2 de agosto de 2018

151 Deuteronômio 22:28-29 permite o estupro?



Um texto usado por muitos ateus para alegar que a Bíblia apoia o estupro está em Deuteronômio 22:28-29, que a NVI traduz assim:

“Se um homem se encontrar com uma moça sem compromisso de casamento e a violentar, e eles forem descobertos, ele pagará ao pai da moça cinqüenta peças de prata. Terá que casar-se com a moça, pois a violentou. Jamais poderá divorciar-se dela” (Deuteronômio 22:28-29)

O que eles deduzem desse texto é que o homem violenta a moça e então como punição tem que apenas pagar uma certa quantia em dinheiro e se casar com ela – o que realmente seria um grande absurdo se fosse verdade. Eu abordo isso sucintamente em meu livro “A Bíblia e a Escravidão” (disponível na página dos livros), na página 51, mas como algumas vezes me perguntaram aqui sobre esse versículo, achei pertinente comentá-lo em um artigo à parte e mais aprofundado.

A primeira coisa que precisamos fazer para entender esse texto é recorrer ao seu contexto. O contexto imediato diz:

“Se numa cidade um homem se encontrar com uma jovem prometida em casamento e se deitar com ela, levem os dois à porta daquela cidade e apedrejem-nos até à morte: a moça porque estava na cidade e não gritou por socorro, e o homem porque desonrou a mulher doutro homem. Eliminem o mal do meio de vocês. Se, contudo, um homem encontrar no campo uma jovem prometida em casamento e a forçar, somente o homem morrerá. Não façam nada, pois ela não cometeu pecado algum que mereça a morte. Este caso é semelhante ao daquele que ataca e mata o seu próximo, pois o homem encontrou a moça virgem no campo, e, ainda que a jovem prometida em casamento gritasse, ninguém poderia socorrê-la” (Deuteronômio 22:23-27)

O verso 23 fala de um relacionamento consentido entre um homem e uma mulher noiva de outro homem (ou seja, um adultério), e como punição os dois deveriam ser mortos. Quando o verso 24 diz que “a moça não gritou por socorro”, o que ele quer dizer é que a moça consentiu no ato, por isso não gritou. Ou seja, não se tratava de um caso de estupro, mas de um caso de adultério. Então o verso 25 passa a lidar com um outro tipo de cenário, que é um homem encontrando uma jovem e a forçando (ou seja, estuprando). Neste caso, o verso 25 é claro o suficiente ao dizer que “somente o homem morrerá” e que a mulher “não cometeu pecado algum que mereça a morte” (v. 26). O verso 27 diz que a moça gritou, mas ninguém pôde socorrê-la (ou seja, que foi mesmo um estupro, e não uma relação sexual consentida).

Só pelo contexto já vemos o quão absurda é a acusação de que “a Bíblia permite o estupro”, pois poucos versos antes do usado por eles e dentro daquele mesmo contexto o estupro é condenado com a pena de morte e a mulher saía livre. A mulher só era condenada à pena capital se ela consentiu no ato, porque neste caso não seria um estupro e sim um adultério. Então vem o verso usado pelos ateus, que já passamos aqui, o qual diz na NVI:

“Se um homem se encontrar com uma moça sem compromisso de casamento e a violentar, e eles forem descobertos, ele pagará ao pai da moça cinqüenta peças de prata. Terá que casar-se com a moça, pois a violentou. Jamais poderá divorciar-se dela” (Deuteronômio 22:28-29)

Perceba que este caso é análogo ao primeiro (do verso 23), só que com uma diferença fundamental: no primeiro caso há um relacionamento entre um homem e uma mulher comprometida, e por isso a condenação era a morte para ambos, enquanto aqui há um relacionamento entre um homem e uma mulher sem compromisso com ninguém, e por isso a punição era bem mais leve do que a morte (uma vez que o sexo antes do casamento era pecado, mas bem menos grave do que o adultério). Por isso a punição neste caso seria pagar o dote da moça e se casar com ela, já que eles haviam praticado um ato que devia ser praticado apenas entre pessoas casadas.

Tudo isso seria de tão simples e fácil assimilação se não fosse por um problema: a tradução da NVI por “violentar”, que não corresponde ao original hebraico e acaba passando a impressão de que houve um estupro e mesmo assim a punição era branda e a moça ainda por cima seria obrigada a se casar com o estuprador! Mas veja como o mesmo texto consta na Almeida Corrigida e Fiel (que não acho melhor que a NVI de uma forma geral, mas que traduz bem melhor este texto especificamente):

“Quando um homem achar uma moça virgem, que não for desposada, e pegar nela, e se deitar com ela, e forem apanhados, então o homem que se deitou com ela dará ao pai da moça cinquenta siclos de prata; e porquanto a humilhou, lhe será por mulher; não a poderá despedir em todos os seus dias” (Deuteronômio 22:28-29)

Perceba que esta tradução faz bem mais sentido diante do contexto. Um homem “pegou” uma moça e fizeram sexo; isso era uma humilhação para ela porque naquela cultura era humilhante uma mulher se casar sem ser virgem (era associada às prostitutas por isso), então para que a humilhação não fosse maior o homem que fez sexo com ela teria que se casar com ela. A grande questão aqui é o termo hebraico taphas, que a NVI traduziu por “violentar”, mas a ACF por “pegar”. De acordo com a Concordância de Strong, essa palavra significa:

08610 taphas
uma raiz primitiva; DITAT - 2538; v.
1) apanhar, pegar, segurar, capturar, agarrar, manejar.
1a) (Qal)
1a1) pegar, agarrar, prender, capturar;
1a2) segurar (a fim de) manejar, empunhar, usar com destreza;
1b) (Nifal) ser capturado, ser preso, ser pego, ser tomado, ser capturado.

O curioso é que essa palavra, fora daqui, ocorre outras 64 vezes no Antigo Testamento, mas nunca no sentido de estupro. Você pode conferir todas as ocorrências do termo aqui. Em contrapartida, o termo hebraico usado pouco antes, no verso 25, que fala sobre uma mulher sendo estuprada, é chazaq, que significa “apresentar força, usar a força de alguém” (Strong, 2388). Se a ideia do verso 28 fosse a mesma do verso 25, seria óbvio que o escritor bíblico usaria a mesma palavra, mas ele mudou o termo justamente porque sabia que estava lidando com uma situação distinta.

Eu fiz uma pesquisa em todas as ocorrências de estupro que encontrei no Antigo Testamento e constatei que nenhuma delas usa taphas para designar o ato. As palavras mais usadas são shakab e `alal, que significa “ocupar-se, desviar-se, agir imoralmente, agir duramente, abusar (forçando)” (Strong, 5953), mas ainda existem outras. Segue abaixo um compilado dessas passagens com os termos utilizados no texto hebraico:

“Durante a noite os homens de Gibeá vieram para atacar-me e cercaram a casa, com a intenção de matar-me. Então violentaram (`anah) minha concubina, e ela morreu” (Juízes 20:5)

“Mas os homens não quiseram ouvi-lo. Então o levita mandou a sua concubina para fora, e eles a violentaram e abusaram (`anah) dela a noite toda. Ao alvorecer a deixaram” (Juízes 19:25)

“As mulheres têm sido violentadas (`anah) em Sião, e as virgens, nas cidades de Judá” (Lamentações 5:11)

“Mas Jonadabe, filho de Siméia, irmão de Davi, disse: Não pense o meu senhor que mataram todos os seus filhos. Somente Amnom foi morto. Essa era a intenção de Absalão desde o dia em que Amnom violentou (`anah) Tamar, irmã dele” (2ª Samuel 13:32)

“Seus bebês serão despedaçados diante dos seus olhos; suas casas serão saqueadas e suas mulheres, violentadas (shakab)” (Isaías 13:16)

“Reunirei todos os povos para lutarem contra Jerusalém; a cidade será conquistada, as casas saqueadas e as mulheres violentadas (shakab). Metade da população será levada para o exílio, mas o restante do povo não será tirado da cidade” (Zacarias 14:2)

“Siquém, filho de Hamor, o heveu, governador daquela região, viu-a, agarrou-a e a violentou (shakab)” (Gênesis 34:2)

“Mas Amnom não quis ouvi-la e, sendo mais forte que ela, violentou-a (shakab)” (2ª Samuel 13:14)

“E se você se perguntar: ‘Por que aconteceu isso comigo?’, saiba que foi por causados seus muitos pecados que as suas vestes foram levantadas e você foi violentada (chamac)” (Jeremias 13:22)

“E voltando o rei do jardim do palácio ao salão do banquete, viu Hamã caído sobre o assento onde Ester estava reclinada. E então exclamou: ‘Chegaria ele ao cúmulo de violentar (kabash) a rainha na minha presença e em minha própria casa?’. Mal o rei terminou de dizer isso, alguns oficiais cobriram o rosto de Hamã” (Ester 7:8)

Neste último texto, como vemos, é usado o termo kabash, que significa “dominar, forçar, violentar” (Strong, 3533). Em suma, existem diversas palavras que podem significar “estupro” na língua hebraica, mas o termo usado no texto em discussão (Dt 22:28) não é uma delas. A prova mais forte de que o texto em questão não envolve estupro está em Êxodo 22:16-17, que narra a mesma coisa com outras palavras. Devemos lembrar que Deuteronômio é em grande parte uma reprise de Êxodo e Levítico, assim como ocorre em muitos casos com os evangelhos sinópticos (Mateus, Marcos e Lucas), que narram os mesmos eventos com outras palavras. E no texto de Êxodo, vemos narrado assim:

“Se um homem seduzir uma virgem que ainda não tenha compromisso de casamento e deitar-se com ela, terá que pagar o preço do seu dote, e ela será sua mulher. Mas se o pai recusar-se a entregá-la, ainda assim o homem terá que pagar o equivalente ao dote das virgens” (Êxodo 22:16-17)

Note que além do texto não falar nada sobre estupro, ainda fala em seduzir, usando o termo hebraico pathah, que pode ser entendido como “ser simples, seduzir, enganar, persuadir” (Strong, 6601). Como é óbvio, nenhum estuprador “seduz” uma moça, pois seduzir implica em persuadir, em conquistar, em algo deliberado e mútuo, não em um ato de violência unilateral. Portanto, o que Dt 22:28-29 e Êx 22:16-17 estão falando é de um homem que seduz uma moça que não é comprometida com ninguém, a “pega” e se deita com ela, e então é obrigado a pagar seu dote e a se casar com ela por tê-la “humilhado” em uma cultura em que apenas as prostitutas perdiam a virgindade antes do casamento.

O texto não poderia ser uma apologia ao estupro, porque, como vimos, poucos versos antes é dito que quem estuprasse uma mulher morreria por isso (Dt 22:25). O próprio texto de Deuteronômio 22:28 deixa isso implícito quando diz que eles foram apanhados” (em flagrante), e não que apenas o homem foi apanhado (o que implica que os dois estavam fazendo algo errado). Portanto, a Bíblia não permite e nem defende o estupro em qualquer circunstância. A punição para o estupro na lei era a mesma para o assassinato, o que mostra o quanto Deus repugna o ato.

