18 de novembro de 2019

200 Pode um cristão confiar em horóscopo?



Este artigo é um desabafo mais do que qualquer outra coisa. Tem me incomodado o fato de tanta gente que se diz cristã ainda acreditar em superstições e crendices sem nenhum fundamento, em coisas tão absurdas que confrontam a inteligência e o bom senso (e não, eu não estou falando do mundial do Palmeiras). Um dos exemplos mais notáveis que permeia a nossa sociedade atrasada é a crença em horóscopo. Uma pesquisa da National Science Foundation, de 2012 (fonte), descobriu que 45% dos americanos acreditam que a astrologia pode ser considerada ciência (há rumores de que este índice é maior ainda na Virgínia). Pior ainda, este número era de 38% dois anos antes, o que mostra que cada vez mais gente tende a acreditar nisso. Não encontrei dados referentes ao Brasil, mas a julgar pelo nível educacional daqui, os índices devem ser ainda mais assustadores – e também aparentam estar crescendo.

O que mais me surpreende não é o fato de grande parte do povo ser tão inocente a ponto de acreditar em algo tão ingênuo, pois se tem gente que acredita até na inocência do Lula vão acreditar em qualquer coisa mesmo. O problema é que essa ignorância pode ter consequências destrutivas na vida de quem se deixa guiar pelos astros (ou melhor dizendo, por charlatões que dizem falar pelos astros), afetando diretamente seu comportamento e convívio social, isso para não falar em questão de salvação. É estarrecedor que um cristão confie seu futuro nos astros quando a Bíblia é clara ao dizer que o futuro pertence só a Deus, que nos alerta que “não se gabe do dia de amanhã, pois você não sabe o que este ou aquele dia poderá trazer” (Pv 27:1).

Consultar o horóscopo é uma forma de tentar praticar adivinhação, o mesmo que os antigos faziam e que Deus proibia expressamente ao povo de Israel, mostrando a inutilidade e imoralidade de tal prática:

“Não permitam que se ache alguém entre vocês que queime em sacrifício o seu filho ou a sua filha; que pratique adivinhação, ou dedique-se à magia, ou faça presságios, ou pratique feitiçaria ou faça encantamentos; que seja médium ou espírita ou que consulte os mortos. O Senhor tem repugnância por quem pratica essas coisas, e é por causa dessas abominações que o Senhor, o seu Deus, vai expulsar aquelas nações da presença de vocês” (Deuteronômio 18:10-12)

“Todos os conselhos que você recebeu só a extenuaram! Deixe seus astrólogos se apresentarem, aqueles fitadores de estrelas que fazem predições de mês a mês, que eles a salvem daquilo que está vindo sobre você; sem dúvida eles são como restolho, o fogo os consumirá. Eles não podem nem mesmo salvar-se do poder das chamas. Aqui não existem brasas para aquecer ninguém; não há fogueira para sentar-se ao lado. Isso é tudo o que eles podem fazer por você, esses com quem você se afadigou e com quem teve negócios escusos desde a infância. Cada um deles prossegue em seu erro; não há ninguém que possa salvá-la” (Isaías 47:13-15)

A terra da Babilônia era repleta de astrólogos, que aparecem em todo o livro de Daniel como seres reprováveis e inúteis. Foram os astrólogos que exigiram que os três amigos de Daniel fossem queimados na fornalha ardente por não se prostrarem diante da imagem de Nabucodonosor (Dn 3:8-12), e foram eles que se demonstraram incapazes de interpretar o sonho do rei que só o profeta Daniel foi capaz de desvendar (Dn 4:7-8).

A astrologia não é somente antibíblica: ela é uma fraude que pode ser facilmente refutada através de um simples raciocínio trivial. Carl Sagan não precisou de mais que 37 segundos para destruí-la, bastando apenas citar o exemplo de irmãos gêmeos que, apesar de terem nascido praticamente no mesmo horário, tem destinos diametralmente opostos na vida; enquanto um sofre uma morte prematura, o outro tem uma vida longa e próspera:


Tomemos como exemplo um caso bíblico, dos irmãos gêmeos Jacó e Esaú (Gn 25:24). A Bíblia não apenas mostra que eles tinham personalidades completamente distintas um do outro, mas também que tiveram destinos totalmente diferentes na vida. Enquanto Jacó passou a maior parte da vida como um fugitivo do seu irmão, sendo explorado por Labão e vivendo quase como um escravo, Esaú tinha tudo do bom e do melhor, vivendo na fartura e no luxo. E enquanto “Esaú era homem perito na caça, homem do campo; Jacó era homem simples, habitando em tendas” (Gn 25:27).

Cientistas de verdade tem estudado a plausibilidade da astrologia através de observações práticas, e o resultado tem sido unânime: astrologia funciona tanto quanto o socialismo. Ou seja, não funciona.

Desde os anos 50, cientistas tentam provar a eficiência das leituras astrológicas – e os resultados não foram muito animadores. O mais famoso dos estudos, publicado na revista Nature ainda nos anos 80, pedia que pessoas tentassem reconhecer seu mapa astral a partir de três opções disponíveis. A performance foi abaixo da esperada: só um terço das pessoas acertou qual era o seu – exatamente o mesmo resultado que um sorteio daria. Fatores como propensão a suicídio, inteligência, taxa de divórcio, extroversão e sucesso também foram analisados em dezenas de estudos, mas a conclusão é sempre a mesma: não há correlação nenhuma entre a propensão a uma coisa e os dados astrológicos.

Pensando nisso, o holandês Rob Nannninga resolveu dar uma chance aos próprios astrólogos de desenvolver um teste à prova de falhas. O desafio era acertar a profissão de sete voluntários, baseado em seus dados astrais (data, local e hora de nascimento) e um questionário – que os próprios astrólogos puderam desenvolver. Para ficar mais fácil, as sete profissões também foram disponibilizadas de maneira que o trabalho era apenas atribuir a carreira certa a cada voluntário. Cinquenta astrólogos ajudaram a desenvolver o questionário, que acabou ficando com 25 perguntas pessoais e 24 perguntas de personalidade. A pedido dos astrólogos, datas importantes dos voluntários (casamento, divórcio, nascimento dos filhos, etc) também ficaram à disposição.

Com todas essas informações em mãos, os 50 especialistas – alguns dos mais experientes da Holanda – tiveram dez semanas para chegar às suas correlações. Os resultados foram frustrantes. Nenhum astrólogo conseguiu relacionar mais de três pessoas a suas profissões, e metade não acertou nem umazinha. Mais do que isso: apenas dois astrólogos concordaram entre si – o resto escolheu combinações completamente diferentes umas das outras, indicando que nem os próprios especialistas concordavam na interpretação dos astros. De novo, o resultado final não foi diferente do que se as relações tivessem sido sorteadas no bingo. (Fonte)

Mas, então, como tanta gente tem a percepção de que realmente a astrologia “funciona” com elas? A resposta está em dois mecanismos: o viés de confirmação e o viés de retrospectiva, como explica Michael Shermer:

Quem explica é o cético Michael Shermer. Para ele, a astrologia acerta nas previsões por causa de dois mecanismos psicológicos que todos nós temos: o viés de confirmação e o viés de retrospectiva. O primeiro descreve a nossa tendência a preferir informações que combinem com aquilo que já sabemos ou acreditamos. Isso explica, por exemplo, a grande identificação que sentimos quando lemos as características dos nossos signos. Como canceriana, lembro sempre da minha descrição como pessoa “sensível e artística”, mas ignoro que também deveria ser “possessiva e chorona”. Ou seja, reforço apenas as qualidades que quero que sejam verdadeiras. Já o viés de retrospectiva explica por que nos lembramos com mais facilidade dos acertos do que dos erros. Se Susan Miller disser que você fará uma viagem nas próximas semanas e isso de fato acontecer, você vai se lembrar de que ela acertou. E provavelmente vai esquecer que ela também havia previsto um aumento de salário, uma mudança de casa e uma briga com familiares. “Pessoas encaixam suas vidas nas previsões astrológicas, e não o contrário. Elas fazem as leituras vagas confirmarem os acontecimentos depois que eles ocorreram”, diz Shermer.

O mesmo acontece em qualquer outro aspecto da vida. Você provavelmente se lembra muito mais dos palpites certeiros que deu no bolão da Copa do que da maioria dos erros que passaram batidos. Graças a esses dois mecanismos cerebrais, pessoas têm a impressão que a astrologia acerta na mosca. De acordo com o que elas conseguem se lembrar, as descrições astrológicas estavam realmente certas. Isso leva a situações curiosas, como mostrou nos anos 60 o francês Michel Gauquelin. Para provar que o ser humano adora ler descrições de sua personalidade, enviou a 500 pessoas a interpretação de um mapa astral que supostamente as descrevia. O texto tinha frases como “você é caloroso”, “organizado” e “totalmente dedicado aos outros”. Resultado: 94% dos participantes disseram se identificar com elas. O que eles não sabiam é que todas haviam recebido o mesmo texto, baseado no mapa astral de um serial killer com 27 mortes no currículo. (Fonte)

Em outras palavras, as pessoas acreditam em astrologia porque já estão inclinadas a acreditar. Assim, basta uma linguagem vaga que descreva algumas de suas características (e que serviriam igualmente para descrever quase todo mundo em seu próprio ponto de vista) para que você pense que os astros realmente influenciam sua vida. Às vezes vemos a mesma coisa acontecendo nas igrejas, em se tratando de profecias e “profetadas”. Já recebi profecias extremamente precisas, mas também já recebi “profetadas” incrivelmente falsas. Para evitar este risco, um típico “profeta da carne” irá apelar para uma linguagem deliberadamente vaga, de modo a dificultar ao máximo o “fracasso” da profecia.

Por exemplo, se um “profeta” disser que “Deus está te dando a vitória” e que “você vai passar deste vale”, 99% das pessoas da igreja irão se identificar com isso, porque quase ninguém não precisa de vitória em área nenhuma, e todo mundo passa por algum tipo de dificuldade na vida. Em outras palavras, é o tipo de “profecia” que se aplica a qualquer um, e por isso uma tática recorrente de falsos profetas. O mesmo acontece com a astrologia. Como eles sabem que previsões específicas seriam facilmente desmascaradas, suas "previsões" diárias costumam ser tão vagas e ambíguas que podem ser aplicadas a qualquer pessoa a qualquer momento.

Veja por exemplo como este site de horóscopo descreve o “signo de peixes”:

A empatia e a humildade podem ser características fortes em pessoas com o sol no signo de Peixes. Sempre conectados com sua intuição, piscianos e piscianas costumam captar as coisas no ar, muitas vezes são pessoas bem discretas e observadoras que conseguem perceber o mundo através da observação de si. Quem tem um acúmulo de planetas em Peixes tende a dar muita importância aos seus sonhos e ao que ainda não é real, mas pode ser. Costumam ser pessoas compreensivas e compassivas. Por guardar em si emoções que em vários momentos são opostas, conseguem enxergar os desafios do outro com bastante facilidade. As relações afetivas são bem importantes para esses nativos, mas o romantismo excessivo do signo de Peixes também pode sinalizar uma inclinação para amores platônicos e facilidade para viver desilusões amorosas. (Fonte)

Basicamente, o que o texto diz sobre quem é deste signo é que tem uma boa intuição, é discreto e observador, é um sonhador, é compreensivo e compassivo, tem emoções opostas dentro de si e pode se inclinar para “amores platônicos” e ter desilusões amorosas. Em resumo: tudo o que qualquer pessoa poderia se identificar (mesmo quem não possui de fato as qualidades que o signo descreve). Se você consultar a descrição dos outros signos feitas por este mesmo site, verá que todos eles apresentam características genéricas presentes em todo o gênero humano, que qualquer pessoa de qualquer signo poderia se identificar facilmente. Até eu me identifiquei com este signo (que não é o meu); fui ver os outros, e me identifiquei com os outros também. Como alguém já disse, a astrologia é vaga o suficiente para se aplicar a qualquer pessoa em qualquer situação.

E por ser extremamente flexível, ela não pode ser “falseável” (ou seja, provada falsa). Mesmo quando alguém não se identifica com uma descrição específica do seu signo, há sempre escapatórias fáceis e soluções mágicas que podem ser usadas para justificar qualquer erro, como por exemplo dizer que é por causa do “ascendente”, ou por causa da lua, ou o planeta na “sétima casa”, ou o “retorno de Saturno”, ou qualquer lorota que der na telha. Com tantas possibilidades de interpretação, fica praticamente impossível que a astrologia erre. É a velha tática da “mudança do gol”: quando um jogador chuta pra fora, move-se o gol para que a bola entre do mesmo jeito. Astrólogos estão “mudando o gol” a todo momento, a fim de que suas previsões acertem sempre.

Outro problema com a astrologia é que geralmente quem a segue já está inclinado a aceitá-la como a verdade – é o que chamamos de “viés de confirmação” –, da mesma forma que um torcedor fanático de um time tem uma predisposição a achar que seu time é maior que o rival ou que vai vencê-lo no próximo jogo. Quem demonstrou isso com testes práticos foi o pesquisador australiano Geoffrey Dean, que inverteu leituras astrológicas de 22 pessoas e as substituiu por outras que diziam o oposto. Mesmo assim, 95% das pessoas confirmaram que as leituras se aplicavam a elas, o mesmo índice de pessoas a quem foram dadas as leituras corretas. Em outras palavras, a predisposição em aceitar a veracidade dos horóscopos acaba enviesando o resultado.

Os próprios astrólogos jamais conseguiram explicar como se dá a relação de influência entre um astro distante há milhões de anos-luz da terra com as macromoléculas de um planeta tão distante como o nosso. Uns atribuem à influência de campos eletromagnéticos, outros a sincronicidade, outros a campos gravitacionais, mas todas essas teses já foram exaustivamente refutadas pela ciência. De fato, essas constelações estão tão imensamente distantes da terra que a influência sobre o nosso planeta é zero – e menos ainda sobre o destino e personalidade de um indivíduo em particular em função da hora exata de seu nascimento.

Podemos até entender por que os povos antigos levavam a astrologia a sério; afinal, eles viam a influência do sol e da lua em nosso planeta (esquentando ou esfriando a temperatura na terra, interferindo nas estações do ano e nas colheitas), e por desconhecerem o tamanho do universo julgavam que as constelações que observavam daqui pudessem exercer a mesma influência. Hoje em dia, no entanto, chega a ser ridículo alguém manter este pensamento mesmo após todo o progresso científico que lançou por terra os fundamentos mais básicos da astrologia – o que inclui a quantidade de planetas, de constelações e de seus movimentos, que a ciência moderna, em constante evolução, já provou serem bem diferentes do que os astrólogos afirmavam (e do que depende toda a astrologia).

Nosso universo em expansão e tudo o que está dentro dele está em um constante estado de fluxo, enquanto a astrologia se mantém fixa e inalterável. Tudo aquilo que os astrólogos do passado pensavam em seu limitado conhecimento do universo a ciência com o tempo provou estar errado ou incompleto – a começar pelo próprio geocentrismo, que continua sendo usado como base pelos astrólogos (o que explica muita coisa, afinal). E por mais que alguns já tenham proposto uma revisão completa no zodíaco com uma versão totalmente diferente da posição original mítica usada até hoje, os astrólogos insistem em continuar usando a versão ultrapassada e errada (afinal, ficaria muito feio assumir que estavam errados este tempo todo, e que todo mundo lê o signo errado no jornal).

