim.... Artigo muito esclarecedor, vou compartilhar com certeza. Tamo junto, meu "cumpanhêro", por Helsengard! 👊

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente a notícia da morte covarde e cruel de um pobre e indefeso urso polar no universo de Helsengard por um vândalo qualquer não é uma fake news :(

      Excluir
  52. http://juliosevero.blogspot.com/2020/06/olavo-de-carvalho-pede-que-governo.html olavo finalmente esta tentando realizar seu sonho, uma ditadura contra seus opositores, e tentara usar o bolsonaro para isso. Não duvido que quase toda a desgraça que acontece no brasil hoje é por causa do olavo, que influencia bolsonaro através de suas marionetes no governo do mesmo, influenciando a respeito da covid, de teorias da conspirações bizarras e outras paranoias, se o bolsonaro se libertasse do olavo iria melhorar muito para todo o povo brasileiro, que morre por causa de conspirações malucas espalhadas pelo astrólogo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza. Olavo é um câncer no governo, mas por outro lado dificilmente o Bolsonaro teria ganho se não fosse pela onda olavete que inflamou o ânimo de um monte de gente a ponto de levar à eleição de um radical, aí acabou virando "refém" do astrólogo, que se sente no direito de dar esses xiliques aí. Ele sabe que o Bolsonaro tá comendo na mão dele, pois se ele se desliga do governo, vai perder toda a base que ainda segue o apoiando (já que ele já frustrou todas as outras para agradar a dele).

      Excluir
    2. Mas Banzolão vc já disse em outro artigo que foram os evangélicos conservadores de verdade que elegeram o Bolsonaro,que o percentual de evangélicos que votou no Bolsonaro é muito maior que as demais religiões e a base olavética é católica,apesar de existirem alguns evangélicos desavisados por ali que acabam se convertendo ao catolicismo,mas a maioria dos evangélicos é conservadora por sua própria essência e nem sabe quem é Olavo de Carvalho,votou no Bolsonaro simplesmente por ele se declarar conservador e defender a família tradicional,ser contra ativismo LGBT e ideologia de gênero,então não vejo uma grande contribuição dessa onda olavete,ele ganharia mesmo sem Olavo,não vejo pq ele ser refém do guru astrólogo

      Excluir
    3. O que os evangélicos fizeram foi votar contra o PT (esquerda) como sempre fazem, quem fez com que o Bolsonaro especificamente fosse o candidato mais relevante da direita foi a onda olavete que pulverizou a internet e as redes sociais e fez com que ele fosse eleito. Provavelmente se não fosse por isso teríamos eleito algum candidato mais moderado, como o Alckmin ou o Amoedo (assim como o voto evangélico nas eleições passadas teria eleito opositores mais moderados do PT, isso quando o Olavo ainda não era muito conhecido e por isso não havia o radicalismo de hoje).

      Excluir
  53. Boa noite, sr. Lucas,

    Que saudade desse ambiente...
    Ando com a mente um tanto cansada, por isso nunca mais busquei suporte nessa "enciclopédia" maravilhosa.
    Graças a Deus que as coisas por aí andam no mesmo ritmo...
    Deixo aqui um pedido de oração!

    Grande abraço!
    Paz em Cristo!!!
    Nunca desista!!!

    ResponderExcluir
  54. 1-A que vc atribui a ultra polarização política atual?Me revolta que as pessoas politizem temas que não tem nada a ver com isso,a própria pandemia,se vc for governista tem que defender a reabertura dos comércios e achar que tem exagero quanto a isso,eu acho que quando se trata de salvar vidas não há que colocar política no meio.

    2-E os principais youtubers que hj são referência de ambos os lados quando começaram sua carreira na plataforma nem falavam de política,o Felipe Neto que recentemente até entrevistado no Roda Viva,começou falando mal do filme Crepúsculo,o Nando Moura começou fazendo vídeos tocando guitarra e falando de música.O que vc entende que desencadeou o momento atual de polarização?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "A que vc atribui a ultra polarização política atual?"

      Começa com "o" e termina com "lavo".

