22 de janeiro de 2018

104 A trindade é pagã?


Uma acusação muito séria que é frequentemente levantada por grupos anti-trinitarianos é a de que a doutrina da trindade é “pagã”, como foi dito por um leitor do blog aqui. Embora eu seja trinitariano, este artigo não visa defender a trindade biblicamente, mas apenas responder a essa afirmação de que a trindade é pagã, que é muito fácil de ser acreditada quando não se estuda o paganismo a fundo. Por exemplo, foi afirmado pelo leitor que a trindade é uma “filosofia pagã”, o que exige necessariamente a existência de filósofos pagãos ensinando e defendendo a ideia da trindade. Mas não existe nenhum. Eu fiz uma pesquisa comum no Google por “a trindade é pagã”, e logo no primeiro resultado que aparece (de um site tentando provar que a trindade é pagã) eles mesmos afirmam isso (fonte):


Ou seja, eles alegam que o termo “trindade” é uma invenção de Teófilo de Antioquia, no segundo século. Ocorre que Teófilo não era nenhum filósofo pagão, e sim um bispo cristão. Os três livros que ele escreveu a Autólico não foram para convencê-lo do paganismo, mas do Cristianismo. Se a “origem” da trindade é mesmo Teófilo, isso significa que a trindade tem origem cristã, e não pagã.

É necessário deixarmos uma coisa bem clara aqui: uma coisa é dizer que “a trindade é falsa” (por exemplo, expondo argumentos bíblicos para esse fim), outra coisa bem diferente é dizer que “a trindade é pagã”. Para a trindade ser de origem pagã, ela deve ter sido crida e ensinada por povos pagãos, e então os cristãos teriam que ter, por alguma razão, transportado este ensino para dentro do escopo cristão. E quando se fala em "filosofia pagã", primeiro tem que mostrar qual filósofo pagão falou em trindade, depois mostrar as provas de que os cristãos antigos plagiaram essa crença e a transportaram ao Cristianismo e o que eles ganhariam com isso, e só então concluir tal coisa. Mas o que vemos por aí é que nada é provado, e já tiram de antemão a conclusão de que “a trindade é pagã”.

Um artigo de outro site que também visa provar que a trindade é pagã afirma o seguinte (fonte):


O que o autor não diz é que os romanos não tinham só esses três deuses citados (e diga-se de passagem, Mitra é de origem persa e não romana), mas um panteão enorme que incluía todos esses (fonte):

O mesmo erro é afirmado em relação às supostas “trindades” da Babilônia, do Egito e da Grécia, quando qualquer um que investigue o básico da mitologia desses povos confere que não há qualquer “trindade” ali, mas apenas um panteão de muitos deuses diferentes em um autêntico politeísmo. Você pode ver uma lista de vários deuses babilônicos aqui, dos egípcios aqui e dos gregos aqui. Se a trindade do Cristianismo é “pagã”, deveríamos esperar que no paganismo da época houvesse a crença monoteísta em um único Deus em três pessoas, mas essa não era a doutrina de nenhuma das religiões predominantes na época.

No máximo o que existiam eram “tríades”, que era quando três deuses entre esse panteão de outros deuses executavam uma função semelhante, mas isso nem de longe era considerado uma “trindade”. Nenhum pagão consideraria alguma tríade como o “Deus único”, nem tampouco assumiria que os três são na verdade um, e muito menos que não havia Deus além da tríade. Tampouco essas tríades eram consideradas responsáveis pela criação e manutenção de todo o Universo (na verdade, grande parte delas se preocupava com coisas bem menores, como “o poder de transformar em pedra qualquer um que as olhasse nos olhos”). Ou seja: eram apenas três deuses em meio a muitos outros deuses de um panteão de deuses do politeísmo da época, e responsáveis por uma função limitada e específica dentro desse panteão de deuses. Chega a ser ridículo afirmar que a trindade foi “cópia” disso.

Além do mais, a justificativa dada por qualquer um desses sites para o fato dos cristãos terem suprimido o “monoteísmo puro” pela “trindade pagã” no segundo século (ou depois de Constantino no quarto século, como afirmam outros) não apenas é bastante fraco, como prova o contrário se analisado criteriosamente. O argumento é o seguinte: os cristãos da época precisavam apresentar um Cristianismo mais “atraente” aos filósofos pagãos para ganhar a simpatia e a adesão da parte deles, e como o monoteísmo não era nada vantajoso, decidiram criar a trindade que supostamente já predominava nessas culturas do paganismo greco-romano.

Ora, já vimos que esses povos não eram trinitarianos, o que por si só já derrubaria o argumento. Mas o problema é muito maior que isso, pois se essa fosse mesmo a intenção dos antigos cristãos, lhes teria sido muito mais fácil dizer que existiam três deuses (ou seja, afirmando o politeísmo), ou três deuses entre muitos outros deuses (à semelhança das tríades do paganismo), do que afirmar algo que seria (e foi) considerado um completo absurdo para a época, uma novidade “escandalosa” e que ainda é complexa de se entender até para os dias de hoje: que há três pessoas, mas um único Deus. Ou, em outras palavras, que três pessoas compartilham de uma mesma e única natureza divina, designando um único Ser: Deus.

Os pagãos poderiam até admitir a crença em três deuses, mas nunca a de que não são três deuses, mas um só. Nenhum pagão estaria acostumado a lidar com isso, e isso de modo algum serviria a ganhar o apoio deles, mas, pelo contrário, contribuiria a ganhar antipatia e hostilidade desses povos que nem mesmo entenderiam do que se trata. Não à toa o arianismo fez tanto sucesso entre os bárbaros (pagãos), que embora fossem antes politeístas, tinham mais facilidade em assimilar o arianismo do que o trinitarianismo.

Em outras palavras, assumir a trindade para atrair os pagãos seria um verdadeiro “tiro no pé” se fosse mesmo a ideia. Se Constantino, como imperador e verdadeiro presidente do primeiro concílio ecumênico de Niceia quisesse infiltrar os deuses pagãos para dentro do Cristianismo, ele não teria feito isso inventando a trindade que nem existia no paganismo, mas simplesmente resgatando o “bom e velho” politeísmo romano e destruindo completamente qualquer noção de “um único Deus” no Cristianismo. E como esses próprios sites afirmam, Pais da Igreja como Teófilo e Tertuliano já falavam em trindade desde o século II, ou seja: muito, muito antes de Constantino...

