23 de junho de 2018

71 Seja notificado de novos artigos direto em seu computador, de forma simples e fácil!



Um dos maiores problemas do blogger sempre foi a ausência de notificações, que está presente em plataformas como o YouTube e que ajuda muito a manter o público interessado no seu conteúdo. Para tentar resolver esse problema eu havia ativado o gadget de receber os novos posts por e-mail, o que removi depois de perceber que ninguém que não seja tão antiquado como eu ainda continua usando e-mail em pleno ano 2018 (e também porque o gadget falhava e deixava de notificar muitas vezes).

Pois bem, eu descobri um meio bem mais eficiente pelo qual todos podem ser notificados no computador sempre que sair um artigo novo. E é extremamente simples: basta clicar no símbolo do sino vermelho, que está (ou deveria estar) aparecendo no final do canto direito da sua tela:


Clique no sininho e vai aparecer essa mensagem:


Então clique em “ALLOW” para permitir as notificações, e essa mensagem aparecerá:


Então é só clicar em “Permitir notificações” e pronto, você já vai ser sempre notificado quando sair artigo novo. Quando um artigo novo for escrito, uma notificação discreta no canto direito do seu navegador irá aparecer com o título de “Novo artigo!”, então é só clicar nele que uma nova aba será aberta com o artigo em questão (não se preocupe se estiver fazendo outra coisa em outra aba, ele não vai fechar essa aba, apenas vai criar uma outra).


Lembrando que você não precisa clicar na notificação se não quiser, e que não vai abrir nada automaticamente para te atrapalhar. Se você não gostar poderá se desinscrever quando bem entender, bastando para isso clicar novamente no sininho.

*Obs: no momento as notificações só estão disponíveis para a versão web, mas eu vou continuar buscando um jeito de permiti-las também para quem navega pelo celular. Por enquanto, para quem acessa pelo celular o jeito mais fácil de ser notificado continua sendo via facebook, mas para ser notificado de fato não basta apenas clicar em “Seguir”, tem que acionar a opção “Ver primeiro”, ou senão os meus posts acabarão se perdendo em meio a milhares de outros posts em sua timeline e você ficará sem ser notificado. Por isso, se você já curtiu a page (aqui), certifique-se de que acionou essa opção.


Paz a todos vocês que estão em Cristo.

Por Cristo e por Seu Reino,

- Siga-me no Facebook para estar por dentro das atualizações!


- Baixe e leia os meus livros clicando aqui.

- Acesse meu canal no YouTube clicando aqui.

71 comentários:

  1. o numero de catolicos esta aumentando

    https://www.terra.com.br/noticias/mundo/numero-de-catolicos-aumentou-para-177-da-populacao-mundial,3c814a93b17b42d56d7086c94cb35870fzls4q7r.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O número de católicos está aumentando porque o número da população global está aumentando. Em números proporcionais, o catolicismo cai vertiginosamente em todos os lugares onde está bem estabelecido por séculos, ou seja, toda a América e Europa, e cresce na África e Ásia, onde o Cristianismo cresce em decorrência da globalização que torna a perseguição em geral menos forte do que no passado. Esse crescimento na África e Ásia não causa supresa, porque as pessoas em geral são recém-convertidos e não sabem direito o que o catolicismo é, elas apenas comparam com as religiões de lá (Islã, budismo, religiões afro e etc) e veem que o catolicismo é melhor, mas basta descobrirem o evangelho verdadeiro que se convertem também. Por isso nestes mesmos continentes o protestantismo cresce o dobro de católicos, além de crescer também na América Latina.

      Excluir
    2. Anônimo do Avalie25 de junho de 2018 20:11

      Avalie: https://youtu.be/GbbyXY3IGtk

      Excluir
    3. Esses questionamentos já foram respondidos aqui:

      http://apologiacrista.com/respostas-sobre-o-diluvio

      Excluir
  2. Olá, só como informação, além de e-mail, o Blogger sempre teve os feeds RSS, que eu uso com frequência e acho que funcionam de boa em celulares também.

    [ ]s

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema é do feed RSS é que pouca gente usa, já a notificação direto no navegador acaba sendo mais prática e moderna, ao meu ver.

