13 de julho de 2019

200 Por que a justificação precisa ser pela fé



Em um artigo de janeiro de 2014, eu listei 46 versículos que defendem expressamente a Sola Fide (justificação somente pela fé), os quais você pode conferir aqui. Mas provar a Sola Fide na Bíblia é tão fácil quanto encontrar água no Oceano Pacífico – o desafio é responder por que a salvação precisa ser pela fé. Em primeiro lugar, precisamos entender que Deus é um ser perfeito, e se quisermos ser eternos precisamos corresponder com perfeição. Nós não poderíamos “comprar” uma vida eterna com obras imperfeitas e falhas. Por isso Jesus disse que “todo aquele que desobedecer a um desses mandamentos, ainda que dos menores, e ensinar os outros a fazerem o mesmo, será chamado menor no Reino dos céus” (Mt 5:19), e Tiago acrescenta que “quem obedece a toda a lei, mas tropeça em apenas um ponto, torna-se culpado de quebrá-la inteiramente” (Tg 2:10).

A ideia transmitida nestes e em muitos outros textos é clara: se você acerta sempre, mas erra apenas uma vez, é condenado como um infrator da lei. Antes que você diga que isso é severo demais, pense no funcionamento das nossas próprias leis. Mesmo que você seja a melhor pessoa do mundo, se você cometer um crime, terá que pagar criminalmente por ele de acordo com a lei. Você pode ter doado bilhões para caridade ao longo de toda a vida, mas se for pego roubando uma única vez, ainda que seja pouco, será condenado por este único crime, independentemente do bem que praticou. Em outras palavras, a nossa lei não contempla “compensações” – se você errou, você paga.

Em se tratando da justiça dos homens, se você cometeu um crime, merece a cadeia e não se discute. Em se tratando da justiça de Deus, se você cometeu um pecado, merece a morte e não se discute. Não existe vida eterna por méritos imperfeitos conquistados durante a vida, porque o padrão exigido é a perfeição, é o cumprimento integral da lei. Não existe anulação de um crime por méritos obtidos durante a vida, nem na justiça dos homens, nem na de Deus. É por isso que alguém precisava pagar esse preço – cumprir toda a lei de Deus perfeitamente – e pagar nossa dívida, como alguém que dá um presente de graça a outra pessoa, presente este que ela não poderia pagar.

Ninguém expressou isso melhor do que o saudoso e estimado apologista cristão Norman Geisler (recém-falecido), que escreveu em seu best-seller “Não Tenho Fé Suficiente para ser Ateu”:

Um jovem é levado diante de um juiz por dirigir embriagado. Quando seu nome é anunciado pelo meirinho, percebe-se um suspiro no tribunal – o réu é o filho do juiz! O juiz espera que seu filho seja inocente, mas a evidência é irrefutável. Ele é culpado. O que o juiz pode fazer? Ele é pego num dilema entre a justiça e o amor. Uma vez que seu filho é culpado, merece punição. Mas o juiz não deseja punir seu filho por causa do grande amor que tem por ele. Relutantemente anuncia:

– Filho, você pode escolher entre pagar uma multa de R$ 5.000,00 ou ir para a cadeia.

O filho olha para o juiz e diz:

– Mas, pai, eu prometi que vou ser bom de agora em diante! Serei voluntário no programa de distribuição de sopa aos necessitados. Vou visitar uma pessoa de idade. Vou abrir uma casa para cuidar de crianças que sofreram abuso. Nunca mais vou fazer outra coisa errada de novo! Por favor, deixe-me ir!

Nesse momento, o juiz pergunta:

– Você ainda está bêbado? Você não consegue fazer tudo isso. Mas mesmo que pudesse, os seus atos bondosos futuros não podem mudar o fato de que você já é culpado por ter dirigido embriagado.

De fato, o juiz percebe que boas obras não podem cancelar más obras! A justiça perfeita exige que seu filho seja punido por aquilo que fez. Sendo assim, o juiz repete:

– Sinto muito, meu filho. Assim como eu gostaria de permitir que você fosse embora, estou atado pela lei. A punição para esse crime é pagar R$ 5.000,00 ou ir para a cadeia.

O filho apela a seu pai:

– Mas pai, você sabe que eu não tenho R$ 5.000,00. Deve existir outra maneira de evitar a cadeia!

O juiz levanta e tira sua toga. Desce do seu lugar elevado e chega ao mesmo nível em que está seu filho. Olhando bem direto em seus olhos, põe a mão no bolso, tira R$ 5.000,00 e estende ao filho. O filho está surpreso, mas ele entende que existe apenas uma coisa que pode fazer para ser livre: aceitar o dinheiro. Não há nada mais que possa fazer. Boas obras ou promessas de boas obras não podem libertá-lo. Somente a aceitação do presente gratuito de seu pai pode salvá-lo da punição certa.

Deus está numa situação similar à daquele juiz – ele está preso num dilema entre sua justiça e seu amor. Uma vez que todos nós pecamos em algum momento de nossa vida, a infinita justiça de Deus exige que ele puna aquele pecado. Mas por causa do seu amor infinito, Deus deseja encontrar uma maneira para evitar nos punir.

Qual era a única maneira de Deus permanecer justo mas não nos punir por nossos pecados? Ele deve punir um substituto sem pecado que voluntariamente aceita a punição que nos é devida (sem pecado significa que o substituto deve pagar por nossos pecados, e não pelos seus próprios; voluntário porque seria injusto punir um substituto contra sua vontade). Onde Deus pode encontrar um substituto sem pecado? Não na humanidade pecaminosa, mas apenas em si mesmo. Na realidade, o próprio Deus é o substituto. Assim como o juiz desceu de seu lugar para salvar seu filho, Deus desceu dos céus para salvar você e eu da punição. Todos nós merecemos a punição. Eu mereço. Você merece.

“Mas eu sou uma boa pessoa!”, você diz. Talvez você seja “bom” comparado a Hitler ou até mesmo ao seu vizinho. Mas o padrão de Deus não é Hitler nem o homem que mora na casa ao lado da sua. Seu padrão é a perfeição moral, porque sua natureza imutável é a perfeição moral.

É por isso que Isaías diz que todos os nossos atos de justiça são como trapo de imundície” (Is 64:6). Se os nossos atos de justiça são como um trapo de imundície, imagine todas as nossas ações no geral. Não importa o quão bom você seja: ainda passa longe do padrão que Deus estipulou. Ressoando as palavras de Isaías, Paulo diz que “não há nenhum justo, nem um sequer; não há ninguém que entenda, ninguém que busque a Deus; todos se desviaram, tornaram-se juntamente inúteis; não há ninguém que faça o bem, não há nem um sequer (Rm 3:10-12).

Note a ênfase recorrente nestes versos: ninguém faz o bem, nem um sequer. Obviamente, há muita gente que pratica o bem de acordo com um padrão humano, mas pelo padrão divino (que exige a perfeição para ser considerado “bom”), não há absolutamente ninguém. Por isso Jesus disse expressamente que só Deus é bom:

“Quando Jesus ia saindo, um homem correu em sua direção, pôs-se de joelhos diante dele e lhe perguntou: ‘Bom mestre, que farei para herdar a vida eterna?’. Respondeu-lhe Jesus: ‘Por que você me chama bom? Ninguém é bom, a não ser um, que é Deus’” (Marcos 10:17-18)

Diferente do que pensam as testemunhas de Jeová, neste texto Jesus não estava negando que ele é bom, nem estava dizendo que ele era mau (o que seria blasfêmico e bateria de frente com a própria descrição bíblica de Jesus não ter nenhum pecado, cf. Hb 4:15). Pelo contrário, ele estava levando aquele homem a raciocinar: se só Deus é bom e ele (Jesus) é chamado de bom, então ele também é Deus. O ponto em questão é que não importa quantos homens e mulheres excelentes sob uma perspectiva humana tenham pisado nesta terra – gente como Noé, Jó, Abraão, Moisés, Davi, Daniel, Ester e Maria –, nenhum deles era suficientemente “bom”.


Em Apocalipse 5:1-5 temos a melhor ilustração disso. Como ninguém é bom, ninguém é digno de abrir o selo ou sequer de olhar para ele, exceto Cristo, que pagou o preço por todos nós:

“Então vi na mão direita daquele que está assentado no trono um livro em forma de rolo escrito de ambos os lados e selado com sete selos. Vi um anjo poderoso, proclamando em alta voz: ‘Quem é digno de romper os selos e de abrir o livro?’. Mas não havia ninguém, nem no céu nem na terra nem debaixo da terra, que podia abrir o livro, ou sequer olhar para ele. Eu chorava muito, porque não se encontrou ninguém que fosse digno de abrir o livro e de olhar para ele. Então um dos anciãos me disse: ‘Não chore! Eis que o Leão da tribo de Judá, a Raiz de Davi, venceu para abrir o livro e os seus sete selos’” (Apocalipse 5:1-5)

Paulo é categórico quando diz que “todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus” (Rm 3:23). Ele não diz que todos “pecaram muito” e por isso estão destituídos de Deus, como se bastasse pecar menos que já poderia ser considerado “justo”. Nana-nina-não. Qualquer pecado nos separa de Deus, e como todos pecaram, todos estão destituídos da Sua glória. É extremamente importante ter isso em mente: por nossas próprias obras, nós nunca, jamais, em hipótese alguma poderíamos sequer cobiçar a salvação. Somente alguém perfeito pode reivindicar isso, e este ser perfeito é Cristo. Por sua vez, Cristo pode dar este presente a quem ele quiser – basicamente, a quem aceitá-lo. Por isso a Bíblia diz que a salvação é pela graça (Gl 2:8), porque não é obtida por nossos esforços, mas pelo presente (um dom, uma dádiva) que Jesus nos deu: a vida eterna.

Logicamente, quem não aceita um presente como esse não pode compartilhar a vida eterna – é como aquele filho do exemplo de Geisler, caso tivesse se recusado a aceitar os R$ 5.000,00 que o salvou de ir pra cadeia. Da mesma forma, aqueles que recusam a oferta de Cristo não podem herdar a salvação que ele comprou com o seu próprio sangue. É como alguém que sofreu na pele para comprar e te dar o maior presente do mundo, mas você recusa e despreza esse presente, apesar de ser-lhe dado de graça. O que Deus espera de nós é gratidão, e essa gratidão é expressa com boas ações, como disse Paulo:

“Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês, é dom de Deus; não por obras, para que ninguém se glorie. Porque somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou de antemão para que nós as praticássemos” (Efésios 2:8-10)

Note que Paulo não diz que nós somos salvos pelas obras, mas sim para as obras. Crente nenhum é salvo pelas suas boas ações, mas justamente por ser salvo expressa essa gratidão através de boas ações – os frutos que sempre acompanham um arrependimento sincero (Lc 3:8). A lógica de Paulo expressa no texto é a seguinte: se a salvação fosse por obras, nós poderíamos nos gloriar diante de Deus; afinal de contas, teríamos feito obras suficientes para sermos considerados “bons” e declarados “justos”. Mas para que ninguém se glorie diante dEle, Deus decidiu que a salvação não seria um fruto da ação humana, mas um presente dado gratuitamente. E nós, como crentes salvos pela graça mediante a fé, praticamos boas obras porque amamos Aquele que nos salvou e por isso também amamos a Sua criação.

Não à toa, Tiago diz que a fé sem obras é morta (Tg 2:26), não porque a salvação seja por obras, mas porque as obras são um reflexo de um coração transformado e regenerado à imagem de Cristo. A graça é a causa, a fé é o meio, as obras são a consequência. Colocar as obras na conta da própria salvação, como se conquistássemos a salvação com muito esforço após muitas obras meritórias juntamente com fé, é em si mesmo uma demonstração de incredulidade, pois a fé que temos em Cristo é a fé de que nossa salvação vem das obras dele, e não das nossas.

Por isso alguém que acha que é salvo pelas suas obras e também pela fé em Cristo é alguém que nunca entendeu o plano de salvação, e que não tem uma coisa e nem outra – não tem a salvação pelas obras, porque elas são insuficientes; tampouco a tem pela fé, porque sua fé não se baseia no fato de que Cristo pagou todo o preço, mas sim que devemos somar nossas obras às obras de Cristo, tornando o Seu sacrifício incompleto e insuficiente. Para resumir tudo isso de forma simples, acompanhe o raciocínio:

• Para herdar uma vida eterna, Deus exige a perfeição. Qualquer coisa a menos que isso é insuficiente, e nenhum pecado cometido pode ser “compensado” com boas obras.

• Nossas melhores obras são como o “trapo de imundície”, ou seja, insuficientes para nos levar a Deus. Por isso só há um que é bom, que é o próprio Criador.

• Como todos pecaram, todos merecem a morte. Somente um presente dado de graça por alguém que pagou o preço em nosso lugar pode nos livrar desse destino.

• Este preço foi pago por Cristo, que veio ao mundo sem pecado e cumpriu a lei perfeitamente, nos ofertando gratuitamente a salvação, bastando para isso crer nele.

• Uma vez que aceitamos crer em Cristo, nosso coração é transformado de um modo que nos tornamos uma “nova criatura” (2 Co 5:17), que ainda peca, mas é tomada por um desejo ardente de praticar boas obras, não para comprar a salvação que já foi comprada por Cristo, mas como o resultado natural dessa natureza transformada a partir do “novo nascimento” (Jo 3:3). Católicos fazem boas obras para serem salvos; nós fazemos porque somos salvos.

• Se alguém diz crer em Cristo mas o nega com as suas obras, ele não é um crente genuíno, mas alguém que jamais passou pelo novo nascimento, ou seja, um incrédulo. A “fé” que essa pessoa diz ter é uma “fé morta”, não uma fé verdadeira (Tg 2:20). A fé verdadeira necessariamente resulta em obras, nos bons frutos do arrependimento (a não ser que alguém morra antes de ter tempo de demonstrá-los, como o caso do ladrão da cruz).

• Compartilhe este artigo nas redes:

Por Cristo e por Seu Reino,


- Siga-me no Facebook para estar por dentro das atualizações!


- Baixe e leia os meus livros clicando aqui.

- Acesse meu canal no YouTube clicando aqui.

ATENÇÃO: Sua colaboração é importante! Por isso, se você curtiu o artigo, nos ajude divulgando aos seus amigos e compartilhando em suas redes sociais (basta clicar nos ícones abaixo), e sinta-se à vontade para deixar um comentário no post, que aqui respondo a todos :)  

200 comentários:

  1. Muito bom esse seu artigo Lucas. Somado ao que você já disse eu acrecentaria que se fossemos salvos por uma ou outra coisa que fazemos de bom então até os assassinos e estupradores seriam salvos. Vamos imaginar um assassino de aluguel que mata pra ganhar dinheiro. Pode acontecer que mesmo sendo um assassino cruel ele ama sua família. Nunca bateu na esposa, paga os estudos dos filhos nas melhores escolas, e ajuda seus pais idosos. Se essas boas ações for o suficiente pra ele ser salvo então ele não precisa deixar de ser assassino e passar a ganhar dinheiro honestamente. Esse mesmo raciocinio se aplica a estupradores, comerciantes de drogas, ladrãos etc. Até Hitler caso cuidasse bem de seus pais e seus filhos será salvo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Neste caso eles poderiam dizer que as más obras suplantam as boas obras, mas o ponto é que mesmo aquelas pessoas que fazem mais boas obras do que más (que nunca assassinaram nem estupraram ninguém, mas que erram como qualquer pessoa comum) não são boas o suficiente para merecer a vida eterna. Somente um é bom o suficiente, que é Deus. Por isso ele pagou o preço em nosso lugar e nos deu esse dom de presente - pela graça - que adquirimos mediante a fé. Abs!

      Excluir
  2. Ah, so you quoted from Norman Geisler's "I Don't Have Enough Faith to Be an Atheist"...I really liked that book...finished reading it a few months back.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. This was the first Christian book I read, ten years ago. It's still my favorite book after the Bible.

      Excluir
    2. C.S. Lewis' The Four Loves is another worthwhile read in my opinion...Ever read Dante's The Divine Comedy before???

      Excluir
    3. The only C. S. Lewis book that I read complete was the "Christianity Pure and Simple" (which is also one of my favorite books), I still have to read this "Four Loves", everyone speaks well of this book but I have not read it yet. I also did not read Dante's Comedy.

      Excluir
  3. Contudo o povo ainda sacrificava nos altos, mas somente ao Senhor seu Deus. 2 Crônicas 33:17 Conforme se lê o capítulo, vemos tudo o que de terrível Manassés fez e depois o que ele orou, e que Deus o perdoou e depois ele retornou a Jerusalém. Mas o versículo 17 me chama atenção, porque embora fosse proibido sacrificar nos altares idólatras (conforme versão NVI), o versículo diz que era para Deus, o Senhor. Há uma contradição nisso? Estava certo ou errado, ou é uma espécie de procedimento prostituído pelas religiões alheias na época?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deus só aceitava sacrifícios realizados no templo, acontece que quando Israel se desviou de Deus eles começaram a erigir altares idólatras a esses falsos deuses em outros lugares, e quando Manassés se converteu ele transformou esses altares em altares para Deus (e não mais para os ídolos), acredito que ele fez isso na sinceridade já que queria consertar as coisas, mas o que ele devia ter feito é destruir estes altares já que o certo era sacrificar só no templo.

      Excluir
  4. O Hernandes Dias Lopes fez um estudo legal a respeito do papado, poderia avaliar? Achei bacana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Manda o link aí que eu avalio (se não for uma coisa gigantesca xD)

      Excluir
    2. http://hernandesdiaslopes.com.br/o-papado-a-luz-da-biblia-e-da-historia/ ele vai fazendo uma sequencia e a conclusão dele é bem coerente.

      Excluir
    3. O estudo é excelente mesmo, possui uma ou outra leve imprecisão mas no geral é muito bom.

      Excluir
  5. Lucas,

    I'd hate to ask this, but could you please give me a hand with some folks here in the comments section of this article?:

    https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/2018/08/a-critique-of-david-j-stewarts-if-saved.html?showComment=1562951644751#c8887408055353385898

    We probably have a slightly different "version" of conditional security...But could you help? It is like a pirate on a sinking ship fighting Piranhas...I am overwhelmed because I am outnumbered with lengthy replies!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. I honestly did not understand anything that "GRACEambassador" said. It seemed to me an extremely confused and disconnected reasoning, and the language barrier gets worse. If you can summarize what he said more clearly, I appreciate it.