Este artigo não visa ignorar a existência de sincretismos pagãos que adentraram o Cristianismo, o que qualquer pessoa sensata sabe que existiu e ainda continua existindo em muitos lugares. Eu mesmo afirmo um desses sincretismos no que se refere à crença na imortalidade da alma, trazida por filósofos cristãos admiradores do platonismo na segunda metade do segundo século, como mostro em meu livro "Os Pais da Igreja contra a Imortalidade da Alma". Mas exige-se uma justificativa séria e honesta para esse tipo de transposição doutrinária. No caso da imortalidade da alma, a temos como a crença predominante em todos os círculos “intelectuais” (filosofia grega) da época, mas no caso da trindade seria simplesmente estúpido inventá-la a fim de ganhar os pagãos, uma vez que a trindade causa apenas um profundo choque e incompreensão da parte de qualquer incrédulo até os dias de hoje, seja ele um monoteísta muçulmano ou judeu, um panteísta hindu ou budista, ou um politeísta clássico como os gregos e romanos dos primeiros séculos.

Cabe lembrar que mesmo se um dia alguém conseguisse provar de modo irrefutável que já havia pagãos crendo em uma trindade pagã antes da existência do Cristianismo, isso ainda não provaria nada por si só, pois da mesma forma existem muitíssimos registros de um dilúvio universal em muitos povos da Antiguidade que não eram nem judeus e nem cristãos (inclusive em tribos indígenas da América), como você pode ver aqui. Precisaria de muito mais do que isso: precisaria mostrar quem, quando e por que mudaria a doutrina “unitarista” pelo trinitarianismo, além, é claro, de provar historicamente que os cristãos eram unitaristas antes desse período de transição. Isso pode ser feito até com certa facilidade com relação a outras doutrinas e práticas, mas seguramente não com a trindade.

Cabe lembrar que há muitos ateus por aí que dizem que o próprio Jesus é um plágio de mitos pagãos por causa de supostas semelhanças com deuses pagãos da Antiguidade (como Hórus, Mitra e muitos outros), que eu já tive o trabalho de refutar aqui. Só isso já deveria ser o bastante para ficarmos em estado de alerta e bem atentos a toda vez que alguém vier com um discurso de que isso ou aquilo é pagão. É preciso uma análise mais detida de cada caso específico e um estudo sério e sincero em vez de comprar a ideia da primeira pessoa que tenta impor paganismo em uma ideia somente por não acreditar nela.

Paz a todos vocês que estão em Cristo.

Recomendado: Atanásio e a Sola Scriptura (Novo artigo do Bruno Lima)

Por Cristo e por Seu Reino,


- Siga-me no Facebook para estar por dentro das atualizações!


- Baixe e leia os meus livros clicando aqui.

- Acesse meu canal no YouTube clicando aqui.

ATENÇÃO: Sua colaboração é importante! Por isso, se você curtiu o artigo, nos ajude divulgando aos seus amigos e compartilhando em suas redes sociais (basta clicar nos ícones abaixo), e sinta-se à vontade para deixar um comentário no post :)

104 comentários:

  1. Anti-trinitarianismo é uma heresia anti-bíblica, esta que é a verdade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será uma boa idéia eu virar o "Kauã do First"?

      Excluir
    2. Anônimo do Avalie24 de janeiro de 2018 21:35

      Avalie o vídeo desses dois calvinistas fortalezenses: https://drive.google.com/file/d/0B39Bg3y6NNcBdFFvejlUMUFrTm8/view

      Excluir
    3. O que dizer desse vídeo?
      https://youtu.be/7BS5MYkZ_0I

      Excluir
    4. "Avalie o vídeo desses dois calvinistas fortalezenses"

      Já tinha visto o vídeo por indicação do Kauã, bom vídeo mesmo.

      "O que dizer desse vídeo?
      https://youtu.be/7BS5MYkZ_0I"

      Um monte de acusações-clichês do neo-ateísmo que já foram refutadas nos meus livros sobre o tema (As Provas da Existência de Deus, Deus é um Delírio? e A Bíblia e a Escravidão).

      Excluir
    5. "É necessário deixarmos uma coisa bem clara aqui: uma coisa é dizer que “a trindade é falsa” (por exemplo, expondo argumentos bíblicos para esse fim), outra coisa bem diferente é dizer que “a trindade é pagã”

      Então tudo bem não crer na Trindade?

      Excluir
    6. Não foi o que eu disse, eu diferenciei entre uma coisa e outra primeiro para enfatizar que o artigo se relacionava especificamente ao segundo aspecto, e também para mostrar que uma coisa não levava necessariamente à outra (ou seja, mesmo se a trindade não fosse bíblica, isso não implicava que ela fosse pagã).

      Excluir
  2. Como funciona o mundo na cabeça de um zumbi tridentino parte 4

    ResponderExcluir
  3. Anônimo do Avalie23 de janeiro de 2018 12:55

    Avalie: https://youtu.be/PGTXjA3I04E

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O melhor vídeo que eu já vi sobre o assunto. Eu ia até escrever minha opinião pessoal quando cliquei e vi o tema, mas ele literalmente tirou as palavras da minha boca.

      Excluir
  4. Esse é um debate entre um rabino e William Lane Craig sobre a trindade

    A posição do Craig e da maioria dos cristãos, é que a trindade não é aceita por judeus pq somente foi revelada por Jesus, no século 1. Antes disto, nunca foi ensinada em qualquer lugar.

    Isso abre a possibilidade de falarem em sincretismo, se é não é algo ensinado desde a criação do universo.

    https://www.youtube.com/watch?v=HMJY6BynP1c

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas se "nunca foi ensinada em qualquer lugar" então não tem como ser "sincretismo". Sincretismo é quando um pagão crê em algo, aí o cristão vai lá e copia dele, incorporando esse ensino à doutrina de alguma igreja. Sendo a trindade uma "invenção cristã", não tem como ser fruto de sincretismo. E eu também não sei o que poderia ser enquadrado dentro deste "ensinado desde a criação do universo", pois nenhuma doutrina que conheço foi ensinada desde esse momento. A lei foi dada a Moisés milhares de anos depois de Adão, e o Novo Testamento 1.400 anos mais tarde, as doutrinas não surgiram todas no Big Bang.