Mas – você deve estar pensando – qual é o problema prático em consultar horóscopo e acreditar em astrologia? Em outras palavras, “o que isso vai mudar na minha vida”? Essa é uma pergunta pertinente, pois estamos inclinados a pensar que se trata de algo tão inocente e irrelevante que não tem consequências práticas, razão pela qual os próprios cientistas geralmente se limitam a ignorar, em vez de combater. Eu mesmo sempre pensei que isso era apenas uma brincadeira, uma distração, algo que ninguém levava a sério de verdade. Ledo engano. Descobri que há pessoas que confiam na astrologia até para as coisas mais simples da vida, como cortar o cabelo ou ir às compras. As pessoas que confiam nos “astros” têm toda a vida amarrada por eles e se tornam verdadeiramente escravas dos mesmos. Elas sentem que não tem livre-arbítrio: os astros decidem tudo.

Tome como exemplo o horóscopo que este site traz para o signo de touro, referente a amanhã (19/11/2019):


Alguém que norteia sua vida pelo horóscopo pode preferir fazer compras mais cedo mesmo tendo um compromisso no horário, depois “confiar na sorte e fazer uma fezinha” jogando dinheiro fora na Mega-Sena, e então dar em cima de todas pensando que “ninguém vai resistir ao seu charme” e dar tudo errado, seja por se envolver com a pessoa errada ou por se precipitar e colocar tudo a perder, ou por pagar o maior mico com a gata. Em um único dia a pessoa atrasa seu compromisso, desperdiça dinheiro que não tem e arruína sua vida amorosa.

Por falar em vida amorosa, criaram até mesmo um app chamado “AstroMatch”, que usa a astrologia para encontrar sua “alma gêmea”. Se as pessoas que procuram alguém pelo caráter já encontram dificuldades no relacionamento, imagine alguém que prioriza a “compatibilidade astral”. Acredite ou não, muita gente acha o signo um fator determinante num relacionamento, as quais não apenas tendem a limitar suas opções e desperdiçar oportunidades, mas se envolver com gente que não presta apenas porque os “astros” indicam o sucesso. Tais pessoas jamais evoluem numa relação porque são incapazes de enxergar suas próprias falhas e defeitos, preferindo terceirizar o problema culpando o signo do(a) companheiro(a).

Além disso, a astrologia incentiva o preconceito ao pré-julgar as pessoas de acordo com seus signos astrológicos. Como disse Benjamin Radford, a lógica é a mesma do racismo:

Tanto a astrologia quanto os estereótipos raciais são baseados em uma estrutura de crença que basicamente diz: “Mesmo sem conhecê-lo, acredito em algo a seu respeito. Posso esperar esse tipo de comportamento ou característica (teimosia, preguiça, arrogância e etc) dos membros desse grupo específico de pessoas (judeus, negros, áries, peixes e etc)”. Quando um astrólogo descobre o signo astrológico de uma pessoa, ele ou ela trará para essa experiência uma lista pré-existente de suposições (preconceitos) sobre a pessoa, envolvendo comportamento, personalidade e caráter. Em ambos os casos, os preconceitos levarão as pessoas a procurar e confirmar suas expectativas. (Fonte)

Além de instigar o preconceito, a astrologia também é prejudicial ao nosso senso de identidade, na medida em que nos definimos não a partir do que somos, mas a partir do que os “astros” supostamente dizem. Não pouca gente com falhas de caráter e defeitos de personalidade se acomoda no erro por pensar que “nasceu assim” e por isso não adianta lutar contra isso – está “escrito nas estrelas”. Pior ainda é quando tomam decisões que não tomariam em sã consciência, apenas para se ajustar àquilo que o horóscopo determina. Quando as decisões que tomamos na vida são baseadas em pura superstição em vez de serem pensadas racionalmente, as chances de erro aumentam exponencialmente.

Apesar de não haver absolutamente nada que prove que o alinhamento dos planetas possa influenciar nosso aspecto psicológico, milhões de pessoas no mundo todo acreditam em uma “predestinação cosmológica”. Esse fatalismo pode ser extremamente prejudicial, pois a partir do momento em que alguém crê em “destino”, não tem razões para pensar nas consequências dos seus atos. Como dizia Sagan, se nossas vidas são controladas por um conjunto de sinais no céu, por que tentar mudar alguma coisa?

Quem levava isso a sério mesmo eram os povos antigos, que procuravam um significado astrológico em tudo, até nas entranhas de animais:

Curiosamente, analisar as estrelas não era a única ciência usada para prever o futuro. O historiador Peter Maxwell Stuart, da Universidade de St. Andrews, na Escócia, descreve em seu livro Astrology (sem edição brasileira) que os babilônios também acreditavam que recém-nascidos trouxessem recados sobre o futuro. Se uma mulher desse à luz um anão, a casa da família seria destruída; se parisse uma criança cega, aumentavam as chances de alterações climáticas. Especialistas analisavam as entranhas de animais sacrificados para tentar relacioná-las ao futuro: se o fígado do animal tivesse protuberâncias, era um presságio de anarquia no reinado. Ou seja, escapamos por pouco de ficar revirando miúdos de galinha para fazer previsões. (Fonte)

Imagine o nível de paranoia numa sociedade dessas, onde a superstição domina tudo na vida de todo mundo. Não à toa, estudos recentes provaram que horóscopo faz mal à saúde mental e leva a um comportamento impulsivo. O mesmo estudo também provou que quem se guia pelo horóscopo tende a ser mais tolerante com seus próprios desvios quando a previsão do zodíaco é negativa. Não é difícil entender o porquê: numa vida que já não é fácil de se viver, tudo o que uma pessoa não precisa é começar o dia lendo um horóscopo que prevê uma calamidade que ela nem sabe o que é. Tal pessoa vai passar o dia todo se preocupando à toa e suspeitando de tudo e de todos, e esse comportamento neurótico irá afetar seu trabalho e relacionamentos.

É ainda mais assustador quando um cristão consulta horóscopo para guiar sua vida, em vez de descansar no Senhor e saber que Ele tem cuidado de nós. Quando confiamos nosso destino aos astros em vez de Deus, estamos fazendo dos astros um deus – exatamente o mesmo que os pagãos sempre fizeram, com a diferença de que eles pelo menos reconheciam abertamente essa adoração. Quem nasceu de novo sabe que sua vida está nas mãos do Criador, que colocou diante de nós um futuro em aberto que depende de nossas escolhas – escolhas essas que astro nenhum pode tomar de nós. No fim das contas, a astrologia não é só um colossal desperdício de tempo, dinheiro e energia emocional, mas uma tentativa verdadeiramente diabólica de tirar de você o que é mais precioso: a capacidade de criar seu próprio destino.

• Compartilhe este artigo nas redes:

Por Cristo e por Seu Reino,


- Siga-me no Facebook para estar por dentro das atualizações!


- Baixe e leia os meus livros clicando aqui.

- Acesse meu canal no YouTube clicando aqui.


ATENÇÃO: Sua colaboração é importante! Por isso, se você curtiu o artigo, nos ajude divulgando aos seus amigos e compartilhando em suas redes sociais (basta clicar nos ícones abaixo), e sinta-se à vontade para deixar um comentário no post, que aqui respondo a todos :)  

200 comentários:

  1. https://www.youtube.com/watch?v=IKmDrkB5OFg Banzolão o que achas desse vídeo?Apesar da história ser triste,eu confesso que até ri na hora em que ele falou ´´ e para piorar ainda é preto´´,a forma como ele conta fica engraçada e vc acha que esse tipo de preconceito ainda existe nas igrejas?Porque essa história que ele contou é antiga,ele diz que era bem jovem e hoje em dia já é um senhor com mais de 50 anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O racismo é estrutural na sociedade, não tenho dúvidas de que há gente racista nas igrejas, assim como há gente racista fora delas. Mas felizmente hoje é bem menos forte do que já foi no passado.

      Excluir
  2. Deve ter um dedo de influência do astrolavo no fato de muitos cristãos hoje acreditarem em horóscopo,vide a Ana Carolina Campagnolo, olavista que foi eleita deputada estadual de SC, é evangélica,professora de história e passou uma tarefa para seus alunos desenharem mapa astral,justificou dizendo que isso é parte da cultura persa e a aula era sobre essa civilização,mas sendo aluna do astrolavo isso é mais que suspeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que isso aqui já responde:

      http://www.lucasbanzoli.com/2019/11/pode-um-cristao-confiar-em-horoscopo.html?showComment=1574182130090#c7313863459987552627

      Excluir
    2. Lucas Banzoli, Banzolão, grande amigo e irmão separado protestante, mas o que eu vou fazer se eu sou um teleguiado pela Rede Globo golpista desta neodireita teórica da conspiração, influenciável, burrão fascista e nazista branco e loiríssimo de olhos azuis da mídia golpista neoliberal homofóbico sexista e racista gado doente do Bolsonaro, robô que promove fake news sem personalidade? Só restar-me-ia acabar como a Campagnolo de sequer cogitar como uma anta socrática o obscurantismo astrológico.

      Excluir
  3. Banzolao e pq vc acha que o pentecostalismo em geral supervaloriza o dom de línguas?Muitos pentecostais acham que se vc não fala em línguas é pq não foi batizado com o Espírito Santo e que és um crente frio,até evitam te dar cargos na igreja,pq pensas que isso ocorre?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em muitos meios o dom de línguas é supervalorizado mesmo. Paulo disse que é o menor dos dons (1Co 12:28, 14:5, 14:12), mas em algumas igrejas parece ser o mais importante. Acho que a maioria das igrejas pentecostais são mais sensatas em relação a isso, pelo menos nenhuma igreja que eu já congreguei defendia esses pontos de vista radicais e antibíblicos, mas sei que existem igrejas assim e isso é realmente lamentável. Inclusive escrevi algo sobre isso aqui:

      http://www.lucasbanzoli.com/2018/11/batismo-no-espirito-santo-significa.html

      Excluir
    2. O dom maior é o amor, escreveu São Paulo aos entusiasmados cristãos coríntios. Pode-se ter toda a ciência, fé, esperança, pode-se falar todas línguas como a língua do maior dos pecadores para convertê-lo ou pode-se até falar a língua dos anjos, disse São Paulo. Pode-se profetizar que o Brasil terminará evidentemente como a Argentina por causa da burrice bolsonarista olavista capitalista selvagem tão condenada pela Igreja Católica quanto o marxismo, mas sem amor nada se é. Eu quero só ver é o cara amar mesmo, dar a outra face para ser batida, perdoar, amar os inimigos, saudar os inimigos e adversários, tudo desculpar, tudo crer, tudo esperar, tudo suportar. Desgastar-se, então, em dar vida à própria fé ao amar a Deus sobre todas as coisas e amar o próximo como a si mesmo, aí a coisa pega, aí é mais difícil.

      Excluir
  4. Aqui Banzolão,o artigo do Julio Severo em que a professora evangélica Ana Campagnolo,hoje deputada estadual de SC,ensina seus alunos a desenharem mapa astral, http://juliosevero.blogspot.com/2017/08/pode-uma-professora-evangelica-ensinar.html ,mesmo que fosse mesmo para uma pesquisa da cultura persa zoroastrista,em que astrólogos eram exaltados,é algo totalmente impróprio não é?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Totalmente impróprio. Isso deveria ser caso de polícia.

      Excluir
    2. A religião é algo que cega vocês, diletos irmãos e amigos. Sejam ateus, já!

      Excluir
    3. Um ateu astrólogo? Pode isso, Arnaldo?

      Excluir
  5. http://juliosevero.blogspot.com/2019/11/billy-graham-e-o-fator-esquecido-na.html Banzolão esse artigo fala do papel super importante dos protestantes para a derrubada do comunismo soviético e cita que quanto mais uma nação é protestante,mas ela é rejeita o socialismo,Venezuela e Cuba são amplamente países católicos,por isso contam com governos socialistas há décadas,o Brasil só elegeu Bolsonaro por conta dos votos evangélicos,já estamos chegando a 30% de evangélicos.

    A Guatemala, que agora se tornou 50% evangélica, não é tão propensa ao socialismo quanto a Venezuela católica.

    Eu já havia citado a Guatemala em outros posts aqui,que é o país percentualmente mais evangélico da América Latina e há décadas que não possui um governo de esquerda,mas então por que a Guatemala continua sendo um dos países mais pobres do continente?Pq não prospera?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nenhum país se torna rico do dia pra noite só porque a quantidade de evangélicos aumentou, ainda mais quando continuam sendo a minoria (são 30%, e não 50% como você colocou). Mesmo os países mais ricos do mundo como Estados Unidos, Inglaterra, Canadá e etc levaram longas décadas (para não dizer séculos) para construir isso que se tornaram. Pelo menos os guatemalenses estão se livrando do maior câncer da América Latina (para não dizer do mundo), o socialismo, o que já é um grande avanço por si só. Significa que seu crescimento, ainda que lento, não será interrompido abruptamente por um extremista maluco anti-mercado como o Maduro, que arruinou um país inteiro.

      E sabemos que o maior problema dos povos latinos não é que eles não crescem (pois estão frequentemente crescendo até mais percentualmente que os EUA), o problema é que eles são extremamente frágeis diante de qualquer mínima crise porque não tem uma indústria e um empreendedorismo forte que os sustente. Por isso, na falta de investimentos (geralmente causado por um esquerdista radical no poder que atrai a fuga de capitais) o país quebra e tudo o que foi construído por anos e anos vai pro ralo. No momento a Guatemala cresce 2,8%, que embora seja um índice modesto, se mantido assim por muitos anos implicará num crescimento significativo, igual o que fez as grandes potências se tornarem o que são. O importante é não fazer loucuras pra crescer 10% num ano e depois pagar a conta lá na frente (igual o “milagre econômico” da ditadura e igual os governos populistas de esquerda adoram fazer para ganhar eleições), mas crescer de forma sustentável e responsável, pensando sempre a médio e longo prazo.

      Excluir
    2. Lucas e como explicar essa alta do dólar? Os esquerdistas já estão publicando frases como "eu avisei"," é melhor Jair se arrependendo" e outras pra dizer que isso prova que esse governo é um fracasso.

      Excluir
    3. A priori, a alta do dólar só significa uma coisa: que a moeda americana está se valorizando mais do que a brasileira (algo extremamente óbvio que acontece desde sempre). Isso não significa necessariamente que a nossa moeda vai mal, tanto é que todas as moedas dos países latino-americanos também estão se desvalorizando diante do dólar (e a nossa moeda continua forte em relação às deles). Se corrigir pela inflação, a moeda hoje vai melhor do que ia quando o dólar estava a 4 reais na época da Dilma (nominalmente a nossa moeda valia um pouco mais do que hoje, mas como a inflação era maior o seu valor real era menor que o atual). É preciso entender que a tendência de toda moeda é sempre se desvalorizar, porque com o passar do tempo a Casa da Moeda precisa imprimir mais notas e quanto mais notas são impressas mais perdem o seu valor (senão seria muito fácil só imprimir um monte de nota e gerar riqueza do nada), então a desvalorização do Real é normal assim como é normal que o dólar seja mais valorizado em comparação ao Real por ser de um país com uma economia muito mais sólida que a nossa. Vale ressaltar que até agora o Guedes não conseguiu fazer quase nada do que se propunha (não privatizou nada e não fez uma reforma tributária, a única coisa que pôde fazer foi uma reforma da previdência e mesmo assim por valores bem abaixo da reforma proposta pelo Temer há alguns anos). É igual o Macri na Argentina, que não fez nada do que se propôs a fazer e não à toa foi um fiasco (embora no caso do Guedes ele pelo menos esteja tentando).