      Excluir
  3. Lucas queria baixar todos os seus artigos no meu celular incluindo os comentários. Será q ñ tem como??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sei se existe um método que torne isso possível, na verdade eu não sei nada sobre celular porque não uso celular com internet, navego apenas pelo computador, então sobre essas questões que envolvem o acesso ao blog pelo celular eu sou um zero à esquerda.

      Excluir
    2. Tem como fazer isso. Se você usa o aplicativo do Chrome no celular, acesse o artigo que você quer baixar, quando o artigo/página estiver carregado, clique nos três pontinhos no canto superior direito, vai aparecer uma aba, clica no botão que fica do lado direito de uma estrela(essa estrela serve para adicionar os sites como favorito), esse botão parece uma seta para baixo (ele serve para fazer o download da página).
      Quando quiser acessar as páginas que você baixou clica nos três pontinhos, na aba que abrir terá as opções Nova guia, Nova guia anônima, Favoritos, Guias recentes, Histórico, Downloads, etc. Clica em Downloads e irá aparecer tudo que você baixou.
      Infelizmente não é possível baixar todos os artigos de uma só vez e o processo em outros navegadores para baixar uma página deve ser semelhante.

      Excluir
  4. Eu tinha colocado o blog como favorito e entrava todos os dias pra ver se tinha um artigo novo. Agora com o sininho vai facilitar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas pode continuar entrando todo dia também se quiser, para acompanhar os comentários :)

      Excluir
  5. Entro pelo celular. É a página inicial. Amo seus artigos, continue assim.

    ResponderExcluir
  6. Lucas, vi um comentário sobre Jó, que deixava em aberto a hipótese que esse livro seja uma ficção, (que, em tese, não seria demérito nenhum). Concordas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que quebra essa tese ou a deixa bem improvável é esse texto que diz:

      "Mesmo que estes três homens — Noé, Daniel e Jó — estivessem nela, por sua retidão eles só poderiam livrar a si mesmos, palavra do Soberano Senhor" (Ezequiel 14:14)

      Note que Jó é citado ao lado de dois personagens indiscutivelmente reais biblicamente falando (Noé e Daniel), então seria estranho Deus citar dois personagens reais com outro fictício numa mesma sentença, ainda mais quando teria tantos outros personagens reais para citar em seu lugar com bem mais peso do que uma figura fictícia (por exemplo, Abraão, Elias ou Enoque).

      Excluir
    2. A justificativa atribuída é que é estranho Deus está numa "aposta" com o diabo.

      Excluir
    3. Não era uma "aposta", era um julgamento no qual Jó estava indiretamente envolvido. O Rodrigo Silva explica isso a partir do minuto 15 deste vídeo:

      https://www.youtube.com/watch?v=X-MiKlaG99I

      Excluir
  7. Lucas, É verdade que o número de católicos ta aumentando nos EUA?

    Link da pesquisa: http://portalconservador.com/catolicismo-e-a-maior-religiao-dos-eua/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, é uma fake news que gente mal-intencionada inventa e que gente ignorante dissemina, que eu já refutei aqui:

      http://heresiascatolicas.blogspot.com/2016/03/a-igreja-catolica-esta-crescendo-nos.html

      Na verdade o caso dos EUA chega a ser surpreendente, pois mesmo sendo o país que recebe mais imigrantes do mundo todo em disparado, principalmente dos países católicos latinos, ainda assim o número de católicos por lá consegue cair ano após ano. Vai entender...

      Excluir
  8. Lucas, o futuro já existe?
    ou estamos construindo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O futuro só existe na mente de Deus, que por ser atemporal conhece toda a história do Universo em seu passado, presente e futuro, mas não "determina" o que vai acontecer em todos os casos. Ou seja, Deus conhece o que nós faremos, mas quem fará somos nós.

      Excluir
  9. Lucas, o que é batismo no Espírito Santo bastante enfatizado nas igrejas pentecostais? O que o diferencia do batismo nas águas? Por que Paulo fala em um só batismo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando Paulo fala de "um só batismo" ele se refere ao fato de não ser necessário mais de um batismo nas águas; a pessoa é batizada uma vez e vale pro resto da vida, a não ser que este primeiro batismo seja inválido por alguma razão (mas neste caso não seria um batismo propriamente dito, apenas um banho). Paulo não estava dizendo que não existia batismo no Espírito Santo mesmo porque há inúmeros textos bíblicos que o atestam, e que o diferenciam do batismo nas águas. Entre os pentecostais a crença predominante é de que batismo no Espírito Santo = dom de línguas, mas eu não creio precisamente assim, na minha concepção o batismo no Espírito Santo é o momento em que o Espírito derrama os dons sobre o indivíduo (qualquer dom, não necessariamente o de línguas, que nem todos vão ter). Ou seja, todo mundo que fala em línguas é batizado com o Espírito Santo, mas nem todo mundo que é batizado com o Espírito Santo fala em línguas.

