24 de setembro de 2019

200 Vinte razões para rejeitar a transubstanciação católica romana

IS THE ROMAN CATHOLIC EUCHARIST LOGICAL?
(Jesse)

*Nota: O artigo em questão foi originalmente escrito pelo Jesse em seu blog Rational Christian Discernment (confira aqui), com o título acima. O Jesse é um apologista cristão americano que costuma comentar aqui no blog, por meio do qual eu tomei conhecimento deste artigo que, em minha opinião, é o que melhor destrinchou o dogma católico da transubstanciação. Boa leitura!

***

Deixemos que o catecismo católico romano fale:

"O memorial recebe um sentido novo no Novo Testamento. Quando a Igreja celebra a eucaristia, faz memória da páscoa de Cristo, e esta torna-se presente: o sacrifício que Cristo ofereceu na cruz uma vez por todas, continua sempre atual: todas as vezes que no altar se celebra o sacrifício da cruz, no qual Cristo, nossa páscoa, foi imolado, realiza-se a obra da nossa redenção” (#1364 do Catecismo Católico)

"Pela consagração, opera-se a transubstanciação do pão e do vinho no corpo e no sangue de Cristo. Sob as espécies consagradas do pão e do vinho, o próprio Cristo, vivo e glorioso, está presente de modo verdadeiro, real e substancial, com o seu corpo e o seu sangue, com a sua alma e a sua divindade” (#1413 do Catecismo Católico)

Considere as palavras do ex-presbiteriano que virou católico romano, Dr. Scott Hahn, a respeito de seu primeiro encontro com a eucaristia:

"Então começou a liturgia da eucaristia. Observei e ouvi o sacerdote pronunciar as palavras da consagração e elevar a hóstia. E confesso que a última gota de dúvida foi drenada naquele momento. Olhei e disse: "Meu Senhor e meu Deus”. Quando as pessoas começaram a receber a comunhão, eu literalmente comecei a babar: “Senhor, eu quero você. Quero comunhão mais completa com você. Você entrou no meu coração. Você se tornou meu salvador e Senhor pessoal, mas agora acho que quer entrar na minha língua, no meu estômago, no meu corpo e na minha alma até que esta comunhão esteja completa" (Rome Sweet Home)

Uma crítica lógica e detalhada da transubstanciação católica romana:

Se o sacramento da eucaristia realmente confere graça sobrenatural aos católicos romanos que os consomem, por que tantos deles ainda continuam vivendo seus estilos de vida comuns e pecaminosos (Tt 2:11-12)? Onde nas Escrituras encontramos alguma menção a objetos físicos e rituais formais que têm a capacidade de transferir a graça de Deus para as pessoas?       

Por que alguém iria querer comer carne humana e beber sangue humano? O canibalismo não é um sinal seguro de apostasia espiritual (Lv 26:29; Dt 28:53-57; Ez 5:10)? Cristo já não habita plenamente nos corpos dos crentes através da presença do Espírito Santo (Jo 14:17)?

As Escrituras definem o "evangelho" como crer de coração na morte, sepultamento, ressurreição e volta de Jesus Cristo (1Co 15:1-8). Por que a eucaristia nunca é incluída em uma apresentação bíblica da mensagem do evangelho? Como os primeiros credos da Igreja não mencionam nada sobre a transubstanciação católica romana como sendo um artigo essencial da fé cristã?       

Como o chamado poder da transubstanciação não implica que a autoridade do pároco seja superior à de nosso Senhor Jesus Cristo? De alguma forma ele se tornou o criador do Criador? Onde nas Escrituras encontramos milagres que ocorrem sem deixar vestígios de evidências perceptíveis?

Se devemos interpretar o discurso do pão da vida em João 6 literalmente porque nosso Senhor Jesus Cristo havia declarado seis vezes "comer sua carne e beber seu sangue", então por que devemos aceitar o que os católicos dizem quando afirmam que o termo "mil anos" em Apocalipse 20 é simbólico, embora também seja repetido seis vezes? Como a repetição se traduz em literalidade?       

Jesus Cristo disse literalmente que todos que comem Sua carne e bebem Seu sangue receberão a vida eterna (Jo 6:54), incluindo pagãos não-arrependidos e ateus? Se formos consistentes com a interpretação literalista do discurso do pão da vida, então as pessoas que comem a carne de Cristo e bebem Seu sangue (elementos consagrados da missa) nunca devem ter fome e sede fisicamente (Jo 6:35)? Isso não é absurdo?       

Se o uso de Jesus do termo grego phago (que significa roer, mastigar, indicando um processo lento) em João 6:54-58 prova decisivamente que devemos interpretar Suas palavras literalmente, por que os discípulos não começaram a consumir Sua carne e beber Seu sangue no local? Não seria mais razoável entender esta passagem como Cristo demonstrando sua superioridade sobre a Torá (Jo 6:49-51), ou seja, que Ele pode satisfazer completamente nossa fome e sede espirituais (Jo 6: 35-40)? Por que ignorar a analogia enfaticamente estabelecida no capítulo 6 de João – precisamente que Deus havia fornecido maná aos israelitas como libertação da fome, e enviou Cristo ao mundo como uma provisão sacrificial para nos libertar da condenação? Não seria esse o significado de Cristo ser o "pão do céu"? Então, "comer Sua carne e beber Seu sangue" não significa vir até Ele e aceitar o que Ele fez em nosso favor?       

Observe o que nosso Senhor Jesus Cristo declarou sobre os elementos da comunhão: "Este é o meu corpo... este é o meu sangue...". Por que Jesus não disse sobre o pão e o vinho: “Isto se torna meu corpo... isto se torna meu sangue?”.

Que base bíblica existe para justificar a noção de que o sacrifício de Jesus Cristo e o sacrifício da missa são "um e o mesmo" (#1367)? Como isso pode ser? Onde as Escrituras ensinam que a obra de Cristo é "contínua" (#1405)? O que Jesus quis dizer quando disse sobre Sua obra: "Está consumado" (Jo 19:30)? O que as Escrituras querem dizer quando afirmam que Cristo não precisa oferecer sacrifícios dia após dia, como fizeram os sumos sacerdotes do Antigo Testamento (Hb 7:27)?        

10º Se a hóstia é verdadeiramente o corpo literal de Jesus Cristo, devemos esperar que a bolacha do pão nunca fique velha, mofada ou passe pelo processo de decomposição (Sl 16:10; At 2:27)?

11º O padre estaria disposto a consumir os elementos consagrados, se soubesse que eles estavam saturados em veneno (antes do evento de transubstanciação)?        

12º Nosso Senhor Jesus Cristo não nos instruiu especificamente a servir um copo de vinho com o pão durante a comunhão (Mt 26:26-29; 1Co 11:27-29)? Por que a Igreja Católica Romana não é consistente com as Escrituras neste ponto?        

13º Se a transubstanciação é verdadeira, então como os cristãos de Corinto, que foram considerados culpados de abusar da cerimônia da Ceia do Senhor, conseguiram ficar intoxicados com o vinho (1Co 11:20-22)? Onde estava a mudança de "substância" naquela época? Que passagem das Escrituras realmente ensinam a transubstanciação? Como funciona esse processo?       

14º Se "este é meu corpo" e "este é meu sangue" significam literalmente que o pão e o vinho foram transubstanciados no corpo e no sangue de Cristo, então "este cálice é o novo testamento" significa literalmente que o cálice torna-se uma aliança literal (Lc 22:19-20; 1Co 11:25)? O Senhor é literalmente nossa Rocha (Sl 18:31)? Por que não apenas admitir que "é" pode significar facilmente "isso é representativo de" ou "isso simboliza"? Que evidência bíblica temos sugerindo que os apóstolos haviam tomado as palavras de Jesus literalmente?

15º Se a Ceia do Senhor era realmente um serviço de missa, então como Jesus poderia estar sentado lá, ao mesmo tempo em que proclamava o pão e o vinho como Sua carne e sangue literais? Ele não estaria se segurando? Não teríamos um cenário ilógico de Jesus Cristo se oferecendo pelos pecados do mundo antes do tempo designado da crucificação?        

16º Se o corpo humano de Cristo está localizado no céu à direita do Pai, como pode estar ao mesmo tempo em milhares de lugares diferentes nas missas em todo o mundo? Como isso não viola Sua encarnação?

17º Se a bolacha da comunhão deve parecer idêntica após a transubstanciação no corpo literal de Cristo, por que não acreditar nas pessoas quando elas afirmam ter a capacidade de nos transformar em objetos inanimados, como o ferro (nossas aparências permanecem as mesmas, mas nossas substâncias são drasticamente alteradas)? Deveríamos acreditar no papa se ele tivesse pronunciado uma declaração ex cathedra declarando que os padres têm a capacidade de transformar quadrados em triângulos, e vice-versa (sem uma mudança perceptível)? Como essa doutrina romana escandalosamente ridícula da transubstanciação não viola a natureza concreta da razão, do senso comum e da realidade?

18º Como os defensores da eucaristia explicam o fato de que Jesus Cristo comeu o mesmo pão e bebeu do mesmo copo que a Igreja de Roma afirma ter se tornado Seu corpo e sangue reais (Mt 26: 27-29; Mc 14:23-25; Lc 22:7-16)? Por que Jesus precisaria comer Sua própria carne e beber Seu próprio sangue quando Ele já estava sem pecado (Hb 7:26-27)?         

19º O tempo da palavra grega "comer", conforme encontrado em João 6:50-58, é aoristo, provando a ação específica a ser feita de uma vez por todas e sem repetição. Como então poderíamos comer Sua carne e beber Seu sangue repetidamente em cada missa católica romana? Isso não é contrário a alguma noção católica da obra expiatória de Cristo em andamento?

20º O que as Escrituras querem dizer quando afirmam que Cristo se entregou como resgate pelos nossos pecados "de uma vez por todas" (Hb 10:10-14; 1Pe 3:18)? Por que o sacrifício de expiação de Cristo precisaria ser "reapresentado"? O próprio Senhor Jesus Cristo não confessou usar linguagem figurada na noite da Última Ceia (Jo 16:25-30)?

Por: Jesse (Rational Christian Discernment).

• Compartilhe este artigo nas redes:

Por Cristo e por Seu Reino,


- Siga-me no Facebook para estar por dentro das atualizações!


- Baixe e leia os meus livros clicando aqui.

- Acesse meu canal no YouTube clicando aqui.

ATENÇÃO: Sua colaboração é importante! Por isso, se você curtiu o artigo, nos ajude divulgando aos seus amigos e compartilhando em suas redes sociais (basta clicar nos ícones abaixo), e sinta-se à vontade para deixar um comentário no post, que aqui respondo a todos :)  

200 comentários:

  1. https://noticias.uol.com.br/reportagens-especiais/papa-francisco-igreja-catolica-sucessao-oposicao-conservadores-direita#minando-a-legitimidade eu gosto é dessa agenda protestante dentro daquele meio... nada mais justo e santo do que protestar. O que vc acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É preciso tomar muito cuidado com isso. Não se engane, a direita católica não tem nada a ver com a direita protestante, é reacionarismo puro, é tão nociva quanto a esquerda, se não for pior. Não confunda a agenda da direita protestante com a agenda da direita católica, só porque ambos se chamam de "direita" e se dizem "conservadores". Enquanto nós somos liberais (a favor da liberdade econômica, da liberdade de culto, da liberdade de consciência e das liberdades civis) eles são medievalistas que odeiam todas as conquistas do mundo moderno. Por isso atacam o Estado laico, querem a volta da monarquia católica (quando o culto público das outras religiões era proibido) ou pelo menos um Estado forte, autoritário e centralizado sob a liderança de um governante católico devoto, são distributivistas na economia (não à toa os bispos da CNBB são tão ligados ao PT e à esquerda) e nacionalistas radicais. O nome disso é fascismo. A propósito, eu já escrevi sobre isso aqui:

      http://www.lucasbanzoli.com/2018/12/nao-se-engane-ha-diferenca-entre-um.html

      Excluir
  2. Além de tudo isso, outro problema com a transubstanciacão é que esse dogma é claramente uma violação da lei do princípio da identidade. Ou seja, X será igual a X mesmo que afirmamos que X é Y. O fato da hóstia manter todas as suas características é evidencia que a transubstanciacão não existe de fato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucas, e o que dizer da desculpa esfarrapada papista de não se serve o vinho na eucaristia, uma vez que a hóstia consagrada representaria toda plenitude da divindade e da humanidade de Cristo: corpo, sangue, alma e divindade. Eles dizem que é complexo servir o vinho na eucaristia para muitas pessoas, e que derrubar tal elemento seria profanar o sangue de Cristo. Penso que se isso fosse realmente verídico, tanto Cristo como Paulo teriam se preocupado e dado alguma advertência a respeito dessas questões.