      Excluir
  6. A Guatemala desde o retorno a democracia em 1986,só teve um presidente de esquerda,o Alvaro Colom (2008-2012) https://es.wikipedia.org/wiki/Anexo:Presidentes_de_Guatemala

    E é o país percentualmente mais evangélico da América Latina,não entendo porque não prospera e cresce economicamente

    ResponderExcluir
  7. Lucas, vc acha que uma pessoa com um legítimo dom de profecia possa se confundir na hora de entender ou repassar a mensagem que Deus quer enviar? Digo, entender só metade do recado ou distorcidamente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza. O Luciano Subirá fala muito sobre isso, vale a pena assistir o seminário sobre dons espirituais que ele faz (eu fiz duas vezes na época em que congregava na Alcance), você encontra o mesmo seminário no youtube (não sei se está completo mas tem 6 horas de conteúdo e vale a pena cada segundo):

      https://www.youtube.com/watch?v=n9Wsi8TtGoQ

      https://www.youtube.com/watch?v=744xKNBEBlc

      https://www.youtube.com/watch?v=IJ4I9eSjoxM

      https://www.youtube.com/watch?v=tDBWCn-ZjgU

      Além de citar vários exemplos pessoais ele cita textos bíblicos como o do próprio Senhor Jesus na conversa com a mulher samaritana do poço, quando ele diz: “Vá, chame o seu marido e volte" (Jo 4:16), e ela responde: “Não tenho marido” (v. 17). Então Jesus corrige a impressão inicial e diz que “é verdade, você já teve cinco; e o homem com quem agora vive não é seu marido” (v. 18). Algo semelhante ocorre na cura do homem cego, quando Jesus primeiro cuspiu nos olhos dele e impôs as mãos, mas ele via tudo embaçado; então colocou as mãos de novo e ele passou a enxergar claramente (Mc 8:22-25). Falando sobre os dons, Paulo disse que “em parte conhecemos e em parte profetizamos” (1Co 13:9), por isso a manifestação dos dons não ocorre de forma plena e perfeita (se fosse assim todo mundo seria curado sempre e toda profecia seria sempre totalmente certeira), pois ainda há as limitações humanas que podem causar imprecisões (não que Deus dê uma revelação falsa, mas que as pessoas por serem imperfeitas podem interpretar a revelação ou alguma parte da revelação erroneamente). A palavra profética é como a Bíblia; Deus dá a palavra, mas cabe a nós interpretá-la.

      Excluir
  8. https://www.youtube.com/watch?v=AMkcMh0g8_k Estava assistindo esse vídeo sobre um caso de assassinato de um pastor da Igreja do Evangelho do Quadrangular em Vitória,Espírito Santo,o caso terminou sendo um escandâlo,porque se descobriu que o pastor era homossexual e foi morto a facadas pelo rapaz que se relacionava e aparentemente a direção da igreja sabia e tolerava esse estilo de vida dele,mas como tratar esse caso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se ele tinha um caso homossexual, deveria ter sido afastado pela igreja desde muito. A pior coisa que existe é quando os pecados de um líder são acobertados para que ele pareça um “santarrão” aos olhos do povo. Paulo ensina precisamente o oposto quando diz que os presbíteros (=pastores da época) que pecassem deveriam ser repreendidos em público (1Tm 5:20).

      Excluir
  9. https://www.youtube.com/watch?v=5SYCOXkI6fk Banzolão vc viu que o Alexandre Frota vazou um vídeo do Malafaia se dizendo decepcionado com o governo Bolsonaro?O Malafaia gravou um vídeo afirmando que a decepção se referia apenas ao fato do Magno Malta não ter sido indicado ministro,mas meses antes da eleição,o Malafaia já havia dito que o Bolsonaro não tinha competência política https://www.youtube.com/watch?v=Bi9cEyQ1gSQ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Silas já explicou isso aqui:

      https://www.youtube.com/watch?v=d58TCorpBG0

      Excluir
    2. Lembrando que o Malafaia não é o único brasileiro decepcionado com a gestão Bolsonaro. Acredito que uns poucos gatos pingados (traduzindo: a família dele) estão felizes com a presidência desse país.

      Excluir
    3. A família dele e esse cara aqui:

      https://i.ytimg.com/vi/bQT5TdjGbjo/maxresdefault.jpg

      Excluir
  10. Pra mim, os astros só serviam para brincar de cavaleiros do zodíaco.
    Agora, deixando a brincadeira de lado, mas falando ainda sobre superstições, é lícito um cristão comer alimentos sacrificados a ídolos? Quando lemos 1 coríntios 8 Paulo deixa claro que não há problemas em degustar alimentos sacrificados a deuses pagãos; agora, em passagens como 1 coríntios 10:19-22, atos 15:29 e apocalipse 2:14-16 parece deixar a entender que não é licito usufruir de tais alimentos. O que você acha, lucas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depende das circunstâncias. Como os textos que você cita dizem, toda a terra é de Deus e o ídolo não significa nada neste mundo (já que o único Deus que existe é o Senhor), por isso em tese não há problema nenhum em comer alimentos sacrificados aos ídolos. ENTRETANTO, naquela época a maioria dos cristãos eram recém-convertidos do paganismo e estavam acostumados a comer esses alimentos com uma mentalidade idólatra, e isso é obviamente um pecado dos graves. Para que não causasse escândalo aos fracos e neófitos na fé, Paulo pede para que os cristãos se abstivessem de comer dos alimentos sacrificados aos ídolos (ou seja, que não comessem na presença de cristãos de mente fraca que seriam induzidos a comer com uma mentalidade idólatra). É a mesma questão do consumo de carne (que Paulo trata no mesmo capítulo): não há nada de intrinsecamente errado em comer carne, mas é errado comer carne na presença de um irmão de mente fraca que pensa que só pode comer vegetais.

      Passando para a linguagem dos dias de hoje, seria o mesmo que eu dizer que não há problema nenhum em usar boné ou ter cabelo comprido, mas seria errado entrar desse jeito numa igreja que proíbe essas coisas, porque estaria desrespeitando a instituição e escandalizando os irmãos dali. Ou seja, existe um certo e um errado, mas para Paulo o “estar certo” não está acima da boa convivência e da pureza de consciência. Por isso ele diz que quem faz uma coisa pensando que é pecado, essa coisa é pecado pra ela, ainda que em si mesmo não seja pecaminosa. Comer alimentos que alguém sacrificou a um ídolo não significa nada se eu sei que o ídolo nada é, mas se alguém me ver fazendo isso e for induzido a comer pensando estar pecando agindo assim, eu estarei induzindo-o ao pecado, fazendo-o pecar contra a sua consciência. O mesmo se aplica à carne, à santificação de dias da semana e a outros assuntos que Paulo aborda em Romanos 14 e discussões atuais relacionadas a usos e costumes. Este é o erro de se pensar apenas de forma dogmática, já que o próprio Paulo não pensava assim e relativizava as coisas de menor importância.

      Excluir
    2. O texto bíblico de dois tipos de fraco na fé. O de 1 coríntios 8 fala daquele indivíduo que participa de algo com a consciência pesada achando que tal prática X ou Y prática é pecado; e também tem o fraco de romanos 14 que é aquele que acredita piamente que alguma determinada prática é pecado, e tenta convencer que isso é pecado - por mais que não seja errado de modo algum.


      Excluir
    3. Por falar ainda em crendice, a carta de Dionísio o areopagita tem alguma credibilidade, ou esse conteúdo realmente tem origem tardia e gnóstica? Já vi muito papista usar essa carta como argumento de que já no primeiro século já havia a suposta crença na assunção de maria

      Excluir
    4. Nossa, sério mesmo que estão dizendo que essa carta é do século I? Meu Deus... esses caras são mais embusteiros do que eu pensava. Até o Veritatis reconhece que se trata de uma falsificação do século VI:

      https://www.veritatis.com.br/dionisio-areopagita/

      Daqui a pouco vão usar também a Doação de Constantino e as Falsas Decretais do pseudo-Isidoro como argumento (se é que já não estão usando). Às vezes me parece que esses caras literalmente saíram da Idade Média e estão perdidos no mundo presente. Assustador é pouco pra isso.

      Excluir
  11. Monstro! Monstro! Monstro!
    Sempre achei que horoscopo era uma baboseira sem tamanho, mas nunca tinha percebido o quanto era malefico ate ler esse texto. Que varão que você é!!!

    ResponderExcluir
  12. https://www.infomoney.com.br/politica/os-3-obstaculos-para-bolsonaro-com-a-alianca-pelo-brasil-e-por-que-o-mercado-precisa-acompanhar-isso/ Banzolão o que vc acha do Bolsonaro criar a Aliança pelo Brasil?Agora faz mais sentido ele apoiar o projeto Escola Sem Partido,já que ele está sem partido kkkk

    ResponderExcluir
  13. Lucas poderia avaliar este artigo sobre o filme A Paixão de Cristo: https://www.thenation.com/article/protocols-mel-gibson/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Embora algumas críticas procedam, ele exagera demais no ponto, como alguém obcecado em encontrar qualquer mínimo defeito para condenar o filme, e não como um crítico sério. Do ponto de vista artístico é um dos melhores filmes de todos os tempos, e do ponto de vista bíblico é o que retratou com mais vivacidade e da forma mais realística o sofrimento que Jesus passou. Seria um filme nota 10 se não fosse por um ou outro detalhe extrabíblico que ele acrescentou ao filme (e que contradiz sua premissa de ser o filme mais realístico e próximo possível dos evangelhos), mas nada que comprometa o filme como um todo. Também não achei que o filme suscitou o antissemitismo, eu não senti nenhum ódio dos judeus ao assisti-lo, e seria muita burrice alguém responsabilizar os judeus atuais por aquilo que outros judeus fizeram há dois mil anos.

      Excluir
    2. Falando nisso, a continuação vem aí, já começou a ser gravada desde maio desse ano. Os mesmos atores estão no elenco novamente, exceto um lá que fez o Caifás ou o Anás que já faleceu. E o ator que faz o papel de Jesus já avisou que será o maior filme já feito, em todos os tempos. Pode até ser exagero, mas se vier como o primeiro, já valerá muito a pena. https://www.imdb.com/title/tt5795232/ pelo que vi em uma entrevista, vão tentar lançar na Páscoa de 2021, mas se der, antecipar para o Natal de 2020. De qualquer forma já está sendo gravado e já estou esperando.

      Excluir
    3. Eu sinceramente não tenho muita expectativa pra essa sequência, nem sei se vai ter material pra isso. Não acho que tenham tanto conteúdo pra gravar sobre a ressurreição como tinham sobre a crucificação, nem acho que seja tão tocante pra maioria das pessoas que se impressionou com o primeiro filme. Mas enfim, vamos ver se o monstro Gibson consegue nos surpreender outra vez.

      Excluir
  14. Paz do Senhor, lendo o texto e me lembrei:
    1 - Na Índia (lugar onde todo mundo se ajuda, respeitando a "lei do karma" em que se a pessoa nasceu lascada, tem que morrer lascada) a criança já nasce e já fazem o seu horóscopo (geralmente falando que ele vai morrer lascado mesmo)
    2 - No tempos áureos da "mãe" Dinah, eu falei pra minha esposa "Ela (e outros) falam 100 coisas e acerta UM; convenientemente "esquecem" dos 99 erros" (como o irmão citou esse tipo de malandragem)
    3 - Tenho um vizinha da CCB que quer porque quer ser profetiza, ela falou pra minha esposa que estava esperando o nosso 2º filho "Deus me revelou que é uma menina", minha esposa quando viu que no ultrassom era menino ficou gargalhando por uns 5 minutos, tanto que o médico estranhou, ai explicamos o ocorrido (fora que não aguentei e falei pra essa irmã "Vixe, Deus errou nessa". Ah sim, ela sumiu por uns 3 meses depois disso.
    4 - Eu tenho um método infalível de descobrir o sexo da criança, quando me perguntam, vou logo falando "Se não for homem, com certeza é mulher".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem falar que muitos desses "acertos" dos astrólogos são de coisas extremamente óbvias, como o amigo abaixo que disse que um astrólogo acertou que o Bolsonaro ganharia as eleições (deve ser realmente muito difícil acertar uma coisa dessas, ainda mais quando 9 de cada 10 pessoas que você conhecia diziam votar no Bolsonaro). O que você falou sobre a "profetada" da irmã da CCB me lembrou uma "profetiza" católica da RCC, que era amiga da minha mãe e também disse que Deus havia revelado pra ela que seria uma menina (e nunca mais olhou pra cara da minha mãe, deve estar desaparecida até hoje). Profecia na Bíblia é sempre relacionado a algo que edifica e agrega alguma coisa na vida do próximo (especialmente no aspecto espiritual), chega a ser ridículo fazer predições de algo que um simples ultrassom já responde (assim como o seu método infalível).

      Excluir
    2. Paz do Senhor, já começou o "já sabia" https://br.yahoo.com/vida-estilo/m%C3%A1rcia-sensitiva-diz-que-j%C3%A1-135800091.html
      Obs: Estava vendo que o irmão viu "The Originals", recomendo a continuação "Legacies" que é muito bom também https://www.bkseries.com/legacies-online/

      Excluir
    3. Eu também previ a morte do Gugu, a queda das Torres Gêmeas, os 7 a 1 pra Alemanha e o acidente do Ayrton Senna (sou um excelente "vidente do passado" que profetiza o que já aconteceu, igual a "Márcia Sensitiva"). Deve ser um trabalho realmente muito difícil mesmo prever que durante o ano algumas pessoas famosas morreriam (sem citar os nomes delas), até porque quase nunca morrem famosos, não é mesmo?

      Excluir
    4. "Obs: Estava vendo que o irmão viu "The Originals", recomendo a continuação "Legacies" que é muito bom também https://www.bkseries.com/legacies-online/"

      Legal, eu não sabia dessa continuação, mas primeiro preciso terminar a própria série, que eu nem lembro exatamente onde tinha parado kkk

      Excluir
    5. Há há há, "vidente do passado" essa foi boa.
      O bom desse site é que fica marcado os capítulos que já foi visto, bom divertimento.

      Excluir
    6. Eu uso esse site pra assistir a terceira temporada de Colony (que não saiu na Netlix ainda), é bom mesmo 👍

      Excluir
  15. É realmente lamentável (e até vergonhoso eu diria) alguém acreditar em astrologia em pleno século XXI...
    Que Deus ilumine essas pessoas, para que conheçam a verdade e que busquem a Deus.

    Banzoli,
    1- você considera imortalismo uma heresia? Os imortalistas serão condenados no juízo final?

    2- qual são suas séries favoritas? Cite pelo menos 5

    Ps: mudei o meu nome! (Para o Senhor Barriga não me achar hehehe)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1) Pra mim qualquer doutrina errada é uma heresia porque a Igreja antiga sempre convencionou chamar assim, embora em tempos modernos muita gente faça distinção entre "heresia" (entendida no sentido de erro grave) e "erro teológico" (entendida no sentido de erro em questões de menor importância). Mas como eu sou adepto da linha tradicional, sim, é uma heresia (o que não significa que quem creia nisso esteja perdido ou algo do tipo).

      2) (1) The Good Place; (2) Designated Survivor; (3) La Casa de Papel; (4) Os Originais; (5) O Nevoeiro; (6) The Flash; (7) Colony; (8) As Crônicas de Shannara; (9) Eu, a Patroa e as Crianças; (10) Todo mundo odeia o Chris (não necessariamente nessa ordem, mas mais ou menos assim).

      "Ps: mudei o meu nome! (Para o Senhor Barriga não me achar hehehe)"

      Pensa que vai escapar dos 14 meses de aluguel assim?

      Excluir
    2. 1- É, eu também estava me inclinando a pensar que heresia era só os erros mais graves que levam ao inferno (negar a divindade de Cristo, por exemplo)
      Mas, graças a sua explicação eu sei que não é bem assim.
      Heresias "mais leves" (imortalismo, por exemplo) não levam ao inferno. Estou certo?