      Excluir
  10. Você já percebeu como essa nova direita tradicionalista é parecida com as igrejas neopentecostais? A diferença é que os tridentinos parecem (só parecem mesmo) mais intelectuais e são nacionalistas; mas a estratégia é a mesma. Promessas de riqueza e glória pessoal, só querem do catolicismo a riqueza e a honra que acreditam que ele possui. Depois um tal padre vem dizer que nós somos orgulhosos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo menos os neopentecostais não defendem o assassinato de quem pensa diferente deles, já é alguma coisa...

      Excluir
    2. Para essa direita estúpida, uma igreja que não consegue manter a frequência da maioria do seus fiés, vai mesmo conseguir salvar o Ocidente.

      Excluir
    3. Pois é. Os caras não suportam nem mesmo a igreja deles próprios, por isso mesmo a ICAR criou o movimento carismático que copia os costumes pentecostais para ver se assim atrai o povo católico a continuar frequentando as igrejas deles, mas ironicamente o que esses tridentinos mais detestam é o movimento carismático (eles literalmente querem voltar à Missa Tridentina, aquela lá em latim que as pessoas normais quase morrem de sono ou desgosto). Tem que ser um animal para achar que os moldes medievais restaurados hoje irão se contrapor ao secularismo e vencê-lo. Eles não conseguem atrair sequer os próprios católicos, quanto menos o mundo.

      Excluir
    4. "Pelo menos os neopentecostais não defendem o assassinato de quem pensa diferente deles, já é alguma coisa..."

      Sim, isso é vdd. Acabei fazendo uma comparação meio infeliz de como algumas pessoas entendem equivocadamente o evangelho. É bem provável que um neopentecostal evangelize um amigo pensando no bem de sua alma ( entenda alma como quiser rs ), mas ás vezes focam mais na saúde e prosperidade terrena. Já os católicos andam "catequizando" apenas visando a prosperidade da nação. Isso que eu quis dizer.

      Excluir
  11. Olá Lucas.
    Não sou o anônimo do avalie mas gostaria de uma opinião sua sobre o documentário a seguir.
    https://youtu.be/yXEEBtqMFGI
    Não tem pressa pois o documentário é longo. Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assisti, me pareceu bem interessante realmente, eu honestamente desconhecia essa relação entre o Vaticano e a máfia, embora "suspeitasse desde o princípio". Obrigado por compartilhar o vídeo, abs!

      Excluir
    2. Lucas, a princípio eu fiquei cético, e como a ICAR vive se queixando de "calúnias" dos seus inimigos eu quis conhecer a opinião de alguém honesto como você.
      Obrigado amigo.

      Excluir
  12. Lucas acho esse site completo. Só falta uma coisa. Artigos sobre a divindade de Jesus, um ponto tão atacado, porque você não começa a escrever sobre isso?
    Os outros assuntos já tão bem refutados.
    Fala mais sobre a Trindade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade o site não é tão completo assim, falta muita coisa para escrever sobre diversos assuntos, este é um entre eles. Temas que eu ainda não tenho tanto domínio como em outros campos eu prefiro deixar para escrever mais pra frente, mas o Fernando Gali e o Marcelo Berti já fazem um bom trabalho sobre isso, eu basicamente não tenho muito a acrescentar aos artigos deles:

      http://www.ia-cs.com/2014/04/testemunhas-de-jeova.html

      https://marceloberti.wordpress.com/tag/trindade/

      Excluir
  13. Lucas, mudando de assunto, por acaso vc tem algum artigo, livro ou vídeo que refute aquele livro do Engels intitulado "A origem da família da Propriedade Privada e do Estado"?