Em suma:

Ato
Punição
Adultério entre um homem e uma mulher comprometida (Dt 22:23)
Pena de morte para ambos (Dt 22:24)
Homem que estupra mulher (Dt 22:25)
Pena de morte só para o homem (Dt 22:25-26)
Relação consentida entre um homem e uma mulher não-comprometida, antes do casamento (Dt 22:28; Êx 22:16)
Homem paga o dote da moça e é obrigado a se casar com ela (Dt 22:29; Êx 22:16-17)
• Compartilhe este artigo nas redes:

Paz a todos vocês que estão em Cristo.

Por Cristo e por Seu Reino,


- Siga-me no Facebook para estar por dentro das atualizações!


- Baixe e leia os meus livros clicando aqui.

- Acesse meu canal no YouTube clicando aqui.


ATENÇÃO: Sua colaboração é importante! Por isso, se você curtiu o artigo, nos ajude divulgando aos seus amigos e compartilhando em suas redes sociais (basta clicar nos ícones abaixo), e sinta-se à vontade para deixar um comentário no post, que aqui respondo a todos :)

151 comentários:

  1. Olá. A passagem que fala sobre o episódio em que Sansão matou mil homens com uma queixada de jumento é literal? Eu sei que a história conta que ele era um homem forte e robusto, mas essa quantidade de homens citada vc acha que é literal mesmo ou exagero? Eu tava refletindo nessa passagem e pensei da seguinte forma: Deus pode ter enfraquecido fisicamente os filisteus, deixando-os cansados e meio atônitos e nessa sanção conseguiu vencer todos eles. Porque por mais que Sansão fosse forte é praticamente impossível vencer 1000 homens sozinho. Sei lá pode ser que lá na hora uns estavam de frente pra Sansão e outros de costas, por isso acho que Deus meio que hipnotizou os filisteus para que eles ficassem fracos para Sansão vencer essa guerra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua explicação é bem razoável, mas eu devo acrescentar que naquela época os homens não eram tão fortes como os de hoje (em geral eram de estatura mais baixa, excetuando os gigantes é claro) e não havia armas de fogo e nem nada que tornasse impossível que um homem vencesse muita gente sozinho (ainda mais Sansão, que já devia ser naturalmente muito forte e cuja força aumentava demais quando o Espírito do Senhor entrava nele). Na Bíblia há MUITOS casos de "tal pessoa que sozinha matou 300 e tantos no campo de batalha", "fulano que ficou na guerra depois que todos fugiram e derrotou 500 do exército adversário" e coisas do tipo, não é raridade. Ou seja, a meu ver naquela época qualquer um que fosse significativamente mais forte do que a média tinha a capacidade de derrotar muita gente sozinho no braço, ainda mais quando o Senhor estava com eles. Mas claro, não anula a possibilidade de que Deus tenha eventualmente fragilizado seus inimigos para que perdessem, isso é totalmente possível.

      Excluir
    2. "Em geral os homens não eram tão forte como os de hoje"
      O que? É justamente o contrário! Devido a genética, os homens eram bem mais mais fortes e altos que os de hoje. Os humanos pré-diluvianos eram mais saudáveis e fortes devido ao clima, o oxigênio em abundância (que permitia a alta estatura comum da época) e o gene mais conservado. Isso até cientistas evolucionistas sabem. Só uma análise dos ossos dos neandertais já mostra como estamos em declínio no fitness. Em humanos, as estimativas atuais são de que ocorram entre 100-200 novas mutações por indivíduo a cada geração. Destas, os dados variam entre 1-15% de mutações deletérias que causariam a perda direta de informação genética em humanos a cada geração. Em relação ao fitness, em 1997, um estudo estimou entre 1-2% a taxa de perda da aptidão humana, ou seja, a frequência com que a humanidade está se degenerando a cada geração. Em 2010, por sua vez, outro estudo estimou que a aptidão humana está em declínio em 3-5% por geração.
      Se mutações fossem benéficas, não haveria inúmeros mecanismos moleculares que sondam constantemente e procuram reparar todas as mutações que afetam o DNA. Portanto, o organismo inteligentemente procura reparar esses erros, e quando não consegue, apela para a morte programada da célula mutante, a fim de evitar que ela se multiplique, dando então origem a um câncer (de fato, mutações no gene p53 [um dos componentes fundamentais no combate aos tumores malignos] são responsáveis por cerca de metade dos casos de certas variedades de câncer). A genética moderna comprova a concepção bíblica da Queda da humanidade. Estudos científicas acerca:
      1. Nachman MW, Crowell SL. “Estimate of the Mutation Rate per Nucleotide in Humans.” Genetics. 2000; 156(1):297-304.
      2. Dolgin E. “Human mutation rate revealed.” Nature News (27 ago. 2009). Disponível em: http://www.nature.com/news/2009/090827/full/news.2009.864.html
      3. Lynch M. “Rate, molecular spectrum, and consequences of human mutation.” Proc Natl Acad Sci USA. 2010; 107(3):961-8.
      4. Eyre-Walker A, Keightley PD. “High genomic deleterious mutation rates in hominids.” Nature. 1999; 397(6717):344-7.
      5. Shabalina SA, Ogurtsov AY, Kondrashov VA, Kondrashov AS. “Selective constraint in intergenic regions of human and mouse genomes.” Trends Genet. 2001; 17(7):373-6.
      6. Keightley PD. “Rates and Fitness Consequences of New Mutations in Humans.” Genetics. 2012; 190(2):295-304.
      7. Crow JF. “The high spontaneous mutation rate: is it a health risk?” Proc Natl Acad Sci USA. 1997; 94(16):8380-6.
      8. Mathews LA, Cabarcas SM, Hurt EM. DNA Repair of Cancer Stem Cells.[ebook] Springer, 2013.
      9. Olivier M, Hollstein M, Hainaut P. “TP53 Mutations in Human Cancers: Origins, Consequences, and Clinical Use.” Cold Spring Harb Perspect Biol. 2010; 2(1):a001008.
      10. Wolf YI, Koonin EV. “On the origin of the translation system and the genetic code in the RNA world by means of natural selection, exaptation, and subfunctionalization.” Biol Direct. 2007.

      As mutações neutras são interessantes pois nos permite rastrear nosso passado remoto até nosso "tio" (Noé): http://www.criacionismo.com.br/2016/06/novo-estudo-com-dna-confirma-historia.html?m=1

      Excluir
    3. Caramba, como foi que você conseguiu distorcer tanto o que eu disse?! Eu falei apenas de ALTURA, e você vem com neandertais(!), mutações, "aptidão humana", "mecanismos moleculares" e mais uma porrada de coisa copiada do Google que sequer está em discussão aqui. Falou até em ante-diluvianos, quando o anônimo do comentário havia falado de SANSÃO, que já era pós-diluviano (e bem pós-diluviano, diga-se de passagem). Realmente eu nunca vi um comentário tão desconexo que mistura alhos com bugalhos como esse aí. Ao invés de vir com um monte de informação que não tem nada a ver com o que eu abordei (e inclusive repetindo informações que eu mesmo já trouxe aqui anteriormente), você poderia simplesmente ler este artigo que prova o meu ponto: os homens estão ficando cada vez mais altos mesmo:

      https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/05/150522_vert_fut_mais_altos_ml

      Excluir
    4. Peço perdão se entendi errado, mas está claramente escrito: "naquela época os homens não eram tão fortes como os de hoje..."
      Foi disso que discordei. Mas enfim, o artigo que você recomendou abordou até no máximo o século 17, sequer abordou como o nível de oxigênio afeta a estatura da vida na Terra. Em vez de sair comentando gafes por aí, tente ler algum livro sobre a questão: https://hyperallergic.com/52935/manthropology-the-science-of-why-the-modern-male-is-not-the-man-he-used-to-be-peter-mcallister/

      Excluir
    5. Você além de burro é desonesto, vem tirar as informações de um site criacionista, fala em “ante-diluvianos” e agora me vem com um link de um site evolucionista que fala dos neandertais e outros mitos evolucionistas quando a minha resposta FOI SOBRE SANSÃO, que eu presumo que não era um neandertal, então o link do seu site evolucionista não significa porcaria nenhuma, você está mais perdido que cego em tiroteio. Vem falar de “nível de oxigênio antes do dilúvio” quando a conversa era sobre Sansão que viveu milênios depois do dilúvio (o qual nem existiu de acordo com os seus sites evolucionistas), ou você é retardado ou caiu de paraquedas na conversa se intrometendo onde não foi chamado. Ainda teve a cara de pau de tirar do contexto a minha frase sobre a força dos homens, quando eu havia dito aquilo ATRELADO À ALTURA, porque qualquer imbecil sabe que homens fisicamente mais altos costumam levar vantagem sobre homens fisicamente baixinhos.

      “Ah, o meu link só abordou até o século XVII”. Você é tão preguiçoso que sequer leu o texto, o texto diz que nós somos mais altos pela mesma razão que nos faz viver mais tempo, ou seja, melhores condições de vida que temos hoje em relação a antes (o que inclui o século XVII e também a Antiguidade inteira, para qualquer um que tenha estudado um mínimo de história e não seja tão desonesto). Mas se o que você quer é links que falem do homem antigo, então que seja:

      1) Romanos antigos tinham em média 1,67 de altura:

      https://ensinarhistoriajoelza.com.br/dez-ideias-erradas-sobre-os-antigos-romanos/

      2) Os habitantes de Pompeia tinham 1,66:

      https://history.stackexchange.com/questions/17072/average-height-of-ancient-roman-men-and-women

      3) Os gregos antigos tinham entre 1,62 e 1,65:

      https://history.stackexchange.com/questions/17160/what-was-the-average-height-in-classical-greece

      E isso é a apenas a altura dos homens (as mulheres eram obviamente mais baixas).

      Eu realmente não entendi o que você está fazendo aqui, eu fiz um comentário sobre a força de Sansão em comparação aos seus inimigos e você vem com palhaçada sobre neandertais, pré-diluvianos, mutações, "aptidão humana", "mecanismos moleculares", claramente não sabe nem o que está fazendo aqui, copia um monte de coisa de um site Criacionista já que você mesmo não sabe p**** nenhuma, depois volta e traz um site evolucionista que contradiz todas as ideias que o site criacionista crê, realmente é um show de horrores e devaneios sem fim, nem perca o seu tempo voltando aqui que eu não vou mais perder o meu lendo mais um comentário retardado outra vez, ele será suprimido imediatamente ao chegar à moderação; vá polemizar em outro lugar bem longe daqui.

      Excluir
    6. Avalie: https://youtu.be/Q-P0TlpgVDw

      Excluir
    7. Vyktor, quer debater comigo capitalismo vs socialismo, no lugar do "Ancap possesso"? Veja os comentários do post recente "sobre desigrejados".

      Excluir
    8. “Pega leve com ele...”