      2- Eu não assisto muitos seriados e séries (ainda...). As poucas que eu assisto, eu não termino, devido a preguiça ou esquecimento :P
      A única que assisti inteira foi Stranger Things, mais nenhuma.
      Mas como diz o Bolsonaro, "tem que mudar isso dae, taokey?!"

      3- O que você acha das novelas bíblicas da Record? Eu pessoalmente não acho tão legal, pois, a maioria tá cheia de conteúdo extrabíblico, possui algumas cenas de imoralidades (principalmente as mais antigas), omissões de acontecimentos bíblicos e erros históricos (por exemplo, os hebreus falando que fulano está "queimando no fogo do inferno" sendo que, como você mesmo já demonstrou, os hebreu antigos não criam no imortalismo). Além é claro da trama novelesca que não é muito legal...
      Sinceramente, acho que as novelas bíblicas e normais possuem um só objetivo, lucrar.

      Quanto ao Senhor Barriga, não se preocupe, o Chaves e o Quico irão me avisar quando ele chegar ;)

      Ahh, e me desculpe pelo tamanho do comentário rs

      Excluir
    3. 1) Diretamente não, mas indiretamente qualquer heresia (grande ou pequena) pode levar uma pessoa à perdição. Se alguém não se deixa influenciar pelo engano dessa doutrina isso pode não fazer diferença na vida dela, mas no livro eu mostro exemplos de pessoas que abandonaram a crença em Deus por não suportar a ideia de um Deus que atormenta com fogo seres humanos para todo o sempre, além de que o dualismo cria uma teologia que desvaloriza o corpo (servindo de pretexto pra pecados físicos como fumar, beber e etc, já que é só a alma que importa) e serve de base para todos os grandes enganos da teologia católica, os quais não poderiam existir sem a pressuposição da sobrevivência da alma - coisas como purgatório, limbo, reza pelos mortos e para os mortos, intercessão dos santos, culto aos santos (idolatria), e etc. Além de servir de base para os enganos da Nova Era, do espiritismo, da reencarnação, da transmigração das almas e tudo mais. É basicamente a raiz de todos os enganos, a principal fortaleza de Satanás.

      2) Eu assisti alguns episódios de Stranger Things mas não curti muito. E de fato, grande parte das séries que eu mencionei eu também não assisti inteiras (embora algumas ainda estejam em andamento).

      3) Depende, se analisar do ponto de vista artístico algumas são até que boas (a do rei Davi, por exemplo, embora não seja nenhuma grande coisa é bem melhor que as porcarias que passam na Globo), mas de um ponto de vista bíblico não dá nem pra começar a análise porque 99% do que elas mostram não tem nada de bíblico, é apenas o fruto da imaginação e criatividade de um roteirista que tem por base um fundo bíblico. É igual a novela da Escrava Isaura (a melhor de todas que a Record já fez), que pega um fundo histórico (da escravidão no Brasil Imperial) para em cima disso contar uma história fictícia dentro da liberdade poética dos seus criadores.

      Excluir
    4. (Comentando de novo. Publiquei um comentário incompleto sem querer :P Considere apenas esse)

      1- É, você tem razão.

      2- Bom saber que não sou o único a não assistir séries inteiras rs

      3- Você está certo novamente! Eu só acho meio forçação de barra eles falarem que os efeitos especiais serem dignos de Hollywood... Mas aproveitando o gancho, o que você acha daquele filme, "A Última Tentação de Cristo" do Martin Scorcese? É um filme um pouco polêmico, creio que você sabe qual é.

      Excluir
    5. Não vi esse filme, só vi algumas críticas do filme que dizem que não tem nada a ver com os evangelhos (o próprio cara que fez o filme admite isso), então nem vou assistir.

      Excluir
    6. aqui um link para uma crítica:
      https://www.youtube.com/watch?v=Vaf-p_rMrpA

      o cara do video é ateu, mas explica um pouco do filme

      Excluir
  16. Lucas, como tu sabes eu sou católico romano, e como tal a Igreja Católica, através de seu mais recente Catecismo, condena a consulta à Astrologia. Então, para um cristão, pelo menos o cristão católico, é e não é interdita uma chamada consulta aos astros. É interdita, porque o cristão católico não deve confiar o seu futuro aos astros, mas deve confiá-lo a Deus, à sua Providência e deve confiar a si mesmo no bom uso de seu livre-arbítrio. Agora, não é interdita a Astrologia para um cristão e católico inteligente que sabe que concretamente os astros influenciam na decisão por uma profissão; os astros, de fato, influenciam em um sem número de pessoas em suas personalidades e de influenciam no que eu soube, por exemplo, que o atentado à faca sofrido por Jair Messias Bolsonaro foi previsto nos astros por uma competentíssima astróloga cuja nome foge-me agora e também a assunção de Bolsonaro ao Palácio do Planalto foi previsto nos astros.

    Eu penso, caro irmão e amigo Lucas, que os astros são como a razão humana que não veio com o cristianismo calá-los com deveriam calar-se as musas antigas, mas deve servir algo como a Astrologia como inspiração, como ilustração no caminho e o desígnio que Deus tem preparado de forma sobrenatural para cada um de nós, homens, os astros seriam como sinais e símbolos de tal caminho e desígnio sobrenatural que é como sempre funcionou, até aonde eu sei, nas civilizações mais antigas. Por exemplo, para vocês protestantes Deus tem reservado, se formos ilustrar-nos e inspirar-nos nos astros, o inferno, porque Martinho Lutero era escorpiano do dia 10 de novembro de 1483 e como tal ele era regido por Plutão, o deus Hades dos gregos, o deus dos infernos. Deus, portanto, como símbolo e sinal destinou vocês protestantes ao inferno passando vocês pelo rio Estige dos infernos que é o do esquecimento. O signo de escorpião é o tipo de signo que ilustra com pavorosas pinturas e afrescos e inspira para o mal, no sentido da sede de controle e dominação, o escorpiano quer muito a supremacia da própria opinião e personalidade, que dominava por sua vez a Lutero para que ele quisesse de forma soberba bem escorpiana uma mudança total do cristianismo doutrinariamente para algo totalmente contrário à Sagrada Tradição cristã que na época dele já tinha 1517 anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucas, grande irmão e amigo, comente alguma coisa baseado no que eu escrevi supra. Acho sinceramente que a Astrologia, como dito, pode ilustrar e inspirar e também simbolizar e significar como sabe-se que a cultura de povos antigos era permeada pelos astros.

      Excluir
    2. Lucas, meu amigo, uma das virtudes do seu signo deve ser a grande capacidade de aturar lorota.

      Excluir
    3. Eu sou do mesmo signo que Lutero S2

      Excluir
    4. "Lucas, grande irmão e amigo, comente alguma coisa baseado no que eu escrevi supra. Acho sinceramente que a Astrologia, como dito, pode ilustrar e inspirar e também simbolizar e significar como sabe-se que a cultura de povos antigos era permeada pelos astros"

      Esses mesmos povos também acreditavam que a terra era plana, que os astros eram deuses que deviam receber adoração, que as cinzas de uma ruiva garantiam uma boa colheita, que as entranhas de animais prediziam o futuro e que crianças deviam ser sacrificadas para que o sol nascesse no dia seguinte, então não acho que sejam um bom referencial.

      Excluir
    5. "Lucas, meu amigo, uma das virtudes do seu signo deve ser a grande capacidade de aturar lorota"

      Estou percebendo isso, deve ser mais uma prova da veracidade da astrologia.

      Excluir
    6. "Eu sou do mesmo signo que Lutero S2"

      Deveria se envergonhar disso e aguardar o rio Estige dos infernos (seja lá o que isso signifique).

      Excluir
    7. Gabriela, no caso eu sou do signo luminoso e com nítida vocação católica romana que é a vocação para o amor cristão, porque o amor cristão, escreveu São Paulo, por exemplo, rejubila-se com a verdade e não com a injustiça. Sagitarianos amam a justiça, o deus de máxima luz dos céus pagãos Júpiter e líder do Olimpo é inspirador de justiça. Meu signo é o signo de sagitário, regido por Zeus dos céus ou Júpiter, que é o mesmo signo do Papa Leão X, infelizmente o último Papa a ver uma cristandade unida no ocidente, o Papa da época da revolta escorpiana luterana e que foi o Papa que esmagou a escorpião Lutero na sua bula Exsurge Domine - Contra errores Martini Lutheri et sequacium como prometeu Jesus que os cristãos esmagariam escorpiões símbolo do demônio.

      Amigo e irmão Lucas, eu entendo o que tu dizes de que sociedades antigas tinham crenças muito exóticas para os nossos dias, mas eu também acho muito exótico que só a nossa época seja tão iluminada e as eras antigas tenham sido apenas de trevas quando em nossa época tão moderna e avançada temos como inspiração um Immanuel Kant que pensava que a verdade, o real, a coisa em si mesmo é impossível se ser conhecida ou não se pode dizer nada acerca da mesma.

      O rio Estige é um dos rios do Hades, como se dizia dos infernos regido pelo deus Hades para os gregos ou Plutão para os romanos, deus do mal e das trevas do fundo do abismo que rege o signo de escorpião. O rio Estige é o rio do esquecimento, porque quem vai para o inferno, já tomando aqui uma acepção cristã de inferno, deve e quer ser esquecido, porque quis ser esquecido na opção preferencial e obstinação que fez pelo mal. Reparem que todo homem mal deseja muito ser esquecido.

      Excluir
    8. "Amigo e irmão Lucas, eu entendo o que tu dizes de que sociedades antigas tinham crenças muito exóticas para os nossos dias, mas eu também acho muito exótico que só a nossa época seja tão iluminada e as eras antigas tenham sido apenas de trevas quando em nossa época tão moderna e avançada temos como inspiração um Immanuel Kant que pensava que a verdade, o real, a coisa em si mesmo é impossível se ser conhecida ou não se pode dizer nada acerca da mesma"

      Não disse que a nossa era é totalmente esclarecida, mas a maior parte da ignorância presente no mundo atual nada mais é senão os resquícios do obscurantismo do passado que permanecem vivos ainda hoje (um exemplo é a própria astrologia).

      Excluir
  17. Good article? Good article! Good article? Good article! Good article? Good article!

    ResponderExcluir
  18. Banzolão vc acha correto teologicamente dizer que o livro ´´Atos dos Apóstolos´´ também é um evangelho?O Daniel Mastral tem feito uma série de vídeos,excelentes por sinal,de estudos sobre esse livro e o título é ´´Estudo do Evangelho de Atos´´,por entender que esse livro é uma continuidade dos quatro evangelhos,mas especificamente do evangelho que vc escreveu hahha,já que vc também escreveu Atos,vc como autor desse livro,o considera também um evangelho hahha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, tecnicamente não é um evangelho, porque evangelho é o nome dado aos livros que contam a vida de Jesus (e Atos conta o ministério dos apóstolos), mas de fato se trata de uma continuação de um evangelho (o de Lucas). De todo modo, essa é uma questão irrelevante, não é a terminologia que damos que importa no final, mas sim o seu conteúdo.

      Excluir
  19. Oi Lucas tudo bem? Pela primeira vez acho vou ter que discordar de vc hehe nada pessoal cara mas vamos la. Cara eu acho muito interessante todo esse ceticismo com relação a astrologia vindo de pessoas como nós que acreditamos em criação do universo em 6 dias literais de 24 horas, em criação do ser humano do barro e que Deus soprou nas narinas e deu vida do primeiro homem, acreditar em serpente falante e origem da queda humana entre outras narrativas que exigem muito mas muito mais fé do que a astrologia. ou seja toda essa mascara de "verdade cientifica séria" e de "provas" só é utilizada quando nos convém mas é totalmente escrachada quando vai de encontro aos nossos dogmas.

    Cara na moral não tenho nem como conseguir te responder em palavras então o mássimo que possa fazer é te recomendar esses videos que resumem bem meu pensamento mas que também é básico sobre toda essa conspiração global.

    é uma série , assista apenas esses três episódios que nos interessa
    O Plano Mestre - Parte 9 - A Grande Irmandade : https://www.youtube.com/watch?v=-2iFbmPsOsQ
    O Plano Mestre - Parte 10 - A Fórmula da Manipulação : https://www.youtube.com/watch?v=iFG1o0P9K1I
    O Plano Mestre - Parte 11 - Os Filhos de Sião : O Plano Mestre - Parte 11 - Os Filhos de Sião

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comparar criacionismo com astrologia é bem ridículo, com todo o respeito. Há milhares de cientistas PhD que são criacionistas, há milhares de cientistas PhD (até ateus) que defendem o Design Inteligente e se opõem à evolução, há inúmeros argumentos científicos em favor do criacionismo e contra a evolução, há uma ampla gama de publicação científica criacionista, há inúmeros livros mostrando evidências científicas do criacionismo, há fundamentação histórica que confirma as teses criacionistas, há até mesmo cientistas evolucionistas que estudam o evolucionismo com uma mente aberta e crítica e o abandonam; comparar isso com uma superstição esdrúxula sem nenhum fundamento científico de qualquer natureza é uma estupidez gigantesca. Criacionistas podem ser minoria na comunidade científica atual mas eles não são poucos e tem evidências; astrólogos sequer existem na academia e tampouco tem qualquer argumento que já não tenha sido refutado experimentalmente (leia o artigo).

      Quanto aos vídeos dessa série, eu já tinha assistido muitos deles e alguns realmente dizem muitas verdades de conhecimento público (principalmente em se tratando dos primeiros episódios), mas quando chega nessa parte é um show de besteirol sem tamanho, que qualquer pessoa com um mínimo de informação sobre os assuntos que ele trata percebe na hora que é só mais um palpiteiro repetindo jargões da teologia liberal que já foram superados há muito tempo. Infelizmente quem é ingênuo vai acreditar em cada palavra que ele diz sem pesquisar a procedência e veracidade das fontes (que sequer constam nos vídeos), por isso o pior lugar pra extrair conhecimento é o youtube, onde qualquer sensacionalista diz o que quer e todos os bobos acreditam.

      Eu não descarto a hipótese de haver uma “conspiração global” envolvendo supostos “donos do mundo”, mas quanto mais eu leio e reflito sobre isso mais improvável essa tese me soa. A prova disso é que os próprios conspiracionistas entram em contradição uns com os outros na hora de dizer quem são esses “donos do mundo” que mexem os pauzinhos atrás do palco: uns dizem que são os Illuminatis, outros que é uma Irmandade satânica, outros que são os judeus sionistas, outros que são os jesuítas, outros que são os reptilianos, outros que são os Rockefeller, outros que é o George Soros, outros que são os eurasianos, outros que são os “globalistas” (seja lá o que isso signifique), outros que são os maçons, outros que são a NASA, outros que é o governo americano, outros que são todos os governos mundiais, outros que são os capitalistas, outros que são os comunistas, e outros se limitam a dizer que são “eles”. E o pior é que nenhum deles pode provar que o outro está errado, simplesmente porque cada um deles se baseia no mesmo fundamento que os demais: boatos.

      Excluir
  20. Esses outros dois videos servem como um complemento , são de duas séries diferentes mas do mesmo autor dos videos que eu te enviei

    Quem são os Illuminati? - Parte 9/10 - A Nova Ordem Mundial https://www.youtube.com/watch?v=nM1JKxgKKIk

    A Indústria da Música Exposta - Parte 8/10 - Referências Simbólicas https://www.youtube.com/watch?v=YrhJljWTZnY

    ResponderExcluir
  21. Hello Lucas,

    I cannot remember if I had already shown you this article, but I as wondering what you thought of it?:

    https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/2018/03/the-roman-catholic-church-on-second.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. You had already show me this article, which is really very good. It is truly astonishing that the Roman Church divide the last commandment into two different commandments, sounds even appalling. They alter the Word in the most brazen way, and there are still people who believe.