      Excluir
    2. O rabino desse video deu uma surra nos dois trinitarianos

      Interessante foi um dos comentários

      "Fico abismado com a sabedoria do william craig, mas fico mais abismado ainda em saber que mesmo com essa sabedoria, acredita nessas crenças da trindade, inferno, dentre outras que não se sustentam com a bíblia"

      Excluir
    3. "Mas se "nunca foi ensinada em qualquer lugar" então não tem como ser "sincretismo".

      Essa é a posição cristã defendida pelo Craig. Os críticos vão dizer que não tem como uma doutrina surgir do nada, à partir do 0, vindo de Jesus, então avaliam que se trata de um sincretismo com outras crenças.

      E mesmo isso não é defendido por todos os cristãos. Por exemplo Philo de Alexandria já falava sobre o Logos de Deus e não era cristão ou discípulo de João. Era apenas uma crença já compartilhada pelos judeus do século 1, seja cristão ou não. A crença de que os apóstolos receberam uma revelação sobre a trindade não se sustenta na história.

      A Lei veio anos depois mesmo da criação, mas Adão, o primeiro homem, já conhecia muitos destes princípios.

      Excluir
    4. Outro comentário

      "William lane craig foi engolido! alem de mostrar mais a sua opinião filosófica do que a propria biblia. Parece que nem o " maior" pensador cristão da atualidade, consegue explicar essa doutrina maluca e ilógica que é a trindade".

      Excluir
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    6. "Interessante foi um dos comentários... Outro comentário"

      Sério mesmo que agora você vai "caçar comentários de youtube" sobre o debate transcrevendo aqui somente os que favorecem a sua visão? Não sei quem você é, mas esperava mais do que isso. Se o seu papel aqui é copiar e colar comentários anti-Craig no debate, eu vou fazer o mesmo e copiar comentários pró-Craig:

      "Uma característica comum entre todos os debatedores do Craig: arrogância. Por isso tomam uma lambada atrás de outra."

      "Quem não tem conhecimentos bíblicos é vc. Singer foi bem, é verdade, mas em termos de argumentação, é óbvio e patente que Craig venceu novamente"

      "Como sempre, Craig venceu facilmente e com sua classe e erudição tradicionais"

      É ÓBVIO que os anti-trinitarianos que assistiram o debate vão na caixa de comentários atacar o Craig e a trindade e vice-versa, ou você acha mesmo que uma testemunha de Jeová por exemplo iria dizer que o Craig ganhou o debate? Tsc tsc tsc

      Excluir
    7. "Essa é a posição cristã defendida pelo Craig. Os críticos vão dizer que não tem como uma doutrina surgir do nada, à partir do 0, vindo de Jesus, então avaliam que se trata de um sincretismo com outras crenças"

      What??? Nunca vi raciocínio mais sem lógica do que esse. Jesus não pode ter criado doutrina nenhuma, então consequentemente ele plagiou doutrinas do paganismo! É isso mesmo? Socorro!

      E se Jesus não poderia criar nada de novo, foi enviado pra ensinar as pessoas pra que? Desculpe, mas qualquer leitor honesto dos evangelhos percebe que ele não apenas repetiu a lei do AT, mas inclusive a complementou ou a refutou em alguns momentos, além de criar ensinos novos:

      “Vocês ouviram o que foi dito aos seus antepassados: ‘Não matarás’, e ‘quem matar estará sujeito a julgamento’. Mas eu lhes digo que qualquer que se irar contra seu irmão estará sujeito a julgamento. Também, qualquer que disser a seu irmão: ‘Racá’, será levado ao tribunal. E qualquer que disser: ‘Louco! ’, corre o risco de ir para o fogo do inferno” (Mateus 5:21,22)

      “Vocês ouviram o que foi dito: ‘Não adulterarás’. Mas eu lhes digo: qualquer que olhar para uma mulher para desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração” (Mateus 5:27,28)

      “Foi dito: ‘Aquele que se divorciar de sua mulher deverá dar-lhe certidão de divórcio’. Mas eu lhes digo que todo aquele que se divorciar de sua mulher, exceto por imoralidade sexual, faz que ela se torne adúltera, e quem se casar com a mulher divorciada estará cometendo adultério" (Mateus 5:31,32)

      “Vocês também ouviram o que foi dito aos seus antepassados: ‘Não jure falsamente, mas cumpra os juramentos que você fez diante do Senhor’. Mas eu lhes digo: Não jurem de forma alguma: nem pelo céu, porque é o trono de Deus; nem pela terra, porque é o estrado de seus pés; nem por Jerusalém, porque é a cidade do grande Rei. E não jure pela sua cabeça, pois você não pode tornar branco ou preto nem um fio de cabelo” (Mateus 5:33-36)

      “Vocês ouviram o que foi dito: ‘Olho por olho e dente por dente’. Mas eu lhes digo: Não resistam ao perverso. Se alguém o ferir na face direita, ofereça-lhe também a outra. E se alguém quiser processá-lo e tirar-lhe a túnica, deixe que leve também a capa. Se alguém o forçar a caminhar com ele uma milha, vá com ele duas” (Mateus 5:38-41)

      Tudo isso era parte da lei, e Jesus ou ampliou, ou contrariou. Agora só falta falar que isso foi “sincretismo pagão” também, e que o filho de Deus não tinha autoridade para criar ensino novo nenhum...

      Excluir
    8. "E mesmo isso não é defendido por todos os cristãos. Por exemplo Philo de Alexandria já falava sobre o Logos de Deus e não era cristão ou discípulo de João. Era apenas uma crença já compartilhada pelos judeus do século 1, seja cristão ou não. A crença de que os apóstolos receberam uma revelação sobre a trindade não se sustenta na história"

      Filo usar a palavra "Logos" não tinha nada a ver com a trindade, nem tampouco ele se referia a uma pessoa à parte do Pai ao usar este termo, tem que analisar os escritos dele dentro de seu devido contexto. Prove que Filo ou qualquer outro autor não-cristão era trinitariano antes do Cristianismo, ou então simplesmente assuma que seu argumento é errado e que a trindade é autenticamente uma doutrina cristã, e não um sincretismo pagão do qual você não tem prova NENHUMA.

      "A Lei veio anos depois mesmo da criação, mas Adão, o primeiro homem, já conhecia muitos destes princípios"

      Adão conhecia a circuncisão? Não. Conhecia a Sola Fide? Não? Conhecia a Sola Scriptura? Nem Escritura havia na época, então presumo que não. Conhecia todos os 613 mandamentos da Torá? Não. Conhecia todas as revelações escatológicas e apocalípticas? Óbvio que não. Então não diga que as doutrinas não podem ser criadas com o tempo, que fica feio.