      O cara chega na maldade, se intromete onde não foi chamado e pega o bonde andando, seleciona um trecho isolado e distorce tudo o que eu disse, fala um monte de abobrinha sem nexo nenhum, copia trechos enormes do Google que sequer tem a ver com o assunto, eu ainda com paciência dou uma resposta educada e em troca recebo zombaria e deboche além de mais burrice e desonestidade, e ainda faz um comentário (não liberado) onde diz que EU sou o burro. Sinceramente eu faço bastante questão de que gente desonesta e mal-intencionada desse tipo passe bem longe do meu site.

      “Avalie: https://youtu.be/Q-P0TlpgVDw”

      Interessante, não conhecia esse contexto histórico do Pica-Pau. Como desenho só perdia na minha infância para Scooby-Doo e Flintstones.

      “Vyktor, quer debater comigo capitalismo vs socialismo, no lugar do "Ancap possesso"? Veja os comentários do post recente "sobre desigrejados".”

      Vocês podem debater à vontade, mas por e-mail, Facebook ou outro lugar, aqui esse “Vyktor” desonesto e mau-caráter não pisa mais. Se você encontrar outro debatedor eu poderia até criar um tópico exclusivo para isso, mas não com gente que só vai poluir este espaço.

      Excluir
    9. Não apenas com esse tal de Vyktor, mas eu já vi você todo estressadinho com várias pessoas aqui. Pessoas bem mais educadas que esse Vyktor aí. Já vi várias pessoas que comentam aqui de forma educada e você já começa com seus ataques pessoais. Tenha paciência com seus leitores. Só espero que você não venha dizer que eu estou mentindo, senão eu mostro vários exemplos. Mando os links onde você humilha alguns de seus leitores. Mas como você não gosta de ser contrariado, sei que não vai aprovar esse meu comentário.

      Excluir
    10. Apesar do vídeo ser interessante o cara que fez aparenta ter inclinações esquerdistas em outros vídeos :(

      Excluir
    11. "Não apenas com esse tal de Vyktor, mas eu já vi você todo estressadinho com várias pessoas aqui. Pessoas bem mais educadas que esse Vyktor aí. Já vi várias pessoas que comentam aqui de forma educada e você já começa com seus ataques pessoais. Tenha paciência com seus leitores. Só espero que você não venha dizer que eu estou mentindo, senão eu mostro vários exemplos. Mando os links onde você humilha alguns de seus leitores. Mas como você não gosta de ser contrariado, sei que não vai aprovar esse meu comentário"

      Eu não devia liberar mesmo, é só mais um comentário desproposital de hater querendo me provocar, mas vou abrir uma exceção. Eu tenho em média mais de 100 comentários por artigo e mais de 500 artigos publicados, fazendo uma conta simples são 50.000 comentários. Você conhece algum outro blogueiro que tenha 50 mil comentários ofendendo os seus leitores? A própria tese chega a ser ridícula. Se você tem tanto interesse em “me desmascarar” e “provar com links”, por que simplesmente não se dá ao trabalho de abrir os olhos para enxergar os milhares de comentários que aqui recebo e respondo sempre de forma solícita, mesmo sem nenhuma necessidade disso e sem receber nada em troca por isso?

      Me aponte dois ou três blogueiros de teologia que recebam tantos comentários como eu e que respondam um por um mesmo quando tem que passar o maior tempo respondendo a cada um, eu simplesmente desconheço (enquanto conheço zilhões que simplesmente desprezam seus leitores e não respondem ninguém, nem mesmo nas questões mais simples). Agora além de ser o único teólogo que disponibiliza todos os livros de graça, que disponibiliza milhares de artigos elaborados (alguns que levam dias de tanta fundamentação, para poder entregar algo decente e não coisa de qualquer jeito) e que responde a todo mundo sem exceção mesmo quando se perde horas nisso, eu ainda tenho que aguentar ofensas gratuitas de gente mesquinha, ingrata e amargurada e ficar quieto. Por muito tempo eu não entendi por que os outros teólogos agem tão diferente, mas hoje eu entendo: a gente se esforça pra kct para entregar conteúdo de qualidade pra depois vir gente ingrata e indigna encher o saco por qualquer coisa, cuspir no prato em que comeu e murmurar pra caramba, na maior parte das vezes porque são invejosos amargurados que sonham em ser o que somos mas sabem que jamais chegarão lá.

      Você deveria é ter vergonha desse tipo de comportamento mesquinho, se não gosta daqui, sinta-se à vontade para se retirar, a porta está aberta, ninguém te obrigou a continuar acompanhando. Parece atitude de criança, ao mesmo tempo em que me odeia continua abrindo esse site todo dia para acompanhar as coisas e reclamar, não perde uma oportunidade de apontar um erro, não perde em nada para um fariseu. A diferença entre essas milhares de pessoas respondidas educadamente e uma minoria de gente como você e o “Vyktor” é que alguns estão aqui honestamente na intenção de aprender e compartilhar informação de maneira educada e civilizada, enquanto outros são simplesmente trolls ou vândalos que não perdem a oportunidade de confrontação e ataque sempre que veem alguma “brecha” para isso, são mal-intencionados e não sabem discordar com educação, tem que sempre vir com algum ataque, alguma chacota, alguma provocação, alguma agressividade, pensando que vai ficar por isso mesmo, e o meu erro é às vezes entrar nesse jogo e dar resposta a gente assim quando eu deveria simplesmente deletar comentários previamente ou bloquear se eu tivesse a opção.

      Excluir
    12. É incrível como você não consegue perceber coisa tão simples, eu nem preciso ir pro passado para pegar um exemplo, hoje mesmo um cara postou um comentário gigante em três partes exclusivamente para discordar de coisas que eu escrevi no outro artigo e me contrariar, e eu liberei o comentário e dei uma resposta na íntegra e sem nenhuma falta de educação, porque pessoas civilizadas são assim. Foi o mesmo que eu fiz na minha primeira resposta ao “Vyktor”. Agora, se na réplica ele fizer as mesmas provocações e vier com falta de respeito pra cima de mim igual algumas pessoas fazem (o que eu espero e creio que não será o caso), aí eu não me responsabilizo se não publicar o comentário ou se responder com o respeito que a outra pessoa mostrou merecer (ou seja: nenhum). Ou você acha que eu faço “roleta russa” aqui e quem tiver o azar de cair eu vou lá e ofendo o cara? Tenha a santa paciência.

      Você pode criticar, pode dizer que eu deveria fazer como Jesus e dar a outra face e aceitar todas as ofensas quieto (e realmente deveria, mas infelizmente não sou tão santo como Jesus), mas não pode vir aqui com essa palhaçada de que eu ofendo as pessoas gratuitamente porque isso é falso e mentiroso. Essa é a última vez que toco no assunto, qualquer novo comentário sobre isso será sumariamente suprimido, eu nem deveria estar permitindo isso agora, mas é o último.

      Excluir
  2. Porque a Lei de Moisés mandava apedrejar homossexuais?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dei uma resposta sucinta em um comentário abaixo:

      http://www.lucasbanzoli.com/2018/08/deuteronomio-2228-29-permite-o-estupro.html?showComment=1533257476762#c2974071594956059357

      Excluir
  3. Avalie: https://drive.google.com/file/d/0Bx33UgEQ_y_MZHZ3dFBOWTA1Mnc/view?usp=drivesdk

    ResponderExcluir
  4. Show Banzoli, muito show, voce é um monstro cara, varão valente. Varão temente a Deus. Bendita a mulher que te gerou e que te amamentou! Como tu consegue ter tanta fé, varão?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que é "varão"? Uma vara grande, como a de Moisés?

      Excluir
    2. Varão é homem usado pelas igrejas Assembleia de Deus e também significa homem em alguns artigos do Código Civil de 2002.

      Excluir
    3. Amigo do Banzolão3 de agosto de 2018 00:00

      É bem provável que esse anônimo aí de cima seja pentecostal. A maioria dos pentecostais tem esse costume de chamar os irmãos na fé de varão.

      Excluir
    4. Vc foi irônico, Lucas?

      Excluir
    5. Acho que o primeiro comentário é que foi irônico.

      Excluir
    6. Não, amigo, não fui irônico não. os seus artigos são muito bons e demonstram que você tem muita sabedoria e conhecimento e parece ser um jovem de grande fé, o que é louvável nesta geração. Força jovem temente a Deus.

      Excluir
    7. Ah bom, pensei que tivesse sido uma ironia por causa da parte do "bendita a mulher que te gerou e que te amamentou", mas tudo bem. Abs!

      Excluir
  5. Excelente texto. Muito elucidativo, se possível gostaria que vc explicasse sobre o fato de Deus querer matar Moisés, pois nunca vi um pastor que soubesse explicar isso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! Sobre Moisés, isso provavelmente está relacionado à sua recusa de circuncidar seu filho em um primeiro momento. Acho essa explicação abaixo bem plausível:

      http://novotempo.com/radio/por-que-deus-quis-matar-a-moises-conforme-relatado-em-exodo-424/

      Excluir
  6. Lucas,vc n acha um exagero pena de morte para adultério ?,Vc acha que regras como a do sexo antes do casamento,ter que resultar logo em casamento deveriam der aplicadas no povo Cristão dos dias de hj ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É claro que era exagerado, se a lei fosse perfeita no sentido de ser atemporal e universal Jesus não teria dado um fim nela e nem instauraria uma nova aliança em seu lugar. Na verdade um dos propósitos da lei é justamente mostrar que a «sociedade dos homens» não funciona. Deus lhes deu uma lei de acordo com os caprichos e a dureza do coração do homem, ou seja, os homens eram duros de coração e então Deus lhes deu a lei que eles queriam para ser correspondente a essa dureza, para mostrar que este não era o caminho. Então veio Jesus, ensinando leis novas e diferentes, e inclusive corrigindo expressamente algumas do Antigo Testamento (e é sob essa lei que estamos hoje, que alguns chamam de "lei da graça", em contraste com a "lei de Moisés"). É igual a questão do rei: Deus não queria que os israelitas tivessem um, mas como eles insistiram nisso Deus consentiu e deu um rei, como se estivesse dizendo: "Toma aí o seu rei, veja se as coisas funcionam assim" (e não funcionaram). Temos que ressaltar que Deus trabalha com o homem na esfera dele, de acordo com as suas limitações e com a dureza do seu coração; uma lei como a que Jesus inaugurou na sua vinda se dada nos tempos de Moisés iria causar apenas repúdio por parte daquele povo duro de coração, então Deus lhes deu temporariamente a lei que eles queriam, ou seja, rigorosa como eles eram, para preparar o caminho até o dia em que eles estivessem mais aptos a receberem a lei mais perfeita.

      Excluir
    2. Ótima resposta Lucas, adorei (não é a mesma pessoa que mandou a pergunta). Mas o grande erro das pessoas (principalmente dos que não acreditam na Bíblia) é ler ela sem analisar o contexto.

      Excluir
    3. Obrigado, eu pretendo aprofundar isso em um artigo futuro, creio que é um tema importante.