      Excluir
  22. Tenho um amigo que está procurando casa pra alugar em outra cidade. Aeh ele tava trocando ideia comigo e comentou sobre a questão de que muitas das vezes se pede fiador, pois caso a pessoa não pague aluguel, o fiador no caso é como um seguro, ele deve pagar. Inclusive podem até tirar bens do fiador para cobrir dívidas. É pecado ser fiador? Tem esses versículos: Não seja como aqueles que, com um aperto de mãos, empenham-se com outros e se tornam fiadores de dívidas; se você não tem como pagá-las, por que correr o risco de perder até a cama em que dorme? Provérbios 22:26,27 acho que eu não seria fiador porque primeiro, não tenho posses kakakakak mas eu não confio na pessoa que me precisa de fiador, pois se há outras formas de fazer um tipo de seguro, como capitalização, cheque-caução ou então depósito-seguro de meses de aluguel, ela que utilize isso, não? Seria mais uma questão de consciência do que pecado? Porque depois que a cagada acontece, aí a pessoa pensa: po, tá na Bíblia... Há algum entendimento quanto a isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É errado ser fiador, esse texto aí é bem claro quanto a isso. Sem falar que é uma tremenda de uma furada, já não é fácil arcar com os próprios custos, imagina ter que pagar as dívidas que outra pessoa faz? Deus me livre de uma coisa dessas... e o pior é pensar que meus pais se tornaram fiadores de um casal há uns 15 anos ou mais, antes de saberem que isso é errado biblicamente, e depois descobriram que o cara é um baita picareta que passa a perna em todo mundo (mas já não tinha como voltar atrás). E pra piorar, na época a gente tinha um ministério aqui em casa, que durou pouco tempo, e ele era o pastor. Depois que a gente descobriu os rolos dele rompemos com ele e nunca mais falamos com esse senhor, que agora deve estar bem velhinho (que Deus o tenha).

      Excluir
  23. https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_unidades_federativas_do_Brasil_por_religi%C3%A3o com certeza o Brasil já tem maioria evangélica. Ainda lamento muito o Censo do ano que vem, que não abordará religião. Até por uma questão de lógica. Naturalmente a saída de católicos que finalmente abraçam a fé em Cristo é maior do que o caminho inverso. Tiro pelo bairro que moro, foram construídas 8 igrejas evangélicas e apenas uma católica no período de 15 anos que moro aqui. E olha que estou falando só do bairro que moro. Acho que o Bolsonaro, apesar de todos os erros, tem lá seus acertos, e com certeza foi acertado ele dar espaço maior e visibilidade aos protestantes. E com certeza isso não deve ter contado com o apoio do astrólogo de Virgínia, que sempre critica os protestantes, apensar de morar num país evidentemente protestante (isso que me faz rir). A realidade é que com mais evangélicos no parque, maior será a ação do Espírito Santo e se formos espertos e rápidos para identificar o pecado e a ação de Satanás nas coisas políticas do país, temos boas chances de melhorar de vida e melhorar o país.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depende, se for considerar apenas os praticantes, é óbvio que já tem muito mais evangélicos do que católicos no país, basta comparar a quantidade imensamente superior de igrejas evangélicas em comparação com as católicas. Aqui na minha cidade eu só consigo me lembrar de duas igrejas católicas (deve ter mais, mas eu nunca vi), e umas trocentas igrejas evangélicas de todos os tipos possíveis. Mas em termos de IBGE, acho que o catolicismo continua com a maioria de fiéis porque qualquer não-praticante é contado como um católico, e o retrato do brasileiro médio é um católico não-praticante. Eu me lembro de tentar converter um amigo meu de Ensino Médio há dez anos, que se dizia católico mas disse que não cria em Deus. Então eu perguntei por que raios que ele se dizia católico se ele nem em Deus acreditava, e ele respondeu que é porque foi batizado na Igreja Católica e ia na igreja uma vez por ano (quando tinha casamento). É esse o padrão de "católico" deste país, por isso eles ainda são maioria, numericamente falando.

      Excluir
  24. Lucas, certa vez enquanto pesquisava sobre os Linchamentos que aconteceram nos EUA durante o final do séc. XIX e início do séc. XX, me deparei com esse argumento que a União Soviética usava para tentar invalidar as críticas que os EUA faziam contra as violações dos direitos humanos que a URSS socialista cometia:

    https://en.wikipedia.org/wiki/And_you_are_lynching_Negroes

    https://upload.wikimedia.org/wikipedia/en/9/93/Bezbozhnik_u_stanka_US_1930.jpg

    Basicamente, a URSS respondia às críticas com: "E você enforca negros", que os Linchamentos que aconteciam nos EUA foram eventos trágicos isso não há como negar, contudo, entre os anos de 1880-1970 (um período de 90 anos) ocorreram ao todo nos EUA 4.743 Linchamentos nos EUA, dos quais apenas 3.446 eram linchamentos de negros e o resto eram linchamentos de brancos (sim os brancos nos EUA também foram vítimas de linchamento). Enquanto entre os anos de 1920-1960 (apenas 40 anos) estima-se que cerca de 20-25 milhões de pessoas foram mortas pelo regime comunista soviético, ou seja, é "O Sujo (URSS) falando do mal-lavado (EUA)". Caso você fosse um diplomata nessa época como você responderia o argumento da ditadura comunista soviética?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem lembrado. Comparar os crimes dos EUA com os da URSS é perder totalmente o senso de proporção. É como alguém que estupra e mata uma pessoa e pra se justificar diz que quem está o acusando xingou a esposa antes de sair de casa. Ou colocar na mesma prateleira alguém que roubou uma bala 7 Belo do irmão quando era criança com alguém que rouba bilhões dos cofres públicos. Enfim, é gente doente.

      Excluir
    2. Verdade, ainda bem que esse país escroto e miserável chamado URSS não existe mais.

      Excluir
  25. Comente:

    https://www.conjur.com.br/2019-nov-11/streck-cattoni-pecs-presuncao-inocencia-sao-fraude-constituicao

    https://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/inconstitucionalidade-da-pec-da-prisao-em-segunda-instancia-direito-penal-e-criminologia/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A prisão em segunda instância NÃO É inconstitucional, tanto é que quatro entre nove ministros do Supremo disseram que não, e antes eram cinco, até a Rosar Weber misteriosamente mudar de opinião. Ou seja, mesmo o Supremo sendo composto por gente nomeada por políticos inescrupulosos da esquerda e alguns deles não tenham sequer currículo pra ocupar este posto, ainda assim a prisão em segunda instância não foi considerada inconstitucional em três das últimas quatro votações (e mesmo nessa que mudou este parecer a decisão foi por diferença de um voto). O que a Constituição diz é que ninguém deve ser considerado culpado até o trânsito e julgado, mas ela NÃO ESPECIFICA se este trânsito e julgado se referia ao julgamento da primeira instância, ou à segunda, ou ao STF ou o que seja (é um dos muitos furos da nossa Constituição). Em qualquer país civilizado a prisão é em primeira instância ou quando muito em segunda; prender só depois de esgotadas todas as instâncias até o STF é uma insanidade que não existe em nenhum país sério. Tampouco era essa a interpretação original da lei, tanto é que só em 2009 (ou seja, 21 anos após criada a Constituição) é que o STF decidiu que só poderia prender após o julgamento em todas as instâncias, durante todo este período a prisão em segunda instância foi sempre aceita. Mas como os ministros do Supremo gostam de dar uma de legisladores, mudaram o parecer original dos autores da Constituição e que vigorava desde a sua criação para proteger bandidos como eles mesmos.

      Excluir
    2. Francamente falando, aprendi mais sobre direito com você (um teólogo), do que em seis meses com o meu ex-professor ultraesquerdista do PSTU.

      Excluir
  26. https://www.youtube.com/watch?v=rtxqwJYA8nE

    Banzolão o que achas desse vídeo?E qual a sua opinião sobre a pergunta título?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei do discurso dele. Sobre este tema, eu já escrevi aqui:

      http://www.lucasbanzoli.com/2018/10/cristao-nao-pode-se-envolver-com.html

      Excluir
  27. Banzolão já que seu tricolor paulista anda em má fase,consideraria torcer para esse time?
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Esporte_Clube_Lucas

    Ou para o Rangers, tradicional time protestante da Escócia grande rival do católico Celtic?Eu gosto muito do Rangers por causa disso,estou torcendo para eles ganharem a UEFA Europa League dessa temporada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O mais engraçado disso é que a segunda camisa desse "Esporte Clube Lucas" é EXATAMENTE IGUAL à do São Paulo. Coincidência? Acho que não (só os astros podem dar essa resposta).

      Excluir
  28. http://juliosevero.blogspot.com/2019/11/o-que-voce-nao-sabe-sobre-o-ativismo.html
    Eu realmente não sabia disso Banzolão tem uma Diretoria de Promoção dos Direitos de Lésbicas,Gays,Bissexuais,Travestis e Transexuais e no ministério da Família e Direitos Humanos,que está sob direção da Damares Alves que é pastora evangélica,o discurso cristão conservador é sempre contra a homossexualidade,então por um lado é contraditório a existência dessa diretoria no ministério,por mais que os direitos humanos costumam englobar um departamento para cada minoria,vc o que acha Banzolão?

    ResponderExcluir
  29. Banzolão tava lendo o Trivela,um dos melhores sites sobre futebol que existem,eles estão para o futebol como vc está para a teologia,o artigo fala sobre a primeira classificação da desconhecida seleção do Suriname para a Copa Ouro da Concacaf,eles ficam geograficamente na América do Sul,mas são tão ruins que preferiram se filiar a Concacaf,confederação onde o nível técnico é baixíssimo e mesmo assim eles conseguiam ir mal,a reportagem ressalta o fato de agora os jogadores com dupla nacionalidade estarem sendo admitidos na seleção,o que era proibido até o ano passado,por isso grandes craques do futebol holandês nascidos no Suriname,como Davids,Seedorf,Hasselbaink nunca terem defendido o seu país natal,https://trivela.com.br/com-um-gol-do-sobrinho-de-hasselbaink-suriname-faz-historia-e-disputara-a-copa-ouro-pela-primeira-vez/

    Mas ao ler a reportagem eu pensei que não é só no futebol que o Suriname é um fracasso,economicamente tbm,apesar de terem sido colonizados por uma nação protestante,eu sei que a maior parte dos países de tradição protestante são um sucesso econômico:EUA,Alemanha,a própria Holanda,Suíça,os países nórdicos e até nações que não são tradicionalmente,mas que tiveram um crescimento do protestantismo nas últimas décadas,caso da Coréia do Sul.
    Mas concordas que na área de humanas não podemos querer 100% de acerto em uma teoria?Porque o Suriname,a sua vizinha Guiana,colonizada pelo Reino Unido e as ilhas caribenhas como a Jamaica,as Antilhas Holandesas não são um sucesso econômico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Suriname não foi colonizado por protestantes, mas pelos espanhóis no século XVI. Apenas um século e meio mais tarde é que passou às mãos dos holandeses, mas manteve sua cultura local, por isso só 1/4 da população é protestante (outro 1/4 é de católicos, outro 1/4 de hindus e o restante é muçulmano ou irreligioso). É como eu sempre digo: não existe nenhum efeito mágico que faz um país prosperar automaticamente por ser posse de um país protestante; ou se muda a cultura local, ou não vai ser nada diferente dos povos ao redor. Sem mudar a cultura, não vai mudar nada.

      Excluir
  30. Eu pessoalmente nao entendo essa onda de crente se voltando pra signos atualmente, pensava que isso já era assunto passado.
    Os caras parecem estar viciados em Cavaleiros dos Zodíacos kkkkkk

    ResponderExcluir
  31. AVALIE:

    http://prtb.org.br/2018/01/20/levy-fidelix-fala-com-jovens-sobre-liberalismo-economico/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Levy Fidelix é o retrato-falado da direita brasileira do século XX: uma direita rigorosa nos costumes, porém hostil ao liberalismo e ao capitalismo. Uma direita que fez a festa da esquerda e que só serviu para fazer avançar o projeto de poder da esquerda (que pelo menos na parte econômica, não é muito diferente da "direita Fidelix").

      Excluir
    2. Tu acha que ele pode ser de fato visto como de "direita" ?

      Excluir
    3. Considerando a direita brasileira tradicional, sim. "Direita" e "esquerda" são conceitos que variam de país pra país e de tempos e tempos.

      Excluir
  32. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Although the article says a lot of nonsense, I agree in the basics (that there is no mind-body dualism). I understand that our consciousness is a brain product, but how it works I have no idea (not least because neuroscience is still crawling, and much of the functioning of our brain is still misunderstood by science). I believe God has implanted in our brain the ability to make free choices, not that these choices are a product of a soul (in the sense of an incorporeal being and "ghost" within our body). Even because I see no point in God creating something as extraordinary and complex as the human brain, which has infinitely more information than a supercomputer, processing more than a million messages per second, if it were just a "garnish" and who is really responsible by our thoughts is a soul that no one can see or measure. The fact that brain injuries affect our behavior and personality corroborates this fact. But as I said, this does not endorse atheism at all, quite the contrary, since the complexity of the human brain is further proof of the existence of the Creator (ie, a designer), as I wrote in this article:

      http://lucasbanzoli.no.comunidades.net/existencia-de-deusp3

      Excluir
  33. https://www.youtube.com/watch?v=nLoXWnocs-I&t=620s Banzolão o que achas desse vídeo?Tem a ver com outro artigo que vc escreveu sobre o ministério feminino

    ResponderExcluir
  34. Lucas, Horóscopo é pecado, concordo, mas caso um cristão queira interpretar sonhos, o que deve fazer? (Pelo que sei interpretação de sonhos é bastante comum entre cartomantes).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Primeiro é preciso entender que 99% dos nossos sonhos não tem nenhum "significado", são apenas sonhos. Quando Deus quer falar com alguém por meio de sonhos, Ele próprio dá o significado, ou dá o significado através de um profeta de Deus (mas jamais a um astrólogo ou alguém envolvido com práticas reprovadas na Bíblia). Um exemplo é Daniel, um profeta que interpretou o sonho de Nabucodonosor após todos os astrólogos da Babilônia serem incapazes disso (caso semelhante ocorre com José, embora ali não apareça explicitamente os astrólogos, mas com certeza o faraó vivia acompanhado deles).

      Excluir
    2. Banzolao qual a origem da astrologia?Vc entende que é inclusive anterior a civilização persa?Pelo fato dos egípcios a consultarem?Acreditas que ela pode ter surgido com os sumérios,a primeira grande civilização conhecida? Infelizmente os homens que do estão no poder adoram astrólogos,se hoje o presidente que se diz cristão é próximo de astrólogos,imagina os reis pagãos da antiguidade que nem conheciam a palavra de Deus

      Excluir
    3. Sim, parece ser bastante antiga mesmo. Como esses povos antigos acreditavam que os astros eram deuses, fazia todo o sentido pensar que eles podiam interferir nas ações terrenas. O problema é quando em pleno século XXI alguém continua acreditando numa bobagem dessas, e pior, quando um governo de um país gigante como o Brasil é influenciado diretamente por um astrólogo, lembrando muito os tempos antigos...

      Excluir
  35. belo artigo Lucas, aliás como sempre. enviei algumas mensagens sobre o pré-milenismo histórico no seu inbox do facebook, aguardo resposta. abraços irmão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, poderia transcrever as perguntas aqui? Eu sou meio desorganizado pra responder as pessoas no facebook porque as mensagens atravessam umas às outras, no blog é bem mais fácil de responder. Se não quiser não tem problema, eu respondo depois se encontrar a mensagem. Abs!

