1 de agosto de 2022

0 NOVO LIVRO: "A Lenda da Imortalidade da Alma". Baixe agora mesmo!

 


Após dois longos anos, a nova versão do meu livro “A Lenda da Imortalidade da Alma” está finalmente pronta! É o livro mais completo que existe sobre o tema, onde eu abordo com profundidade todos os argumentos imortalistas e apresento todas as provas bíblicas da morte da alma e do aniquilacionismo final dos ímpios, além de capítulos sobre a imortalidade da alma à luz da ciência, da história judaica, da patrística e da história cristã. Ao todo, são 1.900 páginas na versão digital e 4 volumes na versão impressa que somam mais de 2.100 páginas, disponíveis tanto para download gratuito da versão em pdf como para compra da versão impressa no Clube de Autores. Saiba como após o resumo e o sumário abaixo. 

 

RESUMO DO LIVRO 

A imortalidade da alma está na base de quase todo sistema religioso, desde o catolicismo romano até o espiritismo, passando pela Nova Era e religiões orientais. Cada vez mais cresce o interesse por coisas como projeção astral, ocultismo, esoterismo, misticismo, assombrações, invocação de entes queridos já falecidos e “experiências” fora do corpo. Por outro lado, cada vez menos se fala em crenças cristãs basilares no Novo Testamento, como a ressurreição dos mortos, a volta de Jesus e a criação de novos céus e nova terra. E se eu te dissesse que o desinteresse por essas doutrinas está diretamente relacionado ao interesse pelas outras, e que uma mesma mentira está na raiz de todos os maiores enganos teológicos de todas as épocas? 

E se eu te dissesse que foi o próprio Satanás quem pregou a primeira mentira, a de que “certamente não morrerás” (Gn 3:4), e que tem usado essa mentira até hoje para sustentar tudo aquilo que mais desvia a humanidade do seu Criador? Pense em quantas heresias de perdição, ensinos duvidosos e crendices populares simplesmente não existiriam sem o grande pilar que dá fundamento a todas elas: a da imortalidade da alma. Sem a imortalidade da alma não haveria necromancia, reencarnação, metempsicose, adoração de imagens de gente morta, reza pelos defuntos, culto aos mortos, intercessão e canonização dos “santos”, purgatório e limbo, só pra começar. Sempre que a serpente quer desviar a criatura do Criador ela evoca os mortos, e para isso ela precisa da crença na sobrevivência da alma. 

É por isso que, se pararmos pra pensar, veremos que a imortalidade da alma está na raiz de quase todo engano destrutivo e de toda falsa religião. Sem a crença na sobrevivência da alma, elas não seriam nada. Todos esses ensinos se alimentam de uma mesma fonte em comum: a de que somos essencialmente uma alma que sobrevive à morte. Ao longo das quase duas mil páginas deste livro, você verá as provas mais contundentes de que a morte é o fim da existência até a ressurreição, que o nosso lar eterno é a terra renovada de toda mácula e que o salário do pecado não consiste em torturas eternas por demônios de tridentes, onde o pecado e o mal nunca têm fim, mas na morte definitiva que coloca um ponto final em qualquer mancha de pecado no mundo. 

 

SUMÁRIO DO LIVRO 

CAP. 1 - Certamente não morrereis

CAP. 2 - O que é a alma?
• Somos alma ou possuímos uma?         
    Holismo        
    Tricotomia    
    Dicotomia     
• A alma visível e tangível  
    Alma como pessoa 
    Animais como alma
    Animais e Deus “com” alma          
    Alma que come e sente fome       
    Alma material          
    Alma como garganta          
    Alma como sangue 
    As almas debaixo do altar 
• Considerações Finais  
      
CAP. 3 – A morte da alma imortal       
    A morte da alma explicitamente   
    A morte da alma implicitamente  
    Destruição, extermínio, expirar e desfalecer       
    Ser eliminado do meio do povo   
    Alma como cadáver
    Temer pela alma     
    Arriscar a alma         
    Dar a alma    
    Alma por alma         
    Poupar a alma         
    Conservar a alma    
    Perder a alma          
    Salvar a alma
    Livrar a alma 
    Resgatar a alma       
    Tirar a alma  
    Buscar a alma          
    Pedir a alma 
    “Caçar” e “espiar” a alma   
    A alma na cova        
• Tabela exaustiva de textos          
• Mateus 10:28        
• Considerações Finais    