      Excluir
  7. Amigo do Banzolão2 de agosto de 2018 18:04

    Banzolão, qual dos gatos é diferente?

    http://webcuriosos.com.br/wp-content/uploads/2017/06/DESAFIO-Voc%C3%AA-consegue-encontrar-os-erros-nestas-fotos.jpg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O último gato (seu rabo tem mais listras). Dessa vez foi mais difícil, levei quase uns vinte segundos ;p

      Excluir
    2. Amigo do Banzolão2 de agosto de 2018 23:55

      E eu leveu 30 segundos. Eu demorei na outra porque tenho dificuldades de decorar as coisas, então eu olhava para o 31 de Junho e não percebi que Junho tem apenas 30 dias :)

      Excluir
  8. Acusam acusam mas para casa acusação uma bela refutação. Obrigado Banzoli!

    ResponderExcluir
  9. https://www.youtube.com/watch?v=LPpMhwnKyfI
    Juro que depois de assistir esse vídeo fiquei muito impressionada. Dei play várias vezes pq achei muito impressionante...será esse animal uma baleia? E outra, a história de Jonas fala de uma baleia em si mesma ou de um peixe?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é montagem (fake), não existe baleia em lago, baleias só vivem no oceano. Sobre Jonas, acredita-se que tenha sido um peixe cachalote (o termo hebraico é bastante genérico e se aplica a qualquer peixe), que era um peixe que vivia e ainda vive naquela região e existem casos documentados nos dias de hoje de pessoas engolidas por ele e que conseguiram sair vivos de lá. Como esse:

      http://www.hojedescobri.com/2013/08/a-historia-impressionante-do-homem-que.html

      Excluir
    2. Pq vc acha q esse vídeo é fake? Mesmo q não seja uma baleia, vamos supor q seja um peixe mesmo. Seria fake pq?

      Excluir
    3. Você ouviu a reação das pessoas?

      Excluir
    4. Sim, parece ter uma mulher gritando atrás. Nos comentários tem pessoas acreditando e outras não. Eu não sei como é possível fazer isso no photoshop, foi coisa de poucos segundos, mas enfim...eu pesquisei o peixe que vc falou na internet e ele tem 16 metros, sendo totalmente possível engolir um ser humano.

      Excluir
    5. Não são gritos de pânico ou desespero, é um "Uhu!", como se estivesse em uma festa.

      Excluir
    6. Esse grito de uhu é no momento em que ele salta, sendo compreensível porque é uma aventura. Depois q o peixe come ele tem um grito no final mas não muito longo pq o vídeo acaba em segundos.

      Excluir
  10. Você tem algum artigo ou conheça algum artigo que trate das provas incontestáveis do holocausto de Hitler? Existem pessoas que atualmente querem contestar esse fato histórico como sendo mentira...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não preciso escrever artigo sobre isso porque é inteiramente desnecessário; trata-se de um consenso entre os historiadores, temos milhares de fotos, de vídeos, de testemunhas oculares; tínhamos até pouco tempo sobreviventes do Holocausto, temos ainda hoje vivos guardas dos campos de concentração que admitem tudo o que aconteceu, e os próprios nazistas confessaram em tribunal todas as atrocidades que cometeram (ou seja, são réus confessos). Os únicos que botam dúvida são teóricos da conspiração antissemitas por razões proselitistas. Eu recomendo esse vídeo do Afonso sobre isso:

      https://www.youtube.com/watch?v=IJW6-eoGKJY

      Excluir
  11. Lucas, uma dúvida, conheci o aniquilacionista a pouco tempo, se a Nova Terra ainda não foi criada onde estão Enoque e Elias que não experimentaram a morte?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estão no Céu, justamente porque não passaram pela morte. Eles são exceções à regra mesmo na doutrina imortalista, segundo a qual eles estão corporalmente no Céu enquanto os outros estão em forma de alma incorpórea. Cabe lembrar que o aniquilacionismo não consiste em "ninguém pode ir pro céu", mas sim que "não existe vida fora do corpo" (e Elias e Enoque não estão fora do corpo).

      Excluir
    2. O assunto não tem muito haver mas como foi citado Enoque achei oportuno abordar o assunto aqui.
      Eu conheço alguns amigos que depois de anos congregando saíram de templos. Eles “aderiram” esse tal movimento que alega que os apócrifos como o de Enoque foi escondido e deixado de fora das escrituras de propósito, que até o nome de Jesus foi deturpado e que esse não é o nome verdadeiro do messias, que a letra J foi inventada tempos depois da morte de Cristo e etc e tal, que a Bíblia como a temos hoje foi fruto do catolicismo romano, e etc.
      Me lembro que assistia a alguns anos atrás a um canal cujo apresentador tinha essas mesmas teses e dentre outras coisas afirmava categoricamente que as igrejas protestantes são as “filhas da prostituta” e que o protestantismo nasceu da igreja católica.
      Eu quase cai nisso na época pq essa corrente de pensamento tomando conta de muitos evangélicos é bem convincente para aqueles que não tem um devido esclarecimento e certa sabedoria.
      O problema é que eles estão radicalizando ao ponto que até a ciência em assuntos que não contradizem a Bíblia para eles é invenção humana e deva ser desacreditado a priori. Ficam assistindo á vídeos sobre Illuminatis e teorias da conspiração, agora se recusam a chamar Deus de Deus mas de criador, e sobre o mesmo pretexto de que Deus é um nome herético.
      Apesar de crer fortemente nas teorias e na existência dessa elite global, iluminats, toda essa ladainha que eles creem agora eu sei que não passa de uma interpretação errônea e até ignorante da parte daqueles que pregam essas coisas, mas é triste ver eles se submeterem a uma lavagem cerebral dessas e se tornarem tão radicais assim. Eu acabo nem “batendo de frente” com essas teses com eles parabéns não arranjar inimizades uma vez que eles já estão totalmente convencidos no que creem.
      Se vc tiver algum artigo seu a respeito que eu gostaria de ler, se não seria muito interessante abordar esse assunto pq apesar de tudo muita gente está sendo enganada e levada a ter posturas radicais devido a esse movimento dos “sem igreja”.
      Me pergunto se isso não é um fenômeno resposta aos escândalos e péssimo exemplo que muitas falsas igrejas evangélicas tem prestado ao protestantismo e ao cristianismo.

      Excluir
    3. Na verdades esses argumentos deles são do pior nível possível, nenhum desses caras que eu conheço que afirma que "Jesus em hebraico é na verdade assim ou assado" sabe alguma coisa de hebraico, são todos palpiteiros. Pra você ter uma noção do tão ridículo que a coisa é, até hereges liberais e anticristãos como Fábio Sabino tem vídeos desmascarando essa gente usando o hebraico. Esses conspiracionistas de meia pataca, por serem intelectualmente débeis e de mente fraca, apenas compram qualquer notícia sensacionalista que veem por aí; gente que não sabe NADA sobre os assuntos discorridos começa a defendê-los com unhas e dentes, é realmente um tipo de "auto-lavagem cerebral". A pessoa que não tem senso crítico acaba aceitando qualquer ladainha sem críticar, porque já está predisposta a crer da forma contrária às denominações porque pegou ódio das mesmas (em grande parte devido a maus exemplos das próprias denominações). Começam atacando uma ou outra coisa mais aceitável como a teologia da prosperidade e a obrigatoriedade do dízimo, e então se abrem a qualquer loucura e novidade inventada por um qualquer aí.

      É triste de se ver, mas são as mesmas pessoas que acreditaram no arrebatamento marcado para 23 de setembro do ano passado, alguns largaram tudo (família, casa, emprego, tudo mesmo) e se mataram depois que nada aconteceu, outros creem que nunca existiu Holocausto e que existe uma conspiração global de judeus malvados tentando conquistar o mundo, outros escrevem D'us em vez de Deus porque supostamente escrever "Deus" é pecado, e outros acham errado escrever D'us e por isso chamam apenas de "Criador", como você disse. Nenhum deles crê na inspiração e inerrância da Bíblia, mas ironicamente acreditam em fábulas como o "livro de Enoque" e outras particularidades cuja canonicidade foi rechaçada tanto pelos judeus como pela Igreja e que hoje sabemos que foram escritos séculos ou até milênios depois do autor alegado... acham que saíram da "Matrix" e que nós somos o "gado", mas na verdade ninguém está mais preso numa bolha do que eles.

      Excluir
    4. Já se perguntaram por que não traduziram o nome de Josué por Jesus? Os dois, Jesus e Josué, tem exatamente o mesmo nome. Por que Jesus não se chamou Josué?

      Primeiro em português e depois em grego original e em grego transliterado.

      Mt 4:7 Respondeu-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor, teu Deus.

      (ephê autô o IĒSOUS (Ἰησοῦς) palin gegraptai ouk ekpeiraseis kurion ton theon sou)

      Actos 7:45 O qual nossos pais, recebendo-o também, o levaram com Josué quando entraram na posse das nações que Deus lançou para fora da presença de nossos pais, até aos dias de Davi.

      (ên kai eisêgagon diadexamenoi oi pateres êmôn meta IĒSOUS (Ἰησοῦς) en tê kataschesei tôn ethnôn ôn exôsen o theos apo prosôpou tôn paterôn êmôn eôs tôn êmerôn ab=dauid ts=dabid)

      Hebreus 4:8 Porque, se Josué lhes houvesse dado repouso, não falaria depois de outro dia.

      (ei gar autous IĒSOUS (Ἰησοῦς) katepausen ouk an peri allês elalei meta tauta êmeras)

      O nome de Jesus deveria ser Josué ou não? Por quê ficou sendo Jesus?

      Excluir
    5. É porque "Josué" é o nome transliterado do hebraico, enquanto "Jesus" é do grego. Se Jesus fosse um personagem do AT as Bíblias em português também verteriam para "Josué" (e vice-versa, no caso de se Josué fosse do NT). Devemos lembrar que o AT foi escrito em hebraico e o NT em grego. Se eu nascesse nos EUA eu seria "Luke" em vez de "Lucas", é o mesmo caso de Josué/Jesus.

      Excluir
    6. É exatamente isso que essas pessoas não entendem e acham que o problema está meramente em um nome, e como vc bem disse em resposta a meu comentário, tudo começou com uma birra e frustração com a igreja em que eles faziam parte, daí a coisa só veio a deslanchar de vez. É tudo uma questão de adaptação do nome á língua local e fazem disso um verdadeiro “ordeal”.

      Excluir
  12. Muito bem explicado!

    ResponderExcluir
  13. to esperando o artigo sobre a pena de morte diante da declaração do papa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sei se vou escrever sobre isso, mas vou pensar no caso.

      Excluir
  14. Paz do Senhor
    Excelente texto (como sempre)
    Por falar nisso, outro texto que eles pegam é das duas ursas só porque os jovens chamaram de careca o servo de Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! Sobre o texto das ursas, há uma explicação bem razoável do caso na obra de Norman Geisler e Thomas Howe, "Manual Popular de Dúvidas, Enigmas e 'Contradições' da Bíblia". Abs!