      Excluir
  36. Acho que já te passei um vídeo sobre isso, é que vi de novo e me surpreendi porque não é o habitual que vemos (pelo menos nesse lado do globo, considerando a terra-bola). Nesse vídeo https://www.youtube.com/watch?v=jLgrIYq-I2Q no tempo 0:35 as 0:40, 2:25 a 2:30, dois exemplos de batismo que a própria pessoa faz a confissão normal e se mergulha, sob testemunho dos outros. Achei legal sei lá, não é crítica não, achei esse vídeo porque já estive em Israel nesse mesmo local tem gente se batizando todo o dia, de várias formas (não tem tobogã lá pelo menos até a época que fui). Vc já viu essa foram ser feita no Brasil?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei dizer se esse tipo de batismo é válido, mas nunca vi no Brasil.

      Excluir
  37. Lucas, qual sua opinião sobre o envolvimento de um cristão com meditação transcendental, respiração, yoga, tai chi chuan, filosofia e religiões?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/2019/01/the-dangers-of-yoga.html

      Excluir
    2. São portas que se abrem para o lado esotérico/espiritualista que de bom não tem nada. Ninguém precisa dessas coisas quando tem as verdades da Palavra de Deus, cujos princípios são suficientes para tornar o homem apto e plenamente preparado para toda boa obra (2Tm 3:17).

      Excluir
  38. Hello Lucas,

    You are a charismatic. I am not. With that being said, I have got a question for you. Do you believe that baptism of the Holy Spirit and conversion occur simultaneously?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. I understand that "baptism in the Holy Spirit" is a way of referring to someone who has the Holy Spirit (not an allusion to the gift of tongues, which is something else). This usually occurs in conversion as long as it has been a true conversion where one opens to receive the Spirit in one's life. I wrote about it here:

      http://www.lucasbanzoli.com/2018/11/batismo-no-espirito-santo-significa.html

      Excluir
  39. Lucas,

    What do you think of this article?:

    https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/2017/09/papal-infallibility-refuted.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Good article. Do you have the quote from Gelasius against the assumption of Mary?

      Excluir
    2. I unfortunately do not have the quote off the top of my head, but perhaps this article would help you to find it:

      https://christiantruth.com/articles/articles-roman-catholicism/assumption/

      Excluir
    3. Happy Thanksgiving to you Jesse, This american Holiday is so incredible and cool, In That Thanksgiving Holiday, I would like thank God, for you've been reading the Lucas' articles and answering my questions. I personally don't Know you, but I think that you're a wonderfull person and a good God's servant. Happy Thanksgiving to you, to your family, you friends and your wonderful country. Thank God for America.

      Excluir
    4. Ps. Hope you and your family and friends are enjoying a delicious turkey and having a great Thanksgiving meal.

      Excluir
  40. Começou a zuação kkk:

    http://prntscr.com/q1bigt

    Eu gosto desses memes kk.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dizem que a derrota do River foi "horríver" (eu sei, essa ficou pior que os trocadilhos do "Fã do Banzolão").

      Excluir
  41. Sobre amar e discriminar, poderia comentar sobre esse curto video? https://www.youtube.com/watch?v=__aDvS5fYTQ obrigado.

    ResponderExcluir
  42. Onde posso achar um site confiável que argumente contra o feminismo? Faço parte de um grupo que teve um discussão nesse sentido e achei muito tosco a conduta de quem defendia o feminismo como uma luta de situação estrutural. Acho ótimo que queiram nivelar os direitos, mas poderiam nivelar deveres também: ainda não vi feministas defenderem serviço militar obrigatório para mulheres. Daí se tira o oportunismo (e olha que são bons na arte de argumentar). Por isso procuro um site que refute com argumentos bíblicos essa coisa. Sabe de algum?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Recomendo as publicações da minha amiga Cris Corrêa (abaixo o site, a página do facebook e o canal do youtube dela):

      http://www.criscorrea.net/?fbclid=IwAR0t8mjw2EFOWvXhbpMJhl6L7dwXCV9SnUDkXft1RwVkU_uj0OPINabf3vc

      https://www.facebook.com/criscorreaoficial/?eid=ARAXS7UaMOBlcHS758Yx9wPVmCVDS12Xj1MWGuE6YOG7gk3gYCd5A4UMwkwaz0ffEKonJ_QiqKsTVcyB

      https://www.youtube.com/channel/UC0yqhqRbkTtMRdhxWytT5Tw/videos

      Excluir
    2. Obrigado pela indicação. Achei vendendo num sebo online o livro Feminilidade Radical, que ela indicou. Excelente, obrigado.

      Excluir
  43. Lucas,
    Em seu livro "A História Não Contada De Pedro", você havia dito que não existe uma palavra grega equivalente a 'esse'.
    Porém, em um site católico, há um artigo onde ele(s) tentam te refutar e há uma parte onde está escrito que existe sim uma palavra grega para 'esse', essa palavra é 'ekeinos'.

    Portanto, o 'este' (taute) de Mt 16:18 se refere ao antecedente mais próximo, que no caso é Pedro e não a confissão dele.

    Sei que isso não irá fazer muita diferença quanto ao fato de Pedro ser a Rocha ou não, mais confesso que isso me deixou curioso.
    Afinal, essa afirmação dele(s) é real ou não? É mais uma farsa romanista?

    Desde já eu agradeço!
    A Paz em Cristo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De acordo com a Concordância de Strong, este termo significa:

      1565 εκεινος ekeinos
      de 1563; pron
      1) ele, ela, isto, etc.

      Ou seja, os apologistas católicos estão mentindo como sempre. Nada de novo debaixo do sol.

      Excluir
    2. Obrigado por tirar essa minha dúvida!
      Eu já imaginava que isso era mais uma mentira...

      Aproveitando, onde você vê a concordância de Strong? Há algum site bom que possui a bíblia grega e portuguesa?

      Excluir
    3. Me manda um e-mail ou me contacte pelo facebook que eu envio em anexo, eu tenho aqui em pdf.

      Excluir
  44. AVALIE os argumentos deste físico Ateu e Progressista:

    https://www.youtube.com/watch?v=f_a938qDSos

    Ele se propõem a refutar esse vídeo de Apologética cristã do Nando:

    https://www.youtube.com/watch?v=Vx5SQXuUkyc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostaria muito de analisar física quântica e música se eu soubesse qualquer coisa sobre qualquer um dos dois.

      Excluir
  45. Tem tbm um video desse mesmo físico querendo refutar o Ricardo Felicio, defendendo a existência Aquecimento Global pela Física:

    https://www.youtube.com/watch?v=FhDko_4gpos

    ResponderExcluir
  46. http://www.cc.org/blog/marxism_satanism_and_obama esse artigo fala sobre, marxismo, satanás e o Obama. A respeito do livro mencionado, do pastor Richard, vc já leu? Já ouviu algo a respeito?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro do "Marx era satanista" eu li e é convincente. Foi escrito por Richard Wurmbrand, um pastor que foi torturado nos campos de concentração soviéticos. Mas não entendi o que o Obama tem a ver com isso... ele pode ser esquerdista, mas não é e nunca se disse marxista. Mas tragicamente muita gente vê o mundo de forma maniqueísta e assim todo mundo que não é da direita (ou da "direita verdadeira", seja ela qual for) é automaticamente classificado como um "comunista" (ou seja, jogado para o outro extremo). Entre Obama e os comunistas russos que torturaram o pastor Richard há um abismo imenso, ainda que eu não concorde com muitas políticas do Obama.

      Excluir
  47. Lucas vc acredita na "Teoria do Valor -Trabalho do Adam Smith e Karl Marx? Ou na "Teoria do Valor Marginal Decrescente" do Carl Manger??

    ResponderExcluir
  48. Lucas o que você acha do livro Escrava Isaura?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Embora eu tenha visto a novela (da Record) umas duas ou três vezes, não cheguei a ler o livro. Particularmente eu não gosto de ler romances, menos ainda quando tem uma linguagem mais obsoleta, típica da época. Mas se a novela reflete com exatidão o que consta no livro, é uma obra-prima realmente.

      Excluir
    2. Lucas, eu aconselho-te a que tu leias e até gostes de ler romances, porque nos romances pode-se ter um bom conhecimento acerca do homem e de situações muito concretas e variadas humanas e do mundo.

      O que tu chamas de linguagem obsoleta é a linguagem antiga de uma época? Mas pelo menos a expressão de linguagem de um tempo do passado pode dar muita noção sobre uma época o que pode ser precioso sobretudo para ti que és historiador, a não ser que tu queiras aplicar ao tempo passado um historicismo muito absoluto, isto é, ao tempo passado, presente e futuro como fragmentos estanques e irreconciliáveis, mas aí poderíamos refletir o que seria do presente e do futuro sem o passado?

      Excluir
    3. Não tenho nada contra quem gosta de romances, só não é um gênero de minha preferência (prefiro ler livros de história, teologia ou ficção). Por "linguagem obsoleta" eu me refiro a termos que nem existem mais no nosso vocabulário, e um estilo de linguagem mais carregado que torna a leitura maçante. Eu até gosto de ler livros antigos de história com uma linguagem dessas, porque ajuda a conhecer os traços da época, mas em se tratando de romances acaba prejudicando a fluidez da leitura e diminuindo a qualidade da experiência.

      Excluir
  49. Comente:

    https://www.e-ir.info/wp-content/uploads/2014/03/6834773008_e885e32526_b-700x394.jpg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parei de ler no "highest poverty rate". Alguém não deve saber que o critério usado nos EUA para definir "pobreza" é 26 vezes maior que o padrão estabelecido pelo Banco Mundial (ou seja, mesmo um americano ganhando muito mais que um brasileiro de classe média, ele ainda assim é considerado "pobre" para os padrões de lá). Recomendo este vídeo que desmistifica alguns dos mitos e fakes news da esquerda sobre os EUA:

      https://www.youtube.com/watch?v=VeRFaJrsQtk

      Excluir
  50. Lucas, não gostar de futebol (soccer) me faz menos brasileiro?

    Sou um cara que não gosta muito de futebol e não tenho time nenhum, e pra ser sincero, nem gostaria de ter. Mas acontece que durante a minha infância (e grande parte da minha adolescência) e falava isso, me falavam que eu não era brasileiro legítimo e que eu era um "traidor da pátria". E, sério, isso me deixava muito mal e triste, inclusive foi também esse tipo de gente que me fez se tornar um americanófilo. Hoje, na faculdade quando eu falo isso, meus colegas de classe, eles nem brigam comigo por causa disso e até mesmo me respeitam (coisa que praticamente inexistia quando eu era criança). Pra ser sincero não gosto muito de futebol porque eu particularmente falando acho um esporte desinteressante para mim (mas respeito quem gosta, além disso não gosto nem um pouco desse fanatismo por um determinado clube de futebol (clubismo), onde em casos extremos há inclusive mortes e brigas violentas por causa de times), mas eu gosto de esportes, os meus favoritos são: futebol americano, basquetebol, basebol e rugby. Mas não tenho nada contra o futebol, pois praticar e gostar de praticar esportes é sempre algo muito positivo (e muito bom para a saúde), contudo acho que os brasileiros deveriam não dar atenção exclusiva somente ao futebol, penso que os brasileiros também deveriam dar mais atenção aos outros esportes (como os citados acima). Mesmo em países onde o Futebol é popular, ele é popular junto com outros esportes (como é o caso da Inglaterra, onde o futebol é popular junto com o rugby e no Japão onde o mesmo é popular junto com o basebol).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lógico que isso não te faz menos brasileiro e é óbvio que ninguém é obrigado a gostar de futebol (e na atual situação do SPFC, até eu preferiria não gostar...), mas particularmente eu acho todos os esportes americanos que você citou extremamente tediosos, chatos e desinteressantes tanto de se assistir como de jogar. Você pode notar que os americanos conseguiram impor a cultura deles sobre o resto do mundo em praticamente tudo (filmes, séries, estilo de humor, visões políticas pró-democracia e pró-liberdade, sistema de governo republicano e até em se tratando de religião, sendo o maior celeiro de missionários do mundo), mas quando se trata de esportes todos eles fracassam miseravelmente em quase todo o mundo, ou seja, eles não chegaram nem perto de fazer prevalecer a cultura deles nessa área, e por que? A razão é muito simples: porque o futebol é tão extraordinariamente fascinante e superior a todos os outros esportes que é a preferência de quase todo mundo no mundo inteiro (até nos EUA já se tornou recentemente o esporte mais praticado pelos mais jovens). Ou seja, o futebol ganhou a “livre concorrência” dos esportes simplesmente porque é o melhor esporte.

      O futebol tem todos os elementos que os esportes americanos não tem: é dinâmico (diferente do beisebol, que é um verdadeiro tédio), é extremamente aberto a "zebras" e a resultados improváveis (diferente do basquete, onde sempre o melhor time ganha, ou um que é tido entre os favoritos desde o começo, sem a menor chance de um pequeno derrotar um grande ou erguer um troféu), tem um tempo de intervalo muito curto (só 15 min entre um tempo e outro, diferente do futebol americano que é uma chatice com um comercial atrás do outro sem parar), tem espaço para uma quantidade quase infinita de técnicas, táticas e estratégias de jogo (diferente de outros esportes que usam sempre os mesmos padrões, até por serem mais limitados e por terem menos jogadores), tem uma emoção maior quando sai um gol porque é algo que pode acontecer só uma vez na partida e decidir um jogo (enquanto no basquete por exemplo há inúmeras cestas, o que diminui a emoção de cada uma individualmente), depende mais de talento nato e de genialidade do que apenas de força física (diferente do futebol americano, que é quase totalmente baseado no físico, e do basquete, onde a altura é crucialmente importante), é mais suscetível a erros (por melhor que seja um jogador, ele pode errar um gol sem goleiro ou perder um pênalti, algo que dificilmente ocorre em situações análogas de outros esportes), além de ser um esporte onde a influência da torcida pesa muito (a taxa de win/rate dentro de casa é consideravelmente maior do que fora, enquanto nos outros esportes é mais ou menos a mesma).

      Enfim, o futebol tem todos os elementos para dar mais emoção e por isso é a preferência universal. Eu só penso que deveriam mudar a regra do futebol de campo para ficar igual a do futsal no que diz respeito a parar o tempo quando a bola não está em jogo, o que evitaria tudo aquilo que estraga o futebol (catimba, jogador simulando contusão pra fazer o tempo passar, goleiro demorando dois minutos pra bater um tiro de meta e tudo mais).

      Excluir
    2. Muitíssimo obrigado pela sua explicação, contudo ela não mudou meu gosto, mas sejamos francos, gosto é uma coisa muito subjetiva, os esportes que eu gosto você não gosta, mas tudo bem, cada um é livre para fazer suas escolhas. Contudo, esses esportes que eu citei estão ganhando cada vez mais popularidade e adeptos em nosso país:

      https://manualdohomemmoderno.com.br/esportes/4-esportes-ganham-praticantes-brasil

      https://www.hypeness.com.br/2014/09/roteiro-hypeness-que-tal-uma-partida-de-rugby-nesse-fim-de-semana/

      https://www.juinanews.com.br/noticia/mato-grosso/esportes-americanos-crescem-no-brasil/

      O Futebol pode até ter ganhado o livre mercado dos esportes, mas ele não deve se tornar monopolista, afinal de contas também é bom para o Futebol ser popular junto com esses outros esportes. Embora tenhamos gostos e preferências, ainda sim admiro muito o seu trabalho, bem como sua pessoa. Inclusive me atrevo a dizer que você é um dos melhores teólogos protestantes no Brasil contemporâneo, um grande abraço para você.

