19 de abril de 2020

200 Os relatos da ressurreição de Jesus são contraditórios? Como harmonizar os quatro evangelhos?



Uma das tarefas mais desafiadores para um teólogo é harmonizar os diferentes relatos da ressurreição de Jesus. É também um prato cheio para liberais e críticos da Bíblia em geral, que gostam de apontar supostas “contradições” bíblicas para descredibilizar a fé cristã. Por muito tempo eu ignorei completamente a discussão, seja por entender que o mais importante é saber que Jesus ressuscitou, seja porque já existe gente altamente qualificada que trabalha na área de “descontradizer contradições” e faz um trabalho extraordinário. Quem mais se destaca nessa área é Pipe Desertor, do ministério DC Gólgota, que refutou todas as duas mil supostas “contradições” bíblicas da “Bíblia do Cético” (você pode conferir aqui o site, aqui o blog e aqui a página de facebook deles).

Isso sem falar de muitos outros livros, sites e páginas dedicados a este fim, que sempre tiraram todas as minhas dúvidas quando alguma vez fiquei inquieto com uma suposta “contradição”. Nos velhos tempos de Orkut, sempre que eu tinha alguma dúvida eu mandava na comunidade do Pipe, e nunca voltei sem uma resposta satisfatória. Há ainda outros excelentes materiais desenvolvidos na área, como o “Manual Popular de Dúvidas, Enigmas e ‘Contradições’ da Bíblia”, de Norman Geisler e Thomas Howe, que refutaram 800 supostas contradições bíblicas, e outros muitos livros, sites e páginas que fazem um trabalho primoroso.

Mas como nem tudo são flores, quando comecei a me debater sobre o assunto, na páscoa passada, ocorreu que pela primeira vez as respostas que encontrava não foram satisfatórias o bastante e esbarravam em alguns problemas sérios, que irei expor aqui. Pior ainda, todo mundo que se propõe a harmonizar os relatos dos evangelhos apresenta uma versão diferente do outro, e todas falham em algum aspecto crucial. Então decidi eu mesmo fazer a minha “investigação” e dar a minha singela contribuição ao debate.

Assim, após horas quebrando a cabeça e quase ficar louco, cheguei a uma conclusão que até o momento não vi ninguém ter considerado, mas que é a única que a meu ver conecta satisfatoriamente todas as peças do nosso quebra-cabeças. É como uma investigação criminal: se todas as testemunhas estiverem dizendo a verdade, cabe ao investigador conectar todos os pontos até chegar a um consenso lógico, que harmoniza o depoimento de cada testemunha. No nosso caso, as testemunhas são Mateus, Marcos, Lucas e João, e os “investigadores” são os intérpretes da Bíblia.

Sem mais delongas, vamos à minha teoria, começando por resolver alguns problemas teoricamente mais simples.


Um anjo ou dois anjos? Uma mulher ou quatro mulheres?

O problema mais básico que surge para começarmos é o da quantidade de anjos que as mulheres viram, e, é claro, a quantidade de mulheres que os anjos viram. Mateus (Mt 28:2) e Marcos (Mc 16:5) mencionam um anjo, enquanto Lucas (Lc 24:4) e João (Jo 20:12) mencionam dois (embora Lucas e Marcos não os refiram propriamente como anjos, mas sobre isso falaremos mais adiante). Alguns chegam a concluir que os autores bíblicos estavam falando de duas ocasiões diferentes, uma em que as mulheres viram um anjo, e outra na qual viram dois. No entanto, uma comparação simples entre Mateus 28:1-6 e Lucas 24:1-7 deixa muito claro que estão descrevendo o mesmo acontecimento, e, todavia, um cita um anjo, e o outro dois. Como resolver isso?

Esse é o menor dos problemas, considerando a prática comum na Bíblia de nomear apenas um grupo menor presente em uma ocasião em vez de mencionar o grupo inteiro. Um exemplo disso é quando Mateus diz que Jesus curou dois cegos (Mt 20:30) numa ocasião em que Lucas, descrevendo o mesmo acontecimento, diz que um cego foi curado (Lc 18:35). Ou então consideremos a própria descrição das mulheres que foram ungir o corpo de Jesus aquele dia: João menciona apenas Maria Madalena (Jo 20:1), Mateus menciona Maria Madalena e a outra Maria (Mt 28:1), Marcos menciona Maria Madalena, a outra Maria e Salomé (Mc 16:1), e Lucas menciona Maria Madalena, a outra Maria e Joana (Lc 24:10).

Toda a chave para entender isso consiste em compreender que os evangelistas não estavam preocupados em detalhar cada pessoa ou cada evento em particular, mas em transmitir um relato resumido com os principais acontecimentos. Isso não significa que um estava contradizendo o outro, porque nenhum estava preocupado em passar um relato pormenorizado e minucioso, como uma ficha de investigação criminal. Cada um se preocupou em narrar as coisas que julgou mais importantes, e o fato de um autor não ter mencionado alguém é diferente de dizer que esse alguém não estava lá (note que nenhum texto diz que havia “só” um anjo, ou que “apenas” Maria Madalena ou a outra Maria estavam presentes).

Se eu escrevesse sobre uma festa e não mencionasse todos os participantes, não significa que eles não estavam lá, significa apenas que para o meu registro eu não julguei necessário incluir cada um dos nomes. Da mesma forma, quando um escritor inspirado escreve que Maria Madalena foi ao sepulcro, ele não está contradizendo o outro evangelista que menciona Maria Madalena e outras duas mulheres, significa simplesmente que ele só julgou necessário destacar a presença de Maria Madalena naquela ocasião. Da mesma forma, como provavelmente só um anjo falou às mulheres na ocasião, dois evangelistas só julgaram necessário mencionar um anjo, enquanto os outros dois quiseram ser mais detalhistas neste ponto e ressaltar que havia mais um presente.

Portanto, não se trata de textos contraditórios, mas complementares. Eu não estaria mentindo se dissesse que vi o Leonardo DiCaprio na cerimônia do Oscar, só porque deixei de dizer que também vi um monte de outros autores famosos lá (na verdade estaria, já que nunca estive na cerimônia do Oscar, mas considere como um exemplo puramente hipotético, por favor). O fato de eu mencionar o Leonardo DiCaprio só significa uma coisa: que o Leonardo DiCaprio esteve presente. Se havia mais gente presente ou não, isso está além daquilo que pode ser inferido com base exclusivamente em minhas palavras.

Quando um escritor bíblico quer delimitar a quantidade de pessoas presentes, ele usa termos limitantes como “apenas”, “somente”, “unicamente” ou derivados, mas nenhum deles aparece nos relatos da ressurreição, o que deixa em aberto a possibilidade de mais mulheres (ou mais do que um anjo) estarem presentes, mesmo nos evangelhos que não os mencionam expressamente. Isso é o mesmo que eu já expliquei nos meus vídeos sobre o discípulo amado não ser o apóstolo João (se você não os viu, confira aqui e aqui), o que é sustentado por alguns pelo simples fato de existir textos bíblicos dizendo que Jesus ceou com os doze apóstolos, como se isso automaticamente excluísse por completo a possibilidade de ter ceado com mais pessoas, como todos os indícios bíblicos e históricos nos levam a crer.

Vale ressaltar que os evangelistas tinham o hábito de condensar um conteúdo (ou seja, reduzi-lo até a forma mais simples possível), não apenas em se tratando de eventos desse tipo, mas até mesmo no que diz respeito às declarações e falas de Jesus e dos apóstolos. Por exemplo, em Mateus 16:16, Pedro diz a Jesus que “tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo”. A mesma declaração é condensada no relato de Lucas, que verte por “o Cristo de Deus” (Lc 9:20), e ainda mais condensada por Marcos, que verte apenas por “tu és o Cristo” (Mc 8:29).

Mais uma vez, isso não configura uma “contradição”, mas um resumo, uma síntese que se apropria do real sentido das palavras sem mudar a essência das mesmas, mesmo sem transcrever ipsis literais o que foi dito. Mais à frente, veremos que o próprio relato da ressurreição é uma condensação dos principais acontecimentos que envolveram a ressurreição de Jesus, não um relato exaustivo, minucioso ou detalhado de tudo o que aconteceu.

Para resumir: esse tipo de discrepância de modo algum implica em contradição, só amplia as peças do quebra-cabeças. É perfeitamente possível harmonizar os relatos dos evangelhos se assumirmos que havia pelo menos dois anjos e ao menos quatro mulheres (Maria Madalena, a outra Maria, Joana e Salomé), ainda que nem todos os evangelistas façam questão de ressaltar a presença de cada um desses anjos e mulheres.


Anjos, homens ou jovens?

Outra discrepância que não tem nada de contraditória encontra-se na descrição dos anjos. Repare que enquanto Mateus e João os chamam apenas de “anjos” com vestes brancas (Mt 18:2-3; Jo 20:12), Lucas se refere como “dois homens com roupas que brilhavam como a luz do sol” (Lc 24:4), e Marcos como “um jovem vestido de roupas brancas” (Mc 16:5), embora todos eles mencionem o quanto as mulheres ficaram assustadas por saberem que não se tratava de um homem ou um jovem comum, e todos relatem as características daqueles seres da mesma forma.

Mais uma vez, não há contradição aqui: os anjos apareceram em forma humana com uma fisionomia jovem, por isso puderam ser apropriadamente chamados de “anjos”, “homens” e “jovens”. Os diferentes relatos são mutuamente complementares, não mutuamente excludentes. O que difere um do outro é que Mateus e João descreveram o que eles eram, enquanto Lucas e Marcos descreveram o que as mulheres viram. As mulheres viram seres em forma humana (que é como os anjos sempre aparecem a alguma pessoa na terra) e pelo menos um deles (o que falou) na forma de um jovem, e é sob essa perspectiva que Lucas e Marcos os descrevem.

É um caso análogo à “aparição” de Samuel à necromante depois de morto, registrado em 1ª Samuel 28. Obviamente não era a alma do profeta que estava saindo do céu, do Sheol, do “seio de Abraão” ou seja lá de onde for para atender as exigências de uma feiticeira e dar profecias imprecisas, mas um demônio se passando por Samuel, ainda que descrito como tal pela perspectiva da feiticeira, que viu alguém que julgou ser o profeta (leia mais sobre isso aqui e aqui).

O mesmo ocorre em Josué 10, quando Josué dá ordens ao sol para que parasse, embora não seja o sol que esteja se movendo em torno da terra mas sim a terra em torno do sol. Assim, quando o escritor diz que “o sol parou” (Js 10:13), ele está descrevendo o acontecimento sob a perspectiva de Josué, que viu o sol deixar de se mover no firmamento acima de seus olhos, ainda que em termos cosmológicos tenha sido a terra que parou de se mover. Em suma, mais uma vez não temos aqui uma contradição bíblica, mas uma descrição precisa do que aqueles seres eram (da parte de Mateus e João) e do que as mulheres viram (da parte de Lucas e Marcos).


Ao nascer do sol ou quando ainda estava escuro?

Outra suposta contradição apontada pelos críticos diz respeito à hora em que as mulheres se dirigiram ao sepulcro. Marcos diz que “no primeiro dia da semana, bem cedo, ao nascer do sol, elas se dirigiram ao sepulcro” (Mc 16:2), mas João diz que “no primeiro dia da semana, bem cedo, estando ainda escuro, Maria Madalena chegou ao sepulcro” (Jo 20:1). Alguns tentam resolver este problema alegando que Maria Madalena foi sozinha ao sepulcro antes das demais, quando ainda estava escuro, e mais tarde voltou com as demais, quando o sol já havia nascido. Mais à frente eu vou mostrar por que essa não é uma hipótese viável, mas por hora basta mencionar que essa ocasião é a mesma narrada em ambos os evangelhos.

Mas, então, como solucionar o problema aqui? É mais simples do que parece, porque a palavra grega proi, usada no texto de João, significa «de manhã cedo» (#4404 de Strong), e o texto de Marcos diz que elas saíram de casa “bem cedo”. Ou seja, ambos concordam que era de manhã cedo que Maria Madalena (e as outras mulheres) saíram de casa, com a diferença de que João acrescenta que ainda estava escuro quando isso aconteceu. Note que Marcos não diz que não estava escuro, só diz que elas saíram “ao nascer do sol”, um modo de falar que devem ter saído por volta das 6h da manhã. Ou seja, harmonizando ambos os textos, concluímos apenas que elas saíram por volta das 6h da manhã, mas o céu ainda estava escuro.

Mas pode isso, Arnaldo? É claro que sim. A própria Bíblia diz que o céu se fez trevas por três horas durante a crucificação de Jesus, e isso em pleno meio-dia, até as três horas da tarde (Mt 27:45). Se o céu estava escuro ao meio-dia, por que não poderia estar escuro às 6h da manhã? Nem mesmo precisaria de um evento sobrenatural para explicar isso, já que muitas vezes o céu ainda está escuro neste horário. Eu me lembro de um dia em que fui para a escola e o céu ainda estava completamente escuro às 8h da manhã, sabe-se lá por que razão (não, não era eclipse). O monitor recebeu a gente com um “boa noite”, depois se lembrou que era manhã e se corrigiu.

A história tem dessas coisas. Em 19 de maio de 1780, o céu da Nova Inglaterra (nos EUA) e de parte do Canadá chegou a ficar completamente escuro a partir das 10h30 até metade da noite seguinte, no dia conhecido como “O Dia Escuro da Nova Inglaterra” (leia mais sobre esse dia aqui). Portanto, não há qualquer contradição entre Marcos e João: Marcos diz que as mulheres saíram ao nascer do sol, mas não diz que o céu não estava escuro; João diz que o céu estava escuro, mas não nega que Maria saiu de manhã cedo. Mais uma vez, temos aqui relatos complementares, não excludentes.


Maria Madalena foi sozinha ao sepulcro?

Falemos agora de uma das teorias mais populares na tentativa de harmonizar os relatos dos evangelhos, a que sustenta que Maria Madalena foi sozinha ao túmulo no episódio narrado por João (Jo 20:1), e depois voltou acompanhada das mulheres no episódio narrado pelos outros três evangelistas (Mt 28:1; Mc 16:1; Lc 24:1). Essa é a teoria sustentada pelo site “Defendendo a Fé Cristã”, e é aquela para a qual Geisler e Howe se inclinam em seu Manual (ainda que eles abram margem para outras hipóteses). Contudo, eu não creio que essa seja uma teoria plausível, porque nos sinópticos está claro que Maria Madalena e as mulheres ainda não faziam ideia de que Jesus havia ressuscitado quando foram ungir o corpo de Jesus.

No relato de João, Maria informa os discípulos de que o túmulo estava vazio (Jo 20:1-2) e dois deles vão conferir pessoalmente (Jo 20:3). Em seguida, Maria aparece chorando na entrada do túmulo (Jo 20:11), até que vê os dois anjos ali dentro (Jo 20:12), e então se depara com o próprio Cristo ressurreto, se emociona e corre para abraçá-lo (Jo 20:14-17). Se realmente tudo isso aconteceu antes das outras mulheres irem ao túmulo com Maria Madalena, significa que quando elas foram ao túmulo já sabiam que Jesus tinha ressuscitado e aparecido a Maria Madalena, que não teria escondido isso delas. No entanto, tudo nos indica que elas ainda não faziam a menor ideia disso, e seu único objetivo era ungir o corpo morto de Jesus.

Acompanhe os detalhes:

“Quando terminou o sábado, Maria Madalena, Salomé e Maria, mãe de Tiago, compraram especiarias aromáticas para ungir o corpo de Jesus. No primeiro dia da semana, bem cedo, ao nascer do sol, elas se dirigiram ao sepulcro, perguntando umas às outras: ‘Quem removerá para nós a pedra da entrada do sepulcro?’. Mas, quando foram verificar, viram que a pedra, que era muito grande, havia sido removida. Entrando no sepulcro, viram um jovem vestido de roupas brancas assentado à direita, e ficaram amedrontadas. ‘Não tenham medo’, disse ele. ‘Vocês estão procurando Jesus, o Nazareno, que foi crucificado. Ele ressuscitou! Não está aqui. Vejam o lugar onde o haviam posto’” (Marcos 16:1-6)

Por que as mulheres estariam levando especiarias para ungir o corpo de Jesus se sabiam que ele tinha ressuscitado? Por que discutiriam sobre quem removeria para elas a pedra da entrada do sepulcro, se Maria Madalena já sabia que não havia mais nenhuma pedra ali? Por que ficariam amedrontadas com o anjo, se já tivessem sido avisadas por Maria de que havia um anjo ali? O relato de Lucas diz que “quando elas entraram, não encontraram o corpo do Senhor Jesus, e ficaram perplexas, sem saber o que fazer” (Lc 24:3-4).

Por que ficariam perplexas sem saber o que fazer, se Maria Madalena já havia passado por tudo aquilo e já tinha até visto Jesus e ouvido dele que era para ir contar aos discípulos (Jo 20:14-17)? Neste caso, elas já saberiam muito bem por que o túmulo estava vazio, e o que deveriam fazer. Por fim, embora João não mencione explicitamente a presença das outras mulheres, isso está implícito no verso 2, onde Maria diz que “tiraram o Senhor do sepulcro, e não sabemos onde o colocaram” (Jo 20:2). O plural mostra que ela não estava sozinha, apesar de apenas ela ter sido mencionada (presumivelmente por ter sido quem tomou a palavra nesta ocasião).

Em suma, tudo nos leva a crer que quando as mulheres foram ao túmulo nesta ocasião elas ainda não sabiam nada sobre a ressurreição, sendo tudo uma surpresa para elas. Assim, a teoria de que Maria Madalena viu Jesus antes delas e depois se uniu a elas para passar por tudo aquilo novamente não se sustenta.


Maria Madalena continuou no sepulcro depois que as mulheres viram os anjos e se foram?

Outra teoria muito popular, mas também implausível, é a de que o relato de João 20:1-17 realmente se passou com todas as mulheres e não somente com Maria Madalena, mas depois que as mulheres (incluindo Maria Madalena) viram os anjos, as outras mulheres voltaram do sepulcro e Madalena continuou ali, onde viu Jesus. Ou seja, segunda essa teoria, os evangelhos sinópticos acompanham o relato de João até o verso 10, e então João relata o que aconteceu depois daquilo com Maria Madalena em particular. O problema com essa teoria é que Maria Madalena não iria reagir da forma que reagiu se realmente já tivesse visto os anjos e ouvido que Jesus ressuscitou.