      Excluir
  55. Lucas, para mim, um dos grandes argumentos a favor do Cristianismo é a quantidade de manuscritos antigos que temos presente, e também o fato dos discípulos terem morrido logo no primeiro século. Porém e o Alcorão? Ele não é um livro seguro devido a ser um livro mais novo? E em todas as religiões as pessoas não morrem logo quando elas surgem?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O fato de um livro ser novo ou velho não o torna mais credível ou menos, da mesma forma que uma religião ser nova ou velha não a torna necessariamente mais verdadeira ou falsa (há religiões muito mais antigas que o Cristianismo e outras muito mais novas). O que faz com que o Cristianismo seja verdadeiro é porque tudo o que ele diz e que pode ser apurado de forma independente se provou verdadeiro com o tempo: os achados arqueológicos comprovam as narrativas bíblicas, o Sudário de Turim é uma evidência fortíssima da ressurreição de Jesus, os exorcismos que acontecem até hoje provam que eles não inventaram uma estória sobre exorcismos, os dons espirituais que se manifestam até hoje provam que eles não inventaram uma estória sobre dons espirituais, os milagres que ocorrem até hoje provam que eles não inventaram estórias sobre milagres, e a ciência já confirmou muito do que a Bíblia dizia há muito tempo atrás (provou até que quando alguém fala em línguas sua atividade cerebral diminui e que não se trata de uma linguagem humana ou de êxtase religioso, exatamente como disse Paulo aos coríntios). Ou seja, vemos hoje acontecer diante de nossos olhos tudo aquilo que a Bíblia diz que acontecia com os primeiros cristãos, e em relação àquilo que é do passado (como as histórias da Bíblia) temos comprovação de muito do que ela descreveu (só não dá pra provar tudo porque a arqueologia é um campo muito limitado que ainda tem muito por descobrir, mas ela nunca refutou algo que a Bíblia diz).

      Excluir
  56. Continuando...Eu não creio no Alcorão e acho bizarro os ensinamentos, e creio que até mesmo Paulo refuta eles quando fala que até se um anjo vier e falar outro evangelho, o anjo está mentindo. Mas e quando uma pessoa não crê nas escrituras? Como argumentar?

    ResponderExcluir
  57. Sobre craig, eu vi que ele defende um interpretação não literal da bíblia. Oque você acha disso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nunca vi ele dizer isso. O que ele já fez foi dizer que o relato da criação de Gênesis pode não ser literal, não que toda a Bíblia não deve ser interpretada literalmente. Inclusive ele é até mais literal que eu em alguns aspectos (por exemplo, ele crê que Deus literalmente mandou matar crianças e mulheres cananeus, enquanto eu estou mais propenso a concordar com o Rodrigo Silva de que isso era uma hipérbole).

      Excluir
  58. Lucas, frequentemente os monarquistas afirmam que o significado atual da bandeira brasileira (verde representando a diversidade Florestal; amarelo representando as riquezas naturais; o azul representando o céu azulado visto ao dia 15 de novembro de 1889 e branco representando a paz) é uma farsa criada pelos republicanos, bem como o lema "Ordem e progresso", eles afirmam que o real significado da "real" Bandeira do Brasil (principalnente daquele pedaço de pano obsoleto e sem valor da bandeira do Brasil imperial) é: Verde: brasão da família Bragança – os monarcas que lideravam Portugal; Amarelo: homenagem à dinastia Hasburgo que governava a Áustria, simbolizando, também, a cor do Imperador; Azul: homenagem à Santa Maria, padroeira de Portugal;

    Esse argumento tem algum valor?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não entendi, o que é que isso prova? Que os símbolos da bandeira deles são mais legais porque fazem alusão a dinastias tirânicas e a cultos idólatras?

      Excluir
  59. Não é bem assim não. Eu recentemente revoltei com a falta de ética de um canal específico de musculação, onde o Youtuber respondeu postar um vídeo com título Deus não existe! Ora ele fazer isso sem informar ao público dele que o canal iria passar por mudanças de conteúdo é no mínimo anti ético, ele fez assim como vários por aí que tiram proveito de seu público cativo, felizmente podemos simplesmente desinscrever. Não bastasse isso ele continuou a postar outros.

    Digo isso simplesmente para alertar que alguns erros de alguns não podem ser confundidos com métodos de outros.

    Precisamos estar mais alertas é quanto a malignidade das ações de uns e não colocar um holofote nos erros de alguns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não falei desse canal, eu falei de gente que se desinscreve por qualquer razão, mesmo que por uma crítica leve e pontual, leia o texto.

      Excluir
  60. https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/2020/06/the-roman-catholic-church-on.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Great article. I commented on this issue of premillennialism in the early Church Fathers in this article:

      http://heresiascatolicas.blogspot.com/2015/11/o-milenarismo-dos-primeiros-pais-da.html

      Excluir
  61. https://oncreationism.blogspot.com/2020/05/the-historical-evidence-for-jesus-vs.html

    http://stephenlaw.blogspot.com/2012/04/published-in-faith-and-philosophy-2011.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. There are 9 non-Christian sources that testify to the existence of Tiberius in the first 150 years, against 15 non-Christian sources that speak of Jesus. Therefore, the argument is well founded, Jesus is more historical than Tiberius (although both are historical and no serious historian discusses this).

      Excluir
  62. Lucas assista esse vídeo do padre Paulo Ricardo ...Já comece vendo bem o título do vídeo e depois assista ... esse cara viaja na maionese kkkkk

    https://www.youtube.com/watch?v=iE-ZTJEWX50

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu prefiro ser torturado por 16 minutos do que ouvir 16 minutos de padre Paulo Ricardo...

      Excluir
  63. https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/2018/11/refuting-practical-objections-to-sola.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. It is incredible how Catholic apologetics can imagine the most ridiculous arguments against Sola Scriptura, such as that people were illiterate and therefore could not read the Bible. With this same logic, I could say that the oral tradition is false because there are people who are deaf or hard of hearing, or that the official documents of the Catholic magisterium (such as catechism) cannot be a rule of faith, since there are illiterate Catholics who can't read them. It is the kind of bizarre and pathetic argument that only Catholic apologists are able to offer us.

      Excluir
  64. https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/2018/10/christs-burial-garments-are-argument.html

    ResponderExcluir
  65. https://modoespartano.blogspot.com/2016/04/a-direita-deve-rejeitar-bolsonaro-antes.html

    O texto é de abril de 2016,foi profético,pois a direita não rejeitou o Bolsonaro e agora de fato está sendo destruída,por que vc pensa que isso ocorreu?O texto faz referências ao voto dele na sessão de impachment,ao fato de ter dedicado ao torturador Brilhante Ustra,mas eu lembro que já na campanha eleitoral quando ele declarou que Paulo Guedes seria seu ministro da economia,muita gente achou que ele tinha mudado,que esses rompantes autoritários tinham ficado no passado e que no poder ele seria um liberal conservador de verdade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "...a direita não rejeitou o Bolsonaro e agora de fato está sendo destruída, por que vc pensa que isso ocorreu?"

      Você mesmo respondeu isso na sequência. Muita gente achou que ele tinha mudado (não mudado totalmente, mas mudado pelo menos o "suficiente"), e outros gostam mesmo de gente radical (fascistas, intervencionistas, papistas anti-Estado laico, saudosistas da ditadura e assim por diante). Sem falar que muita gente pró-democracia que sabia que o Bolsonaro é autoritário votou nele no segundo turno simplesmente para evitar um mal maior (eu, por exemplo, e neste sentido eu faria de novo, porque país nenhum aguentaria mais 4 anos de PT no poder).

      Excluir
  66. Lucas por que os anjos caídos e Satanás não tiveram a segunda chance de arrependimento como nós temos? Será por que eles são espíritos e Jesus morreu pra salvar seres humanos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucas, meu entendimento é que parace contraditório crer que Deus é/será Justo Juiz para conosco e não foi/será com os anjos caídos. A justiça perfeita é um atributo divino que cremos. Difícil é explicar com nossas limitações humanas. Concordas?