CAP. 4 – O que é o espírito?      
• O significado de “espírito” na Bíblia     
    Introdução    
    O espírito é um ente pessoal?      
    O espírito como o fôlego da vida
    O fôlego da vida como a respiração       
    O espírito como a respiração        
    Animais com espírito          
    O espírito que volta para Deus     
    Outros significados de ruach        
• A sede das emoções        
    Alma  
    Espírito          
    Coração         
    Ventre
    Rins   
    Fígado e intestino   
    Elias e João Batista  
    A verdadeira sede das emoções   
• A “aparição” de Samuel à médium de En-Dor
    Os problemas com o “aparecimento” de Samuel         
    A perspectiva do observador        
    Os Pais da Igreja e reformadores 
    Um demônio não pode dizer a verdade?           
    A “surpresa” da necromante         
    Por que Deus proibiu consultar os mortos?       
• Moisés no monte da transfiguração     
• Jesus foi para o inferno pregar para os espíritos dos mortos?        
    Os “espíritos em prisão”    
    O evangelho pregado aos mortos           
• A igreja dos primogênitos e os espíritos dos justos aperfeiçoados
• No corpo ou fora do corpo        
• Um espírito não tem carne nem ossos
• Considerações Finais
   
        
CAP. 5 – De onde vem a consciência?
• De onde vem a consciência humana?  
    Introdução    
    Mente e cérebro      
    Analogias infundadas         
    Consequências teológicas 
    Disforia de gênero  
    Interdependência entre corpo e mente  
• De onde vem a consciência dos animais?       
    A inteligência dos cães      
    A inteligência dos chimpanzés     
    A inteligência dos gorilas  
    A empatia animal    
    Conclusões   
• O que nos faz ser quem somos?           
    Nossa identidade vem da alma?  
    Como fica o livre-arbítrio?
    Como o cérebro produz autoconsciência?         
    O holismo é “materialista” e exclui o sobrenatural?        
• As experiências de quase-morte           
    Introdução    
    As EQM sob uma perspectiva bíblica      
    As EQM sob uma perspectiva científica  
 
CAP. 6 – O estado dos mortos no Sheol        
• Introdução 
• O que é e onde fica o Sheol?     
    Sheol e Hades          
    Onde fica o Sheol?  
    Substâncias físicas no Sheol         
    Joelhos se dobrando no inferno?
• Para onde vão os salvos após a morte?           
    Subir ao céu ou descer ao Sheol?
    Os justos no Sheol  
    O lugar indesejável 
    Provérbios 15:24     
    O Sheol e o Paraíso
    Os justos foram transferidos do Sheol para o céu?      
    Conclusão     
• Sheol, sepultura, pó e cova        
• Há vida no Sheol?
    Há atividade no Sheol?      
    Há lembrança no Sheol?    
    Há louvor no Sheol?           
    Há castigo ou recompensa no Sheol?     
    Reunir-se aos antepassados          
    As “portas” e “cordas” do Sheol   
    Os rephaim ou as “sombras” no Sheol   
    Sheol e Abaddon     
• O Sheol em Isaías 14 e em Ezequiel 32
    Isaías 14        
    Ezequiel 32   
• O Hades na parábola do rico e Lázaro 
    Uma parábola dos tempos modernos    
    Parábolas devem ser interpretadas literalmente?         
    A história do rico e Lázaro não é uma parábola?          
    Os problemas da interpretação literal    
    Se a parábola não é literal, então Jesus mentiu?          
    O propósito de uma parábola      
    Os significados da parábola          
• Considerações Finais
           
CAP. 7 – O estado intermediário no Antigo Testamento  
• Introdução 
• Santos intercessores?      
    Introdução    
    Os mortos conhecem os vivos?   
    Moisés e Samuel intercediam após a morte?    
    Eliseu fez um milagre após a morte?      
• O “verdadeiro eu”
    O “eu” que deixa de existir na morte      
    A mortalidade natural        
    Pó e cinzas   
    O valor do homem 
• Quando estaremos com o Senhor?      
    Quando Daniel estaria com o Senhor?   
    Quando o salmista estaria com o Senhor?         
    Quando Jó estaria com o Senhor?          
    Conclusão     
• O que dizem os teólogos imortalistas sobre a crença do Antigo Testamento     
    Compilado de citações       
• “Revelação progressiva” ou corrupção doutrinária?  
 