Vejamos o texto:

“Os discípulos voltaram para casa. Maria, porém, ficou à entrada do sepulcro, chorando. Enquanto chorava, curvou-se para olhar dentro do sepulcro e viu dois anjos vestidos de branco, sentados onde estivera o corpo de Jesus, um à cabeceira e o outro aos pés. Eles lhe perguntaram: ‘Mulher, por que você está chorando?’. ‘Levaram embora o meu Senhor’, respondeu ela, ‘e não sei onde o puseram’. Nisso ela se voltou e viu Jesus ali, em pé, mas não o reconheceu. Disse ele: ‘Mulher, por que está chorando? Quem você está procurando?’. Pensando que fosse o jardineiro, ela disse: ‘Se o senhor o levou embora, diga-me onde o colocou, e eu o levarei’. Jesus lhe disse: ‘Maria!’. Então, voltando-se para ele, Maria exclamou em aramaico: ‘Rabôni!’ (que significa Mestre). Jesus disse: ‘Não me detenhas, pois ainda não voltei para o Pai. Vá, porém, a meus irmãos e diga-lhes: Estou voltando para meu Pai e Pai de vocês, para meu Deus e Deus de vocês’” (João 20:10-17)

De acordo com os proponentes dessa teoria, a parte que diz que “os discípulos voltaram para casa” se refere ao momento em que as mulheres voltaram (ainda que o verso esteja falando de Pedro e do discípulo amado, e não das mulheres), isso depois de terem visto os anjos lhe anunciando a ressurreição de Jesus (com Maria Madalena presente). Mas que sentido teria Maria Madalena ficar chorando na entrada do túmulo se tinha acabado de ouvir a notícia da ressurreição de Jesus, e não da boca de qualquer um, mas de um anjo? Por que Mateus diria que a mulheres voltaram “cheias de alegria” (Mt 28:8), mas Maria Madalena ficaria ali chorando e triste?

Por que ela diria que levaram o corpo de Jesus e que não sabia onde o puseram, se havia acabado de saber que o corpo não estava ali porque Jesus ressuscitou dos mortos? Ou ela foi a única mulher que não acreditou em bulhufas do que os anjos disseram (o que é bem pouco provável), ou realmente até aquele momento ela não havia visto nenhum anjo falando da ressurreição de Jesus, e por isso pensava que alguém havia roubado o corpo – o que explica por que estaria chorando na entrada no sepulcro, algo bem diferente do que se esperaria de alguém que acabou de ouvir falar na ressurreição do Senhor.


As mulheres e Maria Madalena viram Jesus ao mesmo tempo?

Até aqui, nós já sabemos que Maria Madalena não foi ao túmulo sozinha no princípio, e que ela não continuou no sepulcro depois que as outras mulheres foram embora após ver os anjos. Então surge a terceira teoria, também muito popular e a que mais se aproxima do meu entendimento (embora também conte com um erro fatal): Maria não ficou sozinha no túmulo, mas continuou acompanhada das outras mulheres, que também não tinham visto anjo nenhum ainda, e o que João relata que aconteceu com Maria em seguida é exatamente o mesmo que os três evangelistas relatam que aconteceu com as mulheres.

Essa é a teoria que o Pipe defende neste artigo, mas eu não acho ser possível harmonizar o relato de Maria Madalena com os anjos (em João) com o relato das mulheres com os anjos (em Mateus, Marcos e Lucas). Algumas discrepâncias são mais do que notórias. Por exemplo, enquanto em Mateus os anjos lhes anunciam imediatamente que Jesus ressuscitou e elas voltam felizes ao saberem disso (Mt 28:5-8), em João o anjo que fala com Maria Madalena não diz nada sobre a ressurreição, e ela continua triste e pensando que haviam roubado o corpo de Jesus até conversar com o próprio Jesus, a quem pensava que era o jardineiro (Jo 20:13-15).

Em outras palavras, enquanto as mulheres voltaram já sabendo da ressurreição de Jesus e depois o encontraram pelo caminho (Mt 28:5-10), no relato de João vemos que Maria Madalena continuava sem saber o que tinha acontecido até ver Jesus (e sem nem saber que era Jesus). Além disso, enquanto Mateus afirma que as mulheres viram Jesus durante o caminho de volta (Mt 28:8-9), em João a aparição de Cristo ocorre imediatamente após Maria Madalena ver o anjo e falar com ele – na verdade, enquanto ainda conversavam (Jo 20:13-15). Ou seja, uma coisa é o que Maria Madalena passou, outra coisa é o que as mulheres passaram. Mas como conciliar isso? É aqui que entra a minha teoria.


Maria Madalena voltou ao sepulcro ao mesmo tempo que as outras mulheres?

Resumindo o que vimos até aqui, nós sabemos que Maria Madalena saiu de casa para o sepulcro acompanhada das outras mulheres, que nessa ocasião nenhuma delas sabia qualquer coisa sobre a ressurreição de Jesus, que quando chegaram lá viram o túmulo vazio, que então foram anunciar aos discípulos, e que Pedro e o discípulo amado foram os únicos a correr até o sepulcro e depois voltaram. O que aconteceu depois disso é o que parece problemático, pois os relatos não parecem se encontrar. Não parecem, se presumirmos que todas as mulheres voltaram ao mesmo tempo. Esse foi o insight que me ocorreu: e se Maria Madalena voltou antes das outras mulheres, e assim pôde ter visto os anjos e Jesus sozinha, e mais tarde as mulheres chegaram e tiveram sua própria experiência?

O maior erro dos intérpretes bíblicos é pensar que depois que as mulheres contaram aos discípulos que o túmulo estava vazio, os dois discípulos e as mulheres foram para lá de forma organizada, todo mundo juntinho, igual marcha de soldado. Mas o relato de João passa uma ideia totalmente contrária a isso. Segundo o quarto evangelho, Pedro e o discípulo amado foram para lá correndo, às pressas, desesperados, a ponto de um ultrapassar o outro e chegar mais rápido ao sepulcro:

“Então correu ao encontro de Simão Pedro e do outro discípulo, aquele a quem Jesus amava, e disse: ‘Tiraram o Senhor do sepulcro, e não sabemos onde o colocaram!’. Pedro e o outro discípulo saíram e foram para o sepulcro. Os dois corriam, mas o outro discípulo foi mais rápido que Pedro e chegou primeiro ao sepulcro. Ele se curvou e olhou para dentro, viu as faixas de linho ali, mas não entrou. A seguir Simão Pedro, que vinha atrás dele, chegou, entrou no sepulcro e viu as faixas de linho, bem como o lenço que estivera sobre a cabeça de Jesus. Ele estava dobrado à parte, separado das faixas de linho. Depois o outro discípulo, que chegara primeiro ao sepulcro, também entrou. Ele viu e creu. Eles ainda não haviam compreendido que, conforme a Escritura, era necessário que Jesus ressuscitasse dos mortos. Os discípulos voltaram para casa. Maria, porém, ficou à entrada do sepulcro, chorando. Enquanto chorava, curvou-se para olhar dentro do sepulcro” (João 20:2-11)

Note que eles não foram ordenadamente ao sepulcro, mas foram correndo, cada um por si, de modo que um chegou antes que o outro. O relato continua dizendo que Maria Madalena ficou à entrada do sepulcro chorando, o que significa que ela voltou ao sepulcro junto com os dois discípulos, embora obviamente deve ter chegado mais tarde, não só por ser mulher, mas porque já havia andado até o sepulcro e depois andado novamente até a casa onde os discípulos estavam, então já devia estar bem cansada, e o mesmo pode ser dito a respeito das outras mulheres.

Mas se os homens foram correndo ao sepulcro (“cada um por si”, e não de uma forma ordenada), o que impede que as mulheres tenham feito o mesmo? Afinal, estavam todos igualmente em êxtase com todas as coisas que estavam acontecendo, e com certeza se você estivesse lá não iria esperar pelos outros, iria tentar chegar o quanto antes para ver o que estava acontecendo. E se Maria Madalena realmente chegou ao sepulcro antes das outras mulheres que a acompanharam no princípio, isso explica por que o relato de Maria Madalena com os anjos e com Jesus é tão diferente do relato das mulheres com os anjos e com Jesus, já que todas elas viram os anjos e viram Jesus, mas não simultaneamente. É essa a peça do quebra-cabeças que estava faltando.


Mas Maria Madalena não estava acompanhada das outras mulheres?

Uma provável objeção à minha teoria seria alguém alegar que nos relatos dos sinópticos Maria Madalena está junto com as outras mulheres, e que todas elas parecem ver os anjos e Jesus ao mesmo tempo. Aqui entra aquilo que eu já expliquei mais cedo: os evangelistas não se preocuparam em narrar as coisas com o rigor de uma investigação criminal, como se estivessem depondo em um tribunal e tendo que descrever tudo da forma mais minuciosa possível.

Em vez disso, eles condensavam os relatos de forma resumida e breve, basicamente narrando os principais acontecimentos, mas sem se preocupar em serem exatos em todos os detalhes (a prova disso é que cada um deles nomeou as mulheres e o número de anjos que quis, e todos eles ignoraram narrativas presentes nos outros evangelhos). Isso não significa que um evangelista mentiu ou se enganou, mas sim que escolheu narrar os fatos que julgava serem os mais importantes, sem se preocupar em narrar cada detalhe ou em não omitir alguns fatos dentro da cronologia estabelecida.

Todos os sinópticos concordam que Maria Madalena partiu ao sepulcro junto com as outras mulheres ao nascer do sol (Mt 28:1; Mc 16:2; Lc 24:1), o que explica por que elas são apresentadas juntas em todos os evangelhos sinópticos. O que os sinópticos não fazem é esclarecer que quando elas encontraram o túmulo vazio, elas imediatamente voltaram e contaram isso aos discípulos, e é essa a parte em que João entra. Em outras palavras, a parte narrada por João é justamente essa lacuna de tempo entre Mateus 28:1-4 e Mateus 28:5 em diante. A leitura corrida do texto nos faz pensar que tudo aconteceu imediatamente em sequência, mas através de João sabemos que muita coisa aconteceu entre os versos 4 e 5 de Mateus, e é precisamente esse intervalo de tempo que leva muita gente a quebrar a cabeça.

Devemos lembrar que João foi o último evangelho a ser escrito, em finais do primeiro século, muito depois de todos os outros. Em outras palavras, João já conhecia perfeitamente bem os outros três evangelhos, por isso optou por narrar aquilo que ficou de fora deles, em vez de repetir o que todos já tinham dito (de fato, a grande maioria do que é narrado no quarto evangelho são coisas “inéditas”, ausentes nos outros evangelhos). A única dificuldade das pessoas é saber identificar exatamente qual momento é esse que João narrou, ou seja, onde ele se intercala no relato dos sinópticos.

Em outras palavras, Mateus 28:1-4 (equivalente a Marcos 16:1-4 e a Lucas 24:1-3) narra um evento, que é quando as mulheres (com Maria Madalena junto) chegaram no túmulo para ungir o corpo de Jesus e o encontraram vazio, enquanto os versos seguintes narram um outro evento, o de quando as mulheres (à exceção de Madalena) haviam voltado e encontraram os anjos lá dentro. Entre esse “primeiro” e “terceiro” eventos, João narra o “segundo” evento, que é quando Maria Madalena anuncia aos discípulos que “tiraram o Senhor do sepulcro, e não sabemos onde o colocaram” (Jo 20:2), e tudo o que acontece em seguida com os dois discípulos e com Maria em particular, isso antes do “terceiro evento”, aquele narrado pelos sinópticos a partir dos versos seguintes.

Se isso ficou confuso demais pra você acompanhar, montei uma “linha do tempo” com os principais acontecimentos, para simplificar as coisas:

• Ao nascer do sol, Maria Madalena, Maria mãe de Tiago (=a mãe de Jesus, como vou argumentar em um artigo futuro específico sobre isso), Joana e Salomé saem de casa enquanto ainda estava escuro, a fim de ungir o corpo de Jesus.

• Quando elas chegam lá, encontram o túmulo vazio, e vão correndo anunciar isso aos discípulos.

• Os discípulos não dão atenção, exceto Pedro e o discípulo amado (=Tiago irmão de Jesus, como eu argumento aqui e aqui), que correm desordenadamente até o sepulcro e confirmam que o mesmo está vazio.

• As mulheres também voltam ao sepulcro, mas chegam depois de Pedro e Tiago. A primeira a chegar é Maria Madalena, que, ainda sem saber da ressurreição, fica chorando à entrada do sepulcro, até que vê os anjos lá dentro e em seguida o “jardineiro” Jesus, que a manda ir contar aos discípulos.

• Em seguida, as outras mulheres chegam ao sepulcro e também veem os dois anjos, que lhes anunciam que Jesus ressuscitou. Elas voltam cheias de alegria e encontram Jesus pelo caminho, que também as manda voltar e contar aos discípulos.

• Marcos diz que elas a princípio “não contaram isso a ninguém” (Mc 16:8) de tão amedrontadas que estavam, mas provavelmente tomaram coragem depois de saber que Maria Madalena também havia visto Jesus e contado aos discípulos, e contaram também. Os outros evangelistas provavelmente acharam desnecessário incluir este fato e por isso só disseram que elas contaram (Mt 28:8; Lc 24:9). Importante ressaltar que enquanto da primeira vez elas contaram apenas do túmulo vazio, dessa vez foram contar que viram Jesus, então elas não vieram contar a mesma coisa duas vezes.

• Os discípulos continuaram sem acreditar nelas, à exceção de Pedro, que já tinha comprovado que elas haviam dito a verdade sobre o túmulo vazio e correu lá novamente, talvez na esperança de encontrar Jesus também, mas novamente encontra apenas os panos (Lc 24:12). Contudo, a ida de Pedro não foi em vão, pois é provável que tenha sido nesta ocasião, mais precisamente no caminho de volta (assim como ocorreu com as mulheres), que Pedro viu Jesus, pois Paulo diz que Jesus apareceu a Pedro antes de aparecer aos doze (1Co 15:5), que naquele mesmo dia o veriam (Lc 24:33-36). Portanto, Pedro só pode ter visto Jesus neste pequeno intervalo de tempo, ainda que Lucas tenha passado por alto.

• Jesus aparece aos dois misteriosos discípulos na estrada de Emaús (Lc 24:13-31), que só o reconhecem depois que Jesus ceia com eles (Lc 24:30-32). Ainda naquele dia eles voltam para contar aos outros discípulos que viram Jesus, e enquanto ainda falavam o próprio Senhor Jesus aparece no meio deles (Lc 24:33-36) e lhes mostra os cortes nas mãos e no lado (Jo 20:19-20).

• Tomé era o único que estava ausente nesta ocasião, o qual permanece descrente na ressurreição de Jesus até que o próprio Senhor lhes aparece uma segunda vez (Jo 20:26-29).

Esse é o resultado das minhas investigações, e antes que alguém diga que eu estou assistindo muito a série “Sherlock Holmes” da Netflix, sim, estou mesmo. Há também outras supostas “contradições” apontadas pelos críticos, mas essas são tão bobinhas que preferi deixá-las de fora para não tornar este artigo ainda mais longo do que já está (até porque a mesma lógica usada para responder às outras discrepâncias é a que vale para explicá-las). Por fim, é importante destacar que, por mais irônico que pareça, as discrepâncias nos diferentes relatos dos evangelhos sobre a ressurreição de Jesus (e discrepância não é o mesmo que contradição, vale lembrar) só servem para corroborar a historicidade e veracidade dos fatos narrados por eles.

Sim, pois se os discípulos tivessem se comprometido a inventar uma estória para enganar as pessoas, todos os detalhes teriam sido cuidadosamente planejados e arquitetados de modo a não deixar passar qualquer mínima discrepância, como as que vimos. Além disso, se os evangelistas tivessem inventado uma estória para convencer os outros, jamais usariam o testemunho das mulheres como fonte primária, o que tiraria muito da credibilidade diante dos leitores originais, considerando que estamos falando de uma época em que o testemunho das mulheres não era nem mesmo aceito em tribunal.

Tudo isso nos leva a crer que (1) os discípulos não inventaram o relato da ressurreição, e (2) as discrepâncias entre os relatos podem ser perfeitamente harmonizadas, de modo a diluir qualquer suposta contradição, como apresentado aqui. Mentes fracas e soberbas não tardam em acusar a Bíblia de contraditória quando não conseguem entender alguma coisa, mas quem sabe que a Palavra de Deus nunca falha prefere humildemente reconhecer que nosso cérebro e conhecimento são limitados, de modo que a incapacidade de responder a algo no momento não demonstra a falibilidade da Bíblia, apenas a falibilidade humana.

Tem mais alguma dúvida? Deixe nos comentários, e quem sabe não incluímos novas teorias :)

• Compartilhe este artigo nas redes:

Por Cristo e por Seu Reino,


- Siga-me no Facebook para estar por dentro das atualizações!


- Baixe e leia os meus livros clicando aqui.

- Acesse meu canal no YouTube clicando aqui.


ATENÇÃO: Sua colaboração é importante! Por isso, se você curtiu o artigo, nos ajude divulgando aos seus amigos e compartilhando em suas redes sociais (basta clicar nos ícones abaixo), e sinta-se à vontade para deixar um comentário no post, que aqui respondo a todos :)  

200 comentários:

  1. Banzolao vc entende que seremos arrebatados?Porque quando Jesus ascendeu aos céus conforme relatado no livro de Atos há a menção que ele voltaria da mesma forma que sumiu e Paulo falava também que encontraremos o Senhor nos ares,mas já vi relatos de teólogos onde é afirmado que a eternidade seria na própria terra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há nenhuma contradição entre as duas coisas. Nós seremos arrebatados às nuvens, como disse Paulo, mas as nuvens ficam na terra, não no céu. O céu é uma outra dimensão que não tem nada a ver com as nuvens, essa confusão é feita porque em português a mesma palavra para o céu de Deus é usada para o céu dos homens, enquanto em inglês por exemplo existe palavra específica para "heaven" (o céu de Deus) e "sky" (o céu dos homens, onde os pássaros e os aviões voam e onde as nuvens estão). É nesse céu da atmosfera terrestre que Jesus volta para arrebatar a Igreja no final da tribulação, não numa outra dimensão fora da terra.

      Excluir
  2. Olá Lucas! Como vai?(eu sei, eu tô sumido)

    Gostei bastante do artigo. Mas eu só ainda não entendi se Madalena estava sozinha naquele evento em que Jesus falou para ela não tocar Nele(não ria de mim... Eu sou meio burrinho as vezes).

    Deus lhe ilumine!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí Victor, blz? Nesse evento ela estava sozinha sim, porque as outras mulheres não tinham voltado ainda, elas só chegariam depois de Maria Madalena ver Jesus e voltar para contar aos discípulos. Abs!

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nice, when you write about it send me the link so I can see it.

      Excluir
    2. Hello Jesse, It may be an inconvenient, but Do you like some sport (or sports)? As far as I know, you Americans are a people who take the sport very seriously and invest heavily in athletes, the USA is in a rush across the country with the largest number of Olympic medals and has outstanding athletes in athletics, swimming, throwing hammer and others. The most popular sports in America are Football (NFL and College), Baseball (MLB), Basketball (NBA) and Hockey (NHL), although soccer has grown in recent years thanks to the Latin American population, but it is still a niche sport (limited to the Latino population and the female audience).