      Excluir
    2. É pela mesma razão que não há perdão para aqueles que foram iluminados, provaram o dom celestial e os “poderes da era que há de vir”, como o autor de Hebreus escreve:

      “Ora para aqueles que uma vez foram iluminados, provaram o dom celestial, tornaram-se participantes do Espírito Santo, experimentaram a bondade da palavra de Deus e os poderes da era que há de vir, e caíram, é impossível que sejam reconduzidos ao arrependimento; pois para si mesmos estão crucificando de novo o Filho de Deus, sujeitando-o à desonra pública” (Hebreus 6:4-6)

      Esses que rejeitaram a Deus mesmo após experimentarem todas essas coisas estão na mesma condição dos anjos caídos: ambos sabem que Deus existe, mas mesmo assim o rejeitaram deliberadamente, virando as costas a tudo aquilo que sabiam que era verdadeiro. E como eu disse no meu artigo recente sobre isso (link abaixo), não se trata de “Deus não perdoar”, mas sim dessas pessoas terem chegado tão longe na sua rebeldia contra o Criador que nem mesmo sentem mais remorso ou arrependimento por seus pecados, e por isso não recebem perdão (já que a condição para o perdão é um arrependimento sincero):

      http://www.lucasbanzoli.com/2020/05/o-que-e-blasfemia-contra-o-espirito.html

      Excluir
  67. Lucas o que acha do seu xará Lucas Gesta de 28 anos que é historiador e grande co de história danda igreja do oriente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só vi um vídeo dele até hoje, achei um vídeo bom, mas não conheço ele bem.

      Excluir
  68. Essa arruaceira ainda vai utilizar a prisão dela pra se vitimizar pra pedir voto pra mamar o dinheiro do Povo:

    https://youtu.be/Yq6tDiDNpRE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que as pessoas não fazem pra chamar a atenção e ganhar dinheiro e fama (e neste caso, também um cargo político...)

      Excluir
  69. Ola Banzoli, vc ja vi o video de Josue Yrion em q ele fala sobre o satnismo na Disney? Vc acha q ele é coerente no q fala?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma versão do "irmão Rubens" nos anos 90, graças a esse cara eu não podia assistir nada da Disney na minha infância. Ele não passa um segundo sem ver mensagem subliminar satânica em tudo o que existe, é o tipo de gente que eu costumo chamar de "professor de medo", um causador de histeria geral sem criar nada de realmente útil.

      Excluir
  70. Hey Lucas, quando tiver um tempo poderia compartilhar o que tu acha?
    1) EU PREFIRO AS FAKE NEWS - Yago Martins
    www.youtube.com/watch?v=GHHK3Jnp2_c
    2) Fanatismo e pandemia | Pondé Entrevista Davi Lago
    www.youtube.com/watch?v=JDLs1t5QEQ4
    3) Frase recente Francisco Tourinh0:
    - Todo bolsonarista é um eleitor de Bolsonaro, mas nem todo eleitor de Bolsonaro é um bolsonarista. Aliás, cuidado com o uso da palavra idólatra, pois os idólatras não herdarão o Reino do céus e tem cristãos chamando o outro de idólatra pelo simples fato de ter uma preferência política diferente da dele. As vezes o idólatra não é quem vota no Bolsonaro, Lula ou quem quer que seja, mas pode ser o crítico que acha a sua opinião melhor que a de todas pessoas que ele conhece, pois no fundo, no fundo ele te chama de idólatra porque ele não suporta que discordem dele. Aliás, todo aquele que estereotipa outras pessoas, tem em si o espírito da intolerância.

    Big Hugz for you, Jesse and the spanish brothers (translating your book too xD)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A entrevista do Pondé é muito longa pra assistir agora, o vídeo do Yago eu já tinha visto e é um bom vídeo, mas a meu ver deve haver sim alguma punição a quem cria "gabinetes do ódio" (seja quem for ou contra quem for) exclusivamente para criar e divulgar fake news com a finalidade de difamar ou prejudicar rivais políticos, é um absurdo o que estão fazendo hoje em dia, usando inclusive a máquina pública pra isso. Claro que não se trata de prender o tiozinho da paçoca que compartilhou por ingenuidade um áudio fake de whatsapp, aqui eu estou falando de grupos (na verdade quadrilhas) organizados com toda uma estrutura e um planejamento voltado especificamente a criar e promover fake news, esse tipo de gente deve ser sim enquadrada pela lei e tratada como aquilo que é: um criminoso. E sobre a declaração do Tourinho, realmente há todo tipo de eleitor e nem todos os apoiadores de um político é "gado" dele, mas também não dá pra negar a existência de gente que idolatra político, que tem comportamento de gado mesmo, e eles são muito comuns nos extremos (extrema-esquerda e extrema-direita). Por exemplo, uma pessoa que antes detonava Kassab e Roberto Jefferson e agora aplaude o fato do governo distribuir cargos pra eles, ou alguém que era violentamente contra o fundão eleitoral e de uma hora pra outra se torna a favor porque o presidente o sancionou, não pode ser outra coisa senão um idólatra de político.