      Excluir
    2. Não apenas Jesus e Paulo teriam feito questão de ressaltar este importante ponto, como Paulo teria induzido os coríntios a erro ao dizer:

      "Portanto, todo aquele que comer o pão OU BEBER O CÁLICE do Senhor indignamente será culpado de pecar contra o corpo e o sangue do Senhor" (1 Coríntios 11:27)

      Claramente eles não apenas comiam o pão, mas também BEBIAM O CÁLICE. No mesmo capítulo Paulo diz que alguns coríntios ficavam embriagados de tanto beber o vinho da ceia (v. 21). Essa seria a ocasião perfeita para ele lhes corrigir dizendo que não deviam beber o vinho, mas apenas comer o pão. Mas em vez disso, ele apenas diz "examine-se o homem a si mesmo, e então coma do pão E BEBA DO CÁLICE" (v. 28). Se beber o cálice fosse desnecessário por já estar "incluso" no pão (que para eles é o corpo físico de Cristo, que contém seu sangue e tudo mais), então por que raios Jesus instituiu a Santa Ceia com pão e vinho? Por que não fez isso apenas com o pão? E por que os padres tomam o vinho, embora proíbam o vinho aos fiéis? Essa é de longe uma das contradições mais pitorescas (entre tantas outras) dessa igreja que adora zombar da inteligência dos leitores. Não admira que tenham proibido a leitura da Bíblia por tanto tempo.

      Excluir
    3. E tem mais uma: até mesmo o conceito de profanação segundo o catolicismo é um conceito deturpado. Ninguém estará profanado o sangue de Cristo caso uma pessoa derrube o cálice por acidente. Profanar a Cristo está muito além de um mero acidente casuístico. O texto de Hebreus 4:12 diz que a palavra de Deus é mais penetrante do que uma espada de dois gumes, e é capaz para discernir os pensamentos e as intenções do coração. Se o sacerdote que ministra a eucaristia não faz com o devido zelo e cuidado, tal indivíduo prestará contas perante a Deus.

      Excluir
    4. Lucas, qual é fonte que você usa sobre para encontrar os textos da patrística? A Paulus, a New Advent ou alguma outra?

      Excluir
    5. Alguns livros da Paulus eu tenho aqui, mas a maioria que cito é do New Advent mesmo.

      Excluir
    6. E o que dizer da acusação papista de que muitas catedrais na Europa foram tomadas pelos protestantes durante a reforma?

      Excluir
    7. Naquela época as igrejas estavam vinculadas ao Estado, por isso existia a "Igreja da França", a "Igreja da Inglaterra" (também chamada de "anglicana", por causa da origem daquele povo), a "Igreja da Espanha" e assim por diante, então quando um Estado mudava de lado, as igrejas do Estado passavam de uma mão para outra, ninguém achava isso anormal na época, tanto é que os próprios cristãos no século IV se apropriaram dos templos do paganismo quando o Cristianismo passou a ser a religião oficial do império. Só depois da laicidade do Estado (e lembremos que o Estado laico foi uma conquista protestante) é que houve uma clara separação entre Igreja e Estado, e aí sim uma catedral passou a ser posse exclusiva da instituição religiosa à qual pertence, e não ao Estado onde ela fica. Ou seja, quem ataca o protestantismo com esse viés está não apenas cometendo anacronismo, mas ainda defendendo a laicidade do Estado ainda que implicitamente (algo que esses papistas de internet detestam). Por fim, mesmo se os protestantes tivessem tomado as catedrais católicas por pura malvadeza de coração, isso ainda é NADA em comparado a milhares de protestantes perseguidos e executados a sangue frio, queimados na fogueira, com os bens confiscados ou torturados em calabouços. Só quem não tem nenhum parâmetro moral é capaz de igualar ou mesmo de comparar uma coisa com a outra.

      Excluir
  3. https://noticias.gospelmais.com.br/sarah-sheeva-qualquer-pessoa-suicidar-salvacao-121852.html que mal gosto essa declaração, não sei o que é pior, se é a declaração da mulher ou os comentários das pessoas que concordaram com ela, no final da reportagem... em nenhum lugar da Bíblia diz claramente que quem comete suicídio vai para o inferno ou perde a salvação. As pessoas vão lendo a Bíblia e chagando a conclusões que dá até medo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa Sarah Sheeva é uma doida de carteirinha. A melhor coisa a fazer é ignorar absolutamente tudo que ela diz.

      Excluir
  4. https://www.facebook.com/1629569077295281/posts/2398022787116569/?substory_index=0&app=fbl

    Concorda Lucas? Você tem algum artigo sobre mulher na liderança eclesiástica?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu concordo sim. Tenho um artigo sobre isso (link abaixo), embora pretenda escrever um novo em breve (talvez já no próximo artigo) abordando a questão com mais profundidade.

      http://ocristianismoemfoco.blogspot.com/2015/08/o-pastorado-feminino-e-correto.html

      Excluir
    2. O Everton Edvaldo tá sofrendo uma chuva de ataques nos comentários de cada postagem dele, onde ele defende o pastorado e a pregação femininos.

      Excluir
    3. Cara, eu não entendo isso. Sempre que vejo alguém falar em favor do ministério pastoral feminino (incluindo eu mesmo) essa pessoa é alvo de uma enxurrada de comentários de ódio, apesar do ministério pastoral feminino ser aceito pela vasta maioria dos cristãos evangélicos (pelo menos os do nosso país). Mesmo quando eu abordo temas polêmicos que apenas uma minoria de evangélicos aceita (como a mortalidade da alma) eu não vejo nem de longe a mesma reação raivosa de quando alguém fala em ministério pastoral feminino. É como se para alguns isso fosse o suprassumo da heresia (embora em certos casos eu esteja certo de que se trata apenas de misoginia internalizada, por isso externalizam com tanta intrepidez). Para muitos desses críticos do pastoreio feminino é normal dizer que Deus criou o mal e que determina cada estupro, tortura, assassinato e monstruosidades que ocorrem no mundo, mas se ouvirem alguém dizendo que mulher pode pregar aí o bicho pega. Eu compreendo perfeitamente que alguém se oponha a essa doutrina, afinal de contas é uma entre tantas polêmicas bíblicas debatidas hoje em dia, mas não entendo essa chuva de ataques de gente que se acha o guardião da ortodoxia por se opor ao pastoreio feminino. A última vez que falei sobre isso, me mandaram tomar naquele lugar.

      Excluir
    4. Eu vi uns testemunhos de pessoas que resolveram prestar atenção a Cristo por causa de ministérios independentes nos EUA, alguns de mulheres, como a Joyce Meyer, e que por causa disso resolveram procurar uma igreja perto de onde moravam, então acho importante o trabalho das mulheres sim, até porque milhares de pessoas aceitaram Jesus por causa delas, não consigo imagina que essas pessoas são convertidos de segunda classe como já dizerem na net, ou então que elas, as que pregam, estão em estado de rebelião (podem acreditar, já vi isso também)... mas se um homem, pastor, prega todo o tipo de heresia, como a IURD e companhia, eles na verdade se "equivocam" ou alguma coisa do tipo, sei lá, acho que os únicos que saem perdendo muito com o trabalho das mulheres são os homens akakakakakakkakakaka pq Cristo está ganhando, minha opinião né...

      Excluir
    5. Verdade. Pra alguns, o "ide" só é aplicável aos homens. As mulheres podem até "ir" e pregar o evangelho, mas não na igreja (como se isso fizesse algum sentido...).

      Excluir
    6. Nas cartas de Paulo chovem citações de mulheres cristãs influentes, até APÓSTOLA tem, acho que tem gente que nem faz idéia disso. E é só ir no Google pesquisar sobre as mulheres no cristianismo primitivo pra perceber como elas eram ativas, tinha mulher que realizava batismo até. Basta dar uma pesquisada sobre que você encontra bastante coisa.

      Vou na Igreja Batista e a minha congregação não tem nenhuma mulher no cargo de pastora, mas diáconisa tem, e o pastorado feminino também é reconhecido como legítimo. Várias líderes de outras comunidades e denominações já foram lá pregar.

      Excluir
    7. "A última vez que falei sobre isso, me mandaram tomar naquele lugar"

      Vieram aqui no seu site falar essa grosseria?

      Excluir
    8. "Vou na Igreja Batista e a minha congregação não tem nenhuma mulher no cargo de pastora, mas diáconisa tem, e o pastorado feminino também é reconhecido como legítimo. Várias líderes de outras comunidades e denominações já foram lá pregar"

      Na minha igreja também, embora a Igreja Metodista aceite pastoras, a esmagadora maioria dos pregadores são homens. Se dependesse de mim, teria mais.

      "Vieram aqui no seu site falar essa grosseria?"

      Isso é fichinha comparado a tanta coisa que já me escreveram aqui. Sorte a minha que esse tipo de comentário não passa da moderação, senão isso aqui iria virar um chiqueiro, como toda e qualquer comunidade de debate onde esse tipo de gente (apologistas católicos, principalmente) vomita tudo que é tipo de imoralidade com a máxima baixaria possível, como é bem habitual deles.

      Excluir
  5. Hey Lucas,

    Here is an observation that you might find interesting if you have not thought about it already:

    https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/2019/09/1-corinthians-103-4-is-problematic.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Very well punctuated, I had not noticed it in this verse. In fact, when Paul says that the Israelites also ate the same "spiritual food" and that "this food is Christ", what he was saying is that the Israelites "also ate Christ". But this eating is clearly spiritual (because there is no transbstantiation in the Old Testament in Catholic belief), which definitely proves that at the Supper we eat Jesus spiritually, not physically. That is, we eat and drink Christ in the same (spiritual) way that the Israelites ate and drank Christ. This must be one of the best biblical evidence against transubstantiation.

      Excluir
  6. De quanto em quanto tempo as igrejas protestantes celebram a ceia? Uma vez por mês, uma vez a cada três meses? Minha antiga igreja tá fazendo todo o domingo, e o pastor de lá disse que deveria ser feita todos os dias....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há uma ordenança bíblica obrigatória neste sentido, mas a maioria celebra uma vez por mês (geralmente no primeiro domingo de cada mês). Mas de fato há base para cear todos os cultos, porque em Atos tem um texto que diz que eles "todos os dias partilhavam o pão em suas casas" (At 2:46), e esse pão não era um pão qualquer, mas o pão da ceia. Na verdade a ceia da época era muito mais simples e destituída de ritualismo se comparada aos dias de hoje, era apenas um jantar no qual os cristãos se reuniam para entrar em comunhão em memória de Cristo (naquela época eles costumavam jantar pão e vinho, não era como hoje que temos muito mais opções), por isso faziam isso todos os dias (porque eles se viam todos os dias). Por isso Paulo diz que uns se embriagavam de tanto que bebiam e outros passavam fome, naquela época não havia nada de "místico", eles não comiam um pedacinho de pão, eles jantavam mesmo, era a comida que eles tinham pra comer (embora uns por egoísmo comessem mais do que os outros, deixando os outros com fome, o que Paulo combateu em sua carta). Claro que hoje em dia em se tratando de igrejas grandes fica difícil imitar o que eles faziam, afinal de contas teria que ter muita comida pra muita gente, seria algo inviável tanto financeiramente quanto em termos de espaço e logística, por isso não é inerentemente errado a ceia do modo que praticamos hoje, mas de fato ela não é igual a que os cristãos primitivos faziam, nem chega perto.

      Excluir
    2. Eu já ouvi uma explicação de que o termo "partir o pão" em Atos 2:46 se refere a uma refeição comunal. É um termo judaico para uma refeição.

      O texto, então, sugere que as pessoas serviam refeição uma para as outras, todos os dias - ninguém passava fome - não que celebravam a ceia todos os dias.

      Os Testemnhas de Jeová celebram a ceia somente na Páscoa, uma vez por ano. Se você for ver em 1 Corintios 11, quando Paulo fala da ceia, é uma continuação de 1 Corintios 5, que se trata da Páscoa. Em 1 Corintios 11, eles estacam celebrando a Páscoa, não ceiando uma vez por mês, ou todos os dias.

      Excluir
    3. A maioria dos comentários bíblicos que conheço dizem que se refere à Ceia do Senhor, embora muitos digam que o texto se refere apenas a uma refeição comum e outros deixem as duas possibilidades em aberto:

      https://www.studylight.org/commentary/acts/2-46.html

      Creio que o texto se refere à Ceia porque se não for este o caso (nem neste texto e nem nos outros semelhantes a este, empregando a mesma linguagem de "partir o pão") então Lucas não teria mencionado a Santa Ceia em Atos, o que seria estranho, já que ele menciona o batismo várias vezes. Quanto a 1 Coríntios 5, o tema é a imoralidade e não a páscoa, a páscoa é mencionada brevemente e de passagem como alusão a algo maior, se apropriando da analogia dos pães asmos para falar da nossa necessidade de santidade. Em 1 Coríntios 11:20-21 Paulo diz que "QUANDO VOCÊS SE REÚNEM, não é para comer a ceia do Senhor, porque cada um come sua própria ceia sem esperar pelos outros...", indicando que ele se referia a algo que acontecia sempre que eles se reuniam, e não um evento esporádico praticado só uma vez por ano. Se fosse assim ele presumivelmente teria dito: "quando vocês celebram a páscoa...", e não "quando vocês se reúnem" (e em Atos é dito que eles se reuniam todos os dias).

      Excluir
  7. Existe algum estudo detalhado da visão da Igreja Ortodoxa e outras Igrejas antigas sobre a ceia?

    Muitos católicos utilizam do argumento histórico a favor desta doutrina, dizendo que todas as igrejas ensinam o mesmo, mas também ja li que a atual crença católica se consolidou após os ensinamentos de Tomás de Aquino e ele nasceu após o cisma. É do século 13 e o Cisma aconteceu no século 11, quando a Igreja ortodoxa e outras já estavam afastadas da católica Romana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não penso que a crença da Igreja Ortodoxa seja relevante nessa discussão (de um ponto de vista histórico). O que eles acreditavam a partir do século XI é irrelevante para pautar a crença apostólica do século I (são mil anos intercalados, muito mais que o suficiente para corromper uma doutrina). O Bruno Lima demonstrou numa série de artigos sobre a eucaristia que os Pais da Igreja mais antigos não tinham nenhuma noção de transubstanciação (que mais tarde se tornou a crença predominante tanto no Ocidente como no Oriente):

      http://respostascristas.blogspot.com/2016/02/os-pais-da-igreja-e-eucaristia-inacio.html

      http://respostascristas.blogspot.com/2016/02/os-pais-da-igreja-e-eucaristia-irineu.html

      http://respostascristas.blogspot.com/2016/02/os-pais-da-igreja-e-eucaristia-hipolito.html

      http://respostascristas.blogspot.com/2016/02/os-pais-da-igreja-e-eucaristia-papa.html

      A partir de uma perspectiva histórica, podemos concluir que nos primeiros séculos havia apenas a crença na presença espiritual de Cristo, que mais tarde foi se desenvolvendo para uma forma de presença física, que por fim se tornou a transubstanciação. A Igreja Ortodoxa não usa o termo “transubstanciação” de forma oficial mas crê na presença física (substancial) de Cristo no pão da eucaristia (embora joguem um ar de “mistério” quanto ao modo como isso ocorre). Já a Igreja Romana, influenciada por Tomás de Aquino, bate o martelo no que compete à transubstanciação em si.

      Excluir
  8. Lucas por que as igreas coptas é tão difil pesquisar sua doutrina,crenças e etc.Por q as igrejas catolicas e evangelicas são abertas e elas são tão fechadas,pelo menos aqui no Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso se deve muito ao fato de que os coptas são uma minoria quase que insignificante numericamente falando. Não há mais que uns dez milhões de coptas no mundo inteiro, e quase todos eles vivem no Egito. Também não há um trabalho missional de divulgar essa religião no Ocidente para fazer prosélitos, eles não se dão ao trabalho de converter pessoas de outras crenças religiosas, por isso praticamente não há igrejas coptas no Brasil ou sites coptas em língua portuguesa (até mesmo em inglês é muito difícil de achar). Uma vez conversei com o Pedro Gaião sobre isso e ele me disse que os coptas são tão fechados que para encontrar alguma coisa sobre eles é só mesmo conversando com um (no Egito, de preferência).

      Excluir
    2. Lucas, a julgar pela sua descrição é de se esperar nada de novo dos coptas: Devoção a tradição, auto proclamarem genuínos, intolerância com demais cristãos,...

      Excluir
  9. Pior que isso tudo ainda é verdade:

    https://2.bp.blogspot.com/-2-8kf4amNFg/VrjA0JRERcI/AAAAAAAAAKM/_3st9nHVI3I/s1600/12650892_787381778040554_3208073662807908348_n.jpg

    https://atelieannarocha.files.wordpress.com/2014/05/wpid-img_12501095672722.jpeg

    ResponderExcluir
  10. Lucas, o que você acha dessas teorias da conspiração que falam que a Rede Globo tem pacto com o diabo? Olha, pessoalmente falando, não sou uma pessoa que acredita em teorias da conspiração (aliás eu evito ao máximo acreditar em coisas sem provas), mas nesse caso, eu sinceramente falando acho que pode ser plausível, pois se você for parar para analisar, em praticamente todas as novelas da globo, independentemente do tema, você verá um pouco de macumba, espiritismo ou de religiões que a Bíblia condena as doutrinas (inclusive se você for ver o que não falta são novelas da globo onde há canções exaltando as divindades das religiões de matriz africana), bem como temas polêmicos como: defesa do homossexualismo, defesa do casamento gay, defesa do aborto (na maioria das vezes de forma bem subliminar e sutil), deturpação dos valores de família, erotização infantil (principalmente nas novelas onde mostram meninas jovens de 10-14 anos vestindo e agindo como mulheres e namorando precocemente, bem como defendendo aquela imoralidade chamada Queer Museum) e relativismo moral (defendendo os bandidos e condenando a polícia, ou falando que certo e errado são coisas subjetivas). Tudo isso, e sem deixar de mencionar que quando você ver alguém falando mal das religiões de matriz africana e do espiritismo a globo vai logo em cima, faz reportagem, faz auê e ainda tenta arruinar a reputação daquele criticou essas religiões, mas essa é a mesma emissora que fica caladinha quando os cristãos são perseguidos, escarnecidos e mortos (tanto é que durante o Carnaval do ano passado ou do retrasado, eles aplaudiram aquela performance blasfêmica da Gaviões da Fiel no qual mostrava Jesus Cristo sendo derrotado e tripudiado pelo Diabo). Olha, avaliando o cenário como um todo, há sim muitas suspeitas de que a globo possa ter feito algum Pacto, mas isso não tem como provar, mas eu tenho fortes suspeitas que isso possa ser verdade, mas sou bastante cético quanto a isso. O que você particularmente acha dessas teorias da conspiração?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se a Globo tem pacto eu não sei, mas que ela tem um lado, isso é inegável. E como é óbvio, esse lado não é o nosso.

      Excluir
  11. Lucas qual a diferença da Consubstanciação com a Doutrina Luterana da União Sacramental?
    Existe alguma Igreja que defende ainda defende a Consubstanciação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os luteranos não gostam de usar o termo "consubstanciação", embora a explicação dada por eles para a "união sacramental" tenha pouca ou nenhuma diferença em relação a ela (você pode ver uma tentativa de distinguir as coisas neste artigo, por exemplo):

      http://itinerariodeumluterano.blogspot.com/2016/05/consubstanciacao-e-nisto-que-cremos.html

      Basicamente eles creem igual aos católicos (de que na ceia comemos a Cristo fisicamente), com a diferença de que não creem que o pão perca a sua substância de pão, mas sim que o pão e Cristo são um (por isso o termo "consubstanciação" ou "união sacramental"). Mas eles não gostam de usar o termo "consubstanciação" para não passar a ideia de uma "presença local" de Cristo no pão, embora também não expliquem como isso se dá, por isso apelam ao "mistério" e ao "sobrenatural".

      Excluir
  12. amigo e irmão Banzoli, qual sua opinião sobre este artigo da Apologética Católica?


    h//www.catolicodefiendetufe.org/2018/04/jesucristo-fundo-su-iglesia-en-roma.html?m=1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O fato de Jerusalém ser parte do Império Romano naquela época (por ser dominada pelos romanos) não faz com que a Igreja tenha sido fundada em Roma, se fosse assim nenhum escritor bíblico teria escrito o nome das outras cidades (como Jerusalém), teriam escrito apenas "Roma" sempre, já que "tudo era Roma", conforme ele diz. O fato deles distinguirem Roma das outras cidades (Jerusalém, Antioquia, Alexandria e etc) mostra que uma coisa não era equivalente à outra, ou seja, o fato dessas cidades pertencerem ao império romano não as transformava em Roma (da mesma forma que o fato da Índia pertencer à Inglaterra no século XIX não fazia com que a Índia fosse a própria Inglaterra). Elas permaneciam sendo cidades distintas, embora uma estivesse sujeita ao domínio da outra. O argumento de que Paulo era cidadão romano também não funciona, porque nem Jesus nem os outros apóstolos (incluindo Pedro, até onde se sabe) eram cidadãos romanos (e para os católicos não foi Paulo quem fundou a Igreja Católica, mas Jesus). Isso também quebra as pernas do argumento de que "tudo era Roma" por pertencer ao império romano: se fosse assim, então todos que nascessem em qualquer parte do império seriam automaticamente considerados cidadãos romanos, mas não eram, cada um tinha a sua própria nacionalidade (embora uns pudessem conquistar a cidadania romana por serem filhos de pais romanos, ou por realizarem grandes feitos pelo império, ou pagando uma alta quantia em dinheiro). Finalmente, uma vez que todo o argumento se baseia na extensão territorial do império, seria igualmente correto dizer que quando o império romano foi tomado pelos bárbaros a Igreja não era mais "romana", mas bárbara (ou seja, pertencente a um outro território que não o romano). De todos os modos, é um argumento desesperado para tentar fundamentar algo que não é sustentado pela Bíblia em lugar nenhum, e justamente essa ausência total de fundamento bíblico os obriga a recorrer a malabarismos estapafúrdios como esse.

      Excluir
    2. Here is an article that you guys might find interesting:

      https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/2018/01/the-jerusalem-council-and-sola-scriptura.html

      Excluir
  13. https://www.em.com.br/app/noticia/nacional/2019/09/25/interna_nacional,1087806/bispo-edir-macedo-diz-que-mulher-nao-pode-ter-mais-estudo-que-o-marido.shtml é por causa de declarações como essa que os descrentes debocham dos cristãos às vezes e até se negam a tentar olhar para Jesus... porque ele generalizam como se a opinião do líder dessa igreja fosse a opinião de todos os cristãos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lamentável mesmo. Se bem que desse aí eu não esperava nada melhor mesmo.