      Excluir
    3. Paz, eu também não gosto de futebol, aliás, só vejo de 4 em 4 anos (porque quase todo mundo esta vendo) e falei pra uma prima certa vez que parece que nasci no país errado: não gosto de futebol, nem de café, gosto do frio e praia quando esta chovendo (se bem que me falaram que sou do contra, vai saber).
      Mas mudando de assunto, Lucas, gostaria de ter uma avó dessa: https://br.yahoo.com/noticias/idosa-fisiculturista-espanca-invasor-nos-eua-175253126.html

      Excluir
    4. Deve ser a mãe do Chuck Norris :D

      Excluir
  51. Pelo jeito o Uruguai está se livrando do entulho esquerdista, mas ainda devemos ficar vigilantes, pois o candidato da esquerda Daniel Martínez não reconheceu a derrota:

    https://g1.globo.com/mundo/noticia/2019/11/25/lacalle-pou-diz-que-vitoria-nas-eleicoes-do-uruguai-e-irreversivel-mas-martinez-nao-concede-derrota.ghtml

    https://veja.abril.com.br/mundo/uruguai-com-direita-a-frente-na-apuracao-resultado-de-eleicoes-e-adiado/

    https://oglobo.globo.com/mundo/com-votacao-apertada-resultado-da-eleicao-no-uruguai-sera-adiado-para-os-proximos-dias-24098682

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em poucas semanas a esquerda caiu na Bolívia e agora no Uruguai. O povo parece estar aprendendo a lição.

      Excluir
    2. Mas Banzolao vc acha a esquerda uruguaia tão ruim quanto a brasileira,argentina,venezuelana?Eu observo uma diferença na esquerda uruguaia em relação a outros países sul sul americanos,ela me parece mais civilizada e não é radical a ponto de rejeitar o capitalismo e fechar tanto a economia do país,não por acaso o Uruguai possui um bom nível de vida,não há miséria no país,como nos outros que citei e a própria direita também é mais realista,sem radicalismos,o Lacalle Pou rejeitou o apoio do Bolsonaro,assim como o Daniel Martinez tbm rejeitou o do Lula

      Excluir
    3. Mas de qualquer modo torço para uma vitória do Lacalle Pou por uma alternância de poder,a esquerda governa o Uruguai há mais de uma década,mesmo que o Frente Amplio não seja uma esquerda radical,nunca é bom um partido ficar mais do que dois mandatos no poder.

      Excluir
  52. Lucas a sua família é totalmente cética sobre a astrogia? Aqui em casa eu sou o único que acha isso uma perca de tempo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graças a Deus todos aqui são cristãos devotos e por isso a astrologia é tratada como aquilo que é, um charlatanismo puro.

      Excluir
  53. Banzolão olha esse caso que interessante,o Cristiano Alves do blog http://apaginavermelha.blogspot.com/2017/09/como-os-homossexuais-enterraram-o.html ser um comunista conservador,inclusive ele culpa o movimento LGBT,que ele chama de movimento dos pervertidos pelo fato da direita estar crescendo atualmente no país e a esquerda(associada a esse movimento e mais aborto,legalização das drogas,outras pautas que ele rejeita) estar perdendo adeptos,ele afirma que Karl Marx e os primeiros marxistas nunca defenderam pautas como essas,Karl Marx falava do homossexualismo como uma perversão,degeneração burguesa,entende que a esquerda defender essas pautas atualmente é uma distorção do verdadeiro marxismo,o que achas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles ampliaram as pautas deles em tempos recentes, e de fato isso aumentou a rejeição (embora tenha ganhado a simpatia de outros pelo discurso vitimista e politicamente correto). Eu já escrevi sobre isso aqui:

      http://www.lucasbanzoli.com/2018/12/como-e-por-que-esquerda-se-tornou-odiosa.html

      Excluir
  54. Banzolão aqui o Cristiano Alves em seu canal no Youtube critica a Greta e a pauta ambientalista tbm,mais uma vez se diferenciando da maior parte dos esquerdistas da atualidade, https://www.youtube.com/watch?v=uT5EuW0D1LU&t=685s

    ResponderExcluir
  55. Banzolão e vc viu a treta do Inteligentista com o Afonso? https://www.youtube.com/watch?v=I1VERX9DPYo&t=11s Acho uma pena,pois conheci ambos graças a indicações suas e são ambos cristãos,defendem as mesmas pautas,que a união da fé cristã e da ciência é perfeitamente possível e que muitos cientistas ateus distorcem a ciência apenas para não admitirem a existência de Deus,uma pena que briguem,torço para que logo voltem a ficar de bem e que até façam vídeos juntos,pois a ciência e o evangelho só perdem com essa briga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lamentável mesmo, mas neste caso o Inteligentista tem toda a razão.

      Excluir
  56. Lucas, no fim das contas, a questão astrológica, hoje, no Brasil que te despertou para escrever o teu artigo supra é mais uma questão despertada pelas análises do filósofo Olavo de Carvalho, o intelectual para o bem ou para o mal do Brasil mais influente brasileiro das últimas duas décadas e que teve grande destaque por causa da corrupção, decadência e implosão da esquerda nacional causada pelo Partido dos Trabalhadores (PT) no poder.

    ResponderExcluir
  57. Banzolão, te enviei um presente pelo Facebook. Acho que você vai gostar :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ô loco, como você conseguiu? Eu procuro esse livro há dez anos e tudo o que tinha conseguido até hoje foi uma síntese do livro (me enviada pelo prof. Azenilto) e dois capítulos disponíveis na internet, mas nunca o livro completo (que nem é vendido mais). Valeu mesmo! =)

      Excluir
    2. "como você conseguiu"

      Encontrei em um grupo no Telegram, onde disponibilizam PDF's grátis.

      "Eu procuro esse livro há dez anos"

      Já faz dez anos que você estuda sobre mortalismo vs imortalismo?

      "Valeu mesmo!"

      Por nada. Se você está a procura de algum outro, diga que eu vou conferir se eu tenho e te envio.

      Excluir
    3. “Encontrei em um grupo no Telegram, onde disponibilizam PDF's grátis.”

      Cuidado com esses grupos do Telegram, tem um gringo aí que tá louco pra publicar as conversas privadas dos outros.

      “Já faz dez anos que você estuda sobre mortalismo vs imortalismo?”

      Desde o início de 2010.

      “Por nada. Se você está a procura de algum outro, diga que eu vou conferir se eu tenho e te envio”

      Nenhum por agora, mas se precisar eu digo sim, vlw!

      Excluir
  58. Banzoli, eu tenho duvidas com relação a como eu evo tratar meus amigo e a falar com eles, por exemplo chama eles de "gay"? Pois Paulo fala que devemos falar coisas edificantes e não malicias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mais apropriado não usar esse linguajar com eles, realmente. Não é necessário e nem saudável.

      Excluir
  59. Olá Lucas, concordo com seu entendimento ao afirmar que o cristão não precisa de meditação transcendental, yoga, etc.
    Agora, o que você diria a um religioso (mulçumano, hindu, espírita, etc) que te perguntasse: "Por que você rejeita minhas crenças, a priori, sem ao menos conhecê-la?"
    "Qual a justificativa você tem para exclusividade cristã?"
    "Por que o diálogo inter-religioso tem desaprovação cristã?"
    Obrigado Lucas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso não é “rejeitar a priori”, é rejeitar por saber que o Cristianismo é verdadeiro e que as outras religiões são falsas. Há um monte de argumento pra isso, mas pra não ficar o dia inteiro aqui eu recomendaria a leitura do livro “Não tenho fé suficiente para ser ateu”, onde Geisler e Turek não apenas desmantelam o ateísmo mas também as outras religiões, até chegar ao Cristianismo. Sobre o “diálogo inter-religioso”, eu realmente não sei pra que isso serve. Se é pra que as religiões se tolerem, pra isso basta ser educado e respeitoso, coisas básicas que se aprende desde a infância. Eu não preciso me reunir com um adepto do candomblé pra respeitar a religião dele, eu respeito porque sou civilizado e recebi uma boa criação. E se o propósito desse “diálogo” é fazer com que se abra mão de algum ponto doutrinário para agradar o outro que pensa diferente, isso é negociar o evangelho para agradar a homens em vez de buscar a glória de Deus, e seria algo totalmente condenável e abominável.

      Excluir
  60. Banzolão vc que tbm gosta e acompanha futebol,conhece o Rica Perrone?Ele inclusive também é são paulino,eu leio seus textos e o sigo nas redes sociais,só que ele tem uma implicância excessiva com os argentinos no futebol,vc realmente acha o argentino muito sujo no futebol?Ele cita constantemente o episódio da água batizada para o Branco durante a copa de 1990,o constante comportamento racista dos torcedores argentinos,é que o futebol deles é historicamente bem inferior ao brasileiro,o que achas do texto?https://www.ricaperrone.com.br/papo-reto-argentina/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é verdade que o futebol argentino é inferior ao brasileiro; mesmo após o título do Flamengo eles tem 25 títulos de libertadores e nós apenas 19, mesmo a nossa população sendo mais de quatro vezes maior que a deles. Sobre o “jogo sujo”, é verdade que o jogador argentino é tradicionalmente mais desleal dentro de campo, mas ultimamente as coisas tem se igualado muito, eu não vejo mais essa diferença toda desde o dia em que o Deyverson do Palmeiras simulou ter sido atingido por uma bola que passou três metros longe dele e os gandulas do Palmeiras sumiram com as bolas do estádio para garantir a classificação do porco contra o Cerro Porteño no ano passado (isso sem falar no Weverton que sempre simula uma contusão quando um jogador adversário fica a dois metros de se chocar com ele). Em termos de “anti-jogo”, o brasileiro aprendeu tão bem com o argentino que poderia até dar aula.

      Excluir
  61. "Portanto, para concluir, quero citar algumas perguntas que não consigo encontrar respostas para elas dentro do Pré-Milenismo:

    1-Se haverá um reino milenar e literal após a segunda vinda de Cristo, por que não há qualquer referência sobre isso nos Evangelhos e nas Epístolas do Novo Testamento?
    2-Por que no Sermão Escatológico (Mt 24; Mc 13; Lc 17) Jesus apresentou uma descrição detalhada sobre os acontecimentos que iriam ocorrer, e não citou em nenhum momento um reino milenar futuro?
    3-Se o reino milenar futuro diz respeito principalmente às promessas feitas ao povo de Israel, por que Jesus nunca falou nada sobre ele aos seus discípulos que eram judeus? Isso não teria os confortado de algum modo?
    4-Ainda no Sermão Escatológico, Jesus foi claro ao dizer: “Eis que de antemão vos tenho dito tudo” (Mc 13:23). Se Ele afirmou ter dito tudo acerca do fim dos tempos, por qual motivo ele não citou o Milênio? Não creio que Ele tenha se esquecido justamente do reino milenar futuro.
    5-Pedro foi um dos discípulos que estava presente quando Jesus pronunciou o Sermão Escatológico, e pessoalmente ouviu as palavras do Mestre. Então por que em sua segunda epístola (2Pe 3) ao falar sobre a segunda vinda de Cristo, ele não fala nada sobre um reino milenar futuro? Será que talvez seja porque Jesus não o ensinou nada sobre isso? Para o apóstolo Pedro, haverá a segunda vinda de Cristo, o julgamento de todas as pessoas e o início do estado eterno, com o mundo sendo “purificado” transformando-se em novos céus e nova terra.
    6-Como explicar o retorno de crentes glorificados para uma terra ainda imperfeita, onde existe pecado e morte, mesmo que isso seja em ocasiões específicas? Isso não seria uma violação da finalidade da glorificação?
    7-Como explicar o convívio do Cristo glorificado e de pessoas em corpos glorificados, juntamente com pessoas ainda vivendo em corpos de carne e sangue? Que estranha convivência haverá entre pessoas que são imortais com pessoas ainda mortais?
    8-O que acontecerá com as pessoas que morrerem no Milênio literal? Para onde elas irão? Será que ressuscitarão imediatamente?
    9-Como será um mundo em que Cristo estará em um trono físico governando? Como Satanás conseguirá manipular as pessoas a se rebelarem contra uma presença tão visível e notória de Deus? Se isso de fato ocorrer, qual foi a eficácia dos mil anos de paz e prosperidade?
    10-Como encontrar base bíblica para defender a ideia de salvação após a vinda de Cristo? As pessoas durante o Milênio precisarão crer em Jesus para serem salvas? Se sim, como alguém então não crerá diante de um reino literal de Cristo na terra? Isso não será injusto com quem viveu antes desse período, e não contrariará a doutrina bíblica de que a fé é crer no invisível (Hb 11:1)?
    11-A ideia da retomada dos sacrifícios durante o Milênio, mesmo que memoriais, não significa um retrocesso considerando a excelente explanação do autor da Epístola aos Hebreus onde claramente ele coloca todas essas coisas como algo temporário?
    12-Se o reino milenar futuro exige um julgamento após mil anos da segunda vinda de Cristo, como entender o ensino de todo o Novo Testamento de que o Juízo Final segue imediatamente à segunda vinda Cristo? Também como explicar o fato de a Bíblia se referir a apenas um único juízo, ao contrário do que ensina o Pré-Milenismo?
    13-Se o Pré-Milenismo exige pelo menos duas ressurreições (em alguns casos até mais de três), como explicar a doutrina bíblica que haverá apenas uma única ressurreição (Jo 5:28,29; Jo 6:39-54; 11:24)?
    Estes são apenas alguns dos questionamentos que me fazem rejeitar a posição Pré-Milenista, entretanto, respeito muito quem consegue ignorá-los (ou respondê-los, quem sabe?) e, mesmo assim, defender tal posição".
    extraido do artigo do Daniel Conegero, do site estilo adoracao. eis o link:estiloadoracao.com/o-que-e-o-milenio-no-livro-do-apocalipse/
    desde já agradeço a sua amabilidade em responder.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São tantas perguntas que eu vou me limitar a responder da forma mais resumida e breve possível senão não teria tempo de respondê-las, mas vamos lá:

      1) Primeiro que não existe uma regra hermenêutica dizendo que se algo não consta nos evangelhos e nas epístolas então não pode ser crido. Para algo ser crido basta estar na Bíblia e ser um princípio universal e atemporal que se aplica aos dias de hoje; há coisas como a proibição à zoofilia que só constam em um único texto bíblico (e em nenhuma parte dos evangelhos ou das epístolas) e que qualquer cristão de bom senso não questiona. Em segundo lugar, Pedro faz uma alusão ao reino milenar (de forma indireta, mas ainda assim está lá) no texto que mostro neste artigo onde eu desenvolvo o assunto:

      http://www.lucasbanzoli.com/2018/05/a-terra-ira-durar-para-sempre-ou-deus.html

      2) Jesus não apresentou uma “descrição detalhada sobre os acontecimentos que iriam ocorrer”, na verdade 90% do que consta no Apocalipse não é citado nestes capítulos (e nem poderiam ser, já que seria impossível abordar 22 capítulos do Apocalipse dentro de um único capítulo dos evangelhos). E a descrição termina na Sua volta (ele não fala nada sobre o milênio ou sobre como será o estado eterno, não porque tais coisas não existam mas apenas porque o foco dele era outro).

      3) Eu nunca disse tal coisa.

      4) É o mesmo que eu disse na resposta 2. O verso onde Jesus diz “fiquem atentos: avisei-os de tudo antecipadamente” (v. 23), se refere à aparição de falsos cristos e falsos profetas, que ele havia acabado de mencionar (v. 22). Ou seja, Jesus avisou que era pra ficar atento sobre esses falsos profetas que iriam aparecer, e não que ele havia descrito rigorosamente todos os eventos escatológicos (tanto é que nos versos seguintes ele passa a mencionar outros eventos que não havia citado antes). Se Jesus tivesse realmente dito tudo no sentido de não deixar passar nenhum evento escatológico, então Paulo teria mentido quando disse que o anticristo se assentaria no trono de Deus proclamando-se como Deus (algo que Jesus não disse em Mateus 24).