      Excluir
  71. Banzoli, banzoli c viu a fala do ministro celso d melo c n me engano, falo a forcas armadas n sao poder moderador, oq vc acha dessa fala? Oq vc acha da reacao das forcas armadas e dos recados deles?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que ele quis dizer é que as Forças Armadas não podem ser o árbitro dos conflitos entre o judiciário e o executivo, eles não podem por exemplo fechar o STF como tantos apoiadores do presidente pedem e como o Eduardo Bolsonaro já cogitou, se bem que pelo que dizem as Forças Armadas não estão totalmente alinhadas com o governo (embora haja muitos militares nos ministérios, há muitos militares de alta patente que não compactuam com as coisas que o governo vem fazendo e jamais aceitariam fazer o mesmo que foi feito em 64, então ele não tem tanto apoio militar assim como muitos pensam).

      Excluir
  72. Lucas, poderia dá uma olhada nos videos que dizem que vivemos numa matrix?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é só uma teoria de um filme. Não pode ser objetivamente provada ou desmentida, mas é ficção.

      Excluir
  73. 1- Banzolão sem querer eu acabei apagando a sua resposta em relação a questão que fiz das acusações ao PC Siqueira,na realidade eu queria apagar só os dois comentários posteriores que fiz,que pensei que não acrescentavam muito,as vezes tenho dificuldade de sintetizar uma ideia em um só post,termino de escrever,aí tenho uma nova ideia e acabo postando,também não quis lotar a sua caixa de comentários a toa,não sabia que apagando os dois comentários,apagaria também o primeiro e a sua resposta.

    2- Só retomando o tema,menos mal que os amigos do PC Siqueira foram honestos e não deixaram a amizade e as convicções ideológicas,tanto o Rafinha Bastos como o Cauê Moura também são de esquerda,pq eu já vi o próprio astrolavo e a turma dele passando pano para padre pedófilo,dizendo que a pedofilia na Igreja Católica era obra dos comunistas infiltrados,até o Nando Moura na época que tava na seita fez um vídeo criticando o filme Spotlight que mostrava esses escândalos da ICAR ,não sei se vc viu esse vídeo e lembra,até procurei o vídeo no canal dele e não achei,não sei se ele apagou.

    3-Como vc enxerga o Nando Moura religiosamente hj,já que saiu da seita,o vê como um protestante ou um cristão não denominacional?Pq quando estava na seita ele se alinhou com esse catolicismo olavético,a ponto de passar pano não só para padre pedófilo,mas para Cruzadas,Inquisição

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso que você disse é verdade, pelo menos nisso o Cauê e o Rafinha foram dignos, não foram como os militantes católicos que passam pano pra padre pedófilo e tentam a todo o custo encobrir os crimes e relativizar sua gravidade (mesmo com os padres que efetivamente abusaram sexualmente as crianças, enquanto o PC até onde se sabe só é culpado de pornografia infantil, o que ainda assim é muito grave, mas não tem comparação com o estupro de uma criança).

      Sobre o Nando Moura, ele já disse várias vezes que é um cristão desigrejado.

      Excluir
  74. Pode isso, Arnaldo?

    https://www.google.com/amp/s/www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/brasil/2020/06/16/interna-brasil,864363/amp.html

    P.s. Embora eu não goste nem um pouco de Futebol (soccer), eu adoro essa frase!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem que dar um desconto pra ele, porque esses caras da Casa Imperial Brasileira vivem numa outra realidade, num universo alternativo, em um dos muitos "mundos possíveis" dos molinistas (mas não no nosso). Há também a possibilidade de que quando ele disse que "todos nós vivemos bem", ele estivesse se referindo apenas a "todos nós da Casa Imperial", porque eles são sustentados pelo Estado até hoje e por isso vivem muito bem mesmo.