CAP. 8 – Quando a imortalidade da alma entrou no Judaísmo  
 
CAP. 9 – O estado intermediário no Novo Testamento     
• Introdução 
• A imortalidade como um prêmio que precisa ser buscado  
    Buscar a imortalidade         
    O único que possui a imortalidade          
• O sono da morte  
    A morte como um “sono sem sonhos”   
    Por que a metáfora do sono?       
    O “sono” é só para o corpo?         
• Quando os mortos serão julgados?      
• Quando estaremos com o Senhor?      
    Mateus 25:31-34    
    Quando veremos o Senhor?         
    Quando receberemos a herança incorruptível? 
    Os heróis da fé e a concretização da promessa
    Não precederemos os que dormem       
    Quando Onesíforo estaria com o Senhor?         
    A coroa da justiça e da glória       
    Quando o espírito é salvo?
    Quando Paulo se orgulharia de seus filhos na fé?        
    Voltarei e os levarei para mim      
    A separação entre justos e ímpios           
• Quando Paulo estaria com o Senhor?  
    Introdução    
    Partir e estar com Cristo    
    Ausente do corpo e presente com o Senhor     
• Quando o ladrão da cruz estaria com o Senhor?       
    Introdução    
    A ambiguidade do grego  
    A inversão do ônus da prova        
    O semeron na Septuaginta
    O semeron no NT   
    O “hoje” como advérbio de reforço        
    O uso da conjunção hoti   
    A expressão “em verdade te digo”          
    O contexto imediato          
    Os manuscritos antigos     
    O Evangelho de Nicodemos         
    Os Pais da Igreja      
    Onde a alma de Jesus esteve após a morte?     
    De que Paraíso Jesus falava?        
    O ladrão morreu naquele mesmo dia?   
    O problema das traduções
• Quando herdaremos a vida eterna?     
    Vida eterna: possessão presente ou aquisição futura?
    Vida eterna como possessão presente   
    Vida eterna como aquisição futura         
    Como resolver o dilema?   
• Os mortos estão vivos em um outro mundo?
    Paulo insiste que Jesus está vivo 
    O contraste entre Jesus e os levitas        
    Davi não subiu aos céus    
    Ainda que morra, viverá    
    Morto fala?   
    Quem testemunha os nossos atos no céu?        
    Elias e Enoque          
• Deus de vivos, não de mortos   
• Quando os ímpios serão castigados?   
    Jesus e o castigo futuro     
    Paulo e o castigo futuro    
    Pedro e o castigo futuro    
    Os ímpios são castigados antes que o diabo?   
• O que aconteceu com Jesus na morte?           
• Paulo era imortalista por ser fariseu?   
• Intercessão dos santos e purgatório no Novo Testamento?
    As orações dos santos       
    O purgatório
• Considerações Finais       
 
CAP. 10 – Imortalidade da alma vs Ressurreição dos mortos      
• A esperança da ressurreição      
    Uma esperança ofuscada   
    Ressurreição ou reencarnação?    
• O que aconteceria se não houvesse a ressurreição? 
• A ausência de vida entre a morte e a ressurreição    
    Nossa adoção como filhos e a participação na glória
    Quando os justos serão recompensados
    Morreram esperando a ressurreição       
    O que as verdades espirituais ilustram   
• O reencontro da ressurreição    
    2ª Coríntios 4:14     
    1ª Tessalonicenses 4:13-18
• A pregação de Paulo em Atenas           
• A “ressurreição espiritual” e o corpo da ressurreição
    A ressurreição é apenas “espiritual”?      
    O corpo da ressurreição não é físico?
           