      Excluir
  14. Vc trabalha ou trabalhará como professor, já que é formado em História? Pergunto para saber sua opinião sobre isso: http://escolacivicomilitar.mec.gov.br/ acho que será uma coisa muito boa e com certeza haverá fila de pais e mães querendo botar os filhos nessas escolas com certeza absoluta. E eu fiz faculdade militar, lógico que vi muita patifaria que é inerente a todo grupamento de humanos, mas vi coisas muito boas dentro de escola militar, só pra enumerar algumas: (1) alunos respeitam professor e jamais, JAMAIS algum aluno se atreve a machucar o professor. Se discordar, há canal para assegurar a manifestação do aluno, dentro de ordem e respeito. (2) o ambiente é limpo, e não aquela nojeira que se vê em colégio público ou faculdade pública, é só olhar no youtube pra constatar. Pelo menos em faculdade militar os próprios alunos limpavam as salas e banheiros, e ai da equipe de faxina se a inspeção pegar alguma coisa suja, terão que limpar cocô no dia seguinte novamente... (3) aluno só fala na sala de aula depois de permissão do professor (4) professores também seguem regras, quem manda também obedece, claro ... e por aí vai. Só o fator de ter ordem num ambiente desses já é um grande progresso. O que vc acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra ser sincero, eu não gosto nem do estado caótico que as escolas de hoje em dia se tornaram, nem da ordem garantida mediante o autoritarismo, como se vê nas escolas militares. Acho que deveria ser procurado um meio-termo, um ponto de equilíbrio no qual os professores são respeitados mesmo sem a necessidade de usar mecanismos de violência ou coerção. Mas infelizmente, em nosso país ou você tem o 8 ou você tem o 80, é muito difícil você ver uma classe educada e respeitosa sem ser pela força, e nós sabemos que ao dar liberdade irrestrita aos alunos a consequência será isso mesmo, uma baderna total. Mas não era assim desde sempre, houve uma época em que mesmo as escolas não-militares tinham mais ordem e o professor era mais respeitado, a coisa foi perdendo a mão quando tentaram implementar as ideias educacionais de teóricos marxistas que pensam que a criança tem que ser deixada completamente livre no aprendizado (são contra até a repetição de ano, para se ter uma ideia), aí a coisa foi se tornando a zorra que é hoje. Embora eu esteja longe de ser fã das escolas militares eu sou totalmente a favor de que se façam mais escolas do tipo, todo mundo deveria ter a opção de escolha entre esses dois métodos de ensino (e a julgar pelas notas do ENEM, as escolas militares se sobressaem largamente), embora se eu fosse presidente ou tivesse poder para mudar alguma coisa eu me esforçaria mais em mudar a metodologia de ensino nas escolas atuais em vez de priorizar a ampliação de escolas militares.

      Excluir
    2. Lucas, qual a sua opinião sobre o livro "Desconstruindo Paulo Freire" do : Thomas Giulliano?

      Excluir
    3. Não li ainda, então não posso comentar.

      Excluir
  15. Lucas,

    What do you think of covenant theology?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. I do not agree with this theological view, I wrote about it here:

      http://www.lucasbanzoli.com/2018/11/aliancismo-ou-dispensacionalismo.html

      Excluir
  16. Lucas,

    Remember the juvenile Roman Catholic who started a Wordpress blog against you? Here is the IP address:

    https://contrabanzolihome.wordpress.com/2019/04/12/convertendo-protestantes-ao-catolicismo/

    Well, it appears that the website has since been deleted! It is as dust in the wind.

    ResponderExcluir
  17. Lucas a igreja ortodoxa acredita no Purgatório? Se não, é estranho imaginar que esta crença "desde os apóstolos" só é aceita por uma parte da igreja apostólica (e a outra parte desta igreja não aceita a mesma doutrina que foi passada supostamente pelas mesmas pessoas)

    E já vi um católico dizendo que o Sheol e o Geena de alguma forma prova o Purgatório, sendo que pelo que sei o Sheol é apenas a "sepultura" (o estado dos mortos, que não mais existem até a ressurreição) e o geena é o lugar de punição para os pecadores após o juízo, não vejo purgatório ai.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles não creem em purgatório mesmo, essa é uma das doutrinas particulares da Igreja Romana. O que eles creem é em segunda oportunidade de salvação após a morte (que alguns vão queimar no inferno depois de um tempo e depois serão transferidos para o céu), mas isso é bem diferente do purgatório, que segundo a crença católica é um lugar para onde apenas os salvos vão para expiarem o que resta dos seus pecados (uma vez que aparentemente o sangue de Jesus não foi capaz de fazer isso por eles). Sobre Sheol e geena, é realmente uma barbaridade usarem isso para provar o purgatório, primeiro porque são duas coisas totalmente diferentes (não poderiam ser ambos o purgatório), segundo porque o geena na Bíblia é o lugar onde apenas os condenados vão (não os salvos, e na crença católica o purgatório é para salvos), e terceiro que o Sheol é para onde TODOS vão após a morte, na Bíblia ninguém escapa do Sheol (e na crença católica apenas alguns vão para o purgatório, enquanto outros vão direto pro céu e outros vão pro inferno). Então nem mesmo é necessário entrar na discussão sobre se Sheol é um lugar de gente consciente ou não (e não é mesmo, mas isso levaria a uma outra discussão), o simples fato da Bíblia caracterizar o Sheol como uma morada comum a toda a humanidade e o geena como um lugar futuro para onde apenas os ímpios serão levados já é o suficiente para provar que nem um nem o outro são o purgatório, o qual não passa de uma fantasia católica.

      Excluir
  18. Lucas, vc acha que o Poncio Pilatos e sua esposa Cláudia Prócula possam ter se convertido?

    Em diversas fontes históricas ele é mostrado como sendo um político tirano que odiava o povo Judeu, porém nos evangelhos ele é descrito de uma forma bem “neutra”. Sendo uma pessoa que não cria em Cristo, mas que não achava que ele merecesse uma condenação tão cruel.
    Pilatos agiu como se estivesse incomodado com a tarefa de condenar Jesus a morte. Primeiramente ele apelou aos governantes judeus tentando salva-lo, posteriormente tentou fugir da sua responsabilidade de julgá-lo o enviando para Herodes e no final dexou que o povo decidisse o destino de Cristo, lavando suas mãos “do sangue deste homem justo”.

    Pelo oq eu tenho pesquisado, existia uma grande controvérsia na Igreja primitiva em relação a figura dele, justamente por essa ambigüidade dos evangelhos. Muitos cristãos e teólogos patrísticos como o Origines, Tertuliano e até o Agostinho defendiam que eles teria aceitado Cristo no final. Vale ressaltar que essa parecia ser a interpretação majoritária dos crentes da época, sendo que até hoje ele e esposa são considerados "Santos" pela Igreja Ortodoxa Etíope e pela Igreja Copta.

    Há ainda alguns “apócrifos” como o “Atos de Pilatos” que narram supostos acontecimentos da vida dele após a crucificação, incluindo a sua conversão.

    Oq vc acha disso tudo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho difícil. Segundo Josefo, ele morreu pouco tempo depois do episódio da crucificação de Jesus. Essas fontes aí são de pouca credibilidade, infelizmente alguns Pais da Igreja acabaram bebendo de obras apócrifas tomando-as como fonte histórica sem muito rigor de distinguir o que era verdade do que era mito (um trabalho que os historiadores modernos fazem, mas que naquela época não era feito), por isso eles tomavam como verdade algumas lendas presentes em livros como esse e outros muitos do tipo. Algumas crenças (como a virgindade perpétua de Maria) também nasceram assim, baseadas exclusivamente no testemunho tardio de uma fonte apócrifa (o pseudoevangelho de Tiago). Hoje nós sabemos que essas obras apócrifas foram falsificações produzidas séculos depois dos acontecimentos, mas naquela época eles não tinham esse conhecimento, uma minoria chegava até a tomar como Escritura, e outros embora não considerassem Escritura achavam que as histórias eram reais.

      Excluir
  19. Lucas, como você responde a um ao argumento evolucionista de que a terra e o universo tem bilhões anos com base nas estrelas, a qual a luz demora também bilhões de anos para chegar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há uma resposta para isso aqui:

      https://pontodevistacristao.weebly.com/como-podemos-observar-estrelas-que-estatildeo-bilhotildees-de-anos-luz-de-distacircncia.html

      Excluir
  20. 1 - Banzoli, você me respondeu no artigo anterior que o chifre pequeno de Daniel 8 é o Império Romano Restaurado (Besta), ou seja, se referindo ao futuro.
    Mas de acordo com o que eu li do relato de Daniel 8 sobre o chifre pequeno, este seria Roma mesmo, só que do passado.
    Então, quais elementos de Daniel 8 sobre o chifre pequeno dá margem para se referir ao futuro?

    2 - A profecia das 2.300 tardes e manhãs vai se cumprir ainda (Daniel 8:19,26) ou já se cumpriu?
    Sobre o que se trata essa profecia?

    3 - Você já disse uma vez que a besta do mar de Apocalipse 13 também é o Império Romano Restaurado (um poder político como você disse). Se é mesmo um poder político, por que que no verso 1 do capítulo 13 é dito que nas 7 cabeças dessa besta do mar há nomes de blasfêmias, dando a entender que é um poder religioso?

    4 - Considerando que a besta do mar é o Novo Império Romano, quer dizer que ele vai reinar nos últimos dias durante 42 meses/3 anos e meio (Apocalipse 13:5)?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1) Os dois são a mesma coisa, não são impérios diferentes mas sim o mesmo império em diferentes fases, por isso João diz que o oitavo "é um dos sete". Então quando se fala em um se fala do outro, porque é o mesmo. Mas sobre parte da profecia se referir ao tempo do fim, é só ver esses versos que falam da ascensão e morte do anticristo (sem ser por mãos humanas, porque quem o matará é Deus):

      “No final do reinado deles, quando a rebelião dos ímpios tiver chegado ao máximo, surgirá um rei de duro semblante, mestre em astúcias. Ele se tornará muito forte, mas não pelo seu próprio poder. Provocará devastações terríveis e será bem sucedido em tudo o que fizer. Destruirá os homens poderosos e o povo santo. Com o intuito de prosperar, ele enganará a muitos, e se considerará superior aos outros. Destruirá muitos que nele confiam e se insurgirá contra o Príncipe dos príncipes. Apesar disso, ele será destruído, mas não pelo poder dos homens” (Daniel 8:23-25)

      2) Entendo que se refere ao período final da grande tribulação, mas ela é prefigurada nos acontecimentos em torno de Antíoco Epifânio (como eu disse naquela outra resposta).

      3) Na verdade o texto diz que em cada uma das sete cabeças tem nomes de blasfêmia, e considerando que as sete cabeças são os sete impérios (os mesmos do capítulo 17), pode significar que cada um desses impérios perseguiu ou oprimiu o povo de Deus em algum momento, a começar pelo Egito, que escravizou os hebreus, e prosseguindo até Roma, que crucificava os cristãos. Pode também se referir aos ídolos adorados por todos eles, em lugar do Deus verdadeiro. O fato é que toda a descrição da besta do mar é perfeitamente compatível com a do Império Romano restaurado e que toda a descrição da besta da terra é perfeitamente compatível com o papado (incluindo o fato de "falar como um cordeiro", de realizar "grandes sinais", de fazer uma imagem para adoração, e assim por diante).

      4) Sim.

      Excluir
    2. Banzoli, já que a besta da terra é o Papado, por que este sai da terra? Qual o significado disso?