      Excluir
    2. Yeah, the reasoning is so off the rails...he keeps rambling on at length, not engaging the article and replies! I do not know what to do....

      Excluir
    3. Yeah, I put an end to that nonsense. We were not getting anywhere as it was. I was having plenty of difficulty reading his material myself. So I said enough is enough in kindest terms possible.

      Excluir
    4. Great decision. People who spam deserve to be blocked anyway.

      Excluir
  6. Respostas
    1. Isso aí eu já respondi no meu livro refutando o Dawkins ("Deus é um Delírio?"), você pode baixar na página dos livros. Algumas partes do livro eu postei no meu outro blog:

      http://ateismorefutado.blogspot.com/2015/04/a-lei-de-moises-era-imoral-e-monstruosa.html

      http://ateismorefutado.blogspot.com/2015/04/o-valor-da-mulher-na-biblia.html

      http://ateismorefutado.blogspot.com/2015/04/a-pena-de-morte-na-lei-do-antigo.html

      http://lucasbanzoli.no.comunidades.net/a-verdadeira-face-de-deus

      http://lucasbanzoli.no.comunidades.net/quem-era-o-deus-do-vt

      http://ateismorefutado.blogspot.com/2015/04/consideracoes-finais-sobre-lei-de.html

      http://ateismorefutado.blogspot.com/2015/04/a-matanca-dos-cananitas.html

      Excluir
    2. Muito obrigado, vou dar uma lida nesses artigos e vou ver se consigo baixar esse livro. Abraços 👍🏻

      Excluir
  7. Outro excelente artigo !!! Tudo se resume no que disse o autor da Carta aos Hebreus ( Hebreus cap 11/ Vers 6/ Hebreus cap 12 /Vers 1 e 2)Se Jesus é o autor da nossa fé,logo as obras são um reflexo de tal fé. A fé em Jesus Cristo causa boas consequências e o efeito desta causa gera a vitória que vence o mundo: A nossa fé em Jesus Cristo !!! ( Primeira Carta do Apóstolo São João cap 5 / Vers 1 ao 13)

    ResponderExcluir
  8. https://www.youtube.com/watch?v=OlfE2XrZPq8 achei engraçado essa análise sobre o voto de consciência da Tabata Amaral, comenta se está coerente por fvr. Ah sim, esses comentários feministas que a moça faz é ironia...

    ResponderExcluir
  9. https://www.youtube.com/watch?v=WreZZgLgxsM essa animação mostra as visões de Ezequiel. Nunca entendi o propósito de tudo, é tudo meio bizarro. O que se diz sobre isso? Nunca entendi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é a visão dos quatro seres viventes, os mesmos que aparecem depois no Apocalipse. Mas seu significado exato não está claro.

      Excluir

  10. Olá irmão Lucas, aqui está o vídeo que eu prometi, se você sabe espanhol você vai entender o vídeo, mas se tiver problemas, eu sei que posso legendar em português, esse vídeo é do famoso padre Luis Toro, que tem a aprovação do próprio Papa Francisco. sair para fortalecer a 'fé' dos católicos, tem debates com pastores e evangélicos muito freqüentes, mas os faz selecionados, no momento, não há um único debate com um apologista ou teólogo, basta procurar por presas fáceis, neste vídeo, o diz diretamente que Maria é a mãe de Deus, e o que é pior, ela diz que Deus se apaixonou por Maria! Mas isso não é o pior, agora implica que Deus poderia ter cometido adultério se ele pegasse a esposa de José (porque em seu vídeo ele tenta mostrar que José não era o marido de Maria) assista o vídeo para si mesmo, é um desastre.
    https://www.youtube.com/watch?v=d4XyKImu9h4

    E aqui, confirma que ela é a esposa de Deus, o pai, não do espírito santo, como dizem alguns católicos, verificar o minuto 17:20
    https://www.youtube.com/watch?v=YiQgMTzbb28

    Mais uma vez, este é o enviado do Papa Francisco, agora acontece que Deus (como as mitologias grega e romana) tinha uma esposa e além disso, ele estava apaixonado por ela (Maria)
    O que o irmão Lucas Banzoli diz? Merece um post expondo até onde os católicos são capazes? Ou será melhor ignorá-lo? Um abraço dos apologistas latinos, eu traduzi muitos de seus artigos para o espanhol e sempre coloco o link do seu blog para visitar. Bênçãos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é realmente surreal, é como eu sempre digo: nós podemos esperar qualquer coisa vinda de Roma, uma vez que Roma é uma caixinha de surpresas em se tratando da invenção de novos delírios e heresias, a cada século que passa eles arrumam um jeito de adotar loucuras novas. Essa não foi a primeira vez que eu vejo um católico dizer que Maria é esposa de Deus Pai (no artigo abaixo um outro católico tinha dito isso) e também não é a primeira vez que vejo um maluco dizendo que José não era marido de Maria (num artigo de pérolas católicas tem um print de um papista alegando isso), mas até o momento esse tipo de lunático era rejeitado pelos seus próprios pares, e agora esse tipo de maluquice é dita por um sacerdote católico aprovado pelo próprio papa. Eu me lembro que quando comecei na apologética (em 2009) os católicos diziam que era uma "calúnia" a acusação protestante de que eles creem na co-redenção de Maria, e hoje em dia eles abertamente afirmam que Maria é co-redentora sem problema algum. Eu imagino o tanto de delírios que os romanistas vão inventar daqui uns cem ou duzentos anos, vai ser um show de horrores, não posso nem imaginar o que vem por aí (mas é sempre uma coisa pior que a outra). Eles já ultrapassaram o nível da blasfêmia e do sacrilégio há muito tempo.

      Como eu já tenho artigos sobre essses assuntos eu não sei se vou produzir um novo, mas talvez o faça futuramente. Os artigos em questão são:

      http://heresiascatolicas.blogspot.com/2014/12/pasme-catolico-admite-abertamente-que.html

      http://heresiascatolicas.blogspot.com/2016/01/como-funciona-o-mundo-na-cabeca-de-um.html

      http://www.lucasbanzoli.com/2018/06/como-funciona-mente-de-um-zumbi.html

      Abs!

      Excluir
  11. Lucas, porque o cinema brasileiro é tão esquerdista? Porque 99% dos filmes nacionais tem mensagens abertamente esquerdistas? Filmes como "Divino Amor", "Tropa de elite", "Aquarius", "Marighella" e "Cidade de Deus" possuem mensagens explicitamente esquerdistas, no caso por exemplo do filme "Divino Amor" eles demonizam abertamente os evangélicos e conservadores e os tratam como intolerantes opressores e fanáticos religiosos que seguem à risca o que o "pastor" diz, e o filme "Tropa de elite" trata os policiais militares como bandidos torturadores e tratam os bandidos como vítimas do sistema capitalista "opressor". Sem deixar de citar aquela aberração "Marighella" que defende abertamente um terrorista assaltante de bancos criminoso e o trata como herói.

    Enquanto isso, eu vejo o contrário no Cinema americano, que apesar de Hollywood ser um antro de esquerdismo e imoralidade muitas das vezes eles fazem muitos filmes com mensagens conservadoras cristãs como a valorização da família, da amizade verdadeira, do companheirismo, do trabalho duro e da autossuficiência bem como o apoio à moral e os valores judaico-cristãos e condenando abertamente o socialismo e o comunismo, grandes exemplos disso são filmes como: A Trilogia De Volta para o Futuro, Caça-Fantasmas, A Franquia Toy Story, À Procura da Felicidade, Forrest Gump e tantos outros filmes maravilhosos (todos eles com mensagens conservadoras e que ensinam muita coisa boa e proveitosa). Lógico que de Hollywood também saem muitos filmes esquerdistas como Tempos Modernos, Farenheit 9/11, Eu Daniel Blake e etc. Mas uma coisa que eu noto é que no geral o cinema americano é bem menos esquerdista que o cinema brasileiro, apesar da própria Hollywood ser um antro de esquerdismo eles ainda sim fazem muito mais filmes com mensagens conservadoras e morais que o cinema brasileiro, que é puro esquerdismo e baixaria (humor negro e raso, pornografia, imoralidade sexual, violência, hipersexualização da mulher e etc). Porque isso acontece?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O cinema brasileiro apenas reflete a cultura brasileira, que tradicionalmente sempre foi de esquerda. Apenas em tempos recentes isso parece estar mudando, mas a esquerda ainda predomina culturalmente no nosso país. Sem falar que o tipo de esquerda que predomina aqui é uma esquerda bem diferente (e mais radical) que a esquerda norte-americana. Só aqui no Brasil e em outros países subdesenvolvidos é que os esquerdistas tratam os empresários como vilões de cinema, os burgueses como monstros e os ricos como o próprio diabo. A esquerda daqui ainda é uma esquerda marxista clássica que ainda não saiu do século XIX, enquanto a esquerda americana é uma esquerda moderna, que sabe da importância do empresariado para a economia de um país, por isso mesmo quando presidentes democratas assumem a presidência eles não pensam em estatizar tudo, não são retardados iguais os esquerdistas daqui.

      Excluir
    2. Isso explica o porque do cinema norte-americano ser tão superior ao cinema brasileiro. Muito obrigado por responder minha pergunta, sempre tive essa dúvida do porque o cinema brasileiro ser tão esquerdista (eu achava que isso era impressão minha, mas agora percebo que é um consenso geral que o cinema brasileiro é esquerdista).

      Excluir
    3. A propósito outros filmes que eu queria ter citado na lista de filmes conservadores americanos, mas vou citá-los: O Resgate do Soldado Ryan, Procurando Nemo, Procurando Dory, Até o Último Homem, Os Dez Mandamentos (o filme clássico de 1956), Batman o Cavaleiro das trevas (2008), O Patriota, Sniper Americano, Os Incríveis I e II e etc. Todos eles excelentes filmes com mensagens conservadoras pró-família, pró-patriotismo e pró-valores judaico-cristãos, muitíssimo melhores do que qualquer filme nacional esquerdista.

      Excluir
    4. Sim, mesmo nos filmes da Marvel você consegue notar mensagens de altruísmo, abnegação, liberdade e valores morais que dificilmente conseguimos encontrar em filmes brasileiros que via de regra só tem um monte de palavrão e lacração. "Nós não negociamos vidas, Capitão".

      Excluir
  12. This gold nugget is worthy of display in this article:

    "In responding to the Pharisees' complaint that Jesus is receiving and dining with sinners (Luke 15:2), Jesus tells three parables-the lost sheep, the lost coin, and the prodigal son (Luke 15:4-32). The implication is that Jesus is doing what the Old Testament says God does: he is a shepherd who welcomes home repentant sinners (Ezek. 34:11; Ps. 103:8-13). (Incidentally, the Pharisees are represented by the complaining older son in the parable of the prodigal son. The Pharisees, like the older son, mistakenly think they deserve the father's gifts because of their good works. So this parable not only affirms the deity of Christ but also teaches that salvation is a free gift of God that cannot be earned, only accepted.)"

    Norman L. Geisler and Frank Turek, I Don’t Have Enough Faith to be an Atheist, p. 343

    ResponderExcluir
  13. A propósito Lucas excelente artigo, mas mudando um pouco de assunto, sobre a justificação pela fé, se uma pessoa que foi a vida inteira um descrente e não praticava a fé em Cristo e o rejeitava, caso essa pessoa esteja no leito de morte, e antes de morrer ela tem um encontro com Jesus e o aceita verdadeiramente como seu Senhor e Salvador e logo em seguida morre, podemos dizer que essa pessoa está Salva?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se a conversão e o arrependimento foi sincero (igual o do ladrão da cruz), sim. Mas só Deus conhece o coração de cada um, nós não podemos assegurar a salvação de ninguém.

      Excluir
    2. Obrigado por responder minha dúvida, abraço

      Excluir
  14. Lucas, porque a esquerda adora abrir a boca pra falar das intervenções militares que os Estados Unidos fez/faz no Oriente médio, mas quando são as intervenções militares que a URSS fez no Afeganistão, Hungria, Tchecoslováquia e Polônia (que inclusive foram muitíssimo piores que as intervenções militares norte-americanas, além de terem sido bem mais violentas e repressivas)? Porque nunca nenhum esquerdista fala dos crimes de guerra que a URSS fez no Afeganistão? Porque eles também não condenam a URSS por ter roubado o Petróleo do Afeganistão da mesma maneira que fazem com os EUA? Inclusive cheguei a ver muitos esquerdistas defendendo as intervenções militares soviéticas no Afeganistão, Hungria e Tchecoslováquia dizendo que foram para um "bem maior".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque são inerentemente hipócritas, então vão fazer apenas o recorte que lhes convém.

      Excluir
    2. Verdade, o meu ex-professor de Ciência política (que é um esquerdista fanático filiado do PSTU) também só condenava o que lhe convém, a minha sorte é que ele foi demitido da faculdade por ser considerado radical demais (faculdade que eu estudo é particular), além disso esse cara se achava dono da verdade. Olha a esquerda é tão hipócrita que chega a dar raiva da hipocrisia e da falta de honestidade e humildade deles.

      Excluir
    3. Pra um professor esquerdista ser expulso da faculdade devido ao seu radicalismo político o cara deve ser um super ultra mega hiper extremista mesmo, é uma verdadeira façanha...

      Excluir
  15. Respostas
    1. Esse vídeo é um show de distorções históricas, principalmente na primeira metade. Os cruzados não são responsáveis por salvar a Europa de invasão muçulmana nenhuma, quando as cruzadas começaram as invasões muçulmanas na Europa já tinham cessado há três séculos. As cruzadas foram sim um movimento de ataque e de conquista, não de defesa, e que foi um fracasso militar quase que completo (perderam sete das oito cruzadas contra o mundo islâmico), então só um retardado mental pode dizer que devemos a elas a "salvação do mundo ocidental". E eu nem preciso dizer que as cruzadas resgataram o fanatismo islâmico e a mentalidade de Jihad quando assassinaram mulheres, crianças e idosos não-combatentes, mesmo sob a promessa de um salvo-conduto (que não era jamais respeitado). Nem mesmo o exército nazista se iguala em crueldade e monstruosidade aos cruzados, quem faz apologia desse tipo de monstruosidade moral deveria estar preso da mesma forma que quem faz apologia do nazismo.

      Em relação à Europa vir a ser "conquistada" por muçulmanos e por isso a América se tornar a "salvação da civilização", basta olhar os índices de IDH e de PIB per capita para ver que muitos países latinos (como o Brasil) são inferiores a muitos países muçulmanos, então mesmo se a Europa se islamizar e ainda que isso signifique um regresso ao mesmo patamar dos países muçulmanos atuais (o que eu duvido), ainda assim isso não nos faria "melhores" que eles. Há muitas outras distorções no vídeo, só no primeiro minuto já dá pra notar uma dúzia delas, mas não vale a pena destacar cada uma, um vídeo desse nível não merece atenção, exceto pelo temor de que um dia gente com essa mentalidade tome conta do Brasil.

      Excluir
    2. Verdade, olha, quando vi esse vídeo pensei a mesma coisa, é cheguei a seguinte conclusão: O olavismo cultural destruiu completamente o conservadorismo, infelizmente, hoje no Brasil se você é conservador automaticamente você tem que defender as cruzadas, a monarquia, a ditadura militar e aceitar tudo o que o guru da Virgínia diz, olha, isso é lamentável!

      Excluir
    3. Exatamente. Ou você compra o pacote completo deles (cheio de aberrações, distorções e monstruosidades morais), ou não é considerado um "conservador".

      Excluir
    4. Banzoli, eu entendo que as cruzadas aconteceram com o intuito de ganhar dinheiro, já que o oriente médio era bastante rico naquela época. Mas qual seria a justificativa das cruzadas do norte? Elas foram lançadas contra pagãos na região báltica que ainda viviam em tribos e que estavam a anos-luz atrasados em relação aos países cristãos se tratando de economia e "tecnologia".

      Excluir
    5. A razão financeira não era a única causa das cruzadas, tinha também a necessidade de "se livrar" de gente indesejável, o desejo por aventuras, o fanatismo religioso (instigado pela promessa de indulgência plenária), novas terras para os nobres, entre outros. Eu escrevo sobre isso aqui:

      http://heresiascatolicas.blogspot.com/2016/04/as-causas-das-cruzadas.html

      Excluir
  16. Assista esse vídeo vale muito a pena, caso você um dia queira escrever algum artigo sobre feminismo ou coisa do tipo:

    https://youtu.be/BO8VYYDnHts

    ResponderExcluir
  17. O que achas desse vídeo Banzolão?https://www.youtube.com/watch?v=IEpmaPCt1cw

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para cada caso desses de evangélico que se torna católico há uns duzentos que fazem o caminho inverso. A diferença é que isso é tão comum do nosso lado que não fazemos a menor questão de ficar expondo cada um desses testemunhos, enquanto com eles é uma coisa tão rara que precisam alardear para tudo que é canto quando acontece com alguém, como um efeito de marketing para criar a atmosfera de que está havendo uma "onda de conversões" ao catolicismo, quando o que existe é meia dúzia de gato pingado que não vai fazer diferença alguma no final.

      Excluir
  18. Estou lendo um livro chamado Armadilha do Poder - Tiranos na igreja. Esse livro aponta umas coisas a respeito de tirania em igrejas que eu não tinha notado antes então gostaria de uma segunda opinião. O livro aponta que tradicionalmente se atribui ao apóstolo João a autoria da "terceira carta de João". Justamente ele, esse João, que ansiava por um lugar de honra ao lado de Jesus no céu, mais tarde acusa Diotréfes de querer ser o mais importante na igreja. Esse mesmo que havia sido chamado por Jesus de "Filho do Trovão" foi quem depois escreveu uma carta que enfatiza o amor. O autor levanta a hipótese de João ter sido aperfeiçoado pelo Espírito Santo por ter traços de tirania (a questão de reclamar com Jesus sobre os outros que expeliam demônios e a questão de descer fogo do céu para queimar a cidade samaritana são apontados como tendência de caráter) e que depois, por causa dos antecedentes dele, foi sabiamente usado por Deus para identificar com facilidade um tirano na igreja e assim deixar esse registro eternamente na palavra de Deus. Vc concorda?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu concordo que o apóstolo João com certeza deve ter sido tratado espiritualmente e sido transformado neste aspecto, da mesma forma que Tomé foi tratado na questão da incredulidade e Pedro em tantas outras coisas. Mas pessoalmente eu não entendo que o apóstolo João escreveu essas três cartas, mas sim um presbítero com o mesmo nome (os Pais da Igreja fazem distinção entre ambos, por isso o estilo de linguagem dos evangelhos/epístolas de João é tão radicalmente distinto do estilo do Apocalipse, este sim escrito pelo apóstolo, o que fica ainda mais evidente no original grego). De todo modo, a lição é válida, pois seja o apóstolo João ou o presbítero, ambos foram inspirados por Deus para escreverem o que foi escrito.