    Graça e paz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Embora o artigo abaixo siga uma metodologia evolucionista, é uma boa resposta à tese de Engels:

      https://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1037

      Excluir
  14. Bom dia Lucas

    Poderia avaliar esse vídeo?

    https://www.youtube.com/watch?v=IvtF8X42-sY

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele vai bem até a primeira parte do vídeo, quando diz que o inferno não existe ainda e que portanto não tem ninguém lá ainda. Mas pisa na bola depois que fala do "tormento eterno" (inclusive adulterando o texto de Mt 25:46 que fala de punição e não de tormento), recorrendo aos mesmos textos clássicos usados pelos imortalistas sem nenhuma novidade, os quais já foram todos explicados exaustivamente no meu livro e nos meus artigos. Apenas um detalhe que eu achei curioso e que vale a pena destacar aqui é a parte em que ele diz que o tormento no inferno será eterno porque é uma forma de "Deus mostrar sua ira contra o pecado". Isso é um contrassenso total: Deus odeia o pecado, mas ao invés de extingui-lo de uma vez para todo o sempre, decide perpetuá-lo eternamente. Ou seja, o modo que Deus mostra sua ira contra o pecado não é acabando com o pecado, é perpetuando-o. Na teologia imortalista, o pecado nunca terá fim: existirá para sempre pecadores blasfemando contra Deus em algum recanto do Universo, com o mal jamais sendo destruído e totalmente eliminado no fim contas. É como se Deus, afinal, não odiasse o pecado tanto assim. É inacreditável que os imortalistas realmente acreditem que a ira de Deus contra o pecado faz mais sentido dentro de uma ótica imortalista do que no aniquilacionismo. Só uma capacidade reduzida de raciocínio pode explicar isso.

      Excluir
  15. No meu navegador nao aparece o tal sininho....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qual navegador você usa? Eu verifiquei que funcionou no Chrome, no Opera e no Mozilla, só não funcionou no Edge (o novo Explorer), mas este é uma porcaria total que demora anos para carregar as páginas, então neste caso seria mais útil trocar de navegador.

      Excluir
  16. Lucas qual será o papel dos judeus no milênio?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E na grande tribulação? Existem ainda promessas reservadas aos judeus ?

      Excluir
    2. Na grande tribulação eles serão os mais perseguidos, vão se converter em massa e evangelizar as nações.

      Excluir
  17. É verdade que o Macabeus é semi-analfabeto?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho improvável, ele está mais para 100% analfabeto mesmo.

      Excluir
    2. O cara não tem audiência nem mesmo no meio católico.

      Excluir
    3. Nem crescendo às custas do Yago Martins esse cara consegue visibilidade, é triste. Como nem os católicos dão audiência a ele, ele vai buscar no público do Dois Dedos de Teologia, da mesma forma que fazia comigo. Teve uma época em que 99% dos artigos/vídeos dele era pra falar de mim, agora 99% é para polemizar usando o nome do Yago, o cara é tão insignificante que não tem público ou conteúdo próprio, sua única tática é tentar crescer em cima dos que estão acima dele, sempre foi assim, e o engraçado é que nem desse jeito consegue ser relevante. Se estivesse na TV seria apresentador de algum programa polemista de fofoca ao lado da Sônia Abrão, por certo.

      Excluir
  18. Lucas, qual o entendimento atual sobre comer ou não animais impuros descritos em Levíticos? Ainda tá valendo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não penso assim, há muitos textos que transmitem a ideia de que os alimentos são todos livres para serem comidos no contexto da nova aliança (ex: Mc 7:19 e 1Tm 4:4-5). Eu interpreto essa proibição veterotestamentária de uma forma tipológica, mais ou menos (mas não necessariamente exatamente igual) como Barnabé de Alexandria no século II fazia (veja no capítulo 10, link abaixo).

      http://www.e-cristianismo.com.br/historia-do-cristianismo/pais-apostolicos/epistola-de-barnabe.html

      Excluir
  19. Lucas analise esse texto e veja se concorda:

    Depois de 2 mil anos o povo ainda não entendeu que "IGREJA" (ekklesia) não são templos de pedra ou instituições religiosas, mas "OS ELEITOS e AS ELEITAS espalhados no mundo todo". O Corpo do Cordeiro não são "denominações", mas todos os(as) eleitos(as) no mundo! Não existe NINGUÉM "desigrejado", pois é IMPOSSÍVEL, uma vez já estar no corpo do Cordeiro, sair dele! Ninguém sai do corpo, pois é uma nova criatura e tudo se fez novo (2 Co 5.17). Templos de pedra e instituições tradicionalistas não passam de locais heréticos onde se é pregado engano, meias verdades e dogmas farisaicos e pagãos! São réplicas do templo móvel do AT (só que HERÉTICAS)!