      Excluir
    3. João define as águas como sendo "povos, multidões, nações e línguas" (Ap 17:15), a besta do mar como o Império Romano restaurado cumpre bem essa característica porque de fato a Europa é constituída por muitos povos, multidões, nações e línguas diferentes. A "besta da terra" portanto deve estar em oposição a isso, quer dizer, seu território deve envolver um povo pequeno, uma única língua, uma única nação (uma vez que "terra" é o oposto de "mar"). O papado cumpre bem essa característica porque se situa em uma única nação (o Vaticano), é o menor país do mundo, onde vivem poucas pessoas e se fala apenas uma língua (o latim), ou seja, é o inverso da besta do mar. Embora essa seja a explicação que eu considere mais lógica, há também outras características apontadas por alguns teólogos que ligam a besta da terra ao papado, como você pode conferir nesses comentários bíblicos e tirar suas próprias conclusões:

      https://www.studylight.org/commentary/revelation/13-11.html

      Excluir
  21. Lucas, como foi que a Primavera Árabe piorou a situação dos cristãos no Oriente Médio?
    Como a dos Coptas no Egito?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Primavera Árabe foi uma série de manifestações revolucionárias exigindo a deposição de governos totalitários e notoriamente corruptos que estavam há décadas governando os países muçulmanos, e de fato em um primeiro momento muitos desses ditadores que reinavam há 30 ou 40 anos renunciaram, mas como consequência disso gerou-se um período de instabilidade política, conflitos para decidir quem iria sucedê-los e guerras civis, porque infelizmente a democracia não pode ser imposta à força, sempre que tentaram fazer isso deu nisso.

      Excluir
  22. https://g1.globo.com/politica/noticia/2019/09/26/maioria-no-supremo-vota-a-favor-da-tese-que-pode-levar-a-anulacao-de-sentencas-da-lava-jato.ghtml

    https://www.brasil247.com/regionais/brasilia/gilmar-cita-intercept-e-dispara-contra-lava-jato-passou-todos-os-limites

    🤦🏻‍♂️🤦🏻‍♂️🤦🏻‍♂️

    Na boa, não sei quem é pior, os fariseus da época de Cristo ou esses bandidos de toga, esses fariseus de toga envergonham todos os profissionais do direito minimamente decentes. Mas se eu estou aqui fazendo Faculdade de direito, é porque com certeza absoluta Deus tem um propósito, nós necessitamos de mais profissionais do direito que não apenas professem a fé cristã, mas pratiquem a ética cristã também.

    ResponderExcluir
  23. Lucas tem um video do SEMNOME sobre alguns problemas do CONSERVADORISMO Moderno e de como o conservadorismo nao consegue cumprir o seu objetivo perante os problemas causados pela esquerda:
    https://www.youtube.com/watch?v=Eh9hDyjTyCM

    O vídeo é de uma serie de "AudioBooks" que ele está fazendo do livro "New Right" Michael Malice, que busca analisar a direita moderna que está se formando desde a vitoria do Trump.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só na primeira linha já dá pra ver que ele é contra a democracia e contra a existência do Estado (ou seja, deve ser um ancap ou coisa do tipo). Ele não é contra uma "nova direita" ou contra um "conservadorismo moderno", ele é um radical que se opõe a tudo o que sempre foi entendido como direita e conservadorismo. Eu dou muito mais valor a um Raphael Lima que se assume como um radical do que a um cara desses que acha que radicais são os outros (leia-se: todos os teóricos conservadores desde sempre).

      Excluir
    2. Na verdade lucas, o Malice é bem mais moderado do que parece. De fato, ele se denomina como sendo um "Anarquista de Direita" (por algum motivo ele nao gosta da palavra "Ancap") e filosoficamente se basea nas ideias da Ayn Rand. Porém o foco do livro dele nao é "apontar o dedo" na cara dos outros, de conservadores como nos, e os acusar de serem "radicais".

      Ele busca fazer uma analise "imparcial" sobre os diversos movimentos ditos direitistas que tem surgido nos estados unidos. Ele nao busca defende-los ou condena-los, mas sim procurar pelas as suas origem e apontar em até que pontos eles estão certos e errados.

      O Malice pelos artigos que eu li, parece ser um cara super de boa, assim como o Rafael Lima. Ele inclusive deixa claro que não compactua com o Antissemitismo e as ideologias racistas que tem pervertido muitos dos princípios Libertários dos EUA.

      Inclusive o este livro dele em questão já foi criticado pelo Christopher Cantwell, um ex-Libertário que se tornou um Neo-Nazi nojento, que atacou o Michael por ele ter origens Judaicas.

      Excluir
    3. Creio que vc deveria dar uma chance ao livro dele. Pelo menos assistir o vídeo inteiro que eu te mandei. O SEMNOME está trazendo ele para o português para ajudarmos a fazer um paralelo com a Direita Brasileira que ainda está em formação. Já apreendi muitas coisas sobre a historia da política americana com esses AudioBooks.

      Em alguns momentos o Malice acaba passando algumas idéias Ancaps no meio da narrativa, assim como o Rafael. Isso é meio chato pra quem não curte muito o Libertarianismo, mas a obra ainda tras um conteúdo bastante interessante.

      No capitulo em questão ele argumenta que muitas das pessoas que SE DIZEM ser conservadoras não preservam "os bons costumes" como deveriam. Que na verdade muitos, em longo prazo, se demonstraram ser nada além do que "progressistas moderados". Sendo que estes não se opunham necessariamente as mudanças nocivas que os esquerdistas traziam para sociedade, mas sim com a rapidez que estas eram feitas.

      Um exemplo que podemos citar disto é a Margaret Thater, que se dizia conservadora, mas era favor do aborto. Ou o atual Primeiro Ministro Britânico Boris Jhonson, que foi pintado pela mídia como um sendo de extrema-Direita, contudo este mesmo "extremista" se diz ser a favor do casamento gay.

      Em ambas as situações vemos pessoas que defendem coisas vistas como impensáveis para conservadores clássicos como Burke. Porém a partir de um momento muitos grupos que advogavam em prol do conservadorismo se distanciaram dos seus verdadeiros princípios, dando origem a estas "anomalias" políticas.

      Excluir
    4. De fato, o que é considerado conservadorismo nos partidos europeus é consideravelmente distante do que é considerado conservadorismo aqui. Aqui quando alguém se diz conservador a primeira coisa que vem na cabeça é que se trata de alguém que se opõe ao aborto, que é contra o casamento gay, contra a legalização das drogas e coisas desse tipo. Mas lá o termo tem uma conotação diferente, ser conservador pra eles significa primordialmente manter as instituições tradicionais e os direitos de propriedade. Em lugares como China, Índia, Rússia, África e etc, o conceito de "conservador" existe, mas existe de um modo bem diferente da forma com que nós enxergamos. Cada um tem uma definição própria que faz mais sentido com a história e sociedade deles, embora possa parecer outra coisa que não conservadorismo para nós.

      Excluir
    5. Mas vc que o Borris e a Thater ainda podem ser tidos como conservadores Bonzolao??

      Excluir
    6. Pra mim não. Mas isso porque meu conceito de conservadorismo está atrelado ao modelo de conservadorismo americano (expresso pelos republicanos).

      Excluir
  24. O que você acha, Banzolão? Você que é o rei dos paradoxos kkk:

    "Para ir a um lugar, tens que ir, primeiro, à metade, e depois tens que ir à metade da distância restante, e depois à metade da metade restante, e assim por diante, eternamente. Portanto, movimento é impossível"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parece legítimo. É por isso que eu nunca consegui completar a volta ao mundo, agora tudo faz sentido, meus olhos se abriram.

      Excluir
    2. "É por isso que eu nunca consegui completar a volta ao mundo"

      Minta não, Banzolão. Ouvi falar que você participou desse filme :)

      http://www.adorocinema.com/filmes/filme-46542/

      Excluir
    3. Eu estava cotado a participar desse filme, já tinha assinado contrato e tudo, mas aí me deparei com esse paradoxo intransponível e voltei atrás.

      Excluir
  25. Oi Lucas,
    Amigo, às vezes fico a pensar qual a razão por que nós cristãos nos recusamos a entender/aceitar/reconhecer que a eucaristia (ou ceia) é apenas um gesto simbólico; que não precisamos de nenhum reforço místico ou sobrenatural para cremos no Emanuel - Deus conosco.
    Eliene Oliveira.

    ResponderExcluir
  26. Lucas, tudo bem?

    Existe algum artigo atualizado em que vc tenha tratado sobre o dízimo? Pois descobri que tu pretendia reformular alguns pontos do único artigo que escreveu sobre o tema.

    Se puder me ajudar, tenho algumas dúvidas a respeito:

    1- O dízimo realmente está restrito ao templo? Se não, como o templo se manteria tendo os fiéis destinando seus dízimos a outros propósitos (mesmo que honrosos)? Obs: o que mais é comentado à respeito do dízimo, na congregação ao qual faço parte, é que o mesmo serve a priori para manutenção do templo.

    2- Suponhamos que em dada situação de dificuldade, como por exemplo uma enfermidade, certo irmão necessite abdicar de pagar o dízimo pra comprar os remédios pra o tratamento. Ele faz certo em assim faze-lo, ou não há nada que justifique sua decisão? Alguns nessa situação, afirmam que a fé deve prevalecer sobre a enfermidade, e assim, mesmo nessa situação, ele deverá continuar depositando o dízimo na casa do Senhor como uma expressão sobretudo de confiança em Deus. O que vc acha?

    Vlw Lucas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!

      1) Não se restringe ao templo. O "dízimo" do NT nós damos a Jesus, não a um templo religioso (Hb 7:8). E Jesus disse que "quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes" (Mt 25:40). Lógico que não tem nada de errado em dizimar numa igreja, afinal a priori o dízimo serviria para manter o trabalho missionário que é de suma importância, mas não existe base bíblica para limitar o dízimo somente a isso. Até mesmo o dízimo do AT servia para manter os órfãos, as viúvas e os necessitados (além dos levitas), não era só pra manter o templo. Mas se metade dos irmãos de uma igreja dizimarem no templo, já seria mais do que o suficiente para manter qualquer templo e as pessoas que trabalham ali (só não seria o bastante para enriquecer um pastor, o que infelizmente acaba sendo o propósito maior do dízimo de muitas comunidades, especialmente dessas que só falam de dinheiro).

      2) Ele fez totalmente certo, seria imoral tirar a comida ou o remédio dos filhos para dar a uma igreja. Na igreja primitiva, o propósito maior das contribuições (de todo mundo) era justamente o de prover os mais pobres, por isso não havia pobres entre eles (é só ler Atos 4:34-35), mas hoje em dia usa-se o dízimo e as ofertas para encher os bolsos dos pastores, os quais acumulam tudo para si apenas, o que é absurdo e revoltante. Como poucas igrejas modernas ajudam os pobres da igreja com a verba que recebem, é justo que os pobres dessas igrejas não contribuam também. Quem está deixando de cumprir seu dever não são essas pessoas mais necessitadas que mal tem o que comer, mas justamente a igreja que negligencia seu dever maior para com elas. Infelizmente todo o propósito do dízimo e das ofertas foi completamente transtornado nos dias de hoje, o que vemos atualmente não chega nem perto do que era praticado pelos primeiros cristãos.

      Excluir
    2. Lucas, sobre o assunto dízimo o que eu faço é ajudar financeiramente obras sociais da igreja e me dou como satisfeito.
      O que você acha?

      Excluir
  27. https://exame.abril.com.br/brasil/rodrigo-janot-sacode-o-pais-ao-confessar-que-planejou-matar-gilmar-mendes/

    Na boa, que o Gilmar Mendes é um Palhaço isso é inegável, mas mesmo eu (e praticamente todos os brasileiros) odiando aquele cara, ainda sim, matar alguém é um ato repudiável (Êxodo 20;13). Isso que o Ex-PGR fez foi uma atitude anti ética e imoral, além de ser uma coisa que não se deve de modo algum vir de um profissional do direito (ainda mais de alguém que se diz, Doutor da Lei), isso foi uma grande falta de decoro.

    Ps: Não estou defendendo o Gilmar, mas sinceramente falando, resolver as coisas na bala não é o caminho ideal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu concordo que resolver na bala não é o certo, mas ele não tomou atitude nenhuma, ele só disse que teve vontade de agir assim depois que o Gilmar ofendeu a filha dele (e convenhamos, todo mundo já deve ter tido vontade de matar o Gilmar em um momento ou outro).