      I Live in Brazil, the country of soccer, but I personally don't like soccer, my favorites sports are Football (#1), Basketball (#2) and Baseball (#3), I even recently started to follow the regular season of NFL, College Football and watch the Super Bowl. My first regular season was at the end of 2019, and my first Super Bowl was the Super Bowl LIV where the Kansas City Chiefs won the San Francisco 49ers by 31-20. I have also been following the NBA regular season for a while and I intend to follow the MLB (Professional Baseball League) regular season.

      Excluir
    3. I do not know how I overlooked this comment. I do not get into sports.

      Excluir
  4. Oh wait, it turns out I do have some material on the subject:

    https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/2017/09/interaction-with-synoptic-problem.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Good article. I wrote about the synoptic problem here:

      http://www.lucasbanzoli.com/2018/05/resolvendo-o-problema-sinoptico-da.html

      Excluir
  5. Lucas o site do descontradizendo contradições só tem até o Primeiro Samuel ou tem mais? Porque pra mim não aparece depois disso, e visto que eles fizeram tudo isso até 2013 faz parecer que eles desistiram, porque não consigo ver mais.

    Lucas sobre os anjos você acha que eles continuaram sendo enviados por Deus ou não? Pois existem alguns cristãos que dizem que os anjos não aparecem já a uns dois mil anos e só aparecerão novamente no apocalipse, o que pra mim não faz sentido pois eles não negam que os demônios andam por ai, eu acharia bem desbalanceado anjos maus estarem na terra mas anjos bons não. Também tem aqueles que dizem que os demônios só foram libertados da prisão(?) na época de Jesus e dos apóstolos unicamente, ou seja antes de Jesus eles estavam aprisionados, na época do novo testamento eles foram libertados unicamente para Jesus exorcizar eles e mostrar Sua Autoridade, e depois eles foram aprisionados dinovo. Eles dizem isso pois no antigo testamento não tem nada de demônio possuindo pessoas, e em sua maioria eles são cessacionistas, então depois dos apóstolos nunca teve mais nada disso também. O que acha dessa teoria?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O site deles está desatualizado mesmo, mas no blog e na página do facebook eles continuam postando novos materiais até hoje. Sobre se anjos continuam sendo enviados hoje, eu não vejo razões para pensar que não. Em parte nenhuma da Bíblia é dito que os anjos não poderiam mais aparecer depois da época do Novo Testamento, e há inúmeros relatos de pessoas que veem anjos em nossos dias (inclusive o meu avô teve uma experiência do tipo quando ele era mais jovem). Em relação aos demônios, essa coisa de que eles estavam aprisionados antes de Cristo é uma bobagem sem tamanho, se eles estavam presos então quem possuía Saul? O que não existia no Antigo Testamento era o EXORCISMO, mas possessão havia sim, eles só não sabiam como expulsar os demônios (porque só se expulsa em nome de Jesus, e Jesus não tinha vindo ainda). O que mudou então é que hoje nós podemos expulsar os demônios, por isso existem essas manifestações demoníacas externas (de um demônio que está resistindo a sair), da mesma forma que havia na época de Jesus, como narrado nos evangelhos. E dizer que eles voltaram a ser aprisionados depois de Cristo é zombar da Bíblia, que diz que o diabo anda como o leão ao nosso derredor, procurando a quem possa tragar. Isso não me parece nem um pouco a descrição de alguém que está preso. Infelizmente o cessacionismo é uma perversão total e flagrante da Bíblia, tudo o que eles fazem é criar teorias malucas e alucinantes para defender o indefensável, fazendo malabarismo com os textos bíblicos e negando a própria realidade.

      Excluir
  6. Bem... Se alguém tinha dúvida sobre aquele episódio do MC Qui e aquela garotinha na Disneylândia, esse vídeo serve pra colocar o último prego no caixão da reputação do MC:

    https://youtu.be/PJJaV87PqYE

    Deus lhes ilumine!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não faço ideia de quem seja MC Qui e nunca ouvi falar dessa tal garotinha da Disneylândia, mas se é MC eu dou meu total apoio (ao prego no caixão).

      Excluir
    2. Então... Vamos dançar!

      https://youtu.be/j9V78UbdzWI

      Excluir
  7. Banzolao e vc acha que o sobrenatural pode ser provado historicamente?O Bart Ehrman alega isso para dizer que a ressurreição de Jesus Cristo não pode ser provada historicamente,ele afirma que os próprios cristãos também tem preconceito com relatos sobrenaturais de outras tradições,ele afirma que há relatos que alegam que o rei Rômulo de Roma foi levado aos céus vivo e que Maomé viu o anjo Gabriel que ditou o Alcorão para ele

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não dá pra "provar" a ressurreição num sentido matemático, o que se pode fazer é mostrar que a ressurreição de Jesus é a explicação MAIS PLAUSÍVEL para o túmulo vazio, o qual pode ser provado historicamente. Ou seja, a ressurreição de Jesus tem por base um fato histórico (i.e, o túmulo vazio), mas para se chegar à conclusão da ressurreição usa-se de inferências lógicas (como por exemplo, a de que ninguém morreria por algo que sabe que é uma mentira). Então as provas históricas são o ponto de partida, mas para chegar ao ponto de chegada recorre-se também a evidências de outras naturezas.

      Excluir
    2. Gabriel Tavares, não é injusto cristãos negarem outros milagres pela simples razão que eles também negam os dos cristãos, por exemplo os muçulmanos dizem que nunca houve o milagre da ressurreição, então porque só os cristãos estão errados em negar os milagres dos outros mas eles não estão em negar os milagres dos cristãos? Pra um milagre ser verdadeiro tem que ter duas coisas, o que o Lucas disse de provar certas evidencias de um milagre, não o milagre inteiro é claro, porque é inexplicável, mas coisas como o tumulo vazio e relatos de muitas testemunhas etc. A maioria dos milagres de outras religiões são falsos porque não tem evidencia nenhuma, como as aparições de Maria. E mesmo que tal milagre talvez tenha ocorrido, deve-se provar se veio de Deus mesmo (isto é valido somente para os católicos e muçulmanos que dizem acreditar no mesmo Deus que os protestantes), pois Deus não faz milagres inúteis (tipo preservar um corpo morto por nenhum motivo), e nem com o único propósito de mostrar que Ele existe (Maomé no Islâ fez um certo milagre em relação a lua para mostrar que ele estava certo, Deus nunca faria isso, o próprio Jesus diz que Ele não faria milagres apenas para provar que quem Ele É, Mateus 16:1-5), todo milagre tem um propósito (como mostrar que Deus tem poder sobre os demônios e doenças, que Ele ajuda o Seu povo, etc) e não milagre só por ser milagre, sem significado nenhum.

      Excluir
    3. Olá Lucas, o que eu penso sobre milagres (qualquer que seja) descritos na Bíblia é o seguinte:
      "Se Deus existe e foi capaz de criar o universo e a vida com toda complexidade que vemos por que o mesmo Deus seria incapaz de operar milagres?" Concordas?

      Excluir
    4. "Se Deus existe e foi capaz de criar o universo e a vida com toda complexidade que vemos por que o mesmo Deus seria incapaz de operar milagres?" Concordas?"

      Totalmente. Por isso que a afirmação de que milagres são impossíveis é uma afirmação que parte da pressuposição de que Deus não existe. E é óbvio que se o ateísmo é parte da premissa do argumento, o argumento todo está contaminado (pela mesma razão que eu rejeito a apologética pressuposicionalista, que faz a mesma coisa só que do lado contrário).

      Excluir
  8. https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/2019/02/a-lesson-on-humility.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Good article, I agree with you. I think that being humble is being someone without egos, someone who doesn't mind being humiliated, someone who doesn't try to compete with other people to see who knows more or who is better at something, because know that everything that he is and everything that he has came from God, not from yourself, not by your own merit, ability or effort.

      Excluir
  9. Lucas estava falando com um ateu pela internet e vi que não importa a situação, Deus sempre sera visto como mal por eles (eu só montei esse dialogo abaixo com base em algumas coisas, não foi um dialogo real):

    A: Humanos fazem o mal, logo como Deus pode ser bom se ele permite o mal?
    C: Mas se Deus controlar a mente dos humanos para impedi-los de fazer o mal, então Ele não é bom, é apenas um ditador que criou robôs sem liberdade, é por isso que Ele deu a liberdade aos seres humanos para mostrar o lado bom e o lado mal, mas no tempo certo cada um terá sua retribuição, inclusive o mal sera punido.
    A: Sim, num inferno eterno, como Deus pode ser bom torturando eternamente?
    C: Mas o inferno não sera eterno, e sim temporário e proporcional aos pecados, depois a pessoa deixa de existir.
    A: Ufa, ainda bem que ele tortura só por um tempo.

    Basicamente o que eles querem é um Deus que faça tudo que eles tem em mente, senão Deus não existe ou Ele é injusto, sendo que a moralidade humana é facilmente influenciável. Uma criança que sofre bullying poderia achar injusto Deus não punir o agressor, e hitler poderia achar injusto Deus não punir os judeus pois Hitler se achava oprimido pelos judeus, e em nenhum dos casos Deus seria justo punindo aquela pessoa, porque alem do hitler ser um genocida, esta criança em questão também pode agredir outras crianças também, ou seja todos estão errados no final porque ninguém com consciência é isento de qualquer mal, porque Deus teria que se adequar a moralidade de cada um quanto ninguém é perfeitamente moral? Pelo contrario nós que deveríamos se adequar a moralidade dEle.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, muito bem falado. A verdade é que a grande maioria dos ateus não são ateus por terem bons argumentos, são ateus porque tem uma birra pessoal com Deus, por qualquer razão que seja (veja o meu comentário abaixo sobre isso, comentando um caso recente):

      http://www.lucasbanzoli.com/2020/04/por-que-jesus-nao-vai-voltar-agora-e.html?showComment=1587151634612#c5453893975229001624

      Um ateu de verdade não se preocupa em ficar espalhando o ateísmo para as outras pessoas ou em tentar "provar" que Deus não existe, não fica discutindo com cristãos ou zombando de quem pensa diferente, simplesmente vive a sua vida em paz, deixando as pessoas crerem no que quiserem. Muitos deles até gostariam que Deus existisse e acham que seriam mais felizes assim, mas não conseguem crer (veja o testemunho do Pirula por exemplo, ou do Arthur Mamãefalei). Pesquisas mostram que pessoas religiosas são consideravelmente mais felizes do que ateus, então esses ateus que ficam tentando convencer os outros do ateísmo é apenas um tipo de crente com mágoa de Deus, e justamente por ser uma pessoa frustrada e amargurada tenta descontar sua mágoa desse jeito, eu não consigo ver de modo diferente. Se uma pessoa acredita em Deus faz todo o sentido que ela pregue isso a outras pessoas, afinal vai querer salvá-las da morte eterna e lhes oferecer uma oportunidade de salvação, é um ato de amor ao próximo, mas se alguém é ateu vai tentar convencer os outros por que? Simplesmente viva a sua vida e deixe os outros em paz, ateu proselitista é gente problemática e transtornada que acha que vai compensar o seu vazio existencial atacando as crenças dos outros, mesmo sem qualquer argumento decente.

      Excluir
  10. Lucas, o que você acha da apologética pressuposicionalista?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho uma coisa horrível, sem lógica, sem pé nem cabeça, não sei como as pessoas defendem isso. Pressupor que o Cristianismo é verdadeiro para defender o Cristianismo é o mesmo que um muçulmano pressupor que o Islã é verdadeiro para defender o Islã, ou um ateu pressupor que Deus não existe para defender o ateísmo, como debater com alguém assim? Quando a conclusão já é parte da premissa, todo o debate se torna um teatro inútil e sem sentido.

      Excluir
    2. Veja esse debate entre um cristão pressuposicionalista e um ateu:

      https://www.youtube.com/watch?v=N9PHv5aZrFw&t=1407s

      Eu não entendi nada do que o cristão disse. Achei um raciocínio estranho. Mas parece fazer efeito em ateus.

      Excluir
    3. Só se for o efeito de causar gargalhadas. Esse tipo de apologética é de dar vergonha alheia.

      Excluir
    4. Quem são amantes desse tipo de apologética são aqueles calvinistas mais rígidos, como os seguidores de Gordon Clark e Vincent Cheung. Eles utilizam essa apologética pra tentar provar qualquer absurdo, como predestinação incondicional ao inferno dos "réprobos", inclusive bebês. Não sei se todos os Clarkeanos e Cheunguianos defendem isso, mas muitos defendem. Sempre utilizam aquela velha pergunta tosca: "por qual padrão?" Utilizam todo esse emaranhado filosófico pra tentar deixar a outra pessoa sem resposta.

      Excluir
    5. "Utilizam todo esse emaranhado filosófico pra tentar deixar a outra pessoa sem resposta"

      Ou seja, o mesmo que qualquer sofista. Lembra muito o estilo dos escolásticos: na falta de qualquer bom argumento, apelavam para "encruzilhadas" filosóficas pseudointelectuais, pra pegar as pessoas com menos bagagem filosófica. A intenção nunca é chegar à verdade a partir de argumentos claros, mas confundir o oponente através de sofismas.

      Excluir
  11. Perfeito, Lucas, muito bom mesmo e muito bem explicado. O mal realmente está é em nossos olhos (humanos), porque temos os olhos maus, e não nas Escrituras Sagradas. Esse é o discernimento correto, o único (pelo menos até o presente momento, dos que eu já vi) que faz todo sentido e, isto, claro, porque está certo, é porque o correto, é a verdade. Louvado seja Yahu, o Criador e Yahushua (Jesus, para você), o Filho de Yahu, e que o Espírito Puro da verdade continue a te iluminar, irmão.

    ResponderExcluir
  12. If the wine at the Mass becomes the blood of Christ upon consecration by the priest, then why not use it as a substitute when blood shortages occur?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. I'm also curious (as long as I'm not the patient who needs the blood).

      Excluir
  13. [1 John] 3:14 Cf. 5:24. Because introduces the reason why we know, not why we have passed out of death.

    [1 John] 3:15 Hates...murderer. Cf. Mt 5:21-22.

    [1 John] 3:19-20 By this, by loving in deed and truth (18) and so having God's love abiding in us (17), we shall know that the truth which sets men free from sin and self (cf. Jn 8:32) has sway over us and determines our actions. Then the accusation of our consciences (hearts, 19, 20) will fall silent before the mightier testimony of our deeds and, much more, before the mightier testimony of our God, whose love lives in our hearts. In that love He is mightier (greater) than our faltering human hearts; that love is the awesome love of the God who forgives (Ps. 130:4), the love of Him who says, "I will not execute my fierce anger...FOR I am God and not man, the Holy One in your midst" (Hos 11:9), the love whose measure our hearts cannot take (Ro 5:6-8).

    [1 John] 3:20 He knows everything. Cf. Mt 25:31-45, where the Son of Man, as divine Judge, knows and values deeds of love which those who did them would not dare to plead in their own behalf.

    [1 John] 3:24 The Spirit. The mention of the Spirit serves a twofold function. It makes clear that our assured consciousness of God's love in our lives is not our own subjective mood-making but God's own work; and it provides a transition to 4:1-6, with its antithesis between "the Spirit of God and...the spirit of antichrist." (2, 3)

    Martin Franzmann and Walter H. Roehrs, Concordia Self-study Commentary [commentary on 1 John], p. 275

    ResponderExcluir
  14. Paz do Senhor, estava aqui pensando com meus botões: "SE os ateus/liberais/críticos da Bíblia/etc buscasse MESMO as respostas, com certeza o números deles cairia e muito", pena que muitos não querem mesmo saber (são os famosos "haters").

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não querem mesmo, não estão em busca de respostas sinceras, só querem arrumar pretextos pra justificar sua descrença. Como eu disse no final do texto, tem muita gente soberba que acha que sabe tudo e aí quando não consegue interpretar uma coisa acha que a Bíblia é que está errada, porque é inconcebível para elas a possibilidade de que quem esteja errado seja elas, devido às suas limitações intelectuais que as impedem de encontrar a resposta. Então quando elas veem que outra pessoa encontrou a resposta que elas não encontraram elas não aceitam, não dão o braço a torcer porque não podem lidar com o fato de que alguém sabe mais do que elas, então ficam insistindo e martelando no erro. Caso diferente ocorre com quem reconhece suas limitações e sabe que não ter uma resposta hoje não é o mesmo que "não existir resposta". Eu por exemplo já tive muitas dúvidas sobre muita coisa, e para cada uma delas obtive uma resposta satisfatória em um momento ou outro, mesmo que isso não ocorresse imediatamente. Mas se eu fosse um desses ateus todynho arrogantes iria concluir que a Bíblia é falsa logo na primeira vez que encontrasse um problema que não soubesse solucionar, e depois para manter o meu orgulho e o meu ego iria insistir no erro mesmo depois que visse uma resposta satisfatória (ainda mais se tivesse passado tanto tempo tentando convencer outras pessoas de que a Bíblia é uma fraude e etc).

      Excluir
  15. Foi a melhor e mais convincente harmonização que já vi! Vc é incrível, Lucas. Deus te abençoe sempre!

    ResponderExcluir
  16. Lucas, o movimento anti-judaico tá crescendo muito ultimamente pela internete, qual a sua opinião sobre isso? Acho que seria bacana se futuramente vcs escrevesse um artigo sobre isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu escrevi um comentário assim (não apareceu aqui ainda), na internet estas pessoas usam bots e fake news pra fazer o movimento parecer maior do que realmente é, claro que não da pra negar que existem estes loucos em muitos lugares, e não devemos subestimar eles, mas eles mentem pra parecer que são fortes e tão crescendo, quando na verdade são sempre as mesmas pessoas.

      Excluir
    2. Concordo com o Vinicius, se a gente se pautar pelos comentários de internet (youtube, facebook, twitter e o caramba a quatro) vai parecer que o mundo está superlotado de antissemitas, de defensores ferrenhos da Inquisição, de inimigos do Estado laico, de fascistas, de monarquistas, de anarcocapitalistas, de comunistas, de gente apaixonada pelo Lula ou pelo Bolsonaro e assim por diante. Mas se você sair na rua e fizer uma enquete com as pessoas comuns que for encontrando, verá que isso representa uma parcela muito pequena da sociedade, embora pareça maior na internet. Isso não se deve apenas aos "robôs", mas principalmente devido ao fato de que quem defende esse tipo de coisa é geralmente jovem rebelde ou adolescente mimado que passa o dia todo na internet sem nada pra fazer, aí fica vandalizando os fóruns de todo lugar. Um pai de família ou uma dona de casa nem sequer tem tempo de ficar se metendo nesses bate-bocas de internet, o cara trabalha o dia todo, chega em casa cansado e ainda tem que dar atenção pra esposa, cuidar dos filhos, descansar e tudo mais, a última coisa que vai pensar em fazer é entrar na internet pra discutir com fanáticos malucos em prol de pautas majoritárias (como a democracia, a república, a laicidade do Estado, a liberdade de expressão e etc). Por isso a internet não é um reflexo da sociedade como um todo, o que é um alívio no fim das contas.