      Excluir
  19. Lucas, mais especificamente, quais seriam essas boas obras? O dízimo se encaixa nisso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boas obras dizem respeito a qualquer boa ação que fazemos pelo próximo (o que inclui a obra de Deus). O dízimo pode ser considerado uma boa obra sim, considerando que ele, ao menos em tese, vai ser usado para a manutenção das igrejas, para ajudar os necessitados, para ampliar a obra, para sustentar os pastores e tudo mais. Lógico que algumas igrejas dão ao dízimo outros fins mais escusos (não preciso nem mencionar nomes), mas isso é um problema delas com Deus, a nossa obra não deixa de ser boa se outras pessoas usarão este recurso para enriquecimento pessoal, Deus olha as nossas intenções e valoriza isso.

      Excluir
  20. Lucas, o que voce acha desta mudança brusca pastor Paulo Junior?
    Prega amilenismo, fala 7 últimos anos das 70 semanas Daniel ja começou,batismo infantil. Agora esta pregando mesmo pessoa sofra adultério não tem direito pedir divorcio e casar de novo

    https://youtu.be/93gXlZBrA-s

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu discordo dessas posturas dele mas não vejo nisso uma "mudança brusca". Desde que eu conheço ele por gente, ele sempre defendeu essas coisas, não é algo recente (mas se eu estiver errado, me corrija, afinal eu não acompanho a trajetória dele desde sempre, mas daquilo que eu acompanho foi sempre assim). E eu também não acho que devamos julgar alguém só pelos pontos em que ele erra, o trabalho que ele faz é sensacional, pois vai muito além disso. Não há ninguém que seja dono da verdade, ninguém que tenha razão em tudo, só que uns fazem a diferença e outros não (e o Paulo Junior é um dos que fazem, e fazem muito).

      Excluir
    2. O que ele prega que Casamento e vitalício,Pessoa traída não tem direito casar de novo; isto não e heresia?
      Exemplo: Sujeito casa jovem aos 30 anos descobre foi traído pega carta divorcio mas não pode casar de novo obrigado fazer celibato obrigatório resto vida.

      Entendo casamento Judaico tem 2 fases; 1fase tipo noivado sem relação sexual, 2fase depois ato sexual homem mostra lençol com sangue para receber dote . Fica claro se adultério aconteceu 1 ou 2 fase casamento a pessoa esta live pedir carta divorcio para casar de novo

      Este pastor pregando tipo fanatismo religioso vai levas pessoas afastamento Deus

      Excluir
    3. Eu também acho que ele erra nisso, mas isso não torna ele um herege, não há ninguém que seja perfeito.

      Excluir
  21. Respostas
    1. Eu acho que eles exageram e são rigorosos demais na análise de algumas músicas, se for analisar com esse grau de rigor até mesmo os salmos (que são hinos, em grande parte) deveriam ser proibidos, pois também abordam a nossa relação com Deus através de metáforas. Mas também acho que no geral as músicas poderiam ser um pouco mais literais e menos alegóricas, e concordo que algumas passam dos limites mesmo, ou fazem letras que até mesmo alegoricamente não fazem sentido.

      Excluir
  22. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acredito em grande parte do que ele disse (que existe um "inconsciente coletivo", por exemplo, e que às vezes os sonhos podem refletir coisas que guardamos dentro de nós em nosso "subconsciente"), mas se eu dissesse que a Bíblia fala sobre isso estaria mentindo, já que o foco da Bíblia é outro, a história da salvação.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. 1) Eu já tinha lido sobre isso e achei bem razoável. Inclusive há evidências científicas disso, como por exemplo "memórias" de coisas que a pessoa nunca viveu, mas que estava no "inconsciente coletivo", ou seja, foi transmitida geneticamente ao indivíduo a partir das outras gerações.

      2) Eu discordo principalmente das últimas duas linhas (não creio em imortalidade da alma, nem em viagem astral, nem em reencarnação ou em pré-existência das almas).

      3) Gosto muito desse programa, muito mesmo. Para ser sincero, faz tempo que eu não assisto, mas já assisti muitos até hoje e o trabalho de divulgação teológica que eles fazem é imprescindível e inestimável. Muita gente passou a gostar de teologia por causa desse programa, que é o único que confronta lado a lado diferentes vertentes teológicas com igualdade de condições e sem ser tendencioso - algo dificílimo de se encontrar.

      Excluir
  23. Lucas, os Estados Unidos podem desaparecer num futuro distante? Certa vez vi um vídeo mostrando que lá no Sul dos Estados Unidos existe um movimento separatista que quer restaurar os antigos Estados Confederados da América e que a Califórnia, o Texas e o Alasca podem se separar do país, veja o vídeo:

    https://youtu.be/iRCoqhjfUnU

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até 2100 (a data que o vídeo passa) literalmente qualquer coisa pode acontecer, mas daí pra dizer que existe "um forte movimento separatista" nos EUA é um exagero e uma bobagem. Claro que há um punhado de gente em todo lugar que quer se separar do seu país por "n" razões que sejam, mas nem de longe eles são maioria ou representam um perigo real para agora. Esse movimento era muito mais forte desde a Guerra Civil, há dois séculos, hoje ainda existe mas com bem menos força.

      Excluir
    2. Olá Lucas, desculpe a demora pra responder, é que eu estive passando por uns probleminhas, mas agora que você me respondeu, vou dar a você a minha opinião com relação à esse vídeo:

      Sim, até 2100 pode literalmente acontecer qualquer coisa, mas quando vi nesse vídeo que os Estados Unidos pode não existir mais devido aos separatistas do Sul que querem a volta dos Estados Confederados da América, pois bem achei essa informação bastante alarmista, e ao meu ver os Estados Unidos vai continuar existindo como país ainda por muitos séculos, mas vamos aos pontos:

      1 - Muitos caíram, mas os Estados Unidos ainda continuam tão firmes e fortes quanto eram 1776: Quando os Estados Unidos foi fundado no ano de 1776, haviam muitos impérios colonialistas e monarcas poderosos: Haviam o Império Espanhol, o Império Português, o Império Britânico, o Império Russo, o Império Qing na China, o Império Francês, o Império Romano Germânico, o Império Austríaco e os Estados Papais, todos eles com reis e imperadores poderosos e ricos com poderes inimagináveis, contudo, nenhum desses impérios existem mais, mas os Estados Unidos (bem como a sua República) resistiram ao colapso e existem até hoje fortes e sólidos. Inclusive os Estados Unidos é desde 1890 a maior economia do mundo e uma potência indistrial e militar.

      2 - O Patriotismo: os americanos são um povo bastante patriota e amam muito o seu país, inclusive muitos americanos põem sua cidadania acima de suas origens étnicas e culturais, por isso houve tanta assimilação cultural dos imigrantes, pois o desejo e a vontade de ser americano é na grande maioria dod casos, maior do que a própria origem étnico-cultural.

      3 - Esses movimentos separatistas possuem pouquíssima representatividade e constantemente são ridicularizados como malucos ou insanos. De acordo com pesquisas de opinião apenas 5% dos sulistas querem se separar dos Estados Unidos, e a grande maioria expõe a bandeira confederada não como símbolo separatista, mas um símbolo pelas lutas dos "direitos dos Estados", o mesmo vale para a Califórnia, apenas 8% dos californianos querem se separar dos Estados Unidos, inclusive esse movimento separatista que quer separar a Califórnia é muito ridicularizado por lá, se você sair pelas ruas de San Diego, San Francisco e Los Angeles pregando a separação da Califórnia pode ter certeza absoluta que 90% das pessoas vão rir de você, 9% vai levar a sério, mas discordar e bem menos de 1% vai concordar com essa ideia maluca. Pois como bem dito no último tópico: O desejo de ser cidadão americano é maior do que a própria origem étnico-cultural.

      4 - mesmo que esses movimentos de alguma forma consigam se separar do país, eles estariam cometendo um crime contra a segurança nacional dos Estados Unidos, além disso ser inconstitucional, pois a própria Constituição dos EUA proíbe que os Estados se separem ou entrem em guerra contra si mesmos. Além disso, os Estados Unidos são a maior potência militar do planeta, e para eles reprimir uma rebelião interna é praticamente uma brincadeira de criança, pois mesmo que todos estivessem armados não tem como vencer um exército profissional treinado com tanques de guerra, armas nucleares, submarinos atômicos e com os caças mais modernos e de última geração no mundo.

      Excluir
    3. Com todos esses fatos apresentados, podemos concluir que, sim o vídeo foi bastante alarmista e sensacionalista, pois do jeito que as coisas estão, os Estados Unidos ainda vão continuar existindo como país ainda por muitos e muitos séculos, inclusive eu acho bem mais provável que até 2100 Porto Rico se torne um Estado do que a Califórnia se separar, é a mesma coisa de querer tentar provar a existência de unicórnios colocando um cone de papel na cabeça de um cavalo.

      Excluir
    4. Muito boa a sua análise, obrigado pela pesquisa!

      Excluir
  24. Hi Lucas,

    What do you think of this article?:

    https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/2017/10/a-definitive-case-against-roman.html?showComment=1535577516945

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. This is for sure one of your best articles.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Of course, I did want a comprehensive treatment on the subject (as the word "definitive" suggests). I did make a handful of factual blunders in the process of researching. What motivated me to write the piece is the fact that there are so many Roman Catholic apologetics sites defending the apocrypha--I got sick of it. Therefore, I assembled an article. I still have some questions on the subject though.

      Excluir
    4. If you want, feel free to put these questions you still have on this subject, which I can answer if I know the answers. I have some articles on the canon, which you can read here:

      http://www.lucasbanzoli.com/2018/07/de-abel-ate-zacarias-o-canon-biblico-de.html

      http://heresiascatolicas.blogspot.com/2017/03/respostas-rapidas-mitos-catolicos.html

      http://heresiascatolicas.blogspot.com/2013/06/os-judeus-e-o-canon-veterotestamentario.html

      http://heresiascatolicas.blogspot.com/2014/02/o-canon-biblico-dos-judeus.html

      http://heresiascatolicas.blogspot.com/2013/06/heresias-lendas-mitos-e-absurdos-nos.html

      http://heresiascatolicas.blogspot.com/2015/02/o-demonio-do-amor.html

      http://heresiascatolicas.blogspot.com/2012/08/os-livros-apocrifos-admitem-que-sao.html

      http://heresiascatolicas.blogspot.com/2015/10/lutero-retirou-sete-livros-da-biblia.html

      http://heresiascatolicas.blogspot.com/2015/10/a-lenda-do-canon-alexandrino.html

      Excluir
  25. Nao diz respeito ao tema tratado neste artigo. Mas não tem como não comentar.Maria esmaga a cabeça da serpente ??? É o assunto do momento, devido ao caso envolvendo o padre Marcelo Rossi. Seu artigo sobre este assunto (Maria esmaga a cabeça da serpente) ??? Alguém postou o link deste artigo em um grupo do Facebook. Quanto ao tema tratado neste artigo , eu já tinha comentado antes. Às vezes leio duas vezes alguns artigos, tanto os atuais quanto os antigos, não no mesmo dia, mas sempre acabo lendo,depois de um certo tempo.Obrigado pela atenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até mesmo o papa João Paulo II havia dito que quem esmaga a cabeça da serpente é Jesus e não Maria, mas não adianta, esses caras não aprendem nunca.

      Excluir
    2. Mr. Unknown,

      Try this article:

      https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/2017/08/who-bruises-head-of-serpent-in-genesis.html

      Excluir
    3. O papa já disse que foi Cristo e não Maria, a Enciclopédia Católica já reconhece que foi Cristo e não Maria (e que Jerônimo errou na tradução causando toda a confusão), mas mesmo assim os apologistas católicos de fundo de quintal ainda insistem que quem esmaga a cabeça da serpente é Maria. Nem mesmo se a própria Maria aparecesse pra eles corrigindo o erro eles acreditariam, do jeito que são fanáticos e teimosos.

      Excluir
  26. Em Lucas 2:26, vemos que: Fora-lhe revelado pelo Espírito Santo que ele não morreria antes de ver o Cristo do Senhor. Isso se refere a Simeão. No versículo seguinte, foi dito que ele foi ao templo, movido pelo Espírito Santo. Como entender a ação do Espírito Santo nesse momento, que é anterior a Pentecostes? E o Espírito Santo, ele ainda age assim, revelando coisas para uma pessoa referente a própria vida dela e para edificação pessoal, dessa magnitude?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há vários textos do Antigo Testamento que mencionam a presença do Espírito Santo (embora não como "Espírito Santo", mas como "Espírito do Senhor" ou algo do tipo), o que mudou da antiga para a nova aliança não foi a operação do Espírito Santo (que já agia), mas sim o fato dessa operação ser permanente no coração dos fiéis, enquanto no AT o Espírito vinha sobre alguém por um tempo e depois se apartava da pessoa (como ocorria com Saul, que chegou até a profetizar pelo Espírito, mas logo que o Espírito se apartava dele ele voltava a ser a péssima pessoa que era). Sobre se o Espírito Santo pode revelar coisas para uma pessoa sobre a vida dela e para a edificação pessoal, com certeza pode. Se ele fazia isso até nos tempos da antiga aliança, quando sua presença era temporária, quanto mais hoje, quando sua presença conosco é permanente.

      Excluir
  27. https://www.youtube.com/watch?v=lwkNL5c6jtQ vc acredita nesses fatos como sinais de que os tempos estão caminhando rapidamente para o fim? Por exemplo, a Bíblia para mim, no meu pensamento, nunca comentou que os homens "morariam no céu" , ou morariam "nas estrelas" , então acho que esse tipo de coisa não vai acontecer, ou então o mundo definha para o fim antes disso acontecer... o que significaria que estaríamos bem próximos do fim, o que vc acha? Pq se fosse pra colonizarmos os céus, haveria um aviso dessa magnitude na Bíblia, não? E tipo, quem estiver em Marte por exemplo, quando tiver que botar o sinal da besta, vai botar antes de ir para lá? Ou depois? E se recusar, a pessoa vai ser presa lá ou aqui? E quando a tribulação vier, quem tá em Marte vai escapar e quem ta aqui vai se ferrar? Esse tipo de coisa que eu reflito...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não acho que vamos conseguir colonizar Marte tão cedo. Há um milhão de desafios praticamente inatingíveis para garantir a sobrevivência de humanos lá por algum tempo significativo, como por exemplo a completa hostilidade do solo para a produção de alimentos, ou as temperaturas impossíveis de um ser humano viver (60 graus em média durante o dia), sem falar da ausência de oxigênio, de água e de chuva, e de perigos de todos os tipos:

      https://gauchazh.clicrbs.com.br/educacao-e-emprego/noticia/2014/10/Viajantes-a-Marte-morreriam-a-partir-do-68-dia-no-planeta-aponta-estudo-4620784.html

      https://epoca.globo.com/o-problema-de-colonizar-marte-23110670

      Ou seja, mesmo que eles realmente conseguissem levar pessoas a Marte, elas morreriam tão cedo que não daria tempo para colonização alguma. Será necessário muito tempo e uma tecnologia muito mais avançada para contornar todos esses obstáculos.

      Excluir
  28. Lucas, por favor, me ajude. Como explicar o DNA Neanderthal na nossa genética?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema não é o "DNA Neanderthal na nossa genética", é definir os neanderthals como primatas que viveram há centenas de milhares de anos, o que é falso. O homem de neandertal era um ser humano comum como qualquer um de nós, com a diferença de que vivia nas cavernas e por isso tinha deficiência de vitaminas devido à falta de luz solar, o que causava essa deformidade óssea que consiste num homem encurvado. Temos material genético "neandertal" porque eles tiveram relações com pessoas que viviam fora das cavernas e consequentemente seus genes foram transmitidos adiante e permanecem entre nós até hoje. Você pode ler mais sobre isso aqui:

      http://www.criacionismo.com.br/2013/11/como-sempre-disse-aqui-neandertal-era.html

      https://alogicadosabino.wordpress.com/2010/05/11/afinal-criacionistas-tinham-razao-neandertais-sao-tao-humanos-como-eu-e-tu-que-ate-tiveram-relacoes-sexuais-com-os-nossos-antepassados/

      https://answersingenesis.org/human-evolution/neanderthal/those-enigmatic-neanderthals/

      https://creation.com/the-neanderthals-rediscovered-review

      Excluir
  29. Lucas,

    What do you think of this article?:

    https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/2019/07/trusting-wise-council-of-god.html

    Also, have you ever heard of Christian apologist Dr. Ron Rhodes before?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. That name sounds familiar to me, but I do not remember who he was. On the subject of your article, I find it very difficult to live without anxiety. I think to some extent anxiety is a natural thing, but beyond that it is something that needs treatment.

      Excluir
    2. Well, anxiety or fear are natural responses to certain situations. There are times when such is indeed appropriate. But my article was not talking about that, or at least not attempting to set up an unrealistic paradigm. What I am stressing is the peace which arrives as a consequence of being reconciled to and having a relationship with a holy God (Romans 5:1).

      Excluir
    3. If I may ask, what are some things that make you anxious?

      Excluir
    4. Issues involving relationships, presentation of work or classes, exams or anything of the kind.

      Excluir
  30. Sei que foge do assunto do artigo, mas qual a sua opinião sobre essa "polêmica" da terra plana? Marco Antonio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não existe polêmica, todo mundo sabe que a terra é quadrada. Veja aqui as provas:

      https://www.hikashop.com/media/kunena/attachments/40127/11.jpg

      Excluir
    2. Page not found :(
      Eu fiquei curiosa hehe

      Excluir
    3. Que esquisito, tenta esses outros então:

      https://saturnvpn.com/wp-content/uploads/2017/10/fix-HTTP-404-Not-found-Error.jpg

      https://support.start.me/hc/article_attachments/360001139105/404_page_not_found.jpeg

      https://thumbs.dreamstime.com/z/error-page-not-found-website-page-vector-flat-illustration-error-web-page-vector-illustration-isolated-white-background-116898492.jpg

      https://image.shutterstock.com/z/stock-vector--error-page-not-found-isolated-in-white-background-577933447.jpg

      https://thumbs.dreamstime.com/z/error-page-not-found-glitch-effect-screen-vector-illustration-your-design-114821212.jpg

      https://pm1.narvii.com/6399/de32b7f9ee2a9ae39a489859120b6eaa56eb1693_hq.jpg

      Excluir
    4. Não deu certo pq eu li os links e fui direto no último.