      Excluir
  28. Comente (se possível, de ponto em ponto):

    https://www.ipsantoamaro.com.br/Artigos/30-razoes-por-que-mulheres-nao-devem-pregar-em-cultos-publicos.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito longo pra comentar um por um, mas em breve farei um artigo sobre isso.

      Excluir
  29. https://www.youtube.com/watch?v=QOxsEhgFkN8 rock in rio gospel, tá dentro ou tá fora? Perguntando sério agora, como explicar para um descrente esse tipo de coisa? O que dizer quanto nos questionam a respeito disso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já disse várias vezes o que eu acho desse tipo de manifestação, e pra ser sincero, não acho que haja palavras para explicar a um descrente esse tipo de coisa. Se até eu que nasci em berço evangélico e pentecostal fico escandalizado até hoje ao ver esse tipo de coisa, imagine um descrente que nem sabe que isso aí existe. Nós não temos que "explicar" nada a um descrente, devemos apenas recomendar uma outra igreja e orar para que ele já não tenha se escandalizado o suficiente para ficar longe de crentes pelo resto da vida.

      Excluir
  30. Lucas:

    https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/2019/09/does-matthew-2531-46-parable-of-sheep.html

    https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/2019/09/a-commentary-on-deliverance-ministries.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Where do I sign below? I liked the texts :)

      Excluir
    2. "Sign below" is a way of saying that you agree with each word of the text (same as when someone signs a contract).

      Excluir
  31. Lucas, chegará um tempo, que haverá monstros habitando sobre a terra!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A julgar pelo comportamento de alguns, acho que já chegou.

      Excluir
    2. Concordo plenamente Lucas. Não podemos esquecer no entanto, que não existem apenas monstros bons, existem tambem os monstros do mal.

      Excluir
  32. https://revistas.unasp.edu.br/kerygma/article/download/159/158/ esse artigo trata sobre O DOMÍNIO DA MENTE NO CRISTIANISMO ATRAVÉS DA MÚSICA . Poderia dar uma olhada e dizer o que acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não tenho qualquer conhecimento sobre os efeitos que a música pode causar no cérebro humano, mas se a música pode ajudar a tocar no coração de alguém e colocá-lo num estado de adoração ou arrependimento, eu acho totalmente válido. Culpar os "efeitos da música" pelo impacto causado nas pessoas é como culpar um pregador por ser persuasivo demais ou por ser um grande orador (como se Deus só pudesse agir de fato através de músicas e pregadores ruins).

      Excluir
  33. Já li uns 3 livros sobre parábolas e cada vez que leio alguém sempre dá uma interpretação que depois advoga como sendo a mais correta contextualmente e semanticamente, alegando que o ponto de vista da pessoa que interpreta é mais claro do que qualquer coisa e por aí vai. Mas ví um vídeo na net que considera um ponto de vista - novo ponto de vista, pra variar - sobre dois avisos que Jesus alertou. A parábola das dez virgens em Mateus 25 e o trecho de Mateus 24:39-42, sobre "havendo dois no campo, um será tomado, outro deixado..." há uma questão de proporção nesses dois trechos, 50% tomado e 50% deixado para trás. Lucas 17 retoma esse ponto, adicionando ainda a questão que dois estão na cama... se fosse pra ser algo restrito, Jesus poderia ter dito: das 10 virgens, 3 era prudentes e 7 néscias.. aí dariam atenção na proporção, mas como é metade-metade, isso fica meio que deixado de lado. Mas ela continua lá... essa proporção de salvos e condenados é pra ser levado ao pé da letra? Eu ainda que 50% de salvos entre quem se diz crente será muito, vai ser muito menos acho... mas só Deus sabe...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem nada a ver com proporção de salvos e condenados, senão Jesus não teria dito que a porta da salvação é estreita e POUCOS entram por ela, enquanto a porta da perdição é larga e MUITOS entram por ela (Mt 7:13). Essas parábolas que Jesus contou tem como propósito ressaltar que uma parte será salva e outra parte não será, por isso cortam "meio a meio", e não que literalmente 50% será salvo e 50% se perderá, as parábolas não tinham como propósito dizer quantos serão salvos mas sim que há dois caminhos.

      Excluir
  34. http://www.orvalho.com/ministerio/estudos-biblicos/a-familia-em-nossa-escala-de-valores/ família antes de igreja ou igreja antes de família?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com o Subirá. Família vem antes da igreja, e Deus vem antes de tudo.

      Excluir
  35. Lucas, gostaria de compartilhar um artigo muito interessante que encontrei sobre protestantismo e desenvolvimento e gostaria que você conferisse. Veja um trecho:

    O DESENVOLVIMENTO NACIONAL ATRAVÉS DO PROTESTANTISMO

    Laveleye (1985) é mais enfático ao tratar essa questão; para ele, é perceptível que a ética protestante favorece o desenvolvimento das nações. Um dos fatores que explica essa relação é a ênfase ao nível de instrução prestado pelos protestantes. Esse processo também pode ser um reflexo da forma de condução do culto protestante, que tem por base a Bíblia e fomenta o hábito da leitura. Por outro lado, o culto católico é fundamentado nos sacramentos e em práticas tais como a confissão, a missa, o sermão; práticas que não exigem leitura. Saber ler, portanto, não é necessário e foi por muito tempo considerado como um caminho que conduz à heresia (Laveleye 1985).

    Os resultados da reforma protestante apareceram por meio da elevação do nível de alfabetização e do número de candidatos para a educação avançada, assim como da continuidade da alfabetização entre as gerações, pois as mães também deveriam ser alfabetizadas. Desse modo, de acordo com McCleary (2011), os protestantes foram motivados a se tornar alfabetizados porque a salvação não viria pela intercessão de um sacerdote, mas através da compreensão da palavra escrita por Deus na Bíblia. Além disso, a cultura protestante foi disseminada em diversos países, uma vez que os missionários protestantes promoveram a divulgação em massa de materiais escritos para fins de proselitismo e conversão.

    Desse modo, o protestantismo ofereceu caminhos alternativos e menos dispendiosos para a salvação, porque o crente era salvo pela fé, interpretada como um dom de Deus, e a salvação pessoal não veio da igreja institucional, mas diretamente da graça de Deus.

    (...)

    Ao verificar questões ligadas à Reforma Protestante, Michellon, Santos e Suzuki (2012) constataram a veracidade da hipótese de que os povos e nações influenciados pela Reforma Protestante, ou que adotaram o protestantismo como base religiosa, SÃO HOJE OS MAIS DESENVOLVIDOS DO MUNDO.

    BERNADELLI, Luan Vinícius. MICHELLON, Eduardo; O Impacto da Religião no Crescimento Econômico: Uma Análise Empírica para o Brasil em 1991, 2000 e 2010

    http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-41612018000300489

    Achei interessante pois ele relaciona não apenas o protestantismo tradicional na Europa, como muitos já fizeram, mas também o pentecostal no Brasil e mostra seus efeitos, mesmo que não tenham passado por uma transformação cultural semelhante aos primeiros países que adotaram a Reforma.

    Uma pergunta, quando sair ao volume 2 do livro dos 500 anos da Reforma? Estou aguardando ansiosamente desde o ano passado e esperava que saísse ainda em 2019, ocorreu algum problema?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por compartilhar esse trecho aqui, será útil para o terceiro volume (que abordará a questão da educação, analfabetismo e afins). O segundo volume eu ainda estou escrevendo, estou no começo do último capítulo (mas ainda falta a conclusão e pelo menos duas revisões em todo o livro), está com 633 páginas neste momento. Deve ficar pronto no final de novembro ou início de dezembro (se tudo der certo e nada der errado xD).

      Excluir
    2. Fico feliz em ajudar, sou muito interessado nesse assunto e estou sempre pesquisando mais. Que bom, assim que lançar vou baixar para ler, com certeza estará tão bom quanto o primeiro. Valeu!

      Excluir
  36. Andei olhando umas coisas na Internet e imagino que na época de Jesus, a liderança no judaísmo se desesperou quando Jesus veio porque Jesus ensinou acesso direto a Deus por meio de oração, perdão de pecado e tudo mais, inclusive em João há o relato de Jesus conversando com um rapaz que ele havia curado, aconselhando que a pessoa não pecasse mais para que algo de pior não acontecesse com ela. Logo, a questão da liderança ficou em segundo plano, porque eles tornavam as pessoas "duas vezes mais filhos do inferno". Não é toda a liderança que negou Jesus, Nicodemus foi um exemplo claro da aceitação de Jesus como Messias e Salvador. Uma coisa que percebi era que alguns judeus se negavam a confessar Jesus como Salvador porque temiam serem expulsos das sinagogas (que havia nas cidades) mas vemos que os discípulos se reuniam no templo, que era como um instituição pública e nacional, então o trânsito ali não poderia ser oficialmente impedido (Pedro realizou milagre lá). Impedido seria por turba popular, pois como judeus que eram tinham o direito de lá estar, mas o controle nas sinagogas era mais local e incisivo e realmente eram expulsos, porque isso que acabaram se reunindo em casas logo adiante, conforme lemos. Conversando com um amigo, ele se recusou a continuar indo para a antiga igreja que ele ia por n motivos, tanto relacionado com o comportamento individual do pastor, comportamento coletivo, consentimento com o que ele chama de pecado. As pessoas se comportam mal. Ele acabou saindo da igreja e depois, com o tempo, encontrei uma irmã que queria saber porque meu amigo saiu e disse que não falaria nada porque tinham o telefone dele pra perguntar direto pra ele e agora eu recebi pecha de pecador a ponto de ser "repreendido em público" durante o culto, porque eu deveria ser fiel antes à igreja do que à meu amigo. Resolvi parar de ir também porque eu não gostei o que mais me doeu foi a igreja toda consentir com isso, sempre tive o pensamento que se Satanás quiser passear na igreja é mais fácil ele entrar pelo pastor do que por ovelha. Isso já tem uns 5 meses. O que me incomoda é que não ando conseguindo me concentrar com o trabalho e com os estudos, fiquei com muita raiva mesmo não só por causa do que aconteceu comigo e com ele mas porque as pessoas que agem dessa forma se declaram como cristãos. Que amor em Cristo é esse que eles manifestam? Foi pra isso que Jesus morreu na cruz, para as pessoas que acreditarem nele se comportar desse jeito? Como resolvi sair da igreja, agora meu cuidado é redobrado porque se eu cometer algum vacilo ou algum pecado ou tribulação vier sobre minha vida vão dizer que "foi porque saí da igreja". É justo isso? Fica parecendo que só se pode sair da igreja se for expulso. Se for por questão de consciência, é pecado? É pecado isso? Como faço para seguir em frente e deixar as pessoas e o que aconteceu no esquecimento? Vira e meche me pego pensando no assunto e a raiva vem constantemente. Fico com a impressão de que crentes são pessoas que te gemem e choram de dor enquanto te esfaqueiam, e tudo no nome de Cristo, ninguém invoca Satanás para fazer isso. O que realmente eu gostaria de fazer é deixar tudo para trás e seguir em frente mas minha mente parece que tá presa a esse tipo de coisa, tenho orado bastante. Tem algum conselho?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você agiu certo, tanto em relação ao seu amigo quanto em ter saído dessa igreja. Recomendo que busque uma igreja mais sóbria e sadia, pois ficar sem congregar em lugar nenhum não é o ideal. Mas não adianta trocar seis por meia dúzia; busque uma igreja que tenha uma visão diferente dessa em que você estava.