      Excluir
  17. Lucas, já leu ou ouviu falar do livro abaixo:

    http://prnt.sc/s3gy5a

    Ainda não li de capa a capa. Contudo, através das minhas leituras de avaliação me pareceu um excelente livro de Apologética Cristã.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucas Alves, mandei uma mensagem naquele seu e-mail. Confira lá.

      Excluir
    2. Também não conheço esse livro, mas se for bom me avisa pra eu ler um dia :)

      Excluir
    3. Certo, Lucas. Depois que eu ler o livro por inteiro faço uma resenha para vc avaliar o conteúdo da obra e, assim, vc ver se vale a pena comprá-lo.

      Ok, João Moura. Ainda hoje passo o link pra vc por lá. Tenho certeza que vc vai apreciar essa biblioteca virtual.

      Excluir
  18. Lucas, eu queria ter dito isso no artigo anterior, mas me esqueci, então lá vai:

    O Que você acha da possibilidade do Presidente da França Emmanuel Macron ser o anticristo? Certa vez vi uns vídeos de teorias da Conspiração e de "Profetas" afirmando categoricamente que Macron é o anticristo, ou pelo menos um Potencial Anticristo:

    https://www.youtube.com/watch?v=Brt4GT1NPdU

    https://www.youtube.com/watch?v=frV5nZNyTQw

    https://www.youtube.com/watch?v=wXPz2Dv2w9Y

    https://www.youtube.com/watch?v=SHhzjN0YnXs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como eu disse no meu artigo anterior, eu não creio que Jesus voltará agora nos próximos anos, então quando voltar o Macron provavelmente nem estará vivo, e se estiver não será mais a pessoa de influência e destaque que tem hoje. Sem falar que na minha opinião o anticristo será alguém com ampla popularidade e aceitação, será uma espécie de "ídolo" para muita gente, uma versão "melhorada" do Obama em termos de carisma e aclamação popular, algo que o Macron não tem nem na França (onde sofre com um índice elevado de rejeição), que dirá no mundo todo. Vale lembrar que essa mesma gente que diz hoje que o Macron é o anticristo há tempos atrás dizia que era o Bush, o Tony Blair, o príncipe Charles, o Obama, o Trump, o Jared Kushner e outros tantos que surgem o tempo todo, cada hora vão mudando os nomes, daqui a pouco vão falar que é o Bolsonaro.

      Excluir
  19. Comente:

    https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2020/04/21/interna_politica,846756/para-derrubar-bolsonaro-so-se-for-a-bala-afirma-roberto-jefferson.shtml

    https://jovempan.com.br/programas/os-pingos-nos-is/roberto-jefferson-maia-impeachment-bolsonaro-reeleicao-camara.html

    https://politica.estadao.com.br/noticias/geral,parlamentares-criticam-declaracoes-de-jefferson-sobre-suposta-trama-para-derrubar-bolsonaro,70003277708

    https://veja.abril.com.br/blog/maquiavel/tese-de-golpe-contra-bolsonaro-ressuscita-roberto-jefferson/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não duvidaria nada disso. O Bolsonaro tem muitos inimigos (muitos ideológicos que já tinha de longa data e outros tantos que foi conquistando com erros de gestão), e o Brasil tem um histórico "impeachmista" (dos quatro presidentes eleitos antes do Bolsonaro desde a redemocratização, dois sofreram impeachment, sem falar que o Temer que nem eleito foi só não caiu por causa do voto de minerva do Gilmar Mendes na cassação da chapa), sem falar que a mídia de forma geral não gosta nada dele e também tem caído o apoio popular (muitos que o defendiam com unhas e dentes em 2018 hoje são praticamente tão inimigos quanto a esquerda), ou seja, o cenário já está todo montado para isso (o que não significa necessariamente que vá acontecer, nem que o Jefferson esteja dizendo a verdade sobre a suposta "conspiração").

      Excluir
  20. Isso foi que o Bolsonaro fez foi imoral:

    https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2020/04/19/jair-bolsoanaro-nao-queremos-negociar-nada-manifestacao-anti-congresso.htm

    https://www.poder360.com.br/midia/congressistas-e-personalidades-criticam-bolsonaro-por-ato-a-favor-do-ai-5/

    https://www.poder360.com.br/coronavirus/frente-nacional-de-prefeitos-repudia-discurso-de-bolsonaro-em-protesto-pelo-ai-5/

    O Que Esses Petistas da Direita fizeram foi INCONSTITUCIONAL! Eles vivem usando como pretexto para legitimar um Golpe de Estado militar o Art. 142 da CF/88, que não fala nada disso, pelo que eu estudei nesses 1 ano e meio como Estudante de Direita, é que o artigo em questão (142 da CF/88) não fala ABSOLUTAMENTE NADA de "Intervenção" num pretexto de Golpe de Estado e Sim, em casos de calamidade pública, Estado de Emergência ou de Defesa, no qual deverá-se-à convocar as Forças Armadas para intervir em casos de ajuda urgentes e necessários, na qual não se admita demora. Além disso, o Bolsonaro está com suspeita de Coronavírus (ele até hoje não mostrou os testes que negam o resultado, inclusive os mandou omitir), em um ambiente cheio de pessoas (formando uma aglomeração) e ainda cumprimentando e apertando as mãos dos "manifestantes".

    E o curioso é que os MESMOS caras estão chamando as medidas de prevenção (contra a COVID-19) dos Prefeitos e Governadores de Ditadura, os mesmos pedem a volta do Infame e Maldito Ato Institucional nº5. Tanto é que, recentemente o Bananinha postou esse vídeo (obviamente editado, que foi desmascarado):

    https://twitter.com/bolsonarosp/status/1251856295046590469 (manipulado)

    https://www.youtube.com/watch?v=RX7SN9Zxa94 (real)

    Isso além de ser contraditório, é completamente Imoral, defender a Volta da Ditadura Militar (ou mesmo da Monarquia do Brasil império) por si só já é uma coisa nojenta, É jogar a luta de nossos avós e bisavós pela Democracia no LIXO! (Vide os Jovens Heróis que morreram lutando pela Democracia e pela Constituição na Revolução Constitucionalista de 1932 e os Jovens que verdadeiramente lutavam pela volta da Democracia durante o Regime Militar). É ESSE TIPO DE ATITUDE QUE ME FAZ TER NOJO E VERGONHA DE SER BRASILEIRO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso sem falar que ele estava tossindo O TEMPO TODO, não parava de tossir sem parar, eles tiveram até que editar o vídeo pra cortar essas partes porque a cada frase que ele dizia precisava parar pra tossir um monte, enquanto isso o gado (com chances de contrair o vírus) aplaudindo e exaltando. É o tipo de coisa incrível que continue acontecendo em pleno século XXI, parece o tipo de populismo barato adequado a uma civilização primitiva de séculos passados, o tipo de coisa que se fazia a reis encarados como divindades como os faraós ou Luís XIV.

      Excluir
  21. Sinto muito se o Texto que eu escrevi ficou muito longo, mas é que, como bem disse o Renan (não sei se você sabia, mas ele já foi um Ex-estudante de Direito) nesse vídeo, a partir do Momento em que você estuda Direito, você automaticamente planta dentro de seu coração e alma o desejo de Lutar pela Democracia, de Lutar pela República, de Lutar pelos Direitos do Povo custe o que custar, e como futuro magistrado esse será o Meu Dever:

    https://www.youtube.com/watch?v=BBE839nq3H8

    ResponderExcluir
  22. Lucas um catolico me mostrou 3 citações de pais da igreja que criam na intercessão de mortos, inclusive no século II. O bruno falou que essa crença não existia na epoca de Inácio e temos ai uma citação dele tb Veja :

    Inácio de Antioquia : “Meu espírito se sacrifica por vós, não somente agora, mas também quando eu chegar a Deus”. (Aos Tralianos, n. 13,3).

    Clemente de Alexandria : “Deste modo está ele [o verdadeiro cristão] sempre puro para oração. Ele também reza na sociedade dos anjos, como sendo já da classe dos anjos, e ele nunca está fora da sagrada proteção deles; e pensou que rezava sozinho, [mas] ele tem o coro dos santos permanecendo com ele [em oração]” (Miscellanies 7, 12)

    Cirilo de Jerusalém : “Então, [durante a oração eucarística] nos lembramos também daqueles que adormeceram antes de nós: primeiro os patriarcas, profetas, apóstolos e mártires, para que Deus, por meio de suas orações e súplicas, se digne a receber às nossas”. (Leituras Catequéticas 23, 9).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem falou Paulo, "Eu sei que depois da minha partida entrarão no meio de vós lobos cruéis que não pouparão rebanho" Atos 20:29.

      Muitos dos chamados pais da Igreja, que despontaram depois da morte de Paulo e dos outros Apóstolos, foram terríveis lobos devoradores. Sem contar aqueles que tiveram seus escritos adulterados. Digo isso para ser justo com alguns.

      Excluir
    2. Mateus, permita a intromissão,
      "... um catolico me mostrou 3 citações de pais da igreja..."
      E NENHUMA da Palavra de Deus. Essa é a nossa Bandeira: Vamos crer no que a Bíblia deixou registrado.
      Obrigado pela participação Lucas.

      Excluir
    3. Vamos lá:

      1) O texto não está falando de intercessão e nem de oração em momento nenhum, muito menos diz que tal coisa ocorreria quando sua alma saísse do corpo para o céu antes da ressurreição. Como eu mostro no meu livro "Os Pais da Igreja contra a Imortalidade da Alma", a crença de Inácio era a de que ele reencontraria os crentes a quem escrevia na ressurreição, e este é o momento em que ele chegaria na presença de Deus e se sacrificaria por eles, não como alma penada. Isso é algo que se faz vivo, não morto.

      2) O texto não fala de orar aos anjos, mas sim que os anjos nos acompanham em nossas orações (da mesma forma que nos guardam em qualquer outra situação da vida, nós nunca estamos sozinhos). É o mesmo sentido em que Paulo escreve 1Tm 5:21, por exemplo.

      3) Esse é um trecho espúrio da obra de Cirilo que não foi ele que escreveu. Além disso, nada fala de orarmos aos mortos, mas apenas que os mortos oram pela gente no céu (o que não deixa de ser um erro bizarro, mas que já existia nessa época, em pleno século IV). O Bruno Lima tem uma série de artigos excelentes onde ele prova que não existia a crença na intercessão dos santos nos Pais pré-nicenos:

      http://respostascristas.blogspot.com/2017/10/oracao-aos-santos-e-o-desespero.html

      http://respostascristas.blogspot.com/2017/10/origenes-contra-oracao-aos-santos-e.html

      http://respostascristas.blogspot.com/2017/10/oracao-aos-santos-e-o-desespero.html

      http://respostascristas.blogspot.com/2017/10/a-oracao-aos-santos-no-periodo-pos_19.html

      http://respostascristas.blogspot.com/2017/10/a-oracao-aos-santos-no-periodo-pos.html

      Excluir
    4. não entendi a 1 : como ele iria se sacrificar a Deus depois da ressurreição ? O que ele vai fazer depois da ressurreição ?

      Os anjos nos acompanham em nossas orações como cria origenes ?

      Excluir
    5. "não entendi a 1: como ele iria se sacrificar a Deus depois da ressurreição? O que ele vai fazer depois da ressurreição?"

      Ele não fala de se sacrificar a Deus, mas aos cristãos da igreja à qual ele escreve. O sentido é o mesmo de quando ele diz aos efésios que "sou vossa vítima e me ofereço em sacrifício por vossa Igreja, efésios, que será celebrada pelos séculos" (c. 8). Trata-se de se dedicar a eles, inclusive a versão que eu tenho aqui nem usa a palavra "sacrifício", mas "empenho": "Meu espírito por vós se empenha, não apenas agora, também quando com Deus me encontrar". A gente não vai deixar de se empenhar pelo próximo quando ressuscitarmos, vamos continuar nos esforçando em dar o nosso melhor por todos, é isso o que Inácio dizia.

      "Os anjos nos acompanham em nossas orações como cria origenes?"

      Os anjos nos acompanham em todos os momentos, inclusive quando estamos orando.

      Excluir
    6. O que Inácio quer dizer então se refere ao trabalho que teremos na vida eterna, é isso ? Pois na eternidade ninguém ficará parado, iremos trabalhar e desempenhar funções específicas. Esse é o sacrificar que ele se refere ? Sacrificar pra ele é trabalhar na eternidade.

      Oa anjos nos acompanham ? Eu não creio em anjo da guarda individual e nem vejo base bíblica pra isso ... o que creio e vejo na bíblia é que Deus pode sim mandar anjos para exercer algumas funções e trabalhos para as pessoas ...

      Excluir
    7. "O que Inácio quer dizer então se refere ao trabalho que teremos na vida eterna, é isso?"

      Não ao trabalho em si mas ao empenho que teremos para com as outras pessoas.

      "Eu não creio em anjo da guarda individual e nem vejo base bíblica pra isso"

      Eu creio sim. Veja Atos 12:15, quando Pedro batia à porta e as pessoas disseram que "deve ser o anjo dele". Ou então Mateus 18:10, que falando das criancinhas, diz que "os anjos DELES nos céus estão sempre vendo a face do Pai".

      Excluir
  23. Um problema da internet e de videos gravados em ângulos certos é que faz parecer certos movimentos parecerem maior do que realmente são. Os bolsogado são uma pequena parcela dos que votaram no bolsonaro, mas eles ficam criando fakes na internet, disparando porcaria por whatsapp e gravando estes videos nas manifestações em ângulos certos pra parecerem que eles são mais de cem milhões dos brasileiros, mas a maior manipulação que eles fazem é com palavra, ouse criticar estas manifestações ridículas e eles vão falar "você esta contra o brasil", "isto é o que o povo quer", "temos que tirar os vermelhos de lá pra colocar o povo no poder", ou seja, estas pessoas insignificantes fazem o movimento fazer parecer muito maior, e realmente estão convencidas de que representam "o povo inteiro" e coisa do tipo, é simplesmente ridículo. Fora que estão pedindo intervenção militar sobre a bandeira de "o povo governar junto com o presidente", do jeito que fazem até parece ser comunismo, e se você ver o vide-o que o nando moura postou ontem, o ovelho de otário ta até mesmo usando palavras como revolução, predestinação e povo no poder. Os gados viraram revolucionários sanguinários.

    Outro movimento que as vezes parece estar aumentando mas só tem algumas dezenas de pessoas, são pessoas com pensamento incel ou mgtow, que dizem que os muçulmanos tratam as mulheres da maneira certa e que os cristãos "afrouxaram" a sociedade, e que seria melhor todo mundo virar muçulmano. Olha o absurdo que é este pensamento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem razão, eu comentei sobre isso aqui (no seu outro comentário mais acima):

      http://www.lucasbanzoli.com/2020/04/os-relatos-da-ressurreicao-de-jesus-sao.html?showComment=1587589402709#c2751208004486605086

      Só esqueci de mencionar esses tal de "mgtow", que eu nem sabia da existência até um ou dois anos atrás no máximo, quando vi uns vídeos grotescos que me foram enviados aqui. E pode ver que a base de todos esses movimentos são jovens rebeldes e modinhas de mente instável e fraca que acham que existe uma forma fácil e rápida de mudar o mundo (seja fazendo uma revolução comunista, ou restaurando uma teocracia católica, ou voltando a monarquia, ou abolindo o Estado, ou um tanto de "solução" idiota defendida por gente que não conhece nada do mundo). Isso que você disse sobre essa gente estar convencida de que elas representam o povo inteiro é a mais pura verdade, eles se isolam numa bolha a tal ponto que tudo o que ouvem é da bolha, tudo o que assistem é da bolha, tudo o que leem é da bolha, todos os seus amigos e contatos são da bolha, aí eles criam na cabeça deles que aquele mundinho da bolha deles é o mundo real, quando é uma parcela bem pequena do mesmo. Por isso eles ficam tão revoltados e escandalizados com quem pensa diferente deles, acham isso inadmissível, já que eles próprios se doutrinam a tal ponto que fazem lavagem cerebral em si mesmos. Esse é o grande vício do nosso cérebro: ele funciona na base de dopamina, que é ativada quando nós fazemos algo prazeroso, e como não é nada prazeroso ouvir aquilo que contraria completamente a nossa opinião, o cérebro prefere ficar ouvindo sempre aquilo que lhe agrada, isto é, o que concorda com seus pontos de vista prévios, e rechaçar todo o resto. Por isso existe tanta gente fanática que mergulha em bolhas de todos os tipos, e por isso é tão difícil sair delas.

      Excluir
    2. estes videos de mgtow são grotescos mesmos. Eu li em um site uma vez um cara que não era mgtow, e questionou um mgtow com a pergunta "se sua esposa estivesse doente, você cuidaria dela?", era algo assim, e o mgtow respondeu que não pois seria perda de tempo, e por isso ele nunca casaria mesmo. Em sua maioria são caras que reclamam que não entram em relacionados ou coisas assim, mas se entrasse não dariam a minima para a parceira, ou seja eles reclamam das mulheres, mas as tratariam muito piores se pudessem.

      Excluir
  24. Slave Lucas, como você acha que da para barrar o ecumenismo entre evangélicos e católicos? Vejo cada ves mais evangélicos falando que catolicos sao irmaos de fé, mesmo sendo 99,9% diferente, o argumento é sempre o mesmo, "eles creem em Jesus"; se for assim por que nao fazem ecumenismo com os espiritas???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não somente com os espíritas, mas também com as testemunhas de Jeová, os mórmons, os muçulmanos, os hindus, até com os da Nova Era e de seitas macabras. Todos eles creem em Jesus de alguma forma: para uns ele é um "espírito muito evoluído", para outros é um grande profeta, para outros é o primeiro ser criado por Deus, para outros é um "grande professor de moral", e, no caso católico, um bebê indefeso que precisa de Maria pra tudo, e que não é nada sem ela. Eu não acho que temos algo a fazer para "barrar" o ecumenismo, a não ser a própria pregação pura e simples do evangelho como sempre foi pregado, que elimina automaticamente os falsos ensinos e que leva às pessoas à consciência de quem Deus é.

      Excluir
  25. Alguns críticos dizem que o evangelho de João não é um evangelho histórico, mas um evangelho teológico.

    Sempre que tenha desavenças, o primeiro descartado por eles é o de João, por ser mais novo e ser visto apenas como didático.

    Por exemplo, falam que a história da mulher adúltera de João 8:4-11 nunca existiu, mas serve de lição de moral.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso seria negar a inspiração do evangelho, adotando uma linha liberal desnecessária, já que não existe nenhuma contradição real entre o evangelho de João e os outros evangelhos, todos podem ser perfeitamente harmonizados. Em relação a esse texto da mulher adúltera trata-se de um problema de crítica textual (textos que existem em alguns manuscritos mas não constam em outros), isso acontece com os outros evangelhos também, mas são poucos os textos duvidosos no NT e nenhum que envolva uma doutrina basilar ou questão de salvação. Mais de 99% dos manuscritos antigos do NT concordam entre si, e a fração que resta não afeta nenhum dogma de fé, os quais podem ser facilmente defendidos na ausência deles. Sobre isso eu escrevi aqui:

      http://ateismorefutado.blogspot.com/2014/12/a-autenticidade-do-novo-testamento.html

      Excluir
  26. Lucas, primeiramente, quero dizer que a sua beleza me encanta, e a sua sabedoria me fascina, e a tua fé me assombra!! Parabens meu grande amigo.Te indico assistir essa live;
    https://youtu.be/36_6GjEKOvA
    Pr Lamartine posela e Roselen Faccio, que conduz igrejas na Italia e outros paises da Europa. Ela conta que nasceu num lar metade catolico\ateu por parte de seu pai, que dizia que se fosse para ter uma religião seria católico, e outra metade Testemunha de Jeova pela sua mãe, quando tinha treze anos foi numa reuniao carismatica na Icar e entao se interessou por eles dizerem que Jesus é Deus ao contrário das T. Jeova, o que a levou a dizer a Jesus que se ele realmente é Deus que se revelasse a ela e um anjo pegou em suas mãos.
    Apartir de então ela começou a servir a Deus ali e com os anos o Senhor foi mostrando a ela os sérios erros da ICAR ate que ela veio a sair de ela e partcipar do protestantismo. Ela comenta alguns dos ensinos ANTI BIBLICOS da ICAR, apesar disso ela afirma que há crentes sinceros por lá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Curti muito o testemunho dela, eu comecei assistindo pretendendo ver só um trecho mas acabei vendo inteiro, é bem cativante. E ela conhece o Subirá desde antes dele ser casado e quando a igreja dele tinha só três membros, e eu ainda pensando que o conhecia de longa data, lol

      Excluir
  27. Banzolao como vc explica o fato de muitas vezes o crente fiel passa por muitas dificuldades e sofrimentos na vida terena e o ímpio não passa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que uma coisa tem a ver com a outra? A recompensa do crente não é a vida presente, é a vida eterna. Essa forma de pensar as coisas parte de um pressuposto extremamente materialista, como se tudo terminasse aqui. O próprio Paulo disse que se as coisas fossem assim, nós cristãos seríamos os mais miseráveis do mundo, os mais dignos de lástima (1Co 15:19). A mensagem do evangelho não é de ganhar a vida presente e a futura, mas de PERDER a vida presente para conquistar a vida eterna (Mt 16:25-26), o que é uma troca muito justa, se considerarmos que a vida presente é uma coisa ínfima e insignificante se comparada à eternidade.

      Excluir
  28. Os teólogos liberais e ateus criticam a bíblia dizendo que é um livro mitológico porque tem demônios causando doenças ou coisas semelhantes. Mas esta teoria não faz sentido pois alem do fato de que a bíblia diferencia doenças naturais da possessão demoníaca, tem outra coisa também, é que os possessos sempre quando veem Jesus dizem coisas como "veio nos destruir"?, "sei quem tu es, o Santo de Deus", e quando um demônio vê Paulo também diz a mesma coisa "este homem é servo do Deus Altíssimo". Ou seja, o que deveria acontecer é o evangelista escrever que "o demônio possuiu a pessoa, ela ficou doente mas Jesus expulsou e foi curada", mas não nestes casos, eles registram "o demônio reconheceu a Jesus e o chamou de Filho de Deus", se não houvesse possessão de verdade, então estas frases não fariam sentido nenhum, porque todas as pessoas com estes sinais de loucura não falariam as mesmas coisas, os evangelistas apenas registraram o que viram e ouviram, e eles não poderiam inventar supostas frases que talvez demônios pudesse falar (porque na realidade não existiria demônio algum, apenas pessoas loucas, que não falariam frases bem construídas como estas).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa tese de que a possessão demoníaca é uma "coisa de gente louca" (uma tentativa naturalista de explicar as coisas sob um viés ateísta) é a coisa mais sem sentido que eu já vi. Primeiro que nenhum louco fica daquele jeito, se você for num hospício não vai achar ninguém assim, a loucura tem manifestações diferentes (tipo os vídeos do Paulo Kogos). Segundo que isso não explica por que a manifestação só cessa quando o demônio é repreendido em nome de Jesus (por que não em nome de Alá, de Maria, do seu José da Esquina ou qualquer outro?). Terceiro que isso não explica por que é um fenômeno praticamente exclusivamente cristão (você não vê isso acontecer entre os budistas ou muçulmanos, mas lá existe gente louca como aqui), especialmente presente em igrejas (o que faz todo o sentido sob um prisma espiritual, mas nenhum sob o ponto de vista naturalista). Terceiro que isso não explica por que a voz da pessoa muda desse jeito e o indivíduo perde a consciência, mas mesmo assim continua entendendo o que a outra pessoa diz e é capaz de respondê-la "racionalmente" (louco não age assim). Quarto que isso não explica como essas "pessoas loucas" conseguem acertar com precisão detalhes da vida privada das pessoas que elas nem conhecem (mas os demônios sim). Quinto que isso não explica por que tal coisa sempre acontece com quem tem uma vida de pecado (eu nunca vi uma pessoa certinha cair endemoniada, nos retiros que eu fui sempre quem ficava possesso era quem todo mundo via que tinha uma vida dupla), e a lista vai longe. No fim das contas a única saída que resta ao ateu é dizer que todos os casos de possessão demoníaca em toda a história são todos encenações teatrais, o que é ridículo, mas essas "explicações" naturalistas para o fenômeno sobrenatural são mais ridículas ainda.

      Excluir
    2. Acho que o que mais suja a imagem das verdadeiras possessões são os famosos "teatrinhos" desse naipe aqui:

      https://youtu.be/VS0xXYPG5k8

      https://youtu.be/54IudQgEcSA

      E pelo visto o pessoal dos vídeos acima não possuem sequer um pingo do senso do ridículo.
      É realmente lamentável que muitas igrejas hoje em dia ainda se prestam pra fazer esse tipo de coisa (e geralmente são as mesmas igrejas que pregam a teologia da prosperidade e vendem bugigangas ungidas).

      Excluir
    3. É inacreditável que as pessoas não percebam o teatro, o cara nem sequer consegue encenar bem, tanto o roteiro como a atuação são esdrúxulos.

      PS: esse cara aí do segundo vídeo deveria jogar no SPFC, quem sabe assim sairíamos da seca de títulos :(

      Excluir
  29. https://www.catholicculture.org/culture/library/view.cfm?recnum=723

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. The prohibition of Jehovah's Witnesses to blood transfusion is unfortunate, since what the Bible prohibits is to eat blood (as in cannibalistic practices), not blood transfusion (for the purpose of saving lives).

      Excluir
  30. https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/2020/04/sweeter-than-honey.html

    ResponderExcluir
  31. https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/2020/04/is-king-james-versions-rendering-of-son.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. I think it was an appearance of Christ in the form of an angel (probably the same "angel of the Lord" so mentioned in the Old Testament).

      Excluir
  32. Lucas, bom dia. Não consegui perguntar na página do seu texto " Quem acompanha Jesus na sua vinda?", de janeiro 10, 2016. Também não encontrei um endereço de email seu para lhe escrever. Se possível for, pode me tirar essa dúvida? No seu entendimento, então, quem são aqueles que voltam com Jesus vestidos de linho fino e puro, que está lá em Apocalipse 19. 8 e 14 ==>> E foi-lhe dado que se vestisse de linho fino, puro e resplandecente; porque o linho fino são as justiças dos santos. verso 14. E seguiam-no os exércitos no céu em cavalos brancos, e vestidos de linho fino, branco e puro. E uma última dúvida que você postou, mas não me respondeu, nesse link: http://www.lucasbanzoli.com/2015/07/artigos-sobre-imortalidade-da-alma.html#comment-form: onde esteve Jesus durante os dias que permaneceu morto? Muito obrigado, de antemão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os que voltam com Jesus vestidos de linho fino são os anjos (que são assim descritos em Apocalipse 15:6), o que é reforçado pelo uso do termo «exército», que remete a alguém que tem essa função, e os anjos estão sempre batalhando com os demônios nas regiões celestiais (Dn 10:13), diferentemente de pessoas comuns que foram salvas e não tem nenhuma habilidade em batalha nem jamais foram descritas como parte de um "exército do céu". Some a isso o fato de que sempre que a Bíblia menciona alguém vindo junto com Jesus (o acompanhando na Sua volta) se refere sempre aos anjos:

      “Pois o Filho do homem virá na glória de seu Pai, COM OS SEUS ANJOS, e então recompensará a cada um de acordo com o que tenha feito” (Mateus 16:27)

      “Se alguém se envergonhar de mim e das minhas palavras nesta geração adúltera e pecadora, o Filho do homem se envergonhará dele quando vier na glória de seu Pai COM OS SANTOS ANJOS" (Marcos 8:38)

      "Quando o Filho do homem vier em sua glória, COM TODOS OS ANJOS, assentar-se-á em seu trono na glória celestial” (Mateus 25:31)

      “E ele ENVIARÁ OS SEUS ANJOS com grande som de trombeta, e estes reunirão os seus eleitos dos quatro ventos, de uma a outra extremidade dos céus” (Mateus 24:31)

      “E dar alívio a vocês, que estão sendo atribulados, e a nós também. Isso acontecerá quando o Senhor Jesus for revelado lá do céu, COM OS SEUS ANJOS PODEROSOS, em meio a chamas flamejantes” (2ª Tessalonicenses 1:7)

      Então precisamos separar os que tem linhos finos no verso 8 daqueles mencionados no verso 14. Embora ambos tenham linhos finos, trata-se de perícopes diferentes, aludindo a personagens distintos. O linho fino por si só significa que é alguém justo, tanto os homens como os anjos são descritos assim na Bíblia, mas batalhar no céu e acompanhar Jesus na sua volta é coisa exclusiva dos anjos.

      Sobre onde Jesus esteve nos três dias em que esteve morto, se você se refere a Jesus como homem, esteve na sepultura. Mas se está falando de Jesus como Deus, neste sentido ele nunca morreu, porque Deus é imortal e por isso é impossível que se mate uma divindade. Neste caso não faz muito sentido perguntar sobre "onde" esteve, pois o "onde" remete a uma concepção geográfica e Deus é um ser atemporal e ilimitado, por isso mesmo onipresente. Mas como um ser humano, Jesus teve o mesmo destino que qualquer um de nós depois da morte, não tinha nenhuma alma imortal saindo do corpo ou algo do tipo (ps: como eu te respondi por aqui vou excluir o comentário de lá, qualquer coisa comente em cima desse meu comentário atual).

      Excluir
    2. Lucas, muito obrigado pelas respostas, que me convenceram, e pela sua atenção. Grande abraço e que Deus continue te iluminando.

      Eu vou ler mais um pouco sobre os seus artigos que falam acerca da alma não está consciente após a morte. A minha maior dúvida ainda continua sendo as palavras de Jesus ao ladrão na cruz, a explicação da pontuação não me convenceu ainda, e o fato de Jesus ter nominado a Lázaro naquele episódio com o rico que alguns falam que se chamava Epulão.

      Excluir
    3. Lucas, poderia falar alguma coisa sobre esse comentário?

      "Por outro lado, costuma-se também citar as palavras de Jesus ressurreto, no evangelho de João:

      Disse-lhe Jesus: Deixa de me tocar, porque ainda não subi ao Pai; mas vai a meus irmãos e dize-lhes que eu subo para meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus. - João 20:17

      O objetivo é demonstrar que Jesus não poderia ter ido ao paraíso naquele mesmo dia, pois depois, ao ressuscitar, ele teria dito que não tinha subido ao Pai ainda. Esta argumentação também é irrelevante, pois ela pressupõe que o paraíso mencionado por Jesus esteja localizado no céu, algo que não pode ser demonstrado através de textos bíblicos. Mesmo recorrendo-se à literatura judaica da época, que fala sobre a localização do paraíso, podemos perceber que o paraíso não é localizado onde Deus "habita". O segundo livro de Enoque, por exemplo, situa o paraíso no terceiro céu, sendo que Deus "habita" o sétimo céu (2 Enoque 3).

      link completo do texto :http://www.e-cristianismo.com.br/teologia/apologetica/a-pontuacao-de-lucas-23-43.html

      Excluir
    4. Como assim "não pode ser demonstrado através de textos bíblicos"? Paulo disse claramente que o Paraíso está no terceiro céu, basta olhar o paralelismo entre os versos 2 e 4 de 2ª Coríntios 12:

      “Conheço um homem em Cristo que há catorze anos FOI ARREBATADO AO TERCEIRO CÉU. Se foi no corpo ou fora do corpo, não sei; Deus o sabe. E sei que esse homem – se no corpo ou fora do corpo, não sei, mas Deus o sabe – FOI ARREBATADO AO PARAÍSO e ouviu coisas indizíveis, coisas que ao homem não é permitido falar” (2ª Coríntios 12:2-4)

      Tentar suprimir essa verdade por causa de um livro apócrifo que jamais foi considerado inspirado pelos judeus chega a ser ridículo. Esses livros estão cheios de lendas, mitos, distorções e fábulas infantis, ninguém deveria dar crédito a eles (muito menos quando o conteúdo em questão se choca com o que a Bíblia diz). A Bíblia nunca diz que existe mais do que um terceiro céu, inferir isso é ir "além do que está escrito" (1Co 4:6).

      Excluir
  33. Ola, Lucas! Como vai?

    Bem... me parece que a desculpa de "não é mentira; é omissão, logo, não é errado" não cola mais! De acordo com o protocolo SCANS(usado pela SWAT, FBI e CIA para detectar se alguém está dissimulando, não faz distinção entre mentir e omitir; como falado no vídeo abaixo a partir dos minutos 9:43 até 10:39(o final do vídeo).

    https://www.youtube.com/watch?v=qqGhcRmti6g

    Isso poderia causar uns problemas para aquela defesa que fazem em cima daquele texto que Deus manda o profeta Samuel omitir o que ia fazer(ungir Davi), como tentou explicar esse post:

    http://www.cacp.org.br/deus-compeliu-samuel-a-mentir/

    Como explicar então esse texto? Os ateus estão corretos então nessa situação?

    Deus lhe ilumine!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas desde quando a Bíblia está condicionada a esse protocolo criado milhares de anos depois dela? Isso seria como dizer que a Bíblia está errada porque seus autores não usaram as normas da ABNT para escrevê-la. Faz sentido nenhum. Claro que existem casos em que a omissão é grave (para omitir um crime, por exemplo), mas nada do tipo ocorre no texto relacionado a Samuel, onde a omissão foi feita para salvar a vida do profeta diante de um rei irado e louco.

      Excluir
    2. Lucas, qual sua explicação pra essa obsessão dos ateus em querer provar que a Bíblia está errada? São "estudos" após "estudos" que não provam nada mas a teimosia continua.

      Excluir
    3. É aquela vontade (para não dizer desespero) de tentar convencer a si mesmo de que Deus não existe, quando a própria consciência deles diz o contrário.

      Excluir
  34. https://youtu.be/WNob6et_gsA?t=202 avalie Lucas KKKKKKKKKKKKKKKK
    eu sei que é algo sério, mas não resisti, ele tá mt lunático

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Governo de extrema-esquerda comunista anticatólico que nós estamos vivendo"

      HSUAHSUAHSUAHSUASHASUH

      Daqui a pouco a mamãe pede pra ele apagar esse vídeo também e pedir desculpas igual fez com o do Dória :/

      Isso só não foi mais engraçado do que isso:

      https://www.youtube.com/watch?v=jQQo9ca5im8

      Excluir
    2. AHAHAHAH uma das coisas mais aleatória que eu já vi
      "não acredito que minha mãe me arrastou pra cá".

      Excluir
    3. https://youtu.be/-xJO2X7UT68?t=438

      E aqui ele virando a cabeça que nem a mina do exorcista kkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    4. O mais bizarro é ele tentando seduzir a moça virando o pescoço descaradamente sem camisa, quando visivelmente o desejo da moça era correr dali o mais rápido possível.

      PS: sorte a minha que eu moro bem longe desse acampamento de loucos aí.

      Excluir
  35. BOLSONARO TRAIDOR!

    https://g1.globo.com/politica/noticia/2020/04/24/veja-e-leia-a-integra-do-pronunciamento-em-que-moro-anunciou-saida-do-governo.ghtml

    https://oglobo.globo.com/economia/empresarios-se-sentem-traidos-por-governo-apos-acusacoes-de-moro-1-24391646

    https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2020/04/24/moro-demissao-ministerio-governo-bolsonaro.htm

    https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2020/04/24/moro-ministro-da-justica-deixa-governo-bolsonaro-motivos.htm

    https://exame.abril.com.br/mundo/como-a-saida-de-sergio-moro-esta-repercutindo-pelo-mundo/

    Agora é oficial: não voto em Bolsonaro NUNCA MAIS! Pra mim o Mandato dele termina em 2022 sem reeleição (isso é, se não houver um processo de impeachment, o que francamente seria um desastre nesse momento de crise sanitária, além do mais infelizmente nosso país tem uma democracia frágil, e apenas 5 dos 8 presidentes eleitos democraticamente em nosso país desde 1946 terminaram o mandato). Em 2018 votei no Flávio Bolsonaro para Senador aqui no RJ e me arrependo amargamente disso, agora eu quero vê-lo atrás das grades juntamente com o Bananinha e o Carluxo (de preferência dividindo a mesma cela que o Lula). BOLSONARO NUNCA MAIS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não precisa se preocupar com isso, as chances do Bolsonaro se reeleger em 2022 são as mesmas do Palmeiras ganhar o mundial no fim do ano ganhando de 8 a 0 do Barcelona (com 5 gols do crack Deyverson).

      Excluir
    2. Também são as mesmas chances do Cincinatti Bengals ganhar ainda nessa temporada o SuperBowl LV com seu mais novíssimo quaterback Joe Burrow (um crack do Futebol universitário de LSU) do Kansas City Chiefs do Patrick Mahommes por 63-0.