      Excluir
  75. Lucas, oque você acha do argumento que as pessoas que estarão mortas no inferno na verdade significa mortas espiritualmente?

    É verdade que craig defende o tormento eterno?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Lucas, o que você acha do argumento que as pessoas que estarão mortas no inferno na verdade significa mortas espiritualmente?"

      Você me deu a excelente ideia de escrever um artigo sobre isso, eu acabei de escrever e vou postar daqui a pouco (provavelmente quando você ler essa mensagem já estará publicado).

      "É verdade que Craig defende o tormento eterno?"

      Normal, 99% defende isso, é a crença-padrão que as pessoas aprendem a crer desde a infância, até estudar a respeito (no caso do Craig, sabemos que o foco dele está em outras áreas, não nessa discussão teológica).

      Excluir
  76. Olá, Lucas! Como vai?

    O que acha das afirmações desse tradutor de hebraico bíblico?:

    https://www.google.com/amp/s/observador.pt/2017/01/24/antigo-tradutor-do-hebraico-original-diz-que-a-biblia-nao-fala-de-deus/amp/

    Deus lhe ilumine!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dizer que a Bíblia não fala de Deus é estupidez. A Bíblia menciona Deus pelo tetragrama YHWH (no hebraico) e Theos (no grego), além de outros termos e títulos que aparecem milhares de vezes na Bíblia. Mas nesse mundo tem louco pra tudo, além de gente oportunista que acha que descobriu uma verdade bombástica e surpreendente que ninguém descobriu antes dele, pra ganhar dinheiro vendendo livros sensacionalistas.

      Excluir
  77. https://www.youtube.com/watch?v=nj4QhhLUncs Comente!Durante a pandemia descobri uns bons canais cristãos no Youtube,esse que te enviei agora e o Escola do Discípulo que vem fazendo uma série muito boa sobre a história do cristianismo,vc já assistiu algum dos cinco vídeos?Em breve eles vão postar o sexto e último sobre a história do avivamento pentecostal.

    2-Comente https://www.youtube.com/watch?v=erCRl5bhb_Y achei engraçado o fato dela ser brasileira e se chamar Attilah e ao que parece ele nem tem ascendência árabe e casar com um egípcio que tem um sobrenome bem parecido Attalah,aí ela ficou com o nome de Attilah Attallah

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1) Meu irmão está acompanhando a série toda, mas eu não vi nenhum vídeo ainda.

      2) Me lembrou aquele seriado do "Lucas Silva e Silva", que passava na TV Cultura dos bons tempos...

      Excluir
  78. http://www.criacionismo.com.br/2019/05/quanto-pesavam-os-gigantes-adao-e-eva.html

    “Ao sair Adão das mãos do Criador, era de nobre estatura e perfeita simetria. Tinha mais de duas vezes o tamanho dos homens que hoje vivem sobre a Terra, e era bem proporcionado. Suas formas eram perfeitas e cheias de beleza. Sua cútis não era branca ou pálida, mas rosada, reluzindo com a rica coloração da saúde. Eva não era tão alta quanto Adão. Sua cabeça alcançava pouco acima dos seus ombros. Ela, também, era nobre, perfeita em simetria e cheia de beleza. Esse casal, que não tinha pecados, não fazia uso de vestes artificiais. Estavam revestidos de uma cobertura de luz e glória, tal como a usam os anjos. Enquanto viveram em obediência a Deus, essa veste de luz continuou a envolvê-los” (Ellen G. White, História da Redenção, p. 21).

    Pensas também que Adão era um gigante que tinha entre quatro e cinco metros de altura como escreveu Ellen G White?

    ResponderExcluir
  79. Lucas, qual é a sua opinião sobre o humor negro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o tipo de humor mais divertido que eu conheço, embora às vezes não seja recomendável (quando usa palavras de baixo calão, por exemplo).

      Excluir
  80. O artigo chegou aos 200 comments e por isso a caixa de comentários daqui será fechada. Quem quiser postar um novo comentário ou responder a algum daqui, fique à vontade para fazer no artigo mais recente 👍

    ResponderExcluir