      Excluir
  15. Esse é um dos poucos vídeos do Fábio Sabino que não contém heresia. Isso é raro de se ver. Gostei dessa aula dele.

    https://www.youtube.com/watch?v=Q7LkrCrmQAo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem diria... se bem que é de 2012, acho que nessa época ele não era tão herege :D

      Excluir
  16. Banzolao parabéns pelo excelente artigo desmontando mais um argumento ateu contra a Bíblia, aprecio bastante seus artigos apologéticos em defesa do cristianismo tanto rebatendo argumentos ateus quanto católicos se bem que no Brasil é necessário mais combater doutrinas católicas já que o nosso país desde existe como estado sempre foi católico inclusive se não fosse pelo fim da monarquia seria oficialmenre católico até hoje e o ateismoappr aqui é inexpressivo,você citou em uma resposta de outro post a entrevista do Nando Moura com o Luiz Philippe e naonentendo o porque dele gostar tanto de monarquia e sempre defender o carolicismo sendo que ao que consta ele nem teve uma criação católica, ele já falou que o seu pai era ateu e ele próprio foi ateu durante a sua adolescência e eu já vi ele fazer alguns vídeos dele refletindo sobre Cristo que sao muito bons, sobre como q se aproximar de Cristo o fez repensar conceitos, pois antes ele era um esquerdista ateu que defendia o aborto e não tinha nenhum respeito pela família e religioes,eu penso que ele até tem potencial para ser um excelente líder conservador mas se perde ao defender monarquia e catolicismo cegamente, é estranho uma pessoa que teve uma formação esquerdista totalmente ateia e secular e que de certa forma teve um encontro com Cristo e abandonou as pautas de esquerda se prender tao cegamente ao catolicismo que exalta mais Maria e Cristo ao menos eu nunca vi ele falar de Maria e de santos em videos, e nuncanvi nenhuma imagem de idolatria na casa dele, o que me faz pensarptalvez que o ocaso dele é apenas uma ignorância de achar que o catolicismo é a base civilização ocidental, de que ele gosta da Igreja Catplica muito mais pelo que ele acha que ela representa do que propriamenre ppr uma devocao que talvez ele nem tenha por Maria e os santos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema dele é um só: olavismo, uma doença das mais difíceis de se curar.

      Excluir
    2. Eu noto que há pessoas na direita que conseguem ter uma visão crítica do Olavo como o Rodrigo Constantino, o Julio Severo, o Marco Antônio Villa, no entanto como o Nando Moura depois de uma bonita história de conversão caiu nesse fanatismo, porque a criação dele foi ateia e esquerdistae seu pai Antônio Luiz Cagnin era um professor da FFLCH na USP, notorio centro de doutrinação esquerdista e ateu, o próprio Nando disse que nos últimos anos de vida ele cansado dos inúmeros escândalos dos governos petistas virou antipetista mas nunca renunciou ao ateísmo morreu ateu, o Nando teve essa influência e depois de umas reflexões virou cristao mas deixar o ateísmo esquerdista e virar olavista da no mesmo ele não aproveitou o encontro que teve com Cristo

      Excluir
    3. Pois é, acontece com muita gente. Se libertam do ateísmo, então procuram uma "referência cristã" e encontram a seita olavete, que é igual ou pior.

      Excluir
  17. Lucas, gostaria de me inscrever para receber os novos artigos por e-mail mas não estou achando nada no site sobre isso. Meu e-mail é: silascandidojunior@gmail.com. Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu desabilitei o modo de artigos por e-mail porque não estava dando certo, pouca gente usa e-mail e ainda por cima estava dando problema e os e-mails não estavam chegando. Em seu lugar eu ativei o sininho vermelho, que você deve estar vendo no canto direito embaixo, que se você ativar os artigos novos vão chegar na área de trabalho mesmo (uma notificação com o título do artigo, que você clica se quiser). A versão em celular não funciona aqui, mas funciona no "Heresias Católicas", então para driblar esse problema você pode entrar em heresiascatolicas.blogspot.com, ativar o sininho de lá e as notificações vão chegar desse aqui. Mas não siga os dois ao mesmo tempo senão vão chegar duas notificações diferentes do mesmo artigo em momentos diferentes do dia. Abs!

      Excluir
  18. Amigo do Banzolão3 de agosto de 2018 12:43

    Banzolião, qual a diferença entre um poste e uma mulher grávida? :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe me intrometer, mas essa é bem velha: "O poste dá luz em cima e a mulher da a luz embaixo"

      Excluir
    2. Amigo do Banzolão3 de agosto de 2018 21:27

      O poste da a luz em pé, e a mulher dá a luz deitada :)

      Excluir
    3. Essa já estava manjada (vide o comentário acima). Quero ver piada nova, sei que você é capaz! :)

      Excluir
  19. parabens pelo trabalho lucas continui assim

    ResponderExcluir
  20. Lucas, infelizmente o canal terça livre teve a ideia de traduzir o vídeo desta americano que é claramente um conservador extremista (e como sabemos tudo em extremo é péssimo, vide os "conservadores" católicos brasileiros), e que pelo que pude analisar sobre este tipo de conservador, que existem principalmente nos EUA e Europa, eles resumem toda a guerra cultural e politica a apenas uma guerra de raças, na qual apenas os brancos detêm a "liberdade, o capitalismo, a moralidade, as bases do ocidente" e todos as pessoas de outras etnias vivem em países pobres e miseráveis e se viverem nos países ocidentais, "vão tornar estes países tão ruins quando o deles", e eles também falam que os brancos de esquerda são "traidores da raça" que deveriam ser mandados para os países de terceiro mundo, alem de é claro falarem que os judeus estão conspirando para destruir o Ocidente através das politicas de esquerda e da imigração, que segundo estes extremistas, "visa destruir a população branca e consequentemente a civilização. Ta aqui o vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=hTQdIQIIFY4

    OBS: O Terça Livre tentou explicar estas partes racistas do vídeo na descrição, onde falam que o vídeo é apenas a visão de um americano sobre a situação aqui, pois ele vive em um pais onde a tensão racial é muito maior do que aqui no brasil. E outra coisa que o cara do vídeo ta desatualizado pois ele pega uma frase do Bolsonaro dita la em 2011, que ele diz que "prefere que o filho morra do que seja gay" (e o cara do vídeo concorda) mas o Bolsonaro já se arrependeu profundamente de ter dito isso e mudou muito a sua postura em relação a que tinha no passado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pior foi ele ter associado o movimento separatista do sul a uma causa racial, quando todos sabemos que não tem nada a ver com isso. Ou seja, basicamente chamou todos os sulistas de racistas (embora na cabeça dele isso fosse um elogio). E ainda inventou uma fake news a mais pro Bolsonaro (essa que você citou), como se as disseminadas pela esquerda já não fossem suficiente. Enfim, acho que o "Terça Livre" está prestando um grande serviço à esquerda com esse vídeo; se um esquerdista ou até mesmo um centrista ou indeciso assistir este vídeo, vai ter convicção em não votar em Bolsonaro.

      Excluir
  21. Muitos teólogos falam mal da Nova Versão Internacional. De qualquer forma. os editores da NVI usaram o termo "violentar",o que descontextualiza os versículos 28 e 29. Coisa que não deveria acontecer. Isso não continua sendo um ERRO(ou seja,botaria em cheque a inerrância da bíblia)?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só coloca em xeque a "inerrância" da NVI.

      Excluir
  22. Lucas, porque a maior parte das celebridades (no geral atores) apoia as pautas da esquerda como a legalização do aborto, casamento homossexual, liberação das drogas, politicamente correto e o desarmamento? Será que elas fazem isso pra causar polêmica (e se autopromoverem com isso) ou simplesmente porque são convictamente de esquerda? Sinceramente não tô nem aí se eles são de esquerda, mas Eu queria saber porque a esquerda é tão forte no meio artístico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso acontece porque essas emissores são reconhecidamente esquerdistas e fazem militância pela pauta esquerdista, mas obviamente não vão usar um redator desconhecido e muito menos o dono da emissora pra fazer propaganda, vão usar seus atores "globais" que são idolatrados por muita gente. Eu tenho certeza que há muitas celebridades de direita (ou pelo menos que não são de esquerda) e conheço algumas, mas elas não podem falar o que pensam senão tem a cabeça cortada na emissora, então tem que fingir que não são ou não falar de política publicamente, enquanto os de esquerda tem não apenas a liberdade para expressar suas convicções políticas como ainda são incentivadas a isso. É lamentável.

      Excluir
    2. Mas a Globo ter se tornado de esquerda foi algo recente, porque quando ela surgiu em 1965 na época do regime militar ela sempre apoiou esse regime,e mesmo depois do fim desre em 1989 elesnapoiaeam o Collor contra o Lula, e conheço muitos petidtas que odeiam a Globo até hoje por conta dessa oposicsoofeita a eles no passado.

      Excluir
    3. Isso aí já faz décadas, de lá pra cá a Globo é esquerdista de carteirinha e tudo.

      Excluir
  23. Quem veio primeiro o ovo ou a galinha?

    ResponderExcluir
  24. Agora sim, meu comentário sobre Deuteronômio 22:28 e 29 seria mais útil aqui do que em um outro post que não tem nada a ver com esse assunto(vide aqui: http://www.lucasbanzoli.com/2018/07/entenda-o-que-e-o-revisionismo.html#comment ) {É só procurar pelo meu comentário lá}

    Como falei naquele comentário, acho que a Bíblia de Estudo Andrews cometeu um bola fora. Mesmo assim, eu não tiro o mérito dela, pois acho ela muito boa.(Antes de perguntar, sim, sou Adventista do 7º dia)

    Deus lhes ilumine!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse artigo é devido em grande parte ao seu comentário ali ;p

      Excluir
    2. Outra coisa, isso é mais para uma pergunta pessoal do que outra coisa: Diga sua opinião sobre a IASD(Igreja Adventista do Sétimo Dia). Você acha que nós somos uma seita?(Não precisa diminuir palavras comigo; pode falar sua opinião curta e grossa) Pois, pelo que li sobre seus artigos, creio que você não considera ela uma seita. E a ICAR? Ela é uma seita? Qual a metodologia para saber qual religião cristã é uma seita?

      Deus lhe ilumine!

      Excluir
    3. Muita gente já me perguntou sobre isso e a minha resposta é sempre a mesma: eu considero a IASD como uma igreja evangélica como qualquer outra, não uma "seita" e nem a "igreja remanescente". Sobre a ICAR é uma seita sim porque ensina heresias em aspectos fundamentais para a salvação (por exemplo, incentiva a idolatria, busca uma justificação meritória, cultua defuntos e impede o contato direto do fiel com Deus através da oração ou do perdão dos pecados). Todas as igrejas possuem erros, a diferença é que algumas erram ao ponto de interferir na salvação do indivíduo, enquanto outras erram em pontos teológicos mais "periféricos", ou seja, nos pontos que não são essenciais.