      Excluir
  31. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vi refutação alguma. Ele só provou que pessoas geneticamente normais não podem ser gigantes, ou seja, que para gigantes poderem existir precisariam sofrer mutação genética, que foi justamente o que aconteceu no caso dos gigantes bíblicos.

      Excluir
  32. https://youtu.be/LWgEjRmOXJA esse vídeo é um testemunho curto de um rapaz judeu reconheceu que Jesus é o Messias por meio do livro de Zacarias, é até engraçado porque realmente o Messias deveria entrar em Jerusalém por meio de um jumentinho e hoje é mais fácil achar uma Ferrari em Israel do que um jumento... como vc olha esse movimento do judaísmo messiânico e do judaísmo nazareno, ambos aceitam Jesus como Messias mas, com alguma diferenças, seguem algumas regras da Torá mais por questão de tradição e cultura. Eu antes via isso com ceticismo mas quando olho para dentro do Cristianismo, vemos um monte de coisa: adventismo, cristianismo místico, arminianismo, calvinismo, até antissemitismo... e nós encaramos apenas como variantes da fé nos detalhes porque guardamos a essência, que é a Salvação por meio de Jesus. Eles também... há um rabino messiânico desse canal https://www.youtube.com/watch?v=jqYILzMUnek ele prega que Jesus é o Messias em várias cidades de Israel, e em um bairro com judeus ultra ortodoxos que nem mesmos os judeus seculares se atrevem muito a entrar (estive lá e sei o que é isso)... e admiro muito o trabalho dele, reconheço que é um chamado de Cristo para levar a mensagem e sempre tem gente que aceita (embora tenha mais gente que rejeite, como em todo o lugar). Como vc enxerga isso acontecendo? Eu vejo isso como a mão do Senhor agindo lá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sendo bem franco, eu não sou muito simpático a esse tipo de Cristianismo judaizante, pra mim não deveria existir "Judaísmo Nazareno" ou "Judaísmo Messiânico", quando um judeu se converte ele deveria simplesmente se tornar cristão e pronto (como acontece com muitos outros), mas como muitos deles estão profundamente arraigados no Judaísmo (em sua cultura, suas leis, suas tradições e etc) eles não conseguem abandonar o Judaísmo, no máximo conseguem remodelar o Judaísmo de um modo que tente conciliá-lo ao Cristianismo (mas sem muito sucesso, a meu ver). De modo que eles creem que Jesus é o Messias, e isso é excelente, mas ainda seguem a lei mosaica que já foi cumprida na cruz, a esmagadora maioria não aceita trindade ou divindade de Cristo, e consideram o AT bem mais importante que o NT. Ou seja, estão com um pé no Judaísmo e outro no Cristianismo, quando o propósito deveria ser uma transição completa de um para o outro. Fazendo um paralelo, é como o catolicismo romano que se trata de um misto de Cristianismo com paganismo romano. No caso dos judeus messiânicos é menos mal porque pelo menos essa mistura é com o Judaísmo e não com o paganismo, mas está errado do mesmo jeito. Não sou ninguém pra julgar a salvação de judeus messiânicos, mas acho que eles precisam mudar muita coisa no modo de ver a Bíblia.

      Excluir
    2. Entendi o que vc quis dizer. Eu li um depoimento de um rabino messiânico e pelo que entendi, os judeus ao longo do tempo associaram o cristianismo da forma que vemos hoje com a Igreja Católica. Eles tem forte repulsa a adoração de imagens, essas coisas de círios e tudo mais, sem falar naquela tragédia que é o Vaticano, porque os católicos perseguiram e mataram duramente os judeus aí eles tipo que fizeram um contraponto com o surgimento dos judeus messiânicos e nazarenos. Ao longo da entrevista fala-se que o contraponto já existe, que é a reforma protestante, porém o rabino lembrou que Lutero, por n razões, foi antissemita e que Hitler mencionou os escritos de Lutero para justificar religiosamente a perseguição aos judeus, então o protestantismo também é mal visto... mas entendo o que vc quis dizer. Recentemente uma família foi morta num acidente de carro em Israel, e eles eram judeus messiânicos. Apenas uma criança sobreviveu e no sepultamento, o rabino da congregação messiânica aproveitou o momento e falou sobre a vinda de Jesus pregada no AT e tinha mais de mil pessoas ali que ouviram tudo solenemente por conta do sepultamento, não deixa de ser uma forma de falar de Jesus eu acho... sei lá. Mas entendi a sua colocação. Ainda acho que deveríamos pregar duramente o engano que é a Igreja Católica, ela sim é a grande responsável por toda a sorte de confusão. Lamento muito que milhões de pessoas se apeguem a doutrina e as tradições dessa igreja que tem um rastro de sangue e matança, mas fzr o que é...

      Excluir
    3. Eles não deveriam deixar que o antissemitismo pessoal de Lutero (que ele só adquiriu no final da vida, e mesmo assim era mais um "antijudaísmo" do que um antissemitismo propriamente dito, pois ele não tinha nada contra os judeus como raça, apenas contra os religiosos judeus) interferisse nos conceitos teológicos de toda a Reforma, que vai muito além de Lutero e que não tem nada de antissemitismo (bem pelo contrário, os protestantes foram os que mais acolheram e toleraram os judeus em suas terras, os quais fugiam das perseguições católicas para os países protestantes, onde se tornaram grandes empresários). É fato que Lutero manchou muito da sua história com aquele panfleto ridículo contra os judeus no final da vida, mas eles deveriam olhar para a Reforma enquanto movimento teológico, não para erros individuais, e ter em conta que se ainda existem judeus hoje em dia, devem muito ao protestantismo.

      Excluir
  33. Lucas, comente esta minha postagem em meu blog ao clicar AQUI e se quiseres, eu sugeriria-te que tu escrevesses um artigo aqui neste teu blog para tentar dissecar o que seria o diferencial de pregação cristã no cristianismo católico romano que é pregar, como eu digo, Maria e Maria crucificada, à maneira d'Ela, ou do anúncio católico romano das glórias de Maria.

    ABRAÇOS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não existe o "culto devido à Maria", o culto cristão deve ser dado somente a Deus:

      "Jesus lhe disse: Retire-se, Satanás! Pois está escrito: ‘Adore o Senhor, o seu Deus e SÓ A ELE PRESTE CULTO’" (Mateus 4:10)

      Também não existe "pregar Maria crucificada", mas sim Cristo crucificado:

      "Nós, porém, pregamos a Cristo crucificado, o qual, de fato, é escândalo para os judeus e loucura para os gentios" (1 Coríntios 1:23)

      Também não existem "glórias de Maria", a glória é só de Deus e ele não a divide com ninguém:

      "Eu sou o Senhor; esse é o meu nome! Não darei a outro a minha glória nem a imagens o meu louvor" (Isaías 42:8)

      Infelizmente a Igreja Romana é a prova de que o paganismo não foi superado, ele apenas trocou de roupa, como Paulo temia:

      "O mesmo zelo que Deus tem por vocês eu também tenho. Porque vocês são como uma virgem pura que eu prometi dar em casamento somente a um homem, que é Cristo. Pois, assim como Eva foi enganada pelas mentiras da cobra, eu tenho medo de que a mente de vocês seja corrompida e vocês abandonem a devoção pura e sincera a Cristo" (2 Coríntios 11:2-3)

      Excluir
    2. Lucas, mas nota o seguinte, o culto devido à Theotókos é um culto segundo, porque o culto soberano é somente a Deus, claro, o culto devido à Maria é um culto em função e derivado do culto a Deus e é superlativo culto devido à Divina Maria, também, se comparado aos outros santos e se comparado ao culto devido aos anjos, porque de fato a glória é incomparável por sua imaculada conceição que a tornou a melhor imagem do quanto o homem é imagem e semelhança de seu Criador, o que não ocorre com os anjos, mas a glória de Maria que vem Deus, tal glória da Beata Maria vem de Deus, glória que Deus não a divide com outro. Nota, Lucas, que são Gabriel mesmo, o arcanjo, no instante da anunciação do Senhor à Maria, são Gabriel a saudou como a cheia de graça, ou seja, com uma graça maior que a dele que tem por nome, em hebraico, "força de Deus" (Gabriel), Ela o superou e assim se deu, com tal anjo, o primeiro culto devido à Maria.

      Imagine, Lucas, para um anjo a extrema humilhação de tal ente ter de humilhar-se diante de um ser humano a fim de dar o culto devido à Nossa Senhora, ser humano tal qual nós mesmos, quanto mais nós, homens, com maior razão devemos dar o culto devido à Santa Maria.

      Excluir
    3. Caro irmão e amigo Lucas, com todo o respeito primeiramente por ti pessoa humana como eu e por quem Jesus derramou o Seu sangue e também com todo o respeito pelo teu espaço aqui de teu blog que é a tua casa e tua tribuna livre, mas se tu me permitires dizer a ti ao publicar o que eu quero te dizer em seguida aqui por escrito, é que nota que o cerne da questão da crítica protestante contra nós, os católicos romanos, é que vocês protestantes riscam da Bíblia Sagrada o que são Paulo diz em Romanos I,20, ou seja, perícope aonde o apóstolo bem diz que há qualidades na natureza, qualidades tais que pelas coisas criadas conduzem a Deus por suas qualidades intrínsecas. Por que? Porque vocês, protestantes, odeiam as coisas criadas, a natureza, vocês são cegos para qualquer qualidade em tudo que existe e que não seja Deus a quem ninguém vê. Por isso vocês odeiam a Igreja visível, histórica e concreta neste mundo à maneira da candeia que deve ser posta no velador e não debaixo do alqueire a fim de alumiar a todos na casa que é mundo. Vocês, protestantes, odeiam as imagens sacras, com isso vocês anularam os mistérios que são os sacramentos ou o sinal visível da graça invisível e vocês odeiam cultuar os santos, a começar da Virgem Maria, porque vocês padecem do mesmo orgulho do diabo que se revoltou contra Deus, pois o diabo teria que servir ao Verbo divino feito homem em Jesus Cristo, porque para um anjo é uma humilhação servir ao homem e Cristo é Deus e homem, veja que só que desafio temível a um anjo que não dá ao trabalho de nem mesmo cumprimentar a um ser humano, como teve de se dar trabalho de cumprimentar a Maria o arcanjo são Gabriel, porque os anjos são maiores e melhores do que nós, homens.

      Excluir
    4. Close, but no cigar. Jesus Christ did not establish the Roman Catholic Church--too many Church traditions contradict the clear teachings of Scripture.

      The pain that Mary felt was the same as that of any other woman who watches their child(ren) suffer. Your speech is that of mysticism and speculation.

      It must be in the genes of Roman Catholics to make Mary into some goddess type figure. Do not go beyond what is written.

      Excluir
    5. I debunk Roman Catholic apologetical nonsense on Luke 1:28 fully here:

      https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/2017/03/luke-128-kecharitomena.html

      I think that it is painfully obvious to anybody whose minds have not been tarnished by the ecumenical tentacles of Rome that you obviously worship Mary. Idolatry, pure idolatry.

      Excluir
    6. Vamos lá:

      1) Não existe essa coisa de “culto segundo” na Bíblia. Eu duvido você encontrar um único versículo que fale em “culto segundo”. Este é mais um dos muitos malabarismos que os romanistas fazem para justificar suas inovações doutrinárias e falsos ensinos – ou seja, para não admitir que o culto na Bíblia deve ser dado somente a Deus, inventam a fantasia de um “culto segundo” como um pretexto para descumprir este mandamento claro e simples.

      2) Não existe imaculada conceição de Maria. Essa é uma crença bisonhamente tardia, completamente ausente e estranha aos escritos dos Pais da Igreja e ainda mais à Bíblia. A posição unânime que prevaleceu em todo o período patrístico foi de que Maria contraiu o pecado original – mesmo os que pensavam que Maria não cometeu pecados pessoais (como Agostinho) concordavam que só Jesus não contraiu o pecado original. Até mesmo Tomás de Aquino, em pleno século XIII, defendia que Maria contraiu o pecado original e refutava aqueles que começavam em sua época a ensinar a heresia da imaculada conceição, que também jamais foi aceita pela Igreja Oriental.

      3) Dizer que o anjo cultuou Maria é um sacrilégio e uma distorção perversa do texto bíblico, que no original grego nada mais diz senão “agraciada” (mas que as traduções católicas, por seguirem a Vulgata Latina em vez do original grego, vertem por “cheia de graça”, em um erro flagrante de grego básico), e mesmo que tivesse dito “cheia de graça” isso não teria nada a ver com prestação de culto, você está confundindo tudo. Em parte alguma o anjo diz que Maria tinha uma graça maior que a dele ou atribui “glórias” a Maria, tampouco “se humilhou” como você diz. A própria Maria se reconhece como uma mera serva de Deus e pecadora que necessitava de um salvador (Lc 1:38,46-47). O problema é que os apologistas de Roma PRECISAM ir além do texto bíblico, enxergando coisas que nitidamente não se encontram ali, nem com muito esforço e boa vontade.

      Excluir
    7. 4) O que Paulo diz em Romanos 1:20 é que o homem ao contemplar a criação pode perceber instintivamente (por meio da lei natural) que existe um Criador (basta olhar para as estrelas do céu e para toda a complexidade do universo e dos seres que existem para concluir que isso é obra de um Criador). Isso, mais uma vez, não tem NADA a ver com prestar culto à criatura em lugar do Criador, o que é justamente o que Paulo condena NO MESMO capítulo, basta continuar a leitura:

      “Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos e trocaram a glória do Deus imortal por imagens feitas segundo a semelhança do homem mortal, bem como de pássaros, quadrúpedes e répteis... Trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram a coisas e seres criados, em lugar do Criador, que é bendito para sempre. Amém” (Romanos 1:22,23,25)

      Ou seja, o próprio contexto da passagem que você alude vai de encontro com a sua interpretação da mesma. Em vez de Paulo incitar o culto às coisas criadas, ele está fazendo precisamente o contrário, mostrando o quão insensato e tolo é cultuar esses seres criados em vez do próprio Criador, que as criou. A criação nos leva a adorar a Deus, não a própria criação.

      5) Ninguém “odeia a Igreja visível, histórica e concreta neste mundo”. Pelo contrário, é justamente por amarmos a Igreja visível que a reformamos. Se a odiássemos, teríamos simplesmente a deixado livre para continuar assassinando, queimando, perseguindo e torturando o povo de Deus, proibindo a leitura da Bíblia em língua vulgar, vendendo indulgências para o perdão dos pecados, distorcendo e deturpando a Palavra de Deus e assim por diante. Quem odeia a Igreja visível é quem vê o estado decadente e deplorável da Igreja visível e fica de braços cruzados sem fazer nada – ou pior ainda, se alia ao erro.

      Excluir
    8. 6) Também ninguém aqui “odeia as imagens sacras”, nós rejeitamos o CULTO às imagens porque, como já mostrei na Bíblia, o culto deve ser dado somente a Deus. Por isso Ele diz:

      “Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam” (Êxodo 20:4-5)

      Você erra pela mesma razão que os fariseus erravam – por “não conhecer a Escritura e nem o poder de Deus” (Mt 22:29). TODAS as suas argumentações são baseadas puramente em filosofias humanas, você literalmente não abriu a Bíblia ainda, e para ser sincero não parece estar minimamente familiarizado com a mesma. Observe que nosso Senhor Jesus Cristo nunca rebateu seus opositores “filosoficamente”; ao contrário, ele rebatia sempre citando as Escrituras, o tempo todo – seja contra os fariseus, ou contra os saduceus, ou mesmo contra o próprio diabo. É justamente por desprezar as Escrituras em detrimento de tradições e filosofias humanas que a Igreja Romana se desviou tanto da verdade, aderindo àquilo que Paulo já previu e disse:

      “Tenham cuidado para que ninguém os escravize a filosofias vãs e enganosas, que se fundamentam nas tradições humanas e nos princípios elementares deste mundo, e não em Cristo” (Colossenses 2:8)

      Os grandes filósofos do primeiro século eram os gregos (platônicos, em sua maior parte) e ridicularizavam os cristãos que seguiam a Bíblia, e hoje ocorre a mesma coisa, mas contra nós evangélicos.

      Excluir
    9. Caríssimo irmão e amigo Lucas, eu já esperava por essa tua resposta supra, um jorro abundante de perícopes escriturísticas, ou seja, livros, capítulos e versículos da Sagrada Bíblia em abundância para responder à uma questão. Tudo isso, mas sem entendimento, como diz são Paulo dos hebreus. Falta entendimento a vocês irmãos separados protestantes. Por que? Porque com todo respeito, caro irmão e amigo, tu podes saber de cor a Bíblia inteira, mas falta-te olhos de ver, porque cegou-te o príncipe deste mundo que leva as pessoas a um pecado mortal grave que é o crime de heresia, no caso heresia protestante. Se há a Filosofia, que aliás é a minha área de estudos na faculdade, no que eu digo, então, tanto melhor, porque é a ratio humana a serviço, como deve ser, não de si mesma como se fosse a razão humana uma deusa pagã a ser cultuada, como queria Robespierre, mas a razão humana é também instrumento de Deus que com generosidade de Pai a deu ao homem. Mas, eu agradeço-te pelo esforço de a mim responder, caro irmão, esperando em oração e com penitências que um dia os cristãos um dia se unam sob a supremacia do Papa, o homem de pedra, na única Igreja que Cristo fundou que é a santa Romana católica Igreja.

      Uma outra coisa, caro irmão, é que quando eu falei de pregar Maria e Maria crucificada, eu, só para fazer as escamas caírem de teus olhos, referi-me a o que o velho Simeão profetizou no Templo dos hebreus quando José e Maria apresentaram Jesus no Templo e Maria foi ser purificada, conforme prescrevia a Lei, Simeão disse que Maria teria o Seu Coração Imaculado transpassado por uma espada, logo, é evidente, Maria foi crucificada à maneira de Cristo e à maneira d'Ela própria, espiritualmente, por nossos pecados. Por isso, caro irmão e amigo Lucas, é fundamental tu deixares o crime de heresia a fim de um colírio ser ministrado aos teus olhos e tu enxergares.