CAP. 11 – A imortalidade da alma nos escritos apócrifos e o método comparativo
           
CAP. 12 – Quando a imortalidade da alma entrou no Cristianismo      
• Inácio de Antioquia (35-107)     
• Barnabé de Alexandria (80-150)
• Policarpo de Esmirna (69-155)  
• Hermas (70-155)  
• Justino Mártir (100-165) 
• Teófilo de Antioquia (120-186) 
• Taciano, o Sírio (120-180)          
• Arnóbio de Sica (255-330)         
• Afraates da Síria (260-345)        
• Nemésio de Emesa (350-420)   
• Atenágoras de Atenas e o sincretismo com o pensamento grego 
• O que dizem os estudiosos        
• O exemplo do milenarismo       
 
CAP. 13 – O mortalismo na Idade Média aos nossos dias 
    O mortalismo antes da Reforma  
    William Tyndale       
    Martinho Lutero      
    John Milton  
    Isaac Newton           
    John Locke   
    Liberdade sufocada 
    Oscar Cullmann       
    John Stott     
    70 estudiosos renomados que aderiram ao condicionalismo 
 
CAP. 14 – As consequências práticas do dualismo 
    Introdução    
    O dualismo gnóstico          
    O ascetismo cristão
    O monasticismo      
    O ascetismo protestante    
    O autoflagelo           
    O sofrimento intencional   
    Dualismo nos escritos paulinos?  
    A decadência moral
    O cuidado com o corpo     
    Genocídio e escravidão      
    O inferno      
 
CAP. 15 – Uma introdução histórica ao inferno      
    Introdução    
    A consciência cauterizada  
    O aniquilacionismo no Judaísmo do Segundo Templo
    O aniquilacionismo estoico           
    O aniquilacionismo nos Pais da Igreja    
    O inferno na Igreja do Oriente     
 
CAP. 16 – O surgimento do inferno e o castigo proporcional     
• O surgimento do “inferno”         
• O significado do Geena   
• O castigo proporcional    
 
CAP. 17 – O aniquilacionismo na Bíblia         
• O repertório bíblico de aniquilamento 
    “...E então compreendi o destino dos ímpios”   
    Salmo 37      
    Destruídos    
    Destruídos só nesta vida?  
    Destruídos, mas não aniquilados?           
    Exterminados           
    Consumidos 
    Pó e cinzas   
    Cessação da existência       
    Morte na Bíblia significa “separação”?    
    Morte física ou “espiritual”?          
    Cadáveres     
    Analogias      
    A morte tipificada na lei    
• Imortalidade por meio do evangelho   
• O fim do diabo     
• O fim do pecado e do mal         
• O dragão na garagem imortalista
           
CAP. 18 – Uma refutação aos argumentos “bíblicos” para o inferno   
• Introdução 
• O “castigo eterno” de Mateus 25:46    
• Apocalipse 20:10 e o significado do “lago de fogo”  
• O “fogo eterno”    
• Apocalipse 14:9-11 e o cálice da ira     
• O verme que não morre 
• Daniel 12:2 e o “desprezo eterno”        
• Considerações Finais       
 
CAP. 19 – Uma refutação aos argumentos “filosóficos” para o inferno          
• A punição precisa ser eterna porque Deus é um ser eterno?          
• A alma é imortal porque a imagem de Deus não pode ser destruída?      
• O sofrimento tem que ser eterno porque os condenados continuam pecando no inferno?    
• Se os ímpios vão morrer no final, o pecado compensa?      
• O aniquilacionismo é “piedoso” demais com os ímpios?     
• Ser aniquilado é mais desumano do que ser torturado eternamente?      
• O aniquilacionismo é falso porque o castigo não tem um propósito reformatório?      
• O castigo proporcional é a mesma coisa que o purgatório?           
• Considerações Finais
           
CAP. 20 – O tormento eterno é compatível com um Deus de amor?    
    Uma parábola sobre a vida após a morte          
    A “amnésia celestial”          
    O Deus de compaixão e misericórdia     
    Não é Deus quem condena ao inferno? 
    A distorção do caráter de Deus    
    O inferno medieval 
    O deus irado de Edwards  
    A repulsa ao inferno           
    “Argumento emocional” é inválido?        
    A lei de consciência moral
    A oferta da salvação: convite ou ameaça?          
 