      Excluir
    3. Vou fazer de conta que sou um grande especialista em futebol americano e que entendi tudo 😂😂😂

      PS: o meu irmão é fã de futebol americano, vou passar esse comentário pra ele pra ver se ele entende 😅

      Excluir
  36. Banzolao vc assistiu ao vídeo do Nando Moura "MORO CAIU-BOLSONARO TRAIDOR" ele finalmente xingou com vontade o astrolavo,dizendo que ele traiu o que escreveu,já que criticava o comportamento revolucionário da esquerda em seus livros e agora vem dizer que o Bolsonaro tem que fazer a Revolução Brasileira e criar uma militância submissa ao chefe aí grita dizendo que o Veio da Virgínia é um traidor, canalha,que compartilha vídeo de um cara difamando ele,ele que fez o curso do Veio,que investiu dinheiro no filme dele "Jardim das Aflições",até então o Nando Moura já tinha tirado livros dele da sua livraria e vinha fazendo críticas moderadas ao astrolavo,mas hj ele xingou com vontade,imagina o quanto o Nando Moura deve estar doído e se sentindo magoado com o Veio,depois de acreditar nele,fazer o COF,investir dinheiro para o filme,o achar um grande pensador conservador de direita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Banzolao só um comentário complementando o que eu disse ainda,vc acha que até ele fazer esse vídeo hj o Nando Moura ainda estava tentando respeitar o astrolavo,ainda não tinha caído a ficha dele por completo de que o Veio era mesmo um canalha, vagabundo como ele disse hj no vídeo?

      Excluir
    2. Finalmente o Nando Moura voltando a ser o bom e velho Nando Moura, que era antes dele conhecer esse desgraçado e ficar quase tão biruta quanto os outros membros da seita. Isso prova que sempre é possível acordar para a realidade, eu sinceramente achava impossível há um tempo atrás que ele despertasse a este ponto, mas despertou e como...

      Excluir
    3. Mas ele quando começou a ser Youtube já era membro da seita não sabemos como ele era antes,mas vc acha que a agressividade do Nando,de se descontrolar e xingar muito,foi uma característica que surgiu quando ele entrou para a seita?Pq a maioria dos membros tem essa característica agressiva de xingar qualquer um que critique o guru e que tenha o mínimo de pensamento progressista o Nando xingava até o Pirula que era apesar de ateu e com algum viés de esquerda alguém educado e aberto ao diálogo conversou educadamente com o Yago Martins e mesmo quando não xingam com palavrões e berros são debochados como o Bernardo Kuster.O Nando poderia fazer futuramente vídeos explicando sobre como funciona a seita,como o guru faz lavagem cerebral,desmascarando ele,outras pessoas como os irmãos Velasco ja fizeram isso,mas seria interessante ouvir isso de alguém que foi mais a fundo,divulgou o astrolavo no YouTube,apesar de ter pensando que o astrolavo nunca teve muita estima pelo Nando,pq ele nunca fez hangouts com o Nando como fez com o Lobão,Bernardo Kuster,Allan do Terça Livre,agora com o Mauro Fagundes que ele usou para difamar o Nando

      Excluir
    4. Eu umas vezes tinha comentado aqui que tinha esperança dele sair,pq no fundo, apesar de manipulado pelo guru,ele sempre me passou a intenção de ser um cara que não toleraria sacanagem do governo Bolsonaro e que se o guru apoiasse as falcatruas do"mito" ele poderia se voltar contra o guru,pq apesar de ter sofrido lavagem cerebral,ele me parecia honesto em suas convicções e não aceitou nenhum cargo no governo,diferente do Allan do Terça Livre por exemplo que é um capacho total,morava em uma casinha simples no interior do Rio Grande do Sul e agora está em uma mansão em Brasília,Bernardo Kuster tbm que virou diretor do "Brasil Sem Medo" o novo site do guru,são pessoas que além de tudo estão lucrando com o governo

      Excluir
    5. Eu sigo o Nando no youtube desde a época em que ele tinha 20 mil inscritos, sou um dos seguidores mais antigos dele, e naquela época não perdia um único vídeo. Nesse tempo ele nem mencionava o Olavo, acho que nem o conhecia, só depois é que começou a entrar na onda (deve ter lido os livros dele e mantido contato com muita gente da seita), e só tempos mais tarde é que passou a ser membro do COF (época na qual ele tinha virado um serviçal total do Olavo e não parava mais de falar dele e de defendê-lo com unhas e dentes como se fosse o seu pai ou alguém da família). E sim, ele já falava palavrões nessa época mais antiga, acho que isso tem mais a ver com o histórico de roqueiro dele (não que todo metaleiro fale palavrão, mas muitos são desse jeito ou pelo menos fazem questão de passar a imagem de um cara "durão") do que qualquer relação com o Olavo (embora mais tarde ele tenha feito um vídeo justificando o uso dos palavrões com o argumento de que o Olavo também fala palavrão, como se qualquer coisa que o Olavo fizesse fosse beatificada). Sobre o Olavo não fazer hangout com o Nando eu não vejo nada de mais, até porque não me lembro do Nando ter feito hangout com quem quer que seja, ele era extremamente fechado até pouco tempo atrás, quando começou a gravar vídeo até com Izzy Nobre e Maurício Meirelles (sair da seita fez bem pra ele, nunca é bom ser tão fechado assim). Quanto ao Allan e o Kuster, ambos são dependentes financeiramente do Olavo e/ou do governo já há um bom tempo e vão defendê-los até o fim, custe o que custar. Esses sim são verdadeiros traidores da nação, se vendem por alguns trocados igual Judas.

      Excluir
    6. Não acompanhava o Nando nesse começo em 2015 quando ele tinha 20 mil escritos,passei a acompanhar quando ele tinha uns 100 mil e já falava do Olavo,por isso que eu pensei que ele era olavista desde o começo do canal e eu lembro dele fazendo hangout sim,ele até citou recentemente um de 2015 em que os outros participantes eram o Maro Filósofo e o Fábio Click Time em que ele dizia que era crítico da ideia de ter um político como salvador da pátria e que o Bolsonaro já tinha 25 anos de Congresso e só um projeto aprovado,não tinha feito nada demais para ser idolatrado,ele disse que só passou a apoiar Bolsonaro de fato um tempo depois quando uns esquerdistas foram jogar purpurina no Bolsonaro em um aeroporto,lembro de outro hangout dele tbm em que gerou a briga com o Maestro Bogs,ele estava novamente com esse Maro e com o Lobão,ele falou que parecia que a mãe do Bogs tinha trepado com um rato aí o Bogs respondeu ele mandando enfiar o cadáver putrefato do pai no c...

      Excluir
  37. Mas engraçada foi a definição do Nando Moura para o Bolsonaro no final do vídeo:"É um burro, é um maldito, é um servo das trevas que foi colocado lá para subverter a nação brasileira e fazer tudo que a esquerda quer, é isso que é este merda! Concorda?

    ResponderExcluir
  38. Olá a todos!

    Dr. James Tour escreveu em 2016, no link abaixo[1]: "Those who think scientists understand the issues of prebiotic chemistry are wholly misinformed. Nobody understands them. Maybe one day we will. But that day is far from today. It would be far more helpful (and hopeful) to expose students to the massive gaps in our understanding. They may find a firmer—and possibly a radically different—scientific theory.

    The basis upon which we as scientists are relying is so shaky that we must openly state the situation for what it is: it is a mystery."

    E, vejam só(sem trocadilho com aquele programa de debates teológicos), parece que ele está certo.

    Leiam o que escreveu esses autores[2]: "Scientists suspect that the complex life that slithers and crawls through every nook and cranny on Earth emerged from a random shuffling of non-living matter that ultimately spit out the building blocks of life.

    Even so, the details to support the idea are lacking.

    But researchers recently got creative in figuring out the probability of life actually emerging spontaneously from such inorganic matter — a process called abiogenesis.

    In the study, Tomonori Totani, a professor of astrophysics at the University of Tokyo, modeled the microscopic world of molecules across the epic scale of the entire universe to see if abiogenesis is a likely candidate for the origin of life. He was essentially looking at whether there were enough stars with habitable planets in the universe at the time to allow complexity to arise. His results, published Feb. 3 in the journal Nature, show the betting odds for life emerging are not good, at least for the observable universe."

    [1] https://inference-review.com/article/animadversions-of-a-synthetic-chemist

    [2] https://www.livescience.com/origin-of-life-rna-universe-model.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já faz trocentos anos que os cientistas evolucionistas tentam reproduzir em laboratório vida através da não-vida e até hoje tudo o que eles conseguiram foi fracasso atrás de fracasso, mas mesmo assim não desistem de sua teoria (é aquela velha história: se os fatos contrariam a teoria, rejeite os fatos).

      Excluir
  39. Nando Moura Raiz:

    https://www.youtube.com/watch?v=BkpmVxZRLhI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já vi umas quatro ou cinco vezes a parte mais interessante do vídeo (dos 4:35 em diante) e nunca perde a diversão. Ele falou tudo o que estava engasgado há muito tempo, se eu pudesse daria like no vídeo mil vezes.

      Excluir
    2. https://twitter.com/moura_101/status/1254539193059102721

      https://twitter.com/moura_101/status/1254389695158587392

      A Esse Gado Cego imundo eu digo apenas isso:

      Quoth the Raven "Nevermore."

      "Be that word our sign of parting, bird or fiend!" I shrieked, upstarting—
      "Get thee back into the tempest and the Night's Plutonian shore!
      Leave no black plume as a token of that lie thy soul hath spoken!
      Leave my loneliness unbroken!—quit the bust above my door!
      Take thy beak from out my heart, and take thy form from off my door!"

      Bolsonaro? Nevermore.

      Excluir
    3. Essas pessoas dos vídeos queimando a camisa do Moro são nojentas mesmo. Não duvido que se pudessem gostariam de fazer isso com ele pessoalmente.

      Excluir
  40. Comente:

    https://www.youtube.com/watch?v=IIReUDezw-E

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei do vídeo, apesar de uma ressalva: se considerarmos não apenas os degredados mas também os seus descendentes, com certeza poderíamos dizer que parte significativa do Brasil colonial provinha deles. Mas é claro que as razões do atraso do Brasil são mais profundas, como eu destaco no meu livro. Mesmo sem nenhum degredado, o Brasil seria tão atrasado quanto é hoje, porque o problema maior era a própria cultura ibérica/católica que predominou em todo o período colonial, monárquico e que ainda tem fortes resquícios até hoje.

      Excluir
  41. Bonoro completamente louco em seu discurso, falando coisas sem relação com o tema, falando do filho que "pegou metade do condomínio". Falando fez o trabalho heroico de desligar o aquecedor da piscina. Pra virar o olavo só falta os palavrão a cada 5 segundo e fumar a cada 2 segundos, porque os discursos desconexos já estão ai.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu estou preocupado, os discursos dele estão cada vez mais desconexos e com palavras cada vez mais espaçadas, daqui a pouco vai virar uma Dilma (enquanto isso uns ministros ali atrás resistiam bravamente ao sono ou tinham pequenos ataques epiléticos, difícil saber). Mas o pior não é nada disso, o pior é ter mentido descaradamente inventando uma narrativa fraudulenta pra manchar a reputação do Moro e salvar a dele, dizendo que o Moro o havia chantageado com a indicação ao STF quando o Moro provou que foi o contrário que ocorreu.

      Excluir
  42. Agora os bolsolavistas estão usando a narrativa de que o Moro foi incompetente na PF por não ter descoberto quem mandou matar o Bolsonaro,mas o próprio Bolsonaro parecia ter aceitado a versão de que Adélio é um louco que agiu sozinho já que disse em uma entrevista para a Leda Nagle que decidiu não recorrer ao processo para que ele fique em manicômio judiciário perpetuamente e nunca saia de lá ,já que isso é possível para os que são clinicamente loucos,vc o que acha?Que realmente alguém mandou matar?Que o Adélio é um louco que agiu sozinho?Ou até que o atentado foi uma farsa como a esquerda dizia na época e que recentemente o Cabo Daciolo disse tbm,mas ele já disse tbm que há conspirações da Ursal, maçonaria e iluminatis,tira a credibilidade da narrativa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É engraçado como eles mudam a narrativa conforme a conveniência: até as 23:59 o Moro era um herói nacional, um exímio ministro, um dos maiores acertos de Bolsonaro e os rumores de que ele sairia eram mentiras da mídia golpista e comunista. Aí às 00:00 o Moro anuncia que se demitiu mesmo e ele automaticamente vira um traidor, um incompetente, um comunista, globalista e agente de George Soros e do caramba a quatro. Aí começam a procurar pretextos de todos os tipos: já vi gente o acusando de ser abortista, de ser a favorável às drogas, de ser desarmamentista, de não ter conseguido descobrir quem mandou matar o Bolsonaro (quando o próprio Bolsonaro já tinha se dado por satisfeito) e meteram até a mulher dele no meio, num desespero total em tentar desqualificar de uma hora pra outra o ex-ministro, uma busca desesperada por pretextos e mais pretextos que sejam suficientes para acalmar o gado. É tão patente o desespero em criar e mudar narrativas conforme a conveniência que até eu estou impressionado, e olha que eu já tinha dito que não me surpreendo mais com nada.

      Excluir
  43. Lucas, desde que eu era criança as pessoas me diz que os discipulos de Jesus não o reconheram quando o viram ressucitado porque estavam tão emocionados com a morte dele que toda essa emoção fez eles não reconhecerem Jesus.

    Mas eu acho que o verdadeiro motivo deles não reconhecerem Jesus é que os farizeus deixaram ele sem barba e com o rosto cheio de cicatrizes aí o rosto dele ficou irreconhecivel.

    Aí quando os dicipulos viram ele sem uma parte da barba, com cicatrizes no lugar da barba (poque as pessoas que bateram nele arrancaram-na violentamente), com cicatrizes na testa (por causa da coroa de espinhos), e talvez até com um com um olho roxo (porque esbofetearam ele), os dicipulos nem imaginaram que era jesus.

    Você concorda comigo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz sentido sim. Embora na ressurreição nós tenhamos um corpo glorioso sem defeito ou marca alguma, a Bíblia diz que Jesus lhes mostrou as mãos e o lado como uma prova de que era ele mesmo, o que significa que no caso específico dele ele preferiu manter as marcas para que todos tivessem certeza de que era ele mesmo. Por isso faz todo o sentido pensar que ele teria mantido as outras marcas também, das agressões e tudo o que você disse. Eu não tinha pensado por esse ângulo ainda, mas foi um comentário bem oportuno.

      Excluir
  44. Lucas, no que voce acredita em relacao a cristo e seu sacrificio: substituicao penal, Cristus Victor, teoria de Anselmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Substituição penal. Escrevi sobre isso (em linhas gerais) aqui:

      http://www.lucasbanzoli.com/2019/07/por-que-justificacao-precisa-ser-pela-fe.html

      Excluir
  45. https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/2019/01/is-roman-catholic-church-built-on-peter.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Good comment. I did a study of Matthew 16:18 here:

      http://heresiascatolicas.blogspot.com/2014/01/estudo-exegetico-completo-sobre-mateus.html

      Excluir
  46. https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/2018/04/the-roman-catholic-misuse-of-moses-seat.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Well noted. Catholics think they sit in Peter's chair, but they are in the Pharisees' chair.

      Excluir
  47. Banzolao e o que você acha do fato das maiores lideranças evangélicas continuarem ao lado do Bolsonaro?Vc acredita se ele continuar perdendo popularidade e até sofrer o impeachment e esses líderes que possuem grande influência como Malafaia,Feliciano continuarem ao lado dele até o fim fará a igreja evangélica perder prestígio, fiéis ou não afetará em nada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não vi eles se manifestarem até agora (também não sigo eles pra ficar sabendo, e pouco me importa pra ser sincero). De todo modo, não acho que a opinião deles seja qual for tenha algum impacto em se tratando da reputação da igreja evangélica diante do mundo. A reputação já está manchada o suficiente por outros fatores, principalmente por certos pastores neopentecostais midiáticos que só pedem e só falam de dinheiro. Quem dera se o problema fosse apenas apoiar um governo ruim.

      Excluir
  48. https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/search?q=C.S.+Lewis+Reflections+on+the+Psalms

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. I think this is the same article, isn't it?

      Excluir
    2. Oh, two more excerpts from Lewis were added.

      Excluir
    3. To avoid confusion, I'll paste the other two excerpts here.

      Excluir
  49. Hello Lucas,

    What are your thoughts on this Catholic argument?: "Might as well deny the sufficiency of Jesus and Sola Fide while you're at it: you can't be saved by faith alone and Christ's imputed righteousness if your sins can end up causing you to lose salvation. Lutheranism tries to affirm both under the smoke screen of a "mystery," while Catholics call it what it is, a contradiction."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. If someone sins deliberately after having already been saved by faith, it means that he has lost his faith, and therefore he is no longer saved. Faith always produces works.

      Excluir
  50. "...Except where intolerably adverse circumstances interfere, praise almost seems to be inner health made audible. Nor does it cease to be so when, through lack of skill, the forms of its expression are very uncouth or even ridiculous. Heaven knows, many poems of praise addressed to an earthly beloved are as bad as our bad hymns, and an anthology of love poems for public and perpetual use would probably be as sore a trial to literary taste as Hymns Ancient and Modern. I had not noticed either that just as men spontaneously praise whatever they value, so they spontaneously urge us to join them in praising it: “Isn’t she lovely? Wasn’t it glorious? Don’t you think that magnificent?” The Psalmists in telling everyone to praise God are doing what all men do when they speak of what they care about. My whole, more general, difficulty about the praise of God depended on my absurdly denying to us, as regards the supremely Valuable, what we delight to do, what indeed we can’t help doing, about everything else we value.

    I think we delight to praise what we enjoy because the praise not merely expresses but completes the enjoyment; it is its appointed consummation. It is not out of compliment that lovers keep on telling one another how beautiful they are; the delight is incomplete till it is expressed."

    C.S. Lewis, Reflections on the Psalms, p. 94-95

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Very good! If we honor and exalt good people who do good things, we should much more exalt and honor the One who is perfectly good at all times, and the source of all goodness since eternal times.

      Excluir
  51. "It [the Jewish point of view] supplements the Christian picture in one important way. For what alarms us in the Christian picture is the infinite purity of the standard against which our actions will be judged. But then we know that none of us will ever come up that standard. We are all in the same boat. We must all pin our hopes on the mercy of God and the work of Christ, not on our own goodness. Now the Jewish picture of civil action sharply reminds us that perhaps we are faulty not only by the Divine standard but also by a very human standard which all reasonable people admit and which we ourselves usually wish to enforce upon others. Almost certainly there are unsatisfied claims, human claims, against each one of us. For who can really believe that in all his dealings with employers and employees, with husband or wife, with parents and children, in quarrels and in collaborations, he has always attained (let alone charity or generosity) mere honesty and fairness? Of course we forget most of the injuries we have done. But the injured parties do not forget even if they forgive. And God does not forget. And even what we can remember is formidable enough."