      Excluir
    10. Thank you very much my friend and brother Jesse for the comment. My English is poor, but I will read the text you indicated through the link you pasted in your comment. If you would like to talk to me, dear brother Jesse, more and better about religion and theology issues and their controversies send me an email: joaoemilianoneto777@gmail.com

      Excluir
    11. Jesse about this text of yours whose link you post above,

      Dear Brother Jesse, the crux of the Protestant issue is that the devil has blinded and wounded you Protestants, as he himself is wounded and blind, wounded and blind with pride, so that you Protestants are an anti-idolatrous police, because the devil in his pride that you Protestants have also contracted such vice does not want to honor God made man in Jesus Christ and what is most fearful to him, the devil, he in no way wants to honor a pure creature, a person like the Divine Mary, For it is a temptation of pride to the angels to find themselves, and they are greater and better than we men.

      Excluir
    12. Caro João Emiliano, você escreve:

      “Tudo isso, mas sem entendimento, como diz são Paulo dos hebreus...”

      Aqui você já dá amostras do “entendimento” que tem: de onde você tirou que a carta aos Hebreus foi escrita por Paulo??? Nem a sua própria igreja afirma isso. Eusébio, em sua História Eclesiástica, dizia que ninguém sabia ao certo quem escreveu Hebreus; alguns diziam que era de Paulo e outros diziam que não, e a Igreja de Roma estava entre os que diziam que NÃO era de Paulo (cf. História Eclesiástica, Livro III, 3:5). Antes de criticar o entendimento dos outros, procure saber do que está falando. Tudo o que você fez até aqui foi defender a supremacia da filosofia sobre as Escrituras, ou seja, o mesmo tipo de heresia praticada pelos gnósticos combatidos pelos primeiros cristãos (que citavam as Escrituras rotineiramente e de forma tão simples como eu faço aqui, enquanto os gnósticos eram filósofos por excelência que divagavam e distorciam as Escrituras grosseiramente como você faz, com interpretações tão bizarras quanto). A este propósito, eu gravei este vídeo:

      https://www.youtube.com/watch?v=9XRSecVYIno&t=559s

      Obviamente eu conheço o texto da espada transpassar a alma de Maria, o que eu quero saber é que raios isso tem a ver com “pregar Maria e Maria crucificada”. Você pega um texto aleatório que não tem nada a ver com o que está argumentando e faz toda uma salada de frutas e um malabarismo escandaloso para defender a heresia que sustenta. A espada “transpassando” o coração de Maria nada mais representa senão o sofrimento que Maria teria ao ver seu filho morrendo na cruz (como qualquer mãe sentiria ao ver um filho sofrendo daquele jeito), não tem nada a ver com imaculada conceição, muito menos com “pregar Maria crucificada” ou com Maria morrer pelos nossos pecados.

      A Bíblia nunca diz para “pregarmos Maria”, que é completamente ausente nas epístolas apostólicas doutrinárias, e a própria Maria ensinava o contrário, glorificando a Deus e não a si mesma (Lc 1:46-55). A santa Maria dos evangelhos é completamente oposta à falsa Maria do paganismo romano, das demoníacas “aparições marianas” que servem exclusivamente para descentralizar Cristo e adorar a criatura em lugar do Criador, numa busca insaciável por autoglorificação pessoal em vez glorificar a Cristo, como a verdadeira Maria fazia. E eu nem vou dizer que para os Pais da Igreja mais antigos essa “espada” significava a incredulidade de Maria, o que te escandalizaria ainda mais.

      Excluir
    13. Caríssimo e queridíssimo irmão separado e amigo Lucas,

      A questão filosófica é fundamental, pelo menos para eu mesmo que sou um estudante de Filosofia e quem quer ser filósofo, quando eu for um dia um homenzinho hei de ser um, sabe-se que quem que ser um filósofo há ser filósofo na vida e mais nada. Porque, é claro como o dia ao meio-dia, nota só caro irmão e amigo Lucas, a Bíblia Sagrada não é uma absurdidade, tal coisa é parte de algo chamado de real, e já que é tal coisa, tal qual tu dizes, é a Bíblia algo de tão simples e o espírito de simplicidade é o espírito filosófico, logo, não há nada de errado em um pretenso filósofo como eu estar muito tranquilo na analogia do ente ou de que o ser se diz de diversas formas, como diria Aristóteles, santo Tomás de Aquino, o terror das mulheres e diz, também o mesmo são Paulo em Romanos I,20. Se a Bíblia é algo de verdadeiro, por conseguinte, há de passar pelo teste de se mostrar verdadeira no sentido de se caso as Sagradas Letras não serem algo de de apenas natural, mas outrossim de sobrenatural, porém nunca, espera-se, que não seja a a Sagrada Escritura algo de irracional, como querem os pastores pentecostais assembleianos que berram como loucos histéricos em transe como se fossem pitonisas junto com suas ovelhas em seus púlpitos e igrejas da onde são transmitidos seu entusiasmo todo pela TV, internet e pelo rádio. Aliás, a analogia do ente é o pomo da discórdia central de vocês, protestantes, contra nós, os católicos romanos, o resto, versículos bíblicos que contradigam a santa Igreja Romana é o de menos.

      Outra coisa, irmão, é que eu não fiz referência à Epístola aos Hebreus ao mencionar a falta de entendimento de vocês, protestantes, mas eu fiz referência ao que são Paulo diz dos hebreus na epístola dele aos romanos. Vocês, protestantes, à maneira dos hebreus, vocês são grandes conhecedores da Bíblia Sagrada, não há dúvida, sabem-na de cor e salteado, mas sem entendimento, o que é mais do que evidente, pois que o protestantismo não é a reforma do cristianismo, mas é a sua dissolução como hoje ser cristão ou ser apóstolo ou discípulo é não saber contar até o número três, diria o filósofo Friedrich Nietzsche traumatizado com a estreiteza do cristianismo protestante, em particular ao ter sabido, segundo ele, o quanto Martinho Lutero era um caipira alemão doido para ter a Cristo como um Führer e a mãe do filósofo, Francisca, era outra caipira inculta igual aos frequentadores de hoje de Assembléias de Deus da vida, tudo isso é efeito da sola fide, sustentáculo da igreja protestante, é evidente, porque nada como tentar unir fides et ratio: fé e razão como asas direita e esquerda para o vôo alto do homem no entendimento do real que sempre há de ser compreendido de diversas maneiras, como ensinara Aristóteles, santo Tomás e são Paulo.

      {continua}

      Excluir
    14. {continua aqui}

      Por último, caro irmão, de fato, sobre pregar Maria e Maria crucificada, que eu saiba, eu sou o primeiro na santa Igreja a fazer referência sobre o como que co-sofrimento vicário de Maria Santíssima como nossa co-Redentora ao usar o símbolo de Seu Imaculado Coração transpassado por uma espada ou por sete espadas, logo, dor, sofrimento e lágrimas sentidos perfeitamente pela Divina Theotókos, como ilustram, de fato, imagens de Nossa Senhora das Dores ferida por sete espadas. Agora, se houveram santos padres gregos ou latinos que faziam referência à incredulidade de Maria para significar tal espada, eu não sabia. Tudo bem, então, mas não é a interpretação mais corrente, que eu saiba, hoje, na santa Igreja Romana. Eu, de minha parte, devo seguir a regra d'ouro que diz que o que deve ser crido pelo cristão é o que sempre foi ensinado por todos os doutores, em todos os tempos e em toda parte. Por último, pensa bem, caro e querido amigo e irmão Lucas, a mesma espada encravada n'alma de Nossa Senhora e em Nosso Senhor em seus cravos na cruz, em Sua corôa de espinhos que é o símbolo do desrespeito de Cristo em relação ao mundo mundano e a lança de são Longinus que transpassou a Cristo, quem disse que, de fato, é de se escandalizar que por tais coisas perfurantes não tenham sido, deveras, as representações de tentações que Maria e Jesus sofreram, como que símbolos da perfídia do homem em pecado, não é mesmo?

      ABRAÇOS, meu caríssimo e queridíssimo irmão Lucas.

      Excluir
    15. Lucas, este teu material vídeofônico aqui https://www.youtube.com/watch?v=9XRSecVYIno&t=559s que tu indicastes a mim faz tábula rasa em pleno século XXI da contribuição filosófica histórica para o cristianismo dos últimos dois mil anos. A história cristã não acabou em Apocalipse ou com, a era apostólica. Talvez tu, como herege protestante desgarrado da única Igreja de Cristo que é somente a santa Igreja Católica Romana e nunca haverá outra Igreja, caríssimo e queridíssimo irmão separado Lucas, talvez tu sejas um estranho no ninho, mas eu como membro da Igreja dos apóstolos e dos mártires, a Igreja de Nossa Senhora que é a Mãe da Igreja, eu, espero que, com a ajuda da graça de Deus que há de ajudar-me a eu ser um excelente católico romano com minha adesão firme, diária, de todo o meu coração e entendimento e até o último dia de minha vida, eu espero ser uma pedrinha viva, como escreveu são Pedro, mesmo que uma pedra muito pequena e frágil no edifício do corpo de Cristo que é somente a Igreja Romana.

      É uma visão simplória de tua parte, Lucas, desdenhar da Filosofia como se um santo Tomás de Aquino, o maior filósofo cristão de todos os tempos e santo Tomás - com absoluta certeza e sem medo de errar - é santo Tomás o maior filósofo de todos os tempos, fosse algum sofista moderno acadêmico de nossa contemporaneidade que são tão orgulhosos e desdenhosos com relação ao cristianismo quanto aqueles filósofos helenísticos: epicuristas e estóicos areopagitas da Atenas da época de são Paulo, filósofos helenísticos de uma fase de decadência da Filosofia, a Filosofia que só voltou a vida com a contribuição cristã para a mesma. Muito ao contrário, tomo logo o mestre, santo Tomás, ele que é o mais santo dos sábios e é ele o mais sábio dos santos.

      Eu fizera há meses atrás um comentário a este teu conteúdo em audiovisual lá mesmo na área de comentários de tal vídeo em que eu dizia que sem a Filosofia qualquer coisa, qualquer coisa como uma idéia não passa de lavagem cerebral: ideologia, falsa consciência. E assim o é, porque não se reflete em profundidade, com radicalidade e seriedade, cientificamente mesmo, sem medo de tal palavra: cientificamente sobre qualquer coisa comum ao mundo sem a Filosofia, tendo, claro, no caso do cristianismo a última palavra do Santo Padre, o Papa, porque a cadeira dos professores (cathedra magistralis) subemete-se à cadeira do Pastor da Igreja (cathedra pastoralis) ao contrário do que queria Martinho Lutero que aprontou já no século XVI uma balbúrdia universitária de reforma doutrinária contra a santa Igreja como era a intenção textual, confessa: consciente de Lutero.

      Penso que o povo, mesmo o mais simples, não merece um tal desserviço e negligência, minimalismo e simplismo dos seus melhores homens, como certamente é o teu caso, caro irmão Lucas, sejam nivelados por baixo ao nível do Seu Zé Mané da esquina que se não é um bebedor de cachaça compulsivo católico apenas nominal só de censo demográfico ou é um pobretão porteiro ou empregada doméstica do Leblon ou de Copacabana frequentadores de alguma seita Assembléia de Deus de alguma periferia da borda de qualquer outra parte do mundo como é o caso do Brasil e da América Latina como um todo, pelo amor de Deus.

      Excluir
    16. Eu não tenho o que responder aqui, qualquer um que esteja acompanhando isso deve ter percebido que você não refuta ou contra-argumenta o que te é apresentado, apenas repete os mesmos sofismas e foge da Bíblia como o diabo foge da cruz. Também não vou discutir aqui filosofia, talvez você ainda não tenha notado mas este é um blog sobre teologia e história (está na descrição do blog, logo ali abaixo do título...), que são as minhas formações, eu não vou perder tempo discutindo filosofia aqui, se é este o seu interesse eu lamento, mas você entrou no blog errado (com certeza deve haver muitos blogs por aí com gente interessadíssima em discutir filosofia com você, mas não é o meu caso). Seus textos divagam entre o incompreensível e o nonsense, são extremamente prolixos e expressam suas conclusões completamente à margem de qualquer base ou argumento que as sustente (como é o caso de “pregar Maria crucificada”, que embora eu já tenha mostrado que é um erro, você prefere insistir no erro do que admiti-lo).

      E você não deve ter entendido direito o meu vídeo, pois eu não disse que o “Seu Zé Mané da esquina” esteja no mesmo nível intelectual que um Platão ou Aristóteles, mas provavelmente em se tratando de SALVAÇÃO esteja consideravelmente acima (se o Zé da Esquina for alguém sincero e temente a Deus), não apenas deles, mas de qualquer filósofo de alto escalão dos que você menciona, os quais tem apenas a “sabedoria humana” que Paulo diz que leva à condenação, mas não a “loucura de Deus”, que conduz à salvação. O protestantismo é “loucura” para você da mesma forma que o Cristianismo era “loucura” para os gregos antigos, muito mais aptos filosoficamente do que os primeiros cristãos, que eram pessoas extraordinariamente simples.

      O que você quer é transformar esse Cristianismo puro e simples em uma filosofia reservada a uma “elite intelectual” de mentes elevadas, que era precisamente o propósito dos hereges gnósticos, tão combatidos por Paulo e pelos Pais da Igreja, por isso o seu pensamento não se difere em nada de um gnóstico do segundo século, você defende a salvação pela razão (filosofia) assim como eles. Você não crê no Cristianismo, mas em um sistema filosófico estruturado e complexo que se apropria falsamente do mesmo nome, para deturpar tudo aquilo que os escritores bíblicos escreveram com simplicidade e clareza. Por isso Paulo privilegiava justamente as pessoas simples como o “Zé da Esquina”, em um texto que parece ter sido escrito diretamente a você:

      “Irmãos, pensem no que vocês eram quando foram chamados. Poucos eram sábios segundo os padrões humanos; poucos eram poderosos; poucos eram de nobre nascimento. Mas Deus escolheu as coisas loucas do mundo para envergonhar os sábios, e escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes. Ele escolheu as coisas insignificantes do mundo, as desprezadas e as que nada são, para reduzir a nada as que são, para que ninguém se vanglorie diante dele” (1ª Coríntios 1:26-29)

      Excluir
    17. Lucas, se tu quiseres encerrar o nosso diálogo de boteco taverna virtual blogística por aqui, tudo bem. Eu só acho que o teu preconceito anti-filosófico torna-te muito estéril, provinciano e ingênuo inclusive diante da própria Teologia e História que eu sei que são as tuas áreas de atuação e o leitmotiv deste teu blogue homônimo aqui. A minha questão desde o princípio não foi o de fazer um torneio filosófico aqui e nem eu posso como tu queres, enquanto católico romano, pendurar-me em um livro como tu queres que eu faça um torneio contigo de Bíblia a fim de ao fim e ao cabo julgar a santa Igreja, mas pelo meu próprio testemunho de fé e santidade eu devo dar um corpo concreto, humano, real e verdadeiro a Cristo em minha geração em que eu vivo e se a Filosofia ajudar, tanto melhor, porque é a coisa, de fato, da analogia do ente, o ser se diz de diversas maneiras, como ensinava Aristóteles, terror dos Seus Zés Manés da esquina tipicamente brasileiro que não quis estudar.

      Por último, caríssimo e queridíssimo irmão Lucas, santo Tomás de Aquino, o mais santo dos sábios e o mais sábio dos santos tem uma glória no céu, hoje, que amanhã o Seu Zé da Esquina há de admirar se ele for salvo ao ver a glória de um santo Tomás cuja última confissão antes de falecer ao seu padre confessor foi a confissão de uma criança que certamente tem muito Seu Zé da esquina, vagabundo tipicamente brasileiro inútil que nunca quer ter vida sacramental, não pode dizer quer imitou a santo Tomás nem em sua inocência e nem mesmo em sua penitência.

      ABRAÇOS, meu irmão.

      Excluir
    18. Roman Catholic apologetics is just that--intellectual sophistry. The arguments have been refuted over and over and over again, yet the same errors are continually repeated.

      I can see that João posted his diatribe here on his own blog. He copied and pasted the dialogue verbatim as an article. He even made the exact arguments on my blog without taking correction. João is like a broken record!

      But hey, João, thanks for the guffaw and for also linking to my blog! More people get to see how I expose the nonsense of Roman Catholicism.

      Catholics act as if a heresy began in the 3nd century, then it must be okay because it was a supposed Christian who started it. Does it really matter who starts a heresy if it is a heresy?

      Excluir
    19. Jesse what you call heresy is a heresy to which Protestant sect of the thousands more or less different from each other around the world? Good or misunderstood there is only one true Christian Church in this world which is the Roman Apostolic Catholic Church and it is this Church for her concrete, real and historical unity throughout history that is capable of judging what is true or false in Christianity and in what is common in the world.

      Excluir
  34. Lucas, que livro vc indica pra quem não sabe absolutamente nada de teologia ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem clichê dizer isso, eu sei, mas leia a Bíblia. É o melhor livro teológico que alguém pode ler, seja ele um leigo ou um doutor. Quando eu estava no início da minha nova caminhada na fé o que me moveu foi ler o NT todas as semanas, em poucos meses já tinha lido dezenas de vezes até ficar "craque" nisso, é assim que tem que fazer, se começar por um livro de teologia de um autor 'x' ou 'y' você vai ficar condicionado a concordar com ele e vai enviesar sua leitura posterior da Bíblia, quando o correto é ir à Bíblia primeiro, pensar por si mesmo e chegar às suas próprias conclusões - e só mais tarde confrontar essas conclusões com as conclusões que outros tiraram, para ver qual faz mais sentido. Do contrário você será apenas mais um "papagaio de pirata", que se limita a repetir acriticamente tudo o que um papa, padre, pastor ou teólogo fala.

      Excluir
    2. O novo testamento que vc lia era nvi? Comprei um novo testamento nvi bilingue e vou fazer a mesma coisa que vc fez...

      Excluir
    3. Era NVI (mas não bilíngue xD). Eu lia uma vez a cada segunda-feira, dava entre 16 e 20 horas de leitura. Fiz isso durante vários meses de 2010 e depois parei, alguns anos mais tarde fui tentar repetir isso e não consegui nem passar de Atos 😩. Acho que eu conseguia na época porque tinha mais ânimo, era tudo muito novo pra mim e eu estava louco para "desbravar" esse livro, era como alguém que nunca experimentou chocolate e começa a devorar tudo, depois de um tempo é normal "acalmar" um pouco (mas não pode deixar esfriar, como a Bíblia diz).