      Excluir
    9. "Como ensinar uma doutrina desde o Bing Bang se humanos nem existiam na ainda?"

      Foi uma paródia do argumento dele, de que tudo tem que ser ensinado "desde a criação do universo" ou senão é "sincretismo pagão".

      Excluir
    10. Eu sei, por isso coloquei o "RSRSRS"

      Excluir
  5. Lucas, você acha que seria prejudicial para a fé cristã se fosse 100% confirmado que pelo menos alguns animais possuem algum grau de autoconsciência (é fácil observar diferentes "graus de consciência" entre diferentes espécies, e também existem algumas, como chimpanzés, golfinhos, elefantes, orangotangos, etc. que podem até aprender a reconhecer o próprio reflexo no espelho)?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não entendo de que forma isso poderia ser prejudicial à fé cristã.

      Excluir
    2. Totalmente pelo contrário, isso só prova que tais animais com mentes quase tão complexas como as nossas tiveram um criador.

      Excluir
    3. E outras perguntas: (1) Tu conhece aqueles pratos tradicionais de alguns países orientais onde os animais são servidos vivos sentindo dor quase insuportável? (2) É pecado comer esse tipo de alimento (animais servidos vivos da forma mais brutal possível)? (3) Afinal a Bíblia se importa ou não com o sofrimento animal (porque eu vi um texto de um site que se não me engano chama-se "Bad News for Christianity" que escreveu sobre várias barbaridades históricas cometidas em países cristãos contra os animais e inclusive histórias bíblicas, como o Dilúvio, Sansão queimando várias raposas, Jesus fazendo porcos se matarem, etc., já que supostamente a Bíblia aprova práticas brutais porque segundo o texto ela ensina que os animais "não têm alma")?

      Excluir
    4. (1) Já vi algo a respeito; (2) Qualquer brutalidade com os animais é pecado sim; (3) Eu já respondi isso a você mesmo em outro comentário seu de outro artigo. Creio que você não deve ter lido a resposta e por isso repete a pergunta, então vou transcrever aqui novamente a minha resposta lá:

      O argumento do dilúvio é muito ruim, pois no dilúvio não foi só animal que morreu, todos os homens morreram também à exceção da família de Noé, então por essa ótica teria que maltratar os humanos tanto quanto os animais. Sem falar que Deus mostrou o apreço aos animais os criando e protegendo as espécies na arca de Noé (embora obviamente não fosse possível salvar todos os animais do planeta inteiro, mas se os animais fossem desprezíveis assim Deus não teria feito questão nenhuma de salvar cada espécie na arca). Sem falar que há textos bíblicos que claramente se opõem ao maltrato de animais, por exemplo:

      "O justo cuida bem dos seus animais, mas até os atos mais bondosos dos ímpios são cruéis" (Provérbios 12:10)

      "Mas aquele que sacrifica um boi é como quem mata um homem; aquele que sacrifica um cordeiro, é como quem quebra o pescoço de um cachorro; aquele que faz oferta de cereal é como quem apresenta sangue de porco, e aquele que queima incenso memorial, é como quem adora um ídolo. Eles escolheram os seus caminhos, e suas almas têm prazer em suas práticas detestáveis" (Isaías 66:3)

      Sobre a sua fala final:

      "já que supostamente a Bíblia aprova práticas brutais porque segundo o texto ela ensina que os animais "não têm alma")?"

      Nem os seres humanos "tem" uma alma, nós SOMOS uma alma ou ser vivente, da mesma forma que os animais. O mesmo termo hebraico "nephesh chay" (alma vivente) utilizada para os seres humanos na Bíblia é também constantemente utilizada quando se fala dos animais. Nenhum "possui" uma alma no sentido platônico do termo, mas ambos são uma alma, ou seja, um ser vivo que Deus criou. Então esse argumento de que "os animais não tem alma, nós temos então podemos causar sofrimento a eles" não tem base nenhuma.

      Excluir
    5. Adorei a resposta, mas me suscitou outra dúvida: qual é a real diferenciação entre humanos e animais levando em conta que ambos são almas viventes da mesma forma? Seriam os espíritos diferentes? E o holismo (acho que é esse o nome, certo?) necessariamente contradiria a nossa percepção provavelmente inata de que nossos produtos mentais são mais do que simples reações químicas sem significado objetivo?

      Excluir
    6. A diferenciação entre homens e animais no que se refere especificação à natureza de ambos é nenhuma, como disse Salomão:

      “Porque o que sucede aos filhos dos homens, isso mesmo também sucede aos animais, e lhes sucede a mesma coisa; como morre um, assim morre o outro; e todos têm o mesmo fôlego, e a vantagem dos homens sobre os animais não é nenhuma, porque todos são vaidade. Todos vão para um lugar; todos foram feitos do pó, e todos voltarão ao pó” (Eclesiastes 3:19-20)

      A diferença não consiste no que ambos são ou para onde vão, mas sim no que diz respeito à ressurreição. Para os homens há ressurreição, para os animais não. Por isso a morte é uma cessação de existência para sempre no que se refere aos animais, mas apenas uma cessação temporária para os humanos (até a ressurreição dos mortos). O que faz com que seres humanos raciocinem melhor do que os animais não é porque um tenha espírito e o outro não tenha, pois Salomão foi claro em dizer que ambos possuem O MESMO RUACH [espírito] e ainda há muitos outros textos dizendo o mesmo, mas sim porque o nosso cérebro é maior e melhor que o deles. Essa também é a razão pela qual alguns animais são mais inteligentes do que outros animais.

      Sua outra questão não pode ser respondida até que o cérebro humano seja totalmente "mapeado". Infelizmente a neurologia, embora tenha avançado muito nos últimos tempos, não avançou nem perto a ponto de nos dar todas as respostas quanto ao funcionamento do cérebro. Eu estou propenso a entender que, seja lá como a nossa mente funcione, Deus fez com que tudo funcionasse através do cérebro, pois o cérebro é incrivelmente e inacreditavelmente complexo para que Deus o tenha criado apenas como "enfeite", e que tudo funcione mesmo por meio de uma "alma invisível" escondida em algum lugar lá dentro.

      Excluir
  6. Lucas o texto de atos que fala que Deus não habita em templos feito por mãos humanas não se refere as instituições cristã em si como os desigrejados falam erroneamente, mas os templos gregos pagãos cheios de imagens satânica que Paulo repreendeu os gregos analisando o contexto do capítulo 17 e verso 16 e 23 de atos?agradeço os pastores reformados muito bem preparados que conseguiu sabiamente trazer de volta a congregação, já que eu era uma DESIGREJADA.Lucas você não acha que esses grupos de desigrejados do qual muitos não tem nem batismo nas águas e nem a ceia do Senhor estão em pecado descumprindo as ordenanças de Deus elementos essenciais na vida cristã?Você não acha que falta uma certa compreensão para os desigrejados?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O batismo e a Ceia são ordenanças divinas, e negligenciá-las é algo muito sério. Com certeza falta compreensão aos grupos que agem assim.

      Excluir
    2. Qual o problema em congregar numa sala de aula alugada?

      Excluir
    3. Cara Vanessa.
      Não querendo intervir, mas já intervindo, o conceito de igreja era diferente do que se é hoje. O que se tem são templos para se edificar uma igreja (do grego eklesia; assembléia, ou congregação).
      Em toda a bíblia só há autorização para um único templo ser erguido, que fora o templo de Salomão. Isso é tão sério que os judeus não construíram mais nenhum templo, apenas reedificaram o que já era existente. Mas o que era pra se tornar a Casa de Deus, acabou virando numa funestra casa de prostituição de indulgências e covil de salteadores.
      Nós neste espaço virtual estamos edificando uma igreja (assembléia), ao discutirmos idéias e esboçando novos diálogos. Mas vá dizer num templo pentecostal que o dízimo foi abolido pra ver o que eles vão te dizer...

      Excluir
  7. Fugindo um pouco do assunto,o que você acha sobre igrejas adventistas, sai da igreja católica e ingressei numa igreja chamada Adventista da Promessa, que entre suas leis é a guarda do sábado, depois li em um site que isso era como se fosse um pecado, pois isso é uma aliança apenas com o povo de Israel e Deus.Você acha que a guarda do sábado é mal visto aos olhos de Deus por outros povos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São duas questões diferentes aqui. Primeiro, se somos obrigados a guardar o sábado hoje, a resposta é não, pois não estamos mais debaixo do lei. A outra questão é se é pecado guardar o sábado, isso também não é e nem faria sentido ser. Ninguém vai ser condenado por ter deixado de trabalhar em algum dia da semana seja ele qual for, isso não tem nenhuma base. Pra mim os adventistas agem errado ao pregar a guarda obrigatória do sábado, mas não estão induzindo ninguém ao pecado pois deixar de trabalhar em um dia da semana para reservá-lo a Deus não constitui nenhuma obra pecaminosa. E pra mim, deixar a Igreja Católica para aderir ao adventismo é um notável e gigantesco avanço, mesmo eu tendo minhas divergências com algumas crenças adventistas como essa questão que você abordou.

      Excluir
    2. Eu me senti muito bem lá, é tão diferente da igreja católica, não tem orações decoradas, coisas repetidas, e sinto que lá, eu vou crescer espiritualmente, fora que o povo é bem simpático.Obrigado por sua resposta Lucas, é bom ouvir a opinião de alguém que sabe mais que eu, Deus te abençoe. :)

      Excluir
    3. O problema não é a guarda do sábado, mas ver isto como necessário para salvação.

      Excluir
    4. Eles não acreditam que tem que guardar o sábado pra ser salvo, veja a explicação do Leandro Quadros aqui:

      https://www.youtube.com/watch?v=Lb6j33sgPfI

      Excluir
    5. Ele disse basicamente que se você sabe que tem que guardar o sábado mas não guardar será condenado, não vi mudanças.

      Excluir
    6. A questão é o que significa "saber que tem que guardar o sábado". Eu por exemplo, e os outros evangélicos, não "sabemos que temos que guardar o sábado" porque isso não faz parte da nossa forma de interpretar as Escrituras. Logo, se aplicaria somente a pessoas que entendem biblicamente que o sábado deve ser observado como um mandamento divino e mesmo assim rejeitam seguir o mandamento (o que não é o nosso caso).

      Excluir
    7. Teria que ficar claro que ele quis dizer isso, mas tudo bem.

      Excluir
  8. Lucas o problema maior de morbidão da igreja atual é de fato a falta de arrependimento e também por que tem muitas heresias encobertas?

    ResponderExcluir
  9. Tem um cara na internet que "desmascara" a doutrina da Trindade

    https://youtu.be/dbJ01WvJiiA

    Ele fala muita besteira e muita gente segue ele...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse aí é o mesmo cara que ensina que Eva teve relações sexuais com a serpente (sim, inacreditavelmente ele interpreta literalmente a passagem que fala dos "filhos da serpente"...), e que passou meses dizendo incansavelmente que o arrebatamento ocorreria em 23 de setembro do ano passado. Muita gente acreditou nele e teve até quem abandonou o emprego, a família, fugiu para os montes, doou tudo o que tem e depois quebrou a cara e até se suicidou por acreditar nesse charlatão.

      Excluir
  10. Lucas; mudando um pouco de assunto, você poderia me indicar algumas bibliografias sobre a monarquia? Gostaria de saber até onde essa propaganda pró monarquista é realmente verídica ou é apenas uma propaganda de desinformação católica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, sobre a parte econômica eu lhe recomendo esses índices aqui:

      http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rbe/article/viewFile/78/2895

      http://revistas.ufpr.br/economia/article/viewFile/31283/22683

      Podem ser comparados com as estatísticas do século XX aqui:

      https://ww2.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/29092003estatisticasecxxhtml.shtm

      Esse aqui é o estudo mais completo (em inglês):

      https://theunbrokenwindow.com/Development/MADDISON%20The%20World%20Economy--A%20Millennial.pdf

      (O estudo acima é importante porque não foca apenas no Brasil mas faz uma análise geral de todos os países e assim fundamenta teoricamente o fato de que os países protestantes já eram superiores aos católicos desde bem antes do século XIX)

      Links úteis:

      https://fernandonogueiracosta.wordpress.com/2017/02/13/comparacao-entre-o-desenvolvimento-do-brasil-e-o-dos-estados-unidos-no-seculo-xix/

      http://historiahoje.com/d-pedro-ii-ainda-provocando-acaloradas-discussoes/

      http://www.sitedecuriosidades.com/curiosidade/dom-pedro-i-amante-insaciavel.html

      https://acervo.publico.pt/multimedia/infografia/a-vida-desde-1820

      http://www.historica.arquivoestado.sp.gov.br/materias/anteriores/edicao51/materia01/

      Além dos meus artigos:

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2017/04/desconstruindo-utopia-da-monarquia.html

      http://heresiascatolicas.blogspot.com.br/2017/04/o-brasil-era-mais-rico-e-desenvolvido.html

      De livros, são recomendáveis:

      FILHO, Luiz Viana. A Vida do Barão do Rio Branco. São Paulo: José Olympio, 1957.

      GERSON, Brasil. A Escravidão no Império. São Paulo: Pallas, 1975.

      FERNANDES, Humberto; NEVES, Lúcia Bastos Pereira das. O Império do Brasil. Editora Nova Fronteira, 1999.

      De vídeos, os que eu já recomendei os do canal “Conservador Paulista”, que vai direto ao ponto:

      https://www.youtube.com/watch?v=7CizY_rAig4&t=3s

      https://www.youtube.com/watch?v=7hJWltOD6iY&t=13s

      https://www.youtube.com/watch?v=5E-eW9l8OjQ

      Tem ainda um arquivo Word de ótimo conteúdo que eu posso te enviar por e-mail ou pelo facebook (é só me contactar por lá).

      Como você sabe, minha área de especialidade é a teologia e não a política, e no caso da monarquia se trata de uma coisa tão tosca que a maior parte dos argumentos que usam não é necessário mais do que usar o cérebro com raciocínios lógicos para refutá-los, não é preciso fazer muito esforço. Mas se o movimento tomar proporções maiores, eu creio que será necessário focar mais nesse assunto e desenvolver artigos mais elaborados, e talvez até um livro.

      Excluir
    2. Lucas,só mais uma pergunta: é verdade que a os puritanos, durante o processo de colonização dos Estados unidos, acreditavam que os negros é uma raça sub Humana, como é afirmado nessa palestra?


      https://youtu.be/BayDCdxqYV0

      Excluir
    3. Se ele não cita fontes, não pode ser levado a sério. O que pode ser comprovado historicamente é que a escravidão americana: (a) começou bem depois da escravidão no Brasil; (b) sempre teve muito menos escravos do que aqui; (c) foi menos severa do que a nossa; (d) terminou décadas antes.

      Excluir
    4. E também haviam inúmeros puritanos e quakers que lutaram pela abolição, por exemplo a Pensilvânia foi o primeiro estado americano (na época uma colônia da Inglaterra) a abolir a escravidão em 1688, e a escravidão acabou após um grupo Quakers e Puritanos enviarem ao Governador da Colônia uma petição contra a legalização da escravidão.

      veja:https://en.wikipedia.org/wiki/1688_Germantown_Quaker_Petition_Against_Slavery

      Excluir
  11. Lucas, o que eu vou falar não tem nada a ver com o post, me desculpe por isso, é na verdade um desabafo e um grito por socorro. Nos últimos dias, sem nenhuma razão, eu perdi a minha fé. Eu sei que pode ser coisa de louco, mas sei lá , eu não acredito mais em Deus como antes. Eu sei que ele existe, mas eu não consigo acreditar e isso no meu coração vem me incomodando muito, muito mesmo. Eu não consigo mais sentir a presença dele, e nem ter tanta fé. As vezes penso que eu blasfemei contra o espírito e ele foi retirado de mim. Pra ter uma noção, eu n consigo nem mais orar como antes. (Eu orava uns 30, 40 minutos, hoje se eu oro é uns 4 minutos) Porém eu não quero isso, sabe? Não quero ir pro mundo e muito menos virar ateu. Me ajude, por favor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Eu sei que ele existe, mas eu não consigo acreditar"

      Isso me parece meio um paradoxo; se você SABE que Ele existe, então não teria como "não acreditar", já que nós acreditamos em tudo o que sabemos que existe. Se sua dificuldade for algum aspecto intelectual relacionado à crença na existência de Deus eu posso lhe passar alguns livros que defendem muito bem a perspectiva teísta cristã (me contacte pelo facebook ou por e-mail para que eu envie), aqui tem uma lista de livros úteis:

      http://ateismorefutado.blogspot.com.br/2014/12/livros-recomendados.html

      Mas se o problema for algum aspecto interior e não uma razão intelectual para a descrença aí eu não posso fazer nada, o melhor seria orar e pedir mais fé a Deus. Você tem medo de ter blasfemado contra o Espírito Santo mas isso com certeza não aconteceu, porque quem blasfemou não teria nenhum remorso e nem iria ficar de consciência pesada pensando nisso, e você claramente deseja ter mais fé e voltar a estar mais firme. Você se incomoda por orar só 4 minutos mas a maior parte dos cristãos nominais não ora nem isso, então você não pode menosprezar seus 4 minutos de oração só porque antes orava mais. E busque orar mais vezes por dia do que apenas uma, assim você pode orar por exemplo umas cinco vezes por dia e virar 20 minutos (apenas citando um exemplo). O mais importante é saber que Deus conhece o seu coração e que sabe das suas boas intenções, e que estará ao seu lado nessa caminhada, como um amigo e não como um acusador.

      Abs.

      Excluir
  12. O que acha desse vídeo?
    https://youtu.be/U-rmqJQB4hw
    Se Abraão era um homem correto aos olhos de Deus, porque Deus não repreendeu ele quando decidiu ter outras mulheres? Tanto ele como os outros personagens da Bíblia que tinham concubinas e traiam as próprias esposas? E porque só o homem podia ter várias mulheres e as mulheres não podiam ter vários homens?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A poligamia era tolerada no AT, mas não aprovada. Era tolerada por causa "da dureza do coração dos homens", assim como o divórcio por qualquer razão. Nestes casos não havia o conceito de "trair" a própria esposa, ninguém no mundo antigo via a poligamia como uma reforma de traição. Muitas vezes isso era aprovado pela própria mulher, como por exemplo no caso de Abraão, que só teve um relacionamento com Hagar porque Sara insistiu a fim de ter um filho por meio da sua serva. E no caso de Jacó, por exemplo, porque foi enganado por Labão e acabou sendo obrigado a desposar a filha mais velha após ter trabalhado 7 anos pela filha mais nova, por causa do costume do país. Que a monogamia é desde sempre a visão de Deus quanto ao casamento, é só ver que ele criou um homem e uma mulher como o casal original, e não um homem e várias mulheres, ou qualquer outra fórmula.

      Excluir
    2. E nos dias de hoje, é possível praticar a poligamia sem ser repreendido por Deus, já que ele tolerada no AT mas não aprovava? Complicado isso...

      Excluir
    3. Quando se diz que Abraão era um homem correto aos olhos de Deus não quer dizer que tudo o que fez não foi pecado. A meu ver, foi pecado o que ele fez com Hagar. Ele errou. E seu erro custou caro a diversas pessoas. Deus, por amor de seu povo, cuidou de Hagar e Ismael, mas que o plano de Deus era diverso, disso não tenho dúvida.

      Excluir
    4. "E nos dias de hoje, é possível praticar a poligamia sem ser repreendido por Deus, já que ele tolerada no AT mas não aprovava? Complicado isso..."

      Com certeza não, veja Tito 1:6 e 1 Timóteo 3:2.

      "Quando se diz que Abraão era um homem correto aos olhos de Deus não quer dizer que tudo o que fez não foi pecado. A meu ver, foi pecado o que ele fez com Hagar. Ele errou. E seu erro custou caro a diversas pessoas. Deus, por amor de seu povo, cuidou de Hagar e Ismael, mas que o plano de Deus era diverso, disso não tenho dúvida"

      Exatamente.

      Excluir
    5. E o mais assombroso em tudo isso é que Abraão casou com a própria irmã. É isso mesmo, Sara era irmã de Abraão:

      "E, na verdade, é ela também minha irmã, filha de meu pai, mas não filha da minha mãe; e veio a ser minha mulher", Gn 20:12.





      Excluir
  13. https://youtu.be/EVkNyN0dhJQ

    É verdade essa história da Lilith? Você tem algum artigo que fale sobre
    A possibilidade de Deus ter criado outra mulher que no caso seria Lilith?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lilith é uma lenda que não encontra qualquer base bíblica no Gênesis, está muito claro que Eva foi a primeira mulher, nem tem o que dissertar sobre um assunto tão claro. Essa coisa de que os judeus teriam supostamente arrancado Lilith da Bíblia por serem machistas e blá blá blá é pura lenga-lenga e teoria de conspiração sem evidência nenhuma.

      Excluir
  14. Lucas o que acha dessa música norte-americana que fez muito sucesso na década de 70,80 e 90?www.youtube.com/watch?v=TpqAUtzWDuw.Infelizmente o vocalista faleceu em janeiro de 2016.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo do Avalie26 de janeiro de 2018 10:42

      Avalie: https://youtu.be/DJPm52rmKYI

      Excluir
    2. O que tem pra avaliar nisso? É só um vídeo tosco de comédia sem graça feita por esquerdistas.

      Excluir
    3. Anônimo do Avalie26 de janeiro de 2018 19:27

      Verdade.

      Excluir
  15. Paz Lucas, achei irônico e incongruente este comentário: NENHUMA DOUTRINA PARTE DO ZERO(0), há alguma lógica nesta afirmação ? Sinceramente eu não vejo, todas as doutrina ( sentido lado) , surigiu do zero, até mesma a doutrina anti-trinitaniana partiu do zero , a doutrina contra a existência de Cristo partiu zero, ou antes existir a doutrina pró-Cristo já existi uma Doutirna que a refutava? É só estudar no século VI Mahome trouxe o quê? Não é uma nova doutrina? As Hadites apresentam o quê não é uma nova doutrina? Pariram de onde ? Não foi do zero? Meio seriando este argumento , William Como sempre exímio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, queria ver como a doutrina da Sola Scriptura existia "desde Adão" numa época em que a própria Escritura nem existia (ou a tradição romanista, no caso dos católicos), ou as observâncias cerimoniais da lei antes da lei ser dada (incluindo os rituais, cidades de refúgio e etc), ou cada doutrina cristã nos seus mínimos detalhes (inclusive a escatologia inteira, milênio e etc). É simplesmente um devaneio total o que ele disse, nem vale a pena perder tempo discutindo uma loucura tão grande. Sem falar que o argumento do cara era pra dizer que a trindade teria que ser um "sincretismo pagão" porque nada poderia ter sido criado do zero a partir de Cristo, mas por essa ótica a própria suposta "invenção pagã" da trindade também não poderia ter sido inventada do zero e nos remeteria até Adão de novo (o que nos faria chegar à conclusão de que até Adão acreditava em trindade, destruindo o próprio propósito do argumento dele!).

      Excluir
  16. A mesma falácia também é utilizada acerca da celebração do aniversário , dizem que de origem pagã , mas se tu estudas ao fundo é uma decepção , escrevi um artigo e posteriormente escrevi uma resposta de um debate que tive com alguém aqui no meu país , gostaria de partilhar , mas é muito extenso, pois te o argumento é a respostas ....abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode postar em vários comentários se quiser, ou então publica em um endereço da rede (pode ser no blogspot mesmo) e aí só precisa postar o link aqui.

      Excluir
  17. Além dos Romanos, ds protestantes, ortodoxos, mórmons, e TJ, existem outras igrejas cristãs? Vc tem ideia de quantas ramificações existem no cristianismo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veja uma lista aqui:

      https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_denomina%C3%A7%C3%B5es_crist%C3%A3s

      Excluir
    2. Acho engraçado quando católicos culpam Lutero por dividir a Igreja, isso demonstra um grande desconhecimento do assunto.

      Excluir
  18. Fala Banzolao, beleza? Que estilo de musica você curte?

    ResponderExcluir
  19. https://pt.wikipedia.org/wiki/Usta%C5%A1e
    Até hoje os sérvios são perseguidos por católicos e muçulmanos nos países do bálcãs. Então acredito que seja mais etino do que que religioso. Inclusive já uma vila de muçulmanos se torna católica na Albânia.
    Tu tem alguma informação a mais?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O artigo em questão fala das vítimas de um regime nazi-fascista católico que tinha como meta o extermínio de 1/3 dos sérvios e a conversão de outros 1/3 ao catolicismo (além da expulsão de mais 1/3). Mas esse ódio dos católicos aos sérvios data desde a perseguição aos hussitas no século XV com a guerra que se deflagrou, e se acentuou mais tarde na Guerra dos 30 Anos.