      Excluir
  25. Como vc lidera com pessoas que riem do Genesis,falando que aquilo pareçe história de ficção ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles podem rir o quanto quiser, da mesma forma que a gente também poderá rir deles no dia do juízo.

      Excluir
    2. As vzs eu leio, e tenho o msm sentimento, isso abala minha fé, as vzs acho q tudo isso pode ser interpretado literalmente, o q vc acha de tudo isso ?

      Excluir
    3. Eu nunca senti minha fé "abalada" por causa de Gênesis, não vejo nada ali que Deus não fosse capaz de fazer ou criar. No máximo, se houvesse mesmo uma contradição com a ciência verdadeira, deveríamos interpretar os fatos alegoricamente, mas nem isso é necessário pois não vejo nenhuma prova concreta do evolucionismo e vejo muito mais sentido e coerência no discurso criacionista.

      Excluir
  26. Lucas, o sexo na adolescência é moralmente errado e um pecado? Não sei se você notou, mas de uns tempos pra cá o índice de gravidez na adolescência aumentou muito, aliás eu vi que a maior parte dos abortos são feitas por mulheres na faixa dos 13 aos 25 anos, aliás o que nós cristãos devemos fazer com relação a esse problema?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um adolescente não tem estrutura emocional, nem psicológica, nem intelectual e nem maturidade para cuidar de um filho, por isso geralmente os filhos que nascem de um relacionamento na adolescência acabam sendo criados pelos avós, e sabemos que a maior parte dos criminosos não nasceram em um núcleo familiar sólido com uma boa educação, mas foram "largados" por pais irresponsáveis como esses. O que nós devemos fazer é instruir os mais jovens a não se casar precocemente e nem fazer sexo antes do casamento, se essas duas coisas fossem observadas eu diria que não teríamos metade dos problemas estruturais que temos hoje.

      Excluir
  27. Comente:

    https://www.youtube.com/watch?v=uvWieDNFgIQ

    ResponderExcluir
  28. Lucas, meu comentário é um pouco extenso e tem que ser dividido em algumas partes, e é minha opinião a respeito daquele artigo seu sobre Adão e a escrita antiga.

    No passado a escrita era muito mais complexa, mas também pouquíssimas pessoas podiam aprende-las, e estas pessoas viviam a vida toda apenas aprendendo a escrita, como você já sabe, no passado a vida era bem menos diversificada, as pessoas se concentravam em apenas uma unica coisa a vida toda, desde criança só se aprendia uma coisa e assim, você se tornava um especialista naquilo. A mesma coisa com a escrita, apenas as famílias dos escribas aprendiam a escrever, e isso desde criança, desde pequenos eles só se concentravam em escrever, demorava anos, podia demorar mais de dez anos para aprenderem tudo, só que tem a questão de que eles não aprendiam mais nada alem daquilo, hoje em dia parece um absurdo uma escrita tão complicada pois nós nos acostumamos apenas a aprender a escrita de vinte e seis letras, mas também, porque fazemos outras coisas, aprendemos muito mais coisas do que as pessoas no passado, então nós temos que nos lembrar de muitas coisas e por isso aprender tudo isso de letra parece um exagero, mas para os escribas do passado, que desde a infância tinham que aprender a ler e escrever e não faziam mais nada alem disso, podiam lembrar de todas estas letras para usá-las, pois não precisavam fazer mais nada alem disso.
    Na minha teoria, apenas Adão e Eva eram muito mais inteligentes que qualquer outra pessoa, pois quando o homem estava no Éden antes do pecado ele era perfeito (não perfeito no sentido Deus, e sim perfeito conforme certas limitações físicas, ao contrario de Deus que é infinito e perfeito pois é espirito), ou seja ele provavelmente tinha um corpo perfeito e também uma mente perfeita, portanto ele sabiam muito mais do que nós e qualquer outro, eram muito inteligentes devido a esta "perfeição", e por isso Adão foi capaz de nomear vários animais por exemplo. Mas quando pecaram, o mundo se corrompeu e principalmente, a natureza humana se corrompeu, limitando o ser humano em todos os sentidos, inclusive mentalmente, não sei se Adão e Eva perderam todo aquele conhecimento extraordinário que Deus havia dado após o pecado, ou se continuaram inteligentes mas a próxima geração perdeu todo aquele conhecimento.

    ResponderExcluir
  29. Continuação do outro comentario:

    Mas o que quer que seja, apenas o homem no Éden tinha um físico e mente perfeita, mas com o pecado, se tornou extremamente limitado e decaído em todos os sentidos.
    Outra coisa é que a historiografia mostra exatamente o contrario do que você disse, antigamente as pessoas não eram mais inteligentes, e sim mais ignorantes (só você ver os métodos de torturas horríveis, a precarização da vida, proibição de medicamentos por que acreditavam que causava mal etc), isso pois as pessoas se focavam no físico, o trabalho era manual, as guerras eram manuais, e desde criança as pessoas já começavam a trabalhar, ou seja exerciam muito mais o físico do corpo, sendo assim bem mais fortes do que as pessoas nos dias de hoje, mas embora tivessem grande força física, não tinham grande força "mental", e eram bem mais ignorantes, pois como eu informei, apenas Adão no Éden podia ser perfeito tanto físico quanto mentalmente. Mas nos últimos séculos a coisa inverteu, o conhecimento que demorou séculos para ser obtido podia ser aprendido por um jovem em apenas um ano, o conhecimento acumulado pelos humanos através das eras ajudou a civilização a evoluir, tornando as pessoas mais inteligentes pois podiam absorver mais conhecimento em pouco tempo. Só que as pessoas queriam obviamente melhorar a sua vida, a deixando mais fácil e confortável, e com todo este conhecimento, começaram a construir maquinas e outras ferramentas mais uteis do que as antigas, desta forma as pessoas pararam de usar a força física, pois tudo que tinham que fazer era apenas operar maquinas, até na guerra isso mudou, pois embora os soldados ainda tentam que ter um preparamento físico, antigamente os soldados lutavam manualmente usando as espadas, mas com a modernização do mundo, passaram a usar armas de fogo, que exige bem menos esforço físico do que as armas de antigamente, mas que exigem mais esforço mental.

    ResponderExcluir
  30. Continuação do outro comentário: Todos estes fatores fez com que nós ficássemos inteligentes, mas começamos a perder força física (lembrando que pra tudo que eu falei sempre tem as exceções), pois no geral a humanidade não pode ser os dois ao mesmo tempo pois nos tornamos limitados e regulados por forças naturais devido a natureza pecaminosa que assumimos, inclusive como você já apontou, este pode ser o motivo do crescimento do ateísmo e até mesmo a aceitação do anticristo como o "salvador", pois no geral, quanto mais forte ou inteligente uma pessoa é em relação a outra, mais orgulhosa ela se sente (claro que existem muitas exceções, mas estamos falando da humanidade no geral, caída e corrupta), e a humanidade extremamente inteligente de hoje em dia a torna tão orgulhosa que ela para de achar que Deus é necessário, passa a achar que são deuses de suas próprias vidas, e que podem fazer o que quiser pois a moral bíblica é "ultrapassada" e o homem é tão inteligente que pode criar sua própria moral (como vemos isso nunca deu certo em nenhum momento da história, e é incrível que apenas a moral de Cristo é a unica que da certo, mas infelizmente até as nações que dizem seguir a moral de Cristo a corromperam colocando pensamentos de homens), então a inteligencia tem obviamente seu lado positivo, pois melhorou muito o mundo, mas também tem este lado negativo que é de nos tornamos orgulhosos, e escolhemos homens para nos salvar (como aquela idolatria a políticos e até ao futuro anticristo) ao invés de escolhermos Deus, que é quem realmente nos salva de nossos pecados e dores que sentimos neste mundo limitado.

    Resumindo eu discordo de você no ponto que o ser humano permaneceu com grande inteligencia por algum tempo após o pecado, pois isso não tem muito sentido, as grandes construções antigas e a escrita complicada se deve ao fato das pessoas viverem a vida para aquilo, um engenheiro de hoje em dia não vive só falando de engenharia, um professor de gramatica não vive só falando de gramatica, mas naquela época, estas pessoas só faziam isso a vida toda pois estava "destinadas" a isso conforme fosse a profissão dos familiares, por isso a concentração em apenas um único objetivo fez com que grandes obras fosse produzido e a escrita complexa surgisse, mas ninguém mais alem deles podia entender nada daquilo, ao contrario de hoje que mesmo não sendo formado em determinada área, podemos ter um conhecimento básico sobre tudo, não sendo mais limitado a apenas uma só tarefa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, eu não costumo permitir comentários tão longos como esse (dividido em três partes) porque não tenho tempo para responder apropriadamente a um conteúdo tão longo, mas como você foi educado em sua discordância vou responder aqui de forma resumida:

      1) O meu ponto sobre a humanidade antiga (pré-diluviana, principalmente) manter a inteligência de Adão e Eva (ao menos parcialmente) tem um fundamento, que tem a ver com a idade que os homens continuaram vivendo mesmo depois do pecado (eu abordo isso no vídeo). A média de idade dos personagens bíblicos até o dilúvio é de 912 anos, a “margem de erro” não era muito grande (ninguém chegou a mais que 969 ou a menos que 800 e tantos, exceto Enoque por não ter morrido e outros que foram assassinados antes), ou seja, o pecado não afetou o longo tempo de vida que eles desfrutavam na época e a explicação bíblica para isso (nos primeiros versos de Gn 6) é justamente porque o Espírito de Deus estava sobre eles.

      2) Se o Espírito de Deus no corpo das pessoas daquela época lhes permitia ter uma vantagem física (no caso a vida longa), é perfeitamente possível que também lhes desse também outras vantagens físicas (como a superinteligência). Isso explicaria a superinteligência de Adão – Deus o criou assim através do seu Espírito. Particularmente acho difícil que a influência do Espírito de Deus não envolvesse o aspecto cerebral também, que faz parte essencial do corpo. Pegue como exemplo o caso que você citou (do nome de todos os animais), se Adão tivesse perdido essa capacidade ao pecar, essa nomeação anterior teria sido inútil pois ele se esqueceria de tudo, ou então os seus descendentes teriam se esquecido de tudo. Mas não parece ter sido o caso. Tanto ele como os seus descendentes continuaram tendo uma capacidade cerebral maior (ou melhor usada) do que uma pessoa comum nos dias de hoje, e se lembraram de tudo o que Adão nomeou no jardim, a despeito da entrada do pecado.

      3) Se a minha tese está certa e de fato a capacidade cerebral estava diretamente relacionada com o fato deles conseguirem viver muito mais (e tudo isso propiciado pelo Espírito de Deus), então a coisa começou a desandar depois do dilúvio, mas mesmo assim não foi de uma forma radical (de uma hora para outra). Os patriarcas, por exemplo, que já eram pós-diluvianos, continuavam vivendo centenas de anos (embora bem menos que os pré-diluvianos), o próprio Moisés viveu 120, ou seja, essa mudança não aconteceu de uma hora pra outra, ela foi acontecendo aos poucos. Isso explica por que os antigos egípcios conseguiram construir as pirâmides do Egito, cuja complexidade e dificuldade era tão gigante que muitos criaram teorias de conspiração de aliens e coisas do tipo. Sem a tecnologia moderna, apenas uma inteligência acima do comum poderia justificar uma técnica tão precisa para coisas que os antigos conseguiam fazer, e que nós jamais conseguiríamos. Isso não bate com a “ignorância” que você descreve a respeito deles.

      Excluir
    2. 4) Falando nisso, grande parte da sua descrição sobre a ignorância dos povos antigos é verdadeira, mas é um estereótipo da Idade Média e de parte da Idade Antiga, ou seja, é da época em que a capacidade cerebral do ser humano já tinha baixado para o que somos hoje, não do período em que eu abordo no artigo (de milhares de anos antes de Cristo). Hoje nós somos “mais inteligentes” por causa do acúmulo de conhecimento ao longo das eras e em função das novas tecnologias, e não por uma capacidade cerebral inata; diferentemente dos antigos, que conseguiam façanhas sem nenhuma tecnologia de ponta e sem todo esse conhecimento acumulado que temos hoje.

      5) É verdade que os antigos costumavam focar mais em uma área da vida e trabalhavam nisso a vida toda, mas isso ainda não explica a incrível capacidade de decorar idiomas infinitamente mais complexos do que os atuais, com dezenas de milhares de símbolos e complexidades sem fim. Mesmo levando em consideração o fato de que eles trabalhavam muito mais nisso do que nós nos dias de hoje, os estudiosos ainda assim se surpreendem com o fato, que não seria possível se eles fossem tão ignorantes ou atrasados intelectualmente falando. Sem falar que ninguém vivia “apenas” disso, sempre os humanos dividiram o seu tempo com outras atividades naturais e básicas como a criação de filhos, a vida conjugal, comer e beber, práticas de esporte e lazer (ainda que bem diferentes das atuais), comércio, dormir e etc. Eles não ficavam 24h por dia decorando o seu próprio alfabeto, e eu acho bem improvável que limitados do jeito que você diz que eram eles fariam questão de inventar alfabetos tão mais complexos do que os dos dias de hoje, quando lhes seria muito mais fácil e prático criar um alfabeto mais modesto e com menos dificuldades.

      Eu não vou prolongar essa discussão, mas se quiser, fique a vontade para fazer suas considerações finais.

      Excluir
    3. Obrigado por sua resposta Lucas, é que eu gosto de ver diversas opiniões diferentes sobre um assunto, e eu achei bem interessante o que você escreveu no artigo e falou agora, pois eu nunca vi mais ninguém falando isso (talvez um cristão ou outro), de que por um período no inicio da idade antiga o ser humano tinha tamanho conhecimento e mais força física que explicaria muitas destas coisas antigas como o complexo alfabeto e as grandes construções. Irei refletir sobre este assunto, valeu ai por tudo.

      Excluir
  31. Você já leu quantos livros do Bart Ehrman? O que achou?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já li uns dois. Ele é bem inteligente e capaz, mas chega a conclusões erradas por causa das premissas erradas que tem. Para ele o NT só poderia ser confiável se tivéssemos os originais, quando isso é impossível em se tratando de mundo antigo (não temos os originais de nenhum documento antigo, mas nem por isso deixamos de confiar neles, ao menos historicamente falando). Por isso, embora ele traga muitas informações e dados úteis, ele não se sai bem em debates de crítica textual com o Daniel Wallace (ao menos não na minha visão), que tem uma premissa bem mais razoável.

      Excluir
  32. Lucas com a recusa da Janaína para vice de Bolsonaro ,agora deu lugar ao "príncipe" e agora vai votar no Bolsonaro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se se confirmar o príncipe, ene-a-ô-tio.

      Excluir
  33. Lucas como responder as acusações romanistas ?
    1) Não poderia haver sola Scriputura na igreja primitiva pois nem todos os livros do NT estavam escritos
    2) Foi a igreja que selecionou os livros dos cânon logo sem igreja sem cânon e assim os livros não poderiam estar bem definidos. Logo sem igreja sem NT confiável ou completo .
    3) E possível reconhecer a tradição oral através dos documentos dos pais mais antigos ?
    Como responder ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo isso já é respondido exaustivamente no meu livro "Em Defesa da Sola Scriptura" (cujo pdf você pode baixar de graça na página dos livros, link abaixo):

      http://www.lucasbanzoli.com/2017/04/0.html

      Mas para não deixar sem resposta, vou resumir ponto a ponto:

      1) Em primeiro lugar, o fato da Escritura não estar “concluída” totalmente não significa que ela não pudesse ser seguida. Por exemplo, eu já morava na minha casa desde muito antes dela estar “completa” (durante muito tempo a casa esteve em construção e só a parte debaixo estava construída, só depois de anos é que terminaram de construir em cima, mas eu já morava na casa antes). Da mesma forma, os judeus e cristãos não precisaram esperar toda a Escritura estar completa para poder seguir o que já havia sido escrito até aquele momento e tomar aquilo como regra de fé. E em segundo lugar, nenhum protestante tem problema em acreditar no que um apóstolo pregou oralmente, desde que se prove que esse apóstolo pregou mesmo tal coisa. Infelizmente, como nós não temos vídeos nem áudios dos apóstolos pregando qualquer coisa no século I, a única coisa que nos resta é o que eles ESCREVERAM, ou seja, a Escritura. Por isso “Sola” Scriptura (=somente as Escrituras).

      2) Primeiro que a Igreja que formulou o cânon não é a Igreja Romana, segundo que a Igreja não “criou” um cânon mas apenas reconheceu um, terceiro que os judeus reconheceram o cânon do AT e foram responsáveis pela elaboração e escrita dos seus livros numa época em que sequer existia Igreja e nem por isso devemos ser judeus, quarto que o fato dos deputados aprovarem uma Constituição não os deixa acima da lei (da mesma forma que concílios ou Pais da Igreja que reconhecem o cânon bíblico não os deixa acima da Bíblia), e quinto que isso não tem nada a ver com Sola Scriptura já que a Sola Scriptura diz respeito às DOUTRINAS cristãs, e o cânon em si não é uma doutrina, e sim o lugar onde essas doutrinas estão.

      3) Não, e a prova disso é que os Pais entravam em contradição entre si inúmeras vezes sobre diversos assuntos, e até hoje a tradição no Oriente (da Igreja Ortodoxa) é bastante diferente das tradições do Ocidente (da Igreja Romana). Ademais, se a tradição dos Pais fosse usada como base para fundamentar qualquer doutrina, teríamos que excluir pelo menos a metade das doutrinas católicas que só encontram um amparo parcial e tardio na patrística ou que foram rejeitadas por todos os Pais da Igreja, como o dogma da imaculada conceição. Em suma, usar a patrística para definir a tradição e consequentemente a doutrina é além de algo irresponsável um tiro no pé. Os próprios Pais escreviam e reconheciam que seus escritos estavam muito abaixo da Escritura e se submetiam à Escritura como autoridade suprema, eram tão Sola Scripturistas quanto os protestantes.

      Excluir
  34. Fala Lucas Blz? Graça e Paz. Cara, preciso que vc me tire outra dúvida, dessa vez vi um post no Youtube na Aba "comunidade" e vi um JUDEU tentando "provar", que Jesus "não", era o Messias usando uns textos do antigo testamento. Queria que vc analisasse eles para mim:

    Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria?

    Números 23:19

    De acordo com ele isso "prova", que Jesus não era o Messias, eu queria uma explicação tbm meu irmão.

    Outro texto é:

    Não confieis em príncipe, nem no filho do homem, em quem não há salvação

    Salmos 146:3

    Poderia analisar esse também pf?

    Só para ressaltar, sempre quando um JUDEU fica tentando "provar", que Jesus não era o Messias, tem uma passagem que vem a minha cabeça:

    10 Porquanto, na verdade, o que, outrora, foi glorificado, neste respeito, já não resplandece, diante da atual sobreexcelente glória.

    11 Porque, se o que se desvanecia teve sua glória, muito mais glória tem o que é permanente.

    12 Tendo, pois, tal esperança, servimo-nos de muita ousadia no falar.

    13 E não somos como Moisés, que punha véu sobre a face, para que os filhos de Israel não atentassem na terminação do que se desvanecia.

    14 Mas os sentidos deles se embotaram. Pois até ao dia de hoje, quando fazem a leitura da antiga aliança, o mesmo véu permanece, não lhes sendo revelado que, em Cristo, é removido.

    15 Mas até hoje, quando é lido Moisés, o véu está posto sobre o coração deles.

    16 Quando, porém, algum deles se converte ao Senhor, o véu lhe é retirado.

    17 Ora, o Senhor é o Espírito; e, onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade.

    18 E todos nós, com o rosto desvendado, contemplando, como por espelho, a glória do Senhor, somos transformados, de glória em glória, na sua própria imagem, como pelo Senhor, o Espírito.

    2 Coríntios 3:10-18

    Foque nos versículos 15-18

    Graça e Paz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria?"

      Tem duas coisas para comentar aqui: primeiro que o texto usa o tempo verbal no presente, e de fato nem Jesus era homem quando o versículo foi escrito, então mesmo Jesus se tornando homem tempos mais tarde estaria totalmente correto dizer NAQUELE momento que Deus não É homem (porque não era homem mesmo). Em segundo lugar, Isaías diz que a virgem daria luz a alguém que seria (entre outras coisas) DEUS FORTE e PAI DA ETERNIDADE (Is 9:6), o que prova que o Messias viria como um homem e que seria o próprio Deus entre nós.

      "Não confieis em príncipe, nem no filho do homem, em quem não há salvação"

      É a mesma coisa do anterior. O salmista pede que não confiemos em príncipes nem em filhos de homens porque neles não HÁ salvação, mas disse isso numa época em que Jesus não era homem e nem filho do homem. O sentido é apenas que aqueles homens pecadores da época em que Davi escrevia não tinham o poder de salvar ninguém (e não tinham mesmo). Ele por si só não nos diz nada sobre a natureza do Messias que viria para salvar o mundo de seus pecados e nos dar vida eterna.

      Abs!

      Excluir
  35. Amigo do Banzolão5 de agosto de 2018 00:08

    Banzolão, qual a diferença entre um jumento e uma jumenta? :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo do Banzolão5 de agosto de 2018 02:38

      A jumenta tem quatro pernas, e o jumento tem cinco.

      Kkk

      Excluir
    2. Não entendi a piada, sou muito lerdo (acho que o jumento sou eu).

      Excluir
    3. kkkk acho que tem haver com aquele jumento de cinco patas da idade média se não me engano.

      Excluir
    4. Amigo do Banzolão5 de agosto de 2018 22:14

      "acho que o jumento sou eu"

      Que nada, rapaz kkk.

      Pois é, se vocês não sabiam os jumentos tem 5 pernas. Mas as vezes eles escondem uma delas. Dêem uma olhada na 5ª "perna" deles kkkk

      http://3.bp.blogspot.com/-7IrzL2q8bMM/Ux3fdIdpDyI/AAAAAAAAMzM/AhabClNN6FE/s1600/jumento.jpg

      Excluir
    5. Eu até suspeitei que fosse isso, mas custei a acreditar que seria uma baixaria dessas kkkk

      Excluir
    6. Amigo do Banzolão6 de agosto de 2018 00:24

      kkkkkk

      Excluir
  36. Lucas se lembra dos comentarios que eu te fiz sobre os escolasticos???? Pesquisando eu achei isso:
    https://www.mises.org.br/Article.aspx?id=107
    https://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1548
    https://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1694
    https://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1699

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso aí é apenas revisionismo católico proselitista que nenhum estudioso leva a sério. Qualquer um que tenha pelo menos lido um único livro de história medieval ou sobre a história da economia consegue perceber as fraudes. Sim, é verdade que houve um ou outro escolástico (ou "pós-escolástico", como eles chamam) que defendeu um conceito mais próximo de livre-mercado, mas a visão predominante entre a ESMAGADORA maioria deles era justamente no sentido oposto, por isso concretamente a sociedade católica em que viviam beirava o ridículo em termos econômicos. Eram os mais atrasados do mundo, vivendo em um sistema de feudalismo que era o que mais podia se distanciar do capitalismo, proibindo o juros, a "usura" e por vezes a própria atividade de mercador, e construindo as sociedades mais atrasadas do mundo da época.

      Depois da Reforma os países protestantes adotaram o liberalismo econômico, impulsionaram o capitalismo e se desenvolveram como ninguém mais, e as sociedades católicas se mantiveram estatizantes, burocráticas e completamente atrasadas, muito mais do que são hoje - são os fatos puro e simples, e tentar negar isso com canetada ou filosofia não vai resolver nada. Os próprios Estados Papais falam por si só: entre os estados católicos da Europa, eram simplesmente os mais estatistas e atrasados de todos; viviam no século XVIII como se ainda estivessem na Idade Média, e a população morria na pobreza e na miséria mais que em qualquer parte. Eu vou escrever muito sobre isso no segundo volume do meu livro sobre a Reforma, mas o fato é que a escolástica foi um verdadeiro desastre também no campo da economia (exceções sempre existem, mas via de regra foi o que mais contribuiu para a visão esquerdista de economia, que prevalece até hoje).

      Excluir
    2. Eu li por cima esse primeiro artigo do Mises e fiquei foi impressionada com a tentativa de montar uma narrativa para a todo custo enaltecer o catolicismo. Deus meu, eles n tem limites. Devemos o capitalismo aos católicos agora? Lol. Revisionismo porco.
      A pérola foi relacionarem protestantismo com socialismo (!) e autoritarianismo (!!), parei ali pq meus olhos já estavam queimando.
      Como vem rendendo a obra do Weber.

      Excluir
    3. Qualquer coisa boa eles fazem revisionismo e atrelam ao catolicismo, e qualquer coisa ruim eles fazem revisionismo e atrelam ao protestantismo, já ficou ridículo isso, patético demais. Até a Rede Globo assume seus erros do passado, admitem que apoiaram o golpe militar de 64 e tudo mais, mas eles não, não são honestos o suficiente para assumir que estragaram a sociedade da época porque precisam passar a imagem de que são infalíveis. O mais engraçado é que hoje qualquer um faz revisionismo de qualquer coisa: já vi ancap fazendo revisionismo pra transformar a ICAR em anarquista, direitista transformando em de direita, comunista transformando em extrema-esquerda, qualquer um agora pode revisar a história à sua maneira e escrever as m**** que quiser, que sempre vai ter burros que vão aceitar acriticamente, é triste... :(

      Excluir
    4. "Depois da Reforma os países protestantes adotaram o liberalismo econômico, impulsionaram o capitalismo e se desenvolveram como ninguém mais, e as sociedades católicas se mantiveram estatizantes, burocráticas e completamente atrasadas, muito mais do que são hoje"

      Isso foi uma das coisas que mais me deixou confuso Lucas. No seu Artigo "Lutero era antissemita e o protestantismo foi o precursor do nazismo?" vc disse que os Luteranos continuaram com a ideia de que a os Juros e o Lucro fosse um pecado. Como eles desenvolveram o Liberalismo economico se continuavam com a mesma visao retrogada que Roma tinha sobre o Lucro??? Tbm fiquei com duvidas sobre a Suica, no artigo "Caça às bruxas: como era e quem matou mais" vc disse que esse país em questao nunca teve uma populacao majoritariamente Protestante. Para os catocas esse foi um dos motivos que Teoria do Weber está errada. Afinal, como um país que sempre foi catolico conseguiu chegar a prosperidade economica que vemos hoje???? :/
      Outra coisa é que esses artigos nao foram escritos por "Apologistas" Bobalhões como o Cris Macabeus ou a Condessa Peppa Pig, mas sim por pessoas de renome como o Muray Rothbar e o Thomas Woods
      Lembrando que o Woods é PHD em historia e sempre lutou contra os cristãos que são contra o Livre Mercado, e o Roth foi um economista renomado. E Ambos defendem que o catolicismo que criou o capitalismo e a escola de Economia Austriaca.

      Excluir
    5. "Isso foi uma das coisas que mais me deixou confuso Lucas. No seu Artigo "Lutero era antissemita e o protestantismo foi o precursor do nazismo?" vc disse que os Luteranos continuaram com a ideia de que a os Juros e o Lucro fosse um pecado. Como eles desenvolveram o Liberalismo economico se continuavam com a mesma visao retrogada que Roma tinha sobre o Lucro???"

      Os luteranos sim, os calvinistas não. De todo modo, a questão de juros é apenas um dos muitos fatores que impedia o desenvolvimento, eu diria que não representa mais do que uns 20% do todo, havia muito mais do que isso que emperrava os avanços (por exemplo, a ICAR recriminava a própria profissão de mercador), e o luteranismo tirou esses outros empecilhos. Por isso os estados do norte da Alemanha (protestantes) eram bem mais desenvolvidos que os do sul (católicos). Eu vou explicar tudo isso direitinho no livro, com citações, dados e tudo mais.

      "Tbm fiquei com duvidas sobre a Suica, no artigo "Caça às bruxas: como era e quem matou mais" vc disse que esse país em questao nunca teve uma populacao majoritariamente Protestante. Para os catocas esse foi um dos motivos que Teoria do Weber está errada. Afinal, como um país que sempre foi catolico conseguiu chegar a prosperidade economica que vemos hoje???"

      Eu não disse que "nunca" foi majoritariamente protestante, disse que não era na época em que matava bruxas (ou seja, séculos XV e XVI). Posteriormente a Suíça passou a ter maioria protestante, mas mesmo naquele período inicial os estados protestantes da Suíça alavancaram o crescimento econômico do país, tal como no caso alemão. Pra você ter ideia, até na França católica o progresso econômico era garantido graças à minoria protestante (os 10% de huguenotes).

      "Outra coisa é que esses artigos nao foram escritos por "Apologistas" Bobalhões como o Cris Macabeus ou a Condessa Peppa Pig, mas sim por pessoas de renome como o Muray Rothbar e o Thomas Woods"

      Woods é piada no meio acadêmico, não é porque ele tem um doutorado e escreveu um livro que ele é uma fonte séria, tem um monte de revisionista do holocausto que tem doutorado também. O importante é saber se o meio acadêmico (ou seja, seus pares) concordam com ele, e em sua esmagadora maioria a resposta é um sonoro não. Thomas Woods é inteiramente incapaz de citar em seu favor sequer meia dúzia de seus colegas de Harvard ou de qualquer outra universidade. É apenas alguém que faz uso do seu diploma para passar um falso senso de credibilidade quando não tem nenhum. Escolher entre Woods e Weber pode ser uma pergunta difícil para alguns leigos, mas para academia a própria pergunta chega a ser ridícula. E a propósito, tem teólogo da libertação com doutorado também e defendendo que a ICAR é de esquerda, anticapitalista e coisa do tipo, é o mesmo caso do Woods, só que ao reverso. Cada um manipula as fontes e torce os fatos ao seu bel-prazer para tornar a Igreja Romana aquilo que eles desejariam que fosse.

      Excluir
    6. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    7. Eu não entendi, qual a razão de repetir o mesmo comentário que eu já respondi acima?

      Excluir
    8. Foi mal, tinha postado duas vezes sem ver ^^

      Excluir
  37. Amigo do Banzolão5 de agosto de 2018 02:40

    Banzolão, você sabe quem eu sou? :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que eu sei. Você é o amigo daquele cara lá, o Banzolão.

      Excluir
    2. Amigo do Banzolão5 de agosto de 2018 21:54

      Kkkkkkk

      "Amigo do Banzolão" é o personagem que eu criei pra comentar aqui, só pra brincar mesmo. Me refiro a eu mesmo, por trás do personagem :)

      Excluir
    3. Ah, eu pensei que seu nome de nascimento fosse "Amigo do Banzolão" mesmo, que decepção saber que não é o caso :(((

      Excluir
    4. Amigo do Banzolão6 de agosto de 2018 00:23

      kkkkk

      Você não tem nenhuma ideia de quem eu sou? Nem suspeitas? :)

      Excluir
    5. Amigo do Banzolão6 de agosto de 2018 18:08

      "Tenho uma suspeita sim"

      Sério? Kkk

      Quem sou eu? Diga o nome e as razões pelas quais você acha que é essa pessoa. Quero ver se você é detetive mesmo :D

      Excluir
    6. Nome: Carlos Alberto de Nóbrega. Razão: para ter piadas tão boas, só pode ser ele.

      Excluir
    7. Amigo do Banzolão6 de agosto de 2018 23:35

      "Nome: Carlos Alberto de Nóbrega. Razão: para ter piadas tão boas, só pode ser ele"

      Errou. Pelo visto você não sabe mesmo. É bom isso, pelo menos continuo com o meu personagem. Mas não sou estranho: você me conhece. Já conversei com você pelo Facebook, e as vezes comento aqui com minha conta, usando foto no perfil kkk.

      Excluir
    8. Errei nada, é o Carlos Alberto escondido aí, só não quer falar.

      Excluir
    9. Amigo do Banzolão7 de agosto de 2018 11:33

      Não sou aquele velho feio kkk. Deus me livre.

      Excluir
  38. Parabéns Lucas, excelente artigo. Como sempre. Kkkk

    ResponderExcluir
  39. Lucas, mandei uma mensagem inbox no facebook para você. Depois olha lá, até mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, eu não sei quem você é mas respondi os inbox hoje a noite, confirma aí se você foi respondido(a). Abs!

      Excluir

Deixe o seu comentário. Sua participação é importante e será publicada após passar pela moderação. Todos os tipos de comentários ou perguntas educadas sobre qualquer assunto são bem-vindas e serão respondidas cordialmente, mas comentários desrespeitosos não serão publicados. Confrontamentos e discussões são aceitos, desde que saia do anonimato.