      Excluir
  35. https://www.youtube.com/watch?v=kmXDhNzwZm4 Banzolão vc já assistiu ao último vídeo da série ´´Fim dos Tempos´´ do Daniel Mastral?Eu assisti hoje e gostei muito,há embasamento bíblico,como em todos os trabalhos do Mastral,ele é uma excelente referência cristã para mim,hj ele deixou claro que ainda não estamos na Tribulação,ele entende que estamos no princípio das dores e que a partir de 2021 começaria a Tribulação e a partir de 2023 se iniciaria a Grande Tribulação,na visão dele através de uma enorme pandemia,que seria provocada por rastros químicos que saem dos aviões ou pelo vírus da gripe espanhola que foi ressuscitado,mas esse é o planejamento da Irmandade,a decisão final é sempre de Deus,ele que é onisciente,então ele determinará se essas coisas já irão ocorrer ou não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se eu entendi bem o vídeo dele, o cronograma é o seguinte:

      2020 - reconstrução do templo.
      2021 - início da tribulação.
      2022 - início da peste.
      2022 - marca da besta.
      2023 - Terceira Guerra Mundial.
      (o resto parece que ele vai dizer nos próximos vídeos)

      Só estou anotando aqui para não me esquecer no futuro (e pra acompanhar se está acontecendo conforme o previsto ou não).

      Excluir
    2. Dentro desse contexto, esse artigo: http://www.getafreshstart.com.au/2019/06/03/5g-bad-news-for-bees/ tipo, estão temerosos que a rede 5G altere o comportamento das abelhas, desordem nas colônias, tem até fundamentação científica pra isso e, sendo abelhas, elas são responsáveis por cerca de 90% de tudo que comemos... o Daniel Mastral fala dessa rede também. E sabemos que haverá fome a níveis sem precedentes, de acordo com a Bíblia. Se as abelhas morrem, não haverá comida e a fome será terrível, mas terrível mesmo... vc acha que faz sentido?

      Excluir
    3. Olá Lucas, por falar em previsão, em meados de Maio deste ano recebi uma "profecia" que em Julho, também deste ano (2019), no Brasil, haveria "derramamento de sangue", tanques de guerra nas ruas, que o Brasil será a próxima Venezuela. Pois bem, falta uma semana para o cumprimento da "profecia"

      Excluir
    4. Infelizmente eu não sou biólogo pra saber os efeitos que o 5G tem nas abelhas e na natureza de uma forma geral, mas como tanta gente está criticando (inclusive pessoas que não tem nada de conspiracionistas e nem cristãs são) eu acho preocupante mesmo. Mas nada me deixa mais temeroso que esses rastros químicos que são lançados todos os dias aqui há pelo menos dez anos (e estão fazendo o mesmo em literalmente todas as partes do mundo, sem nenhuma explicação oficial). Não gostaria de ser alarmista e pessoalmente torço para viver até os 120 anos e não ter que passar por grande tribulação nenhuma, mas é difícil pensar que não existe nada nem ninguém planejando coisas monstruosas para os próximos anos.

      Sobre a tal "profecia" para julho de 2019, eu não sei quem te deu essa "profecia", então não posso comentar. O fato é que "profetadas" ocorrem todos os anos, todo ano tem um "arrebatamento" e um "fim do mundo" sendo previsto por alguém por aí (o arrebatamento de 23 de setembro de 2017 foi o que ficou mais famoso, junto com o fim do mundo maia de 21 de dezembro de 2012), se nós fôssemos nos preocupar com "profecias" de fim de mundo viveríamos numa paranoia sem fim. Pessoalmente eu só dou atenção para previsões de gente que eu considerado confiável ou quando há evidências que apontam nessa direção.

      Excluir
    5. Eu assisti essa série de vídeos, então agora vou dar a minha opinião. Tem algumas coisas que ele falou que eu já sabia, por ter visto outras palestras e vídeos dele, e também por já ter visto as palestras do Dr. Walter Veith sobre sociedades secretas. Muitas coisas que ele falou fazem sentido, nenhum milionário iria gastar milhões de dólares para construir pedras com 10 mandamentos de alguma sociedade secreta apenas por trollagem, quem mandou fazer aquilo realmente acredita e quer cumprir esses 10 mandamentos. É meio óbvio analisando a história e o cenário político mundial que existem algumas pessoas que estão preparando o mundo para o anticristo. Na minha opinião uma das maiores provas da existência de uma sociedade secreta com essas ambições é a nota de 1 dólar e o financiamento de movimentos progressistas por bilionários anticristãos. Eu acho errado dar datas dos acontecimentos futuros porque isso é praticamente a mesma coisa que falar a data em que Jesus vai voltar, sendo que nós percebendo os sinais só temos como saber que está perto, mas não uma data exata. Pelo que entendi ele acredita no arrebatamento pré-tribulacional, o que não concordo. Outra coisa que não concordo é dizer que será Satanás e/ou os satanistas que irão matar a maior parte da polução mundial, enviando desastres naturais, guerras, fomes e doenças. Lendo o Apocalipse eu entendo que será Deus quem fará tudo isso.

      Sobre o 5G eu recomendo assistir esse vídeo.(>>https://www.youtube.com/watch?v=znHrQIbmsTA<<)

      Excluir
    6. Também não concordo com a visão pré-tribulacional dele, no mais pode até acontecer mas não dá pra cravar. O importante é estarmos focados em Cristo e vigiarmos na fé para estarmos preparados para o que der e vier, havendo tribulação ou não.

      Excluir
  36. Resolvi fazer outro post para terminar de comentar o vídeo do Daniel Mastral,porque se falasse tudo naquele post,iria ficar muito grande e cansativo, te atrapalharia a responder tudo.Me chama a atenção o fato do Mastral diferente da maior parte dos cristãos não se declara um conservador de direita,nem acredita nesse sistema político,ele acha que está tão contaminado pelos satanistas como a esquerda,ele falou nesse último vídeo do Bohemian Grove,uma sociedade secreta ocultista que se reúne anualmente em San Francisco e é frequentada tanto por políticos republicanos como o Ronald Reagan,inclusive ele afirmou que a partir dos anos 1980,da era Reagan,que os EUA começaram a deixar de ser uma nação verdadeiramente cristã protestante para absorver outros valores,mesmo o Reagan se declarando cristão conservador na prática ele não era isso pq frequentava essa sociedade ocultista,assim como o Bush,o próprio Trump e seu genro Jared Kushner e políticos de centro como Sarkozy e os de esquerda como Putin e Al Gore,esses foram os políticos citados,então ele entende que todo o sistema político está corrompido,vc concorda?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza há satanistas infiltrados em todos os partidos (da esquerda à direita), mas isso não significa que os dois sejam iguais nas pautas que defendem, nisso há muita diferença.

      Excluir
  37. A própria Wikipedia disponibiliza uma foto do Reagan no encontro Bohemian Grove,então isso é notório,eu vinha desconfiando dessa tal direita conservadora,estou mais propenso a acreditar que todo o sistema político jaz no maligno e que é ilusão confiarmos em bancada evangélica,em Bolsonaro,Trump

    https://en.wikipedia.org/wiki/Bohemian_Grove#/media/File:Harvey_Hancock_at_Bohemian_Grove_1967.jpeg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sei o que fazem nesse Bohemian Grove, nunca fui convidado.

      Excluir
  38. Banzolão,o Bolsonaro é assessorado pelo astrolavo,um ocultista declarado,há inúmeras provas da sua ligação com tais grupos e o Bolsonaro continua próximo dele,um verdadeiro cristão não se juntaria com desse tipo,isso reforça meu argumento de que o maligno está presente tanto na direita quanto na esquerda,todo o sistema está corrompido,concordas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Respondi acima (na sua outra pergunta similar a essa).

      Excluir
    2. O Bolsonaro não é um cristão verdadeiro, quem dera Davi ressuscitasse no Brasil e se tornasse presidente do Brasil kkkk. É claro que o sistema político é corrompido, se até o cristianismo está corrompido, se tem até lobos fazendo cosplay de ovelha nas igrejas, o que diremos da política.

      Excluir
  39. Lucas entrei na Igreja hoje e estou me sentido muito feliz pela benção que recebi e por receber a Cristo. Eu estava me sentido muito sozinho e com bastante ansiedade, mas decidi frequentar a igreja que meu irmão já frequentava, porque nesta Igreja eu conheço algumas pessoas (até encontrei uma menina que já estudou comigo uma vez) e então junto com eles vamos estar fazendo varias coisas. Quero agradecer a você amigo porque muito de seus explicações me ajudou a encontrar qual é o Verdadeiro Caminho. Que Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que ótima notícia, desejo-lhe sucesso nessa empreitada, se tiver qualquer dúvida ou precisar de um conselho é só me escrever. Deus lhe abençoe igualmente!

      Excluir
  40. No que vc imagina que vai dar essa crise com o Irã? Porque eles estão já peitando a Inglaterra, olho por olho, prenderam um navio deles em resposta a prisão do navio iraniano... e o Trump recebeu autorização da Arábia Saudita para estacionar tropas lá... tem navios de guerra indo pra lá, e nesse meio tempo com certeza eles estão enriquecendo mais urânio (como disseram, quem enriquece mais de 5% enrique a mais de 95%)... acho que vai dar uma lambança das grandes ali, o que vc acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Irã não tem peso para encarar EUA e Inglaterra, então eles vão afinar em algum momento, não creio que seja isso que irá levar a alguma coisa maior.

      Excluir
  41. Mudando o assunto, de pato pra ganso, nesse vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=6JzBAjBQXqw eu não entendi, acho que ele quis fazer uma piada apenas mas eu não entendi e ninguém nos comentários do vídeo entendeu... to querendo entender. Até porque ele em outros momentos falou que presbiterianos e batistas são irmãos siameses, tem mais semelhanças doutrinárias que diferenças, mas enfim, eu não entendi. Vc entendeu o vídeo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que essa saudação ("quero saudar os irmãos com a paz do Senhor Jesus") é bem comum nas igrejas pentecostais, mas igrejas tradicionais como a batista e a presbiteriana não usam esse tipo de jargão, então ele deu um "boa noite" pra eles.

      Excluir
    2. aakkakakakakakkakakakakakkakakakaakkakakaka só depois dessa explicação é que achei a graça kakakakakakkaak vlw mesmo eu realmente não tinha entendido.

      Excluir
  42. https://www.youtube.com/watch?v=vmZE8qv9qfI aqui perto de casa abriram um igreja que tá nesse naipe. Parei o carro perto e ouvi a oração (tava bem alta mesmo) e tipo, a mulher no microfone pedia para que o Espírito Santo viesse e se manifestasse naquela noite, e ficou pedindo isso por uns 15 minutos, praticamente gritando no microfone, exatamente desse jeito. Não em relação ao comportamento, mas em relação a oração, está certo orar assim? Tipo eu oro para que eu seja cheio do Espírito mas faço isso em silêncio, no quarto, mas daquele jeito que eu vi fica até estranho, talvez por eu já ser evangélico, mas aos olhos de um descrente, acho que pega até mal... quando comentei com uma amiga minha q é de igreja pentecostal, ela disse aquele célebre exemplo de que quando ocorreu o Pentecostes, os descrentes olharam e pensaram que todo mundo tava bêbado. E ela disse que o descrente era eu, pra variar... como olhar para isso? É natural que seja assim?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho abominável esse tipo de culto. Respeito quem curte isso, mas eu não suporto. Dar liberdade ao Espírito Santo é uma coisa, tornar o culto uma bagunça é outra totalmente diferente. Paulo disse para darmos um culto racional a Deus (Rm 12:1), que o espírito dos profetas está sujeito aos profetas (1Co 15:32) e que tudo deve ser feito com ordem e decência (1Co 15:40). Por muito menos do que isso, ele repudiou a Igreja de Corinto que falava em línguas no culto em voz alta e desordenadamente, e impôs regras para tornar o culto mais equilibrado e sem escandalizar os descrentes (1Co 14:23). Usar o evento de Pentecoste como uma justificativa para esse tipo de culto é um argumento bem fraco, primeiro porque nós não estávamos lá para saber exatamente como ocorreram as manifestações (a Bíblia não fala nada sobre gente girando, sapateando, berrando, gritando, se contorcendo no chão ou esperneando, só diz que eles glorificaram a Deus em línguas estranhas e o povo achava que eles estavam bêbados porque não conseguiam entender o que tanta gente dizia ao mesmo tempo), e segundo porque o Pentecoste foi um acontecimento único, que nunca mais se repetiu na Igreja primitiva. Os apóstolos sequer sabiam o que era aquilo, então não sabiam o que fazer ou como proceder, ainda não estava em vigência as normas que Paulo impôs mais tarde para manter o culto equilibrado e com bom senso.

      Excluir
  43. Dr. Banzoli. Beleza? O que você sabe sobre a origem dessa citação que Mateus faz?

    "E chegou, e habitou numa cidade chamada Nazaré, para que se cumprisse o que fora dito pelos profetas: Ele será chamado Nazareno." (Mateus 2:23)

    A frase "Ele será chamado Nazareno" não é encontrada em lugar nenhum do Antigo Testamento. Estranho isso! Será que Mateus está se referindo à profetas apócrifos? Poderíamos pensar que Mateus está fazendo uma citação indireta, mas sequer a palavra Nazaré (e nem Nazareno) aparece no Antigo Testamento. Ou será apenas questão de tradução?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele provavelmente estava se referindo não a uma citação bíblica específica, porque quando é assim os autores bíblicos geralmente usam a expressão "está escrito..." (que aparece mais de 90 vezes no NT). Note também que Mateus não diz que "foi dito PELO profeta", nem cita o nome de um profeta específico, mas diz: "foi dito PELOS profetas...". Ou seja, ele estava apenas dizendo que o fato de Jesus ser "Nazareno" é uma mensagem pregada pelos profetas em geral. Isso porque Nazaré era a cidade mais desprezada de Israel (Jo 1:46), era na época um símbolo de desprezo. Note por exemplo que na cruz de Jesus estava escrito: "JESUS NAZARENO, O REI DOS JUDEUS" (Jo 19:19). Embora Jesus tivesse nascido em Belém, a identificação com Nazaré foi proposital, para ressaltar o contraste irônico: o "rei dos judeus" era um simples "nazareno" (seria como dizer que o presidente do Brasil vem do Acre). Ou seja: "nazareno" servia para ressaltar o desprezo, não era um termo usado apenas para se referir a uma cidade como qualquer outra. Então quando Mateus diz que os profetas previram que ele seria um "nazareno", o que ele quer dizer é que o fato de Jesus ser desprezado foi previsto pelos profetas que falaram dele.

      Excluir
    2. Entendi. Valeu boy.

      Mudando de assunto, já viu o pronunciamento do padre Marcelo Rossi, após o empurrão? Ao invés de agradecer somente a Deus, agradece a Maria, e com os mesmos jargões de sempre: "Maria passou na frente", "Maria esmaga a cabeça da serpente"...

      https://youtu.be/UWNZjcyiC5Y

      É heresia que não acaba mais.

      Excluir
    3. Vi sim, ele contradiz o próprio papa João Paulo II, que já se pronunciou publicamente dizendo que quem esmaga a cabeça da serpente é Jesus e não Maria, e também a Enciclopédia Católica, que admite abertamente que essa interpretação católica é fruto de um erro de Jerônimo na Vulgata, que traduziu por "ela" em vez de "ele" (sendo que o hebraico está no masculino). Eu já escrevi sobre isso neste artigo:

      http://heresiascatolicas.blogspot.com/2012/09/maria-esmaga-cabeca-da-serpente.html

      Excluir
    4. Pois é. Padres contradizendo o próprio Papa, mostra o quanto os católicos são "unidos".

      Excluir
  44. Lucas, vc já sentiu ansiedade a respeito do futuro ?
    Ando pensando muito nisso ultimamente, e fico bastante angustiada. Com medo das tribulações da vida, de me afastar de Deus novamente, de doenças e essas coisas. Eu oro a Deus todos os dias, leio a palavra e vou ao culto, mas ainda sim me sinto distante e tenho esses pensamentos ruins. Teria algum conselho ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também tenho ansiedade por coisas assim, mas a forma como eu tento lidar com isso é buscando fazer o melhor de mim naquilo que está ao meu alcance. Um exemplo: eu não tenho maior temor na vida do que a morte de alguém que eu amo muito (como a minha mãe). Só de imaginar isso acontecendo eu acho que eu ficaria tão destruído por dentro que passaria um longo tempo longe de tudo e de todos, sem postar nada no blog e em lugar algum, eu sei que isso mexeria enormemente comigo porque sou uma pessoa bem emocional e me apego muito à minha família. Por outro lado, eu sei que tragédias e fatalidades podem acontecer a qualquer momento, o que em tese me deixaria angustiado todos os dias. Para lidar com isso, eu tento dar o máximo de carinho, valor e atenção a essas pessoas mais próximas enquanto eu ainda as tenho, porque agindo assim saberei que pelo menos eu fiz o meu melhor naquilo que estava ao meu alcance, e estarei de consciência tranquila. O que eu noto é que os que mais choram de desespero quando um parente morre são geralmente as pessoas que menos valor deram a eles enquanto viviam, então o choro deles não é só uma tristeza pela perda, mas o peso de uma consciência culpada. É um desejo incontrolável e irresistível de “voltar no tempo” e fazer tudo diferente, dando o máximo de si para aquela pessoa que faleceu. Eu tempo viver esse “tempo” hoje, para não precisar “voltar” lá na frente. Óbvio que eu não tenho sucesso em tudo, mas saber que eu estou fazendo a minha parte me deixa bem mais tranquilo em relação a eventualidades futuras.

      O segundo “segredo” para lidar com problemas futuros é olhar mais longe, para um futuro ainda mais distante: a ressurreição. Na ressurreição estaremos com todos aqueles que partiram, estaremos em um corpo glorificado sem doenças, enfermidades ou dores de qualquer tipo, teremos uma vida eternamente feliz e plena, ao lado de Deus e de tudo aquilo pelo qual mais vale a pena viver. Dentro deste prisma, o que de pior pode acontecer (a morte) não é um fim, mas um “até logo”. O problema é que nós somos por natureza materialistas demais para “olhar mais longe”. Mesmo crendo na realidade da vida eterna, na prática vivemos como se ela não existisse, como se os que partiram tivessem partido pra sempre, como se as perdas fossem irreparáveis. Mas quanto mais colocamos nossos olhos na eternidade, menos “presos” a este mundo ficamos e menos as adversidades daqui afetam o nosso estado de espírito. Tenho um artigo que se relaciona com isso, vale a pena dar uma olhada:

      http://www.lucasbanzoli.com/2019/01/o-que-e-ser-uma-pessoa-de-sucesso.html

      Eu ministrei essa mesma mensagem recentemente no Grupo de Estudos online que fazemos às terças (ainda tem vaga disponível para quem quiser participar, é livre e gratuito), se quiser eu posso enviar os slides que fundamentam o estudo por email (pra você ou quem quer que esteja lendo isso).

      Excluir
    2. Há nisso que vc escreveu uma grande verdade, das grandes mesmo. Pode parecer um exemplo tosco o que vou dar agora, mas é a mais pura realidade. Tive um cachorro por 7 anos e sempre tratamos cachorro como da família, um pastor alemão. Ele foi vivendo e foi emagrecendo e somente nós, aqui em casa, não percebemos isso. Do nada, ele começou a tossir, do nada mesmo. Levamos ele ao veterinário e fizemos um eletrocardiograma, e ele estava com o coração falindo. O veterinário disse que ele estava magro e somente quando ele disse isso que nossos olhos abriram, sério, parece que somente acordei quando ele disse isso. Ele ficava tossindo várias vezes por dia até que numa manhã ele estava andando e desmaiou, caiu no chão. Aí ele ficou deitado e recuperou a consciência. Então ele tossia fortemente a cada 5 minutos, a língua mudava de cor, do rosa para roxo escuro, ele desmaiava e depois acordava, ficava em pé e tossia e desmaiava novamente e assim por diante. Ele se afastou e deitou no quintal querendo morrer. Então a gente chegou perto dele e ele se afastou e andava apoiando todo o corpo na parede, dava dois passos, aí parava, olhava pro horizonte e tossia, e caia, e levantava... até que ele começou a ter convulsão e partiu. Veja, o cachorro aqui em casa sempre foi tratado como membro da família e somente nós poderíamos ter percebido que ele estava mal e não percebemos. O veterinário chegou depois porque tínhamos chamado para fazer eutanásia, mas foi tarde e tudo aquilo foi uma grande e triste lição. Passamos a cuidar mais um dos outros em casa, muito mais... a cena do cachorro tendo convulsão, desmaiando e levantando e caindo e tossindo foi muito traumática. Sério, chegamos a mencionar a situação em oração no culto que fazemos aqui quase todas as noites em família e pedimos seriamente perdão para Deus pelo descuido. Mas o veterinário disse que o problema era congênito, nasceu com o cachorro então a culpa não era nossa mas aí vem o ponto que vc disse... a gente não chorou somente por causa da tristeza, mas por causa de uma consciência culpada por não termos prestado atenção na perda de peso, que poderia de alguma forma ter estendido um pouco a vida mas repare que estamos falando de um cachorro, ainda acho que foi um grande aprendizado. Foi uma coisa muito dolorosa de se ver, até hoje falamos do cachorro como se estivesse por aqui, e olha que já temos um novo... mas veja cachorro a gente compra e cuida mas as pessoas que temos ao redor são insubstituíveis. Ninguém compra um pai, uma mãe, uma irmã, um filho, uma filha... e graças a Deus sou cristão porque eu cuido muito dos meus pais e sei que todos partiremos para a glória mas confesso que não estou preparado, acho que ninguém está. Oramos aqui uma vez pedindo uma morte digna de um filho ou filha de Deus, conversamos sobre esse assunto. Essa coisa de morte sofrida é o que mais traumatiza, veja o exemplo do cachorro, imagina uma pessoa... e desde então parece que aqui em casa ficamos mais espirituais. Estamos cuidando mais um dos outros... essa mensagem de que no fundo estamos dando um até logo e não um adeus é uma grande verdade, pois nossa certeza em Cristo nos permite esperar por isso.

      Excluir
    3. Muito bacana o seu testemunho, a vida é assim mesmo, eu também já passei por situações onde o problema estava óbvio diante do meu nariz mas eu estava cego e não o via, e só fui ver depois que já era tarde. Essas coisas acontecem pra nos dar uma lição, de estar sempre "vigiando", sempre alerta, sempre perceptível a tudo o que acontece, em especial com as pessoas que nos são mais valiosas.

      Excluir
  45. A batata do Gleen Greenwald tá assando:

    https://www.google.com/amp/s/politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/pf-caca-hacker-que-invadiu-celular-de-moro/%3famp

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero ansiosamente as cenas dos próximos capítulos...

      Excluir
    2. Eu também, aliás já estou preparando a pipoca e o refrigerante para nós vermos mais episódios da nossa série favorita: O Vazamento.

      Excluir
    3. Lucas, eu penso o seguinte, a direita liberal brasileira de caráter americanista moderna, mas ainda assim com medo de assumir, por ser aliada ao pensamento americano, que é tão iluminista quanto a esquerda, tal direita ficou com medo do que a esquerda poderia fazer se voltasse ao Planalto e ao Alvorada quanto à questão das liberdades meramente formais do mundo liberal, que o marxismo tenta tornar factíveis, como a liberdade política e de expressão como a liberdade de imprensa, então, contou com um juiz venal como Sérgio Moro, denunciado a um modo alusivo pelo próprio Pontifex Maximus Romanus atual (Papa Francisco), juiz que armou uma cama de gato para evitar que Luiz Inácio Lula da Silva concorresse na última eleição do ano passado de MMXVIII, pois o Sr. Lula certamente ganharia do Sr. Jair Messias Bolsonaro.

      Excluir

    4. João Emiliano Martins Neto, eu tive o aborrecimento em ler o seu blog e fiquei extremamente assustado e preocupado coma as coisas escreve.
      Assim como o seu blog, esse comentário não condiz em nada com a realidade. Você escreve coisas de alguém que está plenamente alienado, de quem já sofreu uma lavagem cerebral incurável.

      Excluir
    5. Luiz, caro irmão e amigo, eu apenas, graças a Deus, eu procuro escrever o que eu sei e o que eu vejo. Minhas fontes podem até ser corrompidas ou eu posso ter visto errado, mas apenas refiro-me ao que eu sei e vi, garanto a ti. Visite o meu blogue ao clicar AQUI e fique a vontade de por lá também comentar sem qualquer censura e sem necessidade de aprovação por mim de teu comentário.

      Excluir
    6. Obrigado, aparecerei qualquer hora para comentar no seu blog.
      Entendo que algumas coisas que você escreve necessitam de uma reflexão maior antes de serem postadas, pois não estão de acordo com a realidade, tem muita coisa utópica e fantasiosa.


      Excluir
    7. Luiz, ai de mim, enquanto cristão, se a minha utopia não for o reino dos céus, a pátria celeste n'outro mundo...

      Excluir
    8. Eu não estou falando nada relacionado ao “reino dos céus ou “pátria celeste n'outro mundo”. Eu estou falando sobre os seus textos utópicos e fantasiosos, como por exemplo, um post seu defendendo o comunismo e outro defendendo o globalismo cristão com o Papa como chefe.

      Excluir
    9. Luiz, não é fantasia e nem utopia, o nexo entre comunismo e globalismo cristão com o Papa como chefe é que o globalismo dos comunistas sem os seus prejuízos iluministas pode servir ao renascimento de uma cristandade como havia antes da revolta de Martinho Lutero.

      Excluir
  46. Lucas, viu o vídeo do Yago sobre o inferno ?se sim, o que achou ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vi uma parte, não cheguei a ver tudo porque é enfadonho ouvir há dez anos os mesmos argumentos já refutados de sempre. Eu tenho dois livros sobre isso com mais de 1.200 páginas refutando cada um desses argumentos, mais um monte de artigos que escrevi depois disso rebatendo exaustivamente o que sobrou, e mais vídeos de 2h como esse aqui:

      https://www.youtube.com/watch?v=xe8iyCHN374

      Então é realmente cansativo e tedioso ter que ouvir os mesmos argumentos ultrapassados, defasados e superados de sempre, como se fossem uma prova irrefutável e bombástica da imortalidade da alma, em artigos ou vídeos curtos que se limitam a repetir os mesmos versículos já explicados e argumentos já refutados à exaustão. É tão enfadonho e desanimador que eu perco a vontade de continuar escrevendo sobre isso, já que no fim das contas as pessoas vão sempre preferir um estudo superficial que reafirme as suas crenças prévias do que um profundo que as confronte.

      Excluir
  47. https://www.christianpost.com/voice/canadas-supreme-court-rules-against-the-bible.html vc acha que o STF chegará a esse ponto? Começo a torcer para o Bolsonaro botar dois ministros terrivelmente evangélicos lá e mesmo assim acho que já está tarde demais...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, a própria votação sobre a "criminalização da homofobia" (que na verdade consiste em criminalizar as opiniões críticas ao comportamento homossexual) no STF já mostra como quase todos ali estão comprometidos com a agenda LGBT e anticristã. Daí é só mais um passo para proibir o culto cristão sob a mesma alegação (de que "discriminam" homossexuais) e começar a perseguir e prender crentes, pastores e leigos, como a Bíblia diz que ocorrerá no fim dos tempos.

      Excluir
    2. A homossexualidade é um grande mistério. Por que? Porque se conhecimento é conhecimento pelas causas, e a causa da homossexualidade é múltipla passando pelo mero gosto por gente do mesmo sexo, também passando pelo desgosto que pessoas já experimentaram por gente do sexo oposto a chegando no limite até mesmo de traumas psicológicos ou psiquiátricos como causa da homossexualidade, então, diante de um mistério é até mesmo cruel colocar o Estado para punir a mera crítica, se é isso que prevê tal lei anti-homofobia, diante da homossexualidade. Mas é claro que a direita sempre pouco afeita ao pensamento, logo, pouco afeita à crítica, porque a direita aferra-se ao preconceito que a si gera o costume e o hábito, a direita quer o seu direito de crítica resguardado, como a direita que defende a liberdade a direita defende a liberdade para si em detrimento da igualdade defendida pela esquerda que pode ser propiciadora da liberdade, talvez tal lei esquerdista anti-homofobia possa dar mais cidadania e com isso liberdade pela igualdade à homossexualidade com o também ajuste de tal lei anti-homofobia a que meras críticas ao comportamento homossexual possam ser feitas tais críticas sempre resguardando a integridade moral e física das pessoas homossexuais como a integridade moral e física de qualquer pessoa deve ser resguardada em nossa Politeia brasileira, ainda que a conduta homossexual de qualquer maneira seja em si mesma comprovadamente um atentado à integridade moral e física das pessoas por ser má: inapropriada, porque o costume tem sido do homem dar-se à uma mulher e vice-versa e o próprio corpo de um e outro encaixa-se bem anatomicamente em nosso período evolutivo atual de nossa espécie humana.

      Excluir
    3. João Emiliano Martins Neto, mais uma vez, se vê pelo seu comentário, o quanto você vive com a mentira, o quanto a verdade não está ao seu lado.
      O homossexualismo por si só é antinatural, pois vai contra o princípio de que o homem nasceu para a mulher e a mulher para o homem.
      Não existe uma lei “anti-homofobia”, o que existe é através da ditadura do judiciário a criminalização da homofobia como intuito calar principalmente as religiões que criticam esse tipo de ato sexual. Não tem como o criminalizar algo sem que exista uma lei anterior.
      Diferentemente do que você diz, a direita, ao contrário da esquerda, pensa, aceita crítica e não é gado como vocês da esquerda.
      Você confunde preconceito com ter um pensamento bem articulado, com bases solidas, coisa que difere completamente do pensamento raso como o seu.
      É patético como vocês da esquerda querem ter todo o direito de falarem o que vocês quiserem, já quando os outros falam, vocês defendem até o fuzilamento do indivíduo.
      A igualdade que vocês esquerdistas defendem é uma igualdade falsa, uma igualdade do qual os esquerdistas fazem uma lavagem cerebral nas pessoas para que elas possam serem controladas totalmente pelo Estado, fingindo assim, que elas conseguiram algum “direito”.
      A direita (ou boa parte dela) defende uma liberdade com limites éticos, não uma liberdade promiscua como você quer.
      Essa criminalização irá prejudicar mais do que ajudar, pois além de se criar uma casta de gente diferente uma das outras, irá também prejudica-los no mercado de trabalho e nas outras relações pessoais.

      Excluir
    4. Luiz, eu não sou esquerdista, e se tu não reparastes, mas eu fiz uma crítica à direita e à esquerda, até porque a questão da homossexualidade é apressadamente apreciada politicamente, porque na verdade é a homossexualidade um mistério, porque onde está a causa para tal fenômeno? O que há são causas as mais disparatadas para a homossexualidade, incluindo-se eu já ia esquecendo-me, o embotamento da consciência moral, como escrevera são Paulo aos romanos.

      Excluir
    5. Luiz

      Sou contra a homossexualidade, mas discordo desse seu comentário aqui:

      "O homossexualismo por si só é antinatural, pois vai contra o princípio de que o ((homem nasceu para a mulher)) e a mulher para o homem."

      Paulo discorda:

      1 Coríntios 11: 9. além disso, o homem não foi criado por causa da mulher, mas sim a mulher por causa do homem.

      A homossexualidade é errada porque a mulher foi feita para o homem.

      Excluir
    6. Morgiana, eu penso um seguinte, um religioso como um cristão, um judeu, um muçulmano, um hindu ou um budista ou um político ou militante político esquerdista ou direitistaa podem ser o quanto queiram a favor ou contra a homossexualidade, mas um filósofo ou um cientista sobre a homossexualidade enquanto não reunirem evidências para uma causa ou alguma coisa como causas mais unívocas ou pelo menos mais coerentes para o fenômeno da homossexualidade, devem o filósofo e o cientista suspenderem o juízo se pró ou contra a homossexualidade, mas é claro que há de cara uma forte evidência física, fisiológica, biológica e anatômica para não aconselhar o sexo anal, pois o ânus não é órgão reprodutor, mas excretor.

      Excluir
    7. João Emiliano Martins Neto, algumas coisas que você escreve tem um viés esquerdista.
      O seu texto é visivelmente uma crítica a direita e um elogio a esquerda.
      Você está sendo contraditório ao querer que se descubra cientificamente as causas do homossexualismo e ao mesmo tempo defende a decisão do STF, pois assim como no Brasil, vários outros lugares do mundo está se criminalizando a homofobia, prejudicando assim, os estudiosos do assunto.
      Morgiana, não discuto o que Paulo disse, o que eu quero destacar é que as pessoas do mesmo sexo não devem ter relação uma com a outra.

      Excluir
    8. Luiz, eu acho o meu texto que o mesmo é "verdadista", se tu me permites o neologismo, é a favor da verdade. A direita é evidente que é movida ou empaca como o burrinho por causa do preconceito causado pelo costume, pela tradição e por causa do hábito e vindo do povo é puro preconceito e irreflexão de zé povinho caipira pobre de direita que precisa adotar a idéia do patrão a fim de não perder o ganha pão e vindo da parte de intelectuais o direitismo é burrice e também preconceito, a esquerda pelo menos abre-se à reflexão, abre-se ao pensamento que é um devir, que submete-se de bom grado a tal movimentação do espírito próprio do pensar, submete-se ao espanto que é a raiz da Filosofia.

      Eu penso que uma lei anti-homofobia pode dar mais cidadania a pessoas homossexuais, mas é claro que há grupos que defendem o hábito, tradições e o costume hão de se opor, é claro, mas, por enquanto, cientificamente enquanto eu não souber a causa da homossexualidade ou causas mais coerentes para tal fenômeno tão discutido, se é que existem tais causas ou uma causa, e conhecimento é pelas causas (segundo Aristóteles), o juízo do filósofo e do cientista deve ser suspenso sobre tal assunto, porém, não se pode tratar um LGBT ou mais concretamente um gay ou uma lésbica como incapazes ou como monstrinhos, porque se fosse assim um Elton John nunca teria composto a canção Your song ou o Papa Leão X, que dizem que era homossexual, não teria sido um grande devoto da Virgem Maria, segundo um padre de uma igrejinha dos jesuítas que eu frequento em minha cidade. Leão X não teria dado uma bela resposta às 95 teses de Martinho Lutero e não teria Leão X combatido a heresia do conciliarismo que coloca a autoridade dos bispos do mundo todo reunidos em concílio acima da autoridade do Santo Padre, o Papa.

      Excluir
    9. João Emiliano Martins Neto, não existe veracidade alguma nas coisas que você escreve.
      Você usa palavras baixas para acusar a direita daquilo que você é. Ou seja, você usa de hostilidade com quem pensa diferente de você, não aceitando ninguém que não seja de esquerda, ninguém que não seja alienado.
      Acusar as pessoas que não concordam com a homossexualidade de preconceituoso é simplesmente não ter o mínimo de argumento.
      Dizer que a esquerda se abre para a reflexão é no mínimo ingenuidade. Vocês não aceitam a divergência, gostam de um pensamento único e ainda se fazem de vítimas quando são contestados. Esquerda e pensar na mesma frase não combinam. Eu não estou nenhum pouco interessado com o que tal filosofo diz, a minha preocupação é com a realidade.
      Para quem se acha tão inteligente por ser “filosofo”, eu, terei que explicar novamente para ver se você entende. Não existe uma lei “anti-homofobia”, o que existe é através da ditadura do judiciário a criminalização da homofobia como intuito calar principalmente as religiões que criticam esse tipo de ato sexual.
      E impossível se criar um crime sem existir uma lei anterior.
      Novamente, você é contraditório ao querer que se descubra cientificamente as causas do homossexualismo e ao mesmo tempo defende a decisão do STF, pois assim como no Brasil, vários outros lugares do mundo esse tipo de lei que criminaliza a homofobia acaba prejudicando os estudiosos do assunto.
      Não se faça de desentendido, ninguém está tratando o homossexual como incapaz ou monstrinho, sim, apenas, discutindo que não é um ato normal o homossexualismo, assim como não é aceitável a criminalização da homofobia.
      O Elton John ou o Papa Leão X serem homossexuais não irá mudar o meu pensamento.
      Esqueça um pouco o Martinho Lutero, não estamos discutindo sobre ele.