      Excluir
    2. Sobre os muçulmanos se tornando católicos
      https://www.facebook.com/chrstalb/posts/1122543241126788.

      Hoje os sérvios são perseguidos em todos os países do bálcãs

      Excluir
    3. Não sei até que ponto se pode confiar em um post de facebook para concluir informações tão sérias que envolvem a realidade de uma comunidade inteira. Na minha opinião, em ponto nenhum. O post apenas fala da construção de UMA nova igreja católica e diz que "muitos muçulmanos albaneses retornaram recentemente ao catolicismo albanês", mas não é bem o que os dados oficiais mostram:

      https://pt.wikipedia.org/wiki/Religi%C3%A3o_na_Alb%C3%A2nia

      As estatísticas oficiais de 1935 da Albânia mostrava 13,5% de católicos romanos, e a mais recente (de 2011) mostra uma queda para 10%. Infelizmente não há um censo ainda mais recente, mas me parece mais um caso de propagandismo da apologética católica, igual eles fizeram com os EUA, com a Coreia do Sul e até com o Brasil - todos lugares em que o catolicismo romano está na verdade caindo, a despeito dos esforços de marketing e apologética católica em tentar se "provar" o contrário com conversões isoladas e falsos dados. A estratégia deles é sempre a mesma: fazem listas de conversões ao catolicismo, elaboram testemunhos e pegam manchetes de jornais, ignorando que o número de pessoas que abandona essa religião é sempre muito maior do que os que a ela aderem, considerando o quadro geral.

      Excluir
    4. Nesse caso é diferente, a Albania foi um país que tiro o nome de Deus do dicionario. A outras noticias de muçulmanos ajudam a construir igrejas na mesma pagina.

      Os hussitas não são da Republica Checa?

      Excluir
  20. Lucas, você assiste desenho animado? séries de TV? Filmes? Se sim qual desenho animado/série/Filme você mais gosta? Sendo bem sincero eu gosto muito de desenhos animados, eu também gosto muito de filmes, mas eu gosto bem mais de filmes animados do que com atores reais, meus gêneros favoritos são: animação, comédia, aventura e ficção científica. Quais são os gêneros favoritos? Você gosta de ficção científica?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não gosto de desenhos animados (gostava quando era criança), atualmente gosto de assistir séries como "Flash", "Arrow" e "Os Originais". De filmes, eu prefiro de ficção científica ou de universos fantásticos, os dois melhores que assisti foi a trilogia do Senhor dos Aneis e Interestelar.

      Excluir
    2. Você já assistiu a série Stranger Things? É uma série de ficção científica com um pouco de terror, que fala sobre universos paralelos e poderes paranormais, tem na Netflix, não sei se você já assistiu, mas caso tenha assistido o que achou? eu mesmo assisti e gostei bastante, espero que um dia você tenha a oportunidade de assisti-la. Abraços

      Excluir
    3. Não conheço essa série, mas agradeço pela recomendação!

      Excluir
  21. PS: Nesse ponto eu discordo de você, gosto muito de desenhos animados, mas nem todos gostam das mesmas coisas, eu por exemplo não torço pra time nenhum e não gosto de futebol (nunca gostei, prefiro Basquete (meu esporte favorito), Futebol americano e Baseball), já você gosta de futebol e torce pro São Paulo, mas o que realmente importa é o conteúdo (de excelentíssima qualidade) sobre teologia, enfim, perguntei só por curiosidade mesmo. Abraços

    ResponderExcluir
  22. Lucas você não acha que as pessoas que não crer na TRINDADE, corre um grande risco de perder a salvação, já que a doutrina é essencial para salvação por se tratar de um elemento inegociável de fé para o cristianismo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se perde salvação ou não é Deus quem vai julgar e não eu, mas concordo que é um elemento importante da fé.

      Excluir
  23. Lucas sabe me dizer que o herege Ário morreu envenenado segundo alguns historiadores falam que isso era prática comum da época?

    ResponderExcluir
  24. Onde foi parar o defensor do Ratzinger, sumiu outra vez?

    ResponderExcluir
  25. Minha pergunta foge ao assunto, mas vamos lá!
    você já falou sobre a questão da pena de morte na bíblia em algum artigo ou livro? gostaria muito de ver uma reflexão sobre esse tema!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Escrevi sobre isso aqui:

      http://ateismorefutado.blogspot.com.br/2015/04/a-pena-de-morte-na-lei-do-antigo.html

      Excluir
  26. Lucas você acha o Silas Malafaia é um herege como disse o Pr.Paulo Júnior? digo isso por que na visão do Paulo Júnior se o Silas morresse hoje ele iria para o inferno.Sinceramente Lucas acho o pastor Paulo Júnior um tipo de PURITANO RADICAL que julga quem vai e quem não vai para o inferno, você não acha?

    ResponderExcluir
  27. Eu acho ele um calvinista radical, mas em geral ele prega bem.

    ResponderExcluir
  28. Lucas os católicos afirmam que Tertuliano só acreditou que Maria teve outros filhos quando ele rompeu com Roma e aderiu o Montanismo e senão por que?É verdade que a crença na virgindade perpétua de Maria vem dos livros apócrifos gnósticos e se for verdade quais livros são esses?Quais outros pais da igreja acreditavam que Maria tinha outros filhos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo isso é respondido nesses artigos do Bruno Lima:

      http://respostascristas.blogspot.com.br/2016/05/a-virgindade-perpetua-de-maria-e.html

      http://respostascristas.blogspot.com.br/2016/05/a-virgindade-perpetua-de-maria-e_23.html

      E sobre Tertuliano especificamente:

      http://conhecereis-a-verdade.blogspot.com.br/2011/10/tertuliano-contra-virgindade-in-partu-e.html

      Abs.

      Excluir
  29. Lucas podemos afirmar como nós protestantes que a ceia e o batismo é a extensão do corpo místico de Cristo,ou seja,da sua encarnação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Extensão do corpo místico"? Nunca vi ninguém se expressar assim. É importante em teologia fazermos concepções que sejam práticas e compreensíveis às pessoas. Não vejo a Bíblia se expressar assim.

      Excluir

Comente abaixo. Sua participação é importante e será publicada após passar pela moderação. Todos os tipos de comentários ou perguntas educadas sobre qualquer assunto são bem-vindas e serão respondidas cordialmente, mas insultos, deboche e manifestações de fanatismo não serão publicados.