    "Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns" (Hb 10.25). O termo "congregar-nos" é "ἐπισυναγωγὴν" ("epi" = do alto; "synagogen" = ajuntamento). Não tem nada a ver com ir em templos de pedra ou denominações, mas refere-se a algo ESPIRITUAL!

    - Rômulo Maraschin

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse texto tem muitas verdades misturadas com mentiras. É verdade que o sentido primário de Igreja se refere ao corpo invisível de Cristo em todo o mundo, sobre isso inclusive eu já escrevi diversos artigos abordando o ponto porque é algo fundamental para se refutar o conceito deturpado que os romanistas tem de Igreja, mas isso não significa que os cristãos não devam se reunir entre si para cultuar e louvar a Deus, para ensinar sobre a Bíblia e etc, tanto é que os cristãos se reuniam para fazer isso, não era "cada um por si":

      “Saúdem Priscila e Áquila, meus colaboradores em Cristo Jesus. Arriscaram a vida por mim. Sou grato a eles; não apenas eu, mas todas as igrejas dos gentios. Saúdem também a igreja que se reúne na casa deles” (Romanos 16:3-5)

      “Saudai os irmãos de Laodicéia, e Ninfa, e à igreja que ela hospeda em sua casa” (Colossenses 4:15)

      “À irmã Áfia, e a Arquipo, nosso companheiro de lutas, e à igreja que está em tua casa” (Filemom 1:2)

      Ou seja, congregar entre os irmãos com o propósito de adorar a Deus, batizar, comungar e etc é um princípio bíblico incontestável, não existe essa de "desigrejado". A Igreja é o corpo invisível de Cristo, mas esse corpo invisível se reúne em igrejas (comunidades) visíveis ("onde estiver dois ou três...").

      Talvez a implicância dele seja apenas exclusivamente com o templo em si, mas isso é uma babaquice, como se fosse um pedaço de pedra que fizesse a diferença. Os cristãos se reuniam em casas no início por causa das perseguições, depois que o Cristianismo foi legalizado passaram a se reunir em templos porque cabia mais gente, mesmo assim se reunir em casas não é errado, é uma questão opcional e secundária. Pode ver no início do livro de Atos que antes da perseguição judaica começar os apóstolos se reuniam num lugar do templo ("e Pedro e João subiam juntos ao templo à hora da oração, a nona..." - At 3:1), então eles não tinham essa visão radical e fanática anti-templo que esse tipo de extremista de internet tem.

      O que importa é o conteúdo e a qualidade do ensino que é pregado; se for anunciado o evangelho verdadeiro, pouco importa se é em casa ou em templo, o que importa é que o evangelho genuíno é pregado. Sim, existem muitas igrejas em templo que estão bastante corrompidas, mas também conheço muitos grupos em casas que são tão ou mais desviados, que não creem nem na inspiração da Bíblia pra você ter uma ideia, então não tem essa de achar que basta congregar em uma casa que as heresias vão desaparecer em um passe de mágica, tem que ser bem ingênuo para pensar assim.

      Excluir
  20. https://youtu.be/jCC7gPvyr5Q
    Kkkkk veja, ria e responda.

    ResponderExcluir
  21. Olá Lucas, tudo bem?

    É o seguinte: minha prima frequentava uma igreja batista renovada na cidade dela e quando eu ia lá eu frequentava o culto e era muito bom. O pastor de lá era um homen muito esclarecido e ótimo pregador.
    Um certo dia minha prima e eu conversando sobre alguns assuntos relacionados a isso, ela disse que esse pastor dela disse uma vez que quando alguém fica mandando de igreja (evangélicas) para Deus isso era considerado uma prostituição. Fiquei pensando sobre isso e até hoje não consigo ver o nexo dessa afirmação dele. Ha alguma verdade nisso?
    O pior é que essa minha prima ainda é como alguns evangélicos que parecem católicos, o pastor para eles é o senhor dos senhores, um papa, tudo o que ele disser está certo e pronto final. E sem indagações!
    O pior que católico são certos crentes ignorantes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente esse tipo de "protestantismo católico" ainda existe (evangélicos com cabeça de católico, que fazem do pastor um papa ou padre). Daí criaram aquele lema de "não toque no ungido do Senhor", distorcendo vergonhosamente o texto em pauta, dentre outras coisas que criaram para cercar o pastor de um manto de impecabilidade, como se fosse um ser "intocável". Isso se torna ainda mais repugnante quando lembramos que o propósito da Reforma foi desde sempre justamente o contrário disso. Roma matava aqueles que ousassem se opor ao papa e decretava necessário para a salvação a missa e os sacramentos oferecidos pelo padre, ou seja, na prática a salvação do leigo estava nas mãos dos padres. Um católico não podia se confessar direto a Deus, tinha que se confessar ao padre, não tinha acesso direto a Deus, era tudo "terceirizado", o padre era um intermediário terreno da mesma forma que os "santos" mortos eram mediadores celestiais.

      Na prática, o leigo era um insignificante e os clérigos eram colocados em um status infinitamente superior. Por isso leigos que estudavam a Bíblia ou discutiam teologia (qualquer coisa que seja, desde se Adão tinha umbigo ou não) eram punidos e castigados pela Inquisição, porque estavam fazendo aquilo que deveria ser o trabalho exclusivo do clero. Se não fosse a Reforma, até os apologistas católicos modernos teriam que passar pela Inquisição, já que a esmagadora maioria deles são leigos.

      O protestantismo resgatou o princípio bíblico e cristão do sacerdócio universal de todos os crentes, ou seja, que todos os cristãos sinceros são sacerdotes, não precisam da mediação de clérigo nenhum para chegar à Deus ou para ser salvo, o que elevou e muito a dignidade do homem comum e simples (ou seja, dos leigos). Agora chegamos ao século XXI e vemos o romanismo voltando com tudo em algumas igrejas evangélicas (principalmente neopentecostais), com objetos ungidos, pedidos de dinheiro incessantes com chantagens emocionais que lembram muito as indulgências papais, e os pastores sendo colocados em um pedestal muito acima dos leigos. É o "romanismo evangélico", uma praga que precisa ser extirpada com tanta urgência quanto na Reforma do século XVI.

      Abs!

      Excluir
    2. Concordo em todos os sentidos, sempre pensei dessa forma. É triste e vergonhoso ver como alguns fazem dentro do protestantismo e do que veem fazendo dele. Para você ver, se tem ATÉ crente condizente e até defensor da igreja católica e do catolicismo nem é de se espantar que haja evangélicos que tratem o pastor ou qualquer líder como o infalível longe de críticas. E me converti numa neopentecostal, é isso aí mesmo que você citou. Deplorável.

      Excluir
    3. É preciso observar também que 44% dos crentes atuais no Brasil são ex-católicos:

      http://datafolha.folha.uol.com.br/opiniaopublica/2016/12/1845231-44-dos-evangelicos-sao-ex-catolicos.shtml

      Naturalmente, eles saem do catolicismo mas o catolicismo não sai totalmente da cabeça deles, por isso tem tanta facilidade em aceitar e propagar esse tipo de coisa que descrevi no meu comentário anterior, as quais são muito a cara do catolicismo, mas detestáveis à luz de um protestantismo puro.

      Excluir
  22. Lucas no judaísmo do 2 templo ou seja após o exílio existe algum grupo de judeus que negavam a imortalidade da alma ? Eu estava vendo um vídio do Felipe aquino e ele disse que a crença judaica tradicional e que as almas vao para o interior da terra , isso é verdade ? Qual era o ensino do judaísmo palestino do século 1 A respeito da alma ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Crença judaica tradicional"? Isso é muita apelação. A própria Enciclopédia Judaica reconhece que os judeus da época do AT não acreditavam em imortalidade da alma. Veja algumas citações aqui:

      http://desvendandoalenda.blogspot.com/2013/09/como-e-quando-imortalidade-da-alma.html