      Excluir
  37. Pergunta de Geografia: o Censo 2020, conforme o questionario que dá pra ver aqui: https://www.ibge.gov.br/media/com_mediaibge/arquivos/ba7ebcb8ad1eb3d4d1e103c9033d5404.pdf não irá perguntar uma coisinha básica para nós, no sentido crítico, conforme vemos aqui: https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/08/05/o-que-revelavam-sobre-os-brasileiros-as-perguntas-que-serao-cortadas-do-censo-2020-do-ibge.ghtml no de 2010 tava claro que o número de evangélicos ia passar do de católicos e o Brasil seria declarado agora em 202 oficialmente um país evangélico, mas foi postergado. Há alguma cospiração nisso ou to viajando na maionese? Concordei com a reportagem, menos perguntas dificulta a compreensão em profundidade do que realmente somos, se for pra fazer um censo a cada 10 anos, então que se faça um bem feito, tem dinheiro público nisso... mas enfim, o que achas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sacanagem mesmo. Não me admira isso tendo em vista que as estimativas mais recentes (feitas por outros institutos de pesquisa) já davam que os católicos eram menos de 50% na sociedade (algo que eles odiariam que fosse confirmado pelos novos dados do IBGE, já que querem passar a impressão de que ainda tem um amplo domínio na sociedade, o que já não tem há muito tempo). Esperamos dez anos para isso ser confirmado pelo IBGE, e agora um governo que segue cegamente o Olavo faz uma coisa dessas, SEM NENHUMA RAZÃO, não faz porque não tem interesse em fazer. A cada dia que passa me decepciono mais com esse governo (ou melhor, com esse desgoverno). Espero que 2022 chegue logo e que tenhamos opções melhores.

      Excluir
  38. Banzoli, qual é a melhor versão bíblica do inglês moderno (claro, se você compreender o inglês escrito kkkk)?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não gosto de ler a Bíblia em outros idiomas. Até leio livros em outros idiomas, mas em se tratando de Bíblia prefiro ler em português mesmo (acho que para não perder nenhum detalhe e deixar a leitura mais fluída).

      Excluir
  39. Continuando agora, em Geografia and História, olha esse resumão: https://www.youtube.com/watch?v=aXvB_SJlsu8 os gráficos que o cara fez ajuda a entender.

    ResponderExcluir
  40. Lucas, eu tenho uma dúvida acerca da salvação e gostaria que você me respondesse:

    Como era a salvação antes da morte de Cristo na cruz? Como os judeus se salvavam se não havia um mediador para levá-los a Deus (tal como Cristo nos dias atuais)? Havia Salvação antes do sacrifício vicário de Cristo na cruz? Todos estavam condenados à morte eterna?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucas, Perdoe a intromissão.
      Pelo que eu sei nós somos salvos pela fé no que Cristo fez.
      Antes de Cristo,
      A salvação era/foi na fé no que Cristo faria.
      Correto?

      Excluir
    2. Olá, permitam me intrometer também, kk

      Acho que a salvação é exclusivamente pela graça desde sempre. Somos salvos na fé de que Ele veio, e os que existiram antes de Cristo foram salvos na fé de que Ele viria. A própria criação do mundo já é um ato de graça em si, pois o universo foi tirado do nada, e tudo por amor.

      Deus não criou o mal, nem nunca o desejou, mas Ele sabia dessa possibilidade devido a liberdade que nos deu. Sendo assim, conhecendo todas as possibilidades, e sabendo dos riscos, Ele entregou a si mesmo logo na criação, a criação já é graça. Por isso que Pedro diz em uma de suas cartas que o cordeiro já tinha sido imolado antes da fundação do mundo.

      O pecado entrou na humanidade e Deus por misericórdia colocou o plano de salvação em ação, a vinda do messias. Isso não foi pensado em cima da hora, Deus não disse pra Ele mesmo: 'ai meu Deus, eles erraram, o que eu faço?' Óbvio que não, Ele já conhecia esse risco, e já tinha em Seu coração a solução:graça. Deus tem o dom miraculoso de tirar bênçãos até mesmo de coisas indesejadas, Ele é Deus. E maravilhosamente convergiu vida e morte em ressureição. Ele fez isso por meio da vinda de Jesus, que foi a realização e a concretização visível, aqui no espaço-tempo, do que já estava feito em Seu coração.

      Paulo aborda isso em Colossenses, ele fala do 'segredo de Deus'. Esse segredo é a graça, que sempre esteve aí, ela estava escondida de todos nós, mas teve sua revelação visível em Cristo. A salvação é sempre pela graça, a vida é graça, a existência é graça. Nada existe por si só, tudo existe Nele, e Ele É.

      Os judeus tinham a lei que era dura como o coração dos homens, ela apontava pecado, mas a salvação de fato, sempre foi fé.

      Excluir
    3. Com respostas tão boas assim até me dispensa a necessidade de responder; resta-me apenas subscrever as palavras do meu xará :)

      Excluir
    4. Muitíssimo obrigado por me responder Lucass, sua resposta realmente me foi de grande importância, abraços irmão. A paz

      Excluir
  41. Além disso, gostaria também que você comentasse sobre este caso:

    https://www.youtube.com/watch?v=8Jxw40U2SMM

    https://www.youtube.com/watch?v=V_Dr09kir9o

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ninguém aqui apoia a morte da menina e se essa bala veio mesmo de um policial isso é lamentável, condenável e deve ser apurado. Mas o que precisa ser dito é que a política "linha-dura" do Witzel no geral tem surtido efeitos mais positivos do que negativos, o índice de homicídios tem caído nas periferias do Rio de Janeiro em relação ao período anterior. Só que acaba sendo muito mais fácil apontar casos como esse (de uma criança supostamente baleada e morta por um policial que errou um tiro) do que apontar os muitos outros casos bem mais numerosos de pessoas que seriam mortas por criminosos se não fosse pela ação policial.

      Excluir
    2. Verdade, sou do RJ e moro na Baixada Fluminese, e realmente desde que o nosso governador Wilson Witzel implementou essa nova política de tolerância zero com o crime, houve uma queda significativa nas taxas de criminalidade (principalmente em se tratando de crimes violentos), porém, houve um aumento do número de policiais mortos em confrontos com os marginais, mas infelizmente esse é também o preço que se paga para ter taxas de criminalidade menor. Sinceramente falando, espero que um dia o Tráfico e o crime sejam erradicados do RJ. Sem deixar de mencionar que mesmo as Taxas de criminalidade caindo muito aqui, a imprensa sempre bate no governador e sempre que acontece uma tragédia dessa aqui no meu estado, a esquerda (principalmente o PSOL) vem e faz um auê como esse aí. Mas mesmo assim, te digo com toda a minha autoridade de cidadão fluminense que aqui, no RJ a grande maioria da população apoia o Governador e a Política dele de Tolerância Zero com o Crime.

      Excluir
  42. Também gostaria que você comentasse esses vídeos que o Meteoro fez a respeito do Procurador Deltan Dallangnol e do Ministro Sérgio Moro:

    https://www.youtube.com/watch?v=2N61sa_lv6c

    https://www.youtube.com/watch?v=tQJ1FJEVpkU

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você já tinha me passado o vídeo do Moro neste comentário:

      http://www.lucasbanzoli.com/2019/06/dez-motivos-que-me-tornaram-um.html?showComment=1560201871148#c3513538245621441685

      O meu comentário sobre o caso em questão eu fiz aqui:

      http://www.lucasbanzoli.com/2019/06/dez-motivos-que-me-tornaram-um.html?showComment=1560268255454#c1739444262970624601

      Excluir
    2. Até tinha me esquecido disso, obrigado por me lembrar (vida de universitário sempre cheia de coisas pra estudar e fazer trabalhos, com certeza você conhece a minha realidade).

      Excluir
  43. Pergunta de Geografia Ambiental agora, sob a ótica cristã: https://www.gospelprime.com.br/igreja-da-suecia-greta-thunberg-sucessora-de-jesus/ será que ela vai escrever algum tipo de doutrina, ou então escreverão sobre ela? Até agora não vi um vídeo dela citando Jesus Cristo mas vou procurar... :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na boa, essa fixação pela Greta Thunberg já virou uma psicose coletiva, por onde eu entro só falam dessa moça, nunca vi alguém se tornar tão popular em tão pouco tempo, está mais pra candidata a anticristo do que pra sucessora de Jesus Cristo 😆

      Excluir
    2. Ainda dentro dessa histeria, esse canal traduziu um vídeo do Paul Watson explicando o qual fora de prumo está essa coisa em torno do discurso da Greta mas as pessoas são bem hipócritas. É verdade quando ele diz que o Príncipe Harry e a esposa dele fizeram votos de ter somente dois filhos para salvar o planeta mas viajam pra kct de avião particular, emitindo milhões de toneladas de carbono por aí. Sem lógica isso. https://www.youtube.com/watch?v=gOQwULGBx14 esse é o vídeo.

      Excluir
    3. Gostei do vídeo todo, mas especialmente da parte em que ele diz: "Greta é apenas um escudo humano para a verdadeira agenda das pessoas que puxam suas cordas. Neo-feudalismo disfarçado de ambientalismo". Descrição PERFEITA!

      Excluir
  44. Hello Lucas,

    Here are a few excerpts from that book titled By Faith Alone:

    https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/search?q=By+Faith+Alone%3A+Answering+the+Challenges+to+the+Doctrine+of+Justification

    Of course, the authors devote some time to some Arminians who apparently reject penal substitution, imputed righteousness, etc...I detest how they lump us into one category, as if non-Calvinists are united under some creed or confession of faith.

    Of course, I am not an enemy of the concepts the authors strive to defend. Apart from that, the book is a worthwhile read.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sounds like a good book, really. About the Arminians, of whom I know, all accept penal substitution and imputed righteousness, it surprises me that they are classified as denying this doctrine.

      Excluir
  45. Lucas, o que você acha dessa discussão? Você já conhecia esse tal de Rui Batista? O cara não desiste nunca kk:

    https://www.facebook.com/maurogarcia.ramiro/posts/514932192666408?comment_id=521336948692599&reply_comment_id=527069731452654&notif_id=1570188358692180&notif_t=mentions_comment

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem gente que parece que fez graduação em chatice, pós-graduação em teimosia, mestrado em obstinação e doutorado em pirraça. Depois desse comentário aí que você linkou, o cara já postou mais uns 500 comentários, haja a paciência... é aquela típica estratégia de ganhar um debate por falar por último.

      Excluir
  46. Hoje é sexta-feira, precisamos rir um pouco. Esse site The Babylon Bee é conhecido por ser uma sátira a respeito de tudo: política, religião, educação, tudo, e tem que ter um bom intelecto pra entender a piada por trás dos posts algumas vezes. Dá uma olhada nesse e tenta não rir: https://babylonbee.com/news/animal-control-corrals-cage-stage-calvinist-biting-incident/ akkakakakakka bom final de semana.

    ResponderExcluir
  47. Banzolão complementando uma pergunta que eu tinha feito no outro post,por que vc acha que a Globo,que sempre odiou os evangélicos produziu um filme sobre a Flordelis?Se bem que eu lembro que eles durante um tempo tentaram se aproximar dos evangélicos,chegaram a transmitir o Festival Promessas

    Vc assistiu ao filme?https://www.youtube.com/watch?v=AJnttH1k6Rw

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vi o filme (e nem tenho pretensão de ver, ainda mais depois de tudo isso) e também não sei por que a Globo fez um filme sobre ela.

      Excluir
    2. Lucas, como que a Globo se tornou tao progressista? Pelo oq eu saiba ela até que era um pouco "conservadora" na época do Roberto Marinho.

      Excluir
    3. Pra ser sincero eu não sei, mas depois da morte do Roberto Marinho a coisa desandou de uma vez, acho que quem ocupou o lugar é um esquerdista de carteirinha, só isso explica.

      Excluir
  48. Banzolão e pq vc acha que as igrejas pentecostais e neopentecostais crescem mais que as igrejas históricas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso explica muita coisa:

      http://pulpitocristao.com/wp-content/uploads/2017/08/Granconato-Favela1.jpg

      Excluir
  49. Banzolão e vc acredita que o Brasil poderá em breve passar os EUA e se tornar o maior país protestante do mundo?Se sim acreditas que isso trará benefícios ao nosso país?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A tendência é que sim, mas ainda vai levar algumas décadas. Se isso trará benefícios, vai depender do tipo de protestantismo que vai prevalecer. Se for um tipo Macedo/Valdemiro, não consigo enxergar vantagem alguma.