      5) Leia o artigo que eu enviei na resposta 1, é precisamente sobre esse texto.

      6) Nunca disse que vai ter pecado e morte no milênio.

      7) Repito: nunca defendi isso.

      8) Idem. Ele está atacando uma noção de milênio que eu não defendo. Não vai ter morte no milênio e nem pecado porque só os justos glorificados habitarão a terra.

      9) O argumento é estúpido. Se Satanás se rebelou contra Deus no céu, por que não poderia se rebelar contra Ele na terra? Que ele vai perder é outra história; da mesma forma que ele perdeu a batalha no céu também vai perder na terra.

      10) Nunca defendi salvação após a vinda de Cristo e tudo aqui é mais ataque a espantalho.

      11) Também nunca defendi isso. Você deve estar confundindo a minha noção do milênio com o entendimento de outras pessoas, com o qual não compactuo.

      12) O juízo para os salvos é imediatamente após a vinda de Cristo, e a Bíblia fala de um único juízo porque cada um vai passar por um juízo só, não porque os justos passarão pelo mesmo juízo que os ímpios. Ou seja, se você for justo irá passar por um único juízo, e se for ímpio também passará por um único juízo, mas esses não são o mesmo julgamento e sim julgamentos diferentes (um só para os justos e o outro só para os ímpios).

      13) Lucas 14:14 joga essa tese no lixo. Se existe “a ressurreição dos justos” é porque existe uma “ressurreição dos ímpios”, ou seja, se trata de ressurreições distintas (o mesmo que é reiterado da forma mais clara possível no Apocalipse). Mais uma vez: cada um passa por uma única ressurreição, mas em momentos diferentes (uma dos justos, outra dos ímpios).

      Excluir
  62. Oi, Lucas. Eu escrevi um artigo em meu blogue em o qual eu procuro bem assentado ao chão, isto é, graças a Deus, de forma realista e, por isso, sincera falar sobre a relação correta que todo homem que reflete e que tenta ser honesto, lúcido e sincero deve ter com o cristianismo, a causa de Jesus Cristo, o Deus humanizado, o que não é pouca coisa evidentemente. Espero que tu gostes de tal artigo e comentes aqui ou acolá o que tu achastes do mesmo. Eis AQUI a hiperligação para o referido artigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ao clicar no link indicado aparece uma mensagem dizendo que a página não existe...

      Excluir
  63. Banzolão assim vou acabar me decepcionando com o Paulo Guedes,ele é um economista liberal com carreira sólida no mercado financeiro,um quadro técnico do governo,não sei o que deu nele para entrar na onda do Eduardo Bolsonaro e fazer apologia ao AI5. https://www.youtube.com/watch?v=e31rXWLzybU

    ResponderExcluir
  64. Banzolão vc acha que os muitos casos de racismo no futebol italiano possuem alguma ligação com o momento político do país? https://trivela.com.br/o-repugnante-racismo-do-presidente-do-brescia-clube-de-balotelli-esta-trabalhando-para-se-clarear/ Porque a Itália atualmente é governada pela Lega Nord,que é um partido que não é simplesmente liberal e conservador e sim nacionalista,xenófobo,anti imigração,esse tipo de direita,assim como a Frente Nacional Francesa da família Le Pen,o Vox da Espanha,que além de tudo é um partido de católicos fanáticos saudosos do franquismo,não me agrada nem um pouco,eu penso que a popularidade desses partidos,faz com que se aumente o racismo na sociedade,me parece algo provocado pela ascensão desses partidos,porque eu lembro que há quinze anos atrás,o Milan possuía um time com vários jogadores brasileiros negros como Dida,Cafu,Serginho,a Internazionale tinha o Adriano e não lembro deles sofrerem racismo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você tem razão, parece que isso tem se agravado de uns anos pra cá e que a política tem influência nisso. No Leste Europeu a coisa é muito pior, não tem um jogo em que a torcida não faz som de macaco diante de um jogador negro de um time adversário (e às vezes até do próprio time).

      *OBS: eu estive doente nos últimos dias e por isso não tinha publicado nem respondido os comentários de dias atrás, e agora que publiquei e respondi acabou superando o limite dos 200 comments, por isso tive que suprimir alguns comentários seus que consistiam apenas em links de vídeos, se quiser pode republicá-los no artigo mais recente (de preferência uns dois ou três, porque senão fica muito vídeo pra assistir e eu não consigo ver todos). Abs!

      Excluir
  65. Aquele caso da jogadora cristã, da seleção americana, que se recusou a atender a convocação da seleção porque as camisas viriam com os números em colorido, fazendo alusão a causa LGBT. Ela disse que por questão de consciência e fé não iria sob essas circunstâncias, e depois alertou que a seleção não seria um lugar de valores cristãos.

    https://people.com/sports/uswnt-ashlyn-harris-ex-teammate-jaelene-hinkle-homophobic/

    O vídeo dela dando depoimento: https://www.youtube.com/watch?v=COWUU3CeWig

    Depois disso, ela nunca mais foi convocada. Essa tolerância unilateral é só o começo. A pessoa nem pode mais se recusar a levantar essa bandeira por causa da fé que já sofre cristofobia. E ninguém fala nada dos países islâmicos. Elas bem poderia se recusar a jogar a próxima copa no Qatar que, sob a lei da Sharia, bota na cadeia os homossexuais. Coisas que países cristãos não fazem, obviamente, países cristãos são livres, mas os cristãos são os primeiros a sofrerem... falta lógica nisso. Dias difíceis virão. Teve um caso semelhante aos policiais em Nova Iorque, que se recusaram a usar um símbolo de arco íris, e também sofreram represálias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato, “tolerância” para os esquerdistas significa aceitar acriticamente e incondicionalmente as pautas deles, e condenar qualquer um que discorde das suas opiniões. Não admira que nos países onde a esquerda se tornou totalitária o destino de todo mundo que se opõe a eles seja sempre o mesmo: o extermínio. Esse é o “mundo de tolerância” que eles tanto sonham.

      Excluir
  66. Avalie Lucas: https://www.facebook.com/MPHistoria/posts/1760756367391559?__xts__%5B0%5D=68.ARA1-QuZWfjXuVftNtiDYzddN2IDqyqqE5omt1kKNW10IIwQNRVPniJKOeLsZuMivkFfXhCaPrmwL-2dzC5k-7li1bpDqo68HifEEKDjMblQdszRXCLi2BnfZ5Aak69Y4d86IY7vzRF3e9B9Pbq54nNIGBUetgDCqnNHApyc9OJqFhl-kzYEcrwfItdM0JwWV7aF2Rx_ZsiFHoqZhW7IA4q2xH2gdrjDmJI1jfPaSlNZgve3jrcHj9G3iKAef-lK7SIw15o-6fQfrfQYxNva7a0qUPgZamGhnkX_wFIZU_4IB0HwPqk7UMpO0dlnjw2HrtJ7RMsHs78hb02pKFYX_S2ugA&__tn__=K-R

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A razão pela qual os presos se convertem na cadeia é sobretudo porque não tem mais perspectiva de vida, pra um condenado como eles o evangelho é tudo o que sobrou, é a única coisa que podem se apegar de modo a dar algum sentido à vida deles. Quando todas as opções se esgotam, quando os amigos se vão, quando o dinheiro acaba, é geralmente quando as pessoas passam a procurar mais a Deus (a história inteira do povo israelita no AT se resume a isso). Logicamente, algumas dessas conversões são autênticas e o criminoso ao sair da cadeia se mantém firme na fé e não volta a cometer crimes, já em outros casos é por puro oportunismo mesmo ou uma conversão meramente superficial que não é capaz de subsistir muito tempo fora da cadeia, quando os bens mundanos voltam a brilhar diante de seus olhos. De todo modo, os evangélicos fazem bem ao ir aos presídios buscar resgatar as almas mais perdidas e renegadas por toda a sociedade, não apenas pela questão espiritual envolvendo a salvação, mas também pensando na restauração psicológica do indivíduo de modo a não voltar à velha vida do crime quando sair dali.

      Excluir
  67. Banzoli, uma pergunta meio aleatória, mas você é fan/entusiasta de tecnologia ? Date Science, Machine Learning, Programação...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entusiasta eu sou, mas não conheço nada da área. Há não muito tempo comecei um curso de programação e tive que cancelar no terceiro encontro de tão perdido que eu estava. Definitivamente não é o meu mundo, embora eu aprecie muito aqueles que tem tato pra isso.

      Excluir
  68. Lucas,
    Você já percebeu que nos últimos anos está crescendo um tipo de corrente cristã conspiracionista?

    Esses "cristãos conspiracionistas" geralmente não vão para igreja (muitos por pensarem que todas as igrejas foram corrompidas e ensinam uma "falsa doutrina"); muitos só chamam Jesus de "Yeshua" ou "Yahushua"; não falam a palavra "Deus" e sim D'us ou Yahwe; ficam usando como base de doutrina livros apócrifos, (por exemplo, o Livro de Enoque); dizem que a bíblia foi adulterada; que a trindade é pagã; vivem dizendo que o fim do mundo está próximo (às vezes dão até datas!) etc. etc.
    O YouTube tá cheio de videos desses cristãos (geralmente com título bem chamativo).

    Algum tempo atrás eu me deparei com um vídeo de um sujeito que dizia que a Terra Prometida para Abraão era o Brasil (!!!!):
    https://youtu.be/QsEskxQ4C4c

    Mesmo que eles às vezes falem coisas que podem estar certas ou até evangelizar mais pessoas, eu pessoalmente acho essa corrente cristã bem prejudicial ao cristianismo como um todo, pois, além de pregarem coisas erradas, sem sentido e até heresias, eles também podem acabar criando uma falsa imagem
    do cristianismo, e muitas pessoas podem achar que "crente é tudo maluco e conspiracionista"

    E você, o que acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso aí que você acabou de descrever com exatidão é um verdadeiro câncer que tem ganhado proporções cada vez maiores com o youtube e a inclusão digital. Basicamente, estamos falando de um país com níveis educacionais terrivelmente baixos, onde alguém que não sabe nem ler ou escrever direito (em português mesmo) acha que descobriu o “verdadeiro nome original de Jesus” por causa de um amador fazendo vídeos no youtube dizendo um monte de abobrinha que não é levada a sério por ninguém com um mínimo de competência na área. Infelizmente, no Brasil há muita pouca gente disposta a aprender, e quase todo mundo querendo ensinar os outros e provar aos outros que está com a razão em alguma coisa (ou em tudo), mesmo que a sua base para isso seja uma coisa pífia que nem ele mesmo entendeu do que se trata.

      É irônico, mas eu me lembro bem que quando eu era um neófito na fé e estava engatinhando nos estudos teológicos, há uns dez anos, eu tinha convicção de tudo o que conhecia superficialmente e me achava um dono da verdade; e hoje, passados dez anos e tendo em teoria um conhecimento muito maior do que antes, eu penso de uma forma completamente diferente e cada vez mais reconheço o quão distante eu estou de conhecer tanta coisa. Se antes eu me achava o cara mais inteligente do mundo, quanto mais eu estudo mais eu vejo o quanto eu não era (e não sou) nem perto disso. E muitas outras pessoas dizem o mesmo, que quanto mais elas estudam mais elas compreendem o quanto não sabiam de nada e o quão pouco elas sabem hoje (mesmo pensando que sabiam tudo na época em que não sabiam nada). Não é à toa que a frase que consagrou um dos homens mais inteligentes que já existiu foi “sei que nada sei”...

      Ou seja, existe algum mecanismo no nosso cérebro que faz com que os mais fracos (i.e, os que tem menos conhecimento e mais ignorância sobre o mundo) sejam justamente os mais arrogantes, com mais ilusão de grandeza e mais convicção das coisas, como se já soubessem de tudo por ter lido um ou dois livros (ou pior ainda, por seguir um youtuber). É um sintoma de um cérebro ainda em formação (no meu caso literalmente em formação, já que era um adolescente), que em certos casos jamais evolui, porque a própria pessoa se recusa a evoluir.

      Excluir
  69. Tem um episódio do The Big Bang Theory em que Sheldon cita um cientista que provou que a astrologia é uma crendice. Já ouviu falar? se vc tiver, quero ler.
    Eu com minha natureza curiosa, gosto de cheirar tudo, sem conceitos prévios. Ainda não me convenceram de que a astrologia funciona, mas penso que qualquer sistema de crença que tenha sobrevivido à milênios de história, mesmo em tempos de ciência e tecnologia, merecia de nós, cientistas, um olhar mais cauteloso.
    Vai que existe uma verdade por trás desse sistema? E vai que Deus está por trás disso tudo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não conheço o episódio em questão, mas talvez possa ter sido algum dos cientistas que eu citei no artigo. Sobre o argumento de que a astrologia “sobreviveu há milênios de história”, eu corrigiria essa frase (ou a explicaria do seguindo modo): a burrice sobreviveu há milênios de história, e por isso coisas burras ainda persistem em nossa sociedade (desde fitas que vão salvar batidas de automóveis, até “sal grosso” e todo tipo de crendice e superstição por mais toscas que sejam). Há um mecanismo no nosso cérebro que tende a acreditar em soluções fáceis e mágicas, por isso o meu avô aposta na loteria até hoje, mesmo nunca tendo ganho nada e só perdido dinheiro com isso. E como somos naturalmente tentados a acreditar em soluções fáceis, crer em astrologia é o menor dos problemas.

      Excluir
  70. Pelo jeito, o Lula vai voltar pra cadeia em breve:

    https://exame.abril.com.br/brasil/por-3x0-trf-4-mantem-e-aumenta-condenacao-de-lula-no-caso-do-sitio/

    https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2019/11/27/relator-do-processo-sobre-sitio-de-atibaia-no-trf-4-vota-por-condenacao-de-lula-por-corrupcao-e-lavagem-de-dinheiro.ghtml

    ResponderExcluir
  71. Lucas, qual seu entendimento sobre a polêmica "cura gay"?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não existe um “método científico” ou psicológico que seja comprovadamente eficiente para reverter uma tendência homossexual, por isso tecnicamente falando não existe “cura gay”, embora existam casos de pessoas que deixaram de sentir desejos homossexuais por um milagre de Deus (o que não é muito comum de acontecer, mas acontece em alguns casos). Mas como “medicina” propriamente falando, algo como uma “cura gay” não existe (do mesmo modo que não existe cura do câncer, mas Deus pode curar pessoas com câncer às vezes).

      Excluir
  72. Outro pais da África agora com problemas: https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/bbc/2019/11/29/pastores-da-universal-em-angola-rompem-com-edir-macedo-e-pedem-expulsao-dos-bispos-brasileiros.htm ainda vai ter uma dessas é aqui no Brasil mesmo.

    ResponderExcluir
  73. Lucas, você acha que existe alguma vantagem em se optar por uma faculdade privada ao invés de uma federal?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hoje em dia, nenhuma. Se é pra escapar da doutrinação, numa faculdade particular há tanta doutrinação quanto numa faculdade pública (até mesmo numa Mackenzie ou na PUC), com a diferença de que pelo menos a faculdade pública é de graça (e geralmente tem professores melhores, porque ganham mais e passaram em concurso).

      Excluir
  74. O artigo chegou aos 200 comments e por isso a caixa de comentários daqui será fechada. Quem quiser postar um novo comentário ou responder a algum daqui, fique à vontade para fazer no artigo mais recente 👍

    ResponderExcluir