      No meu livro tem uma análise mais aprofundada, baixe o pdf da "Lenda da Imortalidade da Alma na página dos livros (link abaixo) e vá à página 29:

      http://www.lucasbanzoli.com/2017/04/0.html

      Que o Judaísmo do século I já tinha se desviado deste ensino não é novidade, eu já escrevo sobre isso no meu livro também, isso ocorreu devido à diáspora judaica que levou os judeus ao contato com a filosofia pagã, especialmente a platônica, que tem a imortalidade da alma como um dos "dogmas" principais. Mesmo assim continuou havendo judeus que criam da forma bíblica na época de Jesus, sobre isso recomendo esse vídeo do Dr. Sérgio Monteiro:

      https://www.youtube.com/watch?v=GjoQ5nz7uz4

      Em síntese, haviam dois grupos principais, os saduceus e os fariseus. Os saduceus não criam nem em imortalidade da alma nem em ressurreição, mas eles eram uma minoria. Os fariseus eram dividos em facções, por isso uns aceitavam a imortalidade da alma e outros a rejeitavam, e há quem diga que havia até mesmo fariseus que criam em reencarnação (há um texto de Josefo que permite essa interpretação). De todo modo, a posição dos fariseus da Palestina não era unificada, embora entre os judeus helenizados (que viviam longe da Judeia e dentro do mundo grego e inseridos em sua mentalidade) a crença na alma imortal fosse virtualmente unânime na época de Jesus.

      Excluir
    2. Divididos em facções, né isso?

      Excluir
  23. O que mais me espanta Lucas e que o próprio e respeitadíssimo N T Wright parece endossar a ideia do Felipe aquino a respeito do judaísmo do século 1 A respeito da vida após morte nesse documentário https://youtu.be/d_bFgu_Zpqc nos minutos 15 -16

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que eu tinha a comentar sobre isso eu respondi no seu comentário anterior, mas em relação a estes minutos do vídeo do Wright eu discordo veementemente da parte em que ele deixa a entender que os judeus não criam em ressurreição dos mortos. Não apenas a crença na ressurreição era explícita em certos textos do AT como também o próprio Jesus falava reiteradas vezes na "ressurreição do último dia" sem escandalizar ninguém em função disso. Inclusive quando Jesus diz a Marta que Lázaro ressuscitaria, ela diz "eu sei que ele há de ressuscitar, na ressurreição do último dia" (Jo 11:24), o que mostra claramente que essa crença já era bem corrente entre os judeus, embora negada pelos saduceus.

      O próprio William Lane Craig quando argumenta a mesma coisa que o Wright em seus artigos e debates sobre a ressurreição de Jesus ele nunca diz que a crença na ressurreição dos mortos era absurda para os judeus, mas sim que os judeus criam em uma ressurreição geral no último dia e não em uma ressurreição individual anterior (como ocorreu com Lázaro e com Jesus). Mesmo assim o argumento não me parece muito bom, porque há pelo menos sete casos explícitos de ressurreição corporal no AT para esta vida. O que distingue é que a ressurreição de Jesus teria sido direto em um corpo glorioso, enquanto os demais ressuscitaram em corpo corruptível. De todo modo, falar em ressurreição para os judeus não seria nenhum escãndalo, e a prova disso é que em todo o NT a única vez que Paulo teve problemas ao pregar essa crença foi quando esteve justamente em Atenas, no Areópago (cf At 17:15-34).

      Excluir
  24. Lucas,vc acredita que existe hierarquia ou subordinação na trindade?.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é bem claro na Bíblia que Jesus é subordinado ao Pai.

      Excluir
    2. Então seria assim:O filho subordinado ao pai e o ES subordinado ao pai e ao filho?Desde toda a eternidade?.Vc tem algum artigo sobre trindade ontológica,social,imanente,econômica,etc?.

      Excluir
    3. "Então seria assim: O filho subordinado ao pai e o ES subordinado ao pai e ao filho? Desde toda a eternidade?"

      Sim.

      "Vc tem algum artigo sobre trindade ontológica, social, imanente, econômica, etc?"

      Ainda não tenho.

      Excluir

Fique à vontade para deixar seu comentário, sua participação é importante e será publicada e respondida após passar pela moderação. Todas as perguntas e comentários educados são bem-vindos, mesmo que não tenham a ver com o tema do artigo. Críticas serão publicadas desde que não faltem com o respeito e não sejam feitas em anonimato.

Caso o seu comentário não tenha sido publicado dentro de 24h, reenvie-o.