      Excluir
  50. O que achas Banzolão? https://theintercept.com/2019/10/02/bolsonaro-copia-a-direita-chavez/

    ResponderExcluir
  51. O que achas desse texto Banzolão?https://medium.com/@ericbalbinodeabreu/quando-a-direita-perdeu-sua-humanidade-7c5f55d3c67e

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comentei sobre este caso aqui:

      http://www.lucasbanzoli.com/2019/09/vinte-razoes-para-rejeitar.html?showComment=1570135992154#c2950168814652074697

      Excluir
  52. https://medium.com/@ericbalbinodeabreu/olavo-quer-um-leninismo-para-chamar-de-seu-719c03feb2ef Achei interessante esse texto Banzolão,que afirma que o astrolavo tenta aplicar os métodos de Lenin para a direita.Eu ando chateado pq acredito que enquanto esse governo estiver submetido ao astrolavo não iremos crescer economicamente,acredito que apesar de termos o Paulo Guedes,um liberal no ministério da economia ele está sendo totalmente ofuscado pelos olavistas,vc acredita que teremos chance de elegermos alguém de uma direita mais racional em 2022?Quem sabe alguém do Partido Novo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Provavelmente em 2022 teremos um Ciro Gomes no poder e voltaremos à estaca zero novamente. Brasil é isso mesmo.

      Excluir
  53. No outro post eu falava da insanidade do bolsonarismo,esse outro artigo do Eric Balbinus de Abreu,que é membro do MBL,que inclusive já se afastou do governo,ele afirma que a loucura do bolsonarismo é método,as muitas declarações irracionais são planejadas,concordas? https://medium.com/@ericbalbinodeabreu/a-loucura-como-m%C3%A9todo-do-bolsonarismo-d07a6463fc8a

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez seja isso mesmo. Eu me lembro que na segunda vez que o Bolsonaro ofendeu a Maria do Rosário (uns dez anos depois daquele episódio em que ele foi ofendido primeiro), ele disse que falou de propósito porque precisava voltar a aparecer na mídia e só esse tipo de coisa daria a publicidade necessária. Só que não faz sentido um presidente da república precisar continuar chamando a atenção desse jeito infantil, quanto menos um presidente aparecer melhor para ele, então ou ele é um péssimo estrategista ou ele é desse jeito mesmo.

      Excluir
  54. https://www.youtube.com/watch?v=-rJSTT9_vBU Soube disso Banzolão?O Nando Moura continua sendo alvo do bolsolavismo,por querer pensar diferente da seita,o próprio Bolsonaro o atacou em uma live

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não diria que o Bolsonaro "o atacou", ele apenas fez uma crítica pontual (na verdade se defendeu de uma crítica do Nando), fazendo questão de ressaltar que ainda o admira (não vejo como isso possa ser classificado como um "ataque"). Mas de fato, a relação dos dois já não é mais a mesma dos "bons e velhos tempos", e tende a se desgastar mais.

      Excluir
  55. O Nando Moura foi firme na resposta ao Bolsonaro,não me pareceu voltar atrás nas críticas https://www.youtube.com/watch?v=nAvEN0NyHmY

    ResponderExcluir
  56. https://www.youtube.com/watch?v=bha-D8weIbY O que achas desse vídeo Banzolão?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato, sempre que um político de um lado faz um trabalho ruim e é desaprovado pela maioria da sociedade, ele acaba trabalhando pro outro lado, na prática. Inclusive foi assim que a direita chegou ao poder nesta década, não apenas no Brasil mas em quase toda a América do Sul.

      Excluir
  57. https://www.youtube.com/watch?v=qltoyfAJaMI O que achas desse vídeo Banzolão?

    ResponderExcluir
  58. Hi Lucas,

    Do you think that 2 Peter 2:8 could be used as an indirect argument to support the doctrine of Christ's imputed righteousness?:

    Lot's righteousness is certainly not displayed in the experiential kind. He in the Genesis narrative is not said to be a practically righteous man, so the emphasis on him being "righteous" most naturally would mean a status he has in God.The "righteous" status of Lot can only be explained in that way, since his character is never exemplified as righteous (except in the smaller detail of reproving the mob in Genesis 19).  

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. I think so, but it is rather indirect evidence, in my opinion it is better to use the clearer texts at all.

      Excluir
  59. O que achas desse vídeo Banzolão? https://www.youtube.com/watch?v=C7M2FpcPcrg

    ResponderExcluir
  60. Olha deu até pena dos parisienses:

    https://www.youtube.com/watch?v=Q3BUcILSRAQ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pobres parisienses. Agora eu entendo por que o Neymar não quer jogar lá :D

      Excluir
  61. Comente:

    https://www.youtube.com/watch?v=QsEskxQ4C4c

    https://www.youtube.com/watch?v=AbHZz3SaNg4

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As definições de jumentice foram atualizadas com esses vídeos (especialmente com o segundo). Você deve ser bem ativo na Deep Web pra ter acesso a esse tipo de conteúdo aí.

      Excluir
  62. Assista a esse vídeo com certeza absoluta você vai gostar (e ainda vem com uma surpresinha no final, que é a cereja do bolo):

    https://www.youtube.com/watch?v=0DdJVUI5U5A

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom mesmo. O Nerdologia costuma ser um dos poucos canais que apresenta a história de forma séria e imparcial (e não com aquele propagandismo barato de militância que vemos por aí).

      Excluir
  63. Avalie essa maluquice que tão inventando sobre o Mises:

    http://unsullivre.blogspot.com/2019/02/o-pensamento-racialista-de-ludwig-von.html?m=1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que nojento esse blog cara, os caras são mesmo neo-nazistas misturado com libertários/ancaps.

      Excluir
    2. Eu vi que tem um livro chamado "White, Right, and Libertarian "que tem com prólogo o Hans Hermann Hoppe, o criador da ética libertária. Ou seja, pelo visto não é nada impossível essa "colab" de neo-nazista e ancap. Eu sei que o Mises era judeu, e me pareceram foram do contextos as frases, já outros autores libertários como Hoppe e o Rothbard são verdadeiros monstros, o Hoppe por ser racista e homofóbico, ele disse que gays devem ser removidos fisicamente dos lugares, e o Rothbard por defender uma tese "ética" de que pais podem praticar o abandono parental se quiserem já que não são obrigados a cuidar dos seus filhos.

      Excluir
    3. Repugnante mesmo, esse tipo de site deveria ser removido da internet. Sobre as supostas citações do Mises, só duas são referenciadas e mesmo assim são referenciadas errado (sem o título do livro em que ele teria escrito isso), o resto nem referência tem. Difícil levar a sério (ainda mais vindo de um site declaradamente nazista).

      Excluir
  64. Banzolão, qual o filme preferido dos calvinistas? :)

    ResponderExcluir
  65. O curioso seria o seguinte: Se o sangue já está presente na hóstia,pq o padre comunga do pão e do vinho ??? Nao seria apenas a hóstia suficiente para o padre , assim como é para as demais pessoas??? ( CLÉBER )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em se tratando de doutrina católica, a última coisa que devemos fazer é buscar alguma lógica.

      Excluir
  66. Hi Lucas,

    I was wondering what you thought of my treatment of James 2:24:

    https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/2018/02/are-we-justified-by-faith-and-works.html

    ResponderExcluir
  67. Banzolao eu li o livro de Flávio Josefo"História dos Hebreus",é excelente,no entanto ele afirma que o faraó da época do Êxodo é Ramses II,mas as maiores evidências apontam para Amenhotep II,tanto pela data em que ele reinou,lembro que vc já escreveu um artigo mostrando os motivos para que seja ele,o Rodrigo Silva também aponta para Amenhotep II mostrando inclusive que ele morreu afogado no Mar Vermelho e os egipicos enterraram outro cara no lugar dele,para não deixar o túmulo sem "faraó",mas por que achas que Josefo,o maior historiador judeu escreveu que foi Ramses II?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mais um caso de tradição que se desgastou com o tempo e se corrompeu, tornando-se apenas uma suposição (e neste caso, uma suposição muito falsa).

      Excluir
  68. Banzolao caso a crise econômica brasileira persista vc pensa em morar no exterior?

    ResponderExcluir
  69. Encontrei o site desses malucos em uma das discussões em artigos passados.
    Esses caras estão até querendo distorcer o Cristianismo.

    Da uma olhada nesses artigos:

    http://unsullivre.blogspot.com/2018/07/as-duas-faces-de-cristo-o-falso-o.html

    http://unsullivre.blogspot.com/2017/11/jesus-era-ariano.html

    http://unsullivre.blogspot.com/2017/06/jesus-cristo-era-semita-ou-ariano.html

    http://unsullivre.blogspot.com/2018/01/balder-jesus-cristo-no-paganismo-nordico.html

    http://unsullivre.blogspot.com/2017/11/paganismo-ou-cristianismo.html

    http://unsullivre.blogspot.com/2018/07/cristianismo-positivo-parte-v-deutsche.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que um nazista assumido tem a ensinar sobre o Cristianismo? É o tipo de coisa que não vale a pena nem perder tempo lendo. O pouco que eu vi já foi o bastante pra ver o nível que chegam, algo deplorável.

      Excluir
  70. Banzolao eu sei que você não é calvinista,mas vc concorda com o argumento teológico de que todos nós temos natureza pecaminosa e merecemos o inferno e que se Deus escolhe salvar uns é por pura misericórdia, graça imerecida?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com tudo o que disse exceto a parte de "Deus escolhe salvar uns".

      Excluir
  71. Comente:

    Hermes C. Fernandes
    10 h ·
    Calvinismo: Deus pode salvar a todos, mas não quer. Seria Ele todo-poderoso, mas não todo-amoroso?

    Arminianismo: Deus quer salvar a todos, mas não pode. Seria Ele todo-amoroso, mas não todo-poderoso?

    Em Jesus encontro um Deus que tanto pode, quanto quer salvar a todos. Ora, se Ele pode e quer, o que o impediria?

    “Operando Deus, quem impedirá?”

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não se trata de Deus "não poder", mas sim dele respeitar o livre-arbítrio que ele próprio nos concedeu (de outro modo, não teria nem concedido).

      Excluir
  72. Hermes C. Fernandes
    7 de outubro às 07:54 ·
    Esperando ansiosamente a live do Silas Malafaia vociferando contra a pouca vergonha do Senor Abravanel, vulgo (ou seria “vulgar”?) Silvio Santos. Cadê os defensores das crianças e da família brasileira? Aonde foram parar os paladinos da moral e dos bons costumes? Hipócritas! Servos de Mamon! Sua ganância e conivência depõem contra vocês.

    Pior que o Hermes C Fernandes tem razão nisso Banzolão,nem o Malafaia,nem nenhum líder evangélico que se diz conservador criticou o Silvio Santos por promover desfiles de miss com meninas de 10 anos,erotizando crianças,avaliando o corpo e ainda perguntou para uma das meninas,se ela gostava e ainda perguntou para uma delas se ela prefere sexo,poder ou dinheiro, https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/diversao-e-arte/2019/10/07/interna_diversao_arte,795440/silvio-santos-criticado-por-perguntar-sexo-poder-ou-dinheiro-a-crianca.shtml ,eles só criticam quando é a Globo que erotiza crianças,quando são homossexuais que têm essa atitude,soa hipócrita não falarem nada do Silvio Santos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O curioso é que o próprio Hermes não condenou a postura do Sílvio, condenou apenas os pastores evangélicos conservadores por não terem o condenado (e sabemos bem o porquê).

      Excluir
  73. O artigo chegou aos 200 comments e por isso a caixa de comentários daqui será fechada. Quem quiser postar um novo comentário ou responder a algum daqui, fique à vontade para fazer no artigo mais recente 👍

    ResponderExcluir