      Excluir
    10. Luiz, eu também não discuti aqui contigo sobre Martinho Lutero, eu só citei o reformador de forma muito en passant e ilustrativa da capacidade de um suposto homossexual, até mesmo fisicamente homossexual notório, que teria sido Leão X. A Filosofia, e se pensa por excelência ao se filosofar, é um desaburguesamento do mundo e como tal é uma saída da zona do conforto, é uma luta de classes, por assim dizer, do zé mané proletário pensante cuja única riqueza sua é o seu amor à verdade eele está muito magro em sua atividade da busca do mais real contra o todo-poderoso poltrão burguês acomodado e gordo que assenta-se preguiçosamente e languidamente em sua poltrona anestesiado em sua irreflexão. A Filosofia incomoda, é uma pedrada na janela de casa que é algo imóvel e estático como tudo o que se refere à direita, à tradição, ao hábito e ao costume. Mas pode-se ter boa vontade com a direita, pode-se ter boa vontade com a força política do preconceito, porque o preconceito é legitimamente compreensível, visto que é uma reserva moral diante do que é desconhecido por ser novo ou em outro caso na atividade do pensar busca-se o incomum no comum, não necessariamente o novo, faz-se, por conseguinte, a desbanalização do banal ao ver-se por um outro ângulo o que é comum e banal no mundo, e isso também incomoda os homens da tradição que por preguiça não queiram refletir. Ora, como pode-se esperar isso tudo da direita? Na atual luta esquerda versus direita no Brasil o próprio filósofo Olavo de Carvalho diz-se um homem de esquerda, aparentemente, por que? Porque há todo um status quo esquerdista no Brasil que ele questiona, ele quer a quebra do chamado estamento burocrático dos poltrões de esquerda ou de uma esquerda aburguesada em seus privilégios, pois foram ideias de esquerda, aliás muito mitigadas desde que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva comprometeu-se na eleição do ano de MMII em não mudar os fundamentos liberais da economia brasileira, mas foram ideias de esquerda, apesar de tudo, que inspiraram os homens nossos dirigentes e intelectuais nas últimas pelo menos duas décadas. Ou seja, algo como esquerda, para usar a linguagem da política moderna: direita e esquerda, é a esquerda paradigmática para uma atividade de crítica e reflexão, é evidente que é, mesmo que a onda conservadora seja muito forte hoje no Brasil e em outras partes do mundo. Não queira, então, caríssimo irmão e amigo Luiz, idealizar demais a direita, não trate-a como algo como que sub specie aeternitatis.

      Excluir
    11. "Criar" é algo tão radical a tal ponto, porque é algo que se faz a partir do nada, caro irmão e amigo Luiz, que é somente para Deus o ato criador, o homem apenas produz ou transforma algo a partir de alguma já preexistente, é o homem em especial causa formal e Deus causa material, vendo de forma bem sucinta. Eu sei que se não há crime contra algo sem a lei positivada, eu sei, eu não discuti isso, mas tu és, caro Luiz, tão duro e incompreensivo em teu direitismo o que é próprio da direita ser assim, que tu não consegues ver que agora, hoje, no ano de MMXIX há a lei anti-homofobia positivada para o povo gay, lésbica e assemelhados e eu acho que já vem tarde, porque eles podem ser pecadores o quanto possam ser e o são e estão condenados ao inferno por Deus e pela Igreja Romana caso não larguem tal estilo de vida, mas são gente capaz e muito brilhante: Leão X que o diga e comprove, pois ele soube dar o passo inicial contra a Reforma protestante no século XVI, então, agora tais pessoas têm cidadania, a pólis e até mesmo a Igreja e o cristianismo precisam deles

      Excluir
    12. Luiz, mas eu te entendo, agora refletindo um pouco melhor, que, não compete ao Poder Judiciário legisferar, até aonde eu sei de Direito aqui no Brasil, mas somente ao Legislativo, no entanto, é que sabe como é, os homens do Direito devem lutar pelos direitos humanos e se o vício contra a natureza que é a homossexualidade prejudica o homem, mas não o torna terrivelmente ruim, pois Your Song de Elton John, os computadores inventados pelo homossexual, Alan Turing, e as decisões inspiradíssimas por Deus pelo bem da Santa Igreja de Leão X, outro, dizem, homossexual, o vício deles contra a natureza não os impediu de serem os homens certos no momento certo.

      Excluir
    13. Morgiana, em um certo sentido, nem tu e nem ninguém, nem mesmo o Luiz, duro, logo, incompreensivo como pedra, nem ele não pode ser contra a homossexualidade de forma absoluta. Por que? Porque todos nós somos em um certo sentido homossexuais, porque, a menos que se seja impotente o homem, frígida a mulher ou assexuado, todos nós somos capazes de nos excitarmos diante de nosso próprio corpo que é evidente que é de nosso mesmo sexo, pois somos nós mesmos.

      Excluir
    14. Você praticamente copia e cola as respostas sobre o mesmo assunto usando clichês e inverdades, pouco para quem se diz um “filosofo”.
      Você pode até não ter discutido sobre Martinho Lutero, todavia, você não esquece dele.
      Como eu já disse anteriormente, Leão X ou qualquer outra pessoa ser homossexual não irá mudar a minha opinião sobre esse assunto. Eu não discuto a capacidade intelectual das pessoas, sim , o problema dá em a homossexualidade si.
      A filosofia que você defende não passa de uma alucinação que foi criada por um Burguês chamado karl marx, esse indivíduo que nunca trabalhou na vida e viveu as custas da sua esposa até ambos ficarem sem nada. O povo não está nem ai para você, as teorias que você defende e os seus ídolos.
      As teorias que você defende acabaram/acabam, por exemplo, com a américa latina e caribe (com a ajuda a igreja romana), deixando milhares de pessoas na miséria, da dependência de um Estado totalitário que tira a liberdade das pessoas em nome da tal igualdade que você defende.
      Os seus argumentos contra a direita são tão fracos que a própria história demonstra isso. Você acusa a direta do que a esquerda é. Você acusa as pessoas daquilo justamente do que você e sua turma são.
      A esquerda é cheia de privilégios, cheio de regalias, cheio de poder Estatal. Achar que esquerda é a favor do povo é no mínimo ter uma índole corrompida.
      O presidiário comunista e um dos criadores do foro de São Paulo junto com o Fidel Castro nunca aplicou nenhum fundamento da economia liberal no Brasil.
      O Brasil praticamente sempre foi governado pela esquerda através do PSDB, PT, Getulismo e estatismo no geral, por isso é um pais tão atrasado.
      Ainda bem que a onda conservadora está cada vez mais presente no mundo e eu espero que continue assim.
      Veja só, você não quer que eu idealize a direita e ao mesmo tempo você defende a esquerda. Isso corrobora ainda mais que vocês é que não aceitam quem pensa diferente e além de não terem mais o controle da narrativa.
      Como sempre, vocês esquerdistas acusam justamente daquilo que vocês são, não pode pensar diferente que a pessoa é “dura” e “incompreensível”. Isso prova o quanto vocês mudam a história, pois esquerda nunca aceitou os gays, sempre proibindo e matando qualquer pessoa que seja diferente.
      Você ainda não entendeu. Não existe uma lei “anti-homofobia”, o que existe é através da ditadura do judiciário a criminalização da homofobia como intuito calar principalmente as religiões que criticam esse tipo de ato sexual.
      O Papa Leão X ser homossexual ou não irá mudar o meu pensamento.
      Esqueça um pouco da reforma e olhe um pouco para a Igreja Romana.
      Em nem um lugar no mundo democrático o judiciário legisla. Quem legisla é o legislativo.
      “Lutar pelos direitos humanos” é uma frase bem “fofinha” usada e desvirtuada por vocês esquerdistas. Essa frase já causou ditaduras, genocídios e leis desse tipo tudo em nome dessa causa.
      Eu não disse que ser homossexual torna alguém terrivelmente ruim e que tira a capacidade das pessoas de serem inteligentes. Releia e interprete as coisas que eu escrevi.

      Excluir
  48. A Lei para os salvos é só uma norma de conduta, cujo único propósito é identificar, de maneira prática e sucinta, a vontade de Deus e automaticamente aquilo que é o correto e o que não é, o que é pecado e que não é. Ou seja, a Lei aponta e identifica o pecado, mas não perdoa muito menos limpa o pecado.

    Nascemos pecadores e destinados a morte eterna. Ao nos convertermos a Cristo, passamos da morte para a vida. O processo de passar da morte para a vida envolve a motivação Divina na obediência da Lei de Deus. Um mentiroso, um pervertido e um ladrão, ao encontrar a Cristo, deixa de praticar tais atos, ainda que cedo ou mais tarde, transgredirá esses mesmos mandamentos, mesmo sem querer transgredi-los. A grande diferença, entre a velha vida e a nova vida em Cristo, é que o cristão não fará do pecado um hábito.

    É por essa razão, que o Cristão ao pecar primeiramente procurará o Santo Advogado Jesus Cristo para o perdão, que será dado a ele de maneira completamente gratuita (custou a morte de Cristo). Depois de seguramente perdoado, o cristão fará da Lei de Deus objeto da "Sua meditação", para que medite nas consequências do pecado.

    "Oh! quanto amo a tua lei! É a minha meditação em todo o dia." Salmos 119:97

    "Antes tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite." Salmo 1:2

    Dessa maneira, é impossível separar a Lei da Graça. Creio que ambos os conceitos andam juntos, em íntima relação.

    Obs: Deus é poderoso para fazer até um homossexual mudar de vida e ser inclusive pai de muitos filhos (conheço vários casos assim), por qual razão, pela Graça, não daria força para o cristão se manter distante de assuntos seculares por um dia de 24 horas? Como Adventista do Sétimo Dia, não creio em salvação pelas obras, mas as obras evidenciam a salvação, inclusive a obediência ao 4 mandamento.


    ResponderExcluir
  49. https://patternsofevidence.com/ vc conseguiu ver o novo, o the moses controversy? Ainda não saiu na Netflix :(

    ResponderExcluir
  50. Lucas, sobre este teu post, aqui, sobre a justificação pela fé ou somente pela fé, como concluíram os reformadores e a carta de são Paulo aos gálatas, pode até parecer um excesso de Filosofia da parte de Roma, mas segundo um curso recente do padre Paulo Ricardo de Azevedo Júnior chamado Lutero e o Mundo Moderno, a ideia e esteio da igreja protestante que é a ideia da sola fides não tornaria a fé cristã em uma fé reflexiva, ou seja, uma fé na fé, porque também baseado na ideia nominalista de que Deus pode ser inclusive mal ou tornar o que seja o bem em mal e vice-versa, então, o que restaria ao fiel não seria uma fé em Deus, porque objetivamente Deus seria ambíguo, então, só restaria o dom da fé ao fiel a fim d'ele ser justo e com isso ser salvo? Parece-me que a fé cristã é um desafio constante à velha Filosofia de origem pagã, tu não achas, caro amigo Lucas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nenhum protestante afirma uma coisa dessas (de que Deus possa ser mal ou ambíguo). A fé salvífica não é "fé na fé", mas fé no sacrifício substitutivo de Jesus Cristo em nosso favor, que resulta em frutos (boas ações) que fazemos pelo próximo. Cuidado com os espantalhos que apresentam do protestantismo, é melhor conhecer o pensamento dos reformadores lendo os seus escritos do que pelos cursos de seus detratores.

      Excluir
    2. Lucas, agradeço-te pela resposta. Bom, eu até acho que o padre Paulo pega pesado no intelectualismo tomista dele, mais adiante explico essa minha tal impressão, contudo o próprio Martinho Lutero dizia-se textualmente um membro da facção ockhamista e ockhamismo é nominalismo, ou seja, é aquela coisa de que as coleções como gêneros e espécies seriam apenas nomes ou não teriam qualquer nexo com as coisas mesmas e é por isso que o próprio Deus torna-se malvado e ambíguo ao poder decretar que algo de bem pode ser mal e vice-versa, porque o conhecimento das coisas é impossível, as coisas não são coisas concretas, são tudo termos ou nomes ou flato vocis um som vocal. Ou há, similarmente, também, diz Lutero textualmente, de que o que se pode saber do homem é como um desenho mal feito de homem e não uma ideia clara e distinta, a respeito de algo concreto chamado de homem com o seu gênero próximo e diferença específica a distingui-lo. A tese central desse padre no referido curso Lutero e o Mundo Moderno, que é exatamente o que faz tu discordares de Lutero, caro amigo Lucas, a ideia desse padre é que os protestantes, hoje, como é o teu caso, Lucas, é que vocês não pensam segundo as ideias modernas e revolucionárias do mestre e pai de vocês, Lutero.

      Lucas, eu digo que padre Paulo pega pesado no intelectualismo tomista que ele adota, é porque em um outro curso de si em que ele menciona de novo Lutero, padre Paulo tem obsessão em refutar as ideias e os homens protestantes, o padre diz que é doentia a ideia de Martinho Lutero de que o cristianismo seria algo sub contraria specie, isto é, por exemplo, Cristo foi condenado injustamente à morte e à morte em um madeiro, logo, infamante morte para que de tal crime e injustiça imensuráveis o homem, mediante a fé em tal Cristo, pudesse ser virtuoso e a tal homem, desde que fiel, a ele chegasse a justificação, o padre ao concluir tal ideia com ranço anti-protestante esperado conclui por um diagnóstico psicopatológico contra Lutero. No entanto como pode ser uma patologia de Lutero se a própria pregação cristã, tal pregação, a vida mesma do Messias e dos personagens do cristianismo no Novo Testamento como são Paulo, apóstolo, e nas vidas dos santos comensuradas na História da própria Igreja é inteiramente isto de sub contraria specie? Por que? Porque, de fato, de espécies contrárias como a fraqueza, dos doentes, e até dos mortos de diferentes formas de morte que Cristo e os santos ressuscitam, da pobreza, da puerilidade das crianças, da loucura da pregação e não da suposta sabedoria dos doutores, e nem da riqueza, saúde e força física dos ricos, em inúmeras pregações desse mesmo padre Paulo tão rançoso, é mostrado que Deus triunfa nos seus pobres santos e os santifica e os fazem vencer o mundo tão mais forte do que eles dando-lhes graça e que Deus sempre resiste ao soberbos.

      Excluir
    3. Essa história de que "Lutero era nominalista" é bem mal contada. É o tipo de coisa que você basicamente só ouve em blogs de apologética católica de quinta, não em fontes sérias, muito menos em fontes primárias. O Vitor Barreto já rebateu isso em 2015 nos comentários abaixo (a propósito, em resposta a você mesmo):

      http://heresiascatolicas.blogspot.com/2015/06/famoso-pastor-sueco-se-converte-ao.html?showComment=1433486323363#c1845315293018842182

      Excluir
    4. Lucas, eu li a postagem indicada na hiperligação que tu postastes supra, e, bom, se Martinho Lutero não era nominalista, apesar de ter indicado textualmente em algum lugar que ele era da "facção ockhamista" e nas Tischreden (Conversas à Mesa) é Lutero mesmo quem se indica como "terminista" ou o outro nome para nominalista.

      Mas, ao contrário dos irmãos e amigos que em tua postagem comentaram, eu fico do lado de Aristóteles, porque se as coisas são apenas conhecidas, de fato, em um mundo a parte, o das ideias de Platão, então, cai-se na incognoscibilidade da coisa em si mesma de Immanuel Kant, por causa da crítica chamada de "Terceiro Homem" de Aristóteles contra a tal teoria platônica. O que é o Terceiro Homem? É que à ideia de cavalo, ou a "cavalidade" cuja cópia e sombra de tal ideia encontra-se neste mundo, no entanto, ao chegarmos n'outro mundo aonde estaria o tal ideal de cavalo lá mesmo já teremos a necessidade de um terceiro cavalo ou um terceiro homem, pois no mundo das ideias, segundo Aristóteles, teremos mesmo no mundo das ideias a sombra ou a cópia de cavalo que temos neste mundo e assim até ao infinito. Então, verdade: as coisas, as coleções: gêneros e espécies, conforme a resolução genial de santo Tomás de Aquino, inspirado em Aristóteles, temo-las neste mundo pelo conhecimento sensível ou in re nas coisas mesmas apreendidas pelos sentidos, temo-las na mente de Deus ou antem rem ou como que no "Livro da Vida", em termos bíblicos, e temo-las as tais coleções em nossa própria mente que é a ideia dos conceptualistas, isto é, post rem.

      De todo o jeito, ao contrário do que pensam os protestantes e também poder-se-ia incluir os judeus e outros fora de Roma como os pagãos, os descrentes ou os gentios muçulmanos, em geral, sem o Evangelho e sem a Lei (Torá) é possível o homem ser salvo, como também concorda o Papa Francisco, com enorme dificuldade pode um homem fora de Roma e fora da sinagoga ser salvo, desde que tal homem siga os rigores de sua própria consciência aonde está inscrita a lei divina que é a lei natural, mas nesse caso o herege protestante, o cismático ortodoxo, o pérfido judeu, o ateu, o agnóstico, o pagão idólatra ou o herege sarraceno (muçulmano) terão uma grande dificuldade, eles hão de ser os autores de uma verdadeira façanha existencial.

      Excluir
    5. O "Conversas à Mesa" é a pior fonte possível para se atribuir algo a Lutero. Não foi escrito pelo reformador, mas por supostos ouvintes dos seus discursos, vários anos após sua morte. Frequentemente as citações de Lutero vem fora de contexto, não apenas textual mas também histórico. Ninguém discute que Lutero estudou com os nominalistas, mas ele abandonou essa filosofia da mesma forma que abandonou o próprio catolicismo, o qual também aprendeu na mesma época.

      Excluir
  51. Lucas,

    I was wondering what you thought of this article:

    https://rationalchristiandiscernment.blogspot.com/2019/08/does-1-corinthians-132-nullify-faith.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Using the text of 1 Corinthians 13:2 to refute salvation by faith is really a disaster. The text is not even talking about justification before God. Certainly love has its advantages over faith, but in the case of justification, it is by faith that we obtain. I consider the ability to fly a plane more important than faith when it comes to flying a plane, but that does not mean that anyone is justified by the ability to fly aircraft.

      Excluir
  52. O artigo chegou aos 200 comments e por isso a caixa de comentários daqui será fechada. Quem quiser postar um novo comentário ou responder a algum daqui, fique à vontade para fazer no artigo mais recente 👍

    ResponderExcluir