    C.S. Lewis, Reflections on the Psalms, p. 13

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Just a note: I agree that "God does not forget" in a literal sense, but the Bible speaks of God "forgetting" our sins in the sense that he no longer takes them into account, as if he had really forgotten.

      Excluir
  52. Sera que o Destruidor em Êxodo 12:23 é um anjo, o mesmo anjo Abaddon de Apocalipse 9:11, cujo nome significa destruição? Porque se for assim, em Êxodo este Abaddon matou apenas aqueles que não tinham as portas cobertas pelo sangue de cordeiros, e em Apocalipse ele liberta demônios do Abismo, para atormentarem aqueles que não tem o sangue do Cordeiro de Deus. João também diz que viu esta estrela (o anjo Abaddon) cair do céu (Ap 9:1), isto significa que ele sera um anjo caído ou apenas estará fazendo o trabalho de Deus? Sem ter caído necessariamente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz todo o sentido mesmo. Sobre ser uma estrela que caiu do céu, eu entendo como uma referência a um anjo caído mesmo (um demônio), porque no Apocalipse estrelas são anjos, e Jesus disse que viu Satanás cair do céu como um raio. No caso de Êxodo 12:23, esse Destruidor ou Abadom matou somente aqueles que Deus permitiu que ele tirasse a vida. João diz que "aquele que nasceu de Deus o protege, e o maligno não o toca" (1Jo 5:18).

      Excluir
  53. Banzolao e o que achas do Rodrigo Constantino?Eu já li o livro Esquerda Caviar excelente que mostra a hipocrisia dos esquerdistas e o acho um excelente economista liberal,mas em relação ao governo Bolsonaro ele me parece um morde e assopra,evita fazer críticas mais fortes,acredito que pelo fato dele ser muito amigo e ter trabalhado com o Paulo Guedes,que faz parte do governo,pelo menos por enquanto,depois que o Moro saiu não duvido que ele seja o próximo,mas por exemplo ele vem brigando agora com o MBL,com a Vera Megalhaes,com o Andreazza com toda a turma que rompeu totalmente com o governo,os chama de "radicais de centro",vc o que acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não tenho acompanhado o Constantino, então não posso comentar. Ele perdeu muito da relevância que tinha de uns tempos pra cá, e às vezes comete uns erros de análise inexplicáveis para alguém que já foi tão respeitável.

      Excluir
  54. Parece que o de Kim Jong-un está desaparecido há algum tempo, e algumas fontes especulam que ele morreu, mas todas fontes oficiais do governo dizem que ele está vivo e se recuperando de alguma cirurgia ou enfermidade, Veja isso:

    https://g1.globo.com/mundo/noticia/2020/04/27/kim-jong-un-esta-vivo-e-bem-diz-coreia-do-sul.ghtml

    https://gauchazh.clicrbs.com.br/colunistas/rodrigo-lopes/noticia/2020/04/kim-jong-un-morreu-veja-o-que-e-boato-e-o-que-e-verdade-sobre-o-assunto-ck9hi68gj005f017n2vb9ka68.html

    https://noticias.r7.com/jr-na-tv/videos/kim-jong-un-teria-morrido-neste-sabado-25-segundo-site-americano-26042020

    A Provável sucessora dele, segundo o que dizem as fontes é a sua irmã mais nova dele (que apesar de ser uma burocrata comunista ordinária, até que possui uma aparência atraente, porém um olhar misterioso e sombrio, bem típico de uma Dragon Lady, dizendo isso com todo o respeito, pras feminazis não encherem meu saco):

    https://brasil.elpais.com/internacional/2020-04-27/irma-de-kim-jong-un-uma-peca-chave-na-sucessao-da-machista-coreia-do-norte.html

    https://www.vice.com/pt_br/article/n7jx8g/a-irma-de-kim-jong-un-pode-substitui-lo-se-ele-morrer-quem-e-kim-yo-jong

    https://www.youtube.com/watch?v=cGK-sWpddbw

    Francamente falando, acho um tanto difícil ela assumir o Poder, pra ser sincero essas Ditaduras socialistas gostam mesmo é de Ditadores Homens, e provavelmente ela terá o mesmo destino que o irmão de Kim teve bem como seu tio: assassinados, esse Kim Jong-un é bem paranóico e ele é aquele tipo de pessoa que se possível vende até a própria mãe para ter todo o poder supremo. Qualquer coisa que venha desse país é bastante possível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De todo modo seria interessante ver uma ditadora no poder de um país comunista totalitário. Que eu saiba, isso nunca ocorreu antes. Provavelmente não vai mudar nada em relação à política e à economia do país, até porque ela está bem alinhada ao governo e ninguém governa sozinho, mas de todo modo seria interessante.

      Excluir
    2. "apesar de ser uma burocrata comunista ordinária, até que possui uma aparência atraente"

      Bom saber que não sou o único que acha a irmã do Kim gatinha. Kkkk

      Mas eu ainda acho que ele está vivo, então vou esperar mais um pouco antes de falar alguma coisa.

      Excluir
    3. Se ele não apareceu até agora, ou é porque morreu e eles não fazem ideia de quem colocar no lugar, ou é porque está gravemente doente e pode morrer a qualquer momento.

      Excluir
  55. Comente:

    https://www.youtube.com/watch?v=LrF8PmY_TJ0

    https://www.youtube.com/watch?v=OlW4bJGTwFA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A razão principal pela qual os EUA virou o novo epicentro da COVID é simples: é o país com mais turistas do mundo, que mais recebe diariamente pessoas de todas as partes do planeta, então era óbvio que muitos dos que tinham pego a COVID no início (seja na China ou em outro lugar) iriam levá-la aos EUA. Sem falar que é um país enorme e alguns centros tem forte concentração popular, o que ajuda a se espalhar e afetar mais pessoas. E diferente de países como a China (uma ditadura que não é honesta em relação ao número de infectados) e o Brasil (com inúmeros casos de subnotificação, tanto de mortos como de infectados), nos EUA eles são abertos em relação aos números e fazem bem mais testes para detectar alguém com o vírus, o que contribui para esses números oficiais elevados em relação aos outros países.

      Excluir
  56. Banzoli qual sua opinião sobre o cristianismo calcedônio? Ele era parecido com o protestantismo em algum aspecto ou era apenas uma igreja católica "versão beta"?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade o termo "Cristianismo calcedônio" se aplica a todas as igrejas que aceitam a definição cristológica do Concílio de Calcedônia de 451. Neste sentido, se aplica tanto a católicos romanos, como a ortodoxos e protestantes.

      Excluir
  57. Lucas a rainha Isabel teria ordenado a morte destas pessoas apenas por serem católicos?

    https://www.britannica.com/topic/Forty-Martyrs-of-England-and-Wales

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já refutei essa mentira aqui:

      http://www.lucasbanzoli.com/2018/04/refutando-todas-as-calunias-catolicas.html

      Excluir
  58. Banzolao e o que vc acha de Batalha Espiritual?Recentemente li um artigo do Júlio Severo citando um livro do Nicky Cruz "Sata Anda Solto" vc já leu?E rebateu críticas do calvinista Renato Vargens a obra "Ele veio para libertar os cativos",o Renato Vargens achou a obra muito fantasiosa e herética,vc já leu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O "Ele veio para libertar os cativos" é um livro da Rebecca Brown, uma autora que na melhor das hipóteses não é nada confiável e diz um monte de asneira. De todo modo eu desconheço esse artigo do Julio e a crítica do Vargens, então não posso comentar nada. Mas se tudo o que o Vargens fez foi criticar as insanidades antibíblicas da Brown, eu dou meu total e incondicional apoio.

      Excluir
  59. ----Contra Israel:"Todos que confiam em obras da lei estão sob uma maldição" (Gálatas 3,10)."Pois [alguns manuscritos adicionam ‘em Cristo Jesus’ ] nem circuncisão conta para coisa alguma, nem incircuncisão, mas uma nova criação (é que conta)!" (Gálatas 6,15)."Ninguém será justificado diante dele (Deus) por obras da lei, desde que pela lei vem o conhecimento do pecado" (Romanos 3,20)."Israel, que procurou uma lei de justiça, não conseguiu cumprir aquela lei" (Romanos 9,31)."Mas as suas mentes obscureceram; até o dia de hoje o mesmo véu sobre a leitura do antigo testamento permanece; não é tirado, pois em Cristo é desfeito. Sim, até hoje, quando Moisés é lido, um véu está sobre o seu coração" (2Cor 3,14-15).
    ----Pró Israel:"O quê é o extraordinário do judeu? Ou o quê vale a circuncisão? Muito, sob todos os aspetos." (Romanos 3,1)."Derrubamos, então, a lei pela fé? De modo nenhum, ao contrário: sustentamos a lei!" (Romanos 3,31)."O quê vamos dizer? Que a lei é pecado? De modo nenhum." (Romanos 7,7)."Assim, a lei é santa, e o mandamento é santo, justo e bom" (Romanos 7,12).... "que são os israelitas, dos quais são a filiação, a glória, as alianças, a legislação, o culto e as promessas; dos quais são os padres e os quais é o Cristo segundo a carne, ..." (Romanos 9,4)."... Não teria Deus rejeitado o seu povo? De modo nenhum..." (Romanos 11,1).‘... Todo o Israel será salvo..." (Romanos 11,26)."A lei, então, é contra as promessas de Deus? De modo nenhum..." (Gálatas 3,21
    Lucas como harmonizar os textos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não se trata de ser "contra Israel" ou "pró-Israel". Os primeiros versículos que você citou estão dizendo que nós não somos justificados pela observância da lei (ou de aspectos da lei, como a circuncisão), porque, como sabemos, somos salvos pela graça mediante a fé. Isso não tem nada de "anti-Israel", até porque nada impede que um israelita creia em Cristo e seja salvo, todos os primeiros seguidores de Jesus e os primeiros cristãos eram judeus, assim como Ele próprio. O outro texto que você cita está falando das vantagens de ser judeu. Isso contradiz os pontos anteriores? Claro que não, já que nenhuma dessas vantagens consiste em "ser salvo pela lei" (o que aí sim seria uma contradição com aquilo que ele havia dito). Nestes textos do segundo conjunto, Paulo diz que a lei não é pecado, que é santa, que não é contra as promessas de Deus, mas não diz em momento algum que somos salvos por meio dela (o que iria na contramão do que ele disse sobre ninguém ser justificado mediante a prática da lei). Muito menos os outros versículos que dizem que "Deus não rejeitou o seu povo" (porque na verdade foram os judeus que o rejeitaram, e não todos eles, porque muitos o aceitaram) e que no fim dos tempos "todo o Israel será salvo" (justamente porque Deus ama Israel e tem um plano especial para eles).

      Em síntese: nós não somos salvos pela lei como os judeus pensam, somos salvos pela graça mediante a fé, mas isso não exclui a santidade da lei porque foi Deus quem a fez, e Ele em momento algum abandonou o Seu povo, mas tem um plano para com eles que envolve uma conversão em massa de Israel antes do fim, cumprindo as promessas que fez com eles.

      Excluir
  60. Lucas, deixa meu vídeo aí. Vamos ver se nossos inimigos preteristas tomam vergonha na cara. Eles vão achar, com certeza.


    https://youtu.be/RHQ-R3slrf0

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom, Alon! Não há nada mais repugnante e falso do que o preterismo. Tudo o que eles fazem consiste em perverter textos simples da forma mais escandalosa possível e apelar a alegorias e "espiritualizações" bizarras para se negar a aceitar o óbvio dos textos bíblicos. É de dar náuseas...

      Excluir
    2. Sim, Lucas. Desculpa não ter respondido antes. Aqui em Londres as coisas estão difíceis.

      Bem, eu não sei como um apologista pode sobreviver com afirmações absurdas como as que o CM promove por aí, como aquela onde ele garante que os marinheiros que navegam no mar em Apocalipse são navegantes e mercadores que trabalhavam na pescaria através do mar da Galiléia.

      Segundo ele, estes são queles que olharam de longe a fumaça do incêndio em Jerusalém quando ela foi invadida pelos exército romano. Eles lamentaram porque não poderiam mais vender seu pescado para a Babilônia Jerusalém que foi totalmente destruída em 70 dC.

      Acredite se quiser. Foi assim que ele interpretou essa passagem:

      "E estando de longe por medo do tormento dela, dirão: Ai! ai da grande cidade, Babilônia, a cidade forte! pois numa só hora veio o teu julgamento.

      E sobre ela choram e lamentam os mercadores da terra; porque ninguém compra mais as suas mercadorias:

      E todo piloto, e todo o que navega para qualquer porto e todos os marinheiros, e todos os que trabalham no mar se puseram de longe; e, contemplando a fumaça do incêndio dela, clamavam: Que cidade é semelhante a esta grande cidade?

      E lançaram pó sobre as suas cabeças, e clamavam, chorando e lamentando, dizendo: Ai! ai da grande cidade, na qual todos os que tinham naus no mar se enriqueceram em razão da sua opulência! porque numa só hora foi assolada"

      Apocalipse:18:10-11,17-19




      Excluir
    3. "Segundo ele, estes são queles que olharam de longe a fumaça do incêndio em Jerusalém quando ela foi invadida pelos exército romano. Eles lamentaram porque não poderiam mais vender seu pescado para a Babilônia Jerusalém que foi totalmente destruída em 70 dC"

      Só rindo mesmo 😂😂😂

      Excluir
  61. https://bereianos.blogspot.com/2014/03/refutando-interpretacao-de-norman.html?m=1

    Poderia comentar?
    Deus abençoe seu ministério de ensino.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, eu tenho um livro inteiro sobre esse assunto, incluindo um capítulo sobre Romanos 9. Se quiser é só baixar na página dos livros, é o décimo da lista:

      http://www.lucasbanzoli.com/2017/04/0.html

      Excluir
  62. Você poderia escrever um artigo sobre os principais argumentos em favor da homossexualidade dentro da fe cristã.
    Tendo como início esse texto:
    https://medium.com/@gilbertojr/pol%C3%AAmica-contra-o-serm%C3%A3o-a-homossexualidade-do-pastor-guilherme-de-carvalho-4f2503d8cfd2

    Ou poderia. Pelo menos comentar um pouco aqui? Seria de muita ajuda, sua análise

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu escrevi sobre isso aqui:

      http://ocristianismoemfoco.blogspot.com/2015/09/a-proibicao-ao-homossexualismo-em.html

      Esse outro artigo de um outro blog meu também pode ser útil:

      http://ateismorefutado.blogspot.com/2015/04/a-moral-humanista-secular-parte-2.html

      Excluir
  63. How do we answer this argument against Sola Fide (Part 1)?:

    16 That is why it depends on faith, in order that the promise may rest on grace and be guaranteed to all his offspring—not only to the adherent of the law but also to the one who shares the faith of Abraham, who is the father of us all, 17 as it is written, “I have made you the father of many nations [Genesis 17:5]”—in the presence of the God in whom he believed, who gives life to the dead and calls into existence the things that do not exist. 18 In hope he believed against hope, that he should become the father of many nations, as he had been told, “So shall your offspring be.” [Gen 15:5] 19 He did not weaken in faith when he considered his own body, which was as good as dead (since he was about a hundred years old), or when he considered the barrenness [Greek: deadness] of Sarah's womb. 20 No unbelief made him waver concerning the promise of God, but he grew strong in his faith as he gave glory to God, 21 fully convinced that God was able to do what he had promised. 22 That is why his faith was “counted to him as righteousness.” [Gen 15:6]
    Romans 4:18-22 is crucial for interpreting Romans 4:3, since here is where Paul 'unpacks' Genesis 15:6. The reason why Protestants gloss over 4:18-22 is precisely because it doesn't fit their idea of "faith" being an "empty hand" rather than something pleasing in God's sight. To build on this, I offer two more arguments, one I learned from someone and one I came up with on my own.

    The first example I actually learned from an Arminian Protestant (basically the antithesis of Calvinistic Protestants), who pointed out that verse 17 speaks of God (a) giving life to the dead, and (b) calling into existence things that do not exist. Now these two categories could be speaking generically (i.e. of course God can raise the dead), but there seems to be a more direct meaning. Note that Paul is quoting Genesis 17:5 here, where God changed Abraham's name from (originally) Abram to now being "Abraham" - which literally means "father of many nations". Genesis 17:1-10 is about God recalling the covenantal promise and unfolding it (Gen 12-15). Here is where God changes his name. This is by no means insignificant. Yet the irony here is that Abraham at this point (99 years old) was not the father of many nations, in fact he wasn't even a father of Isaac yet! So God is essentially saying he wants people to go around calling this man "Father-of-Many-Nations" despite the fact this reality does not (yet!) exist. This is most likely what Paul means by God calling things one way that do not (yet) exist. And this conforms, likewise, to giving life to the dead, in this case Sarah's "dead" womb!

    ResponderExcluir
  64. (Part 2)

    This plays right into what I noticed, which is that in verse 19 Paul speaks of Abraham being almost 100 years old and the barrenness of Sarah's womb. The question is: when did Abraham turn 100? It could not have been in Genesis 15:6, for Genesis 16:1ff tells us that after a while Abraham got worried and tried to make himself father of many nations by his own power, by sleeping with Hagar, producing his son Ismael (though God refused to consider Ismael the lineage of the Promised Seed, Gen 17:15ff; 21:12). In Genesis 16:16 it tells us that Ismael was born when Abraham was 86 years old. Now this could be said to be 'close' to 100 years old, but that assumption doesn't fly in light of further facts.

    Continuing on the Genesis 17 context (Rom. 4:17), notice what the chapter goes onto say:

    15 And God said to Abraham, “As for Sarai your wife, you shall not call her name Sarai, but Sarah shall be her name. 16 I will bless her, and moreover, I will give you a son by her. I will bless her, and she shall become nations; kings of peoples shall come from her.” 17 Then Abraham fell on his face and laughed and said to himself, “Shall a child be born to a man who is a hundred years old? Shall Sarah, who is ninety years old, bear a child?” 18 And Abraham said to God, “Oh that Ishmael might live before you!” 19 God said, “No, but Sarah your wife shall bear you a son, and you shall call his name Isaac. I will establish my covenant with him as an everlasting covenant for his offspring after him.
    Look what Abraham said: shall a 100 year old man and woman way past childbearing years have a child at this point our their life? So when Paul said these words in Romans 4:19, he really had in mind Genesis 17, not Genesis 15! This is huge, for it means the "faith" that Paul had in mind was a growing and persevering faith (as is obvious by the plain language), and thus this faith was not an 'empty hand' at all. In fact, this texts suggests Abraham grew in righteousness as he continued to grow in trust beyond the odds. The biological facts of life told him one thing - that having a child a that point is biologically impossible - while his faith told him God can do anything.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. I didn't understand how he came to the conclusion that it invalidates Sola Fide. It must be the most non sequitur argument I've ever seen. Yes, Paul spoke of Abraham's faith in God, regarding something that was not yet a reality (that is, that he would have a child in old age), as an illustrative example of how we too must have faith in Him who raised Jesus from the killed for our justification. Abraham's faith was "credited as justice" for him to have a child, and our faith is "credited as justice" when we believe in what Jesus did for us, in our place.

      Excluir
  65. Ravioli Banzoli, Do you agree with this excerpt?:

    It was through the Christian religion that the absolute idea of God, in its true conception, attained consciousness. Here man, too, finds himself comprehended in his true nature, given in the specific conception of "the Son." Man, finite when regarded for himself, is yet at the same time the image of God and a fountain of infinity in himself. Consequently he has his true home in a super-sensuous world - an infinite subjectivity, gained only by a rupture with mere natural existence and volition. This is religious self-consciousness.

    The first abstract principles are won by the instrumentality of the Christian religion for the secular state. First, under Christianity slavery is impossible; for man as man - in the abstract essence of his nature - is contemplated in God; each unit of mankind is an object of the grace of God and of the divine purpose. Utterly excluding all speciality, therefore, man, in and for himself - in his simple quality of man - has infinite value; and this infinite value abolishes, ipso facto, all particularity attaching to birth or country.

    The other, the second principle, regards the subjectivity of man in its bearing on chance. Humanity has this sphere of free spirituality in and for itself, and everything else must proceed from it. The place appropriated to the abode and presence of the Divine Spirit - the sphere in question - is spiritual subjectivity, and is constituted the place in which all contingency is amenable. It follows, thence, that what we observe among the Greeks as a form of customary morality cannot maintain its position in the Christian world. For that morality is spontaneous, unreflected wont; while the Christian principle is independent subjectivity - the soil on which grows the True.

    Now, an unreflected morality cannot continue to hold its ground against the principle of subjective freedom. Now the principle of absolute freedom in God makes its appearance. Man no longer sustains the relation of dependence, but of love - in the consciousness that he is a partaker in the Divine existence.

    The World's Greatest Books (Philosophy and Economics), p. 5-6

    ResponderExcluir
  66. Ai ai Lucas, estou lendo minha apostila de Geografia e lá está bem registrado, na parte que aborda a Era Lula, que o governo não rompeu imediatamente com a sequência de medidas liberais dos anos 90. O país continuou privatizando, aí a desigualdade caiu, o consumo aumentou, o desemprego diminuiu, e consequentemente o governo teve mais dinheiro e confiança pra investir nos programas sociais. Mas, mesmo assim, não aproveitamos a boa onda econômica mundial de forma tão plena e liberal como alguns de nossos vizinhos latinos, que conseguiram crescer muito mais, como você já abordou num artigo do ano passado ou retrasado sobre o tema.

    Ou seja, a 'Era de Ouro' que o PT tanto valoriza foi motivada justamente pela ideologia que eles tanto desprezam. Não é atoa que quanto mais tempo eles ficavam no poder, mais mostravam a cara e aparelhavam o país, aumentando as intervenções governamentais, até culminar naquela 'Nova Matriz Econômica' do governo Dilma, que acabou dando na crise de 2014. Essa matéria de 2008 já mostra bem o Brasil se fechando economicamente com o tempo:

    http://g1.globo.com/Noticias/Economia_Negocios/0,,MUL260486-9356,00-BRASIL+E+O+PAIS+EM+RANKING+DE+LIBERDADE+ECONOMICA.html

    Hoje estamos numa posição mais baixa ainda. Enfim, é impressionante como as pessoas custam a entender isso, a real causa do nosso crescimento. E sobre o atual governo, sei que não dá pra avaliar com precisão o aspecto econômico pois talvez ainda seja meio cedo, mas independente disso, acho que num geral estamos muito longe de sermos liberais. O governo se vendia um pouco como liberal no período das eleições, de fato no 2 turno foi a opção mais liberal. E tem um bom pessoal que eu conheço, que agora já deixou de apoiar o governo, que está muito decepcionado porque acreditava que o Bolsonaro seria a ascensão da direita liberal no país, o que eu acho um absurdo, porque não tem como um governo com esse histórico de gente tão louca pelo período militar, tão paranoica, conspiracionista, tão insensata nas declarações, e que frequentemente flerta com ameaças as instituições e exalta torturadores, ser plenamente liberal, um grande equívoco. Acho que o Bolsonaro está muito mais pra uma direita nacionalista e populista do que verdadeiramente liberal-conservadora, concorda?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Embora o Lula estivesse longe de ser um liberal, ele não era bobo nem nada e por isso colocou no ministério da economia o Henrique Meirelles (o do "chama o Meirelles"), um banqueiro reconhecido que tem conceitos econômicos sóbrios e acalmou o mercado internacional, atraindo (ou pelo menos não espantando) os investimentos. Ou seja, ele praticamente apelou para medidas de direita para salvar a economia, mesmo que isso tenha sido feito para manter o projeto de poder do PT, financiar as ditaduras de esquerda na América Latina e ter mais dinheiro pra eles roubarem do povo, como a quadrilha que são. Depois que eles acharam que já tinham conseguido o que queriam, começaram a mostrar sua verdadeira face e aí quebraram o país em pouquíssimo tempo. Em relação ao Bolsonaro, com certeza ele está mais para uma direita nacionalista e populista, quanto a isso não há a menor dúvida. Como eu escrevo em meu livro mais recente, seria impensável e inimaginável um presidente dos EUA (ou de qualquer democracia liberal séria) exaltar uma ditadura ou defender a tortura como o Bolsonaro sempre fez, entre outras tantas atrocidades. É como um judeu defender o nazismo, são coisas completamente opostas.

      Sem falar que uma das razões pelas quais eu não gostava do Bolsonaro desde antes das eleições de 2018 (e uma das razões pelas quais eu não votei nele no primeiro turno e ele não estava nem entre as minhas opções) é que ele sempre foi a favor da farra com o dinheiro público, nas 5 vezes que os deputados votaram o aumento do próprio salário durante o período em que ele esteve lá ele SEMPRE votou a favor (inclusive naquela em que eles DOBRARAM o salário deles mesmos), e recebia o auxílio-moradia mesmo tendo quatro casas. Alguém realmente esperava que ele não fosse sancionar o fundão eleitoral, que nada mais é do que "corrupção legalizada"? BILHÕES sendo roubados do povo para financiar campanha de político safado, sanguessuga e parasita, e tudo isso não apenas sancionado pelo presidente, mas aprovado por ele (o governo orientou seus parlamentares a votarem a favor, e assim eles fizeram). É tudo uma coisa de dar nojo, só mesmo no Brasil eles acham alguém liberal só por desligar o aquecedor da piscina.

      Excluir
  67. Lucas, Constantemente vejo monarquistas usando a hiperinflação que tivemos nos anos 1960 aos 1990 como uma maneira de desqualificar os avanços econômicos da República, eles dizem que enquanto em toda a época da monarquia a inflação nunca passou dos 1% e que em quase 70 anos o país só teve uma só moeda: o conto de Réis, enquanto que em 130 anos de República o país teve 9 moedas diferentes e uma hiperinflação na casa dos 800% nos anos 80 e 90, além disso eles também afirmam que os salários eram mais altos na época do império:

    * Em 1846, o Império conseguiu o 1º orçamento superavitário por conta das novas rendas da Alfândega, nessa época 1 saca de café era comprada por 12$000 réis e um escravo valia 350$000 réis, os escravos com habilidades (carpinteiro, fundidor¸maquinista, etc) valiam 715$000 réis.
    * Em 1854, a receita total do Império foi de 35.000 contos de réis.
    Entre 1856 e 1862, em Vassouras, 1 conto de réis (1:000$000=1 milhão de réis) comprava 1 escravo.
    * Em 1860, 1 conto de réis (1:000$000= 1 milhão de réis) comprava 1 kg. de ouro.
    * Considerando que em 1889, o menor salário mensal (de uma pessoa sem nenhum conhecimento) do Brasil Imperial era 25$000 Réis ou 22,5 gramas de ouro, ou para o caso do ouro cotado em R$130,00 o grama (2017) o salário mínimo seria de R$2925,00 (2017), o salário de uma professora primária era 45$000 Réis (aproximadamente R$ 5269,00), o salário mensal de um Heitor/Professor Secundário 167$000 Réis (R$ 19555,00), o maior salário mensal do País em 300$000 Réis (R$ 35125,00) e para fins de referência e cálculos toma-se aqui o ouro puro, ou seja, 9 (nove) gramas de ouro 24 quilates, em 1889 valia 10$000 réis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1) Essas informações foram tiradas de um livro sério ou de páginas monarquistas de facebook e grupos de tiozão do whatsapp (como 99% das "fontes" deles)?

      2) Qualquer retardado mental sabe que numa economia agrária e de subsistência a inflação é ínfima, até porque a própria circulação de dinheiro é insignificante. Um país só tem índices significativos de inflação quando se industrializa e se abre ao mercado (que é também a única forma de um país prosperar). Mesmo assim o Brasil era famoso no século XIX por ser inflacionário, ou seja, tinha uma inflação maior do que o normal para um país agrário da época.

      3) É bizarro usar o ouro como medida de referência, sendo a cotação do ouro sujeita a inúmeras variáveis com o tempo, o valor do ouro hoje não é igual o valor do ouro há trocentos anos, só um imbecil acha isso. O valor do ouro é tão cambiável quanto o do petróleo, basicamente quanto menos você tem mais ele vale, e como hoje sobrou no mundo bem menos ouro do que havia antes, ele tem um valor relativo muito mais alto do que tinha antigamente (o que explica esses valores elevados quando convertidos para os salários mensais). Mas quando convertemos esses salários em réis para reais (obviamente recalculado pelo poder de compra) vemos que as pessoas ganham hoje cerca de 14 vezes mais do que ganhavam na época da monarquia, basta comparar o PIB per capita da época com o atual, como eu mostro neste artigo:

      http://www.lucasbanzoli.com/2018/11/a-republica-deu-errado.html

      Ou seja, esses dados não passam de mais uma manobra monarquista sorrateira, como todas as outras que eles fazem para convencer as antas que os seguem sem pensar.

      Excluir
    2. "1) Essas informações foram tiradas de um livro sério ou de páginas monarquistas de facebook e grupos de tiozão do whatsapp (como 99% das "fontes" deles)?"

      Essa informação foi tirada da Wikipédia, e atribuem o cálculo ao historiador Laurentino Gomes:

      https://pt.wikipedia.org/wiki/R%C3%A9is#Compara%C3%A7%C3%A3o_dos_valores

      Excluir
    3. Vou nem comentar nada:

      https://uploaddeimagens.com.br/images/002/624/934/full/Sem_t%C3%ADtulo.png?1588350374

      Excluir
  68. Comente:

    https://www.youtube.com/watch?v=MyHhDn0krjc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O vídeo até é esforçadinho mas a verdade é que não dá pra fazer a menor ideia do que aconteceria se o Paraguai tivesse vencido a guerra, existem tantas possibilidades sujeitas a tantas variáveis diferentes que qualquer linha que fôssemos seguir seria uma história de ficção, apenas.

      Excluir
  69. Lucas interessante notar que em gênesis os povos "pagãos" conheciam Deus. Por exemplo, Melquisedeque abençoa Abraão em nome do Deus Altíssimo (ou El, como ele conhecia Deus), Abimelque também sabia quem era Deus, e outros personagens ali também sabiam. Os arameus da Síria, os parentes de Abraão, também conheciam Deus, e até o Faraó da história de Abraão e depois da história de José sabia quem era Deus, Jó, que habitavam em Uz, também era servo de Deus. Mas quando se passa os quatrocentos anos, os cananeus não adoram mais o Deus Altíssimo, e sim um outro deus chamado Baal. O Faraó diz para Moisés, "não conheço o Senhor" (Ex 5:2), e substituíram pelos deuses egipcios, e assim continua. Isso é interessante, visto que a época dos patriarcas era mais perto de Noé, então as pessoas conheciam Deus e alguns até o serviam (embora em alguns casos também adorassem outros deuses), mas com o tempo, eles se esqueceram de Deus e substituirão completamente pelos deuses pagãos. Tanto é que é dito em Gênesis que a maldade dos cananeus e amorreus não era tanta (Gn 15:16), mas depois, quando eles esquecem El e adoram Baal, eles começam a cometer as perversidades pela quais foram condenados, pois estes deuses exigiam estas perversidades em seus cultos. A aqueles que dizem também que Deus é uma cópia hebraica do El cananeu, quando na verdade, ambos são o mesmo Deus, mas visto por nomes diferentes (pois ninguém ainda sabia o nome de Deus, que só foi revelado a Moisés), e os cananeus tinham uma visão mais mitológica (El teria conquistado o mar com uma lança e feito a terra). E somente os Israelitas continuaram conhecendo ao Senhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É exatamente isso mesmo que você disse. Quanto mais o tempo foi passando mais as pessoas foram se esquecendo de Deus, por isso ele precisou escolher um povo separado para ele (Israel), o qual mesmo se desviando frequentemente do caminho tinha uma lei que apontava claramente para o Deus verdadeiro (aquele que foi esquecido pelas outras nações, que foram criando suas próprias leis). Eu até penso que no início as imagens que eles criavam não eram de "outros deuses", mas era na intenção de adorar o EI que eles conheciam como o único Deus, mas com o tempo a coisa foi tomando um caminho diferente e viraram muitos deuses mesmos, cada qual diferente do outro e nenhum deles parecido com o da Bíblia. Um exemplo é o bezerro de ouro, que nos ensinam que era um outro deus que os israelitas criaram para adorar, mas na verdade a Bíblia é clara em dizer que era uma representação do próprio YHWH na forma de um bezerro. Isso acontece porque as pessoas tinham uma inclinação muito forte a crer naquilo que elas podem ver e tocar, como uma imagem. Essa coisa de crer naquilo que você não vê é tão difícil que até hoje os católicos fazem imagens e se dobram diante delas como os pagãos, tamanha é a tendência do homem a cultuar objetos físicos. E com o passar do tempo, essas imagens vão se tornando ídolos (não que já não fossem desde o primeiro momento, mas me refiro no sentido de assumir uma personalidade distinta e própria, não mais identificada com o Deus bíblico). É por isso que YHWH repudiou o bezerro de ouro e qualquer imagem que fosse para representá-lo (e quanto mais para cultuar outras criaturas), ele sabe que a tendência do homem é sempre a de confundir a imagem com aquilo que ela supostamente representa, passando a adorar a imagem em si (como os israelitas fizeram com a serpente de bronze).

      Excluir
  70. https://www.calledtocommunion.com/2010/08/the-two-rocks-of-matthew-1618-in-the-syriac-peshitta/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. I wrote about it here:

      http://heresiascatolicas.blogspot.com/2014/01/estudo-exegetico-completo-sobre-mateus.html

      Excluir
    2. How do we answer this claim about ancient Greek literature?: "From what I’ve read, the popular claim by many Protestants that “Petros” means a “small stone” while “Petra” means “large rock” (or “bedrock”) is losing it’s popularity and force among Protestant scholars. This “distinction” is made in some (biased?) Protestant lexicons, but they get this “distinction” not from Scripture but from one (of many) periods of classical Greek literature. The “distinction” itself is not substantiated by the Bible, since from my study Scripture never uses “Petros” to as the word for “small stone” or “pebble” (nor would that be fitting for Jesus to call someone “pebble”)."

      Excluir
    3. This distinction is not that of "some Protestant lexicons", but of a lot of Catholic, Protestant lexicons and any honest scholar.

      Excluir
  71. Lucas, em Rm 10:4 ali diz que Cristo é o fim da lei no sentido de objetivo ou de termino ( ou seja em Cristo nao ha mais lei) ?
    Depois poderia analisar o seguinte link?
    http://focandoasescrituras.blogspot.com/2012/07/romanos-104-cristo-e-lei.html?m=1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu entendo nos dois sentidos: Cristo é a finalidade (o cumprimento) da lei, e justamente por isso não estamos mais debaixo da lei de Moisés, mas sob a lei de Cristo. Recomendo a leitura do meu comentário a Mateus 5:17-19 e do 5:18 aqui:

      http://ocristianismoemfoco.blogspot.com/2014/07/comentario-de-mateus-5.html

      Eu também fiz um estudo bíblico sobre isso em Power Point, se quiser me envia um e-mail (lucas_banzoli@yahoo.com.br) que eu te passo por lá.

      Excluir
  72. Bom dia, sr. Lucas,

    Um assunto que tem relação intrínseca com a ressurreição do nosso Cristo é o dia em que Ele morreu. Comumente acredita-se que Cristo morreu na sexta-feira, mas alguns poucos discordam desse ponto de vista, afirmando que o sábado que antecedeu a morte do Senhor foi o SÁBADO judaico, que poderia incidir em qualquer dia da semana, e não o sábado comum, depois da sexta-feira. Qual o seu posicionamento nesta questão?

    Forte abraço!
    Paz em Cristo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Houve uma época em que eu estudei bastante essa polêmica e não cheguei a nenhuma conclusão definitiva. É mais provável que a ressurreição tenha sido no domingo por causa do testemunho dos Pais da Igreja mais antigos e de um texto de Lucas que não se encaixa na teoria da ressurreição no sábado semanal, mas por outro lado há muitos textos que indicam a ressurreição no sábado (embora nenhum definitivo ou cabal). Então mesmo havendo indícios em contrário, é mais provável que a ressurreição tenha sido no domingo mesmo, porque não tem como adequar Lucas 24:21 à teoria da morte na quarta. Mas se não fosse por isso e pelo testemunho dos primeiros Pais, eu até acharia a tese da morte na quarta e ressurreição no sábado bem mais provável. Abs!

      Excluir
  73. Lucas, é verdade que na epoca da reforma na Holanda, eles tinha a ideia de que se voce nasceu rico é porque voce tem que ajudar seu jrmao pobre e, assim eles dividiam os bens, de maneira voluntaria, ate acabar com a pobreza? É verdade que eles julgavam o nivel de religiosidade de uma cidade pela quantidade de pobres; quanto menos pobre mais salva era ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tenho essa informação. Na Holanda havia realmente poucos pobres (considerando o conceito de pobreza da época), mas porque era um país com uma forte burguesia mercantil, a precursora do capitalismo (de fato, muitos estudiosos dizem que o capitalismo nasceu ali). E onde todo mundo enriquece, a pobreza é menor.

      Excluir
  74. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  75. O artigo chegou aos 200 comments e por isso a caixa de comentários daqui será fechada. Quem quiser postar um novo comentário ou responder a algum daqui, fique à vontade para fazer no artigo mais recente 👍

    ResponderExcluir