CAP. 21 – Vida eterna: no céu ou na terra?   
• Onde passaremos a vida eterna?          
    Introdução    
    O Reino que vem    
    A vida eterna no AT
    A vida eterna no NT
    O domínio sobre a terra    
    A regeneração de todas as coisas
    Textos usados pelos imortalistas 
    O dilúvio e a volta de Jesus          
    A terra permanecerá para sempre ou será destruída? 
• Como será a vida eterna?           
    Introdução    
    Os problemas do céu tradicional 
    A dinâmica da nova terra  
    O céu monástico, o ascetismo e o trabalho       
    Considerações Finais          
 
CONSIDERAÇÕES FINAIS: Por que tanta gente ainda acredita na imortalidade da alma? 
    Introdução    
    O argumentum ad populum         
    O apelo à autoridade         
    O viés de confirmação       
    O apelo à tradição                  
    O argumento da ortodoxia           
    As dificuldades de ser mortalista 
    Palavras finais
           
APÊNDICE   
 
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
• Fontes impressas  
• Fontes digitais        

 

DOWNLOAD DO PDF COMPLETO 

Para baixar a versão completa em pdf, basta clicar aqui e o download iniciará automaticamente dentro de alguns segundos. Caso você tenha dificuldades em baixar o arquivo, escreva-me em inbox pelo facebook (aqui) que eu envio em anexo, e caso não tenha facebook, é só me enviar um e-mail (lucas_banzoli@yahoo.com.br). Caso também não tenha e-mail, envie-me um pombo-correio ou um sinal de fumaça, pode ser que funcione. 

 

COMO ADQUIRIR A VERSÃO IMPRESSA 

Você pode comprar o livro pelo Clube de Autores, que entrega os livros por correio em todo o território nacional dentro de duas semanas após efetuado o pagamento. A versão impressa do livro foi dividida em 4 volumes, embora o conteúdo em si seja o mesmo da versão digital. Segue abaixo os links que redirecionam para cada volume vendido no Clube de Autores: 

Volume

Link

Vol. 1

Aqui

Vol. 2

Aqui

Vol. 3

Aqui

Vol. 4

Aqui

 

Lembrando que todos os meus outros livros também estão disponíveis tanto para download do pdf quanto para a aquisição da versão impressa, os quais você pode conferir na página dos livros, clicando aqui. 

Antes de terminar, dois pedidos finais. Em primeiro lugar, se você gostou deste livro ou o considera importante, divulgue-o aos seus amigos (e sobretudo aos inimigos). Envie livremente o pdf a quem você puder, sua divulgação é fundamentalmente importante para que a mensagem deste livro chegue adiante. Eu não posso fazer mais do que escrever, mas é você quem tem a capacidade de tornar este trabalho relevante.  

Em segundo lugar, inscreva-se em meu canal no youtube (aqui), onde estou postando vídeos novos uma vez a cada dois dias, e pretendo continuar mais ativo lá do que aqui. Inclusive no canal você encontra muitos debates meus sobre o tema, como na última quarta, quando debati com o hebraísta Samuel Monteiro (veja aqui). À medida em que novos debates forem sendo travados, irei acrescentando à lista de vídeos abaixo: 






PS: os comentários estão desativados aqui no site desde o ano passado, mas você pode comentar em meu canal no youtube, como por exemplo neste vídeo que eu acabei de postar, onde anuncio o lançamento do livro. 

Qualquer dúvida, não hesite em me escrever, seja pelo facebook, pelo instagram (este aqui), pelo youtube ou por e-mail. 

Paz a todos vocês que estão em Cristo.

Por Cristo e por Seu Reino,

- Siga-me no Facebook para estar por dentro das atualizações!

- Baixe e leia os meus livros clicando aqui.

- Acesse meu canal no YouTube clicando aqui.


ATENÇÃO: Sua colaboração é importante! Por isso, se você curtiu o artigo, nos ajude divulgando aos seus amigos e compartilhando em suas redes sociais (basta clicar nos ícones abaixo)

0 comentários: